Você está na página 1de 2

Formação geral ou ensino profissional.

Como
saber o que se adequa melhor ao perfil de cada
um?
Dicas para quem está indeciso entre seguir por uma formação secundária de
carácter geral, mais vocacionada para o prosseguimento de estudos no ensino
superior, ou formação profissional, mais assente no desenvolvimento de
competências para o exercício de uma profissão.

Quando esta questão se coloca, é importante considerar duas coisas:

Por um lado procurar informação válida e isenta acerca dos dois tipos de
formação, e por outro aprofundar o conhecimento acerca de si próprio de
forma a ver qual o tipo de ensino que vai de encontro às características características
de cada um.

Em relação à primeira, a exploração acerca dos dois tipos de ensino, deve servir para
por exemplo desconstruir possíveis mitos ou estereótipos que existem acerca dos
mesmos e que nem sempre são reais.

Deves procurar respostas para questões como por


exemplo:
 O que caracteriza cada oferta formativa?
 Se eu for para o ensino profissional posso fazer um curso superior?
 Se eu for para um curso geral tenho que ir para a Universidade? Quais as
disciplinas ou estrutura curricular que terei numa e em outra vertente? Como
serei avaliado em cada tipo de ensino?
 Qual a oferta formativa dos dois tipos de ensino na minha zona de
residência?
 Que profissões estão associadas a cada tipo de ensino?
 Que percursos formativos fizeram as pessoas que mais admiro e que
gostaria de seguir?
Para responderes a estas e outras questões podes procurar informação nos sites da
direção Geral de Educação, ou outros sites com biografias, vídeos e/ou guias
sobre profissões como o site Design the future, ou a página E_tec disponibilizada
pela Agencia Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional.

Podes também falar com colegas mais velhos, recorrer a serviços de psicologia e
orientação da tua escola ou da comunidade e/ou, por exemplo, procurar aproximar-
te da realidade de cada modalidade de ensino, vendo manuais académicos dos
mesmos ou visitando escolas profissionais, aproveitando para falar com os docentes
e diretores de curso das mesmas.

Participar em feiras educativas e formativas também é uma excelente


oportunidade para registar informação importante e para falar com profissionais de
diferentes modalidades e percursos formativos.

Paralelamente, deves ir cruzando as informações que recolhes com aquilo que


sabes acerca de ti próprio, podendo ser importante recorrer a uma ajuda
profissional especializada que te ajude a refletir sobre as tuas aspirações de vida,
competências, valores e interesses e como queres congregar tudo isto num projeto
de vida.

Refletires sobre o teu percurso académico, disciplinas e matérias escolares


preferidas, profissões desejadas na infância ou sobre modelos profissionais de
referência, são exemplos de atividades que te podem ajudar neste processo de
autoconhecimento.

Em todo este processo é muito importante o teu envolvimento, como pode ser
igualmente importante contares com o apoio de um psicólogo especializado que
te ajude a integrares toda a informação, consolidando-a na escolha por uma
modalidade de ensino ajustada aos teus objetivos e que leve em conta os objetivos
dos outros que te são próximos e da sociedade.

Desta forma estarás certamente a contribuir para uma


decisão consciente, informada e promissora em termos
de exequibilidade, realização e sucesso.
Por: Ana Daniela Silva
Presidente da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento da Carreira
Psicóloga especialista em Psicologia Vocacional e Desenvolvimento da Carreira