Você está na página 1de 16

Direito IES 2020/2

7ª/8ª fase
Boa noite!
Profa. Janaina Carvalho de Souza
Disciplina: Proteção Penal aos Interesses Sociais
E-mail:
janaina.souza44@docente.suafaculdade.com.br

2
1

Aula 04
Conteúdo: 2. Dos crimes contra a paz pública.
2.1. Incitação ao crime.
DOS CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA
4 Código Penal – art. 286 ao art. 288-A do Código Penal

TÍTULO IX
DOS CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA
Incitação ao crime
Art. 286 - Incitar, publicamente, a prática de crime:
Pena - detenção, de três a seis meses, ou multa.
Bem Jurídico Tutelado: É a paz pública. Sentimento de tranquilidade/segurança
que deve vigorar na coletividade para que haja normal sentimento da vida
social.
Sujeito Ativo: Qualquer pessoa. Crime comum.
Sujeito Passivo: Sociedade. Coletividade.
DOS CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA – incitação ao
crime
5
DOS CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA – incitação ao
crime
6

Ex: se um manifestante sobe em cima de um carro com um microfone em uma


manifestação e começa a falar mal dos bancos, dizendo que eles devem ser
roubados e estimulando as pessoas a roubarem os bancos. Se tem todas essas
características no caso concreto, é considerado incitação ao crime.

Porém, se ao invés de incitar o roubo de um banco, estiver estimulando o jogo do


bixo, não é incitação ao crime, visto que jogo do bixo é mera contravenção
penal.
DOS CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA – Incitação ao
crime
7
Consumação: No momento da incitação. Crime de perigo. Não necessita de
resultado.
Tentativa: A tentativa é admissível em especial quando feita por escrito, Ex:
uma pessoa faz vários panfletos para distribuir que dizem para pessoas roubarem
bancos e antes de começar a entregar os panfletos, o policial confisca os
panfletos e o impede – há tentativa.
DOS CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA – Incitação ao
Crime
8
APELAÇÃO CRIMINAL. TRIBUNAL DO JÚRI. CRIME CONTRA A VIDA E PAZ
PÚBLICA. HOMICÍDIO QUALIFICADO POR MOTIVO TORPE E MEIO CRUEL (CP,
ART. 121, § 2º, I E III) E INCITAÇÃO AO CRIME (CP, ART. 286, CAPUT). SENTENÇA
CONDENATÓRIA. [...] INCITAÇÃO AO CRIME (CP, ART. 286 CAPUT). PLEITO DE
ANULAÇÃO DO JULGAMENTO. INVIABILIDADE. TESE ACOLHIDA PELOS
JURADOS QUE EMERGE DAS PROVAS DOS AUTOS. APELANTE, QUE DIAS
APÓS A VÍTIMA TER SIDO ACHADA MORTA, VEICULOU MENSAGENS
INCITANDO A PRÁTICA DE CRIME EM SEU DESFAVOR. CRIME FORMAL.
DECISÃO DO JÚRI MANTIDA. [...] (TJSC, Apelação Criminal n. 0003945-
09.2016.8.24.0125, de Itapema, rel. Ernani Guetten de Almeida, Terceira Câmara Criminal, j.
06-11-2018).
DOS CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA – Incitação ao
Crime
9
APELAÇÃO CRIMINAL. CRIMES DE INCITAÇÃO AO CRIME (ART. 286 DO CP),
ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA (ART. 2º DA LEI N. 12.850/2013) E AMEAÇA (ART. 147
DO CP). SENTENÇA PARCIALMENTE PROCEDENTE. RECURSO DA ACUSAÇÃO E
DA DEFESA. DELITO DE INCITAÇÃO AO CRIME (ART. 286 DO CP).
MENSAGENS POSTADAS PELO ACUSADO EM SUA PÁGINA PESSOAL NA
REDE SOCIAL. INCENTIVO À PRÁTICA DE CRIME DE HOMICÍDIO CONTRA
POLICIAIS. DIREITO DE MANIFESTAÇÃO DO PENSAMENTO QUE NÃO É
ABSOLUTO. MANIFESTAÇÃO PÚBLICA. CONFISSÃO. MATERIALIDADE E
AUTORIA COMPROVADAS. CONDENAÇÃO MANTIDA. RECURSO DA DEFESA
DESPROVIDO. [...] (TJSC, Apelação Criminal n. 0001958-93.2015.8.24.0020, de Criciúma,
rel. Volnei Celso Tomazini, Segunda Câmara Criminal, j. 07-11-2017).

Ação é pública incondicionada. Admite-se a lei 9.099/95 pois a pena mínima


cominada é de 1 ano.
Também compatível com a suspensão condicional do processo (art. 89 da
Lei 9.099/95).
DOS CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA – Apologia de
crime ou criminoso
10

Apologia de crime ou criminoso


Art. 287 - Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime:
Pena - detenção, de três a seis meses, ou multa.

“Incitação implícita” – fazer apologia (defender, elogiar) de fato criminoso (crime já


ocorrido) ou de autor de crime (com trânsito em julgado) publicamente (várias
pessoas em local público/aberto ao público/internet).
DOS CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA – Apologia de
crime ou criminoso
11

Exemplos: sujeito que vai publicamente em uma manifestação e fala:


“queria aqui hoje elogiar o policial X que participou daquela chacina e
matou 10 pessoas, pois bandido bom é bandido morto”.
DOS CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA – Apologia de
crime ou criminoso
12
◈ Elemento subjetivo: dolo de praticar a apologia, consciente da
publicidade.
◈ Consumação: perigo abstrato (com a apologia pública,
independentemente de várias pessoas vierem a repetir crime exaltado).
◈ Apologia de vários delitos/autores – concurso formal – 1 ação – 2 ou
mais crimes idênticos – aplica uma pena e aumenta 1/6 até metade.
◈ Tentativa: admissível (escrita em especial)
DOS CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA – Exercícios
13

1) Incitar, publicamente, a prática de crime constitui o crime previsto no artigo


286 do Código Penal, isto é:
•A Incitação ao crime.
•B Apologia ao crime.
•C Condescendência criminosa.
•D Associação criminosa.

2) Os tipos penais definidos como incitação ao crime e apologia de crime são


espécies de crimes contra a paz pública.
( ) Certo
( ) Errado
DOS CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA – Exercícios
14
3) A respeito do art. 286 do Código Penal: incitar, publicamente, a prática de
crime, considere:
I. O incitamento genérico para delinquir não caracteriza o crime em questão.
II. É indispensável que o agente faça referência ao meio para executar o delito.
III. A defesa de tese sobre a possibilidade da prática da eutanásia configura o
crime em questão.
IV. O crime se consuma com a prática do delito pelas pessoas que foram
instigadas.
Está correto o que se afirma APENAS em
A III e IV.
B I e III.
C II e IV.
D I.
DOS CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA – Exercícios
15
4) LUIZ DAMASCENO, sindicalista militante, durante um movimento
grevista, instigou publicamente os sócios do sindicato de trabalhadores em
estabelecimentos prisionais a danificarem os equipamentos de informática dos
seus locais de trabalho, com o intuito de pressionar o Governador do Estado a
atender às reivindicações da categoria. Além da infração administrativa,
é CORRETO afirmar que o sindicalista cometeu:

A apologia de crime (art. 287, do Código Penal);


B formação de quadrilha (art. 288, do Código Penal);
C danos (art. 163, do Código Penal);
D incitação ao crime (art. 286, do Código Penal);
E nenhum crime.
Obrigada!

16