Você está na página 1de 6

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO 23 ª VARA CÍVEL DA

COMARCA DE NATAL

Processo nº 1234567-89.2020.1.23.4567
Parte Autora: Supermercados Lemony LTDA
Parte Ré: Sociedade Ferreira Gomes & Cia LTDA

SOCIEDADE FERREIRA GOMES & CIA LTDA., sociedade empresária limitada, com
sede na Rua José Pereira, nº 15, Centro , CEP 59800-000, na Cidade de Natal,
Estado do Rio Grande do Norte, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 03.652.589/0001-
89 (doc.1), vem respeitosamente à presença de V.Exa. por meio de seu
Advogado (doc.2), ajuizar

CONTESTAÇÃO

Em face da Ação de Falência movida por SUPERMERCADOS LEMONY LTDA.,


sociedade empresária limitada, com sede na Rua Nova, nº 1000, Altiplano, CEP
58840-000, na Cidade de Natal, Estado do Rio Grande do Norte, inscrita no
CNPJ/MF sob o nº 01.236.598/0001-52, (doc. 3), dizendo e requerendo o que
segue:

I. DA TEMPESTIVIDADE

Considerando a que a REQUERIDA, tomou conhecimento do presente


feito na data de 23 de setembro de 2020, e que conforme prevê art. 98
da lei 11.101/05, prazo de 10 (dez) dias para apresentar a contestação.

Certa, portanto, a TEMPESTIVIDADE da presente CONTESTAÇÃO.

II. BREVE SÍNTESE DOS FATOS

A REQUERENTE ingressou com o presente pedido de falência informando


que a REQUEREIDA é devedora da quantia de R$ 81.000,00 (oitenta e um
mil reais), duplicatas vencidas entre os meses de janeiro de 2018 à
fevereiro de 2019, submetidas a protesto falimentar em 26/03/2019.

Assim, propôs o presente pedido de falência com fulcro no artigo 94, da


Lei n.º 11.101/2005, alegando, em suma, ser credora da REQUERIDA da
importância de R$ 81.000,00 (oitenta e um mil reais), devidamente
atualizado. Estes são os fatos que teriam servido de suporte legal para
que a REQUERENTE propusesse a presente ação.

III. DAS PRELIMINARES

a. DA INCAPACIDADE POSTULATÓRIA – ADVOGADO SEM


PROCURAÇÃO NOS AUTOS

No presente caso, a REQUERENTE não está legitimamente representada por


quem detém capacidade postulatória, ou seja, sem a representação por
Advogado.

CPC Art. 103 “A parte será representada em juízo por


advogado regularmente inscrito na Ordem dos
Advogado do Brasil.(...)

CPF Art. 104 “o Advogado não será admitido a postular


em juízo sem procuração, salvo para evitar preclusão,
decadência ou prescrição, ou para praticar ato
considerado urgente.” (...)

Apesar de observado a menção em relação a presença da PROCURAÇÃO, não se


observa sua presença anexa ou apontamento de sua presenta neste feito.

b. DO DOCUMENTO APÓCRIFO – INICIAL SEM ASSINATURA

Trata-se de observar que REQUERIDA, além de não possuir um procurador


legitimado, ao ingressar sua peça vestibulanda não se deu ao trabalho de assina-
la, desta forma configurando-a como ato inexistente, conforme requisitos da
atuação processual exige-se o cumprimento da regularidade na representação,
uma vez que não foram atendidos no presente feito.

IV. DO MERÍTO DA CONTESTAÇÃO

A REQUERENTE impugna todos os fatos articulados na inicial o que se


contrapõem com os termos desta contestação, esperando a IMPROCEDÊNCIA
DA AÇÃO PROPOSTA, pelos seguintes motivos.

A REQUERIDA tradicional Restaurante e Lanchonete na praça de Natal, sempre


primando pela excelência em seus serviços e sempre pagou em dia os seus
credores.

Av. Sen. Salgado Filho, 1718 - Tirol, Natal - RN, 59022-000


www.lopesecavalcanti.adv.br contato@lopesecavalcanti.adv.br - 84 3232-2323
Nos últimos anos, mais precisamente a contar dos anos de 2013, o cenário
mundial passou por uma crise, chegando ao Brasil, no inicio de 2015 tendo como
sua principal fase o ano de 2017, onde a REQUERIDA passou a enfrentar
dificuldades financeiras devido ao baixo consumo da sociedade em geral.

Contudo Excelência, ao contrario do que narrado pela REQUERENTE, a


REQUERIDA em oportunidade entrou em contato tentando repactuação desta
dívida, mas não obteve sucesso até o momento, ressaltando ainda que sempre
teve bom relacionamento.

Diante disto, a Requerida confessa ser devedora da quantia de R$ 81.000,00


(oitenta e um mil reais) referente à 23 duplicatas de vencidas de janeiro de 2018
a fevereiro de 2019 e que procurou a REQUERENTE para fazer uma repactuação
de dívida, sendo que não obteve resposta. Ressalta ainda que essa não é a
primeira dívida com a REQUERENTE, a qual a Requerida sempre teve um bom
relacionamento.

No entanto, a REQUERENTE pretende receber crédito fundado em título que


ensejaria Execução, mas em vez disso, ajuizou o pedido de Falência, de forma
que visa a satisfação do crédito de forma mais impetuosa. Onde a execução era o
meio mais adequado e suficiente para a REQUERENTE atingir aos fins
pretendidos.

Lembrando que a falência existe por relevantes razões de ordem social, a fim de
assegurar a par conditio creditorum e impedir que o comerciante insolvente
continue a negociar, e jamais poderá ser uma mera forma privilegiada de
cobrança de créditos.

Ressaltamos ainda, que a parte REQUERIDA está no mercado há várias gerações


e é tradicionalmente conhecida como Restaurante e Lanchonete Madrugada e
que o valor pretendido pela REQUERENTE, é irrisório se comparado com o
patrimônio da REQUERIDA e que jamais serviria para indicar sua insolvência.

Vejamos o que diz a doutrina e a jurisprudência a respeito

YUSSEF CAHALI tratou da questão:

"Vem constituindo prática rotineira - mas nem por isso digna de


aplauso - o ajuizamento, nos grandes centros comerciais do país, de
pedidos de falência como expediente mais célebre e eficaz para a
satisfação do crédito cambial, ainda que o requerente tenha ciência e
mesmo consciência da solvabilidade do comerciante devedor."

"Este, embora tivesse um mínimo de bom direito para justificar o


inadimplemento oportuno da obrigação, mas atemorizado pelo risco
da eventualidade de uma sentença de quebra que poderia decorrer de
3

Av. Sen. Salgado Filho, 1718 - Tirol, Natal - RN, 59022-000


www.lopesecavalcanti.adv.br contato@lopesecavalcanti.adv.br - 84 3232-2323
uma defesa deficiente ou de um provimento judicial menos acertado,
apressa-se em fazer o depósito da quantia reclamada, ainda que o seja
para discutir a legitimidade da pretensão inicial" (Responsabilidade
Indenizatória do Requerente de Falência Denegada, in IOB - Repertório
de Jurisprudência Comercial, Civil e Outros, nº 02/89, p. 34.

CAHALI destaca ainda o quanto o Pedido de Falência acaba por afetar


a atividade do requerido, mesmo nos casos em que há depósito
elisivo:

"Não se confundindo a ação de falência com uma simples ação de


cobrança, mesmo que de procedimento executivo, é manifesto que o
simples pedido de quebra do comerciante, a sugerir a insolvência do
mesmo, revela-se capaz de produzir para aquele repercussões
socioeconômicas das mais desfavoráveis" (ob. e loc. cit.).

Em julgamento do E. STJ, o Ministro BUENO DE SOUZA afirmou que


"para que o credor se utilize do pedido de falência pelo sistema da lei
brasileira, parece-me não ser suficiente o fato de possuir um crédito,
não basta nem mesmo o fato de ter título protestado. É preciso que se
disponha a demonstrar a insolvência do devedor estabelecido como
comerciante" (RSTJ 07/312).

V. DOS PEDIDOS

Diante de todo o exposto, em sede de CONTESTAÇÃO, requer:

a) O acolhimento das preliminares arguidas com a imediata extinção do


processo sem resolução do mérito, nos termos dos arts. 354 e 484 do
CPC;

a.1) Advogado do autor deixou de protocolar procuração

a.2) Advogado do autor deixou de assinar a petição inicial

b) A TOTAL IMPROCEDENCIA do pedido de falência, com a condenação do


Autor ao pagamento de honorários advocatícios nos parâmetros
previstos no art. 85, § 2º do CPC;

c) A produção de todas as provas admitidas em direito;

Av. Sen. Salgado Filho, 1718 - Tirol, Natal - RN, 59022-000


www.lopesecavalcanti.adv.br contato@lopesecavalcanti.adv.br - 84 3232-2323
d) Requer que as intimações ocorram EXCLUSIVAMENTE em nome do
Advogado Daniel Cavalcant, OAB 68.455/RN

e) Por fim, manifesta o interesse em audiência conciliatória, nos termos do


Art. 319, inc. VII do CPC para encerrar o processo.

Nestes termos, pede o deferimento.

Natal/RN, 07 de outubro de 2020

____________________________
Daniel Cavalcanti
OAB 68.455-RN

Av. Sen. Salgado Filho, 1718 - Tirol, Natal - RN, 59022-000


www.lopesecavalcanti.adv.br contato@lopesecavalcanti.adv.br - 84 3232-2323
ÍNDICE DE DOCUMENTOS ANEXOS

Doc. Descrição /
nº conteúdo
Documentos societários (contrato social Sociedade Ferreira Gomes &
1
Cia LTDA.)

2 Procuração Escritório de Advocacia Lopes e Cavalcanti Advogados


Associados
Documentos societários (contrato social Supermercados Lemony LTDA.)
3

Av. Sen. Salgado Filho, 1718 - Tirol, Natal - RN, 59022-000


www.lopesecavalcanti.adv.br contato@lopesecavalcanti.adv.br - 84 3232-2323