Você está na página 1de 47

POVOS IDADE ANTIGA IDADE MÉDIA RENASCIMENTO REFORMA SÉCULO XX

PRIMITIVOS 600 a.C. - 300 d.C. 301-1400 1401-1700 1701-1900 1901-2000

Mapas IDADE NEGRA DA


REVOLUÇÃO
Babilônicos CARTOGRAFIA IDADE DA MAPA
Cartas CIENTÍFICA
2500 a.C. 300-500 RAZÃO INTERNACIONAL
marítimas NA EUROPA
DO MUNDO
dos Nativos Academia
Tradução de Geografia de
das Ilhas Medições Mapas T no O Ptolomeu Francesa
Marshall Egípcias Aerofotogrametria
Cassini 1682
(1300 a.C.) Hereford Tabulae Modernae Delisle
Ebstorf Surgimento de
Mateus Paris Invenção da Imprensa e novos
Mapas Chineses
da Gravação (1470) instrumentos Guerras
(1100 - 300 a.C.)
CARTOGRAFIA Mundiais
ÁRABE Grandes
CARTOGRAFIA Descobrimentos SERVIÇO
GREGA 800 - 1200 GEOGRÁFICO
(1490)
600 a.C NACIONAL (1750) Sensoriamento
Mapa de Idrisi
Globos Terrestres Remoto
Geógrafos Jônicos (1154)
(Grupo de Mileto) Levantamentos topográficos
Anaximandro por triangulação
Escolas:
Hecateus CARTAS Italiana1 Tábuas de Lat./Long.
Aristóteles PORTULANAS (Cosmografia) SIG e GPS
Alexandre Bússola Holandesa2
Erastótenes de Cirene Francesa
Cláudio Ptolomeu Carta de Pisa Inglesa Século XIX
(1280) Revolução
CARTOGRAFIA Industrial
ORBIS TERRARUM
ROMANA Atlas Catalão Sistemas de Projeções1 e
TABUA DE PEUTINGER Triangulações2
300 d.C Atlas de Cresques
(1375) Fonte: J. F. M. CASTRO, 1995
Carta Marítima dos Nativos das Ilhas
Marshall (NE da Austrália, O.
Pacífico)
Formada por conchas, ligadas por um
entrelaçado de fibras de palma.
Mar livre: quadrícula ortogonal
Ilhas: conchas
Frentes das ondas: linhas curvas
Mapas Babilônicos (2500 a.C.)
Placa de barro cozido que
representava o vale de um rio
(possivelmente o Eufrates)
Montanhas: semelhantes à
escama de peixe
Rio desemboca em delta de três
braços num lago, ou no mar
Norte-Leste-Oeste: círculos com
inscrições
Mapa-Mundi de Hécateus

Anaximandro (611 – 547a.C.)


Elaborou o primeiro mapa-
mundi, com a Grécia no
centro
Hécateus (500a.C.)
Aprimorou o mapa-mundi
Terra, um disco cercada pelas
águas dos oceanos
Latitude e longitude
Aristóteles (350a.C.)
Terra: 6 argumentos
esfericidade e obliquidade
Conceitos: Equador. Pólo.
Trópicos. Zonas Climáticas.
Geodésia.
Mapa-mundi:
paralelos e
meridianos
Mar
Mediterrâneo
muito
deformado

Erastótenes de Cirene
Até este momento a Terra era
(276 – 196 a.C.)
considerada uma imensa ilha
Filósofo, Astrônomo e Matemático formada por 3 continentes:
Calculou a circunferência da Terra Europa, África e Asia
Mapa-Mundi de Erastótenes de
Cirene
Eratóstenes e o Cálculo da
Circunferência Terrestre
Biografia
• Nasceu em 275 AC em
Cirene (Costa da Africa -
hoje Líbia)
• Aos 30 anos o rei chamado
por Ptolomeu III (Egito) -
Alexandria.
Cálculo da Circunferência da Terra
Medição do Arco de Circunferência entre Siena e Alexandria
•Siena (hoje Assua, ao sul do Egito): solstício de verão (21 de junho)
•Distancia Alexandria – Siena: medida a passos por bematistas
(agrimensores da época) – 5000 estádios (1 estádio ~157m)
•Circunferencia da Terra: 250.000 estádios ou 39.500 km
•Valor aproximado atual: 40.075 km
Cláudio Ptolomeu (98 – 168 d.C.)
Auge da Cartografia Grega
Perdurou 14 séculos até Mercator
Teoria Geocêntrica
Fundamentos das Projeções
Técnica da transposição da forma esférica para o plano com
meridianos e paralelos
Atlas de Ptolomeu
CARTOGRAFIA ROMANA
• Indiferentes aos princípios desenvolvidos pelos
gregos
• Demandavam mapas políticos, com objetivos
militares e administrativos
• Desprezaram as projeções de Ptolomeu
• Adotaram ao mapas de discos dos jônicos
• Produziram a Orbis Terrarum, tendo o Império
Romano como centro
• Tábua de Peutinger – cartograma representativo
das rotas universais em um rôlo de Pergaminho
• Realizaram extensos levantamentos do Império
Romano, utilizando instrumentos gregos
Tábua de Peutinger

Mapa Romano
IDADE MÉDIA (300 - 1400)

Retrocesso da Cartografia – Cartógrafos eram os homens da Igreja Católica


Os cartógrafos utilizaram o Orbis Terrarum dos romanos, para fins cristãos,
tendo Jerusalém como centro
Produziram mapas T no O – harmonia divina: Mapa de Isidoro (Bispo de
Sevilha (Etimologias, 570)
– Traçado simples
– A Ásia ocupava a metade superior do O, com a Europa e África
ocupando, cada uma, a metade da parte inferior
Produziram mais de 600 mapas, sendo que os mais importantes foram os
mapas-mundi de Herefor (~1300)1 e Ebstorf (1236 – Tilbury)2

1 http://en.wikipedia.org/wiki/Mappa_mundi
2 http://fotola.com/berylium/parroula/document-
parroula41871d025ca90.html
“... it is without
parallel the most
important and most
celebrated
medieval map in
any form, the most
remarkable
illustrated English
manuscript of any
kind, and certainly
the greatest extant
thirteenth-century
pictorial
manuscript.”(Christ
opher de Hamel, a
leading authority
on medieval
manuscripts)
Mapa-Mundi de Al-Idrisi
Carta de Pisa (1280)
CARTAS PORTULANAS

 Período Marcado pelas


Viagens Mediterrâneas e
Navegações Oceânicas

Impulso à Cartografia

 Auge: Atlas Catalão


(1375)
Atlas de Cresques (1375)
Mapa-Mundi de Martin
Martin Waldseemuller (1507): Waldseemuller
1o a usar a denominação América
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Diego_Ribero

Diogo Ribeiro (1529):


Queda do sistema de Ptolomeu. Mapa-Mundi de Diogo
Cartografia de grande precisão Ribeiro
1os Globos Terrestres:
No globo de Juan Schoner (1515),
aparece a América e a Terra
Australis

Globo Terrestre de Juan


Schoner
Fonte: http://cgi.ebay.com.sg/ATLAS-BATTISTA-AGNESE-MANUSCRITO-MANUSCRIPT-SXVI-/250755102979

Escola Italiana Mapa-Mundi de Battista


Battista Agnese (1536) Agnese
Escola Italiana
Pedro Apiano (1530):
Publicou o livro Cosmografia
Inventou a projeção
Estereográfica, com paralelos
horizontais e meridianos curvos

Mapa-Mundi de Pedro
Apiano
Escola Holandesa
Triangulação
Idade de ouro da cartografia
holandesa com intensa Mapa-Mundi de
produção de mapas de Gemma Frisius (1548)
qualidade
Método de Triangulação de
Gemma Frisius
MERCATOR (1512-1594)
Pai da Cartografia Holandesa
Liberou a cartografia da influência de Ptolomeu
Mapa da Europa (1554) reduziu o comprimento
do mar Mediterrâneo para 53o
1569: sistema de projeção de Mercator -
paralelos (retas horizontais) e meridianos
(retas verticais)
É de grande utilidade para a navegação
É a única que apresenta as linhas
correspondentes a rumos magnéticos
Figura 23 – Mapa de Mercator Fonte: http://www.allposters.com.br/-sp/Mapa-mundi-posters_i4851579_.htm
Mapa-Mundi de Mercator
Figura 24 – Mapa de Abrão Ortélio
Abrão Ortélio (1570) Mapa-Mundi de Abrão
Theatrum Orbis Terrarum Ortélio
(1o Atlas moderno com a Austrália)
Escola Francesa
Séc. XVIII – supremacia na
produção de mapas (precisão,
clareza e minuciosidade)
Nicolau Sanson (1600 - 1667) -
mais científicos Mapa-mundi de Nicolau Sanson
Escola Inglesa
Mapas com influência
Holandesa
Fim do séc. XVII – propagação Atlas com mapas dos condados da
de mapas ingleses no mundo Inglaterra - Cristovão Saxton (1577)
IDADE DA RAZÃO:
o progresso científico
do séc. XVIII refletiu
nos mapas
Académie Royale des
Sciences
triangulações de alta
precisão com o
Teodolito

Mapa de João
Domingos Cassini
(1682)
Guilherme Delisle: Figuras 31 – Mapa de Guilherme Delisle
Mapa-mundi de
Corrigiu erros de Ptolomeu reduzindo o Guilherme Delisle (início
mar Mediterrâneo para as verdadeiras do século XVIII)
dimensões
SÉCULO XVIII
Surgimento de grandes potências Européias
SERVIÇOS GEOGRÁFICOS NACIONAIS: produção
de mapas nacionais
SÉCULO XIX
Revolução Industrial – tecnologia
Ferrovias – levantamento topográfico de precisão
Telégrafo – horas em Greenwich – longitudes
Aprimoramento nas impressões Mapa temático
1835 – invenção da fotografia Louis Daguerre
Final do séc. XIX:
Mapa temático
Mapas temáticos (cartogramas e diagramas)
Mapa temático do relevo
Mapa temático do relevo
do fundo dos oceanos
Restituidor aerofotogramétrico
GPS de
Navegação
Satélite LANDSAT I (1972)
Antena de GPS
diferencial
SÉCULO XX até o momento
Carta Internacional do Mundo (1906) –
1:1.000.000 – ATLAS AO MILIONÉSIMO
Aviação, rádio, comércio internacional
Fotografias aéreas – aerofotogrametria –
Aimé Laussedat (1819 - 1907) Satélite SPOT 5
A partir de 1970 - incremento dos satélites 2005
artificiais (Landsat I)
Sistemas de Informações Geográficas – SIG
GPS – Global Positionig System
Sistemas de Informações
Geográficas – SIG
Imagem orbital Google Earth PRO - Centro de Convenções de Fortaleza e entorno, Avenida
Washington Soares. Centro: Centro de Convenções e instalações da UNIFOR; Norte: Academia
de Polícia Edgar Facó; Nordeste: mangue do Rio Cocó, dentro dos limites do Parque Estadual do
Rio Cocó.
Imagem Google, a 5,85km de altura, bairros São Cristóvão e Conjunto Palmeiras, na Zona Sul,
Fortaleza. Densas situações urbanas, sob administração da Secretaria Regional V/ PMF, com
população aproximada de 75.000 pessoas. Na tonalidade verde intenso: a bacia hidrográfica do
Rio Cocó, a montante do antigo aterro sanitário do Jangurussu, um contexto urbano de
preservação ambiental.
IKONOS PSM de 2001 da
região de Arraial do Cabo RJ ©
Copyright SPACE IMAGING,
Processamento Engesat.
Bacia do Ribeirão das Pedras - Imagens Orbitais

Imagens de satélite da área da Bacia do Ribeirão das Pedras.


(A) Imagem do sensor CCD do satélite CBERS-2B
(16/08/2009); (B) Imagem do sensor AVNIR do satélite ALOS
(02/03/2008); (C) Imagem do sensor PRISM do satélite ALOS
(08/08/2009).
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
DUARTE, P. A. Fundamentos de cartografia. Editora da UFSC. Florianópolis/SC,
2002, 208p.
JOLY, F. A Cartografia. 5a Edição. Editora Papirus, 1990, 136p.
OLIVEIRA, C. Curso de Cartografia Moderna. IBGE, Rio de Janeiro, 1988, 152p.
SANTOS, M. C. S. R. dos. Manual de Fundamentos Cartográficos e Diretrizes
Gerais para elaboração de mapas Geológicos, Geomorfológicos e
Geotécnicos. Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), São Paulo, 1990,
52p.

Organização dos Slides


Profa. Dra. Andréia Medinilha Pancher
Profa. Dra. Maria Isabel Castreghini de Freitas
TAREFA 1 – REDAÇÃO DE TEXTO

• Apoio bibliográfico
KATUTA, A. M. A(s) natureza(s) da e na Cartografia. In.: SEEMAN, J. (org.). A Aventura
Cartográfica: Perspectivas, pesquisas e reflexões sobre a Cartografia Humana.
Fortaleza: Editora Expressão Gráfica, 2005, p. 39-60.
ARCHELA, R.; ARCHELA, E. Mapeamento sistemático brasileiro: evolução histórica da
Cartografia. In.: SEEMAN, J. (org.). A Aventura Cartográfica: Perspectivas,
pesquisas e reflexões sobre a Cartografia Humana. Fortaleza: Editora Expressão
Gráfica, 2005 , p. 21-38.

• Escolha um dos temas abaixo e desenvolva um texto de 1000 a 3000


palavras:
– A Cartografia Brasileira
– Contribuições da Cartografia para a vida cotidiana
– Um aspecto histórico da Cartografia que merece destaque