Você está na página 1de 15

Circular AT 058-16 08 de Novembro de 2016

Favor divulgar esta circular para:

Gerente de Gerente de Encarregado Chefe de Frotistas Frotistas


x Serviços Peças x de Garantia x Oficina Ônibus X Caminhões

Assuntos: Recomendações para manutenção do sistema de ar condicionado

Modelos Afetados: Caminhões TGX, Contellation e Delivery.

Essa circular tem por finalidade orientar os concessionários e seus parceiros quanto ao correto
funcionamento do sistema de ar condicionado, além de recomendações para evitar danos em algum
componente do sistema durante sua manutenção, evitando a substituição improcedente de
componentes em garantia e retrabalhos no campo.

Os procedimentos de manutenção de todos os veículos também podem ser encontrados no Portal de


Literatura Técnica online.

FUNCIONAMENTO DO AR CONDICIONADO

 Ciclo do sistema de ar condicionado:

Linha de alta pressão


Linha de baixa pressão

 Ciclo de Alta Pressão:

O ciclo do sistema de refrigeração se inicia pelo compressor, que realiza a sucção do fluído
refrigerante no estado gasoso e compressão do mesmo, elevando a sua temperatura e pressão.
Na sequência o fluído refrigerante é enviado para o condensador , que possui a função de
“condensar”, ou seja, transformar o máximo possível do fluído refrigerante para o estado liquido.
Após esta etapa, a mistura de fluído refrigerante no estado gasoso e liquido é encaminhado para
o filtro secador, que possuí a função de reter impurezas e umidade do sistema, garantindo que
100% do fluído refrigerante no estado liquido seja enviado para a válvula de expansão.
Linha de alta pressão

 Ciclo de Baixa Pressão:

A válvula de expansão é o componente responsável por gerar a expansão do fluído refrigerante no


estado liquido, transformando-o para o estado gasoso e com isto, gerar uma diminuição na sua
pressão e temperatura (“efeito névoa”).
Após a passagem pela válvula de expansão, o fluído refrigerante no estado gasoso é encaminhado
para o evaporador, que possuí a função de realizar a troca térmica do fluído refrigerante que está
em baixa temperatura, com o meio externo (cabine do veículo). A troca térmica ocorre em função do
acionamento do blower (motor de ventilação) que “empurra” ar “quente” sobre o evaporador que
está “frio” e assim gera a refrigeração na cabine do veículo.
Linha de baixa pressão

2
 Comandos do ar condicionados:

Chave seletora da
Chave seletora das velocidades Chave seletora da
temperatura
do motor da ventilação distribuição do ar

Ar quente
Ar frio

Tecla interruptora do ar Tecla interruptora da


condicionado recirculação de ar

Nota!
Para cada família de caminhão (Constellation, Worker e Delivery) a composição do painel será
diferente.

RECOMENDAÇÕES PARA EVITAR DANOS NO SISTEMA E MANUTENÇÃO DE AR


CONDICIONADO

Importante!
- Usar óculos de segurança e luvas ao manusear o sistema de ar condicionado para evitar contato
do líquido refrigerante com olhos e pele;
- Trabalhar com R-134A em ambientes abertos e ventilados;
- Não fume ou exponha o líquido refrigerante à chama.

 Principais reclamações do sistema de ar condicionado:

Histórico de Reclamações Principais causas de vazamento

3
As recomendações serão abordadas separadas por componentes, conforme descrito a seguir:

COMPRESSOR

1- Nunca manusear o compressor pelo chicote elétrico, bem como pelo suporte do conector, pois
poderá danifica-lo.

INCORRETO CORRETO

2- Nunca deixar as válvulas abertas por muito


tempo em caso de substituição do compressor.

MANGUEIRAS / TUBULAÇÔES

3- Evitar torções das peças no momento da


retirada da embalagem.

4
4- Evitar acondicionamento de peças sobrepostas.

5- Evitar choques no conector com bancada ou componentes do veículo.

6- Utilizar um dispositivo de material plástico para retirada do o-ring.

INCORRETO CORRETO

5
7- Aa realizar a montagem para o correto encaixe dos conectores segurar as peças alinhadas
facilitando o encaixe e evitando o encaixe forçado para que não fiquem desalinhados, além
disso, evitar interferências entre estas, o que pode causar vazamentos.

INCORRETO CORRETO

8- Não dobrar nenhuma mangueira, pois no interior da mangueira existe uma camada
impermeabilizante e de nylon, e a dobra excessiva da mangueira poderá danificar essa camada.

INCORRETO CORRETO

9- Para facilitar o encaixe dos componentes e diminuir os riscos de danos ao O’ ring é recomendável
aplicar óleo ND Oil 8 (mesmo óleo empregado no compressor) antes ou durante o encaixe das
conexões.

6
10- Retirar a tampa da peça somente no momento
em que a peça será instalada no sistema.

11- Evitar que as conexões fiquem por muito tempo expostas ao ar e em locais com elevada
umidade.

12- Não deverá ser removida a tampa no


momento em que for passar o tubo nas
aberturas da carroceria do veículo.

13- Quando for colocar a borracha de vedação nas junções, tanto no interior ou exterior do veículo,
não retirar a tampa.

INCORRETO CORRETO

7
14- Sempre que remover uma mangueira que contenha um anel de vedação é necessária à
substituição deste componente.

CONDENSADOR

15- Não manusear o condensador através das


colmeias, podendo causar deformações nas
aletas, impedindo a passagem do fluxo de ar e
comprometendo a performance do A/C.

ABASTECIMENTO DE GÁS E ÓLEO

16- NUNCA faça a carga de gás somente pela linha de baixa (sucção).

8
17- NUNCA faça a carga de gás refrigerante monitorando o carregamento somente pelos
manômetros.

 Equipamentos que devem ser utilizados para monitoramento do carregamento:

• Manômetro para R134a


• Detector eletrônico de vazamento
• Termômetro digital (Laser ou Penta)
• Multímetro digital
• Recicladora / Recolhedora de refrigerante
• Bomba de vácuo *
• Balança eletrônica *

* Equipamentos obrigatórios na falta da recicladora automática

Importante!
Os equipamentos devem ser aferidos periodicamente para se ter uma correta análise e
manutenção do sistema.

18- NUNCA aplicar a carga de gás antes de certificar-se do volume correto, o qual está informado
na pagina 10 deste documento e no Portal da Literatura técnica online.

IMPORTANTE!
A carga de gás fora do especificado (menor ou maior) pode ocasionar danos ao compressor e
embreagem (superaquecimento e travamento).

9
19- Acrescentar a quantidade de óleo indicada na tabela abaixo quando da substituição de algum
dos seguintes componente:

Componentes Quantidade de óleo a ser reposto


Evaporador adicionar 40 cc
Condensador adicionar 40 cc
Filtro Secador adicionar 10 cc
Mangueira descarga adicionar 10 cc
Mangueira sucção adicionar 10 cc
Mangueira líquido adicionar 10 cc
Tubos adicionar 10 cc
Não há necessidade, uma vez que a peça de reposição
Compressor
já é fornecida com a carga de óleo correta.

20- Especificação do óleo recomendado para o sistema de refrigeração é: ND Oil 8

21- Quantidade de gás refrigerante liberada para os veículos euro V:

Família Delivery: 750g


Família Constelattion: 920g
Familia TGX: 950g

RECOMENDAÇÕES GERAIS

22- Aplicar sempre o torque recomendado na literatura técnica para qualquer fixação.

23- Aplicar sempre o tensionamento recomendado na literatura técnica para as correias.

Nota!
Todas as especificações como torque e tensionamento das correias estão disponibilizados no Portal
da Literatura Técnica online.

10
DICAS DE MANUTENÇÃO, QUANDO:

1- Presença de umidade no sistema.

Condição NOT OK Condição OK

Os manômetros acima mostram um Os manômetros acima mostram


funcionamento irregular do sistema, uma condição ideal do sistema.
apresentando as anormalidades
descritas na tabela abaixo.

Anormalidade Causa Diagnóstico Solução


-Resfriamento - Presença de umidade Saturação do - Trocar o filtro
intermitente. no sistema, que se dessecante do filtro secador.
-Perda de eficiência congela na região do secador, devido a: - Remover a umidade
quando a temperatura orifício da válvula de - Vácuo insuficiente. do sistema, através da
externa sobe. expansão, - Vazamento por drenagem adequada.
-Pressão de sucção interrompendo alguma conexão. - Carregar o sistema
(baixa) se alterna entre temporariamente o - Componentes com novo refrigerante.
vácuo e normal. ciclo e voltando a contaminados
-Pressões se funcionar após o gelo internamente por
normalizam quando derreter. umidade.
aplicado um pano - Sistema aberto por
molhado em água muito tempo
quente sobre a válvula contaminando o óleo
de expansão. com umidade.
Verificar se há
diferença de
temperatura entre a
entrada e a saída do
filtro secador.

11
2- Falta de refrigerante

Condição NOT OK Condição OK

Os manômetros acima mostram um Os manômetros acima mostram


funcionamento irregular do sistema, uma condição ideal do sistema.
apresentando as anormalidades
descritas na tabela abaixo.

Anormalidade Causa Diagnóstico Solução


- Pouca ou nenhuma - Vazamento de gás no - Falta de refrigerante - Se não houver mais
refrigeração; sistema. no sistema; gás no sistema,
- Linhas de sucção e - Vazamento de carregue-o com um
descarga com pressão refrigerante. pouco de gás,
muito baixa; verificando
- Superaquecimento vazamentos com o
interno do compressor. detector e efetuando o
reparo ou a
substituição do
componente que
apresentar vazamento;
- Após o reparo,
realizar a drenagem
do sistema,
completando o óleo
necessário;
- Carregar o sistema
com volume adequado
de refrigerante.

Nota!
Caso não encontrar nenhum vazamento, é provável que a carga inserida no sistema tenha sido
insuficiente. Neste caso completar a carga de gás.

12
1- Identificação de possíveis pontos de vazamentos:

a. Avaliar condensador, evaporador, anel O’ ring e interior dos bocais substituindo se


necessário.

Condensador

Evaporador

b. Avaliar colmeia quanto a danos por impacto ou interferência externa.


Exemplo:

13
2- Avaliar anéis O’ ring, região de vedação
entre tubos e válvula de expansão,
substituindo se necessário.

3- Avaliar danos por impacto ou interferência


na Base de Fixação dos Tubos de Entrada e
Saída de Fluxo.

Nota!
A colmeia, região de vedação e de fixação dos tubos de entrada e saída, caso apresente danos
devido a impacto ou interferência serão considerados improcedentes em Garantia.

14
4- Excesso de refrigerante ou deficiência de troca de calor do condensador

Condição NOT OK Condição OK

Os manômetros acima mostram um Os manômetros acima mostram


funcionamento irregular do sistema, uma condição ideal do sistema.
apresentando as anormalidades
descritas na tabela abaixo.

Anormalidade Causa Diagnóstico Solução


- Resfriamento - Excesso de gás - Excesso de - Verificar
insuficientemente; refrigerante no sistema refrigerante no funcionamento do
- Pressão muito alta durante a carga ou sistema; eletroventilador;
tanto no lado da através de recarga - Condensador com - Se ambos estiverem
sucção quanto na indevida; aletas obstruídas por normais, verificar a
descarga; - Troca de calor sujeira ou quantidade de
- Lado de sucção fica insuficiente no eletroventilador do refrigerante deixando
quente. condensador. condensador escapar um pouco de
inoperante. refrigerante até
normalizar as pressões.

Esperamos através desta circular, com dicas de manutenção, suportar a rede de concessionários e
seus parceiros do correto procedimento de análise e reparos para sistemas de ar condicionado.

Atenciosamente,

Leandro J. Rechi Luciano C. Garcia

Supervisor Gerente
MAN Latin América MAN Latin America
Serviços e Produtos Serviços e Assistência Técnica

Após a divulgação desta Circular, arquivá-la na pasta: ASSISTÊNCIA TÉCNICA – CAMINHÕES e ÔNIBUS
Lembre-se também de que esta Circular está disponível no site www.man-latinamerica.com

15