Você está na página 1de 4

Lição 16

A Necessidade de Arrependimento
Por Ray Comfort
Tradução: Fernando Guarany Jr.

“Há muitos que falam apenas do perdão dos pecados, mas que nada ou quase nada dizem a respeito de
arrependimento. No entanto, se não há perdão dos pecados sem arrependimento, não se pode entender o
perdão dos pecados sem arrependimento. Portanto, se o perdão dos pecados for pregado sem
arrependimento, as pessoas acabando imaginando que já receberam o perdão dos pecados e, assim,
tornam-se confiantes e destemidas, o que se caracteriza como um erro e pecado ainda maiores do que todo
o erro que precedeu o nosso tempo.”
Melanchton
_____

Comentário de Kirk: Às vezes, ao tentar sermos teólogos, complicamos as coisas. Arrependimento


simplesmente significa virar as costas para os pecados e voltar-se em direção à Deus.
_____

Perguntas e Objeções
“O que deveria dizer a alguém que reconhece seus pecados, mas diz:
‘Só espero que Deus seja misericordioso’?”

Esta pessoa poderia ser definida como “acordada [para seus pecados], mas não alarmada.” Explique-
lhe que Deus é mesmo misericordioso – mas apenas com aqueles que se arrependem de seus pecados.
Pergunte-lhe: “Se morresse agora, para onde iria?” Se ela responder: “Inferno”, pergunte se isso a preocupa.
Se preocupar, então pergunte: “O que vai fazer a respeito disso?” Em seguida, alerte-a que Deus ordena que
se arrependa e confie no Salvador. Caso diga que não a preocupa, fale-lhe sobre o valor de sua vida, a
ameaça da perdição eterna e a descrição bíblica de inferno. Alerte que ela não sabe do amanhã e apele que
abra os olhos para realidade.
_____

Algumas pessoas insistem que “arrependimento” é uma palavra cafona que o mundo não
consegue entender. “Pecado” é outra palavra que entra nesta categoria. Entretanto, devemos cuidadosamente
verificar nossos motivos para evitar seu uso. Será que queremos substituí-las para ajudar o mundo a
compreender ou simplesmente queremos nos livrar da repreensão que vem com sua utilização? Se os
pecadores não compreenderem palavras espirituais, então precisamos explicar-lhes o sentido. Pecado é a
transgressão da Lei (1 João 3:4) e arrependimento significa virar as costas para o pecado. É mais do que
contrição (tristeza pelo pecado); arrepender-se quer dizer confessar os pecados e abandoná-los –
concordando com Deus que o pecado é errado, virar-se e avançar em uma nova direção. Um velho soldado
certa vez resumiu arrependimento assim: “Deus disse: ‘Atenção! Alto. Meia-volta. Volver. Avante!’”

É verdade que numerosos versículos bíblicos falam da promessa da salvação sem menção
alguma ao arrependimento. Tais versos meramente nos dizem para “crermos” em Jesus Cristo para que
sejamos salvos (Atos 16:31; Romanos 10:9). Entretanto, a Bíblia deixa claro que Deus é santo e que a
humanidade é pecadora, e que o pecado faz separação entre os dois (Isaías 59:1, 2). Sem arrependimento do
pecado, a perversa humanidade não tem comunhão com um Deus santo. Estamos mortos em nossos delitos e
pecados (Efésios 2:1) e até os abandonarmos pelo arrependimento, não poderemos viver com Cristo. As
Escrituras falam sobre “arrependimento para a vida” (Atos 11:18). Devemos virar as costas para o pecado e
em direção ao Salvador. Foi por isso que Paulo pregou “arrependimento para com Deus, e fé em nosso
Senhor Jesus Cristo” (Atos 20:21).

Jesus disse que veio para chamar “os pecadores ao arrependimento” (Mateus 9:13). A
primeira palavra pregada publicamente foi “arrependam-se” (Mateus 4:17). João Batista começou seu
ministério da mesma maneira (Mateus 3:2). Jesus disse aos que O ouviam duas vezes que sem
arrependimento eles pereceriam (Lucas 13:3, 5).

Se bastasse crer para alcançar a salvação, então, a conclusão lógica seria que não precisamos
nos arrepender. Entretanto, a Bíblia nos diz que os falsos convertidos “crêem” e, ainda assim, não estão
salvos (Lucas 8:13); Continuam “praticantes de iniqüidade.”
Em seu livro One Thing You Can’t Do in Heaven (algo que não se pode fazer no céu), Mark
Cahill observa que, ao evangelizar, “se não há desejo em desviar-se do pecado, a pessoa não está assumindo
um compromisso verdadeiro com o Salvador. Em João 6:44, Jesus diz: “Ninguém pode vir a mim, se o Pai
que me enviou não o trouxer.” Se Deus estiver trazendo a pessoa para Si, também estará afastando a pessoa
de seu pecado.”

Perceba o alerta das Escrituras: “Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos nas
trevas, mentimos, e não praticamos a verdade” (1 João 1:6). As Escrituras também dizem: “O que encobre
as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa [arrepende-se], alcançará
misericórdia” (Provérbios 28:13). Jesus disse que há festa no céu por um pecador que se “arrepende” (Lucas
15:10). Se não há arrependimento, não há festa, porque não há salvação.

Enquanto pregava no Dia de Pentecostes, Pedro ordenou que aqueles que o ouviam “se
arrependem-se para remissão dos pecados” (Atos 2:38). Sem arrependimento, não há remissão de pecados,
isto é, continuaremos debaixo da ira de Deus. Pedro acrescentou: “Arrependam-se...e convertam-se, para
que sejam apagados os vossos pecados” (Atos 3:19). Não podemos chegar à conversão, ou ter nossos
pecados apagados, a não ser que nos arrependamos. O próprio Deus “ordena que todos os homens em todo
lugar [sem exceções] se arrependam” (Atos 17:30). Pedro disse algo parecido em Pentecostes: “Arrependei-
vos e sede batizados todos vós” (Atos 2:38). As Escrituras dizem que o Senhor “não quer que ninguém se
perca, mas que todos cheguem ao arrependimento” (2 Pedro 3:9). Claramente, aqueles que não se
arrependerem perecerão.
Se o arrependimento não fosse necessário para a salvação, por que então Jesus ensinou que
arrependimento fosse pregado a todas as nações (Lucas 24:47)? Quando enviou seus discípulos de dois em
dois, eles “pregaram que todos se arrependessem” (Marcos 6:12).

A necessidade de arrependimento ressalta a importância de usarmos a Lei com os pecadores.


Se o indivíduo não souber o que é o pecado, como poderá ele se arrepender? Qualquer “arrependimento”
seria meramente “arrependimento horizontal.” Assim, responde ao Salvador por ter mentido das pessoas,
roubado das pessoas, etc. Mas, quando pecou com Bate-Seba, Davi não disse: “Pequei contra Urias.” Ele
disse a Deus: “Contra ti, contra ti somente, pequei e fiz o que é mal aos teus olhos” (Salmo 51:4). Quando
foi tentado sexualmente, José disse: “Como poderia fazer tal coisa e pecar contra Deus?” (Gênesis 39:9). O
filho pródigo disse: “Pequei contra o céu” (Lucas 15:21). Foi por isso que Paulo pregou “arrependimento
para com Deus” (Atos 20:21). Quando não a pessoa não entende que seu é primeiramente vertical, ela
meramente exercitará um arrependimento superficial, experimental e horizontal – e se “desviará” quando
vierem a tribulação, tentação e a perseguição.
Perguntas

1. Por que você acha que seria mais fácil [apenas] dizermos aos pecadores para “crer”
do que dizer-lhes que precisam se arrepender?
2. Como o velho soldado resumiu arrependimento?
3. Explique porque a salvação engloba mais do que meramente “acreditar em Jesus.”
4. Quem Deus chama ao arrependimento? (Veja Atos 17:30)
5. De acordo com as Escrituras, o que devemos pregar?

_____

O Pregador

Srta. Telemarketing: “Olá, Sr. Cristão. Como vai? O senhor poderia dar-me um momento de
seu tempo. Gostaríamos de oferecer-lhe a assinatura da revista Esportes Ilustrada juntamente com
a edição especial sobre “biquínis”. Ao assiná-la, o senhor terá a chance de ganhar uma viagem com
acompanhante para o Havaí, cerveja grátis por um ano ou um carro novo. O senhor ainda ganhará,
absolutamente grátis, uma linda bolsa com a foto de seu astro dos esportes favorito. Como gostaria
de pagar pela assinatura – com Visa ou Mastercard?

Cristão: Posso lhe fazer uma pergunta?

Srta. Telemarketing: Certamente, Sr. Cristão. Ficaria feliz em responder quaisquer perguntas
que tenha.

Cristão: Você tem guardado os Dez Mandamentos?

Srta. Telemarketing: Hein!?

Cristão: Você tem guardado os Dez Mandamentos? Já contou alguma mentira na vida?

Srta. Telemarketing: Sim, Sr. Cristão. Tenho que admitir que já contei algumas mentirinhas
“inocentes”, mas isso foi no passado.

Cristão: O que isso torna você?

Srta. Telemarketing: Não me torna nada.

Cristão: Do que me chamariam se eu contasse uma mentira?

Srta. Telemarketing: De mentiroso.

Cristão: Então, você é o que?

Srta. Telemarketing: Uma mentirosa. Mas, isso foi no passado.


Cristão: Tudo foi no passado. Já roubou alguma coisa, ainda que tenha sido de pouco valor.

Srta. Telemarketing: Sim, senhor.

Cristão: O que isso torna você?

Srta. Telemarketing: Uma ladra.

Cristão: Jesus disse que se olharmos para alguém com lascívia [desejo impuro], cometemos
adultério no coração. Você já olhou para alguém assim?

Srta. Telemarketing: Várias vezes...

Cristão: Se Deus a julgasse pelos Dez Mandamentos no Dia do Julgamento, você seria inocente
ou culpada?

Srta. Telemarketing: Culpada

Cristão: Você iria para o inferno ou para o céu?

Operadores de telemarketing são uma boa maneira de praticar o que pregamos. Não precisamos olhá-los
nos olhos. Eles não têm como nos agredir [fisicamente]. A pior coisa que podem fazer é desligar na nossa
cara. Se isso acontecer, alegre-se por eles terem sido tocados a ponto de fazer isso. Não apenas teve o
privilégio de plantar a semente da Palavra de Deus no coração de um estranho, mas você se provou fiel a
Deus, venceu o medo das pessoas e pode celebrar ter sido rejeitado por causa da retidão. Se desligarem na
sua cara, passe um momento orando por eles. Se estiverem abertos a ouvir mais, conduza-os pela cruz,
arrependimento e fé. Pergunte-lhes se têm uma Bíblia em casa, encoraje-os a lê-la diariamente e agradeça-
lhes por ouvi-lo.
_____

Versículo para Memorização


“Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos
pecados, de sorte que venham os tempos de refrigério, da presença do Senhor.”
Atos 3:19
_____

Últimas Palavras
Felipe III, Rei da França:
“Como terei contas a prestar para com Deus! Como gostaria de ter vivido de
maneira diferente a que vivi.”
_____

Tradução: Fernando Guarany Jr.


www.EvangelismoBiblico.com.br