Você está na página 1de 4

Sistema de Gestão da Qualidade Identificação: PO.

03

PO - Procedimento Operacional Versão: 04 Folha: 1 de 3

Processo: Controle de materiais em obra

1. OBJETIVO
Descrever a forma como devem ser recebidos os materiais em obra, verificar se atendem aos requisitos
estabelecidos, os meios utilizados para a identificação e rastreabilidade do material. Também descrever os
meios utilizados para tratar a propriedade do cliente.
2. RESPONSÁVEIS
• Residente de Obra;
• Mestre de obra;
• Almoxarife;
• Analista de Suprimentos.
3. PROCEDIMENTOS
3.1 - Recebimento e verificação de materiais em obra
3.1.1 - Sempre que chegar um material à obra, o Almoxarife deve receber a nota fiscal e consultar o
respectivo PEDIDO DE COMPRA pendente, ou CONTRATO DE FORNECIMENTO. Caso
o pedido não tenha chegado à obra, entrar em contato com o Analista de Suprimentos e obter
os dados necessários.
3.1.2 - Com a Nota Fiscal e o Pedido de Compra em mãos, o Almoxarife deve verificar:
• DADOS FISCAIS - Conferir os dados fiscais e de faturamento da Nota Fiscal;
• ESPECIFICAÇÃO - Verificar se o material que está sendo entregue corresponde ao que
consta no pedido de compra e na Nota Fiscal;
• QUANTIDADE - Verificar a quantidade do material através de contagem ou levantamentos
por meio de romaneios próprios ou do fornecedor.
3.1.3 - Alguns materiais, além das verificações acima, deve ser verificado, pelo Almoxarife
conforme a FICHA DE VERIFICAÇÃO DE MATERIAIS (FVM).
3.1.4 - O Almoxarife deve preencher a FVM - FICHA DE VERIFICAÇÃO DE MATERIAIS (De
forma eletrônica no I-NOPROF (Sistema informatizado da empresa ) ou de forma impressa),
referente a cada material, da seguinte forma:
• Fornecedor / Fabricante: quem é o fornecedor; (apenas na forma impressa)
• Obra: onde está sendo entregue; (apenas na forma impressa)
• Data: data em que o material está sendo entregue; (na forma impressa e eletrônica)
• Nº NF: número da nota fiscal; (na forma impressa e eletrônica)
• Quantidade: quanto está sendo entregue (constante na nota fiscal); (na forma impressa e
eletrônica)
• Inspeções: anotar o resultado obtido para cada uma das verificações mencionadas na FVM; (na
forma impressa e eletrônica)
• Aprovação (S/N): identificar a aprovação (ou não) do material; (na forma impressa e
eletrônica)
• Responsável pelo recebimento: quem está recebendo; (na forma impressa e eletrônica)
• Disposição: caso tenha sido encontrada alguma não-conformidade, qual foi o tratamento dado
ao produto. (na forma impressa e eletrônica)

Aprovado para uso


Renato Gurevich 19 / 01 / 2005
Nome (Diretoria) DATA
Sistema de Gestão da Qualidade Identificação: PO.03

PO - Procedimento Operacional Versão: 04 Folha: 2 de 3

Processo: Controle de materiais em obra

3.1.5 - Caso tenha sido detectado algum problema com relação ao fornecimento, o Almoxarife deve
comunicar o Residente de Obra sobre a ocorrência para providências, tais como:
• Recusa total do material – Nenhum representante da empresa deverá assinar o canhoto da
Nota Fiscal. Devolver a nota ao transportador juntamente com o material recusado;
• Recusa parcial do material – Anotar no verso da nota fiscal a quantidade e descrição do
problema identificado no material, assinar o canhoto e devolver o material que apresentou
problema. Emitir a nota fiscal de devolução;
• Aceite com restrições – O material pode ser recebido para outra finalidade. Assinar o
canhoto e receber o material.
3.1.6 - O material recebido em obra não deve ser liberado para uso sem que tenha atendido a todos os
itens de verificação , contidos na Tabela de Inspeção de Materiais (TIM), parte integrante da
FVM. Caso algum material seja usado antes da obtenção de todos os resultados, registrar na
FICHA DE VERIFICAÇÃO DE MATERIAIS (FVM) o local de aplicação para fins de
rastreabilidade.
3.1.7 - Alguns materiais, além da FICHA DE VERIFICAÇÃO DE MATERIAIS (FVM), também
devem ser ensaiados, pelo Residente de Obra, conforme a Tabela de Ensaios (em anexo nas
FVM).
3.1.8 - O Residente de Obra deve realizar a qualificação e o acompanhamento dos materiais
definidos na Tabela de Ensaios, da seguinte forma:
• Os laudos técnicos emitidos pelo laboratório contratado ou pelo próprio
fornecedor/fabricante devem ser analisados e rubricados (data e assinatura), evidenciando
o seu controle. No caso da reprovação do material, a disposição deve ser anotada no
próprio laudo.
• Os ensaios de campo devem ser registrados em relatório com os resultados obtidos e
disposição do material, no caso de reprovação.
3.2 - Identificação do material
3.2.1 - O Almoxarife deve identificar os materiais estocados na obra através de: etiquetas nas gavetas
e prateleiras do almoxarifado e através de placas indicativas para os materiais a granel
estocados no canteiro.
3.2.2 - Quando o material possuir a identificação visível em sua embalagem, não será necessário
utilizar uma placa indicativa.
3.2.3 - Caso sejam estocados materiais diferentes em um mesmo local, o Almoxarife deve identificá-
los para permitir a sua diferenciação. Também deve identificar os materiais quando a obra
possuir diversos tipos similares, como areia fina, média, grossa, areia lavada, etc. Caso
contrário, não há necessidade de identificação.
3.2.4 - Todo material retido no canteiro de obra e que apresenta alguma restrição ao uso ou qualquer
outro problema, deve ser identificado pelo Almoxarife através de uma placa indicativa.
3.3 - Rastreabilidade do material
3.3.1 - O Residente de Obra deve identificar no Mapa de Concretagem o local onde o concreto está
sendo aplicado. Também o Residente de Obra deve solicitar ao laboratório de controle
tecnológico a identificação dos locais de aplicação do concreto nos laudos fornecidos.
3.3.2 - O Residente de Obra deve identificar na Planilha de Rastreabilidade de Blocos Estruturais o
local onde os blocos estão sendo utilizados, solicitando ao fornecedor os ensaios para cada
lote. Também deve registrar na própria planilha o número do laudo de ensaio de laboratório.
3.3.3 -Caso haja necessidade de rastrear outro material na obra em específico, o procedimento
para rastreabilidade deve estar descrito no PQO da obra.
Sistema de Gestão da Qualidade Identificação: PO.03

PO - Procedimento Operacional Versão: 04 Folha: 3 de 3

Processo: Controle de materiais em obra

3.4 - Preservação dos estoques de materiais


3.4.1 - O Almoxarife deve consultar o Residente de Obra ou Mestre de Obra para determinar os
locais mais apropriados para estocagem de materiais, para que não atrapalhem os serviços e
não tenham que ser constantemente deslocados durante a obra.
3.4.2 - Ao receber o material na obra, o Almoxarife deve manuseá-lo e armazená-lo conforme as
orientações estabelecidas na Tabela de Armazenamento e Manuseio de Materiais (TAM),
parte integrante da FVM.
3.4.3 - Caso a tabela não descreva o meio de armazenamento e manuseio o Almoxarife deve seguir a
orientações do fabricante na própria embalagem ou orientação do Residente da Obra ou
Mestre da Obra.

3.5 - Propriedade do cliente


3.5.1 - Os materiais de propriedade do cliente devem receber o mesmo tratamento dos materiais
adquiridos pela empresa. O Almoxarife deve realizar as mesmas verificações conforme
descrito neste procedimento.
3.5.2 - Em caso de danos, perda ou qualquer outro problema identificado na propriedade do cliente, o
Residente de Obra deve comunicar ao cliente para providências.

4. FORMULÁRIOS E MODELOS CORRELATOS


• Mapa de Concretagem;
• Planilha de Rastreabilidade de Blocos Estruturais.

5. CONTROLE DE REGISTROS
Os registros da qualidade gerados pelas atividades deste processo são controlados da seguinte forma:
Identificação Local do Arquivo Tipo do arquivo e Tempo de retenção Descarte
proteção
Ficha de Verificação Pasta com identificação
Escritório da Obra “FVM – Ficha de até o final da obra Lixo
de Materiais (FVM)
Verificação de Materiais”
Mapa de Concretagem Pasta com identificação
/ Laudo e relatório de Escritório da Obra “Mapa de Concretagem e até o final da obra Lixo
ensaio Laudos”
Planilha de Pasta com identificação 2 ano após o Arquivo Morto
Rastreabilidade de Escritório da Obra “Rastreabilidade de Blocos
termino da obra
Blocos Estruturais Estruturais”

Você também pode gostar