Você está na página 1de 3

O cronograma geral de um projeto inclui a estimativa da duração de todas

as atividades previstas, ordenadas segundo a sua ordem de realização.


Em cada etapa ou iteração, cada conjunto de processos pode ser
subdividido de acordo com atividades mais específicas, que, somadas,
são necessárias à realização de pacotes de trabalho mais abrangentes.

■ Num projeto web, algumas atividades prioritárias são assinaladas em relação


a outras, secundárias, especialmente se forem interdependentes.

-> Por exemplo, a arquitetura da informação serve de referência à elaboração


do layout, na medida em que a organização dos blocos de informações
influencia a composição espacial dos elementos das páginas.

■ O cronograma é um dos produtos do planejamento mais sujeitos a


mudanças, pois é muito difícil antever com precisão quanto tempo as
atividades previstas vão durar.

A consulta a especialistas e a prática em projetos da mesma natureza ajuda a


fazer com que os prazos previstos fiquem mais próximos da realidade. No
entanto, fatos inesperados sempre podem acontecer, o que exige a
permanente atualização das previsões iniciais.

■ O tempo de realização de um projeto web inclui fatores estratégicos que


definem o período de realização do projeto, como:

◊ Estimativa realista do capital financeiro necessário para bancar todas as


características do veículo que o resultado pronto prevê, bem como o trabalho
necessário para realizá-las.

◊ Percepção do tempo do projeto e de suas etapas pela equipe, que pode


ajudar a manter a realização das tarefas nos prazos previstos a partir de um
acordo tácito coletivo.

A estimativa com prazos acima dos necessários permite que a entrega dos
produtos "antes dos prazos" valorize a imagem do projeto no contexto
organizacional em que se insere.

◊ Posicionamento político que priorize a realização deste projeto em


detrimento de outros, para que os processos de decisão sejam mais rápidos.

◊ Mudanças culturais que o projeto engendra, cuja duração é difícil de


controlar. Se não ocorrerem durante o projeto, podem aparecer como conflito
depois do lançamento do site e ficar difíceis de neutralizar. Estas mudanças
podem incluir desde a participação de colaboradores no projeto, o
estabelecimento de processos colaborativos via site até a produção de
conteúdo para publicação, por exemplo.

Os processos necessários à absorção das mudanças culturais também podem


ser previstos no cronograma e acompanhar a realização do projeto.
Fatores operacionais que influenciam os prazos do projeto web:

◊ A disponibilidade de recursos tecnológicos - equipamentos e sistemas,


programas para realizar as tarefas, velocidade e segurança da conexão e dos
recursos em rede para trabalhar em equipe.

◊ Equipe com número de pessoas suficiente e com as competências


necessárias para realizar o projeto.

◊ Os processos dependentes dos colaboradores internos sem dedicação


exclusiva ao projeto do site, que acumulam as tarefas do dia-a-dia com tarefas
pontuais de colaboração (elaboração de textos, participação em reuniões e
entrevistas, participação em testes).

É comum que priorizem as tarefas cotidianas, pelas quais são mais cobrados
(e avaliados), e atrasarem os compromissos com o projeto do site.

◊ Os processos dependentes de parceiros externos, cuja atuação repercute


de maneira decisiva no andamento do projeto, como, por exemplo, o
fornecimento de solução de gerenciamento de conteúdo ou de bancos de
dados.

◊ Condições de realização, que vão desde espaço físico de trabalho até a


facilidade de deslocar os colaboradores para diferentes funções.

◊ Controle de qualidade, que garanta a aderência do produto final aos seus


requisitos.

◊ Atendimento aos riscos que funcione de acordo com a necessidade.

■ O modo de elaboração da previsão da duração de cada etapa do projeto,


mais ou menos detalhado ou preciso, é influenciado pelo impacto crítico que os
detalhes têm no resultado do projeto.

O excessivo detalhamento dos processos deve ser feito somente se


estritamente necessário, pois o seu gerenciamento constitui uma tarefa
adicional.

■ O cronograma das etapas deve ser compatível com o cronograma genérico


(ou linha do tempo) apresentado na definição de escopo inicial. Seus prazos e
limitações devem ser aprovados pelos clientes e / ou patrocinadores do projeto,
de acordo com suas expectativas em relação ao produto.

■ A gestão das mudanças dos prazos deve, sempre que possível, ser
antecipada, para não prejudicar os processos críticos. Pode-se assim adaptar o
plano de ação para atenuar os atrasos e diminuir seu impacto sobre os prazos
finais.
Entre as soluções para esta situação estão o aumento de recursos (e de
pessoas) para o projeto ou o "fast tracking", a realização em paralelo de ações
previstas para execução em seqüência.

O aumento de recursos ou pessoas não garante que as tarefas sejam


executadas no prazo, pois exige a adaptação do ritmo geral a estes novos
recursos. O "fast tracking" também pode trazer problemas na medida em que a
superposição de tarefas exigir tempo de adaptação e afetar a qualidade dos
processos e de seus resultados.

Se estiver dentro das possibilidades, é melhor adaptar o cronograma às novas


necessidades, para evitar os riscos das medidas emergenciais.