Você está na página 1de 2

abcd

abcd
M A

7
TE

Os reinos africanos

QUESTÃO COMENTADA

(Enem-MEC/2011)

“A Lei 10.639, de 9 de janeiro de 2003, inclui no currículo dos


estabelecimentos de ensino fundamental e médio, oficiais e particulares, a
obrigatoriedade do ensino sobre História e Cultura Afro-Brasileira e
determina que o conteúdo programático incluirá o estudo da História da
África e dos africanos, a luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira
e o negro na formação da sociedade nacional, resgatando a contribuição do
povo negro nas áreas social, econômica e política pertinentes à História do
Brasil, além de instituir, no calendário escolar, o dia 20 de novembro como
data comemorativa do ‘Dia da Consciência Negra’.”

Disponível em <www.planalto.gov.br>. Acesso em 27 jul. 2010 (Adaptado).

A referida lei representa um avanço não só para a educação nacional, mas


também para a sociedade brasileira, porque 

a) legitima o ensino das ciências humanas nas escolas. 

O ensino das ciências humanas nas escolas brasileiras tem uma


longa tradição e está legitimado há muito tempo: as disciplinas de
história e geografia entraram no currículo escolar ainda no século
XIX. Os currículos atuais ainda incluem outras duas ciências
humanas: a filosofia e a sociologia. 

b) divulga conhecimentos para a população afro-brasileira. 


A inclusão obrigatória do ensino de história e cultura afro-brasileira
nos currículos dos níveis fundamental e médio dos estabelecimentos
oficiais e particulares possibilita a divulgação de tais conhecimentos
para toda a população brasileira. 

c) reforça a concepção etnocêntrica sobre a África e sua cultura. 

A inclusão de tais conhecimentos rompe com uma perspectiva


eurocêntrica da história, substituindo-a por uma visão interacionista
das diversas sociedades. 

d) garante aos afrodescendentes a igualdade no acesso à educação.

O acesso igualitário dos afrodescendentes à educação está vinculado


à obrigatoriedade da frequência escolar nos níveis fundamental e
médio e, sobretudo, a políticas de ações afirmativas que efetivem o
princípio da universalidade da escola pública até o ensino superior. 

X e) impulsiona o reconhecimento da pluralidade étnico-racial do país.

Comentários

Para resolver corretamente a questão, é necessário interpretar


bem o texto e ter conhecimentos sobre a formação multicultural do
Brasil. Destaca-se o fato de que, até o início do século XXI, os livros
didáticos pouco contemplavam a história da África pré-colonial e a
formação da cultura afro-brasileira, o que contribuiu para a
manutenção de uma visão muito limitada do continente.

Dica!

História e cultura afro-brasileiras e indígenas são temas


obrigatórios do currículo da área de ciências humanas. Fique
atento!

Você também pode gostar