Você está na página 1de 82

Maio – Junho de 2020

CENÁCULO
®
NO
ONDE O MUNDO SE ENCONTRA PARA ORAR
Maio – Junho de 2020

Ano 19 – Nº 111

Cenáculo
NO
Guia Devocional de Todos os Dias

Stephen D. Bryant
Publicador Mundial

Francisco de Castro Maria


Editor Para Língua Portuguesa em África

INTERDENOMINACIONAL
INTERNACIONAL
INTER-RACIAL E CULTURAL

33 LÍNGUAS

1
ARMÉNIO “No Cenáculo” é uma edição bimestral preparada
BÚLGARO
BIRMANÊS (Mianmar) por The Upper Room, Nashville, TN, EUA, desde
CHINÊS 1934.Edição para África, C.P. 2648, Luanda, Angola.
HOLANDÊS
INGLÊS Registada na DNI-MCS sob o n.º 239/B/2001.
África
Austrália As citações da Bíblia Sagrada provêm do texto de João
Chinês/Inglês
Índia Ferreira de Almeida, edição revista e corrigida pela
Indonésia
Japão
Sociedade Bíblica de Portugal.
Coreano/Inglês
Coreano/Inglês/Japonês Editor para a Língua Portuguesa em África:
Mianmar
Filipinas
Francisco de Castro Maria
Singapura
Sri Lanka
Reino Unido
Estados Unidos
ESTONIANO LEGENDA DA CAPA:
FRANCÊS
GREGO Ruth e Noemi
GUJARATI Nalini Marcia Jayasuriya (Indonésia, 2014)
HÍNDI
HÚNGARO Cortesia da Arte da Capa de OMSC.
IBAN/INGLÊS © Nalini Marcia Jayasuriya e OMSC, New Haven,
ILOCANO
INDONÉSIO Connecticut, EUA.
ITALIANO
JAPONÊS
CANARÊS
COREANO
MALAYALAM
NEPALI
NORUEGUÊS
ODIÁ
POLACO
PORTUGUÊS
África
Brasil
Portugal
RUSSO
SINHALÊS
ESPANHOL
Caraíbas
México
América do Sul
Estados Unidos ©2020 The Upper Room, Nashville, TN (USA)
SUECO
TÂMIL
Todos os direitos reservados. www.upperroom.org
TÉLUGO
TAILANDÊS Revisora do Texto: Pulquéria Van-Dúnem Bastos
URDU

2
SUGESTÕES PARA A SUA DEVOCIONAL
COM “NO CENÁCULO”
1. Reserve um tempo do seu dia para este momento
de reflexão. Procure fazê-lo em lugar calmo e
silencioso.
2. Tenha em mãos o exemplar do No Cenáculo do
mês corrente e a Bíblia. Ore antes de iniciar a sua
leitura e meditação.
3. Sendo este um guia devocional de todos os dias,
procure seguir a ordem das meditações, fazendo
a leitura dia após dia, conforme indicado no
cabeçalho de cada página.
4. Faça a leitura bíblica indicada. Atente para o
versículo em destaque.
5. LEIA: a meditação do dia e procure relacioná-la
com o texto bíblico lido anteriormente. Por alguns
minutos, reflicta sobre o que acabou de ler.
6. Em reverência, dirija a Deus a oração indicada.
7. Procure reflectir sobre o Pensamento para o Dia e,
no decorrer do seu dia, ore pela situação indicada
no rodapé da página.
8. A leitura do No Cenáculo pode ser feita
individualmente, entre amigos, familiares, nas
Classes, em um grupo de estudos bíblicos, num
retiro espiritual, ou seja, de acordo com a prática
de cada um.
Que o Senhor Deus te abençõe diariamente com a
leitura do No Cenáculo!
3
EDITORIAL

O Testemunho Mais Poderoso


E todos pasmavam e se maravilhavam, dizendo uns
aos outros: Pois quê! Não são galileus todos esses homens
que estão falando? Como pois os ouvimos, cada um,
na nossa própria língua em que somos nascidos? …
os temos ouvido em nossas próprias línguas falar das
grandezas de Deus. – Actos 2:7-8, 11

E u cresci numa cidade onde a maior parte das


pessoas minhas conhecidas eram cristãs. A nossa fé
cristã era uma corrente oculta, um conjunto de valores
partilhados dos quais os meus amigos e eu raramente
falávamos. Quando o fizemos, descobri que muitos
dos meus amigos eram mais insistentes e abertos em
relação às suas crenças do que eu. Quando era criança,
muitas vezes, perguntava-me se as falhas da minha fé
não se deviam à minha pouca franqueza, sobre a minha
crença em Cristo.
À medida que cresci na minha fé ao longo dos anos
– por meio de práticas pessoais, participação na igreja e
estudos académicos – percebi que não há uma maneira
única e certa de partilhar as boas-novas de Cristo. A
história do Pentecostes mostra-nos como Deus se
relaciona connosco e como podemos nos relacionar
com os outros. Isso lembra-nos que o Espírito
4
Santo fala com cada um de nós de uma maneira que
podemos entender – de uma maneira que é familiar.
Da mesma forma, Deus pode operar através de cada
um de nós de maneira adequada aos nossos talentos,
personalidades e capacidades únicas – fornecendo
inúmeras oportunidades para partilharmos a nossa
fé com outras pessoas. O Pentecostes não apenas
reconhece, mas celebra as muitas maneiras pelas quais
podemos usar os nossos talentos para partilharmos
a nossa fé. O testemunho mais poderoso é quando
contamos aos outros sobre onde vimos Deus a operar
no mundo.
Nesta edição, pessoas de várias partes do mundo
descrevem, de forma criativa, o modo como vivem ou
falam da sua fé. Isso vai desde telefonemas a orações
de intercessão, passando pelo oferecimento de uma
refeição a um estranho e fazendo uma pergunta na
sala de aulas. Esses escritores estão a partilhar com o
mundo a sua própria experiência única com o amor
de Deus. Espero que as histórias deles vos encorajem
a fazer o mesmo.

Lindsay L. Gray
Directora Editorial

5
INTERPRETAÇÃO DO DESENHO DA CAPA
Ruth e Noemi
Artista: Nalini Marcia Jayasuriya (Indonésia, 2014)
Intérprete: Kathryn A. Kimball, Curadora, Capela do No
Cenáculo/Museu de Arte Cristã

N alini Jayasuriya foi uma artista cristã nascida no Sri Lanka.


Acreditando que as pessoas “precisam de protecção contra o
temor e uma esperança de bênção”1*, pintou sobre histórias da vida
bíblica, baseando-se nos maravilhosos momentos de todas elas, que
transmitem esperança.
No livro de Ruth, lemos a história da morte do marido e dos
filhos de Noemi. Sem herdeiros do sexo masculino, o futuro parecia
sombrio para Noemi e as suas noras. Por isso, Noemi incentivou as
jovens a regressarem para a sua terra natal, onde poderiam casar-se
novamente. A pintura de Jayasuriya concentra-se em Ruth 4:13-17,
onde Ruth entrega o seu filho a Naomi – um presente de esperança
para o seu futuro e o nosso.
No centro, Noemi e Ruth embalam delicadamente uma pomba
branca. Redemoinhos de vermelho e azul cercam a pomba num escudo
protector semelhante a um útero. Cores avermelhadas e acastanhadas
espalham-se através da pomba, rompendo as margens da pintura. Com
os pés a saírem do vestido, Noemi olha para cima e além do rosto
da Ruth, talvez imaginando a promessa do seu novo futuro. Ruth
ajoelha-se diante de Noemi, olhando a bela pomba branca aninhada
em suas mãos. Muitas vezes, num desenho, um pássaro simboliza a
esperança. Nesta história, ele representa o presente do filho de Noemi,
Obede – um antepassado de Jesus.
Ruth e Noemi oferecem-se um presente para cada uma com as
mãos abertas. Naomi oferece liberdade à Ruth. Ruth embala a pomba e
a apresenta à Noemi como um presente de esperança. A pomba senta-se
livremente nos seus braços. Esse acto de amor e promessa entre Ruth
e Noemi garante o futuro delas e o dom da esperança para todos os
cristãos através do nascimento de Jesus.

1* Um Tempo Para o Meu Canto: Testemunho de Uma Vida, Publicações


OMSC, 2004.

6
A PARTIR DOS ARQUIVOS
Desde o início, o No Cenáculo tem sido um recurso usado por igrejas
e indivíduos para a educação cristã, estudos em pequenos grupos,
reflexão pessoal e divulgação. Isto foi o que disse um pastor na edição
de Maio-Junho de 1959, sobre o impacto que o No Cenáculo teve na
sua congregação.

O No Cenáculo Aprofunda a Vida Espiritual da Igreja


por George Albert Fallon, Pastor, Lakewood, Ohio, EUA

Há cinco anos, a Igreja Metodista de Lakewood encomendou


apenas 500 cópias do No Cenáculo. Hoje, em virtude de os Homens
Metodistas terem feito da distribuição do No Cenáculo, o seu principal
projecto, o pedido é de 2.800 cópias.
O No Cenáculo é distribuído para todas as casas, enviado a todos
os membros da igreja nas forças armadas, a todos os estudantes da
faculdade e entregue a dois hospitais e vários hotéis. Muitas cartas
atestam o conforto que os doentes receberam e ajuda que os viajantes
encontraram no Cenáculo.
É notório que o No Cenáculo:
• Fortaleceu o culto doméstico e aprofundou a vida espiritual das
famílias.
• Ajudou a tornar possível o fortalecimento do trabalho e do culto
doméstico na igreja.
• Aumentou a contribuição financeira dos membros da igreja.
• Ajudou, prontamente, a dar aos novos membros uma ajuda
devocional contínua.
• Aumentou a experiência de oração em toda a igreja. Duas novas
classes de oração iniciaram no ano passado.
• Ampliou a nossa visão sobre o mundo e ajudou muito a tornar
universal a nossa igreja.
O No Cenáculo é agora uma força tão poderosa e útil na vida total
da igreja que ninguém aceitaria seriamente a ideia de diminuir a sua
utilização. Aqueles que são activos na sua distribuição dizem que
devemos pedir mais cópias. Em nenhum outro lugar podemos obter
tanto por tão pouco.

7
8
SEXTA-FEIRA, 1 DE MAIO DE 2020

Mais do Que Pedimos


LEIA: Romanos 8:12-171*
Porque não recebestes o espírito de escravidão, para, outra vez,
estardes em temor, mas recebestes o espírito de adopção de filhos
[de Deus]. – Romanos 8:15

O cancro da próstata tinha metastizado os ossos em todo o


corpo do meu marido. Na manhã seguinte, o meu primeiro
pensamento foi, o Earle está a morrer, e nada será como antes.
Décadas de lidar com o meu próprio diagnóstico de transtorno
bipolar tinham-me deixado impotente para lidar com computadores,
bancos, investimentos, manutenção de casas e carros e jardinagem.
Earle tratava disso tudo, além de conduzir a maior parte do tempo.
Por ter concentrado todos os meus esforços em lidar com a doença
mental, perdi a autoconfiança. Caí de joelhos e pedi a ajuda que
somente Deus pode dar.
Deus deu-me força para aprender a lidar com todas as
responsabilidades com as quais eu teria de passar a lidar sozinha – ir
ao banco, marcar compromissos, conduzir para o Earle e para mim, e
tratar das questões de mudança para uma casa mais pequena. Depois
que Deus me livrou dos meus temores e me deu a capacidade para
agir, Earle começou a responder bem aos tratamentos contra o cancro.
Embora não esteja em remissão, o cancro do Earle está controlado.
Agora, que sou capaz de fazer muitas coisas que antes pareciam
além das minhas capacidades, estou a partilhar com o Earle a vida
abundante que Jesus nos prometeu se confiarmos nele.
ORAÇÃO: Deus fiel, alegramo-nos na tua bondade. Obrigado
pela cura física e pela cura espiritual que somente tu podes
proporcionar. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Jesus oferece-me vida abundante.
(Sra.) Darlene Forgues (Alberta, Canadá)
Oremos por alguém que aprende a viver sozinho.
1* As leituras da Bíblia são escolhidas com muito cuidado, e instamos que as
incluas na leitura sugerida para o teu tempo de devoção.
9
SÁBADO, 2 DE MAIO DE 2020

Nunca é Tarde
LEIA: Lucas 15:11-32
Mas haveis sido lavados, haveis sido santificados, mas haveis sido
justificados em nome do Senhor Jesus e pelo Espírito do nosso Deus.
– 1 Coríntios 6:11

C omo capelão num hospital local, fui chamado para ir assistir


uma mulher idosa. Encontrei-a a gritar de angústia para
Jesus e depois para mim. Tinha-lhe sido diagnosticada uma
hemorragia cerebral e tinha medo de morrer e não ir para o céu.
Quando perguntei o motivo do seu medo, ela explicou que os
seus pecados eram enormes.
Lembrei-a da parábola do filho pródigo e como o nosso Pai
Celestial nos receberá de volta de braços abertos. Ela disse-me
que tinha medo que fosse tarde demais. Eu garanti-lhe que, se
Jesus perdoou o ladrão que estava ao lado dele na cruz, o mesmo
é verdade para todos nós. Depois oramos juntos, e uma imensa
tranquilidade pareceu tomar conta dela. Quando a vi novamente
na manhã seguinte, ela pegou a minha mão e disse que sabia que
fora perdoada e recebida de volta por Deus.
Não importa que pecados possamos ter cometido, quer
estejamos a nos entregar a Cristo pela primeira vez ou a voltar
a Deus como o filho pródigo, não precisamos ter medo da
enormidade dos nossos pecados. Em vez disso, podemos alcançar
o nosso Pai e lembrarmo-nos que Deus nos perdoa e nos recebe
de braços abertos.
ORAÇÃO: Querido Pai, lembra-nos de que nunca é tarde para
voltarmos para ti. Ajuda-nos a estarmos abertos para receber o teu
amor e perdão. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Nunca é tarde para buscarmos o perdão de Deus.
(Sr.) Scott Martin (Nova Jersey, EUA)
Oremos por aqueles que se sentem indignos.

10
DOMINGO, 3 DE MAIO DE 2020

Descanso Sobre a Rocha


LEIA: Marcos 1:35-39
Porém [Jesus] retirava-se para os desertos e ali orava. – Lucas 5:16

U ma ou duas vezes por ano, o tio do meu marido ia de


sua casa em Indiana, Estados Unidos da América, para
um deserto no Noroeste. Ele disse que precisava afastar-se de
tudo e passar algum momento calmo distante das exigências
da vida quotidiana. Geralmente, ele combinava as suas saídas
com o trabalho missionário, atendendo a várias necessidades da
região. Primeiro, porém, ele retirou-se para um rochedo a fim de
revigorar a sua mente e acalmar o seu espírito das tensões da vida.
Ele nunca disse se seguiu intencionalmente o exemplo de Jesus
ou simplesmente reconheceu a sua necessidade pessoal de solidão.
De qualquer maneira, as suas acções demonstraram o padrão que
Jesus estabeleceu durante o seu tempo na terra. A vida de Jesus
era certamente preenchida. Ele ministrou a multidões através da
cura, alimentação e ensino. Ele ofereceu amor incondicional,
tocou os leprosos, comeu com os marginalizados e desafiou o
status quo. Mas, mesmo com toda essa interacção, Jesus retirava-
se regularmente de todos e de tudo por um tempo para estar a
sós com o Pai.
Não precisamos da mesma renovação? Se não tivermos um
momento de pausa, esgotamos toda a nossa energia e não nos
tornamos bons para nós mesmos ou para as outras pessoas. O
tempo pessoal com Deus, que é a nossa Rocha, restaura a nossa
energia e nos prepara para outro dia de obediência amável ao Pai.
ORAÇÃO: Obrigado, pai, por nos encontrares na solidão e nos
dares forças quando nos voltamos para ti. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Onde passo o tempo individual com Deus?
(Sra.) Diana C. Derringer (Kentucky, EUA)
Oremos por aqueles que estão sobrecarregados pela tensão.

11
SEGUNDA-FEIRA, 4 DE MAIO DE 2020
Pequenos Actos
LEIA: Mateus 25:31-40
E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que, quando
o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.
– Mateus 25:40

A o sair do restaurante levando a minha caixa das sobras de


comida, vi uma pessoa deitada à minha frente. Aproximei-me
dela e inclinando-me perguntei, “Aceitarias algo para comer?” Ele
respondeu com “Sim!” Enquanto eu entregava-lhe a comida, quatro
ou cinco pessoas que estavam a minha atrás inclinaram-se e colocaram
dinheiro no seu chapéu. Quando entrei no carro, comecei a pensar
em como dar aos outros deixa-me feliz.
Depois pensei em todas as formas agradáveis que posso utilizar
para ajudar os outros todos os dias. Posso comprar comida extra
no mercado e fazer porções extras de comida para dar às pessoas
necessitadas. Posso carregar garrafas de água no meu carro para
distribuí-las às pessoas sem-abrigos. Posso parar e conversar com as
pessoas que conheço, partilhando tempo com elas. Posso mesmo
enquanto estiver a conduzir, ser cortês com os outros motoristas.
Posso ceder o lugar à minha frente, na fila, a alguém que pareça
apressado e atormentado. Através desses e de outros pequenos actos
de misericórdia, podemos partilhar o amor de Deus com o mundo e
encher os nossos próprios corações de alegria.
ORAÇÃO: Querido Deus, mostra-nos todos os dias aqueles que precisam
do que podemos dar quando oramos, “Pai, santificado seja o teu nome;
venha o teu reino; dá-nos, cada dia, o nosso pão quotidiano; e perdoa-
nos os nossos pecados, pois também, nós perdoamos a qualquer que nos
deve; e não nos conduzas em tentação, mas livra-nos do mal.”2* Amém.

PENSAMENTO PARA O DIA


“É mais abençoado dar do que receber” (Actos 20:35).
(Sr.) Dean T. Skoglund (Minnesota, EUA)
Oremos pelos sem-abrigos das nossas cidades.
2* Lucas 11:2-4

12
TERÇA-FEIRA, 5 DE MAIO DE 2020

Paz e Conforto
LEIA: Filipenses 4:6-9
A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos. – Tiago 5:16

U ma noite, enquanto eu preparava o jantar para a família,


entornei uma panela de leite a ferver sobre a minha perna
direita – do joelho ao pé. Gritei e corri para colocar a perna ferida
sob a água corrente de uma torneira. Quando me lembrei de
que estava indicada para falar na igreja no dia seguinte na minha
aldeia e, três dias depois, numa igreja em outra cidade, questões
e pensamentos negativos e temerosos começaram a surgir. Como
poderei andar amanhã para falar na igreja? Devo enviar uma
mensagem para a igreja da cidade e dizer que não poderei ir?
Esses pensamentos foram acompanhados por imagens mentais
de estar no hospital com a perna suspensa. Eu pensei que talvez
ficaria com uma grande cicatriz e precisaria de usar meias, o resto
da minha vida.
Então, de repente, percebi que não estava a ouvir o Senhor.
Por isso, passei a ler versículos da Bíblia que falam sobre a cura
e comecei a orar. Enquanto isso, a dor na perna tornou-se
profundamente insuportável. No entanto, quando terminei de
orar, toda a dor desapareceu e nenhuma cicatriz ficou na minha
perna.
Quando enfrentamos situações difíceis, a preocupação e o
medo rapidamente apoderam-se de nós. Mas, eles não resolvem
nenhum problema. Que paz e conforto a oração e a fé em Deus
proporcionam!
ORAÇÃO: Querido Senhor, quando tivermos problemas, ajuda-
nos a olhar-te com fé e oração, em vez de nos preocuparmos. Nós
oramos em nome de Jesus. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Orar resolve mais problemas do que preocupar-se.
(Sra.) Charity M. Kiregyera (Kampala, Uganda)
Oremos por alguém ferido num acidente doméstico.

13
QUARTA-FEIRA, 6 DE MAIO DE 2020
Desafio Quaresmal
LEIA: Filemom vv. 4-7
Não detenhas dos seus donos o bem, estando na tua mão poder
fazê-lo. – Provérbios 3:27

D urante a Quaresma, o nosso pastor desafiou a congregação


a sair da sua zona de conforto, e fielmente dar o dízimo,
partilhar o evangelho com outras pessoas e ajudar a comunidade
através de actos de serviço. Eu aceitei o desafio. O meu primeiro
dia de pagamento durante a Quaresma foi o maior salário que já
recebi. Embora o pagamento tenha sido feito através do cartão
de crédito, por internet, enviar 10% desse salário para a igreja foi
difícil. Em seguida, publiquei nas redes sociais sobre a minha fé
e inseri um convite aberto para perguntas e para que alguém se
juntasse a mim na igreja. A manifestação positiva do amor cristão
foi incrível.
Por fim, indaguei até descobrir que um grupo da igreja servia
refeição uma vez por mês, num acolhimento para os sem-abrigos.
Agora, fico ansioso pelo quarto sábado de todos os meses, e faço
todos os esforços para participar.
Eu pensava que o dinheiro não era suficiente e que não tinha
muito tempo para qualquer destes programas. Agora sei pela fé
que todos somos capazes de fazer o que a palavra de Deus nos
chama para fazermos. Continuo atarefado com as obrigações
familiares e profissionais, mas tento o meu melhor para encaixar
na minha agenda as oportunidades que surgem para mostrar o
amor de Deus através das obras da fé.
ORAÇÃO: Pai Celestial, agradecemos por tudo o que fazes por nós e
por tudo que nos permites fazer em teu nome. Continue a nos mostrar
as alegrias de servir-te. Nós oramos em nome de Jesus. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Eu posso seguir a palavra de Deus, independentemente dos meus
rendimentos e da carga das minhas actividades.
(Sr.) Bryan Young (Texas, EUA)
Oremos pelos programas de evangelismo da minha igreja.

14
QUINTA-FEIRA, 7 DE MAIO DE 2020

À Procura da Abelha-Rainha
LEIA: 2 Coríntios 5:6-9
Os céus manifestam a glória de Deus e o firmamento anuncia a
obra das suas mãos. – Salmos 19:1

A presença de uma rainha aninhada na sua colmeia pode ser


bastante ilusória. Eu sou muito hábil em encontrar objectos
escondidos num jogo de figuras numa página; mas como nova
apicultora, preocupei-me em encontrar a nossa rainha. O meu
marido, Joe, e eu, antes de comprarmos uma colmeia a um
apicultor local, passamos vários meses a estudar como cuidar
das abelhas. O nosso “pacote inicial” de abelhas proveniente de
uma colónia maior veio com cinco quadros contendo larvas para
colocar na nossa colmeia, juntamente com as abelhas operárias e
uma rainha. “E se não virmos a rainha?”, perguntei ao Joe quando
saímos com as nossas abelhas em caixas.
“Não te preocupes”, disse ele. “Não precisas ver a rainha.
Se vires os ovos dela e desenvolver larvas, saberás que ela está na
colmeia.” Cerca de uma semana depois, a curiosidade levou-me a
ir espreitar a nossa colmeia. Vi os ovos recém-colocados e larvas
em crescimento em diferentes estágios de desenvolvimento. O
Joe estava certo. Eu nunca vi a rainha, mas vi o seu trabalho.
A nossa busca por Deus pode ser muito parecida com a minha
busca pela abelha-rainha. Ansiamos por ver Deus; mas porque
Ele é invisível, ficamos desanimados. No entanto, se tomarmos
um tempo para olhar, vemos sinais da presença de Deus ao nosso
redor. Assim como não vi a minha abelha-rainha, também nunca
vi Deus frente-a-frente, mas vejo a sua obra.
ORAÇÃO: Querido Senhor, dá-nos olhos para ver-te e fé para crer.
Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Todos os dias eu posso ver Deus revelado em toda a criação.
(Sra.) Suzanne Montgomery (Indiana, EUA)
Oremos pelos apicultores.

15
SEXTA-FEIRA, 8 DE MAIO DE 2020

Escolhidos
LEIA: 1 Pedro 2:1-10
Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o
povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos
chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. – 1 Pedro 2:9

C orri para o parque perto da minha casa, animado pela


ideia de tentar fazer parte da equipa de beisebol de
adolescentes. Depois de fazer alguns exercícios, reunimo-
nos para saber quem tinha sido escolhido para fazer parte
da equipa. Eu estava expectante, mas infelizmente, não fui
escolhido. Arrasado, voltei para casa sem ter sido notado.
Provavelmente, a maioria das pessoas pode identificar-se
com essa experiência – não ser seleccionado para fazer parte
de uma equipa, não ser aceite na faculdade de sua escolha ou
não escolhido para ingressar no emprego desejado. Quando
não somos incluídos ou escolhidos, ficamos desanimados.
Mas, mesmo quando os outros nos acham inadequados,
somos escolhidos para sermos membros da família de Deus.
Que privilégio! Além disso, fomos escolhidos para “cantar
louvores” de Deus que nos chamou das trevas para a sua luz.
Somos embaixadores de Deus, proclamando a mensagem de
reconciliação com o mundo.
Quando nos sentimos insignificantes e indesejados,
podemos nos lembrar da nossa família e da nossa sublime
chamada. Somos filhos de Deus e embaixadores reais.
ORAÇÃO: Querido Deus, obrigado por nos escolheres. Ajuda-
nos a nos lembrarmos que temos uma chamada significante.
Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Deus sempre me escolherá.
(Sr.) Wayne Greenawalt (Illinois, EUA)
Oremos por aqueles que se sentem não queridos.

16
SÁBADO, 9 DE MAIO DE 2020
Expectativa Agradável
LEIA: Colossenses 1:1-14
Não cessamos de orar por vós e de pedir que sejais cheios do
conhecimento da sua vontade … corroborados em toda a
fortaleza, segundo a força da sua glória, em toda a paciência e
longanimidade. – Colossenses 1:9, 11

P or alguns anos, tive de esperar que Deus curasse o meu


filho. Em certos dias, a minha fé tornava-se forte e sentia-me
encorajada. Noutros, deixei o temor aproximar-se de mim, fazer-
me duvidar e mergulhar numa profunda tristeza. Continuei com
esse ciclo de confiança e temor até encontrar a passagem bíblica
acima de Colossenses.
Nesta passagem, Paulo orou para que os crentes em Colossos
fossem fortalecidos com a paciência, alegria e longanimidade. A
palavra paciência refere-se a ser capaz de aceitar ou tolerar os
atrasos sem ficar irritado ou aborrecido. Também pode significar
resistência alegre ou esperançosa. Paulo estava a reconhecer que,
às vezes, a espera nos pode fazer pensar que Deus não está a
responder as nossas orações.
Por mais difícil que pareça, Deus quer que esperemos com
uma atitude de alegria. As Escrituras sugerem-me que, enquanto
esperamos que um filho que erra volte para casa, podemos estar
alegres. Enquanto oramos para o nosso cônjuge, podemos estar
alegres. Enquanto esperamos que um bebé seja concebido,
podemos estar alegres e agradecer a Deus que já nos deu bênçãos
muito maiores do que o que desejamos para o futuro. E enquanto
esperamos, Deus manter-se-á bem ao nosso lado.
ORAÇÃO: Querido Pai, fortaleça-nos para que possamos esperar
pacientemente com um sentimento de expectativa reconhecida. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Escolherei louvar a Deus em todas as situações.
(Sra.) Lilian Nwanze Akobo (Meath, Irlanda)
Oremos para esperarmos pacientemente.

17
DOMINGO, 10 DE MAIO DE 2020
Uma Morada Completamente Preparada
LEIA: João 14:1-4
[Jesus disse], Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse
assim, eu vo-lo teria dito, pois vou preparar-vos lugar. – João 14:2

T rês dias antes do Dia de Acção de Graças, todos os efeitos do


meu tratamento de quimioterapia se manifestavam. A minha
mãe ligou, cheia de emoção por eu e o meu marido estarmos a
regressar para casa no feriado. Eu disse-lhe o quão terrível me
sentia, mas, ela disse-me que prepararia o meu quarto para mim
e que me daria o melhor medicamento do mundo – o amor de
uma mãe. Dois dias depois, o meu irmão ligou para dizer-me
que a minha mãe tinha morrido enquanto dormia. Quando
cheguei à casa dos meus pais, encontrei o meu quarto totalmente
preparado, como a minha mãe tinha prometido. Na cozinha, os
ingredientes foram dispostos para fazer as minhas tortas favoritas.
Os últimos actos da minha mãe na terra visavam confortar-me
enquanto eu suportava a minha luta contra o cancro.
Na leitura de hoje, quando Jesus estava prestes a enfrentar
uma morte horrível, ele garantiu aos seus seguidores que
prepararia um lugar para eles. O amor dos nossos pais por nós
pode ser uma lembrança do sacrifício amável que Jesus fez por
nós. Sei que Jesus tem um lugar preparado para mim e sei que a
minha mãe está lá esperando por mim. Este ano, quando celebrar
o Dia da Mãe, adorarei o meu Salvador e lembrar-me-ei da minha
mãe e do seu grande amor por mim. Lembrar-me-ei também que
Jesus preparou um lugar para todos nós.
ORAÇÃO: Ó Deus, obrigado pelas famílias humanas e pelo amor
que podemos partilhar. Acima de tudo, obrigado pelo teu filho, Jesus
Cristo, que nos ensinou a amar. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
O amor de Deus por mim nunca desaparece.
(Sra.) Karan Young (Texas, EUA)
Oremos pelas nossas famílias.

18
SEGUNDA-FEIRA, 11 DE MAIO DE 2020

O Ferro Aguça o Ferro


LEIA: 2 Timóteo 2:14-19
Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem
de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.
– 2 Timóteo 2:15

D urante o último ano académico, um colega e um amigo


chegaram-se a mim e sugeriram que eu iniciasse um estudo
bíblico para os professores. Depois de pensar e orar, decidi enviar
um correio electrónico aos professores e outros funcionários,
convidando-os para um estudo da Bíblia, na minha sala de aulas,
antes do início das aulas, às terças e sextas-feiras. Eu não tinha
ideia do que iria acontecer. Passamos a estudar às terças-feiras o
livro de Tiago e às sextas-feiras o livro de Filipenses.
O livro de Provérbios nos diz que “como o ferro com o ferro se
aguça, assim o homem afia o rosto do seu amigo” (27:17). Foram
necessárias algumas reuniões para que a confiança se instalasse, mas
descobrimos que, ao estudarmos juntos, crescemos como amigos.
Ficamos mais dispostos a partilhar as nossas dificuldades uns com
os outros. Escutamos e oramos uns com os outros. Incentivamo-
nos uns aos outros – até no simples observar da ausência de um
membro à reunião. Realmente, Deus operou no nosso meio,
encorajando-nos através das Escrituras e da comunhão. Acima de
tudo, Deus ajudou cada um de nós a aprender a confiar mais na
operação do Espírito Santo em todos os nossos relacionamentos
uns com os outros, com os nossos alunos e com Deus.
ORAÇÃO: Querido Pai, obrigado pela Bíblia. Ajuda-nos a crescer
à medida que a lemos e guia-nos a encontrarmos outras pessoas que
estudarão fielmente connosco. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
O estudo da Bíblia ajuda-me a crescer no meu relacionamento com
Deus e com os outros.
(Sr.) Michael W. Martin (Carolina do Norte, EUA)
Oremos pelos grupos de estudo da Bíblia.

19
TERÇA-FEIRA, 12 DE MAIO DE 2020

Deus Provê
LEIA: 2 Coríntios 9:10-15
Lançando sobre [Deus] toda a vossa ansiedade, porque ele tem
cuidado de vós. – 1 Pedro 5:7

A pós o nascimento do meu primeiro filho, tive depressão


pós-parto e o meu marido estava com problemas de
desemprego. Ficou claro que uma mudança de carreira para
ele iria acontecer, o que aumentava a incerteza que sentíamos
sobre o futuro. O meu marido e eu vivíamos ansiosos pelo
que viria para a nossa família; até pensamos que o melhor seria
mudarmo-nos de Estado.
Uma manhã, o meu filho estava a chorar para ser
alimentado. Enquanto preparava o biberão para ele, eu disse,
“Acalma-te, querido. Quando é que não te dei o que precisas?”
Ao dizer isso, percebi que estava a clamar a Jesus com temor
de como e quando as necessidades da minha família seriam
atendidas. Eu via-me como uma criança assustada, precisando
de algo que eu não poderia fornecer a mim. Enquanto olhava
para o meu filho, eu sabia que em pouco tempo seria dado o
sustento que ele esperava – ele estaria repleto, satisfeito e feliz.
Que imagem de como Cristo se importa connosco!
Com toda a minha preocupação, Cristo estava próximo,
convidando-me a lançar sobre ele o meu temor, ansiedade,
dúvida e ira. Tal como um pai amável, Deus pode e irá suprir
as nossas necessidades.
ORAÇÃO: Amável Deus, quando não podemos ver o caminho
a seguir, ajuda-nos a acreditar que tu podes. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Deus proverá para mim.
(Sra.) Courtney Boulware (Ohio, EUA)
Oremos por aquelas que sofrem de depressão pós-parto.

20
QUARTA-FEIRA, 13 DE MAIO DE 2020

Confiança Através da Oração


LEIA: Marcos 11:19-24
Por isso, vos digo que tudo o que pedirdes, orando, crede que o
recebereis e tê-lo-eis. – Marcos 11:24

N uma noite, depois que eu e a minha esposa terminamos


o jantar, recebemos um telefonema da minha cunhada.
Ela informou-nos que o marido tinha sofrido um acidente e
um ferimento grave na cabeça. Abalados, eu e a minha esposa
saímos imediatamente ao encontro dos nossos parentes
no hospital. O médico disse-me que o meu cunhado tinha
apenas 1% de possibilidade de sobrevivência. Logo que ele foi
submetido à uma operação, entrou em coma e foi colocado
num ventilador. Os médicos não nos deram esperança de que
ele sobreviveria devido à grande quantidade de sangue que
tinha perdido.
A oração tem imenso poder. Por termos testemunhado
a maneira pela qual a oração pode salvar vidas, eu e a minha
esposa começamos a orar, apesar dos nossos receios. Dois dias
depois, o meu cunhado saiu do coma. Os médicos e a nossa
família ficaram surpresos por ele ter sobrevivido. A minha fé
em Deus agora é mais forte porque testemunhei o poder da
oração. Quando confiamos em Deus, a nossa fé pode tornar-
se mais forte que os nossos receios.
ORAÇÃO: Querido Deus, ajuda-nos a sentirmos a tua presença
nos momentos difíceis. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Eu expresso a minha confiança em Deus quando oro.
(Sr.) Rajeev Ranjan Pandey (Uttar Pradesh, Índia)
Oremos por alguém em coma.

21
QUINTA-FEIRA, 14 DE MAIO DE 2020

Sempre Preparados
LEIA: 1 Pedro 3:13-17
E estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a
qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós.
– 1 Pedro 3:15

C omo alguém que gosta de pássaros, fiquei encantado ao ver que


o lago onde eu e o meu marido construímos a nossa casa era
um óptimo habitat para uma variedade de pássaros. Antecipando
oportunidades para fotografá-los, configurei a minha câmara com um
programa melhor. Na época em que estava a experimentá-la, um par
de gansos apareceu na área. Pude tirar fotos desses lindos pássaros.
Foi uma coisa boa, porque eles desapareceram no dia seguinte.
Os pássaros não posam de bom grado; portanto, se eu quiser fotos
deles, tenho que estar preparada – ter a minha camara fotográfica comigo
e aguardar a minha oportunidade. Ainda assim, talvez eu não consiga
tirar uma boa fotografia. Mas as oportunidades continuarão a surgir; se
não deixar a minha camara na prateleira, vou perder a oportunidade de
fazer óptimas fotografias, restando-me o arrependimento.
Nem sempre sabemos quando uma oportunidade de testemunhar
a esperança que temos em Cristo virá. Mas, ao estarmos abertos ao
desejo do Espírito Santo e dispostos a partilharmos a nossa história,
permanecemos preparados. E quem sabe? Talvez nos encontremos
com alguém que precisa experimentar a esperança encontrada apenas
no nosso Salvador. Quão preparados estaremos para partilhar a
história de Deus?
ORAÇÃO: Ó Senhor, que a esperança que nos dás seja tão evidente
que leve os outros a querer ouvir falar dela. Ajuda-nos a estarmos
preparados para as oportunidades de testemunharmos o teu amor e
salvação. Amém.

PENSAMENTO PARA O DIA


Como vou expressar a minha esperança em Cristo hoje?
(Sra.) Lori Herold (Illinois, EUA)
Oremos pelos fotógrafos.

22
SEXTA-FEIRA, 15 DE MAIO DE 2020
Mudando-se com Deus
LEIA: Salmo 143:5-10
[O salmista escreveu], Ensina-me a fazer a tua vontade, pois és o
meu Deus; guie-me o teu bom Espírito por terra plana.
– Salmos 143:10

E mbora eu e o meu marido tenhamos nos mudado 21 vezes,


ainda assim acho a mudança difícil – pois, tende a trazer ao
de cima todas as minhas inseguranças e preocupações. Dentre as
minhas mudanças há uma que foi especialmente difícil para mim.
Eu gostava do local onde morávamos. Nós fazíamos parte de uma
grande igreja e íamos deixar muitos amigos. Eu trabalhei num
grande centro ajudando mulheres em crise e senti que o meu
trabalho também era o meu ministério.
Só mais tarde percebi o propósito de Deus para a mudança.
Isso permitiu-me trabalhar numa organização semelhante que
tinha dificuldades – onde Deus usou a minha experiência para
ajudá-la a desenvolver. Fiz uma retrospectiva das outras mudanças
e pude ver que em cada mudança Deus trabalhou. Através de
todas as mudanças da minha família, aprendi que posso confiar
em Deus para guiar-me na direcção certa.
Quando confrontados com uma oportunidade que requer
mudança, podemos pedir a Deus que nos guie e nos direccione.
Como Deus nos ama e quer que levemos uma vida significativa e
de serviço útil, Ele responderá às nossas orações para orientação
– não apenas através das Escrituras, mas também através da
sabedoria dos amigos e mentores cristãos. A resposta de Deus
pode nem sempre ser o que preferimos fazer, mas devemos saber
que seguir a sua direcção é sempre melhor.
ORAÇÃO: Querido Deus, ajuda-nos a acreditarmos que nos
mostrarás os caminhos e lugares onde podemos continuar a
encontrar alegria em servir-te. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Posso confiar em Deus para mostrar-me a melhor maneira de servir.
(Sra.) Myrna Conrad (Florida, EUA)
Oremos pelas famílias que se preparam para mudar de residência.

23
SÁBADO, 16 DE MAIO DE 2020

Quando a Vida Atormenta


LEIA: Mateus 5:1-12
Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados.
– Mateus 5:4

E m Julho de 2012, minha esposa Joyce, 48 horas após me


ter levado para casa em Oklahoma, depois de uma cirurgia
de emergência na Florida, Estados Unidos da América, para
recuperar a minha perna, morreu repentinamente. Eu fiquei
desamparado. Joyce não era apenas a minha melhor amiga,
minha esposa, com quem vivi 35 anos, e mãe dos nossos dois
filhos; ela era a minha parceira no ministério e uma cantora
e compositora multitalentosa e professora universitária com
uma personalidade radiante.
Duas bênçãos foram críticas para mim na sua perda.
Primeiro, a convicção de que Jesus sabia do que estava a
falar quando disse, “Bem-aventurados os que choram, porque
eles serão consolados.” Houve muitos dias – especialmente nos
primeiros dois anos – em que eu chorava e clamava pela dor
dessa perda. O clamor não era “Por quê?”, Mas “Dói”.
A segunda bênção surgiu no dia seguinte à morte de Joyce,
quando ouvi o Espírito Santo a fazer-me esta pergunta: “Se
pudesses trocar os teus anos com a Joyce e não sentir essa dor, farias
isso?” A minha resposta imediata foi, “Absolutamente não.”
Agora a dor diminuiu e é muito menos frequente. Todos
os dias, continuo a agradecer a Joyce – a vida e o amor que
partilhamos e a família que Deus nos deu.
ORAÇÃO: Obrigado, Jesus, pela tua presença e orientação
através das Escrituras e do Espírito Santo. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Mesmo na minha tristeza, Deus me abençoa.
(Sr.) Torrey Curtis (Oklahoma, EUA)
Oremos pelos viúvos.

24
DOMINGO, 17 DE MAIO DE 2020

Desafios da Vida
LEIA: 2 Coríntios 4:7-18
Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um
peso eterno de glória mui excelente. – 2 Coríntios 4:17

Q uando eu estava no ensino médio, tivemos o “dia das


colinas”. O nosso grupo correu para uma colina com
vista para um lago, e o treinador gritou, “Dez vezes, para cima
e para baixo”. As duas primeiras voltas foram revigorantes
porque a grupo enfrentou a colina juntos. Mas na nona volta,
eu estava sozinha, os meus lados doíam e fiquei cansada;
Eu queria desistir. Determinada a concluir o desafio, fui-me
arrastando para frente, esforçando-me para conseguir pôr um
pé a frente do outro. Quando cheguei ao topo da colina pela
décima vez, olhei para a extensão do lago que era tão vasta
que fez-me – e a colina – parecer pequena.
Anos depois, vi o quanto a colina era semelhante à vida.
Às vezes a vida é divertida, como a corrida da escola para
a colina. Em outros momentos, colocar um pé a frente do
outro é cansativo. Quando enfrentamos os desafios da vida,
podemos nos concentrar em Cristo, que subiu numa colina
e carregou uma cruz por nós, dando-nos a esperança da
eternidade. Quando agimos assim, os nossos testes parecem
insignificantes.
ORAÇÃO: Querido Pai, ajuda-nos a erguer os olhos para ti em
tempos difíceis. Lembra-nos de que os nossos problemas terrestres
parecerão pequenos quando estivermos na presença da tua
glória. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Como a minha perspectiva muda quando me concentro em Cristo?
(Sra.) C. Jennings (Ontário, Canadá)
Oremos pelos corredores.

25
SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MAIO DE 2020

A Ligação Final
LEIA: João 15:1-10
[Jesus disse], Nisto é glorificado meu Pai: que deis muito fruto;
e assim sereis meus discípulos. – João 15:8

N a ilha de Trinidad, onde cresci, as culturas agrícolas


incluem abóbora, melancia, maracujá e tomate. Todas
essas hortícolas crescem em trepadeiras como videiras.
Em João 15, Jesus falou sobre uma vinha. O objectivo da
videira é fornecer apoio e enviar comida e água para os ramos.
Enquanto os ramos estiverem ligados à videira, eles darão
frutos. Regularmente, o lavrador deve podar os ramos. Esse
processo é importante porque mantém a frescura dos ramos,
fortalece-os e incentiva os ramos a produzir mais frutos.
Jesus é a nossa videira e nós somos os seus ramos.
Enquanto estivermos ligados a Jesus, receberemos o alimento,
o apoio e o amor que precisamos para viver como verdadeiros
seguidores de Cristo. Estar ligado a Jesus envolve estudar a
Bíblia, a oração e a comunhão com outros crentes. O Espírito
Santo trabalha dentro de nós para darmos frutos. O nosso
fruto consiste em acções divinas, como perdão e compaixão.
A nossa obediência aos mandamentos de Jesus traz glória a
Deus.
ORAÇÃO: Obrigado, Jesus, por nos dares a tua força e apoio.
Ajuda-nos a permanecermos ligados a ti, para que possamos dar
muitos bons frutos. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Como permaneço ligado a Jesus?
(Sra.) Renae Aberdeen (Indiana, EUA)
Oremos pelo povo de Trinidad.

26
TERÇA-FEIRA, 19 DE MAIO DE 2020

O Poder da Presença
LEIA: Lucas 10:38-42
Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada. – Lucas 10:42

L embro-me de ter conversado muito com a Melissa discutindo


as actividades do dia, planos futuros, os nossos objectivos, a
nossa futura vida conjugal. Depois, houve talvez durante cerca de
dez minutos algumas pausas, ninguém disse nada. No entanto,
estávamos ligados, e de alguma forma isso era importante. Nas
nossas longas viagens de carro, passeios no parque ou apenas
estarmos sentados em casa, esse silêncio continua a fazer parte do
nosso relacionamento. Às vezes, basta estar presente um com o
outro. Eu percebo essa verdade ainda mais plenamente quando
estamos ausentes um do outro. A presença é importante.
Na leitura de hoje, vemos que Maria entendeu o valor
da presença. Ela não teve que participar da conversa. Ela não
precisava ser o centro das atenções. Apenas estar presente aos
pés de Jesus era suficiente. Por causa da sua presença, Jesus a
recompensou: “Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será
tirada.” Que elogio do Mestre por simplesmente estar presente
com ele!
Deus ainda busca a nossa presença. No corre-corre das
ocupações de todos os dias, podemos encontrar tempo para
sentar-se em silêncio com Cristo. Nesses preciosos momentos de
solidão, podemos descobrir a intimidade além das palavras; pois
quando nos aproximamos de Deus, Ele se aproxima de nós. (Veja
Tiago 4:8)
ORAÇÃO: Ó Deus, ensina-nos a reconhecermos a tua presença e
ajuda-nos a estarmos ligados contigo durante todo este dia. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Vou reservar um tempo para Cristo hoje.
Kevin Thomas (Alabama, EUA)
Oremos por aqueles sobrecarregados pelas ocupações.

27
QUARTA-FEIRA, 20 DE MAIO DE 2020

Em Missão
LEIA: João 5:19-24
[Jesus disse], Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma;
como ouço, assim julgo, e o meu juízo é justo, porque não busco a
minha vontade, mas a vontade do Pai, que me enviou. – João 5:30

D epois de receber vários pedidos para participar de


actividades e projectos que eu achava que não estavam
de acordo com o que Deus tinha-me chamado a fazer, a
minha amiga Ann incentivou-me a escrever uma declaração
de missão. Eu pensei que as declarações de missão eram
apenas para empresas, mas com o incentivo de Ann, escrevi
três pontos que considerava essenciais para o trabalho que
Deus chamou-me a fazer. Agora, quando as pessoas me
incentivam a envolver-se nos seus projectos, posso usar a
minha declaração de missão para ajudar-me a decidir se se
encaixam na designação de Deus para mim.
Da mesma forma, Jesus tinha uma missão. Ele disse, “Eu
não posso de mim mesmo fazer coisa alguma; … porque não
busco a minha vontade, mas a vontade do Pai, que me enviou.”
Embora poucas pessoas tivessem entendido a missão de Jesus,
ele permaneceu concentrado na obra que Deus lhe deu.
Tal como Jesus, estamos todos em missão. Se não
conhecemos os desígnios de Deus para nós, podemos pedir-
lhe que nos guie e Ele o fará. Quando conhecemos a nossa
tarefa, podemos permanecer concentrados na nossa missão.
ORAÇÃO: Querido Senhor, obrigado por nos confiares as
designações enquanto estamos aqui na terra. Nós oramos em
nome de Jesus. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Qual é a minha declaração de missão?
(Sra.) Mary E. Webb (Novo México, EUA)
Oremos pelos amigos que nos incentivam.

28
QUINTA-FEIRA, 21 DE MAIO DE 2020
O Talento de Todos é Necessário
LEIA: 1 Coríntios 12:14-26
Se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um
membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele.
– 1 Coríntios 12:26

D epois de fazer uma cirurgia num dos meus dedos do pé,


precisei de um andador para suporte durante semanas de
recuperação. A minha vida diária inteira parecia girar em torno
desse dedo e da sua cura. Eu nunca disse a nenhuma das minhas
amigas, “Deixa-me mostrar-te o meu dedo maravilhoso! Isso ajuda-
me muito todos os dias!” Mas, depois dessa experiência, passei a
valorizá-lo.
A maneira como desvalorizei o meu dedo do pé fez-me
pensar nas partes do corpo de Cristo – a igreja. Há pessoas que
mesmo desempenhando funções importantes na obra de Deus,
passam despercebidas. Penso nos editores que tornam o trabalho
de um escritor mais claro, nas pessoas que oram em silêncio pelos
outros e nos guardiões que mantêm as instalações da igreja limpas
e preparadas para estudar e adorar a cada semana. A lista é longa.
Com que frequência reservamos um tempo para reconhecer e
incentivar outras pessoas? Paulo lembra-nos que quando qualquer
membro padece, todos padecemos; e quando qualquer membro
é homenageado, nos alegramos juntos. Quando os membros da
nossa família cristã estão a padecer de alguma forma, podemos
apoiar e encorajar uns aos outros, renovando a nossa força para as
tarefas que Deus nos designou. Quando cuidamos e valorizamos
uns aos outros, é motivo de alegria.
ORAÇÃO: Querido Deus, ajuda-nos a vermos o valor dos outros
cristãos e a elogiá-los pelo seu trabalho. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Hoje vou mostrar a minha gratidão pelas contribuições dos outros
para a obra de Deus.
(Sra.) Linda Neff (Ontário, Canadá)
Oremos pelos guardiões.

29
SEXTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2020
Forte Encorajamento
LEIA: Eclesiastes 4:9-12
Exortai-vos uns aos outros e edificai-vos uns aos outros.
– 1 Tessalonicenses 5:11

A competição de natação que estávamos a assistir estava cheia


de crianças, incluindo os nossos dois netos. Slade, o mais
velho dos dois, tinha completado a competição na sua faixa etária
e depois esteve ao lado da piscina, a incentivar o seu irmão mais
novo, Grant. Mesmo sob o barulho da multidão, ouvimos Slade
a gritar, “Vamos, Grant, continua. Podes fazer isso!” Enquanto
eu o observava, pensei: Ele não se importa com a opinião que a
multidão vai construir a seu respeito, por causa dos seus pulos e
gritos. A sua preocupação é que o seu irmão termine a corrida.
Quando, mais tarde, pensei na forma descontraída que o
meu neto encorajava o seu irmão, perguntei-me: “Sou tão zeloso
quanto Slade em encorajar os meus irmãos e irmãs em Cristo?”
Fico receoso que a resposta seja não. Ao contrário do meu
jovem neto, muitas vezes fico inibido pelo temor do que os
outros vão pensar. Slade inspirou-me a pedir perdão a Deus e
também a ousadia para incentivar os outros.
ORAÇÃO: Querido Senhor Jesus, ajuda-nos a reflectirmos a tua
natureza nas nossas acções para com os outros todos os dias. Nós
oramos como Jesus nos ensinou, “Pai, santificado seja o teu nome;
venha o teu reino; dá-nos, cada dia, o nosso pão quotidiano; e
perdoa-nos os nossos pecados, pois também, nós perdoamos a
qualquer que nos deve; e não nos conduzas em tentação, mas
livra-nos do mal.”3* Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
A quem em nome de Cristo eu disse hoje uma palavra encorajadora?
(Sr.) George Childree (Alabama, EUA)
Oremos pelos jovens atletas.

3 * Lucas 11:2-4

30
SÁBADO, 23 DE MAIO DE 2020

Amor Que Conquista o Temor


LEIA: Mateus 6:25-34
Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de
amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.
– Mateus 6:34

M ais uma vez, senti-me paralisada e completamente impotente.


Enquanto a escuridão do meu quarto se aproximava de mim,
o pânico aumentou no meu peito. Muitas vezes, o temor parecia
dominar a minha vida. Perguntas sobre o meu futuro, minha
carreira, minha situação financeira, meu relacionamento difícil com
o meu outro significativo, os meus familiares doentes – a lista nunca
terminava – tudo isso atormentava-me.
Deitada de costas, olhando para o teto, lembrei-me das palavras de
Mateus 6:34 citadas acima. Eu percebi o quanto esse ciclo interminável
de temor, com os seus agitações e alterações, à noite e, preocupações
estavam a prejudicar a minha vida espiritual, pois controlavam os
meus pensamentos e acções. No entanto, eu sabia que Jesus me ama e
morreu para me salvar e que ele é soberano sobre todos.
Como escreveu o apóstolo João, o temor não pode existir onde o
amor está sob controlo total; se eu temer, não sou perfeito em amor.
(Veja 1 João 4:18) Recitei mentalmente todas as formas pelas quais
Deus tinha me harmonizado uma e outra vez. Ao reflectir, percebi
que, em todas as provações, Jesus estava presente e nunca deixou de
me dar o que eu precisava. Respirei profundamente, orei, contando
a Deus todas as minhas preocupações e temores e orando pela paz
enquanto adormecia.
ORAÇÃO: Querido Deus, dá-nos uma compreensão mais profunda do
teu amor, para que o temor não domine mais as nossas vidas. Amém.

PENSAMENTO PARA O DIA


Por causa do amor de Deus por mim, o temor e a preocupação não
dominam a minha vida.
(Sra.) Laura Rothhaar (Ohio, EUA)
Oremos por aqueles que lutam contra a insónia.

31
DOMINGO, 24 DE MAIO DE 2020
Eu Faço Parte!
LEIA: 1 João 3:1-2
E, se nós somos filhos, somos, logo, herdeiros também, herdeiros de
Deus e coerdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para
que também com ele sejamos glorificados. – Romanos 8:17

Q uase todos sentimo-nos como que pertencemos a um


grupo – sentimo-nos integrados numa associação, com
a qual nos identificamos culturalmente e onde somos aceites.
Embora essa necessidade esteja muitas vezes associada à
adolescência, todos nós sentimos isso. Apesar de ter o mesmo
sobrenome, algumas pessoas não experimentam a alegria
de pertencer a uma família, de fazer parte de uma história
conjunta. Muitas pessoas não têm com quem partilhar a sua
alegria e esperança, ou a sua tristeza e temor.
Na minha actividade, encontro muitas pessoas que vêm
à igreja sozinhas e se tornam parte de uma nova família –
a família de Deus. Em Cristo, nos tornamos coerdeiros do
reino de Deus. A família da fé pode criar espaço para novos
começos, esperanças renovadas para viver esta vida e a nova
esperança na vida eterna. É desejo de Deus que nos tornemos
parte da sua família. Jesus ensinou isso quando instruiu os
discípulos a começarem a oração dizendo, “Pai Nosso”. Jesus
partilhou a glória do Pai com os seus discípulos e com todos
nós. Todos são bem-vindos na família da fé, porque o nosso
Pai celestial nos ama.
ORAÇÃO: Senhor Jesus, obrigado por nos tornares parte
da tua família de fé. Ajuda-nos a convidar as outras pessoas
a encontrarem em ti uma verdadeira sensação de ser uma
família! Nós oramos em teu nome. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Eu pertenço à família da fé de Cristo.
(Sr.) Marcos António Garcia (São Paulo, Brasil)
Oremos pela nossa família da igreja.

32
SEGUNDA-FEIRA, 25 DE MAIO DE 2020
Retirar-se
LEIA: Salmos 139:1-12
O SENHOR te guardará de todo o mal; ele guardará a tua
alma. – Salmos 121:7

Q uando eu era jovem, fugia muitas vezes. Eu pensava que


tinha realmente de correr para fugir, então ia embora. Eu
não conseguia chegar muito longe sem ser alcançado pelo meu
que me trazia de volta para casa. Eu sempre soube que ele me
iria buscar.
O meu irmão ingressou no exército em 1946, quando
completou 17 anos de idade. Ele tinha sido o meu confidente,
conselheiro e protector, e eu sentia muita falta dele. Enquanto
esteve fora, ele escreveu-me cartas cheias de conselhos sábios e
prometeu que me manteria a seguro. Eu ainda tenho essas cartas.
Ele visitou a nossa casa depois de vários meses e, quando chegou
a hora de ele ir novamente, eu chorei e implorei para que ele
ficasse. Eu até recusei-me a ir à estação do comboio para vê-lo
partir. Não sabia que não o veria mais, pois três meses depois, o
seu caixão chegou à mesma estação do comboio. Ele morreu de
pneumonia como uma complicação da doença renal.
Depois disso, eu nunca fugi fisicamente, mas corri de outras
formas. Desta vez, Deus veio atrás de mim. Deus levou-me a uma
igreja onde as pessoas me acolheram e mostraram-me o amor
de Cristo. Sou eternamente grata pela igreja que me colocou no
caminho que mudou a minha vida. Embora eu tenha me desviado
desse caminho desde então, Deus sempre me trouxe de volta.
ORAÇÃO: Deus remidor, obrigado por nos trazeres de volta
quando fugimos. Obrigado pelas pessoas que colocaste em nossas
vidas e que nos amam, nos vigiam e nos protegem. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Como posso ajudar a trazer outras pessoas de volta a Deus?
(Sra.) Grace Epperson (Michigan, EUA)
Oremos pelas famílias dos militares.

33
TERÇA-FEIRA, 26 DE MAIO DE 2020

Satisfeito Onde Estou


LEIA: 2 Samuel 7:18-29
Então, entrou o rei David, e ficou perante o SENHOR, e disse:
Quem sou eu, Senhor JEOVÁ, e qual é a minha casa, que me
trouxeste até aqui? – 2 Samuel 7:18

S ou grata pela parte agradável do mundo em que vivo.


Lagos, rios, praias oceânicas e montanhas estão a uma
curta distância de carro. Costumo fotografar animais selvagens
como leões-marinhos, águias e veados de cauda branca.
Mas uma manhã, senti inveja de outras pessoas que
viajaram para lugares exóticos que não conheço. Decidi passar
um tempo extra lendo a minha Bíblia porque sabia que Deus
me incentivaria a contentar-me com o lugar onde vivo. Afastei
o meu desejo por lugares onde não estive e abri a palavra de
Deus.
Enquanto lia a oração de David sobre ser humilde e que
a sua família seria lembrada pelo Senhor para sempre, percebi
a minha imprudência ao cobiçar qualquer coisa terrena.
Assim como David, todos aqueles que confiam no Senhor
serão estabelecidos para a eternidade no reino de Deus.
Lembrei-me de quanto o céu é mais importante comparado
às coisas terrenas. As margens do céu serão para sempre mais
impressionantes do que todos os lugares exóticos que o
mundo tem para oferecer.
ORAÇÃO: Querido Deus, obrigado pela beleza do mundo em
que vivemos. Ajuda-nos a lembrarmo-nos que as alegrias do céu
ultrapassarão em muito as terrenas. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Quando me sinto descontente, posso recorrer às Escrituras em
busca de encorajamento.
(Sra.) Wendy L. Macdonald (Colúmbia Britânica, Canadá)
Oremos pelos cristãos no Canadá.

34
QUARTA-FEIRA, 27 DE MAIO DE 2020

Uma Mudança de Atitude


LEIA: 1 Coríntios 9:20-23
Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há
macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus.
– Gálatas 3:28

N o nosso almoço de despedida para comemorar os meus


primeiros cinco anos de ministério nos Estados Unidos da
América, o grupo ficou surpreso quando o George falou. Ele era
um empresário aposentado que sempre se sentou em silêncio
com a esposa no último banco da igreja. Naquele dia, com a voz
trêmula, George disse algo que tocou todos os corações: “Pastor
Koo, em cinco anos fizeste-nos chorar duas vezes. A primeira vez foi
há cinco anos, quando recebemos a notícia de que teríamos um pastor
coreano. A segunda vez é hoje, o dia em que tu e a tua família nos
deixam. As primeiras foram lágrimas de preocupação e decepção
por recebermos o nosso primeiro pastor transcultural e racial; agora
são lágrimas de amor e tristeza quando vemos a ti e tua família
partirem”. Pouco tempo depois de partirmos, George faleceu.
As suas palavras tornaram-se uma grande motivação e
encorajamento para mim no meu ministério. Como está escrito
no versículo de Gálatas citado hoje – apesar do nosso preconceito,
diferenças e ansiedade, somos todos um em Cristo Jesus. Ainda
hoje, George faz-me lembrar que o ministério de Deus não é
observado por palavras, mas por corações abertos ao amor de
Cristo.
ORAÇÃO: Querido Pai, lembra-nos de que, com o teu poder,
podemos superar todos os obstáculos mundanos para cuidarmos dos
outros. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Todos os dias, Deus me fortalece para a missão com os outros.
(Sr.) KyungMo Koo (Maryland, EUA)
Oremos pelas igrejas transculturais.

35
QUINTA-FEIRA, 28 DE MAIO DE 2020
O Amor de Deus Perdura
LEIA: Romanos 5:1-11
A tribulação produz a paciência; e a paciência, a experiência;
e a experiência, a esperança. E a esperança não traz confusão.
– Romanos 5:3-5

T udo começou com uma dor que pareciam pontadas na minha


perna, mas as pequenas pontadas logo se tornaram maiores
e se intensificaram cada vez mais. Dois anos depois, enquanto
eu estava sentada na minha aula de matemática da sétima
classe, disseram-me para ir ao escritório da administração. Eu
podia sentir o meu coração a bater forte enquanto caminhava
em direcção ao escritório e o senti a afundar-se quando vi os
meus pais sentados com o director. Eles disseram-me que o
meu médico tinha me diagnosticado com osteomielite crónica
e disseram que precisavam levar-me ao hospital para uma biópsia
de emergência. Eu estava cheia de medo. Não entendi por que
isso estava a acontecer comigo ou por que Deus permitiu que
tanta dor surgisse na minha vida. No entanto, cinco anos depois,
eu sei que sem essa experiência, não teria me tornado a pessoa
que sou hoje.
Embora, às vezes, ainda sinto dor, busco a Deus para encher
o meu espírito de esperança e perseverança. Sei que existe um
sofrimento no mundo que ultrapassa em muito tudo o que
experimentarei, e continuo a orar por aqueles que estão aflitos.
Jesus sofreu na cruz e entende a nossa dor. Independentemente
do nosso sofrimento terrestre, podemos acreditar que o amor de
Deus superará tudo.
ORAÇÃO: Querido Deus, guia-nos quando enfrentarmos
enfermidades e dores. Dá-nos um sentido renovado de esperança e
fé no teu amor. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Deus enche-me de esperança e ajuda-me a suportar as dificuldades.
(Sra.) Candyce Sturgeon (Carolina do Norte, EUA)
Oremos por alguém que aguarda pelos resultados da biópsia.

36
SEXTA-FEIRA, 29 DE MAIO DE 2020

Orgulho Perplexo
LEIA: Filipenses 4:10-19
[Paulo escreveu], O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá
todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.
– Filipenses 4:19

D urante a minha primeira viagem de campismo, até me


aperceber que tinha enchido demasiado a minha mochila, eu
achei a caminhada a percorrer até a montanha, curta. Enquanto
me esforçava para caminhar, vi um membro do nosso grupo, que
ainda não conhecia, retornando pelo caminho em minha direcção.
Pensei, vou dizer, “Por favor, Senhor, deixe-me cumprimentá-
lo e passar.” Não foi assim que sucedeu. Ele parou em minha
frente oferecendo ajuda, dizendo, “Olá, eu sou o Jay. Gostarias
que eu levasse a tua mochila?” A minha mente reagiu com sim,
mas os meus lábios disseram, “Não, obrigado. Eu posso levá-la.”
O meu orgulho não aceitou completamente a ajuda. Ele virou-se
e subimos juntos. Perante a insistência de Jay em levar a minha
carga, finalmente aceitei.
Eu tinha orado por força, mas Deus tinha outra coisa em
mente. Às vezes, receber a provisão de Deus exige um sacrifício
da nossa parte, como abrir mão do orgulho pela autossuficiência.
Esse sacrifício não é para o benefício de Deus, mas para o nosso.
Quando não estamos mais distraídos, sobrecarregados de culpa
ou cheios de orgulho, os nossos ouvidos e corações ficam mais
abertos a Deus. Então, ficamos livres para sentir a mensagem de
Deus nas palavras de uma canção, ver o plano de Deus na ordem
da natureza ou sentir uma paz inexplicável nas profundezas de
nós durante uma crise.
ORAÇÃO: Querido Deus, ajuda-nos a deixarmos o nosso orgulho,
para que possamos confiar na tua provisão e não na nossa. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Hoje vou depositar os meus fardos para poder acolher a força de Deus.
(Sra.) A. Mattingly (Texas, EUA)
Oremos por aqueles que lutam com o orgulho.

37
SÁBADO, 30 DE MAIO DE 2020

Melhor Para Nós


LEIA: Hebreus 12:4-11
Se suportais a correcção, Deus vos trata como filhos; porque que
filho há a quem o pai não corrija? – Hebreus 12:7

P rovavelmente, beber refrigerantes ou sumos na presença


do meu sobrinho fará com que ele chore porque quererá a
bebida, apesar de não dever consumir muito açúcar. Um dia,
enquanto ele chorava pelo sumo, ocorreu-me que, embora as
crianças chorem por algo que as prejudicará, os adultos que
sabem melhor deixarão que chorem ao invés de satisfazê-las
com o que é prejudicial.
Deus chamou a minha atenção para a mesma coisa sobre
mim. Às vezes, quando eu pedia a Deus coisas e não as colocava
dentro do prazo, começava a chorar. Ainda assim, as minhas
lágrimas não fizeram com que Deus me desse aquilo por que
lamentei. Eventualmente, percebi a verdade de Hebreus 12:7,
que como um bom pai, Deus me disciplinará para que eu possa
crescer. Deus não estava a negar-me o amor, retendo certas
coisas de mim. Por não me dar o que eu queria, Deus pode ter
me protegido ou me ajudado a crescer e a amadurecer.
Quando os nossos desejos e lágrimas são pelo que não é
dos melhores, Deus nos ajudará a não nos destruirmos com
esses desejos equivocados, mas a fazermos melhores escolhas.
Deus nos ama e quer apenas o melhor para nós.
ORAÇÃO: Querido Pai, quando choramos por coisas
desnecessárias ou prejudiciais, ensina-nos a entender a tua
disciplina e a abraçar o amor pela tua correcção. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Deus vê além do que eu quero o que é melhor para mim.
(Sra.) Oluwasola Jegede (Lagos, Nigéria)
Oremos por aqueles que sofrem com provações.

38
DOMINGO, 31 DE MAIO DE 2020
Nós ou os Outros?
LEIA: Lucas 10:29-37
Todavia, se cumprirdes, conforme a Escritura, a lei real: Amarás
a teu próximo como a ti mesmo, bem fazeis. – Tiago 2:8

E u estava a ensinar inglês como segunda língua a estudantes


que se preparavam para ingressar numa universidade
nos Estados Unidos da América. Um dia, durante a aula de
gramática os estudantes praticavam o preenchimento dos
espaços em branco nas frases. A frase “Deus ajuda aqueles que
se ajudam ______” confundiu um dos meus alunos. Quando
ele veio ter comigo depois da aula para pedir-me a resposta,
eu disse-lhe que esse provérbio é comum nos Estados Unidos
da América e que a resposta correcta é “a si mesmos”. Deus
ajuda aqueles que “se ajudam”. “Ah”, ele disse. “Eu pensei que
Deus ajuda aqueles que ajudam os outros.”
Ele estava certo. Jesus deu-nos dois mandamentos que são
os mais importantes – amar a Deus com todo o coração, alma,
mente e força e amar o próximo como a nós mesmos (Veja
Marcos 12:28-31). A parábola na leitura de hoje também faz-
nos lembrar que o nosso próximo é alguém que conhecemos
a quem temos a capacidade de ajudar.
A resposta do meu aluno estava mais próxima do ensino
bíblico do que o ditado popular. Mesmo que os nossos
recursos materiais sejam limitados, podemos oferecer um
sorriso, uma palavra de encorajamento ou um ouvido atento
àqueles com quem entramos em contacto todos os dias. E, ao
fazermos isso, também seremos abençoados.
ORAÇÃO: Querido Deus, ajuda-nos a honrar-te, ajudando
alguém que precisa do que podemos dar. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Hoje, quem Deus me indica para ser o meu próximo?
(Sra.) Frances K. Griffin (Oklahoma, EUA)
Oremos por alguém que aprende uma nova língua.

39
GOSTARIAS DE ESCREVER PARA
O NO CENÁCULO?
As meditações em cada edição do No Cenáculo são escritas
por pessoas como você. O No Cenáculo é edificado por uma
comunidade mundial de cristãos que partilham o testemunho
da sua fé com os outros. Qualquer experiência pode ser uma
janela para a actividade de Deus na tua vida. Aqui estão algumas
instruções para ajudar-te a escrever:
• Use palavras simples, claras e directas. O que escreveres será
traduzido para todo o mundo.
• Faça apenas um ponto na meditação. Pense de forma
instantânea.
• Inclua detalhes sobre o que ouviste, viste, sentiste, disseste:
(Quando, durante a semana passada, notaste a presença de
Deus de uma forma especial ou diferente? Que incidente
aconteceu que te deu uma prova de que Deus estava próximo
ou ensinou-te algo importante? Qual é o texto bíblico em que
tens pensado muito ultimamente e porquê?)
• A meditação inclui um título, um texto bíblico longo, um
texto bíblico curto, o testemunho pessoal ou reflexão sobre
as Escrituras, uma oração, um “pensamento para o dia”
(uma declaração concisa), e um “pedido de oração” (assunto
sugerido para oração mais profunda).
• Evite usar poemas, hinos, jogos de palavras, tais como
acrósticos ou homónimos porque tornam as meditações
inutilizáveis.
• As meditações devem conter 250 a 300 palavras.
• Conte sobre a tua própria experiência de vida; é única e real.
• Evite pregar (“você deve...”, “você precisa...”, “nós
devemos...”, etc.).
• Indique as referências para quaisquer passagens das Escrituras
mencionadas.
As meditações podem ser enviadas para o e-mail:
nocenaculoangola@yahoo.com. Indique o teu nome, endereço
(rua, n.º da casa, cidade, país), número de telefone e e-mail.

40
SEGUNDA-FEIRA, 1 DE JUNHO DE 2020

“Ainda Estou Aqui”


LEIA: Salmos 145:1-8
Assim será a palavra que sair da minha boca; ela não voltará
para mim vazia; antes, fará o me apraz e prosperará naquilo
para que a enviei. – Isaías 55:11

E u e o meu marido precisávamos fazer algum trabalho em nossa


casa, por isso escolhemos um técnico para o efeito. Quando
o homem chegou em casa, ele provou ser muito profissional. O
orçamento do seu trabalho foi razoável, e gostamos que ele tenha
sido manso e gentil.
Quando ele estava de saída, disse, “Voltarei em alguns dias. Estou
a mover-me meio devagar; Tenho cancro.” Eu fiquei sem palavras.
“Na verdade”, ele disse, “quatro anos atrás, quando
descobriram o cancro, o médico disse que eu era um homem morto;
ele deu-me 30 dias para viver. Eu disse, ‘Ainda não posso ir. Eu
tenho coisas que tenho que fazer.’ Por isso, ainda estou aqui.”
“Quatro anos!”, Exclamei. “Bem”, ele disse com um sorriso,
“eu sou filho de Deus. Eu tenho pessoas a orarem por mim. O meu
tumor tinha desaparecido completamente. Mas, agora está voltou.”
E ele encolheu os ombros.
Eu disse, “vamos manter-te nos nossos pensamentos e orações!”,
e peguei na sua mão quando ele se virou para sair.
Meses depois, muito depois de terminar o trabalho, o seu
testemunho ficou comigo: “Sou filho de Deus”. Com que facilidade
ele partilhou sua fé! Com apenas algumas palavras, ele testemunhou
para mim e inspirou-me a fazer o mesmo com os outros.
ORAÇÃO: Querido Deus, ajuda-nos a partilharmos as boas-novas
de Cristo, sabendo que mesmo as palavras simples de testemunho
podem fazer a diferença na vida das pessoas que encontramos.
Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Eu sou filho de Deus.
(Sra.) Ann Vernon (Missouri, EUA)
Oremos por alguém que vive com uma doença com risco de vida.

41
TERÇA-FEIRA, 2 DE JUNHO DE 2020
Preço Pesado
LEIA: João 3:1-21
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho
unigénito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas
tenha a vida eterna. – João 3:16

R ecentemente, o meu filho precisou de uma cirurgia


correctiva para a qual o cirurgião teve que partir a
mandíbula em sete lugares. Sabíamos que a cirurgia era
necessária, mas isso reduziria levemente a tensão. Ficamos no
canto de um andar do hospital, e oramos em silêncio.
“Estás com medo, filho?”, perguntei-lhe. “Sim”, ele
respondeu, a chorar. “Eu também.”
Abracei-o e orei em voz alta enquanto entregávamos isso
a Deus – e às mãos dos médicos. Senti-me impotente e queria
ter evitado o procedimento drástico e doloroso, mas sabia que
algo benéfico resultaria desse sofrimento.
Eu não pude deixar de pensar como deveria ter sido para
Deus observar as pessoas propositalmente a prejudicarem
Jesus. Certamente, Deus sabia que a separação e o sofrimento
que Jesus suportou eram para um bem maior. Mas não foi
sem um preço pesado.
Quando olhamos para a crucificação, reconhecemos a
tortura e a morte de Cristo; mas quantas vezes sentimos o
grande abismo de separação entre o Filho e o Pai por causa do
nosso pecado? Ver apenas aquele pequeno sinal da experiência
do Pai no dia da cirurgia do meu filho ajudou-me a sentir
ainda mais fortemente o amor que Deus tem por mim.
ORAÇÃO: Querido Senhor, ajuda-nos a nunca esquecermos o
sacrifício que tu e Jesus fizeram pela nossa salvação. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Jesus suportou a separação de Deus para livrar-me do meu pecado.
(Sr.) Dave Trouten (Nova Brunswick, Canadá)
Oremos por alguém que se sente separado de Deus.

42
QUARTA-FEIRA, 3 DE JUNHO DE 2020

Palavras e Acções
LEIA: 1 Tessalonicenses 1:2-10
Assim nós, sendo-vos tão afeiçoados, de boa vontade quiséramos
comunicar-vos, não somente o evangelho de Deus, mas ainda a
nossa própria alma; porquanto nos éreis muito queridos.
– 1 Tessalonicenses 2:8

Q uando me casei com o Bill, a música clássica não fazia parte


da minha lista dos géneros musicais que eu gostava de
ouvir, mas era o favorito de Bill. Quando uma estação de rádio
clássica começou a transmitir na nossa área, programamos o
alarme do nosso rádio e acordamos com música clássica todas
as manhãs dos dias da semana. Participamos de concertos e
recitais, até óperas, principalmente depois que a nossa filha
se tornou cantora. Ao reflectir sobre os nossos 48 anos de
casamento, percebo que o Bill nunca insistiu em ouvir música
clássica ou argumentou que era melhor do que qualquer
outro tipo de música. Ele apenas ouvia a música que gostava
e, eu também passei a gostar.
Essa visão trouxe esse pensamento: em vez de debater
sobre a fé ou insistir para que os outros observem os meus
valores cristãos, eu deveria viver a minha fé tentando ser
gentil e amável como Jesus, tratando as pessoas com respeito
e dignidade. Dessa forma, quando tenho a oportunidade de
dizer a alguém, “Deus te ama”, eles podem acreditar em mim
porque viram a verdade disso nas minhas palavras e acções.
Partilharei o Deus que amo como Jesus fez.
ORAÇÃO: Santo Deus, ajuda-nos a tratar a todos como Jesus
os trataria, para que eles saibam através das nossas palavras e
acções que Deus os ama. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Como a forma que trato os outros encoraja-os a acreditar que Deus os
ama?
(Sra.) Lin Tranter (Ohio, EUA)
Oremos pelos cantores de ópera.
43
QUINTA-FEIRA, 4 DE JUNHO DE 2020

Deixar Sair
LEIA: 1 Samuel 1:1-28
[Ana disse], Por este menino orava eu; e o SENHOR me concedeu
a minha petição que eu lhe tinha pedido. Pelo que também ao
SENHOR eu o entregarei. – 1 Samuel 1:27-28

L ogo depois que nasci, minha mãe ficou doente. O


seu médico receitou-lhe medicamentos fortes que
prejudicaram gravemente a sua capacidade de concentração.
Mas, isso não a impediu de partilhar Cristo comigo,
incentivando-me nos meus estudos e animando-me na prática
do desporto. Apesar da sua dor e condição debilitada, ela
estimulou-me com um amor que me nutria espiritual, física
e emocionalmente. Foi difícil para ela quando chegou a hora
de eu sair de casa. Mas, ela acreditava que Deus me guiaria no
caminho que eu deveria seguir.
De todas as mães na Bíblia, Ana é talvez o melhor exemplo
de aceitação, depois deixou o seu filho seguir o seu caminho.
Depois que clamou ao Senhor, Deus a abençoou com um
filho, Samuel. Em gratidão, Ana manteve o compromisso
de dedicar o seu filho ao serviço do Senhor. Embora amasse
Samuel, ela estava disposta a afastar-se dele e permitir que
Deus usasse o menino para o seu serviço.
Ana mostrou o seu amor dedicado e sacrificado, tanto no
forte desejo de ter um filho quanto na vontade de dedica-lo à
obra do Senhor. Ana é para nós o exemplo de um amor que
ampara e também permite a saída.
ORAÇÃO: Deus fiel, ajuda-nos a apoiarmos aqueles que
amamos no teu serviço. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Posso confiar aqueles que amo a Deus.
(Sr.) Tony Roberts (Indiana, EUA)
Oremos pelas mães fiéis.

44
SEXTA-FEIRA, 5 DE JUNHO DE 2020
O Caminho Certo
LEIA: Salmos 25:4-10
[O Senhor disse], Instruir-te-ei e ensinar-te-ei o caminho que deves
seguir. – Salmos 32:8

N uma noite em que me dirigia para casa, sozinho no meu


carro, de repente, percebi que me encontrava num local
que não reconhecia. Eu tinha tomado o caminho errado e
estava numa área totalmente desconhecida. A minha incerteza
e ansiedade naquele momento eram desconcertantes, para
dizer o mínimo. Por fim, vi um prédio que reconheci e serviu
como ponto de referência. Eu me orientei e encontrei a
estrada que me levaria para casa.
Essa experiência lembra-me aqueles que, espiritualmente,
fizeram escolhas ou tomaram decisões que lhes colocou
distante de Deus e buscam um rumo para a vida. Muitos
de nós seguimos uma direcção errada, mas esses rumos não
levam a um destino agradável porque afastam-se de Deus.
Ao percorrermos esses caminhos encantadores, pode parecer
que sabemos para onde estamos a ir. Mas, as nossas vidas são
muitas vezes carregadas de incertezas e ansiedade porque
ficamos desorientados – ainda que estejamos conscientes do
nosso destino final.
Jesus é “o caminho, e a verdade, e a vida” (João 14:6).
Com a sua ajuda, podemos encontrar o caminho certo e
ajudar os outros a fazerem o mesmo.
ORAÇÃO: Guardião de todos nós, perdoa-nos por causa dos
nossos caminhos incertos. Apoiamo-nos em ti nos mostrares o
caminho que leva à obediência agradável e à vida eterna, em
Jesus Cristo. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Quando seguimos o caminho de Deus não nos perdemos.
(Sra.) Nelly R. Reina (Córdoba, Argentina)
Oremos pelos mentores espirituais.

45
SÁBADO, 6 DE JUNHO DE 2020

Confiar em Deus
LEIA: Tiago 1:2-12
Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias
tentações. – Tiago 1:2

A solidão foi a minha maior infelicidade na adolescência. Ano


após ano, orei para ter amizades cristãs fortes. Mas, ano após
ano, Deus respondia, “Ainda não”, e perguntei-me porquê. Não
tinha me esforçado para encontrar amizades? As amizades bondosas
não me ajudariam a crescer no meu relacionamento com Deus? A
forte comunhão cristã não fazia parte do plano de Deus?
O livro de Tiago diz-nos para considerarmos as infelicidades
como alegria, porque a infelicidade nos fortalece e amadurece
para o que Deus nos chama para sermos. Enquanto estava sozinho
na adolescência, aprendi a depender de Deus, a ter empatia e
a alcançar aqueles que eram impopulares. Aprendi a valorizar e
fortalecer os relacionamentos que já tinha, principalmente com
os meus irmãos. Por fim, ficar sozinho – a ler e a pensar – levou-
me a colocar esses pensamentos no papel e deu-me a coragem de
partilhar os meus escritos com outras pessoas.
Deus não nos diz que a infelicidade é agradável. Afligir-se
é sofrer, e a solidão que experimentei não era em si uma coisa
boa. Ainda assim, Deus diz-nos para “considerá-la pura alegria”.
Agora, posso considerar essa solidão como alegria por causa do
que Deus trouxe através dela.
ORAÇÃO: Querido Senhor, através do que estamos a passar hoje,
ajuda-nos a encontrarmos alegria ao confiar em ti, para que
possamos aprender a perseverar e a tornarmo-nos mais semelhantes
a Jesus. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Mesmo na minha infelicidade, posso perseverar em confiar em Deus.
(Sr.) Tim Pietz (Wisconsin, EUA)
Oremos por aqueles que que sofrem de solidão.

46
DOMINGO, 7 DE JUNHO DE 2020
Fé na Palavra de Deus
LEIA: Salmos 23:1-6
Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria
mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me
consolam. – Salmos 23:4

E m Abril de 1980, a minha família foi presa numa acção


militar desastrosa, ordenada pelo governo. Em nossa casa, na
Libéria, enquanto nos protegemos dos inesperados disparos de
metralhadoras, recitamos, repetidamente, o Salmos 23. Lembro-
me de ter recitado inúmeras vezes o versículo de hoje, enquanto os
tiros abafavam as nossas vozes. Os soldados atiraram contra a casa
sem parar durante 25 minutos. Eu sabia que eu e a minha família
poderíamos perecer, mas continuava concentrado na minha fé.
Os soldados derrubaram a porta dos fundos e ouvi o ruído
das suas botas quando entraram na casa. Finalmente, eles nos
encontraram no chão do quarto. Orei em silêncio e pedi a Deus
que nos salvasse. A minha oração foi formada a partir da definição
de fé em Hebreus 11:1: “A fé é o firme fundamento das coisas que
se esperam e a prova das coisas que se não veem.” Deus não falou
comigo pessoalmente naquele dia, mas a minha fé era tudo que
eu tinha. Quando tudo acabou, eu sabia o quão poderosa pode
ser a fé em Deus e na sua palavra.
Trinta e oito anos depois, continuo a indicar esse salmo aos
meus filhos, netos e às mulheres que tenho aconselhado no meu
trabalho. Sempre que me vejo diante de uma perturbação, volto-
me para o quarto versículo do Salmos 23. Não importa quão
grave seja o nosso problema, o Senhor nos manterá próximos e
nos confortará.
ORAÇÃO: Querido Pai do céu, ensina-nos a estarmos pertos de ti
e a fortalecer a nossa fé na tua presença. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Quando o perigo está presente, o poder da palavra de Deus prevalece.
(Sra.) Angela Peabody (Virginia, EUA)
Oremos por alguém que está em perigo hoje.

47
SEGUNDA-FEIRA, 8 DE JUNHO DE 2020

Tudo o Que Fazemos


LEIA: Colossenses 3:15-17
E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do
Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai. – Colossenses 3:17

E m Janeiro de 1959, eu era relativamente um cristão novo e


estava a inscrever-me na minha nova missão na Base da Força
Aérea de Osan, na Coreia do Sul. Como piloto aviador de segunda
classe, eu tinha duas riscas na manga da camisa. O sargento que
também estava a fazer a inscrição, tinha cinco riscas, o que mostrava
a sua superioridade hierárquica. Quando ele usou algum palavrão
para a mulher coreana que estava a tratar da nossa papelada, pedi-
lhe silenciosamente que tivesse cuidado com a sua linguagem. Eu
poderia afirmar que ele não aceitou muito bem a minha sugestão.
Quando chegamos lá fora, o sargento enfurecido falou duramente
para mim dizendo que se ele chegasse a ser meu chefe, eu teria um
grande problema. Quando ele se tornou no meu sargento, cumpriu a
sua ameaça ao designar-me um avião severamente danificado.
Eu estava determinado que, não importava como ele me tratasse
ou quão frustrante a minha designação, eu consertaria aquela
aeronave “como para Cristo”. (Veja Efésios 6:5) A minha fé ajudou-
me a fazer tudo que o sargento me pediu para fazer sem reclamar e
com uma atitude positiva. Após semanas de intenso trabalho, o avião
que eu tinha reparado passou num teste sem problemas. Naquele mês
de Agosto, porque o sargento ficou tão impressionado com o meu
trabalho, ele indicou-me para receber um reconhecimento especial
pela minha dedicação e trabalho árduo.
É sempre melhor quando colocamos Cristo em primeiro lugar
em qualquer situação e confiamos o resultado a Deus.
ORAÇÃO: Querido Senhor, ajuda-nos a não nos sentirmos intimidados
pelos outros, para que possamos viver a nossa fé cristã onde quer que
estejamos. Amém.

PENSAMENTO PARA O DIA


Eu seguirei a Cristo, não importa as circunstâncias.
(Sr.) Gordon B. Rose (Indiana, EUA)
Oremos por aqueles ao nosso redor que não conhecem Cristo.

48
TERÇA-FEIRA, 9 DE JUNHO DE 2020
“Eu Confio em Ti”
LEIA: Salmos 29:1-11
Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem segam, nem
ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes
vós muito mais valor do que elas? – Mateus 6:26

Q uando os sintomas da minha perturbação cerebral se


acentuaram, por um bom tempo, tornei-me incapaz de
cuidar do meu filho pequeno ou manter uma conversa com o
meu marido. Eu senti-me inútil em casa; Eu não podia ir à igreja;
Não era capaz de ler a minha Bíblia. Até orar era difícil. Embora
Deus tenha me cercado de muitas pessoas maravilhosas que
ajudaram imensamente durante esse período, eu ainda me sentia
isolada do mundo e muito sozinha.
Nunca esquecerei um lindo dia de primavera quando estava
sentada numa pedra nos fundos da nossa casa. De repente, pude
sentir Deus ao meu redor – no calor do sol, na brisa suave e
no canto dos pássaros. Quando os ouvi, pensei no versículo
acima citado. Parecia que Deus estava a dizer, “deixa todos os
teus temores, clamores e ansiedades e confia apenas em mim”.
Demorou mais três meses para que eu pudesse ler a minha Bíblia
ou ter uma conversa um tanto normal. Mas, sempre que eu
chorasse ou sentisse que não aguentava mais a tensão, parava e
dizia para mim em voz alta, “eu confio em ti, Deus!”
A vida tem muitos desafios, alguns maiores que outras, mas
Deus está connosco. Podemos reconhecer que os caminhos de
Deus são maiores que os nossos. Ao entregarmos as nossas vidas
ao Senhor nosso Deus, podemos dizer, “eu confio em ti!”
ORAÇÃO: Querido Deus, perdoa-nos quando tentamos fazer
tudo sozinhos. Ajuda-nos a recorrer a ti em busca de orientação,
sabedoria e força. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Hoje e todos os dias direi a Deus, “eu confio em ti!”
(Sra.) Ashley Swartzentruber (Ontário, Canadá)
Oremos por alguém dominado pelo temor.

49
QUARTA-FEIRA, 10 DE JUNHO DE 2020

Veja o Rosto de Deus


LEIA: Génesis 33:1-11
Então, disse Jacob: Não! Se, agora, tenho achado graça a teus
olhos, peço-te que tomes o meu presente da minha mão, porquanto
tenho visto o teu rosto, como se tivesse visto o rosto de Deus.
– Génesis 33:10

E nquanto crescia, eu não tinha um bom comportamento


– assim como Esaú. O meu irmão mais novo não era
bem-comportado – tal como Jacob. Como todos os irmãos,
competimos pelo tempo, carinho e recursos familiares. Por um
tempo, no ensino médio quase todos os dias quando chegávamos
à casa, eu abusava tanto o meu irmão mais novo que o levava em
luta comigo. Olhando para trás, percebo que, numa conjuntura
diferente o nosso comportamento teria sido o oposto.
Recentemente, o meu irmão escreveu-me, mostrando-
se arrependido do seu comportamento no nosso tempo da
juventude, mas só na terceira carta eu tive realmente maturidade
para entender quanto ele estava a precisar a mim. Ele precisava do
rosto de Deus a olhar para ele dizendo, “Esqueça isso. Está feito;
acabou-se.” Nenhum de nós teve um comportamento bom, por
isso, certamente, ele não é o único que precisava desculpar-se.
Como se escamas tivessem caído dos meus olhos, percebi que
precisava garantir ao meu irmão que ele tinha sido perdoado e,
que o facto dele se ter aberto comigo ajudou-me a seguir em
frente. Ele tinha feito a parte mais difícil. Enquanto não pedirmos
perdão a alguém, não podemos imaginar o sentido da glória de
Deus que surge quando nos abrimos dessa forma no amor.
ORAÇÃO: Querido Deus, obrigado por nos mostrares como
devemos perdoar e por nos permitires que possamos ver a tua glória
quando o desejamos. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Quando peço perdão, tenho a oportunidade de ver o rosto de Deus.
(Sr.) Jack Stanley (Florida, EUA)
Oremos por alguém que prejudicamos.

50
QUINTA-FEIRA, 11 DE JUNHO DE 2020

Compaixão e Misericórdia
LEIA: Hebreus 13:1-3
Abre a tua boca, julga rectamente e faze justiça aos pobres e aos
necessitados. – Provérbios 31:9

M ike, o meu filho de doze anos de idade, gritou para que


eu parasse no parque de estacionamento. A sua voz foi
iminente. As lágrimas caíram do seu rosto quando a sua voz
parou ao ver um homem sem-abrigo segurando uma placa que
dizia: “Trabalharei para alguém em troca de comida”. Mike abriu
a janela, entregou-lhe uma sacola de merendas e alguns trocos
que ele tinha de algo recente que comprara. Depois ele pediu
desculpas ao homem, explicando que era tudo o que tinha para
lhe dar. O homem agradeceu várias vezes o meu filho, e pude
sentir a emoção na sua voz.
Uma vez que estávamos novamente no nosso caminho, Mike
perguntou-me se o que ele tinha feito era correcto. O coração da
minha mãe estava cheio de orgulho – e talvez também de algum
remorso. Eu nem tinha observado o homem. Para ser sincera,
às vezes eu não apenas finjo que não vejo as pessoas à beira da
estrada, mas julgo-as e as condeno sem querer saber algo sobre
as mesmas.
E, no entanto, Jesus deixou claro que a sua missão na terra
era para os necessitados, aqueles que estavam oprimidos ou
enfermos. Ele não os ignorou e nem fugiu deles. Ele correu para
a direcção deles. Somos chamados a sermos semelhantes a Cristo,
cheios de compaixão e misericórdia. Nós devemos julgar, mas sim
cuidar dos outros.
ORAÇÃO: Querido Senhor, ajuda-nos a vermos os outros como tu
os vês, e que essa perspectiva nos leve à acção. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Vou escolher ver os outros através dos olhos de Cristo.
(Sra.) Lollie Hofer (Nebraska, EUA)
Oremos pela coragem para ajudarmos os necessitados.

51
SEXTA-FEIRA, 12 DE JUNHO DE 2020

Ver os Obstáculos do Passado


LEIA: Provérbios 3:5-6
Andamos por fé e não por vista. – 2 Coríntios 5:7

C erta noite, a minha amiga Sherry telefonou, pedindo-me


para sair e ver o pôr-do-sol. Ela descreveu como as cores
eram lindas e como o céu estava cor-de-rosa brilhante em
torno do sol poente. Eu, ansiosamente, saí para ver, mas, para
minha decepção, a minha vista estava totalmente tapada pelas
árvores. No entanto, embora não pude vê-lo, pela descrição
vívida da minha amiga e as minhas experiências passadas de
apreciar o belo pôr-do-sol, eu podia imaginar o quão brilhante
o céu estava.
Muitas vezes é o mesmo para mim, pois tento viver
fielmente todos os dias. Quando estou a passar por provações,
pode ser difícil ver Deus a trabalhar na situação. Os meus
olhos podem estar tão concentrados na minha necessidade
que não vejo uma resposta ou o caminho através das minhas
dificuldades. Mas, ler as promessas de Deus nas Escrituras
e as minhas experiências passadas de ver a obra de Deus na
minha vida me tranquilizam, dizendo que Deus está presente,
mesmo que eu não possa ver além do que obstrui a minha
vista. Ao recordarmos as bênçãos e respostas de Deus para as
nossas orações no passado, podemos acreditar e imaginar que
Deus está a trabalhar nas nossas vidas.
ORAÇÃO: Deus Criador, ajuda-nos a lembrarmo-nos das tuas
respostas às orações e a acreditar que estás a trabalhar nas nossas
vidas. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Mesmo quando não consigo ver a presença de Deus, Ele está a
trabalhar na minha vida.
(Sra.) Monabeth Milliron (Louisiana, EUA)
Oremos pelos nossos melhores amigos.

52
SÁBADO, 13 DE JUNHO DE 2020

Amamos Tanto
LEIA: Romanos 8:31-39
No amor, não há temor; antes, o perfeito amor lança fora o temor;
porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em
amor. Nós o amamos porque [Deus] nos amou primeiro.
– 1 João 4:18-19

H á quase sete anos, do outro lado do mundo, nasceu


o nosso primeiro neto, Zachary. Devido aos danos
cerebrais que sofreu, por ocasião do seu nascimento, mal
conseguia respirar sozinho. Os pais de Zachary passaram todo
o momento que puderam com ele, durante as suas 12 horas
de vida, e todos nós ficamos arrasados ​​quando ele morreu.
Eu perguntei-me, o que fez esse bebé para merecer todo esse
amor? Ele era bom ou inteligente? Ele ajudou os outros? Mas,
Zachary não fez nada disso. Os pais de Zachary o amavam
muito e sempre o amarão, porque ele era filho deles. Eles
teriam feito todo o possível para salvá-lo e mantê-lo com eles,
se pudessem.
Naqueles dias difíceis, percebi que Deus não me ama por
nada que tenha feito ou possa fazer, mas apenas porque sou
sua filha. Deus fez tudo e enviou Jesus para que possamos
estar com Ele para sempre.
Eu sempre me esforcei para acreditar no meu coração que
Deus me ama. Zachary ajudou-me a entender isso.
ORAÇÃO: Querido Deus, ajuda-nos a descansarmos no teu
amor e a sabermos que não precisamos conquistá-lo. Obrigado
por nos amares como teus filhos. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Deus me ama e quer estar perto de mim para sempre.
(Sra.) Jenny Young (Gauteng, África do Sul)
Oremos pelos pais que sofrem pela morte de um filho.

53
DOMINGO, 14 DE JUNHO DE 2020
O Primeiro Lugar
LEIA: Salmos 34:4-7
[O Senhor] refrigera a minha alma. – Salmos 23:3

Q uando eu tinha oito anos de idade, lembro-me de ajudar o meu


pai a procurar as suas chaves que estavam perdidas. Ao mostrar
a sua frustração, ele perguntou, “Por que é que sempre que perdemos
algo, procuramos sempre no último lugar?” Com um sorriso astucioso,
ele acrescentou, “Porque uma vez que encontrado o objecto, paramos
de procurar.” Eu pensei que essa foi uma observação engraçada. A
partir daquele momento, encontrar artigos perdidos tornou-se uma
brincadeira para mim. O meu objectivo era ter o primeiro lugar que
parecia ser o último.
Essa abordagem é adequada para os artigos comuns, como
sapatos, óculos de sol ou controlo-remoto. Mas, para onde olhamos
quando perdemos a coragem, a esperança ou a direcção? Para onde
olhamos quando perdemos o sentido, propósito e significado da
nossa vida? Em tempos de necessidade, é muito comum procurar
respostas em todos os lugares errados. Ao buscarmos alívio, podemos
recorrer ao álcool, drogas ou outros comportamentos prejudiciais,
que nunca nos ajudam a encontrar algo de bom.
As Escrituras lembram-nos que, nos nossos momentos mais
difíceis, podemos olhar primeiro para Deus em busca de ajuda e
consolo. Como nosso provedor, Deus pode nos restaurar, renovar
e reabastecer. A oração permite-nos buscar o conselho de Deus, e
as Escrituras nos permitem redescobrir o amor sem fim de Deus,
que pode renovar a nossa coragem, esperança, direcção e propósito
na vida. Em algum momento da vida, todos experimentamos perdas
significativas. É reconfortante saber exactamente onde procurar para
recuperar a nossa força e estabilidade.
ORAÇÃO: Querido Senhor, obrigado por seres uma força sempre
presente em nossas vidas. Ajuda-nos a lembrarmo-nos que sempre
podemos procurar-te nos momentos de necessidade. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Para os maiores problemas da vida, primeiro procurarei respostas
em Deus.
(Sr.) Webb Smith (Georgia, EUA)
Oremos por aqueles que se sentem perdidos.
54
SEGUNDA-FEIRA, 15 DE JUNHO DE 2020

Oportunidades Diárias
LEIA: Actos 26:12-18
E disse-lhes [Jesus]: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho à toa
criatura. – Marcos 16:15

A pesar do nosso número de telefone constar de uma lista de


indivíduos e famílias que solicitaram para que não fossem
contactados pela central de atendimento de chamadas na promoção
de produtos e serviços, eu e o meu marido ainda recebemos várias
ligações por dia. Um dia, o meu marido disse, “e se transformarmos
essas chamadas numa plataforma para alcançarmos aqueles que não
conhecem Jesus?” Depois de orarmos sobre isso, decidimos dizer aos
solicitantes que ouviríamos a sua exposição, mas que nós queríamos
dizer-lhes algo primeiro.
Perguntamos aos chamadores se têm um relacionamento com
Jesus e discutimos a graça salvadora de Deus e o presente da salvação.
Às vezes, perguntamos ao interlocutor se existe algo pelo qual
podemos orar a favor deles. Ocasionalmente, somos confrontados
com frieza, mas com muitas vezes temos conversas genuínas com
pessoas de todo o lado. Em seguida, ouvimos pacientemente o
motivo da sua ligação e agradecemos a oportunidade de conversar
com eles.
Por meio dessas conversas, sabemos que plantamos a semente do
amor de Deus e oramos para que o Espírito Santo os guie adiante. É
incrível como Deus transformou o nosso contratempo numa maneira
de partilhar as boas-novas com outras pessoas em todo o mundo!
ORAÇÃO: Pai Celestial, ajuda-nos a estarmos abertos a oportunidades
de partilharmos o teu amor. Que o teu Espírito Santo faça com que as
sementes que plantamos cresçam e se multipliquem, para que os outros
possam encontrar a vida eterna. Amém.

PENSAMENTO PARA O DIA


Encontros inesperados podem ser oportunidades para mostrar o
amor de Deus.
(Sra.) Carolyn Strickland (Florida, EUA)
Oremos pelos funcionários da central de atendimento de chamadas.

55
TERÇA-FEIRA, 16 DE JUNHO DE 2020

Um Por Um
LEIA: João 1:35-50
E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se
haviam de salvar. – Actos 2:47

D esde as minhas primeiras aulas de matemática, fiquei


intrigado com o número um. Por si só, é fraco e impotente.
Mesmo quando é multiplicado por si, mantém o mesmo valor.
Mas na sua relação com os outros números, torna-se forte. Até
mesmo o maior número aumenta quando esse pequeno número é
adicionado a ele e, quando uma decisão crítica precisa ser votada,
um voto pode fazer toda a diferença.
Acho que essa é uma observação importante sobre a vida
cristã e o crescimento da igreja. Quando olho para a primeira
igreja, percebo que o seu crescimento não é mencionado como
multiplicação, mas como uma adição. Os evangelhos narram como
Jesus chamou os seus discípulos pessoalmente, um por um, e o seu
número aumentou à medida que cada um respondia ao convite de
Jesus para segui-lo. Quando cada um de nós segue Jesus, temos a
graça de contribuir para o crescimento do reino de Deus.
ORAÇÃO: Querido Deus, obrigado por juntares cada um de nós
no teu reino, para que possamos viver em comunhão contigo e com
todo o teu povo. Nós oramos como Jesus nos ensinou, “Pai-Nosso,
que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino,
seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão-nosso de
cada dia nos dá hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós
perdoamos aos nossos devedores; e não nos induzas à tentação; mas
livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para
sempre.”4* Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Nunca estamos sozinhos no reino de Deus.
(Sr.) Colin D. Harbach (Inglaterra, Reino Unido)
Oremos pelos professores de matemática.
4 * Mateus 6:9-13

56
QUARTA-FEIRA, 17 DE JUNHO DE 2020

Guia as Minhas Orações


LEIA: Romanos 8:25-28
O Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que
havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por
nós com gemidos inexprimíveis. – Romanos 8:26

“E la será optimista, com uma personalidade extrovertida!”,


disse o pediatra quando eu e o meu marido levamos a nossa
primeira filha para fazer o exame físico, ao completar um ano de
idade. Desde então, extrovertida e optimista, a Madison exibiu
essas características. A sua irmã mais nova, Anna, é diferente.
Se alguém de fora da nossa família imediata falasse com a Anna
quando ela era mais nova, ela ficaria tímida e envergonhada.
Preocupada com a timidez de Anna, pedi ao meu grupo de estudo
da Bíblia que orasse para que ela sentisse um conforto emocional
e social. Algumas mães sábias e experientes aconselharam a deixar
Anna ser como ela é.
Por isso, percebi que estava a orar pela coisa errada –
concentrando-me no que me deixaria confortável em vez do que
deixava Anna confortável. Em vez de orar para que Deus mudasse
Anna, eu deveria ter orado para que Deus mudasse a mim.
Quando mudei as minhas orações, a pressão pela timidez de
Anna aumentou. Aos nove anos de idade, Anna surpreendeu a
todos quando começou a actuar e a cantar e, continuou com
essas actividades no ensino médio. Deus havia trabalhado através
do Espírito Santo – e as minhas sábias amigas – para orientar as
minhas orações para ajudar-me a parar de mudar a Anna.
ORAÇÃO: Querido Senhor, ajuda-nos a ouvirmos a orientação do
Espírito Santo para orarmos pelas coisas certas. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Quando ouço o Espírito Santo, as minhas orações podem seguir
mais plenamente a vontade de Deus.
(Sra.) Marcy Farr (Texas, EUA)
Oremos pelos pais desafiados pela singularidade de um filho.

57
QUINTA-FEIRA, 18 DE JUNHO DE 2020

Um Abraço Afectivo
LEIA: Salmos 103:13-18
Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; mas
o maior destes é o amor. – 1 Coríntios 13:13

Q uando eu tinha 14 anos de idade, o meu pai teve um


grave acidente de viação e sofreu uma lesão cerebral
traumática. Decorridos alguns dias ele mal conseguia andar
porque estava com muita dor. A sua recuperação demorou
10 anos. Foi um momento difícil para a minha família, pois
a pessoa responsável pelo nosso sustento não podia mais
trabalhar. A vida mudou para todos nós.
Aos 16 anos de idade, uma noite o meu pai estava sozinho
no quarto. Por alguma razão, pensei que ele pudesse praticar um
acto de amor. Hoje sei que foi Deus quem me orientou. Entrei
no quarto dele, disse que o amava e o abracei. Eu mantive-me
agarrado ao meu pai por vários minutos, e as lágrimas caíram
pela sua face. Na época, eu não sabia o que tinha feito por ele.
Eu não conhecia a dor e a depressão que ele estava a sentir, a
inutilidade que experimentava ou o ele que estava a suportar
para fugir do pensamento de cometer suicídio. Até hoje, o meu
pai aprecia esse abraço e me agradece por isso.
Ao longo dos anos, eu e o meu pai relatamos a muitos
outros esse momento especial. Talvez nunca saibamos o
impacto total desse abraço. Deus mostrou-me que mesmo o
menor acto de amor pode mudar uma vida para sempre.
ORAÇÃO: Pai Celestial, obrigado por nos amares como teus
filhos. Conduza-nos para mostrarmos amor a quem precisa.
Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Que sinal de amor Deus está a orientar-me para mostrar?
(Sr.) David Smith (EUA)
Oremos pelas famílias que perderam o principal provedor.

58
SEXTA-FEIRA, 19 DE JUNHO DE 2020

Resgatados e Sustentados
LEIA: Isaías 46:3-4
E até à velhice eu serei o mesmo e ainda até às cãs eu vos trarei; eu
o fiz, e eu vos levarei, e eu vos trarei e vos guardarei. – Isaías 46:4

A lguns anos atrás, uma planta germinou perto da varanda


da nossa casa. Não sabíamos que tipo de planta era, mas
à medida que crescia, parecia que seria uma árvore. O meu
pai pretendia cortá-la porque não queria que uma árvore
impedisse a luz do sol penetrar em casa. No entanto, quando
ele soube que eu gostava da planta, ele a deixou crescer.
Algumas semanas depois, notei que o caule da planta
tinha rachado. Ventos fortes devem tê-lo danificado durante
a noite. Liguei para a minha irmã e disse-lhe que estava triste.
Para minha surpresa, ela pegou uma corda e amarrou o caule
da planta a um prego na parede. Depois de algum tempo, a
planta transformou-se numa árvore bastante alta.
Geralmente, na vida, tal como o caule dessa planta,
nos encontramos “quebrantados”. Cargas pesadas, como
problemas financeiros, de saúde e outras preocupações, são
como os fortes ventos que danificaram a minha planta. Mas,
Deus pode nos sustentar como a corda susteve a árvore. Em
Isaías 46:4, Deus promete nos sustentar, até à velhice. Com
essa promessa, podemos viver na paz e na alegria que confiar
em Deus pode trazer.
ORAÇÃO: Deus Todo-Poderoso, ajuda-nos a acreditar que em
todos os problemas a tua força nos sustentará. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Quando me sinto fraco, posso confiar na força de Deus para me
sustentar.
(Sra.) Linawati Santoso (Java Oriental, Indonésia)
Oremos por alguém com problemas financeiros.

59
SÁBADO, 20 DE JUNHO DE 2020

Ao Nosso Lado
LEIA: João 11:32-44
Jesus chorou. – João 11:35

E u escrevi essa meditação, exactamente no Dia do Pai, há


34 anos, quando eu e a minha mãe ficamos ao lado da
cama do hospital para nos despedirmos do meu pai. Mesmo
depois de todos esses anos, ainda sinto a falta dele. Embora
estivesse a sentir a minha própria dor pessoal, foi um privilégio,
como filho único, estar ao lado da minha mãe na sua profunda
angústia por ter perdido aquele que fora o seu marido por 43
anos. Por mais que eu quisesse, não conseguia eliminar a sua
tristeza; era algo que ela tinha de fazer sozinha.
Em momentos como esses, nada do que dizemos tem
capacidade para fazer toda a dor desaparecer. Às vezes, apenas
estar presente – por mais difícil que seja – é suficiente. Aprendi
isso ao longo dos 25 anos que fui capelão num hospital,
servindo famílias enlutadas, oferecendo a minha presença, o
meu conforto e as minhas orações. Mas, o sentido da presença
de Deus connosco faz realmente toda a diferença. O versículo
citado de hoje abre-nos para o coração sagrado do nosso
Senhor. Deus é tocado pela dor que sentimos e está presente
para nos confortar. A presença de Jesus fez toda a diferença
para Maria e Marta. Ainda hoje, quando ficamos juntos de
luto, isso também pode fazer uma grande diferença.
ORAÇÃO: Deus vivo, dá-nos a coragem e o amor para estarmos
com aqueles que estão em angústia e para sermos canais do teu
conforto para aqueles que estão aflitos. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Deus está comigo nas minhas alegrias e tristezas.
(Sr.) J. Leland Collins Jr. (Virginia, EUA)
Oremos por alguém que experimenta a perda de um ente querido.

60
DOMINGO, 21 DE JUNHO DE 2020

Como a Árvore
LEIA: Salmos 1:1-6
Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual
dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo
quanto fizer prosperará. – Salmos 1:3

H á muitos anos, numa primavera, o meu pai ofereceu-nos


uma pereira-brava. No verão seguinte quase não choveu e,
apesar de estar grávida de oito meses, eu saía todos os dias e
regava a pequena árvore – tentando ajudá-la a atravessar o calor
escaldante da Georgia, Estados Unidos da América. A árvore
sobreviveu por duas décadas.
Nos dias após a recente morte do meu pai, tive dificuldades
para encontrar a tranquilidade e o conforto. Mas, muitas vezes
encontrei consolo enquanto ficava sentada debaixo da árvore que
ele nos deu. Estou tão feliz por ter feito um esforço para manter a
árvore viva todos esses anos atrás porque, quando estou debaixo da
sombra que se espalha, Deus me conforta ao lembrar a influência
do meu pai na minha vida. É um conforto ainda maior perceber
que estou sob essa influência. O meu pai foi professor da Bíblia por
muitos anos, e embora ele não esteja fisicamente comigo, tenho os
seus conselhos e ajuda. Eu admiro toda a sabedoria e compaixão
que ele difundiu em mim ao longo dos anos.
Tal como o meu pai, oro para que também deixe um legado
duradouro para aqueles que virão. Quero que a minha vida seja
como a árvore dele – fornecendo abrigo e ajuda para as gerações
que me seguem.
ORAÇÃO: Querido Senhor, obrigado pela influência e ensino
daqueles que vieram antes de nós. Nós oramos em nome de Jesus.
Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
De quem a influência positiva sustentou a minha vida espiritual?
(Sra.) Beverly Varnado (Georgia, EUA)
Oremos pelos arboristas.

61
SEGUNDA-FEIRA, 22 DE JUNHO DE 2020

Compaixão
LEIA: Lucas 7:11-16
E vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem. – 2 Tessalonicenses 3:13

D e vez em quando um certo rapaz chegava ao meu local de


trabalho para pedir dinheiro ou outro tipo de ajuda. Às vezes,
de bom grado eu dava-lhe dinheiro. Outras vezes, eu o fazia
sem vontade, porque, embora ele sempre insistisse em mudar de
atitude, não o fazia. O seu vício tinha destruído a sua saúde.
A última vez que o vi e dei-lhe dinheiro, a sua saúde tinha-
se deteriorado bastante. Mas, fui apanhado de surpresa quando
ele levantou os braços em direcção ao céu e fez uma oração de
agradecimento a Deus pela minha vida e pelo que eu tinha feito
por ele.
Passou-se um ano sem vê-lo. Um dia, uma mulher que eu não
conhecia veio ao meu local de trabalho. Ela era a mãe do jovem
e veio trazer-me uma mensagem. No leito da morte, o seu filho
tinha lhe dito que me procurasse e me agradecesse por tudo que
eu tinha feito por ele.
A mensagem do apóstolo Paulo é um alerta claro de que eu
“nunca me canso de fazer o que é bom”. E a leitura de Lucas sobre
a viúva de Naim é apenas um exemplo da compaixão de Jesus.
Hoje, quando o cinismo em relação ao sofrimento dos outros é
tão predominante, Jesus nos chama para mostrarmos compaixão.
ORAÇÃO: Deus da graça, ajuda-nos a mostrar compaixão
pelas nossas irmãs e irmãos, mesmo quando pensamos que eles não
merecem. Nós oramos em nome daquele que mostra compaixão por
nós. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
A graça completa de Deus chama-nos para darmos e esperarmos
nada em troca.
(Sr.) Francis Jorge Valera (República Dominicana)
Oremos pelos pais daqueles que lutam com o vício.

62
TERÇA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2020

Descansando em Oração
LEIA: Tiago 5:13-18
Não estejais inquietos por coisa alguma; antes, as vossas petições
sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas,
com acção de graças. E a paz de Deus … guardará os vossos
corações e os vossos sentimentos. – Filipenses 4:6-7

C omo alguém que sofre de ansiedade, sei o que significa viver


todos os dias com uma preocupação persistente. Em vez
de prever os resultados positivos para situações da minha vida,
muitas vezes temo o pior. Preocupo-me por nunca ter forças para
superar as falhas com as quais lido ou que os sonhos que tenho
pela minha vida nunca se concretizem. A lista é extensa.
Quando o temor e a preocupação tentam destruir-me, tenho
uma poderosa arma espiritual para me ajudar: a oração. Como
nos diz o escritor de Tiago, “A oração feita por um justo pode
muito em seus efeitos” (Tiago 5:16). Eu não sou justa por mim
mesma; mas como cristã, sou feita justa por meio de Cristo. As
Escrituras incentivam-me a levar a Deus todas as preocupações
que tenho em oração.
Quando clamo e entrego a Deus todas as minhas preocupações,
as minhas orações assumem um poder muito além do meu. Pela
fé e oração, posso experimentar a liberdade da preocupação e
receber a paz de Deus na minha mente e coração. Em vez de viver
constantemente com o temor do que poderia dar errado, posso
descansar em oração, sabendo que Deus ouve as minhas orações
e me abençoa com paz.
ORAÇÃO: Querido Pai celestial, obrigado por nos convidares a vir a
ti com as nossas preocupações. Ajuda-nos a confiarmos em ti. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Quando tenho medo, posso recorrer a Deus.
(Sra.) Missy Saiki (Havaí, EUA)
Oremos por alguém que sofre de ansiedade.

63
QUARTA-FEIRA, 24 DE JUNHO DE 2020

A Chamada de Deus
LEIA: Êxodo 4:10-13
Ele [Moisés], porém, disse: Ah! Senhor! Envia por mão daquele a
quem tu hás de enviar. – Êxodo 4:13

H á vários anos, a pedido da nossa pequena igreja, o nosso pastor


conduziu-nos num estudo bíblico que oferecia informações
sobre como fortalecer e aumentar a nossa congregação e ajudar
os membros a assumirem novos papéis de liderança. No entanto,
no final do estudo, nenhum voluntário ofereceu-se para aceitar
responsabilidades novas ou elevadas.
Em todas as reuniões e discussões que se seguiram, fiquei mais
convencida de que precisávamos de mais pessoas para assumir papéis
de liderança. Uma coisa eu tinha a certeza: eu não seria um dos
voluntários. Como uma pessoa muito tímida, prefiro sentar-me na
parte de trás do templo, a fim de não chamar a atenção de ninguém.
A tensão e a ansiedade apoderam-se de mim, com o pensamento de
dirigir um estudo bíblico ou mesmo uma reunião de planeamento.
Embora o meu desafio não tenha sido tão grande quanto o que
Moisés enfrentou como descrito na leitura de hoje, eu ainda podia
identificar-me com ele. As minhas abordagens diferentes às chamadas
de Deus eram no sentido de ignorá-las, sugerindo outras pessoas
que eram muito mais qualificadas e finalmente clamava, “Por favor,
Senhor, não eu”.
No final, dirigi a comissão do discipulado da igreja por seis anos
com um excelente grupo de pessoas que tornaram o trabalho muito
mais fácil do que eu previra. Quando seguimos a liderança de Deus e
agradecemos as oportunidades de crescer na fé, Deus pode nos usar
de formas que nunca esperávamos.
ORAÇÃO: Querido Senhor, abra os nossos corações e mentes para
servirmos onde quer que nos precisas. Amém.

PENSAMENTO PARA O DIA


Mesmo quando me sinto incerto, Deus me equipará para servir aos
outros.
(Sra.) Janice Hagood LeMaster (Alabama, EUA)
Oremos pela minha comunidade da igreja.

64
QUINTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2020

Os Nossos Talentos
LEIA: Mateus 25:14-30
Tirai-lhe, pois, o talento e dai-o ao que tem os dez talentos.
– Mateus 25:28

A pesar de ter sido criado por pais cristãos amáveis, comecei


a ingerir bebidas alcoólicas aos 16 anos de idade. Logo
depois, comecei a consumir drogas à mistura e passei os 26 anos
seguintes em estado de estupor. Finalmente, quando recebi uma
ordem judicial para participar de encontros de um grupo especial
que ajudam pessoas a recuperarem-se da adicção ao álcool ou
droga, fiquei sóbrio. Durante um desses encontros, comecei a ler
partes da Bíblia e a permitir Deus falar comigo através da leitura.
Um dia comecei a ler sobre o homem com um talento. O
mestre ficou descontente porque o homem não fez nada com
o talento. Então, eu soube que era hora de começar a usar o
“talento” que Deus me tinha dado – a minha maravilhosa voz
de canto. Há mais de 20 anos, canto regularmente os louvores
a Deus na igreja e no lar de idosos local. Cada vez que canto,
Deus me abençoa de novo. A alegria que sinto por cantar supera
qualquer coisa que o álcool ou as drogas possam produzir.
Nos últimos dois anos, ser capaz de cantar com problemas
de saúde deixou-me ansioso por dias melhores. Deus salvou-me,
ajudando-me a usar o meu talento no seu serviço. Sinto-me grato
pelas oportunidades de cantar louvores ao nome de Deus.
ORAÇÃO: Pai Celestial, mostra-nos como usar os talentos que nos
foram dados para abençoar os outros como tu nos abençoaste. Nós
oramos em nome de Jesus. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
O talento que Deus me deu é uma bênção para mim e para os
outros.
(Sr.) Keith Hailey (Kansas, EUA)
Oremos pelas pessoas em recuperação.

65
SEXTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2020

Recordações do Simples
LEIA: Hebreus 10:19-25
E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor
e às boas obras. – Hebreus 10:24

E u sempre quis fazer grandes coisas para Deus, como


transformar o mundo e ter uma vida condigna. Não queria
arrepender-me no final da minha vida. Talvez seja a idade; espero
que seja a sabedoria – mas agora anseio por algo simples na vida.
Um simples telefonema mostrou-me a importância da vida
“simples”. Foi de um aluno que ensinei durante o meu primeiro
ano de aulas, que considero ter feito o meu melhor, mas muitas
vezes falhei para ajudá-lo. Este aluno foi diagnosticado com o
transtorno grave do déficit de atenção e hiperactividade (TDAH).
Um grupo local de criminosos também estava a tentar recrutá-lo.
Passei aquele ano encorajando-o. Ele ligou naquele dia para me
dizer que tinha se tornado cristão, enquanto era meu aluno e que
a sua família também se tornara cristã. Ele disse que eu tinha feito
a diferença nas suas vidas e que agora ele estava a preparar-se para
se tornar um pastor de jovens. Ele mostrou-me que o incentivo
diário comum que damos às pessoas pode mudar muita coisa.
Deus foi capaz de usar as minhas palavras para mudar essa
família, e quem sabe quantas pessoas Deus mudou através do
ministério deste jovem? Nas mãos de Deus, o simples torna-se
em extraordinário. Quem sabe o que Deus fará com as palavras
aparentemente simples de encorajamento e amor que oferecemos?
ORAÇÃO: Querido Senhor, ajuda-nos a aproveitarmos as
oportunidades que nos ofereces todos os dias para incentivar, ajudar
e amar os outros. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Deus pode usar as minhas palavras de encorajamento para fazer
uma diferença extraordinária.
(Sra.) Terrie Hellard-Brown (California, EUA)
Oremos pelos jovens vulneráveis.

66
SÁBADO, 27 DE JUNHO DE 2020

Esperança
LEIA: Salmos 103:1-12
Eu me alegrarei no SENHOR, exultarei no Deus da minha
salvação. – Habacuque 3:18

E m 2001, o meu marido foi diagnosticado com cancro, o


meu tio morreu e a insuficiência cardíaca congestiva da
minha mãe piorou significativamente. Alguns meses depois, o
meu marido começou o tratamento contra o cancro, o seu pai
faleceu inesperadamente e a minha mãe morreu.
As memórias dos acontecimentos traumáticos daquele ano
facilitaram o menosprezo das coisas positivas que aconteceram.
Durante aqueles momentos dolorosos, o luto foi uma resposta
natural. Mas, tive de escolher se permaneceria amargurada,
aborrecida e desanimada ou, como disse o profeta Habacuque,
“me alegrarei no Senhor”.
Todos nós experimentamos circunstâncias que nos deixam
desorientados, imaginando como prosseguir com as nossas vidas
e se sobreviveremos. Geralmente, os momentos difíceis estão
fora do nosso controlo, mas ainda podemos escolher como
reagimos aos acontecimentos. O Salmos 103 nos lembra para
louvarmos a Deus porque Ele é gracioso, perdoador, compassivo
e abundante no amor. Mesmo quando não entendemos como
algo bom pode advir das nossas circunstâncias actuais, podemos
escolher se nos concentraremos no negativo ou nas bênçãos
que Deus nos deu.
ORAÇÃO: Querido Deus, ajuda-nos a escolhermos para
louvar-te todos os dias, independentemente das circunstâncias.
Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Hoje e todo dia serei feliz em Deus.
(Sra.) Carol Elaine Harrison (Saskatchewan, Canadá)
Oremos pela gratidão das nossas bênçãos.

67
DOMINGO, 28 DE JUNHO DE 2020

Eu Faria o Mesmo?
LEIA: Marcos 5:1-20
E os que aquilo tinham visto contaram-lhes o que acontecera ao
endemoninhado e acerca dos porcos. E começaram a rogar-lhe que
saísse do seu território. – Marcos 5:16-17

C ada vez que leio o versículo de hoje, fico incrédulo.


Apesar de outro milagre maravilhoso e surpreendente, a
multidão ainda não queria aceitar Jesus e enfaticamente pediu
que ele fosse embora. Muitas vezes, no passado, a leitura
desses versículos levou-me a pensar, por que eles queriam que
Jesus fosse embora quando ele curou um homem possuído por
demónios e expulsou uma legião de espíritos malignos? Por que
eles rejeitaram a presença de Cristo?
Recentemente, ao ler esses versículos, tive uma pergunta
diferente. Dessa vez eu perguntei-me: faria o mesmo? Percebi
que, às vezes, também tenho estado a rejeitar Jesus e os seus
ensinamentos. Quando escolho a ira e discursos de ódio,
escolho os meus caminhos sobre os mandamentos de Deus,
decerto deturpar a verdade ou ficar calado quando devo falar,
estou a rejeitar Jesus.
O povo pode ter rejeitado Jesus, mas o homem possuído
por demónios, agora totalmente racional, foi quem esteve
certo. Ele sabia que Jesus era alguém para seguir e estar perto.
Que possamos aprender a não rejeitarmos Cristo, mas a segui-
lo firmemente.
ORAÇÃO: Querido Senhor, perdoa-nos quando escolhemos
caminhos que nos separam de ti. Em vez disso, ajuda-nos a
escolhermos caminhos da graça e do amor. Amém.
PENSAMENTO PARA O DIA
Todos os dias, procurarei formas de me aproximar de Deus.
(Sr.) Cassius Rhue (Carolina do Sul, EUA)
Oremos por aqueles que têm dificuldades para aceitar Deus.

68
SEGUNDA-FEIRA, 29 DE JUNHO DE 2020

Carta de Apresentação
LEIA: 2 Coríntios 3:1-6
Já é manifesto que vós sois a carta de Cristo, ministrada por nós
e escrita não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não
em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração. – 2
Coríntios 3:3

E sforcei-me para escrever uma carta de apresentação para


acompanhar um artigo que estava a submeter a uma revista.
O editor exigiu a carta como uma forma de me apresentar. Mas,
será que mencionar factos como a minha formação educacional,
experiências de trabalho e publicações anteriores permitiu ao editor
conhecer-me realmente? Ao ler a minha carta ele ficaria a saber alguns
factos a meu respeito, mas conhecer factos a respeito de alguém, não
é o mesmo que conhecê-lo pessoalmente. Somente ao passar um
tempo comigo, ouvir as minhas palavras e observar as minhas acções,
o editor realmente saberia quem eu sou.
As outras pessoas verão Cristo em nós através das nossas
palavras e acções. Todos os dias escrevemos uma carta para aqueles
que nos rodeiam lerem. Podemos contar aos outros sobre Cristo
mencionando vários factos: ele foi um grande mestre, curou os
enfermos e foi crucificado e ressuscitado para uma nova vida. Mas,
conhecer as coisas sobre Cristo não significa que sabemos quem ele
é. Tal como as cartas de apresentação, os cristãos transmitem quem é
Cristo. Depois, as outras pessoas poderão conhecer a Cristo passando
um tempo connosco e observando o nosso reflexo terrestre do nosso
Salvador celestial. Aqueles que encontrarmos conhecerão a Cristo
através da nossa carta viva?
ORAÇÃO: Senhor Vivo, ajuda-nos a reflectir a ti em nossas palavras
e acções todos os dias, para que os outros possam desejar conhecer-te e
servir-te plenamente. Amém.

PENSAMENTO PARA O DIA


Como serei uma carta viva para Cristo hoje?
(Sra.) Alice H. Murray (Florida, EUA)
Oremos pelos editores.

69
TERÇA-FEIRA, 30 DE JUNHO DE 2020

Pedido de Ajuda
LEIA: Salmos 91:1-16
Com a minha voz clamei ao SENHOR; ele ouviu-me desde o seu
santo monte. – Salmos 3:4

E u estava a conduzir para uma cidade a quase 320 quilómetros


de distância para uma conferência profissional anual. Eu
esperava que a viagem fosse uma aventura divertida, mas o meu
veículo avariou. Sem ajuda de emergência disponível na estrada,
liguei para alguns colegas que estavam a participar da mesma
conferência. De alguma forma, eles passaram por mim e tiveram
que voltar para virem ao meu encontro. Estava a escurecer; a
situação estava sombria e eu estava a ficar assustada. Fiz uma
oração desesperada, “Ajuda-me, Senhor!” Finalmente, os meus
colegas me encontraram, e a história terminou bem.
Muitas vezes nos encontramos em situações terríveis, correndo
para as coisas sem consideração cuidadosa ou planeamento
adequado. Esperamos que tudo se resolva. Muitas vezes, quando
percebemos os nossos erros, já estamos no ponto de não retorno.
Felizmente, Deus não se importa connosco de acordo com a
nossa fidelidade ou inteligência, mas de acordo com o seu amor
incondicional e as ternas misericórdias. Não importa o quão
sombria é a situação, Deus está apenas a uma oração de distância.
A eloquência das nossas orações não importa; basta um clamor
desesperado de um coração necessitado para chamar a atenção
de Deus.
ORAÇÃO: Querido Senhor, lembra-nos da tua promessa de
nunca nos deixares ou nos abandonares. Ajuda-nos a procurar-te,
especialmente em circunstâncias assustadoras. Amém.
PENSAMENTO DO DIA:
Nenhuma situação é tão sombria que Deus não possa me encontrar
e ajudar-me.
(Sra.) Demi Oyinloye (Ogun, Nigéria)
Oremos pelas mulheres que estão a viajar sozinhas.

70
PLANO FÁCIL PARA USAR O
NO CENÁCULO EM PEQUENOS
GRUPOS
Cristo está entre nós em novas formas quando nos reunimos,
ouvimos a Deus e uns aos outros.
Uma vez por semana, reúna-se com os outros crentes para
partilhar o momento devocional durante cerca de uma hora.
Podem reunir em qualquer momento da semana e substituir a
leitura daquele dia pela leitura de quarta-feira.
• Comece a ler a passagem da Bíblia na linha de leitura e a
meditação do dia, permitindo depois o silêncio durante
um minuto. Em seguida, peça aos membros do grupo para
voltarem às perguntas desse dia abaixo indicadas ou numa
das páginas seguintes.
• Peça a alguém para ler em voz alta as perguntas, uma a
uma, dando a cada membro do grupo a oportunidade
de responder após cada pergunta. Se alguém preferir não
responder a uma questão em particular, passe para a pessoa
seguinte.
• Discutam como todos pensam de maneira diferente, e
tentem ouvir o que o Espírito Santo pode estar a dizer-vos
em tudo isso.
• Decidam o que farão com Deus durante a semana.
• Façam silêncio e orem juntos.

71
6 de Maio: Um Desafio Quaresmal
1. Já tiveste o desafio de expressar a tua fé como aconteceu com
o escritor de hoje? Se sim, como a tua experiência mudou
a maneira como pensas sobre a tua fé? Caso contrário,
considerarias participar de algo assim?
2. Como expressas a tua fé? Como essas expressões de fé
enriquecem a tua vida e a vida das pessoas ao teu redor?
3. Já te sentiste incapaz de seguir a Deus porque não tinhas
tempo ou dinheiro? Quando estás distraído com a actividade
da vida, quem ou o que te ajuda a recuperar a concentração
para servires a Deus?
4. Que programas de evangelismo a tua igreja oferece e como
participas? Que novos programas achas que a tua igreja
deveria ter?
5. Tentas manter a tua disciplina quaresmal durante todo o
ano, ou preferes ter práticas específicas para cada época?
Porquê?

13 de Maio: Confiança Através da Oração


1. Descreva um momento em que testemunhaste o poder da
oração. Como essa experiência afectou a tua fé? Se a situação
tivesse sido resolvida de maneira diferente, a tua fé teria sido
afectada de maneira diferente? Justifique.
2. Que passagens das Escrituras lembram a importância da
oração? Como esses versículos te encorajam ao orar?
3. Confias sempre em Deus quando oras? Já oraste sem confiar
completamente? O que ajuda a fortalecer a tua confiança
em Deus?
4. Descreva um momento em que oraste e recebeste um
resultado aparentemente impossível ou um momento em
que oraste e não recebeste a resposta que esperavas. Como
te sentiste? Como mantiveste a tua fé durante esse tempo?

72
5. De que maneira podes apoiar alguém que recebeu um
resultado indesejado na oração? Que incentivo podes
oferecer a alguém que actualmente está com dificuldades
para orar?

20 de Maio: Em Missão
1. Já pensaste, como a escritora de hoje, que as declarações
de missão são apenas para empresas? O que achas da ideia
de que pode escrever uma declaração de missão pessoal?
Qual seria a tua declaração de missão?
2. Já tiveste dificuldades para manter a concentração
espiritual? Se não, como evitar as distrações? Se sim, achas
que uma declaração de missão te ajudaria? Que outras
práticas podem ser benéficas?
3. Que práticas espirituais te ajudam a ouvires Deus? Se já
sabes que tarefa Deus te deu, como a discerniste? Como
ter uma designação muda a forma como vives a tua fé?
4. Cite algumas personagens bíblicas que tiveram uma missão
clara e permaneceram concentrados. Quais personagens
bíblicas não permaneceram fiéis à sua missão?
5. Como a tua igreja te encoraja a encontrar a tua missão
espiritual? De que maneira podes incentivar as outras
pessoas a fazerem o mesmo?

27 de Maio: Uma Mudança de Atitude


1. Quando mudaste de atitude? Descreva a situação e como
isso te afectou. Partilhaste a tua mudança de atitude com
os outros? Como eles responderam?
2. Partilha as tuas ideias sobre igrejas ou comunidades
transculturais. De que maneira podes trabalhar para seres
mais aberto aos líderes e membros da comunidade que são
diferentes de ti?

73
3. O escritor de hoje é encorajado ao lembrar que cumprimos
o ministério de Deus quando recebemos os outros “de
coração aberto no amor de Cristo”. O que isso significa
para ti? De que maneira podes ser mais determinado ao te
relacionares com as outras pessoas?
4. Quando estiveste numa situação em que te sentiste incapaz
de cuidar dos outros? Que obstáculos te impediram na tua
missão com eles? Que orações, passagens das Escrituras,
práticas espirituais ou pessoas te ajudaram a encontrar força
na situação?
5. Onde vês diferenças culturais na tua igreja, comunidade e
no mundo? Cita alguns exemplos de histórias ou pessoas
que adoptaram as diferenças e ao fazê-lo, fortaleceram a tua
comunidade. Que esperança ou inspiração extraíste desses
exemplos?

3 de Junho: Palavras e Acções


1. Descreve um momento em que aprendeste mais com
as acções do que com as palavras de alguém. Como
podes aplicar o que aprendeste nessa situação a outros
relacionamentos?
2. A escritora da meditação de hoje parece ter aceite a
preferência musical do seu marido de boa vontade.
Como reagirias se tivesses assumido essa atitude e os teus
esforços tivessem sido rejeitados? Como podes permanecer
encorajado em tal situação?
3. Achas que é mais importante ministrar aos outros através de
palavras ou acções? Porquê?
4. Quais são os personagens bíblicos que demonstraram a sua
fé através de suas palavras e acções? Como o exemplo deles
te encoraja? De que maneira podes seguir o exemplo deles?
5. O que significa para ti viver a tua fé? Quem serve como
exemplo de fé para ti? Como podes mostrar-lhes quanto o
exemplo deles significa para ti?

74
10 de Junho: Veja o Rosto de Deus
1. Já te reconciliaste com alguém com quem tiveste um
relacionamento difícil? Se sim, descreva como essa
reconciliação te afectou e alterou o relacionamento.
2. O irmão do escritor procurou-lhe várias vezes tentando
fazer as pazes. O que fazes quando pedes desculpas a
alguém, mas não respondem da forma que esperavas? O
que fazes quando alguém se desculpa contigo, mas não
queres perdoá-lo?
3. Já pensaste no perdão como uma oportunidade de veres a
face de Deus? Se sim, o que isso significa para ti? Se não,
essa ideia muda a maneira como pensas sobre o perdão?
4. Que práticas e orações espirituais te ajudam a deixar a
amargura? Que passagens bíblicas fazem-te lembrar a
importância do perdão? De que maneira isso te ajuda?
5. Como a tua igreja ajuda os membros que têm discordâncias?
De que maneira a tua igreja poderia ajudar melhor os seus
membros a se reconciliarem após um conflito? Como
podes incentivar essas mudanças na tua igreja?

17 de Junho: Guia as Minhas Orações


1. Já oraste para que alguém mudasse os seus traços de
personalidade? Achas que este é um bom motivo de
oração? Discuta por que ou por que não.
2. Descreva um momento em que percebeste que estavas
a orar pela coisa errada. Como percebeste isso? De que
maneira mudaste as tuas orações? Qual foi o resultado?
3. Os amigos da escritora ajudaram-na a decidir mudar as
suas orações. Como os teus amigos te ajudaram a crescer
na tua fé? Que personagens bíblicos servem de modelo
para ti nas tuas próprias amizades? Porquê?

75
4. Como te lembras de aceitar e compreender as tuas diferenças
com os outros? Que incentivo podes oferecer àqueles que
são desafiados a aceitarem as diferenças de alguém?
5. Quando experimentaste o Espírito Santo a guiar as tuas
orações? Como isso transformou a tua perspectiva? Como
sabes quando as tuas orações estão a desviar-se? O que fazes
para reorientar as tuas orações?

24 de Junho: A Chamada de Deus


1. Descreva um momento em que não tiveste a certeza da tua
capacidade de atender a uma necessidade. Como reagiste e
qual foi o resultado da situação? O que essa experiência te
ensinou sobre ti e as tuas habilidades?
2. Antes de ser voluntária na sua igreja, a escritora de hoje
identificou-se com Moisés. Com qual personagem bíblico
mais te identifica agora? Porquê? O que podes aprender
com esse personagem?
3. Quando vês uma necessidade, ficas ansioso para intensificá-
la e cumpri-la? Ou, como a escritora de hoje, ficas parado
e esperas que os outros se apresentam como voluntários?
Desejas mudar a forma como respondes? Se sim, que
medidas práticas podes tomar para fazeres isso?
4. Quando sentes Deus a impulsionar-te para saíres da tua
zona de conforto, como reages? Que orações te trazem
tranquilidade quando estás apreensivo por seguir um novo
caminho? Como as pessoas ao teu redor te incentivam a
fazeres coisas que te atemorizam?
5. Que necessidades vês actualmente na tua igreja, na tua
comunidade e no mundo? O que podes fazer para ajudar
a atender a essas necessidades? Como podes incentivar as
pessoas a tua volta a fazerem o mesmo?

76
NO CENÁCULO
O ENCORAJAMENTO DEVOCIONAL
COM MEDITAÇÕES DIÁRIAS INSPIRADORAS

Editado em 33 línguas diferentes,


6 exemplares por ano ao teu dispor.

Junta-te às pessoas que em todo o mundo usam este


Guia Devocional de todos os dias.

COMO FAZER A SUA ASSINATURA ANUAL:

Contacte o No Cenáculo:
e-mail: nocenaculoangola@yahoo.com

Luanda – ANGOLA

77
Anotações

78
Anotações

79
Anotações

80

Você também pode gostar