Você está na página 1de 3

CURSO DE GESTAO E DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS

PRIMEIRA AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA/17.10.2020

Nome de Formando: Arnaldo Luís Macupe


Nível académico: Licenciado
Distrito que morra: Cidade de Nampula

1. Gestão de Recursos Humanos é a aplicação de um conjunto de


conhecimentos e técnicas administrativas especializadas no gerenciamento
das relações das pessoas com as organizações, com o objetivo de atingir os
objetivos organizacionais, bem como proporcionar a satisfação e a realização
das pessoas envolvidas.

Objectivos: Recursos Humanos é uma área estratégica em empresas. Sua missão


é fazer com que a organização e o colaborador alcancem os seus objetivos e
mantenham uma relação trabalhista vantajosa.

2. Fases da evolução histórica de Gestão de Recursos Humanos.


Fase Contábil: os custos em primeiro lugar

Nessa fase a preocupação dos responsáveis era principalmente a respeito de


como eram controlados os custos das organizações. Os empregados eram
encarados sob a ótica contábil, quer dizer, a organização pagava pela mão
de obra e, em contrapartida, as entradas e saídas dessa conta deveriam ser
registradas contabilmente. Esta foi a fase pioneira da “gestão de pessoal”,
que teve início no século XIX e permaneceu até o início da década de 1930.

Fase Legal: estrito cumprimento da legislação

Essa fase que aconteceu entre as décadas de 1930 e 1950, teve como
marco a criação da Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT, por Getúlio
Vargas. Desde então, surgiram os direitos dos trabalhadores e a
consequente preocupação das empresas e organizações no geral em seguir
as Leis. Durante esse período foi criada também a função de Chefe de
pessoal, profissional que era o responsável por acompanhar e manter os
trabalhadores dentro das novas leis trabalhistas.

Fase Tecnicista: burocracia como sinônimo de praticidade

Nesse período que a área de RH passou a ser responsável pelo


recrutamento e seleção, treinamento, cargos e salários, higiene e segurança,
benefícios e outros. Essa fase teve sua maior ênfase entre as décadas de
1950 e 1965.

Fase Administrativa: o sindicalismo como via de proteção

Esta fase que iniciou em 1965, foi cenário de uma revolução dos
trabalhadores, implementando assim o movimento sindical. Aconteceram
muitas mudanças na área gerencial, retornando o gerente de pessoal no
lugar do gerente de relações industriais, pois neste momento o foco estava
voltado para o lado mais humanista, considerando de suma importância os
indivíduos e a relações entre eles.

Fase Estratégica: planejamento como diferencial

A metade da década de 1980 foi destacada pelo surgimento dos primeiros


programas de planejamento estratégico que estavam diretamente ligados ao
planejamento estratégico central das organizações. Foi nessa fase que o
Gerente de Recursos Humanos teve seu reconhecimento como parte da
diretoria em diversas organizações, considerando-o agora em nível
estratégico, o que antes era visto como um funcionário de terceiro escalão.

3. Os pilares de empregabilidade são: formação académica, experiência


profissional, formação complementar e networking.

Networking: os problemas humanos se resolvem com seres humanos,


desde que você cultive bons relacionamentos e saiba onde estão as pessoas.
Quem conhece pessoas adquire informações e quem tem informações tem
acesso, logo, outro grande patrimônio de um profissional é o seu
relacionamento. Uma pessoa cuidadosa registra seus relacionamentos,
cultiva-os, mostra-se solidária, atenciosa e prestativa

4. Moçambique continua sendo um dos péssimos países em desenvolvimento


devido a falta de independência económica, exclusão social e índice de
analfabetismo muito alto.

5. A importância de Networking para o desenvolvimento profissional dos jovens


hoje é:
Conviver com pessoas inspiradoras é uma oportunidade que qualquer um tem para
aprimorar ideias e fazer crescer o seu potencial criativo. Manter-se conectado é uma
forma de melhorar as oportunidades de crescimento e aprimorar
conhecimentos para alcançar os objetivos que você tem para a sua carreira.
6. De acordo com a frase acima sublinhada, as habilidades do trabalho
genérico, por mim estudas são: relacionamento interpessoal; cultura de
trabalho; inteligência emocional; habilidades de comunicação; networking;
correspondência administrativa e comercial.

7. A diferença entre trabalho e Produtividade é: a produtividade é a capacidade


de produzir mais utilizando cada vez menos tempo, minimizando a
utilização de recursos e a necessidade de mão de obra, equipamentos e
máquinas enquanto que trabalho é o conjunto de atividades ligado a
objectivos e reconhecimento pessoal. Neste sentido, não está relacionado
apenas diretamente a ganhos financeiros, mas realizações pessoais que o
indivíduo alcança ao atingir metas e objetivos.
8. Liderança é a capacidade de um indivíduo para influenciar, motivar e
habilitar outros a contribuírem para a eficácia e o sucesso das organizações
de que são membros.

8-a) As três dimensões de Liderança no campo de actuação são: Auto-liderança;


Liderança de um campo de actuação; Liderança-influência.

9. O papel de líder numa empresa é: incentivar o crescimento de cada um


dentro da organização, preservando a harmonia e o bem estar do grupo,
percebendo que o sucesso não depende somente do líder e sim de toda a
sua equipe.

9-a) Os tipos de Liderança classificam se em:

 Liderança Autocrática (Foco no Chefe);


 Líder Democrático (Foco no Líder e na Equipe);
 Líder Liberal (Foco na Equipe).

Você também pode gostar