Você está na página 1de 23

INSTITUTO MÉDIO POLITÉCNICO BG Nº 4196 CUBAL

CURSO DE ENERGIA E INSTALAÇÕES ELÉCTRICA


ÁREA DE ELECTRICIDADE
PROJECTO TECNOLÓGICO
13ª CLASSE

PROVA DE APTIDÃO PROFISSIONAL

PROSPOSTA DE IMPLEMENTAÇÃO DE SENSORES NOTURNOS


( RELÉS FOTOELÉTRICOS) NOS POSTES DE ILUMINAÇÃO
PÚBLICA NO MUNICÍPIO DO CUBAL

1- Francisco Katchindele Tchitekulu Huambo


2- Hilário Mukati Teixeira
3- João Simão Daniel
4- Leão Lukunde Gabriel

Cubal, 2020
INSTITUTO POLITÉCNICO Nº 4196 CUBAL
CURSO DE ENERGIA E INSTALAÇÕES ELÉCTRICA
ÁREA DE ELECTRICIDADE
PROJECTO TECNOLÓGICO

TEMA:Proposta de Implementação de sensores noturnos ( Relés


Fotoelétricos) nos Postes de Iluminação Pública no Município do Cubal.

Classe: 13ª
Turma: C
Curso: Técnico de Energia e Instalações Eléctricas
Prova de aptidão Profissional
apresentado ao Instituto Politico
BG Nº 4196, com requisito a
obtenção do titulo de Técnico
Médio de Energia e Instalações
Eléctricas.
O COORDENADOR
__________________________
Paulo Ngola Tchinanga

AUTORES:
O ORIENTADOR
_____________________________
______________________________ __________________________
______________________________
Yuri Epifânio Alexandre
______________________________

CUBAL,2020
FOLHA DE APROVAÇÃO

AUTORES:

5- Francisco Katchindele Tchitekulu Huambo


6- Hilário Mukati Teixeira
7- João Simão Daniel
8- Leão Lukunde Gabriel

TEMA:
Proposta de Implementação de Sensores Noturnos ( Relés
Fotoelétricos)
nos Postes de Iluminação Pública no Município do Cabal.

Projecto tecnológico á ser apresentado ao Instituto Politécnico do


Cabal tem como requisito para obtenção do título de Técnico Médio na
ária de Electricidade.

Orientador: Yuri Epifânio Alexandre


Aprovada com conceito ______

Cabal____/ 2020

Nome do membro de júri _________________________________

Titulação Assinatura

Nome do membro de júri__________________________________

Titulação Assinatura

Nome do membro de júri ________________________________

Titulação Assinatura
PENSAMENTO

A vida é feita de alegrias e dores, vitórias e derrotas, de mal e de bem para


todos: temos de saber gozar sem nos deixarmos embriagar e sofrer sem nos
deixarmos abater.
DEDICATÓRIA

Dedicamos este trabalho, ao nosso ente querido colega: Isidro Banco de


Castro, e aos outros colegas que não tiveram a oportunidade de continuar
com os seus estudos.
AGRADECIMENTO

Em primeiro lugar agradecemos a Deus, pai todo-poderoso, em


seguida aos nossos Pais pelo que nos têm dado, e a todos que de
forma direita ou endireita deram os seus contributos para a realização
desse trabalho.
De modo especial agradecemos ao nosso Professor orientador Yuri
Epifânio Alexandre pelo seu grande acompanhamento na realização
deste trabalho.
RESUMO
ÍNDICE
ÍNDICE DE TABELA E GRÁFICOS DE IMAGENS
SIGLAS E ABREVIATURAS
INRODUÇÃO

A energia eléctrica, constitui um dos elementos preponderantes para


desenvolvimento de um país. Visto que, para o funcionamento das
grandes máquinas, bem como para que seja possível a vida nas
grandes cidades e não só, é necessário a existência da energia
eléctrica. Por isso é que desde os primeiros tempos sempre se
procurou dominar a energia, por forma que essa possa ser gerida com
eficiência e segurança, da melhor forma possível aproveitada, com
bases no conforto e economia.
Quando falamos de automação de residências, processos industrias e
outros locas mais, sem dúvidas que os sensores estão presentes, pós
eles são peças fundamentais para a automação. Devido à importância
e grandes variedades de sensores existentes.
E já A energia eléctrica, constitui um dos elementos preponderantes
para o já em sistemas que se pretendem evitar o desperdício de
energia, ou onde é necessário a automatização de iluminadores, criou-
se diversos tipos de aparelhos, que de maneira eficazes mantêm o
accionamento dos iluminadores em momentos oportunos, como em
períodos noturnos, ou em momentos de baixas luminosidade ambiente.

JUSTIFICATIVO DO TRABALHO
O grupo escolheu este tema pelo seu grande impacto que ele
oferece na inovação e complementação da melhoria do sistema pré-
pago, concretamente nos Postes de Iluminação Pública. Com vista a
melhorar o sistema de aproveitamento de Iluminação Pública, e pela
constatação do desperdício de energia Eléctrica (gastos desnecessário
de Energia luminosa), por parte da área de controlo de Iluminação
Pública cá no nosso Município, em que as lâmpadas dos postes têm
estado acesas na presença da Luz do dia, por esquecimento ou falta
de consciencialização ou coisas similares, por parte das entidades
competentes, registada mais em épocas outurnas (Chuvosas), em que
o pôr-do-sol leva mais tempo ao raiar e clarear mais cedo em relação
as épocas de verão e Primavera. E já com a implementação deste
tema, no caso (proposta de implementação de Relés-fotoélectricos…)
irá minimizar os gastos com a energia, em que os sensores irão fazer
ligar e desligar as lâmpadas, dependentemente da radiação Solar
(claridade solar). Por sua vez, também facilitará na minimização do
esforço do operador e posteriormente salvaguardar as lâmpadas dos
PIP (Poste de Iluminação Pública).
PROBLEMA DE INVESTIGAÇÃO
Como melhorar o sistema de aproveitamento de iluminação pública no
município do Cabal?
HIPÓTESES
 Com a utilização do Relé-Fotoélectrico, é possível melhorar o
sistema de aproveitamento da Iluminação Pública, visto que ela
fará ligar e desligar as lâmpadas de forma automática;
 Utilizando o interruptor horário programável, que é um aparelho
indicado para ligar e desligar automaticamente as lâmpadas de
forma programada;
 Utilizando o Relé Temporizador, que é responsável por controlar
o tempo de accionamento ou desacionamento das lâmpadas,

programá-lo para ligar e desligar as luzes de acordo com um


tempo pré-determinado.
OBJECTIVO DE ESTUDO
Proposta de Implementação de sensores noturnos ( Relés
fotoeléctricos) nos Postes de Iluminação Pública no Município do
Cabal.

CAMPO DE ACÇÃO: Cidade do município do CUBAL

OBJECTIVO DO TRABALHO

OBJECTIVO GERAL: Propor a implementação de sensores


noturnos ( Relés Fotoeléctricos) nos postes de iluminação pública no
município do Cubal.

OBJECTIVO ESPECÍFICO
 Definir um relé fotoeléctrico;
 Conhecer a sua forma de funcionalidade;
 Citar os componentes que integram no mesmo aparelho;
 Detalhar a função de cada componente;
 Saber a potência máxima do aparelho;
 Demonstrar os ganhos na utilização do aparelho.

Metodologia de investigação
No presente, trabalho utilizou-se os seguintes métodos para a
obtenção de dados: internet, artigos, livros…
CAPITULO l - SENSORES ELÉCTRICOS
Os sensores eléctricos são dispositivos que detectam a variação de
grandezas eléctricas ou não eléctricas, transformando essas variações
em pequenos sinais eléctricos que são utilizados para executar
determinadas acções pertinentes para cada situação.

A escolha dos sensores depende exclusivamente do objectivo da sua


aplicação. Portanto, é preciso avaliar as condições do ambiente e optar
pelo sensor mais adequado para aquela actividade. Existem vários
tipos de sensores que respondem à estímulos diferentes como por
exemplo: calor, pressão, movimentos, luz e outros. Depois que o
sensor recebe o estímulo, a sua função é emitir um sinal que seja
capaz de ser convertido e interpretado pelos outros dispositivos.

O transdutor é um dispositivo que transforma um tipo de energia em


outro tipo de energia. Ele pode converter, por exemplo: uma magnitude
física, velocidade, temperatura, luz e entre outras, em um sinal eléctrico
normalizado. Essa propriedade é utilizada principalmente em sensores.

Obs.:É importante diferenciar um sensor de um transdutor, apesar de


parecer a mesma coisa. Sensor é o dispositivo que vai receber o
estímulo geralmente físico, químico ou biológico, e transdutor vai
transformar este estímulo, relacionado a uma energia, em outro tipo de
energia para fins de observação. Por exemplo, um termómetro tem
como sensor o mercúrio, que se expande com o aumento da
temperatura, sendo o tubo capilar que contém o mercúrio com uma
escala ao lado sendo o transdutor. Assim, um sensor pode ter
intrínseco a ele um transdutor, ou seja, ele se sensibiliza com uma
grandeza física/química/biológica e reage com uma saída que pode ser
em outra grandeza. Assim, o termómetro pode ser um sensor de
temperatura, entre muitos outros. Mas um transdutor não
necessariamente é um sensor, pois ele apenas converte um sinal em
outro.
APLICAÇÃO DOS SENSORES

Os sensores são usados em diversos locas: indústrias, comércios e até


mesmo em residências. Nesta senda vamos classificar e falar de alguns
tipos de sensores( para iluminação) que existem, e explicar a utilização
de cada um…

CLASSIFICAÇÃO DE SENSORES

Como o sinal é uma forma de energia, os sensores podem ser


classificados de acordo com os tipos de energias que detectam. Por
exemplo, luz, escuridão, movimento, som, presença, aproximação,
temperatura, etc…

TIPOS DE SENSORES ELÉCTRICOS

existem diversos tipos de sensores, dentre os quais se destacam:

 Sensores fotoeléctricos
 Sensores indutivos
 Sensores capacitivos
 Sensores de fibras ópticas
 Sensores lasers
 Sensores ultrassônicos
 Sensores transdutores lineares
 Sensores magnéticos
Sensores fotoeléctricos
TIPOS DE SENSORES PARA ILUMINAÇÃO
Quando assunto é sensores para lâmpadas, já associamos com a economia de
energia, pois os sensores possibilitam que lâmpadas sejam ligadas e desligadas no
momento adequado, isso ajuda a não esquecer as lâmpadas ligadas de forma
indevida. Os sensores são grandes aliados para quem procura praticidade, porque com
eles conseguimos acender e apagar lâmpadas sem precisar utilizar o interruptor.

Para economizar energia eléctrica, poucas práticas são necessárias! Utilizando os


sensores para iluminação é possível unir conforto e economia de energia em um só
componente eléctrico.

SENSOR DE MOVIMENTO
Chamamos o sensor de movimento todos os produtos que incorporam um detector de
movimento, o que permite que a luz de nossos luminares só sejam activadas quando o
movimento ou presença é detectada dentro do escopo do detector.

O sensor de iluminação é acionado automaticamente sempre que detecta movimentos


dentro do seu alcance. Ou seja, se houver pessoas, animais ou carros em movimento
em um determinado espaço coberto por ele, a luz se acende; quando saem daquele
local, apaga-se.

Isso acontece porque estes dispositivos detectam ondas eletromagnéticas


infravermelhas emitidas pelo corpo humano (devido ao calor), de animais ou do
automóvel e lê essa energia, emitindo um sinal para que as luzes acendam. Na
ausência dessa onda infravermelha, outro sinal é emitido para que as luzes apaguem.

Agora você deve estar se perguntando: e se o ambiente estiver iluminado


naturalmente, o sensor também vai ser acionado? A resposta é não. Como a intenção
é reduzir o consumo de energia, não faria sentido ligar a luz num lugar claro. Por isso,
um bom sensor de iluminação também deve ter a capacidade de identificar a
necessidade ou não de ativar as luzes. É a chamada função de sensores noturno, que
permite que o dispositivo ‘compreenda’ se o espaço já está iluminado o suficiente ou
não, independente de haver alguma movimentação.

Essa é a forma de funcionamento mais tradicional do sensor de iluminação, mas


também é possível programá-lo para ligar e desligar as luzes de acordo com um tempo
pré-determinado. Um exemplo é manter a luz acesa durante a noite ou enquanto
houver mais pessoas circulando, programando o dispositivo para desligá-la na manhã
do dia seguinte.

De forma geral, estes sensores são colocados em garagens, halls(mercados/salões),


corredores, escadarias, algumas áreas internas de empresas, hotéis e condomínios, e
em áreas externas de residências. Podem ser instalados no teto ou na parede e são
compatíveis com qualquer tipo de lâmpada – incandescentes, fluorescentes ou de
LED.

OS GANHOS DO SENSOR DE MOVIMENTO

O sensor de iluminação é accionado de acordo com a presença de calor, sendo


portanto ideal para lugares onde haja circulação esporádica de pessoas. Ele pode
inclusive substituir os interruptores convencionais. Dessa forma, a instalação deste
dispositivo se torna uma grande e prática aliada para diminuir o consumo de energia
em diferentes tipos de ambiente E o resultado pode ser uma redução considerável na
conta de luz.

Outro ganho é que eles diminuem os riscos de contaminação. Todo dia precisamos
acender e apagar as luzes nos mais diversos ambientes, assim muitas pessoas tocam
em interruptores, sem notar que este gesto pode transmitir doenças.

Os sensores de presença para iluminação, que accionam lâmpadas apenas


identificando o movimento no ambiente podem ajudar com isso: é possível ajustar a
sensibilidade de detecção, ou seja, com qual proximidade você está da lâmpada para
que seja accionada, ajustar o tempo que ela permanecerá acesa, e até mesmo em
qual luminosidade acenderá, se apenas a noite, ou mesmo durante o dia.

Além disso, há outra vantagem que poucos lembram: o sensor de iluminação pode
ajudar na segurança. Ao ser colocado nas áreas externas, como varandas, jardins e na
entrada da garagem, vai anunciar a presença de pessoas ou carros. As luzes acesas
servirão como um alerta toda vez que alguém se aproximar, e podem inclusive,
intimidar um possível invasor.
SENSOR DE PRESENÇA

Provavelmente você já ouviu falar de sensores de presença, que são um dos mais
utilizados actualmente. Os sensores de presença são utilizados nas instalações
eléctricas para accionamento de cargas, como por exemplo, lâmpadas ou portas.
Instalações eléctricas para accionamento Sensores de presença, os mais utilizados
actualmente. Eles são dispositivos capazes de detectar movimentos por meio de ondas
emitidas no ambiente, ou seja, ao identificar uma pessoa em movimento naquele
espaço um relé é accionado, fechando o contacto normalmente aberto, permitindo a
passagem da corrente eléctrica para accionar a carga.

Sensor de Presença , é um equipamento que utiliza tecnologia de detecção. O Sensor


de Presença tem a função de perceber, ou seja, detectar um certo tipo de energia e
sua variação no ambiente. O equipamento mais utilizado funciona pela detecção da
radiação infravermelha, que é emitida por fontes de calor. Isso inclui fogueiras, como
deve ter passado pela sua cabeça, mas também eu, você, e o cachorro do vizinho.
Quando uma pessoa entra em um ambiente monitor ando por um sensor desse tipo,
sua presença é detectada por provocar uma variação dessa energia. Ao nos
aproximarmos de uma porta ou de um sensores, o calor emitido pelo nosso corpo é
interpretado pelo sensor como um sinal eléctrico. É ele quem acciona a lâmpada e a
mantêm acesa enquanto existirem pessoas se movimentando.

As principais utilizações do Sensor de Presença incluem: Corredores, Escadarias,


Garagens, Jardins, Portões, e também para aumentar a segurança, além de accionar
o sistema de iluminação, os sensores de presença são conectados ao sistema de
alarme da casa para dispará-lo.

VANTAGENS

 A instalação deste tipo de aparelho é relativamente barata, e os benefícios


proporcionados podem ser descritos como a diminuição nos gastos com energia
eléctrica e aumento da segurança das pessoas.

 Uma das mais importantes vantagem é a Economia, é comum para muitas


pessoas esquecerem de desligar a luz ao sair de um ambiente, o que pode se
reflectir no valor da conta ao final do mês. Utilizando um sensor, você evita que isso
aconteça no futuro, já que a lâmpada deixará de funcionar automaticamente após
determinado tempo sem a detecção de movimento.
 Quando o tipo de lâmpada implementada para funcionar com o sensor for LED,
essa economia é ainda maior graças ao baixo consumo de energia e alta
durabilidade. Além desses pontos, a praticidade é também outro importante
benefício.

 Mais do que comodidade e tecnologia, sensores de presença articulados com


lâmpadas representam aumento da segurança para as pessoas e, também,
redução dos gastos com energia eléctrica, afinal, tem em sua essência o uso
racional da iluminação.

 Estudos mostram que, ao utilizar sensores de presença articulados às lâmpadas, é


possível economizar 75% no consumo de energia eléctrica.

 Em relação à segurança, há dois pontos: o equipamento pode indicar a presença


de um invasor no local, pois sua presença será sinónimo de luzes acesas e,
também é possível evitar acidentes em escadas e outros locais devido à falta de
iluminação .

DESVANTAGENS

Uma das desvantagens na utilização dos sensores de presença está no accionamento


constante, isto contribui para a queima das lâmpadas, mas isso é apenas verdade
quando se trata da composição. Dentro das lâmpadas fluorescente há gás, e toda vez
que ela é acesa, esse gás se desgasta, e causa redução da sua vida útil. Lâmpadas
electrónicas têm sua vida reduzida se sofrerem muitos accionamentos diário. Caso a
luz seja accionada por sensores mais de cinco (5) vezes ao dia, recomenda-se utilizar
lâmpadas de LEDs, que não sofrem com a operação de ligar e desliga

Obs.: É importante diferenciar um sensor de presença, de um sensor


de movimento, quando falamos em sensor de presença, é muito
comum vir à mente o sensor de movimento, afinal, ambos são
semelhantes e, muitas vezes, têm os seus termos trocados. Mas não é
bem por ai!
Já passou pela situação ou escutou uma história sobre ir ao banheiro
de um shopping e a luz apagar com você ou outra pessoa lá dentro?
Isso acontece por conta do uso do sensor de movimento, que detecta
a energia do nosso corpo através do movimento.
Já o sensor de presença é outra história, é como uma versão
“superior” ao de movimento, sendo mas sensível e detectando até
mesmo movimento mínimos, como os das mãos ao passar a página de
um livro. Podemos dizer ainda que o sensor de presença pode ser até
mesmos considerado uma tendência de iluminação
SENSOR DE PALMAS

Detector de som, ou conhecido como sensor de palmas( KY-038 ) é um circuito


electrónico simples utilizado para várias funções, ou seja é um componente capaz de
detectar ruídos no ambiente, alterando o estado de sua saída digital caso haja
detectação de sinal sonoro. Ele é capaz de medir a intensidade sonora do ambiente ao
seu redor através de um microfone condensador, sendo que o limite de sua
detectacção pode ser estabelecido através de um potenciómetro localizado na própria
placa.

Pois ele é capaz de detectar comando feitos por som, e accionar o dispositivo que
nele estiver conectado. Apesar de não ser capaz de diferenciar sons, ou ainda gravá-
los, é possível ter algumas aplicações para a sua funcionalidade. A finalidade deste
circuito é detectar o som de palmas, accionando um relé de modo biestável.

O sensor é muito utilizado nos mais diversos micro controladores com maior
rendimento, ou é uma placa utilizada em projecto em que há a necessidade da
identificação sonora no ambiente, seja de ruído ou afins, como também utilizado para
fazer a segurança residencial, por meio de sistema de alarme, onde ondas sonoras o
activarão e este disparará o alarme. Porem é muito utilizado em projecto do tipo :
Alarme; sensor de presença projecto robóticos e domóticos ( automação residencial).

RELÉ FOTOELÉCTRICO
O relé foto eléctrico (também conhecido como foto célula) é um
dispositivo amplamente utilizado para o accionamento de iluminações
noturnas, que só podem ser ligadas após o anoitecer. Assim, é muito
comum ver iluminações de áreas externas que funcionam a partir de
relés fotoeléctricos.

VANTAGENS DO USO DE LUMINÁRIAS PÚBLICA COM


SENSOR FOTOCÉLULA

Questões ambientais, Esta é a primeira grande razão que costuma ser


lembrada nos argumentos para a adopção de tecnologias como relé
fotoeléctrico e lâmpadas LED. Além da economia de energia já
mencionada, o que também economiza dinheiro, cada lâmpada
dessas, deixa de jogar na atmosfera até 0,4 toneladas de dióxido de
carbono, o que é uma contribuição importante para não agravar o
aquecimento global.

Se você pensar numa cidade grande, onde os postes de luz ficam


mais próximos - um único relé fotoeléctrico pode comandar até
quarenta luminárias - vai se surpreender ainda mais com a enorme
quantidade de dióxido de carbono que deixa de poluir o ambiente.

Além disso, na história da iluminação pública, as lâmpadas LED


vieram substituir as de gases de mercúrio e de sódio, cujos resíduos de
produção geram mais lixo tóxico, outro factor de contaminação. E uma
lâmpada LED pode substituir várias lâmpadas de mercúrio ou sódio de
uma só vez, porque gera mais luminosidade gastando menos energia.
Melhor visibilidade à noite Luminárias públicas com sensor foto célula
equipadas com lâmpadas LED, por terem luz mais forte, clareiam
melhor as ruas de noite. Por consequência, as pessoas enxergam
melhor na escuridão, inclusive as cores originais de um ambiente, que
aparecem mais próximas do que são realmente mesmo na ausência do
Sol. Esta é outra característica que faz com que este tipo de iluminação
seja cada vez mais requisitado por designers, produtores de

eventos etc. Assim, além de aumentar a segurança de todos - não


apenas contra assaltos, mas também contra carros desgovernados que
podem causar atropelamentos ou outros tipos de acidentes –, elas
podem ser o melhor tipo de iluminação para pessoas com
necessidades especiais, simular a presença dos moradores nas suas
casas quando estes não estão, entre outras possibilidades.

A principal vantagem deste tipo de relé é que ele não possui partes
móveis e, portanto, é silencioso e muito mais confiável.

DESVANTAGEM

A desvantagem é que os dispositivos semicondutores usados no

controle nem sempre apresentam uma resistência suficientemente


baixa para o sinal como seria desejado.

Você também pode gostar