Você está na página 1de 2

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I. P.

Delegação Regional do Algarve


Centro de Emprego e Formação Profissional de Faro

UFCD: Cidadania e Empregabilidade (CE)


CE_B3_A: ORGANIZAÇÃO POLÍTICA DOS ESTADOS DEMOCRÁTICOS

Nome: ______________________________________ Assinatura Formadora: _________

Ficha de trabalho nº 2

Valores

Há coisas que achamos que devem ser, e outras, que achamos que não devem ser,
porque de outro modo será injusto. Por outras palavras, achamos que não vale tudo da
mesma maneira. Consideramos que há coisas que valem positivamente e coisas que
valem negativamente, coisas que devem ser defendidas e coisas que devem ser banidas.
Tudo isto, no fundo porque temos e partilhamos valores.
Apesar de haver várias maneiras de definir o valor, considerá-lo-emos, aqui, como o que
consideramos ser, ideia em função da qual aplaudimos ou atacamos certos atos,
acontecimentos.
Assim, compreende que, por exemplo, a segurança e a integridade física são valores,
quer dizer, bens por que devemos lutar. E são bens certamente mais importantes que
obter algo pessoal, que tanto se quer.

A sabedoria popular, sob é forma de provérbios, é expressou isso mesmo.


Por exemplo, quando se afirma,

“vão se os anéis, ficam os dedos” pretende-se dizer que não obstante aperta de bens
materiais, o bem fundamental que é o nosso corpo, mantém-se intacto. Está aqui em
jogo, portanto, a importância da integridade física.

Eis mais alguns provérbios que expõem ideias a defender. Procure identificar o valor
subjacente a cada um.

Provérbio Valor Justificação


A amiga e o amigo mais aqui
aquentem que o bom lenho.
Água fervida tem mão na vida.

A balança, quando trabalha, não


conhece ouro nem chumbo.
A casa do amigo irás sendo
requerido e á do necessitado, sem
ser chamado.
A fome alheia vence e a palavra faz-
me perder a eira.
A espada vence e a palavra
convence.

A ignorância e o vento são do maior


INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I. P.
Delegação Regional do Algarve
Centro de Emprego e Formação Profissional de Faro

atrevimento.
É má a ave que seu ninho suja.

Em casa de pouco pão todos ralham


e ninguém tem razão.
Entende primeiro, fala derradeiro.

Não faças mal ao teu vizinho que o


teu vem pelo caminho.
Preso, nem para comer doce.
Por aí vás, assim como vires, assim
farás.

Nada acabar é não fazer

Quando adão cavaca e a Eva fiava, a


fidalguia onde estava?
Quem ao perigo corre, nele morre.

Quem ama, pisa na lama.

Quem com cães se deita, com pulgas


se levanta.
Quem a um castiga a cem fustiga.

Zè Nabiça, quanto vê, cobiça.

Aquilo que consideramos valioso é, como pode constatar, um universo muito vasto.