Você está na página 1de 82

Questões de Legislação

01. De acordo com o §2º do artigo 7º da Lei


Orgânica do Município de Santa Isabel,
o número de Vereadores para
cada legislatura deverá ser, respeitando a
Constituição Federal:
(A) 9
(B) 7
(C) 11
(D) 15
_______________________________________
02. De acordo com o Artigo 122 do Regimento
Interno da Câmara Municipal de Santa Isabel,
as sessões ordinárias acontecerão sempre:
(A) Todas as quartas-feiras às 20h, exceto nos
períodos de recesso.
(B) Todas as primeiras, segundas e terceiras terças-feiras
do mês às 18:30h, exceto nos períodos de recesso.
(C) Todas as segundas e terceiras quartas-feiras
do mês às 19h, exceto nos períodos de recesso.
(D) Todas as primeiras e terceiras quartas-feiras
do mês às 19h.
_______________________________________
03. Segundo o Artigo 37 da Lei Orgânica do
Município de Santa Isabel para ser
declarada aberta uma sessão da Câmara
Municipal é necessária a presença:
(A) De no mínimo, a maioria absoluta
dos membros da Câmara Municipal.
(B) De no mínimo, um terço dos seus membros.
(C) Com metade mais um dos membros da
Câmara Municipal.
(D) Com qualquer número de Vereadores em
segunda chamada, meia hora após a primeira.
_______________________________________
04. De acordo com o Art. 20º do Regimento
Interno, a Câmara Municipal de Santa Isabel,
Na eleição da Mesa, o presidente será:
(A) Vereador mais votado dentre os presentes.
(B) Vereador com maior idade.
(C) Vereador com mais mandatos.
(D) Prefeito.
_______________________________________
05. De acordo com o Art. 98 do Regimento
Interno da Câmara de Santa Isabel, a
responsabilidade de: admitir, demitir,
promover os funcionários da Câmara,
conceder-lhes férias, licenças, gratificações e
abono de faltas são parte das atribuições:
(A) Do Departamento de Recursos Humanos.
(B) Do Presidente da Câmara Municipal.
(C) Do Prefeito.
(D) Da Mesa Diretora da Câmara.
_______________________________________
06. De acordo com o Artigo 96 do
Regimento Interno da Câmara de Santa Isabel,
todos os serviços da Secretaria
Administrativa serão orientados:
(A) Pela Mesa Diretora, que contará com auxílio
dos Agentes de Apoio Administrativo.
(B) Pelo Presidente da Câmara Municipal, que
contará com o auxílio dos Secretários.
(C) Pelo Diretor da Câmara, que contará com o
auxílio dos Assessores Parlamentares.
(D) Pelo Secretário Administrativo da Câmara,
que contará com o auxílio de todos os
seus funcionários.
_______________________________________
07. De acordo com o Artigo 99 do Regimento
Interno da Câmara de Santa Isabel, os livros de
Registro da Câmara Municipal de Santa Isabel
ficarão sob responsabilidade:
(A) Do Presidente da Mesa, que se
responsabilizará pela sua conservação.
(B) Da Secretaria Administrativa, que ficará
responsável pela sua disponibilidade, empréstimo
e conservação.
(C) Do Secretário Administrativo, que serão
rubricados e fechados por ele.
(D) Do Departamento de Proteção e Preservação
Histórica de Santa Isabel, sob comando
do Presidente da Câmara.
_______________________________________
08. Segundo o Artigo 38 da Constituição Federal
de 1988 (Redação dada pela Emenda
Constitucional nº 19, de 1998), ao servidor público
da administração direta, autárquica e fundacional,
no exercício de mandato eletivo, aplicam-se as
seguintes disposições:
I - tratando-se de mandato eletivo federal, estadual
ou distrital, ficará afastado de seu cargo, emprego
ou função;
II - investido no mandato de Prefeito, será afastado
do cargo, emprego ou função, sendo-lhe facultado
optar pela sua remuneração;
III - investido no mandato de Vereador, havendo
compatibilidade de horários, perceberá as
vantagens de seu cargo, emprego ou função, sem
prejuízo da remuneração do cargo eletivo, e, não
havendo compatibilidade, será aplicada a norma
do inciso anterior;
IV - em qualquer caso que exija o afastamento para
o exercício de mandato eletivo, seu tempo de
serviço será contado para todos os efeitos legais,
exceto para promoção por merecimento;
V - para efeito de benefício previdenciário, no caso
de afastamento, os valores serão determinados
como se no exercício estivesse.
Estão corretas as afirmações em:
(A) II, III, IV e V, somente.
(B) III e V, somente.
(C) I, II e IV, somente.
(D) I, II, III, IV e V.
___________________________________________
09. A Constituição Federal de 1988 prevê
expressamente que, ressalvados os casos
especificados na legislação, as obras, serviços,
compras e alienações serão contratados
mediante processo de licitação pública que
assegure:
(A) A igualdade de condições a todos os
concorrentes.
(B) o menor preço para a Administração Pública,
invariavelmente.
(C) a propriedade pública e o respeito à função social
da propriedade.
(D) a redução das desigualdades regionais e sociais.
___________________________________________

10. Segundo o § 1º do Art. 41. Da Constituição


Federal o servidor público estável só perderá o
cargo:
I - em virtude de sentença judicial transitada em
julgado;
II - mediante processo administrativo em que lhe
seja assegurada ampla defesa;
III - mediante procedimento de avaliação periódica
de desempenho, na forma de lei complementar,
assegurada ampla defesa.
São VERDADEIRAS as prerrogativas descritas em:
(A) I, II e III.
(B) I e II apenas.
(C) II e III apenas.
(D) I e III apenas.

11. De acordo com § 4º do Art. 37 da Constituição


Federal, os atos de improbidade administrativa
cometidos por agente ou servidor público,
acarretarão, EXCETO:
(A) A suspensão dos direitos políticos;
(B) A perda da função pública,
(C) A indisponibilidade dos bens e o ressarcimento ao
erário, na forma e gradação previstas em lei, sem
prejuízo da ação penal cabível.
(D) A não prescrição de seus crimes e/ou
responsabilidades perante ao erário público.

12. Segundo o Regimento Interno da Câmara de


Santa Isabel, a mesa Diretora deixará de receber
qualquer Proposição, EXCETO que:
(A) aludindo a dispositivo legal ou outro documento,
não se faça acompanhar da sua transcrição;
(B) versar sobre assunto alheio à competência da
Câmara.
(C) Seja Regimental.
(D) seja apresentada por Vereador ausente à
sessão, salvo se se tratar de pedido de licença.

13. De acordo com o Regimento Interno da Câmara


de Santa Isabel, as proposições serão submetidas
aos seguintes regimes de tramitação, EXCETO:
(A) Urgência Especial.
(B) Especial.
(C) Ordinária.
(D) NDA.

14. De acordo com o Regimento Interno da


Câmara, as propostas de Emenda à Lei Orgânica
do município de Santa Isabel serão discutidas e
votadas em:
(A) 02 (dois) turnos, com interstício mínimo de 10
(dez) dias, considerando-se aprovada quando obtiver,
em cada votação, o voto favorável de 2/3 (dois terços)
dos membros da Câmara.
(B) 02 (dois) turnos, com interstício mínimo de 8 (oito)
dias, considerando-se aprovada quando obtiver, em
cada votação, o voto favorável de 2/3 (dois terços) dos
membros da Câmara.
(C) 02 (dois) turnos, com interstício mínimo de 10
(dez) dias, considerando-se aprovada quando obtiver,
em cada votação, o voto favorável da maioria simples
dos membros da Câmara.
(D) Turno único, considerando-se aprovada quando
obtiver, em cada votação, o voto favorável de 2/3 (dois
terços) dos membros da Câmara.

15. Segundo o Artigo 67 da Lei Orgânica do


Município de Santa Isabel, NÃO é da
competência privativa do Prefeito a iniciativa de
Projetos que disponham sobre:
(A) criação, extinção ou transformação
de cargo, emprego ou função pública da
administração direta e autárquica e fixação
ou aumento de sua respectiva remuneração.
(B) Criação, estruturação e atribuições das
secretarias, órgãos e entidades da Administração
Pública Estadual.
(C) Regime jurídico dos servidores
do Município, provimento de cargo, emprego ou
função pública, estabilidade e aposentadoria.
(D) Matéria orçamentária.

16. (Art.164) Constitui matéria de Decreto Legislativo,


segundo o Regimento Interno da Câmara
Municipal de Santa Isabel, exceto:
(A) Julgamento das contas do Prefeito.
(B) Concessão de título de cidadão honorário ou
qualquer outra honraria ou homenagem.
(C) Autorização ao Prefeito para, por necessidade
de serviço, ausentar-se do Município
por mais de 15 (quinze) dias.
(D) Cassação do mandato do Presidente e do Vice
Presidente da Câmara.

17. Segundo o Regimento Interno da Câmara


Municipal de Santa Isabel, constitui matéria de
Projeto de Resolução:
(A) Destituição do Prefeito e do Vice Prefeito.
(B) Elaboração e reforma do Instituto de Previdência
Municipal.
(C) julgamento de recursos de competência da
Câmara.
(D) Perda de mandato de Prefeito, nos casos previstos
em lei.

18. De acordo com o Regimento Interno da Câmara


Municipal, na apreciação pelo Plenário
consideram-se prejudicadas e assim declaradas
pelo Presidente, que determinará seu
arquivamento:
(A) A discussão ou votação de qualquer projeto
diferente a outro que já tenha sido aprovado.
(B) A proposição original, com as respectivas
emendas ou subemendas, quando tiver substituto
aprovado.
(C) A emenda ou subemenda de matéria diferente à
de outra já aprovada ou rejeitada.
(D) O requerimento com diferente finalidade já
aprovado, ou rejeitado, salvo se consubstanciar
reiteração de pedido não atendido ou resultante de
modificação da situação de fato anterior.

19. Aparte é a interrupção do orador para


indagação ou esclarecimento relativo à matéria em
debate. Segundo o Regimento Interno da Câmara
de Santa Isabel, o aparte deve ser expresso em
termos corteses e não poderá exceder o tempo
de:
(A) 10 minutos.
(B) 15 minutos.
(C) 5 minutos.
(D) 1 minuto.

20. As Moções são proposições da Câmara


Municipal de Santa Isabel a favor ou contra
determinado assunto. As Moções podem ser de:
(A) Aplausos, transmissão de solidariedade,
protesto, apoio, apelo ou repúdio.
(B) Protesto, apoio, apelo ou repúdio.
(C) Aplausos, transmissão de solidariedade, repúdio e apelo.
(D) Repúdio, apoio e apelo.

21. A mesa Diretora da Câmara de Vereadores de


Santa Isabel deverá ser:
I. A eleição será realizada separadamente para cada
Cargo, e em Sessão Ordinária após a posse.
II. Terão mandatos de um ano, permitida a
reeleição, para o mandato seguinte, de qualquer de
seus membros para o mesmo cargo;
III. A eleição para a renovação da Mesa, dentro da
mesma Legislatura, realizar-se-á na última Sessão
Ordinária do primeiro período da Sessão Legislativa,
considerando-se automaticamente empossados os eleitos,
a partir do dia primeiro de janeiro subsequente.
É (são) CORRETA(s) as afirmações em:
(A) I e II apenas.
(B) I e III apenas.
(C) II e III apenas.
(D) I, II e III.
22. De acordo com a Lei Orgânica do Município e o
Regimento Interno da Câmara Municipal de
Santa Isabel, o prazo da qual o Prefeito e o Vice-
Prefeito, quando no exercício do cargo, poderão
ausentar-se do Município sem a licença da Câmara
Municipal é de no máximo:
(A) 30 dias.
(B) 20 dias.
(C) 15 dias.
(D) 10 dias.

23. No artigo 193 do Regimento Interno da Câmara


Municipal de Santa Isabel estão dispostas as regras
para os debates e uso da Tribuna pelos Vereadores.
Entre estas determinações regimentais a correta
está em:
(A) Falar sentado, salvo quando for enfermo, devendo,
nesse caso, requerer ao Presidente a autorização para
falar em pé.
(B) Dirigir-se sempre ao Público, voltado para a Plateia,
salvo quando responder a aparte.
(C) Não usar a palavra sem a solicitar e sem receber
consentimento do Secretário da Mesa Diretora.
(D) Referir-se ou dirigir-se a outro Vereador pelo
tratamento de Senhor.

24. No artigo 179 do Regimento da Câmara


Municipal de Santa Isabel cita que o Presidente
solicitará ao orador, por iniciativa própria ou
requerimento de qualquer Vereador, que interrompa
o seu discurso, nos seguintes casos:
I – Leitura de requerimento de regime especial.
II – Comunicação importante à Câmara.
III – recepção de visitantes.
IV – Votação de requerimento de prorrogação
da sessão.
V – Atendimento a pedido de palavra "pela ordem",
para propor questão de ordem regimental.
VI – A pedido do Prefeito.
Estão corretas as afirmações presentes em:
(A) I, III, IV, V e VI.
(B) I, II, IV e V.
(C) II, III, IV, V e VI.
(D) I, II, III, IV e V.

25. No artigo 195 do Regimento Interno da Câmara


Municipal de Santa Isabel é definido o termo aparte
que é definido como:
(A) Interrupção do orador para indagação
ou esclarecimento relativo à matéria em debate.
(B) O ato de complementar a discussão através do qual
o Plenário manifesta a sua vontade a respeito da
rejeição ou da aprovação da matéria.
(C) Pronunciamento de um Vereador sobre os motivos
que o levaram a manifestar-se contra ou favoravelmente
à matéria votada.
(D) Toda manifestação do Vereador em Plenário feita
em qualquer fase da sessão, para reclamar o não
cumprimento de formalidade regimental ou suscitar
dúvidas quanto à interpretação do regimento.
26. No Regimento da Câmara de Santa Isabel, no artigo
196 define-se que o encerramento da discussão darse-á:
I. por inexistência de orador inscrito.
II. pelo decurso dos prazos regimentais.
III a requerimento de qualquer Vereador, mediante
deliberação do Plenário.
IV. por aclamação popular.
Estão corretas as prerrogativas encontradas em:
(A) I, II e IV.
(B) I, II e III.
(C) I, II, III e IV.
(D) I, III e IV.

27. O artigo 49 da Lei Orgânica do Município de


Santa Isabel trata do Veto. Se o veto do
Prefeito for rejeitado pelo Plenário da Câmara, o
projeto será reenviado ao Prefeito, para
promulgação dentro do prazo de:
(A) 10 (dez) dias.
(B) 8 (oito) dias.
(C) 48 (quarenta e oito) horas.
(D) 24 (vinte e quatro) horas.

28. As Leis de iniciativa privativa do Poder


Executivo, segundo o artigo 67 da Lei Orgânica
do município de Santa Isabel, estabelecerão, EXCETO:
(A) O Pacote de Ajuste Fiscal.
(B) O plano Plurianual.
(C) Os orçamentos Gerais Anuais
(D) As Diretrizes Orçamentárias.

29. A Lei Orgânica do Município de Santa Isabel NÃO


poderá ser emendada mediante a proposta:
(A) Do Senhor Prefeito.
(B) De um quinto, no mínimo dos membros da Câmara.
(C) Pelos cidadãos, mediante iniciativa popular
assinada, no mínimo, por cinco por cento dos eleitores.
(D) Por metade dos membros da Câmara.

30. Conforme disposto na Constituição Federal


1988, compete ao Ministro de Estado, além de
outras atribuições, referendar os atos e decretos
assinados pelo Presidente da República. Neste
caso, a manifestação de vontade de ambos os
órgãos, ao se fundir para formar um ato único,
resulta no denominado ato administrativo:
(A) coligado, sendo que o referendo é pressuposto
necessário para legitimar a vontade do Chefe do
Executivo Federal.
(B) complexo, em que se verifica identidade de
conteúdo e fins.
(C) coletivo, posto que se praticam dois atos, um
principal e outro acessório.
(D) colegiado, já que o referendo complementa a
manifestação de vontade principal.

31. Segundo a legislação, o


Poder Público a editar atos administrativos
obrigacionais que interferem na esfera jurídica dos
administrados, independentemente da respectiva
aquiescência, denomina
(A) Imperatividade.
(B) Auto-executoriedade.
(C) Coercibilidade.
(D) Exigibilidade.

32. Assinale a alternativa que contém todos os


princípios da administração pública direta e
indireta de qualquer dos Poderes da União, dos
Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,
mencionados no artigo 37 da Constituição Federal
Brasileira.
(A) Legalidade, impessoalidade, moralidade,
publicidade e eficiência.
(B) Probidade administrativa, eficiência dos serviços
públicos e moralidade.
(C) Legalidade, eficiência e moralidade.
(D) Legalidade, probidade, moralidade, eficiência e
assiduidade dos servidores públicos.

33. A multa prevista no artigo 86, da Lei de


Licitações, é descontada:
(A) Dos cofres públicos.
(B) Da conta bancária do contratado.
(C) Da garantia do respectivo contrato.
(D) Das máquinas a serviço da Administração, de
forma aleatória.

34. O prazo máximo previsto na Lei de Licitações


para a aplicação da sanção de suspensão
temporária de participação em licitações e
impedimento de contratar com a Administração é:
(A) Não superior a três anos.
(B) Não superior a um ano.
(C) Superior a dois anos.
(D) Não superior a dois anos.

35. Os ocupantes de cargo em comissão ou de


função e confiança em órgão da Administração
direta, quando cometem os crimes previstos na Lei
de Licitações tem sua pena acrescida de:
(A) 1/3.
(B) 2/3.
(C) 1/2.
(D) 2/5.

36. De acordo com a Constituição Federal, extinto


o cargo ou declarada a sua desnecessidade, o
servidor estável:
(A) Será exonerado ad nutum, sem direito a
remuneração.
(B) Será obrigatoriamente exonerado, sendo-lhe
garantido os direitos inerentes ao cargo.
(C) ficará em disponibilidade, com remuneração
proporcional ao tempo de serviço, sendo vedado seu
aproveitamento em outro cargo público.
(D) ficará em disponibilidade, com remuneração
proporcional ao tempo de serviço, até seu adequado
aproveitamento em outro cargo público.

37. Segundo a Constituição Federal, o servidor


público civil federal, eleito prefeito de um
determinado município:
(A) será afastado do cargo, emprego ou função, e
poderá optar pela sua remuneração;
(B) não poderá afastar-se do cargo, emprego ou
função, porque não se trata de mandato federal,
estadual ou distrital;
(C) havendo compatibilidade de horários, poderá
acumular os dois cargos;
(D) será afastado do cargo, emprego ou função, não
podendo optar pela sua remuneração;

38. Segundo a Lei Orgânica do Município de


Santa Isabel, o processo legislativo compreende a
elaboração de:
I. Emenda à Lei Orgânica do Município;
II. Leis Complementares;
III. Leis Ordinárias;
IV. Decretos executivos;
V. Resoluções
É (são) CORRETA(s) as afirmações em:
(A) I, II, III, IV e V.
(B) I, II, III e V apenas.
(C) I, III, IV e V apenas.
(D) II, III, IV e V apenas.

39. A Lei Orgânica do Município de Santa Isabel NÃO


poderá ser emendada mediante a proposta:
(A) Do Senhor Prefeito.
(B) De um quinto, no mínimo dos membros da
Câmara.
(C) Pelos cidadãos, mediante iniciativa popular
assinada, no mínimo, por cinco por cento dos eleitores.
(D) Por metade dos membros da Câmara.

40. De acordo com a Lei Orgânica do Município e o


Regimento Interno da Câmara, o prazo da qual o
Prefeito e o Vice-Prefeito, quando no exercício do
cargo, poderão ausentar-se do Município sem a
licença da Câmara Municipal, é de no máximo:
(A) 30 dias.
(B) 20 dias.
(C) 15 dias.
(D) 10 dias.

41. De Acordo com o Regimento Interno, as


Sessões Ordinárias da Câmara Municipal de
Santa Isabel ocorrem nos seguintes dias e horários:
(A) 1ª, 2ª e 4ª quartas-feiras de cada mês, com início
às 18h00.
(B) Todas as quartas-feiras, com início às 18h00.
(C) 1ª, 2ª e 3ª terças-feiras de cada mês, com início
às 18h30.
(D) Todas as quartas-feiras, com início às 19h00.

43. Segundo o Regimento Interno da Câmara


Municipal de Santa Isabel, Líder é:
(A) É o porta-voz de uma representação partidária
e o intermediário autorizado entre ela e os órgãos da Câmara.
(B) O órgão deliberativo e soberano da Câmara
Municipal, constituído pela reunião de Vereadores em
exercício, em local, forma e número estabelecidos no
Regimento Interno.
(C) O ato escrito em que o Vereador sugere medida
de interesse público às autoridades competentes.
(D) A primazia na discussão ou não votação de uma
proposição sobre outra, mediante requerimento
aprovado pelo Plenário.

44. Segundo o Regimento Interno da Câmara


Municipal de Santa Isabel, Preferência é:
(A) O Vereador escolhido pela Representação
Partidária para, em seu nome, expressar em Plenário
ponto de vista sobre assuntos em debates.
(B) O órgão deliberativo e soberano da Câmara
Municipal, constituído pela reunião de Vereadores em
exercício, em local, forma e número estabelecidos no
Regimento Interno.
(C) O ato escrito em que o Vereador sugere medida
de interesse público às autoridades competentes.
(D) A primazia na discussão ou na votação
de uma proposição sobre outra, requerida por
qualquer Vereador e aprovada pelo Plenário

45. Segundo o Regimento Interno da Câmara


Municipal de Santa Isabel, Moções são:
(A) É a proposição em que é sugerida a
manifestação da Câmara sobre determinado assunto.
(B) Toda manifestação do Vereador em Plenário, feita
em qualquer fase da sessão para reclamar o não
cumprimento de formalidade regimental ou para
suscitar dúvidas quanto à interpretação do regimento.
(C) O órgão deliberativo e soberano da Câmara
Municipal, constituído pela reunião de Vereadores em
exercício, em local, forma e número estabelecidos no
Regimento Interno.
(D) O ato escrito em que o Vereador sugere medida
de interesse público às autoridades competentes.

46. Segundo o Regimento Interno da Câmara


Municipal de Santa Isabel, Destaque é:
(A) O Vereador escolhido pela Representação
Partidária para, em seu nome, expressar em Plenário
ponto de vista sobre assuntos em debates.
(B) O órgão deliberativo e soberano da Câmara
Municipal, constituído pela reunião de Vereadores em
exercício, em local, forma e número estabelecidos no
Regimento Interno.
(C) O ato escrito em que o Vereador sugere medida
de interesse público às autoridades competentes.
(D) É o ato de se separar do texto uma proposição para,
a requerimento de qualquer Vereador, possibilitar-se a
sua apreciação isolada pelo Plenário.
47. Segundo o Regimento Interno da Câmara
Municipal de Santa Isabel, Votação é:
(A) O Vereador escolhido pela Representação
Partidária para, em seu nome, expressar em Plenário
ponto de vista sobre assuntos em debates.
(B) O órgão deliberativo e soberano da Câmara
Municipal, constituído pela reunião de Vereadores em
exercício, em local, forma e número estabelecidos no
Regimento Interno.
(C) O ato escrito em que o Vereador sugere medida
de interesse público às autoridades competentes.
(D) Ato complementar de discussão, através do qual
o Plenário manifesta a sua vontade deliberativa.

48. De acordo com a Lei Orgânica do Município


de Santa Isabel, as propostas de Emenda à
Lei Orgânica serão discutidas e votadas em:
(A) 02 (dois) turnos, com interstício mínimo de 10
(dez) dias, considerando-se aprovada quando obtiver,
em cada votação, o voto favorável de 2/3 (dois terços)
dos membros da Câmara.
(B) 02 (dois) turnos, com interstício mínimo de 8 (oito)
dias, considerando-se aprovada quando obtiver, em
cada votação, o voto favorável de 2/3 (dois terços) dos
membros da Câmara.
(C) 02 (dois) turnos, com interstício mínimo de 10
(dez) dias, considerando-se aprovada quando obtiver,
em cada votação, o voto favorável da maioria simples
dos membros da Câmara.
(D) Turno único, considerando-se aprovada quando
obtiver, em cada votação, o voto favorável de 2/3 (dois
terços) dos membros da Câmara.

49. Segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal, ao


final de cada quadrimestre, será emitido, pelos
titulares dos Poderes e órgãos, o Relatório de
Gestão Fiscal, que, entre outros, conterá:
(A) receitas por fonte, informando as realizadas e a
realizar, bem como a previsão atualizada.
(B) comparativo com os limites de que trata esta Lei
Complementar, dos montantes das operações de
crédito, inclusive por antecipação de receita.
(C) despesas, por função e subfunção.
(D) restos a Pagar, detalhando, por Poder e Órgão.

50. Na esfera municipal, a despesa total com


pessoal, em cada período de apuração, não poderá
exceder os percentuais da receita corrente líquida
em:
(A) 49% para o Executivo e 3% para o Legislativo,
incluído o Tribunal de Contas do Estado.
(B) 50% para o Executivo e 4% para a Administração
Indireta.
(C) 65% incluindo o Executivo e a Câmara Municipal.
(D) 54% para o Executivo e 6% para o Legislativo,
incluído o Tribunal de Contas do Município, quando
houver.

51. No que diz respeito à Lei de Diretrizes


Orçamentárias (LDO) não se pode afirmar que:
(A) Orienta a elaboração da Lei Orçamentária
Anual (LOA), bem com a sua execução.
(B) Estabelece diretrizes, objetivos e metas da
Administração Pública para programas de duração
continuada, sendo componente básico do
planejamento estratégico governamental.
(C) Compreende metas e prioridades da administração
incluindo as despesas de capital para o exercício
financeiros subsequente.
(D) Dispõe sobre as alterações na legislação
tributária.

52. Quando os autores dos crimes previstos na Lei


de Licitação forem servidores públicos, além das
sanções penais, estão sujeitos as sanções:
(A) À perda da remuneração, atividade ou mandato de
eleição.
(B) À perda do cargo, emprego, atividade ou mandato
de eleição.
(C) À perda do cargo, emprego, função ou mandato
eletivo.
(D) À perda do trabalho, função ou mandato eletivo.

53. Com relação à licitação, considere:


I. A Administração não pode, concluído o
procedimento, atribuir o objeto da licitação a
outrem que não o vencedor.
II. O julgamento das propostas há de ser feito de
acordo com os critérios fixados no edital.
As proposições citadas correspondem,
respectivamente, aos princípios licitatórios da:
(A) isonomia e julgamento objetivo.
(B) impessoalidade e vinculação ao instrumento
convocatório.
(C) moralidade e legalidade.
(D) adjudicação compulsória e julgamento objetivo.

54. Quanto às modalidades, limites e dispensa de


Licitação, analise as afirmações a seguir.
I - Convite é a modalidade de licitação entre
interessados do ramo pertinente ao seu objeto,
cadastrados ou não, escolhidos e convidados em
número máximo de 3 (três) pela unidade
administrativa, a qual afixará, em local apropriado,
cópia do instrumento convocatório e o estenderá
aos demais cadastrados na correspondente
especialidade que manifestarem seu interesse com
antecedência de até 24 (vinte e quatro) horas da
apresentação das propostas.
II - Os avisos contendo os resumos dos editais das
concorrências, das tomadas de preços, dos
concursos e dos leilões, embora realizados no
local da repartição interessada, deverão ser
publicados com antecedência, no mínimo, por uma
vez no Diário Oficial do Estado ou do Distrito
Federal quando se tratar, respectivamente, de
licitação feita por órgão ou entidade da
Administração Pública Estadual ou Municipal, ou
do Distrito Federal.
III - Concorrência é a modalidade de licitação entre
quaisquer interessados que, na fase inicial de
habilitação preliminar, comprovem possuir os
requisitos mínimos de qualificação exigidos no
edital para execução de seu objeto.
IV - As licitações serão efetuadas no local onde se
situar a repartição interessada, salvo por motivo
de interesse público, devidamente justificado,
sendo que isto não impedirá a habilitação de
interessados residentes ou sediados em outros
locais.
V - Tomada de preços é a modalidade de licitação
entre interessados devidamente cadastrados ou
que atenderem a todas as condições exigidas para
cadastramento até o décimo dia anterior à data do
recebimento das propostas.
Todas as afirmações corretas estão em:
(A) I - II - III
(B) I - III - IV
(C) II - III - IV
(D) III - IV – V

55. Segundo o Regimento Interno da Câmara


Municipal de Santa Isabel, Plenário é:
(A) O Vereador escolhido pela Representação
Partidária para, em seu nome, expressar em Plenário
ponto de vista sobre assuntos em debates.
(B) Órgão deliberativo e soberano na Câmara, constituído
pela reunião dos Vereadores em exercício em local,
forma e número estabelecidos neste Regimento.
(C) O ato escrito em que o Vereador sugere medida
de interesse público às autoridades competentes.
(D) A primazia na discussão ou não votação de uma
proposição sobre outra, mediante requerimento
aprovado pelo Plenário.

56. Segundo o Regimento Interno da Câmara


Municipal de Santa Isabel, Indicação é:
(A) O Vereador escolhido pela Representação
Partidária para, em seu nome, expressar em Plenário
ponto de vista sobre assuntos em debates.
(B) O órgão deliberativo e soberano da Câmara
Municipal, constituído pela reunião de Vereadores em
exercício, em local, forma e número estabelecidos no
Regimento Interno.
(C) Proposição em que o Vereador sugere medida de
interesse público aos poderes competentes ou a quem
de direito.
(D) A primazia na discussão ou não votação de uma
proposição sobre outra, mediante requerimento
aprovado pelo Plenário.

57. Segundo a Lei Orgânica do Município de


Santa Isabel, vagando os cargos de Prefeito e Vice
Prefeito nos primeiros 24 meses do período
governamental far-se-á:
(A) A Posse no cargo de Prefeito ao Vereador que
estiver ocupando a Presidência da Câmara Municipal.
(B) Eleição indireta entre os Vereadores para o cargo de
Prefeito.
(C) Eleição direta noventa dias depois de aberta a
última vaga.
(D) Eleição direta de imediato depois de aberta a última
vaga.

58. De acordo com a Lei Orgânica do Município


de Santa Isabel, ficam assegurados, aos servidores
públicos municipais, os seguintes direitos, exceto:
(A) o percebimento do adicional por tempo de serviço,
concedido por anuênio, e da sexta-parte do vencimento
base, concedida aos vinte anos de efetivo exercício.
(B) O adicional de um terço de férias.
(C) Garantida a transferência para locais ou atividades
compatíveis com a sua situação, caso tiver sua
capacidade de trabalho reduzida em decorrência
de acidente de trabalho ou doença do trabalho.
(D) Gozo de férias anuais remuneradas com,
pelo menos, dois terços a mais do que o salário normal.

59. Segundo o Art. 106 da Lei Orgânica do Município de


Santa Isabel, os Poderes Legislativo e Executivo são
obrigados a fornecer, gratuitamente, a qualquer
interessado, para defesa dos seus direitos ou
esclarecimentos de situações de seu interesse pessoal,
dentro do prazo de ________, certidões de atos, contratos
ou decisões, desde que requeridas para fim de direito
determinado, sob pena de responsabilidade da autoridade
ou servidor que negar ou retardar a sua expedição.
No mesmo prazo devem atender às requisições judiciais se
outro não for fixado pelo juiz.
Assinale a alternativa que completa corretamente a
lacuna anterior.
(A) 10 dias.
(B) 15 dias.
(C) 30 dias.
(D) 90 dias.

60. Em se tratando das regras da Lei Orgânica do


Município de Santa Isabel, assinale a alternativa correta.
(A)O controle externo, a cargo da Câmara Municipal,
será exercido com o auxílio do Tribunal de Contas da União.
(B) Cabe à Câmara Municipal no prazo de sessenta dias,
após comunicação ao Tribunal de Contas da União,
sustar a execução de contrato por ele impugnado,
devendo, de imediato, solicitar ao Poder Executivo as
medidas cabíveis.
(C) As contas do Município ficarão, anualmente,
durante sessenta dias, à disposição de qualquer
contribuinte, para exame e apreciação, o qual poderá
questionar-lhes a legitimidade, nos termos da lei.
(D) Apenas o cidadão filiado a partido político, associação ou
sindicato é parte legítima para, na forma da lei, denunciar
irregularidades ou ilegalidades perante o Tribunal de
Contas do Estado.

61. Em relação à Lei Orgânica do Município de


Santa Isabel, assinale a alternativa correta.
(A) Compete ao Município exercer fiscalização sanitária.
(B) O Município não tem competência para zelar pela
Constituição Federal.
(C) É proibido ao Município promover programas
de construção de moradias.
(D) O Município tem competência para preservar
a flora, mas não a fauna.
62. De acordo à Lei Orgânica do Município de
Santa Isabel, são símbolos do município:
(A) Bandeira e hino.
(B) Brasão de armas e hino.
(C) Bandeira e brasão de Armas.
(D) Hino, Prefeitura Municipal.

63. De acordo à Lei Orgânica do Município de


Santa Isabel, são requisitos para a criação de
distritos as afirmações citadas em:
I. População não inferior a quinta parte exigida
para a criação do município;
II. Arrecadação de tributos não inferior a quinta
parte exigida para a criação do município;
III. Existência de Corpo de bombeiros na povoação sede;
IV. Existência de, pelo menos, cinquenta moradias,
escola pública, posto de saúde e posto policial na povoação-
sede.
(A) I e III.
(B) II, III e IV.
(C) I, II e III.
(D) I, II e IV.

64. Um gestor executivo de Santa Isabel, com


base em suas atribuições, resolve conceder o uso
especial de um bem patrimonial do Município a uma
escola municipal, sendo que este bem não pertence
a esta escola, mas é essencial para que esta possa
desenvolver atividades sociais em horários extra aula.
Sobre a referida situação, é CORRETO afirmar que:
(A)O uso de bem patrimonial por terceiro é condicionado
à comprovação de seu interesse público e depende de licitação.
(B)O uso especial de bem patrimonial poderá ser gratuito
quando se destinar a outras entidades de direito público,
entidades assistenciais, religiosas, educacionais, esportivas,
desde que verificado relevante interesse público.
(C)O uso especial de bem patrimonial por terceiro será sempre
a título precário, condicionado ao atendimento de condições
previamente estabelecidas e submetido à aprovação de comissão
a ser criada pelo Executivo.
(D)O uso especial de bem patrimonial será remunerado e
dependerá de licitação quando destinado à finalidade econômica.

65. Sobre a competência do Município de Santa Isabel,


em sua própria Lei Orgânica, analise as afirmativas
a seguir.
I. É competência do Município, comum à União e ao Estado,
registrar, acompanhar e fiscalizar as concessões de direitos
de pesquisa e exploração de recursos hídricos e minerais em
seu território.
II. Compete ao Município, entre outras atribuições,
estabelecer servidões administrativas necessárias
à realização de seus serviços, inclusive os prestados
mediante delegação, e, em caso de iminente perigo ou
calamidade pública, ocupar e usar de propriedade particular,
bens e serviços, assegurada indenização ulterior,
se houver dano.
III. Compete ao Município, entre outras atribuições,
instituir e arrecadar os tributos de sua competência e
aplicar as suas receitas, sem prejuízo da obrigatoriedade
de prestar contas e publicar balancetes trimestralmente.
Estão corretas as afirmativas
(A) I, II e III.
(B) I e II, apenas.
(C)I e III, apenas.
(D) II e III, apenas.

66. Cabe à Câmara Municipal de Santa Isabel,


com a sanção do Prefeito, dispor sobre:
(A) Concessão de serviços públicos.
(B) Dispor sobre limites e condições para a
concessão de garantia do Município em operações
de crédito
(C) Solicitar, pela maioria de seus membros,
a intervenção do Estado.
(D) conceder licença aos Vereadores e ao Prefeito
Municipal para afastamento do cargo.

67. Considerando a ordenação da Ordem do Dia,


enumere adequadamente as colunas
a seguir.
1. matéria em segunda votação;
2. recurso
3. matéria em votação única;
4. matéria em primeira votação;
Assinale a ordem correta das deliberações.
(A) 3, 4, 1, 2.
(B) 3, 2, 4, 1.
(C) 4, 3, 1, 2.
(D) 3, 2, 1, 4.

68. A sessão legislativa é composta de três sessões,


quais sejam, ordinárias e extraordinárias e solenes.
As sessões ordinárias da Câmara serão realizadas:
(A) Por convocação pelo Prefeito, para análise de
qualquer matéria.
(B) Por determinação do Prefeito, em caso de relevante
interesse público.
(C) Independentemente de convocação, entre os meses
de fevereiro e dezembro, exceto no recesso legislativo.
(D) Por convocação de qualquer vereador, para apreciação
de matéria de urgência.

69. Quanto ao tema relações do Poder Legislativo


e da administração pública, no contexto da Câmara
Municipal de Santa Isabel, assinale a afirmativa correta.
(A) Compete ao prefeito dispor sobre criação, transformação
ou extinção de cargo, emprego ou função da Câmara Municipal.
(B) A representação judicial da Câmara Municipal é exercida
pela procuradoria geral do Município, órgão integrante do
Poder Executivo.
(C) O prefeito é processado e julgado pela Câmara Municipal
no caso de cometimentos de crime de responsabilidade
e de crimes comuns.
(D) Compete à Câmara Municipal julgar as contas prestadas
pelo prefeito e apreciar os relatórios sobre a execução dos
planos de governo.
70. Considerando o disposto na Lei Orgânica do Município
de Santa Isabel, assinale a alternativa correta a respeito da
permissão de serviços públicos.
(A) Será feita somente mediante autorização legislativa.
(B) Será sempre a título precário, outorgada por decreto
do Prefeito, mediante chamamento de interessados
para escolha do melhor pretendente.
(C) Exige contrato administrativo precedido de concorrência
pública.
(D) Desde que mediante indenização, o Município pode
revogar a permissão do serviço que está em desacordo
com o permitido.

71. João é Vereador Municipal em Santa Isabel e ocupa


cargo de Direção da Mesa da Câmara como Primeiro-Secretário.
Porém, restou comprovado que João é ineficiente no desempenho
de suas funções como componente da Mesa da Casa.
Nessa hipótese, a Lei Orgânica do Município de Santa Isabel
estabelece que João
(A) deve ser destituído de suas funções diretivas pelo
Presidente da Câmara Municipal.
(B) não pode ser destituído do cargo diretivo antes do
fim do seu mandato.
(C) pode ser destituído do seu cargo diretivo pelo voto
de dois terços dos membros da Câmara.
(D) será afastado, temporariamente, do cargo diretivo e
responderá perante a Comissão de Ética.

72. Consoante a Lei Orgânica do Município de Santa Isabel,


sobre a saúde, assinale a opção CORRETA:
(A) A Saúde é um direito de todos e dever do Poder Público,
assegurado mediante políticas sociais, econômicas e ambientais
que visem à eliminação do risco de doença e outros agravos e ao
acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua
promoção, proteção e recuperação. O município prestará
assistência médico-odontológica obrigatória na rede escolar
municipal preferencialmente do ensino fundamental.
(B) A saúde é direito de todos e dever do Estado, assegurado
mediante políticas econômicas e ambientais que visem a prevenção
e eliminação, conforme o caso, do risco de doenças e outros agravos
e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para a sua
população, proteção e recuperação. O município promoverá formação
de consciência sanitária individual nas primeiras idades,
através do ensino de primeiro grau.
(C) A Saúde é um direito de todos e dever do Poder Público,
assegurado mediante políticas sociais, econômicas e ambientais
que visem à eliminação do risco de doença e outros agravos e ao
acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção,
proteção e recuperação. O município prestará assistência
médico-odontológica obrigatória na rede escolar municipal
preferencialmente do ensino fundamental e profissionalizante.
(D) Não há previsão expressa de garantia ao dependente químico,
de tratamento em estabelecimento especializado, obedecendo
orientação do Conselho Municipal de Entorpecentes.

73. De acordo com a Lei Orgânica do Município de Santa Isabel,


analise as afirmativas a seguir:
I. As cooperativas e sindicatos agropecuários ficam isentos do
pagamento de impostos, desde que comprovem operação de crédito
destinada ao custeio de aquisição de insumos agropecuários
objetivando incentivar a produção de alimentos básicos de
horticultura ao pequeno produtor.
II. O Município de Santa Isabel é uma unidade do território do
Estado de São Paulo, com personalidade jurídica de direito
público interno e autonomia política, administrativa e financeira,
nos termos assegurados pelas Constituições Federal e Estadual
e da Lei Orgânica.
III. A criação, organização e supressão de distritos compete ao
Município, observada a legislação competente.
Assinale a opção VERDADEIRA:
(A) Apenas uma assertiva está correta.
(B) Apenas duas assertivas estão corretas.
(C) Nenhuma assertiva está correta.
(D) Todas as assertivas estão corretas.

74. Acerca dos bens públicos assinale a opção CORRETA:


(A) Excepcionalmente o uso de bens municipais por terceiros
poderá ser feito, sempre mediante concessão.
(B) A aquisição de bens imóveis, por compra ou permuta,
dependerá de prévia avaliação e autorização legislativa.
(C) Excepcionalmente o uso de bens municipais por terceiros
poderá ser feito, sempre mediante permissão.
(D) Em nenhuma hipótese poderá ser permitido a particular,
a título oneroso ou gratuito, conforme o caso, o uso do subsolo
ou do espaço aéreo de logradouros públicos.

75. Nos termos da Lei Orgânica do Município de Santa Isabel


será declarado vago, pela Câmara Municipal, o cargo de Prefeito,
quando deixar de tomar posse, sem motivo justo aceito pela Câmara,
dentro do prazo de:
(A) dez dias
(B) quinze dias
(C) vinte dias
(D) vinte e cinco dias

76. De acordo com a Lei Orgânica do Município de Santa Isabel,


analise as afirmativas a seguir:
I. Compete ao Prefeito, entre outras atribuições decretar,
nos termos da lei, as desapropriações e
instituir servidões administrativas.
II. Compete ao Prefeito, entre outras atribuições os projetos relativos
ao plano plurianual, diretrizes orçamentárias, orçamento anual, dívida
pública e operações de crédito.
III. Compete ao Prefeito, entre outras atribuições, desenvolver
o sistema viário do Município.
Assinale a opção CERTA:
(A) Apenas uma assertiva está correta.
(B) Apenas duas assertivas estão corretas.
(C) Nenhuma assertiva está correta.
(D) Todas as assertivas estão corretas.

77. Nos termos da Lei Orgânica do Município de Santa Isabel,


sobre o Poder Executivo, assinale a opção INCORRETA:
(A) O Poder Executivo é exercido pelo Prefeito Municipal, auxiliado
pelos Secretários Municipais, sendo condição de elegibilidade,
dentre outras, ser brasileiro maior de vinte e um anos e no exercício
dos direitos políticos.
(B) O Poder Executivo é exercido pelo Prefeito Municipal, auxiliado
pelos Secretários Municipais, sendo condição de elegibilidade,
dentre outras, ser brasileiro e no exercício dos direitos políticos.
(C) O Poder Executivo é exercido pelo Prefeito Municipal, auxiliado
pelos Secretários Municipais, sendo condição de elegibilidade,
dentre outras, ser brasileiro maior de dezoito anos.
(D) O Prefeito e Vice-Prefeito tomarão posse no dia 1º de janeiro
do ano subsequente à eleição em sessão da Câmara Municipal,
prestando o compromisso de manter, defender e cumprir a Lei Orgânica,
observar as leis da União, do Estado e do Município, promover o bem geral
dos munícipes e exercer o cargo sob a inspiração da democracia,
da legitimidade e da legalidade. Decorridos dez dias da data fixada
para a posse, se o Prefeito e o Vice-Prefeito, salvo motivo de força
maior, não tiver assumido o cargo, este será declarado vago.

78. Sobre processo legislativo previsto na Lei Orgânica do Município


de Santa Isabel, assinale a opção INCORRETA:
(A) A proposta de Emenda à Lei Orgânica será votada em dois turnos
com interstício mínimo de dez dias e aprovada por 2/3 (dois terço)
dos membros da Câmara.
(B) O processo legislativo municipal compreende a elaboração de:
leis complementares; leis ordinárias; emendas à Lei Orgânica Municipal;
resoluções; decretos regulamentares à execução de leis.
(C) A emenda à Lei Orgânica Municipal será promulgada pela Mesa da
Câmara, com o respectivo número de ordem.
(D) A Lei Orgânica não poderá ser emendada na vigência de estado de
sítio ou de intervenção no Município.

79. De acordo com a Lei Orgânica do Município de Santa Isabel,


analise as afirmativas a seguir:
I. A Câmara terá comissões permanentes e temporárias, na forma
e com as atribuições previstas no seu Regimento Interno ou no ato
de que resultar sua criação.
II. Integrará as comissões parlamentar que pertença a partido com
pelo menos 4 vereadores.
III. As comissões parlamentares de inquérito serão criadas mediante
requerimento subscrito, por, no mínimo, um terço dos membros da
Câmara Municipal, com o objetivo de apurar fato determinado e
por prazo certo, cujas conclusões, se for o caso, serão encaminhadas
aos órgãos estaduais competentes, para a devida apuração da responsabilidade
civil ou criminal de quem de direito.
(A) Apenas uma assertiva está correta.
(B) Apenas duas assertivas estão corretas.
(C) Nenhuma assertiva está correta.
(D) Todas as assertivas estão corretas.

80. Consoante a Lei Orgânica do Município de Santa Isabel,


assinale a opção INCORRETA:

(A) A convocação extraordinária da Câmara Municipal


far-se-á pelo Presidente da Câmara, para o compromisso
e a posse do Prefeito e do Vice-Prefeito, em caso de vacância
do cargo.
(B) Na sessão legislativa extraordinária, a Câmara Municipal
somente deliberará sobre a matéria para a qual foi convocada.
(C) Sob pena de violação à repartição dos poderes, em nenhuma
hipótese haverá convocação da Câmara Municipal pelo Prefeito.
(D) A convocação extraordinária da Câmara Municipal far-se-á
pelo Presidente da Câmara ou a requerimento da maioria dos
membros desta em caso, de urgência ou interesse público relevante.

81. De acordo com a Lei Orgânica do Município de Santa Isabel,


são requisitos para a criação de distritos:
(A) população e arrecadação não inferiores à quinta parte
exigida para a criação de Município; e existência, na povoação-sede,
de, pelo menos, cinquenta moradias, escola pública, posto de saúde
e posto policial;
(B) existência de um posto policial na povoação-sede; e existência de,
pelo menos, um Vereador eleito pela localidade;
(C) arrecadação não inferior à quinta parte para a criação de um
Município; e existência de quarenta moradias na povoação-sede;
(D) compromisso de que o Distrito, no prazo de dez anos, não buscará
se tornar um Município; e arrecadação não inferior à sexta parte
exigida para a criação de Município;

82. De acordo com o Art.40 da LOM, a Lei Orgânica Municipal


poderá ser emendada por outra Lei Orgânica, mediante proposta:

I. de 100% dos membros da Câmara Municipal;


II. de 1/3 (um terço), no mínimo, dos membros da Câmara Municipal;
III. do Prefeito Municipal;
IV de cidadãos, mediante iniciativa popular, subscrita por, no mínimo,
cinco por cento do eleitorado do Município;
V. de vinte por cento do total do número de eleitores do Município
no último pleito eleitoral.

Dos itens acima mencionados, estão corretos apenas:


(A) I e II;
(B) II e IV;
(C) II, III e IV;
(D) III, IV e V;

83. São condutas proibidas ao servidor previstas no Estatuto


dos Servidores do município de Santa Isabel, exceto:
(A) Exercer atribuições diversas das do seu cargo ou função, ressalvados
os casos previstos em lei ou regulamento.
(B) Retirar, sem prévia autorização de autoridade competente, qualquer
documento ou objeto da repartição
(C) Promover manifestação de apreço ou desapreço e fazer circular ou
subscrever lista de donativos fora do recinto da repartição pública.
(D) Coagir ou aliciar subordinados com objetivos de natureza partidária.

84. Segundo o Art. 09 da Lei Complementar municipal nº 616/1970,


que dispõe sobre o estatuto dos servidores públicos do município
de Santa Isabel, são formas de provimento em cargo público, exceto:
(A) Nomeação.
(B) Transferência.
(C) Reintegração.
(D) Redesignação.

85. Analise as assertivas e assinale a alternativa que aponta


as corretas. De acordo com a Lei Complementar nº 616/1970
– Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Santa Isabel –,
são formas de provimento no cargo público:

I. nomeação.
II. promoção.
III. transferência.
IV. reintegração.
V. readmissão.
VI. reversão
VII. aproveitamento.
A) Apenas I e II.
B) Apenas I, II e VI.
C) Apenas I, II, VI e VII.
D) I, II, III, IV, V, VI e VII.

86. São tipos de sanções disciplinares previstas no Estatuto


dos Servidores do município de Santa Isabel, exceto:
A) Advertência.
B) Suspensão.
C) Admoestação.
D) Cassação de aposentadoria.

87. De acordo com o Art. 18 da Lei Complementar municipal


nº 616/1970, que dispõe sobre o estatuto dos funcionários
públicos do município de Santa Isabel, o servidor habilitado
em concurso público e empossado em cargo de provimento
efetivo adquirirá estabilidade no serviço público ao completar
quantos anos de efetivo exercício?
A) Dois.
B) Três.
C) Quatro.
D) Cinco.

88. No caso de penalidade a qualquer funcionário que se


encontre afastado junto a outros órgãos ou entidades, as
sanções disciplinares previstas na Lei Municipal n° 616/1970
(A) serão aplicadas pelo Prefeito Municipal.
(B) somente podem ser aplicadas após o seu retorno.
(C) ficarão suspensas por tempo indeterminado.
(D) serão aplicadas pelo superior imediato do servidor.

89. Sobre as sanções disciplinares o Estatuto do Funcionário


Público de Santa Isabel, é correto:
(A) São penas disciplinares a advertência escrita; a suspensão de
120 dias e a demissão a bem do serviço público.
(B) Será punido em suspensão de até 30 dias o funcionário que,
sem justa causa, deixar de submeter-se à inspeção médica determinada
por autoridade competente.
(C) Quando houver conveniência para o serviço, a pena de suspensão
de 120 dias poderá ser convertida em multa de 50% por dia do vencimento
ou remuneração.
(D) Na aplicação das penas disciplinares serão consideradas as circunstâncias
agravantes e/ou atenuantes, além do tempo de estabilidade do funcionário.

90. Segundo o Estatuto do Servidor Público de Santa Isabel é proibido


ao funcionário:
(A) cometer a pessoa estranha à repartição, ainda que esteja previsto em lei,
o desempenho de encargo que lhe competir.
(B) referir-se de modo depreciativo em qualquer manifestação pessoal
exarada próximo ao seu ambiente de trabalho.
(C) retirar, ainda que haja prévia autorização da autoridade competente,
qualquer documento ou objeto da repartição.
(D) referir-se de modo depreciativo em informação, parecer ou despacho
às autoridades e atos da Administração pública.

91. Poltergeist Sauro, servidor público, veio a ser processado


judicialmente, sendo o pedido inicial julgado improcedente em
primeira instância. Posteriormente, a decisão veio a ser modificada,
sendo decretada a perda do cargo. Nos termos da Lei Complementar
nº 616/1970 do município de Santa Isabel, o servidor estável perderá
o cargo após o:
(A) julgamento do recurso
(B) início do processo
(C) trânsito em julgado
(D) término da investigação

92. Segundo a Lei Complementar Municipal nº 616/1970


(Estatuto dos Funcionários Públicos de Santa Isabel-SP),
a responsabilidade que decorre de conduta dolosa ou culposa
do servidor público, devidamente apurada, que importa em
prejuízo para a Fazenda Municipal ou terceiros, é denominada
de responsabilidade
(A) implícita.
(B) integral.
(C) política.
(D) civil.

93. Electra é servidora pública aposentada do Município


de Santa Iabel. Após três anos da data da sua aposentadoria,
descobriu-se, e restou devidamente provado, que ela havia
cometido falta grave quando ainda estava no exercício do
cargo público. Segundo o que estabelece a Lei n° 616/1970
(Estatuto do Funcionário Público de Santa Isabel), nessa hipótese,
é correto afirmar que Electra
(A) estará sujeita à cassação de sua aposentadoria, pena esta que
ainda não prescreveu.
(B) não mais poderá sofrer qualquer punição em razão da prescrição
da pena.
(C) somente poderá ser punida pelo Poder Judiciário, mas não mais
pela Administração.
(D) ficará sujeita somente à eventual pena criminal, mas não sofrerá
sanção administrativa.

94. Segundo o disposto na Lei Municipal n° 616/1970


(Estatuto do Funcionário Público de Santa Isabel), a respeito das
responsabilidades do servidor público é correto afirmar que
(A) a responsabilidade civil do funcionário decorre de procedimento doloso
ou culposo, ainda que a sua conduta não gere prejuízo para a Fazenda
Municipal ou a terceiros.
(B) no caso de danos causados a terceiros, tendo sido condenada a Fazenda
a indenizar o particular prejudicado, o funcionário ficará isento de responder
pelos mesmos prejuízos perante a Fazenda Municipal.
(C) a indenização de prejuízos causados poderá ser liquidada mediante
o desconto em prestações mensais, limitadas as parcelas em até
vinte por cento do seu vencimento ou remuneração.
(D) as cominações civis, penais e disciplinares poderão acumular-se
sendo umas e outras independentes entre si, bem assim as instâncias
civil, penal e administrativa.

95. Em relação ao que disciplina o Estatuto do Funcionário Público


Municipal de Santa Isabel, assinale a alternativa correta.
(A) Pelo exercício irregular de suas atribuições, o funcionário responde
administrativamente, ficando dispensado de reparar danos causados a terceiros.
(B) É dever do funcionário cumprir as ordens superiores, mesmo que
manifestamente ilegais, podendo questioná-las posteriormente.
(C) Será punido o funcionário, que sem justa causa, deixar de submeter-se
à inspeção médica determinada por autoridade competente.
(D) Pelo exercício irregular de suas funções, o servidor não poderá
responder criminalmente.

96. O Estatuto do Servidor Público de Santa Isabel dispõe que no período de estágio probatório
serão apurados os requisitos de
(A) assiduidade, eficácia e disciplina e prontidão.
(B) moralidade, prontidão, disciplina e assiduidade.
(C) idoneidade moral, presteza, disciplina e eficácia.
(D) idoneidade moral, assiduidade, disciplina e eficiência.

97. Joana, psicóloga da Prefeitura Municipal de Santa Isabel,


cometeu uma indiscrição no serviço, comentando, com outra
colega de trabalho, assunto que deveria guardar sigilo em
relação à conversa com uma paciente durante o atendimento.

Nesse caso, e segundo a Lei Municipal n° 616/70, Joana


(A) descumpriu um dos seus deveres, sendo considerada falta grave,
podendo sofrer a penalidade de advertência verbal.
(B) descumpriu um dos seus deveres, podendo sofrer a penalidade de
repreensão por escrito.
(C) não cometeu uma atitude proibida, não devendo sofrer a penalidade
de repreensão verbal.
(D) cometeu uma atitude proibida, que poderá culminar com a penalidade
de suspensão por até 30 (trinta) dias.

98. João, servidor público municipal, habitualmente comparece


ao trabalho embriagado. Nesse caso, e conforme determina a
Lei Municipal n° 616/1970, João poderá sofrer a penalidade de:
(A) repreensão por escrito.
(B) demissão, a ser aplicada pelo Prefeito.
(C) suspensão de até 60 (sessenta) dias.
(D) advertência verbal.

99. De acordo com a Lei n° 616/1970, a pena de demissão ao servidor


será aplicada nos casos de:
(A) ofensa verbal em serviço contra outro funcionário ou particular,
ainda que em legítima defesa.
(B) abandono de cargo, caracterizado pela ausência em serviço,
sem justa causa, por mais de vinte dias consecutivos.
(C) faltas durante o ano, sem causa justificada, por trinta dias
interpoladamente.
(D) lesão aos cofres públicos e delapidação do patrimônio municipal.

100. Considere o seguinte caso hipotético:


“X”, servidor público de Santa Isabel, em razão do cometimento
de falta grave, foi punido com 60 (sessenta dias) dias de
suspensão, sendo a pena disciplinar imposta pelo
Prefeito Municipal.

Nos termos do Estatuto do Funcionário Público de Santa Isabel,


Lei Municipal n° 616/1970, é correto afirmar que a punição está
(A)incorreta, pois o Prefeito Municipal é autoridade competente para
impor a suspensão somente nos casos de falta gravíssima.
(B) incorreta, pois a autoridade competente para aplicar a pena de
suspensão acima de 30 (trinta) dias é o Diretor do Departamento.
(C) correta, pois compete ao Prefeito Municipal, com exclusividade,
impor suspensão acima de 30 (trinta) dias.
(D) incorreta, pois a pena de suspensão não poderá exceder a
30 (trinta) dias, mesmo na hipótese de falta grave ou reincidência.

101. Acerca da responsabilidade dos servidores, assinale a alternativa


correta conforme o Estatuto dos Funcionários Públicos do
Município de Santa Isabel.
(A) O pagamento de indenização exime o servidor da respectiva pena
disciplinar em que incorrer.
(B) O ressarcimento de prejuízo causado à Fazenda Pública poderá
ser liquidado mediante descontos mensais não excedentes da
décima parte da remuneração.
(C) A responsabilidade civil decorre somente de atos dolosos que
importem prejuízo à Fazenda Pública ou para terceiros.
(D) A responsabilidade administrativa resulta de atos ou omissões
praticados pelo funcionário público, ainda que não esteja no
desempenho do cargo ou função.

102. Nos termos do Estatuto dos Funcionários Públicos do Município


de Santa Isabel, as penas de demissão, cassação de aposentadoria
ou disponibilidade do servidor público:
(A) serão aplicadas por meio de sindicância administrativa, garantidos
o contraditório e a ampla defesa ao servidor público.
(B) serão aplicadas na hipótese de cometimento de falta grave, por meio
de ato unilateral do Prefeito Municipal ou do Presidente da Câmara Municipal.
(C) só poderão ser aplicadas em processo administrativo disciplinar em
que seja garantido o direito de plena defesa ao indiciado.
(D) dispensam a instauração de processo administrativo quando houver
provas cabais e indiscutíveis sobre o ato ilegal praticado pelo servidor.

103. O número específico de faltas do servidor, disposto pelo Estatuto


dos Funcionários Públicos do Município de Santa Isabel, que
configuram o abandono de cargo por ausência intencional é superior a
(A) 15 (quinze) dias consecutivos.
(B) 30 (trinta) dias consecutivos.
(C) 45 (quarenta e cinco) dias consecutivos.
(D) 45 (quarenta e cinco) dias consecutivos ou não.

104. A Lei Municipal 1939/1972 (Estatuto dos Funcionários Públicos


do Município de Santa Isabel) trata da responsabilidade do funcionário
público municipal. Acerca do assunto, assinale a alternativa correta.
(A) O funcionário será obrigado a repor, de uma só vez, a importância do
prejuízo causado à Fazenda Municipal, em virtude de omissão em efetuar
recolhimento ou entradas nos prazos legais
(B) A indenização de prejuízos causados à Fazenda Municipal, em virtude
de remissão de recolhimento legalmente devido, poderá ser liquidado mediante
o desconto em folha, nunca excedente a 1/3 do vencimento ou remuneração,
na falta de outros bens que respondam pela indenização
(C) Tratando-se de danos causados a terceiros, o funcionário público e a
Fazenda Municipal deverão responder a ação em litisconsórcio
passivo necessário.
(D) A responsabilidade civil do funcionário público municipal não pode
decorrer de ato culposo.

105. O Inquérito administrativo é composto pelas fases de:


(A) Instrução, averiguação e julgamento.
(B) Instrução, defesa e relatório
(C) Apuração, defesa e relatório.
(D) Instrução, apuração, defesa e julgamento.

106. O Processo Sumário é realizado nos casos de:


(A) Demissão, suspensão e cassação da aposentadoria e disponibilidade.
(B) Suspensão e acumulação ilícita de cargos.
(C) Acumulação ilícita de cargos, abandono de cargo e inassiduidade habitual.
(D) Inassiduidade habitual, demissão e cassação da aposentadoria e disponibilidade.

107. Em uma escola pública municipal, um Supervisor Educacional


coagiu pessoas subordinadas a ele com objetivos de natureza partidária.
Coagidas, essas pessoas tiveram de trabalhar em uma campanha eleitoral
para conseguir votos para um partido X, ao qual o Supervisor Educacional
era filiado. Conforme o Estatuto do Funcionário Público de Santa Isabel,
artigos 169 e 184, será aplicada ao Supervisor, por coagir subordinados
com objetivos de natureza partidária, a pena de
(A) demissão.
(C) suspensão.
(D) repreensão.
(E) advertência.

108. Nos termos da Lei Complementar Municipal n° 616/70, o prazo para


realização do processo administrativo disciplinar será de
(A) 15 dias, prorrogáveis por mais 15 dias, mediante pedido da defesa do
servidor público indiciado.
(B) 30 dias, prorrogáveis por mais 30 dias, mediante autorização justificada
da autoridade competente.
(C) 45 dias, prorrogáveis por mais 45 dias, a pedido da defesa do servidor
indiciado e mediante autorização da autoridade competente.
(D) 60 dias, prorrogáveis por mais 30 dias, mediante autorização da autoridade
competente e justificação fundamentada.

109. A autoridade que tiver conhecimento de irregularidade no


serviço público é obrigada a promover a sua apuração, através
de sindicância ou processo administrativo disciplinar, assegurando
ao acusado amplo defesa. Da sindicância poderá resultar:
I- Arquivamento do processo.
II- Aplicação de penalidades.
III-Instauração de processo administrativo.
Com base nas informações acima, está correto afirmar que:
(A) apenas as afirmativas II e III estão corretas.
(B) apenas as afirmativas I e II estão corretas.
(C) as afirmativas I, II e III estão incorretas.
(D) as afirmativas I, II e III estão corretas.

110. A L/C Nº 616/70 estabelece que a inassiduidade habitual,


compreende a falta ao serviço sem causa justificada, por:
(A) 60 dias interpoladamente, durante o período de 24 meses.
(B) 60 dias interpoladamente, durante o período de 12 meses.
(C) 30 dias interpoladamente, durante o período de 12 meses.
(D) 30 dias interpoladamente, durante o período de 24 meses.

111. Segundo o Estatuto dos Funcionários Públicos, a


responsabilidade civil decorre de procedimento doloso ou
culposo que importe em prejuízo da Fazenda Municipal.
Para liquidação administrativa de prejuízo causado à
Fazenda Municipal, o funcionário poderá autorizar descontos
em prestações mensais não excedentes da seguinte proporção:
(A) vigésima parte do vencimento e vantagens
(B) décima parte do vencimento e vantagens
(C) trigésima parte do vencimento e vantagens
(D) metade do vencimento e vantagens

112. A Administração Pública tem o dever de oferecer


transparência de todos os atos que praticar, e de todas
as informações que estejam armazenadas em seus bancos
de dados referentes aos administrados. Portanto, se a
administração tem atuação na defesa e busca aos interesses
coletivos, todas as informações e atos praticados devem ser
acessíveis aos cidadãos. Por tal razão, os atos públicos devem
ter divulgação oficial como requisito de sua eficácia, salvo as
exceções previstas em lei, cujo sigilo deve ser mantido e preservado.
Dentre os princípios a seguir, aquele que apresenta maior
relação com as considerações supracitadas é
(A) Eficiência.
(B) Legalidade.
(C) Moralidade.
(D) Publicidade.

113. Sobre a publicidade dos atos municipais,


é CORRETO afirmar:
(A)A escolha do órgão de imprensa para a divulgação das leis
e dos atos administrativos independe de licitação.
(B) A publicação dos atos do Município pode ser dispensada
por decisão do Prefeito Municipal ou do Presidente da Câmara,
conforme a matéria.
(C) A publicidade dos atos, normativos ou não normativos,
poderá ser resumida.
(D) Nenhum ato produzirá efeito antes de sua publicação.

114. A possibilidade de a Administração fazer acordos


ou transações é uma relativização da aplicação do princípio da
(A) moralidade.
(B) indisponibilidade do interesse público.
(C) impessoalidade.
(D) eficiência.

115. Sobre o princípio da legalidade, assinalar a alternativa CORRETA:


(A) A Administração Pública só pode fazer o que a lei permite.
(B) É possível que a Administração Pública se utilize do princípio
da autonomia de vontades.
(C) A Administração Pública pode, por simples ato administrativo,
conceder direitos de qualquer espécie.
(D) A Administração Pública pode impor vedações aos administrados,
por simples ato administrativo.

116. A administração pública direta e indireta de qualquer


dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e
dos Municípios obedecerá ao princípio de:
(A) legalismo.
(B) pessoalidade.
(C) eficácia.
(D) moralidade.

117. Assinale a alternativa que trata do Princípio da Publicidade


(A) Este é o principal conceito para a configuração do regime
jurídico-administrativo, pois se justifica no sentido de que a
Administração Pública só poderá ser exercida quando estiver
em conformidade com a Lei.
(B) Por este princípio constitucional, temos que a administração
tem o dever de oferecer transparência de todos os atos que praticar,
e de todas as informações que estejam armazenadas em seus
bancos de dados referentes aos administrados.
(C) Por tal princípio temos que a Administração Pública tem que
manter uma posição de neutralidade em relação aos seus administrados,
não podendo prejudicar nem mesmo privilegiar quem quer que seja.
Dessa forma a Administração pública deve servir a todos, sem
distinção ou aversões pessoais ou partidárias, buscando sempre
atender ao interesse público.
(D) Trata de obedecer não somente a lei jurídica, mas também a
lei ética da própria instituição, ou seja, o administrador público
precisa seguir alguns padrões éticos. Possuem pressupostos que,
quando não seguidos, tornam a atividade pública ilegítima.

118. O princípio administrativo constitucional expresso,


que dispõe que toda e qualquer atividade administrativa
deve ser autorizada por lei (não o sendo, a atividade é ilícita)
é o princípio da:
(A) legalidade.
(C) mediunidade.
(D) procrastinação.
(E) eficiência.

119. O poder administrativo que permite certa flexibilidade


nos próprios atos, conforme critérios de conveniência e
oportunidade, a bem da administração pública, é o poder
(A) vinculado
(B) de polícia.
(C) discricionário.
(E) regulamentar.

120. O ordenamento jurídico confere aos administrados


uma série de direitos; no entanto, o pleno exercício desses
direitos não é ilimitado; ao contrário, deve ser compatível
com o bem-estar social ou com o próprio interesse do
Poder Público, não podendo, assim, construir obstáculo
à realização dos objetivos do Estado ou da sociedade.
Esse condicionamento da liberdade e da propriedade
dos administrados aos interesses públicos e sociais é
alcançado pelo que comumente é chamado de
“poder de polícia”, que:
(A) Fundamenta-se no fato de que a atribuição de polícia administrativa
está centrada em uma série de ligações específicas existentes entre a
Administração Pública e os administrados.
(B) É caracterizado por diversos elementos que norteiam a
relação pacífica entre as esferas públicas e os administrados,
como por exemplo, aqueles ligados aos princípios da
isonomia e da moralidade.
(C) Tem como principais objetos a legalidade e a pacificação
dos administrados, proporcionando o direito de bem-estar
social dentro das plenas condições favoráveis do interesse
público e da sociedade.
(D) Pode ser tomada tanto em sentido amplo como em sentido estrito.
Em sentido amplo, abrange, além dos atos do Executivo, os do Legislativo.
Em sentido estrito, apenas os atos do Executivo.

121. Quando a administração pública determina a demolição


de construção clandestina em logradouro público, há a
manifestação predominante do poder
(A) hierárquico.
(B) de polícia.
(C) disciplinar.
(D) normativo.

122. O alvará de licença e o alvará de autorização concedidos


pela administração pública constituem meio de atuação do poder
(A) disciplinar.
(B) regulamentar.
(C) hierárquico.
(D) de polícia.

123. Determinado analista de fiscalização de um CAU/UF,


ao realizar fiscalização de campo, lavrou auto de infração
em razão de supostas irregularidades ocorridas. Ressalta-se
que as supostas irregularidades apontadas inexistiam, tendo
a autuação sido pautada, exclusivamente, na vontade do
analista de fiscalização de prejudicar o responsável técnico
pela obra, um antigo desafeto dele.
Com base no caso hipotético apresentado, é correto afirmar
que o analista de fiscalização em comento agiu.
(A) com abuso de poder, por desvio de poder.
(B) de forma escorreita, dada a respectiva discricionariedade de atuação.
(C) com abuso de poder, por omissão.
(D) com abuso de poder, por excesso de poder.

124. Com relação ao poder disciplinar, assinale a alternativa correta.


(A) Não pode ser exercido no âmbito do Poder Executivo.
(B) É o processo judicial por meio do qual são cobradas as
multas dos servidores.
(C) É o poder pelo qual a Administração responsabiliza os
próprios servidores pelas faltas cometidas.
(D) Somente pode ser exercido por autoridade judiciária que
tenha competência hierárquica.

125. A Administração Pública pode condicionar, regular ou


restringir direitos em nome do interesse público
por meio do poder
(A) de polícia.
(B) legislativo.
(C) concedente.
(D) discricionário.

126. Em tema de poderes administrativos, a doutrina de


Direito Administrativo ensina que os atos administrativos
da delegação e da avocação são fundamentados na
prerrogativa do agente público decorrente do poder:
(A) disciplinar, segundo o qual o agente público com competência
pode expedir normas gerais e abstratas para viabilizar a
aplicabilidade de lei preexistente;
(B) hierárquico, segundo o qual o agente público de hierarquia
superior pode, na forma da lei, estender ou chamar para si, de
forma temporária, competência para determinado ato;
(C) normativo, segundo o qual o agente público pode restringir
liberdades individuais e propriedade privada em prol do interesse
público coletivo;
(D) regulamentar, segundo o qual a autoridade pública competente
deve expedir decretos autônomos para disciplinar o funcionamento
orgânico da administração.

127. Para o Direito Administrativo, poder disciplinar é aquele que


(A) o Executivo dispõe para distribuir as funções de seus órgãos,
ordenar e rever a atuação de seus agentes.
(B) a Administração pública exerce para apurar infrações e aplicar
penalidades exclusivamente aos servidores públicos.
(C) tem como característica o seu discricionarismo, o que significa
que independe da apuração regular da falta disciplinar para o seu
exercício pela Administração pública.
(D) a Administração pública exerce para apurar infrações e aplicar
penalidades aos servidores públicos e demais pessoas sujeitas à
disciplina administrativa.

128. No âmbito do direito administrativo, existem diversas


prerrogativas conferidas ao Estado para fins de consecução
do interesse público, como os chamados poderes administrativos.
A esse respeito, assinale a alternativa correta.
(A) O poder regulamentar é uma mera prerrogativa, podendo não ser
exercido pelo seu titular.
(B) O poder disciplinar implica a competência da autoridade
administrativa para investigar e aplicar sanções penais.
(C) Os poderes administrativos estão sempre vinculados aos
termos da lei, não comportando discricionariedade.
(D) A irrenunciabilidade é uma característica dos poderes administrativos.

129. A responsabilização de servidor público que tenha negado


publicidade a atos oficiais terá como fundamento os poderes
(A) disciplinar e hierárquico.
(B) de polícia e disciplinar.
(C) hierárquico e de polícia.
(D) hierárquico e regulamentar.

130. Um técnico tributário da secretaria de fazenda de determinado


estado, no exercício de suas atividades regulares, verificou, em um
veículo transportador, carga sem o devido documento fiscal
obrigatório para o seu transporte. Por esse motivo, descarregou
todas as mercadorias que estavam no veículo, para averiguar se
havia outras irregularidades.
Nessa situação, o servidor público exerceu o poder
(A) disciplinar, que consiste em atos preventivos, de caráter concreto
e de natureza vinculada, e que se caracteriza pela coercibilidade.
(B) de polícia, que consiste em atos repressivos, normativos e gerais,
e que se caracteriza pela coercibilidade.
(C) de polícia, que consiste em atos preventivos e repressivos,
normativos e concretos, e que se caracteriza pela autoexecutoriedade
e pela coercibilidade.
(D) de polícia, que consiste em atos repressivos, concretos e discricionários,
e que se caracteriza pela delegabilidade.
131. Os poderes de comando, de fiscalização e revisão de atos
administrativos, assim como os poderes de delegação e avocação
de competências são expressão do poder administrativo
(A) de autotutela.
(B) hierárquico.
(C) disciplinar.
(D) de polícia.

132. No que se refere ao Poder de Polícia, é correto afirmar que:


(A) Ordem, consentimento, fiscalização e sanção representam a
sequência correta do ciclo de polícia.
(B) É inconstitucional a atribuição às guardas municipais o
exercício do poder de polícia de trânsito, em especial em relação
à imposição de multas de trânsito.
(C) Sanção aplicada a um servidor público que tenha praticado
uma infração funcional caracteriza o exercício do poder de polícia.
(D) A autoexecutoriedade está presente em toda atividade de
polícia administrativa e independe de ordem judicial.

133. Com o fim de assegurar a adequação na prestação do


serviço e o fiel cumprimento das normas previstas em contrato
de concessão de serviço público, o poder público concedente,
mesmo sem autorização judicial, interveio na concessão por
meio de resolução que previu a designação de interventor,
o prazo da intervenção e os objetivos e limites da medida interventiva.
Nessa situação hipotética, o ato administrativo de intervenção
encontra-se eivado de vício quanto
A) ao objeto.
B) ao motivo.
C) à finalidade.
D) à forma.

134. Baseando-se nos critérios adotados pela maioria dos


autores administrativistas, os atos administrativos seguem
uma determinada classificação. Sobre esse tema, analise
as afirmativas a seguir, assinalando com V as verdadeiras
e com F as falsas.

( ) Na execução de atos vinculados, ao agente não é dada


liberdade de apreciação da conduta, porque se limita a repassar
para o ato o comando estatuído na lei.
( ) Atos compostos não se compõem de vontades autônomas,
embora múltiplas. Há uma só vontade autônoma, sendo as demais
meramente instrumentais, porque se limitam à verificação de
legitimidade do ato de conteúdo próprio.
( ) Atos enunciativos são aqueles que alteram uma relação jurídica,
criando, modificando ou extinguindo direitos, como o fazem a
autorização, a sanção disciplinar e o ato de revogação.
( ) Nos atos discricionários, a valoração do agente incidirá sobre
o motivo, forma, finalidade e objeto do ato, de modo que este, na
atividade discricionária, resulta essencialmente da liberdade de
escolha entre alternativas igualmente justas.

Assinale a sequência correta.


(A) F F F V
(B) V F V F
(C) V V F F
(D) F V V V

135. Assinale a alternativa que apresenta um dos requisitos


do ato administrativo, necessário para o respectivo
aperfeiçoamento e para a produção de efeitos jurídicos válidos.
(A) Competência
(B) Imperatividade
(C) Legitimidade
(D) Legalidade

136. Assinale a alternativa que apresenta corretamente os


requisitos de validade ou elementos dos atos administrativos.
(A) Motivação, finalidade, competência e discricionariedade.
(B) Competência, finalidade, motivo, tipicidade e imperatividade.
(C) Presunção de legalidade, autoexecutoriedade, motivo e competência.
(D) Finalidade, forma, competência, objeto e motivo.
137. Os atos administrativos possuem requisitos de validade,
também chamados de elementos dos atos administrativos,
pois, caso o ato não atenda a um desses requisitos, em regra,
será considerado um ato nulo. A doutrina administrativista
costuma apontar cinco requisitos. São eles:
(A) Competência, finalidade, sujeito, motivo e objeto.
(B) Finalidade, sujeito, forma, competência e objeto.
(C) Motivo, objeto, sujeito, prazo e competência.
(D) Forma, competência, motivo, objeto e finalidade.

138. A lei confere ao agente público, em alguns casos, certa


margem de liberdade na escolha do ato administrativo que
melhor atenda ao interesse público. Assim, o agente público
deve apreciar a situação agindo da maneira que perceber mais
conveniente e oportuna ao interesse público. Essa margem de
liberdade caracteriza o ato administrativo
(A) vinculado.
(B) discricionário.
(C) ordinatório.
(D) executório.

139. Sobre os elementos do ato administrativo, assinale a


alternativa INCORRETA.
(A) Competência, finalidade, forma, motivo e objeto são requisitos
de validade de um ato administrativo.
(B) A lei é a fonte normal da competência, nela se encontram os
limites e a dimensão das atribuições cometidas a pessoas administrativas,
Órgãos e agentes públicos.
(C) A competência para o exercício dos atos administrativos deriva de
previsão constitucional ou legal. Se prevista na Constituição, é denominada
competência primária e, se prevista em lei ordinária, competência secundária.
(D) A finalidade, como elemento do ato administrativo, decorre do princípio
da impessoalidade, pelo qual o fim a ser buscado pelo agente público em
suas atividades deve ser tão somente aquele prescrito pela lei. A finalidade
é, portanto, a satisfação do interesse público.

140. Acerca da revogação dos atos administrativos, assinale a


alternativa correta.
(A) A Administração não poderá revogar seus atos em qualquer hipótese.
(B) A Administração poderá revogar seus atos por motivo de conveniência
e oportunidade.
(C) Cabe ao Poder Judiciário revogar os atos administrativos.
(D) O presidente da República pode revogar ato da Assembleia
Legislativa Estadual.

141. Acerca da anulação do ato administrativo, assinale a


alternativa correta.
(A) A Administração não deve anular seus atos ilegais.
(B) Somente o chefe do Poder Legislativo pode anular os atos
ilegais da Administração Pública.
(C) Em nenhuma hipótese, a Administração deve anular os atos
administrativos ilegais.
(D) A Administração deve anular seus próprios atos, quando
apresentarem vício de legalidade.

142. Em relação aos pressupostos dos atos administrativos,


analise as situações apresentadas abaixo:

I. Nomeação de servidor para cargo público inexistente.


II. Pena de advertência a servidor, quando a falta praticada
exigia suspensão.
III. Ato praticado que visou interesse particular ao invés de
atender o interesse público.

As três situações apresentam, respectivamente, vícios de:


(A) Finalidade, objeto e objeto.
(B) Forma, forma e finalidade.
(C) Objeto, objeto e finalidade.
(D) Objeto, forma e objeto.

143. Acerca da competência para a prática do ato administrativo,


assinale a alternativa correta.
(A) Se não houver impedimento legal, parte da competência pode
ser delegada.
(B) A edição de atos de caráter normativo poderá ser delegada.
(C) O ato de delegação não precisa ser publicado na imprensa oficial.
(D) O ato de delegação é irrevogável.

144. Os atos administrativos são praticados pelos nossos


administradores, que, sendo humanos, são passíveis de
erros e, consequentemente, afetando os atos por eles
praticados. Uma das hipóteses que pode ocorrer é o ato
administrativo ser considerado um ato nulo. Por ato nulo,
entende-se que:
(A) É o ato que está em conformidade com o ordenamento jurídico,
tendo observado as exigências legais e infra legais impostas para
que seja regularmente editado.
(B) É o ato que já produziu todos os efeitos que estava apto a produzir.
(C) É o que apresenta defeito sanável, ou seja, passível de convalidação
pela própria administração que o praticou.
(D) É aquele que nas com vício insanável, resultante da ausência de
um de seus elementos constitutivos ou de defeito substancial.

145. Determinado ente público realizou uma licitação para a


contratação de fornecimento de merenda nas unidades escolares.
O administrador público responsável pela secretaria que promoveu
a licitação soube que o licitante vencedor do certame era seu
desafeto político. Indicando a superveniência de fato que teria
tornado desnecessário o contrato, revogou a licitação. O ano letivo
foi iniciado sem que o fornecimento de merenda estivesse equacionado,
razão pela qual a administração iniciou outro procedimento licitatório.
O ato de revogação praticado pelo administrador

(A) pode ser questionado judicialmente, sob a alegação de desvio


de finalidade, demonstrando que sua edição se fundava em motivo
diverso daquele externado.
(B) não pode ser revisto, considerando que se inseriu no âmbito da
discricionariedade administrativa, que não admite controle externo.
(C) possui vício, considerando que deveria ter sido anulada a licitação.
(D) possui vício de finalidade, podendo ser revogado, determinando-se
o reaproveitamento do procedimento de licitação.

146. Decretos são atos administrativos da competência exclusiva


do Chefe do Executivo, destinados a prover situações gerais ou
individuais, abstratamente previstas, de modo expresso ou
implícito, na lei. Esta é a definição clássica, a qual, no entanto,
é inaplicável aos decretos:
(A) Singulares.
(B) Autônomos.
(C) Ordenativos.
(D) Regulamentares.

147. Referente aos atos administrativos, assinale a alternativa correta.


(A) Atos de gestão são os praticados pela Administração Pública com
todas as prerrogativas e privilégios de autoridade, como os atos de polícia.
(B) Atos complexos são os que decorrem da declaração de vontade de
um único órgão, desde que este seja colegiado.
(C) Ato composto é o que resulta da manifestação de dois ou mais órgãos,
em que a vontade de um é instrumental em relação a de outro, que edita
o ato principal.
(D) Os atos que apresentarem defeitos sanáveis, estes entendidos por
vícios na forma e no motivo, poderão ser convalidados pela própria
Administração, desde que não acarretem lesão ao interesse público
ou prejuízo a terceiros.

148. Considere hipoteticamente um ato administrativo exarado


por autoridade incompetente. Em relação aos denominados
atributos dos atos administrativos, o referido ato
(A) não produzirá efeitos, tampouco obrigará terceiros, independentemente
da sua invalidação, ante o princípio que desobriga o cumprimento de ordens
manifestamente ilegais.
(B) não produzirá efeitos, tampouco obrigará terceiros, independentemente
da sua invalidação, o que se denomina imperatividade.
(C) produzirá efeitos e deverá ser cumprido, a menos que decretada, pelo
Poder Judiciário, sua invalidade, sendo vedada a autotutela na hipótese,
o que se denomina executoriedade.
(D) produzirá efeitos e deverá ser cumprido, enquanto não decretada,
pela própria Administração ou pelo Poder Judiciário, sua invalidade, o
que se denomina presunção de legitimidade ou veracidade.

149. Um particular interessado em obter porte de arma solicitou à


Administração consentimento para tanto. Nesta hipótese, a
manifestação positiva da Administração, que demanda análise de
aspectos subjetivos do requerente, consistirá em um ato administrativo
(A) unilateral e vinculado, que faculta o uso, sem restrições, quando o
particular preencher as condições objetivas necessárias e previstas em lei.
(B) discricionário e precário, que se denomina licença e se fundamenta no
poder disciplinar.
(C) discricionário, mas não precário, bilateral, podendo denominar-se licença
ou autorização, indistintamente.
(D) unilateral, discricionário e precário, que se denomina autorização.

150. Considerando um ato administrativo o qual, contaminado


por vício, tornou-se ilegal, ressalvada a apreciação judicial e
respeitados os direitos adquiridos, a Administração
(A) não pode anulá-lo, já que seus efeitos são regulares.
(B) pode revogá-lo, por motivo de conveniência ou oportunidade.
(C) pode anulá-lo, porque dele não se originam direitos.
(D) pode revogá-lo, porque dele se originam direitos.

151. A Administração Pública pode atuar de forma desconcentrada,


sob a mesma pessoa jurídica ou de forma descentralizada,
constituindo novas pessoas jurídicas diferentes do ente que as
criou. No que diz respeito à descentralização, fazem parte todas
as assinaladas abaixo, exceto:
(A) Autarquias e empresas públicas.
(B) Fundações Públicas.
(C) Órgãos Públicos.
(D) Sociedades de economia mista.
152. Aos agentes públicos é vedado
(A) acumular quaisquer cargos públicos remunerados.
(B) o direito de greve.
(C) o direito de livre associação sindical.
(D) o ingresso em cargo efetivo sem a aprovação em concurso público.

153. O lugar dentro da organização funcional da Administração


Direta e de suas autarquias e fundações públicas que, ocupado
por servidor público, tem funções específicas e remuneração
fixadas em lei ou diploma a ela equivalente é denominado
(A) função delegada.
(B) emprego público.
(C) função gratificada.
(D) cargo público.

154. O particular que recebe a incumbência da execução de


determinada atividade, obra ou serviço público e os realiza
em nome próprio denomina-se agente
(A) administrativo.
(B) político.
(C) delegado.
(D) credenciado.

155. No que se refere aos órgãos públicos, indique a


alternativa incorreta:
(A) São centros de competência instituídos para o desempenho
de funções estatais, através de seus agentes, cuja atuação é
imputada à pessoa jurídica a que pertencem.
(B) São compartimentos ou centro de atribuições que se encontram
inseridos dentro de determinada pessoa jurídica.
(C) Existe tanto na estrutura das pessoas políticas (Administração Direta)
quanto na estrutura das entidades da Administração Indireta.
(D) Órgãos possuem personalidade jurídica e capacidade postulatória,
herdando esse atributo da entidade a qual pertence.

156. Quanto aos órgãos públicos, é INCORRETO afirmar que:


(A) Têm personalidade jurídica e vontade própria.
(B) Tribunais Judiciários e Juízes Singulares, Ministério Público são
órgãos independentes.
(C) São centros de competências instituídos para o desempenho de
funções estatais, através de seus agentes, cuja atuação é imputada à
pessoa jurídica a que pertencem.
(D) Cada órgão, como centro de competência governamental ou
administrativa, tem necessariamente funções, cargos e agentes,
mas é distinto desses elementos, que podem ser modificados,
substituídos ou retirados sem supressão da unidade orgânica.

157. Quanto à posição ocupada na escala governamental


ou administrativa, os órgãos são classificados em independentes,
autônomos, superiores e subalternos. É correto afirmar que os
órgãos públicos:
(A) Independentes são originários da própria Constituição, assim
como os órgãos autônomos, e representativos dos três Poderes.
(B) Superiores são os órgãos de direção, controle e comando em
relação aos subalternos, mas que não possuem autonomia
administrativa, nem financeira.
(C) Subalternos são aqueles a cargo de uma coletividade de
pessoas físicas ordenadas verticalmente.
(D) Autônomos gozam de autonomia administrativa e financeira,
mas não funcional, isto é, não possuem autonomia para cumprir
suas funções sem subordinação.

158. Reputa-se agente público todo aquele que exerce, ainda


que transitoriamente ou sem remuneração, por eleição,
nomeação, designação, contratação ou qualquer outra forma
de investidura ou vínculo, mandato, cargo, emprego ou função
como prepostos do Estado. Considerando o conceito de agentes
públicos e as funções que podem desempenhar, assinale a
alternativa correta.
(A) Os agentes políticos, por exercerem funções de direção, normalmente
de caráter transitório, não podem ser considerados uma espécie de
agentes públicos.
(B) As pessoas convocadas para serviços eleitorais, como os mesários,
são exemplos de agentes públicos.
(C) Para ser considerado agente público é necessário que haja uma
contratação formal e escrita pelo Estado.
(D) A remuneração, por menor que seja, é necessária estar presente
na relação entre o Estado e a pessoa para que esta seja considerada
agente público.

159. No que diz respeito aos agentes públicos, assinale a opção correta.
(A) Permite-se que os gestores locais do Sistema Único de Saúde
admitam agentes comunitários de saúde e agentes de combate às
endemias por meio de contratação direta.
(B) Não se permite o acesso de estrangeiros não naturalizados a cargos,
empregos e funções públicas.
(C) O prazo de validade de qualquer concurso público é de dois anos,
prorrogável por igual período.
(D) As funções de confiança somente podem ser exercidas pelos
servidores ocupantes de cargo efetivo.

160. A respeito da classificação dos órgãos públicos, podemos afirmar que:


(A) Os órgãos representativos de poderes que não se subordinam
hierarquicamente a nenhum outro, tais como a Chefia do Executivo,
são classificados como órgãos independentes.
(B) O Ministério Público Estadual pode ser considerado um órgão independente.
(C) A Câmara Legislativa Municipal é um órgão superior.
(D) A Secretaria de Educação Municipal é um órgão autônomo.

161. Acerca dos atos administrativos, assinale a alternativa correta:


(A) A Administração Pública pode revogar os próprios atos, mas
não pode declarar-lhes a nulidade.
(B) Os atos concretos são aqueles que definem uma regra genérica
que deverá ser aplicada sempre que a situação descrita no ato ocorrer de fato.
(C) Ofícios são convites ou comunicações escritas dirigidas a servidores
subordinados ou particulares sobre assuntos administrativos ou de ordem social.
(D) Os atos normativos são que estabelecem opiniões e conclusões do ente
estatal, como, por exemplo, os pareceres.

162. São atributos do ato administrativo, exceto:


(A) a presunção de legitimidade, que depende de previsão legal.
(B) a imperatividade, pois ato administrativo pode criar unilateraimente
obrigações aos particulares.
(C) a exigibilidade, que permite à Administração aplicar punições aos
particulares por violação da ordem juridica.
(D) a tipicidade, que diz respeito à necessidade de respeitar-se a finalidade
específica definida na lei para cada espécie de ato administrativo.

163. Sobre os atributos dos atos administrativos, assinale a


alternativa correta.
(A) Os atributos dos atos administrativos são os mesmos atributos do
poder de polícia.
(B) Os princípios da impessoalidade e da moralidade, dentre outros, são
atributos dos atos administrativos.
(C) Há atributo do ato administrativo que afasta a ideia da presunção
absoluta de legalidade dos atos administrativos.
(D) A finalidade, a forma e o motivo são atributos dos atos administrativos
discricionários.

164. Os atos administrativos têm algumas características peculiares


em função do regime jurídico de Direito Público.

Sobre a extinção dos atos administrativos, é correto afirmar,


EXCETO, que
(A) pode ocorrer a anulação do ato por motivo de ilegalidade. Essa anulação
é prerrogativa tanto do Poder Judiciário quanto da administração pública.
(B) pode ocorrer renúncia ao ato por parte do beneficiário por meio de sua
manifestação de vontade.
(C) podem ser cassados se o beneficiado do ato não tiver atendido aos
requisitos legais para sua expedição.
(D) pode ocorrer a revogação do ato tanto pela administração pública
quanto pelo Poder Judiciário, não interferindo o fato de ela relacionar-se
ao mérito administrativo.

165. Sobre a revogação dos atos administrativos,


NÃO se pode afirmar que:
(A) Pode ser realizada pela Administração ou pelo Poder Judiciário.
(B) É a supressão de um ato administrativo legitimo e eficaz pela Administração.
(C) Pressupõe um ato legal e perfeito, mas inconveniente ao interesse público.
(D) Funda-se no Poder discricionário de que dispõe a Administração para rever
sua atividade interna e encaminha-la adequadamente à realização de seus
fins específicos.

166. Nas espécies de atos administrativos, os atos normativos emanam


atos gerais e abstratos visando correta aplicação da lei. Nesse sentido,
são exemplos de atos normativos, EXCETO.
(A) Deliberações
(B) Regulamento.
(C) Instruções.
(D) Decreto.

167. Ato administrativo é a declaração do Estado ou de quem o


represente, que produz efeitos jurídicos imediatos, com observância
da lei, sob o regime jurídico de direito público e sujeita ao controle
pelo Poder Público. Nesse sentido, é CORRETO afirmar que
tipicidade é um:
(A) Elemento do ato administrativo.
(B) Atributo do ato administrativo.
(C) Requisitos do ato administrativo.
(D) Forma do ato administrativo.

168. Considerando as hipóteses de extinção dos atos administrativos,


a cassação refere-se:
(A) Ao desfazimento de ato válido em que o destinatário do ato deixa de
observar as condições fixadas pelo Estado para o desfrute da situação jurídica.
(B) Ao desfazimento do ato ilegal, devidamente motivado.
(C) Ao ato administrativo que exonera um servidor público derrubando o ato
administrativo que o nomeou.
(D) A edição de norma jurídica superveniente à edição do ato administrativo,
impedindo a continuidade dos seus efeitos jurídicos.

169. Em relação às características do Poder de Polícia da


Administração Pública, leia o trecho a seguir e assinale ao
que segue:
“Pelo atributo da _________________(1), a Administração se vale
de meios indiretos de coação. Cite-se, como exemplo, a multa; ou
a impossibilidade de licenciamento do veículo enquanto não pagas
as multas de trânsito. Pelo atributo da ________________(2), a
Administração compele materialmente o administrado, usando meios
diretos de coação. Por exemplo, ela dissolve uma reunião, apreende
mercadorias, interdita uma fábrica.”
Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas:
(A) (1) autoexecutoriedade; (2) exigibilidade.
(B) (1) exigibilidade; (2) discricionariedade.
(C) (1) discricionariedade; (2) exigibilidade.
(D) (1) exigibilidade; (2) autoexecutoriedade.

170. João estacionou seu carro com as quatro rodas em cima


da calçada, impedindo que os pedestres transitassem por ela,
obrigando-os a passar pela via pública. Por tal razão, seu veículo
foi guinchado por ordem do agente público municipal de trânsito.
Na hipótese em tela, foi aplicado o meio direto de coerção do ato
administrativo, pelo seu atributo da:
(A) coercitibilidade, com imprescindível recurso prévio ao Poder Judiciário;
(B) imperatividade, com anterior processo administrativo para aplicação
da pena administrativa;
(C) autoexecutoriedade, que prescinde de prévio provimento jurisdicional;
(D) presunção de legitimidade absoluta, que vigora em favor dos atos
administrativos praticados pelo agente público.

171. Assinale a alternativa que apresenta apenas atos administrativos


discricionários.
(A) Anulação, aprovação e decreto
(B) Autorização, aprovação e revogação
(C) Homologação, revogação e anulação
(D) Despacho, homologação e demissão

172. Assinale a alternativa que apresenta exemplo de ato


administrativo enunciativo.
(A) Parecer.
(B) Autorização.
(C) Homologação.
(D) Admissão.

173. Os atos administrativos realizados pela Administração Pública


no exercício de suas funções podem ser de diversas espécies.
Nesse contexto, analise as afirmativas a seguir:
I. A permissão é ato bilateral e vinculado, gratuito, pelo qual a
Administração Pública faculta ao particular a execução
de serviço público.
II. A autorização é ato unilateral e discricionário pelo qual o
Poder Público faculta ao particular o uso privativo de bem público,
a título precário.
III. Admissão é ato unilateral e discricionário pelo qual a Administração
reconhece ao particular o direito a prestar serviço público.
IV. Homologação é ato unilateral e vinculado pelo qual a Administração
Pública reconhece a legalidade de um ato jurídico.
Dentre as afirmativas, estão corretas
(A) I e IV.
(B) I e III.
(C) II e IV.
(D) II e III.

174. Assinale a opção que apresenta espécie de ato administrativo


vinculado quanto ao conteúdo.
(A) circular
(B) permissão
(C) despacho
(D) licença

175. A definição apresentada refere-se aos atos

(A) complexos.
(B) de gestão.
(C) compostos.
(D) simples.

176. Os agentes públicos subdividem-se em cinco espécies


ou categorias bem diferenciadas, dentre elas, o agente
(A) investigador.
(B) corporativo.
(C) supervisor.
(D) delegado.

177. Corresponde à espécie agente político:


(A) Dirigentes de empresas estatais.
(B) Membros do Conselho Tutelar.
(C) Membros do Ministério Público.
(D) Mesário da Justiça Eleitoral.

178. A expressão agentes públicos é bastante abrangente,


compreendendo categorias sujeitas a distintos regimes jurídicos.
Dentre as várias espécies de agentes públicos inserem-se os
servidores públicos estatutários,
(A) que ocupam cargos públicos e os empregados públicos, cujo vínculo
é pautado na legislação trabalhista, excluindo-se os servidores temporários,
porque não podem se vincular definitivamente à Administração Pública.
(B) que ocupam cargos públicos, os empregados públicos, cujo vínculo é
pautado na legislação trabalhista e os servidores temporários, contratados
por tempo determinado, para atender a necessidades temporárias de
excepcional interesse público.
(C) celetistas e temporários e os agentes políticos, excluindo- se os
particulares em colaboração com o Poder Público, por não manterem
com o Poder Público vínculo empregatício.
(D) que ocupam cargos públicos e os servidores temporários, contratados
por tempo determinado, excluindo- se os empregados públicos, por não se
submeterem a concurso público.
179. Qualquer pessoa que age em nome do Estado, ainda que de
maneira transitória ou sem remuneração, é considerada agente
público. Assim, surge na doutrina a classificação composta de
agentes políticos, de particulares em colaboração com o poder
público e de servidores estatais. A respeito desse assunto,
assinale a opção correta.
(A) Servidores contratados em caráter temporário podem substituir
servidores efetivos contratados por tempo indeterminado.
(B) Há direito adquirido do servidor em relação a prerrogativas anteriores
à posse que venham a ser alteradas por lei.
(C) Os membros dos tribunais de contas estaduais são considerados
agentes políticos.
(D) Consideram-se agentes honoríficos os particulares em colaboração
com o poder público, os quais, nessa colaboração, caracterizam-se
como agentes públicos.

180. Com relação à classificação dos órgãos públicos, correlacione


a coluna A à coluna B e, em seguida, assinale a alternativa que
apresenta a sequência correta.

Coluna A
1. Órgãos Independentes.
2. Órgãos Autônomos.
3. Órgãos Superiores.
4. Órgãos Subalternos.

Coluna B
( ) Originários da Constituição e representativos dos Poderes de
Estados – Legislativo, Executivo e Judiciário – colocados no
ápice da pirâmide governamental, sem qualquer subordinação
hierárquica ou funcional, e só sujeitos aos controles constitucionais
de um Poder pelo outro.
( ) Órgãos que detêm poder de direção, controle, decisão e comando
dos assuntos de sua competência específica, mas sempre sujeitos à
subordinação e ao controle hierárquico de uma chefia mais alta.
( ) Aqueles que se acham hierarquizados a órgãos mais elevados,
com reduzido poder decisório e predominância de atribuições de
execução.
( ) Localizados na cúpula da Administração, imediatamente abaixo
dos órgãos independentes e diretamente subordinados a seus chefes.

(A) 2/ 4/ 1/ 3
(B) 3/ 1/ 4/ 2
(C) 1/ 2/ 3/ 4
(D) 1/ 3/ 4/ 2

181. Segundo a Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/2011),


garantir o direito de acesso à informação, que será franqueada,
mediante procedimentos objetivos e ágeis, de forma transparente,
clara e em linguagem de fácil compreensão, é:
(A) dever do Estado.
(B) permitido ao Estado, porém a regra é o sigilo da informação reservada,
por 15 anos.
(C) permitido ao Estado, porém a regra é o sigilo da informação secreta,
por 05 anos.
(D) uma questão importante apenas no plano internacional, não cabendo
ao Estado qualquer ação.

182. Assinale a alternativa CORRETA, com base na Lei da Transparência


(Lei Federal nº 12.527/2011).
(A) Os procedimentos previstos na Lei da Transparência não se aplicam às
empresas públicas e sociedades de economias mistas, uma vez que elas,
apesar de controladas pelo Estado, desenvolvem atividades econômicas de
natureza privada, sujeitando-se, no ponto, às regras de mercado aplicáveis
às demais empresas.
(B) A sistemática criada pela Lei da Transparência tem na publicidade a
regra e no sigilo a exceção, de modo que o acesso à informação classificada
como sigilosa permite a livre divulgação por aquele que a obteve.
(C) Ainda que a publicidade das informações públicas seja corolário das ideias
republicanas, admite-se a classificação de dados como ultrassecretos, cujo sigilo
perdurará por 35 (trinta e cinco) anos.
(D) A decisão administrativa que classificar determinada informação como
sigilosa - em qualquer grau - deverá, obrigatoriamente, conter, dentre outros
elementos, o assunto sobre o qual versa a informação.

183. Os prazos máximos de restrição de acesso à informação, conforme


a classificação prevista na Lei Federal n° 12.527/11, vigoram a partir da
data de sua produção. Considerando a classificação e os prazos, assinale
a alternativa correta.
(A) Ultrassecreta: 30 (trinta) anos.
(B) Secreta: 10 (dez) anos.
(C) Secreta: 20 (vinte) anos.
(D) Reservada: 5 (cinco) anos.

184. Com o objetivo de fortalecer o controle social, a Lei de Acesso à


Informação permite a qualquer cidadão o livre acesso a documentos
e informações no âmbito do poder público, resguardadas as exceções
de sigilo. Dadas as afirmativas sobre essa lei,
I. O pedido de acesso a informações pode ser feito com ou sem
identificação do interessado.
II. O requerente tem o direito de obter o inteiro teor de decisão de
negativa de acesso por certidão ou cópia.
III. As solicitações de informação de interesse público devem
ser motivadas.
Verifica-se que está(ão) correta(s)
(A) II, apenas.
(B) III, apenas.
(C) I e II, apenas.
(D) I e III, apenas.

185. Considerando-se a Lei nº 12.527/2011 - Lei de Acesso a Informações,


analisar os itens abaixo:

I. São consideradas imprescindíveis à segurança da sociedade ou do


Estado e, portanto, passíveis de classificação as informações cuja
divulgação ou acesso irrestrito possam comprometer atividades de
inteligência, bem como de investigação ou fiscalização em andamento,
relacionadas com a prevenção ou repressão de infrações.

II. Ocultar da revisão de autoridade superior competente uma


informação que seja sigilosa para beneficiar a si ou a outrem,
ou em prejuízo de terceiros é uma conduta ilícita que enseja
responsabilidade do agente público ou militar.

III. Os órgãos e entidades públicas respondem diretamente pelos


danos causados em decorrência da divulgação não autorizada ou
utilização indevida de informações sigilosas ou informações pessoais,
cabendo a apuração de responsabilidade funcional nos casos de dolo
ou culpa, assegurado o respectivo direito de regresso.

Estão CORRETOS:

(A) Somente os itens I e II.


(B) Somente os itens I e III.
(C) Somente os itens II e III.
(D) Todos os itens.

186. Determinada sociedade de economia mista recebeu um


pedido de acesso a informação pertinente a determinado
contrato administrativo, celebrado no âmbito daquele ente.
Nos termos da Lei nº 12.527/2011, o referido ente público
(A) não está obrigado a prestar a informação, uma vez que as
sociedades de economia mista não estão obrigadas a observar a
Lei de Acesso à Informação.
(B) pode negar o pedido caso não contenha a identificação do requerente.
(C) pode negar o pedido caso não haja os motivos determinantes
da solicitação.
(D) não pode negar o acesso à informação pleiteada.

187. Conforme prescreve a Lei nº 12.527/2011, ficam dispensados


da divulgação obrigatória de sítios oficias da rede mundial de
computadores (internet), os Municípios com
(A) qualquer número de habitantes.
(B) população superior a 15.000 (quinze mil) habitantes.
(C) população de até 5.000 (cinco mil) habitantes.
(D) população de até 10.000 (dez mil) habitantes.

188. Com relação a Lei de Acesso à Informação, o prazo máximo


para que um documento seja mantido em sigilo é de:
(A) 5 anos
(B) 15 anos
(C) 25 anos
(D) 50 anos.

189. Assinale a alternativa INCORRETA em relação à Lei de Acesso


à Informação nº 12.527/2011.
(A) Os órgãos e as entidades do poder público devem viabilizar alternativa
de encaminhamento de pedidos de acesso à informação por meio de seus
sítios oficiais na internet.
(B) São vedadas quaisquer exigências relativas aos motivos determinantes
da solicitação de informações de interesse público.
(C) No caso de indeferimento de acesso a informações ou às razões da
negativa do acesso, poderá o interessado interpor recurso contra a decisão
no prazo de 5 (cinco) dias a contar da sua ciência.
(D) É direito do requerente obter o inteiro teor de decisão de negativa de acesso,
por certidão ou cópia.

190. De acordo com a Lei nº 12.527/2011, negado o acesso à informação


pelos órgãos ou entidades do Poder Executivo Federal, o requerente
poderá recorrer
(A) À Controladoria-Geral da União.
(B) ao Tribunal de Contas da União.
(C) ao Ministério Público Federal.
(D) ao Ministério da Justiça.

191. No que tange à Lei nº 12.527/2011 - Lei de Acesso à Informação,


assinale a assertiva correta.
(A) Para o acesso a informações de interesse público, a identificação do
requerente não pode conter exigências que inviabilizem a solicitação.
(B) São admitidas exigências relativas aos motivos determinantes da
solicitação de informações de interesse público.
(C) O órgão ou entidade pública deverá autorizar ou conceder o acesso
em até 24 (vinte e quatro) horas à informação disponível.
(D) A informação armazenada em formato digital será fornecida nesse formato,
mesmo sem anuência do requerente.

192. A respeito da Lei nº 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação)


assinale a alternativa correta.
(A) Recebendo pedido de informações, o órgão ou a entidade que esteja
obrigado a prestá-las deverá fazê-lo de imediato. Não sendo possível
conceder o acesso imediato, o órgão ou entidade que receber o pedido
deverá atender à solicitação no prazo improrrogável de 20 dias.
(B) O serviço de busca e fornecimento da informação será sempre gratuito.
(C) No caso de indeferimento de acesso a informações ou às razões da negativa
do acesso, poderá o interessado interpor recurso contra a decisão no prazo de
10 dias a contar da sua ciência.
(D) A pessoa física ou entidade privada que detiver informações em virtude
de vínculo de qualquer natureza com o poder público e deixar de observar
o disposto na Lei de Acesso à Informação estará sujeita à sanção, entre
outras, de suspensão temporária de participar em licitação e impedimento
de contratar com a administração pública por prazo não superior a 6 meses.

193. Assinale a alternativa que, segundo a Lei de Responsabilidade


Fiscal, apresenta uma informação correta no que se refere às
operações de crédito por antecipação da receita:
(A) Poderão ser realizadas, no máximo, duas operações de crédito por
antecipação da receita em cada ano.
(B) Deverá ser liquidada, com juros e outros encargos incidentes,
até o dia vinte de dezembro de cada ano.
(C) Não será autorizada se forem cobrados outros encargos que não
a taxa de juros da operação, limitada a remuneração da poupança ou
outra que venha a substituí-la.
(D) Poderá ser realizada somente a partir do décimo dia do início
do exercício.
194. Com relação à receita corrente líquida prevista na
Lei no 101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal), assinale
a alternativa correta.
(A) A despesa total com pessoal, em cada período de apuração,
não poderá exceder nos Estados a setenta por cento.
(B) É o resultado do somatório das receitas tributárias, de contribuições,
patrimoniais, industriais, agropecuárias, de serviços e transferências
correntes, sendo vedado o acréscimo de outras receitas.
(C) A despesa total com pessoal, em cada período de apuração,
não poderá exceder na União a quarenta por cento.
(D) A despesa total com pessoal, em cada período de apuração,
não poderá exceder nos Municípios a sessenta por cento.

195. A apuração de Receita Corrente Líquida e o comparativo


da dívida consolidada do Ente com os limites previstos na
Lei de Responsabilidade Fiscal, deverão constar, respectivamente:
(A) No balanço financeiro e no Relatório Resumido
da Execução Orçamentária.
(B) No Balanço Orçamentário e no Relatório de Gestão Fiscal.
(C) No Relatório Resumido da Execução Orçamentária e no
Relatório de Gestão Fiscal.
(D) No Balanço Financeiro e no Balanço Orçamentário.
196. O capítulo 2 da Lei Complementar Nº 101, de 4 de
maio de 2000, estabelece os aspectos referentes ao
planejamento público.
Em relação a esse assunto, assinale a alternativa CORRETA.
(A) A Lei de Diretrizes Orçamentárias disporá sobre as normas
relativas ao controle de custos e à avaliação dos resultados dos
programas financiados com recursos dos orçamentos.
(B) Poder-se-á consignar na lei orçamentária crédito com finalidade
imprecisa ou com dotação ilimitada.
(C) A atualização monetária do principal da dívida mobiliária
refinanciada deverá ser igual ou superior à variação do índice de
preços previsto na lei de diretrizes orçamentárias ou em legislação
específica.
(D) O plano plurianual deverá conter o Anexo de Metas Fiscais.

197. A previsão de receitas orçamentárias é a etapa que


antecede à fixação do montante de despesas que constarão
nas leis de orçamento, além de ser a base para se estimar
as necessidades de financiamento do governo. Essa previsão
consta da Lei Orçamentária Anual (LOA) e resulta de
metodologias de projeção, observadas as disposições
constantes na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).
Sobre a previsão de receita orçamentária pública, é
INCORRETO afirmar:
(A) A previsão de receita orçamentária pública considera os
efeitos das alterações da legislação.
(B) A previsão de receita orçamentária pública considera a variação
do índice de preços, do crescimento econômico ou de qualquer
outro fator relevante.
(C) A previsão de receita orçamentária pública deve ser acompanhada
de demonstrativo de sua evolução nos últimos cinco anos.
(D) A previsão de receita orçamentária pública deve ser acompanhada
da metodologia de cálculo e das premissas utilizadas para essa metodologia.

198. Conforme a Lei complementar 101/2000 Art. 48.


São instrumentos de transparência da gestão fiscal,
aos quais será dada ampla divulgação, inclusive em
meios eletrônicos de acesso público:
(A) os planos, orçamentos e leis de diretrizes orçamentárias;
as prestações de contas e o respectivo parecer prévio;
o Relatório Resumido da Execução Orçamentária e o
Relatório de Gestão Fiscal; e as versões simplificadas
desses documentos.
(B) as operações de crédito, as inscrições em Restos a Pagar
e as demais formas de financiamento ou assunção de
compromissos junto a terceiros, deverão ser escrituradas de
modo a evidenciar o montante e a variação da dívida pública
no período, detalhando, pelo menos, a natureza e o tipo de credor.
(C) operação de crédito: compromisso financeiro assumido
em razão de mútuo, abertura de crédito, emissão e aceite
de título, aquisição financiada de bens, recebimento antecipado
de valores provenientes da venda a termo de bens e serviços,
arrendamento mercantil e outras operações assemelhadas,
inclusive com o uso de derivativos financeiros.
(D) Nenhuma das alternativas.

199. A Lei Complementar Nº 101, de 4 de maio de 2000,


estabelece, em seu Artigo 59, os aspectos referentes à
fiscalização do cumprimento das normas dessa Lei
Complementar.
Em relação a essa fiscalização da gestão fiscal, assinale
a alternativa INCORRETA.
(A) Os Tribunais de Contas auxiliarão direta ou indiretamente
a fiscalização do cumprimento das normas da Lei Nº 101/2000.
(B) A destinação de recursos obtidos com a alienação de ativos
deverá ser levada em conta no processo de fiscalização do
cumprimento da referida Lei.
(C) O Poder Judiciário fiscalizará o cumprimento das normas
da Lei Nº 101/2000.
(D) A fiscalização da gestão fiscal dará ênfase, entre outros
assuntos, aos limites e condições para realização de operações
de crédito e inscrição em Restos a Pagar.

200. De acordo com a Lei complementar 101/2000 Art. 19.


a despesa total com pessoal, em cada período de apuração
e em cada ente da Federação, não poderá exceder os
percentuais da receita corrente líquida, a seguir discriminados:
Assinale a alternativa INCORRETA:
(A) União: 50% (cinquenta por cento);
(B) Estados: 80% (oitenta por cento);
(C) Municípios: 60% (sessenta por cento);
(D) Nenhuma das alternativas.

201. De acordo com o Art. 5º da Lei Complementar nº101/2000,


o projeto de lei orçamentária anual, além das normas nela
previstas, deve ser compatível com:
I. o plano plurianual,
II. a lei de diretrizes orçamentárias,
III. o balanço anual,
IV. o balancete mensal.
(A) Estão corretas apenas as afirmativas I e II.
(B) Estão corretas apenas as afirmativas I e III
(C) Estão corretas apenas as afirmativas II, III e IV.
(D) Todas as afirmativas estão corretas.
202. O projeto de lei orçamentária anual, elaborado de
forma compatível com o plano plurianual, com a lei de
diretrizes orçamentárias e com as normas da Lei de
Responsabilidade Fiscal:
(A) conterá, em anexo, demonstrativo da compatibilidade da
programação dos orçamentos com os objetivos e metas constantes
do Anexo de Metas Fiscais
(B) conterá, em anexo, demonstrativo da compatibilidade da
programação dos orçamentos com os objetivos e metas constantes
do Relatório de Impacto Orçamentário-financeiro
(C) conterá, em anexo, demonstrativo da compatibilidade da
programação dos orçamentos com os objetivos e metas constantes
do Anexo de Metas Fiscais e da declaração do ordenador da despesa
de que o aumento tem adequação orçamentária e financeira com a
lei orçamentária anual e compatibilidade com o plano plurianual e
com a lei de diretrizes orçamentárias
(D) conterá, em anexo, demonstrativo da compatibilidade da
programação dos orçamentos com os objetivos e metas constantes
do Anexo de Metas Fiscais e a programação financeira e o
cronograma de execução mensal de desembolso

203. De acordo com a legislação vigente, é correto afirmar


que a Lei Orçamentária Anual:
(A) compreenderá o orçamento fiscal, o orçamento de investimento
das empresas estatais e o orçamento monetário
(B) deverá conter uma reserva de contingência cujo montante é
definido com base na receita corrente líquida
(C) estabelecerá os objetivos e metas da administração pública
para as despesas de capital e outras delas decorrentes
(D) poderá conter autorização para abertura de créditos adicionais e
contratação de operações de crédito, ainda que por antecipação de receitas

204. De acordo com a técnica orçamentária, o demonstrativo


regionalizado do efeito, anistias, remissões, subsídios e
benefícios de natureza financeira, tributária e creditícia,
deverá acompanhar o seguinte documento:
(A) Lei Orçamentária Anual
(B) Lei de Diretrizes Orçamentárias
(C) Plano Plurianual
(D) Plano Anual de Financiamento

205. Conforme dispositivo da LRF, é vedado ao prefeito


de um município contrair obrigação de despesa que não
possa ser cumprida integralmente ou que tenha parcelas
a serem pagas no exercício subsequente sem que haja
disponibilidade suficiente de caixa, dentro do seguinte
período, antes do término do seu mandato:
(A) três meses
(B) quatro meses
(C) seis meses
(D) oito meses

206. Com base nos preceitos da legislação vigente, no


que concerne aos estágios da despesa orçamentária,
o tipo de empenho destinado às despesas cujo montante
seja previamente conhecido, mas cujos pagamentos
devam ocorrer parceladamente, é aquele denominado:
(A) estimativo
(B) ordinário
(C) global
(D) orçamentário

207. De acordo com os dispositivos estabelecidos na


Lei de Responsabilidade Fiscal, o limite máximo para
o endividamento consolidado dos municípios é
estabelecido pelo seguinte órgão:
(A) Câmara Municipal
(B) Tribunal de Contas dos Estados
(C) Tribunal de Contas da União
(D) Senado Federal

208. Assinale a opção que apresenta um princípio que


rege as relações internacionais do Brasil.
(A) prevalência dos direitos humanos
(B) garantia do desenvolvimento nacional
(C) valores sociais do trabalho e da livre iniciativa
(D) construção de sociedade livre, justa e solidária

209. Os fundamentos da República Federativa do Brasil


são os valores mais importantes que norteiam o país.
Conforme dispõe a Constituição de 1988, são fundamentos
da República Federativa do Brasil, EXCETO:
(A) O regime republicano.
(B) A soberania.
(C) A cidadania.
(D) O pluralismo político.

210. Os princípios fundamentais da República Federativa


do Brasil encontram-se enumerados de forma expressa
nos artigos do 1º ao 4º da Constituição Federal de 1988.
Acerca deste tema, assinale a alternativa correta.
(A) São fundamentos da República Federativa do Brasil a
soberania, a cidadania, a dignidade da pessoa humana, os
valores sociais do trabalho e da livre iniciativa, o pluralismo
político e o desenvolvimento nacional
(B) Promover o bem de todos, sem preconceitos de origem,
raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação
consiste em um dos princípios que a República Federativa do Brasil
rege-se nas suas relações internacionais
(C) Erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades
socais e regionais é um dos objetivos fundamentais do Brasil, ao lado
da igualdade entre os estados
(D) São princípios em que o Brasil rege-se nas suas relações
internacionais a não-intervenção, a cooperação entre os povos
para o progresso da humanidade e a concessão de asilo político

211. A luz da Constituição Federal de 1988, é CORRETO


afirmar que é um princípio da República Federativa do Brasil,
em que irá reger-se em suas relações internacionais.
(A) Soberania.
(B) Garantir o desenvolvimento nacional.
(C) A dignidade da pessoa humana.
(D) Auto determinação dos povos.

212. A soberania, a cidadania e o pluralismo político são


considerados fundamentos da República Federativa do
Brasil, a qual, segundo se pode afirmar com base na
Constituição Federal, tem por objetivos fundamentais:
I. construir uma sociedade livre, justa e solidária;
II. garantir a independência nacional;
III. erradicar a pobreza e promover a defesa da paz.
Analisando os itens acima, é correto afirmar que
(A) somente o item I está correto.
(B) somente o item II está correto.
(C) somente os itens I e II estão corretos.
(D) somente os itens II e III estão corretos.

213. De acordo com a Constituição Federal, assinale a


alternativa que apresenta objetivo fundamental da
República Federativa do Brasil.
(A) Erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades
sociais e regionais.
(B) Realizar obras de habitação para pessoas pobres.
(C) Realizar o pagamento de juros bancários.
(D) Promover intercâmbio cultural.

214. A República Federativa do Brasil é formada pela


união indissolúvel de
(A) Distrito Federal e Mercosul.
(B) estados, municípios e Distrito Federal.
(C) Legislativo, Executivo e Judiciário.
(D) Câmara dos Deputados, Senado e Assembleias Legislativas Estaduais.

215. A República Federativa do Brasil tem como fundamento a (o)


(A) nomeação de autoridades públicas.
(B) dignidade da pessoa humana.
(C) proibição de atividades artísticas e culturais.
(D) fomento do comércio entre estados e municípios.

216. Constitui-se objetivo fundamental da República Federativa do Brasil


(A) prestar auxílio financeiro direito aos países vizinhos.
(B) declarar estado de guerra, quando houver impasse entre Estados.
(C) decretar intervenção em municípios com mais de 100.000 habitantes.
(D) construir uma sociedade livre, justa e solidária.

217. Acerca dos direitos fundamentais estabelecidos na


Constituição Federal, assinale a alternativa correta.
(A) O preso será informado de seus direitos, entre os quais o
de permanecer calado, sendo-lhe assegurada a assistência
da família e de advogado.
(B) A pena imposta ao acusado não depende de devido processo legal.
(C) O habeas corpus não poderá ser utilizado por quem tenha sua
liberdade de locomoção violada.
(D) O Estado não poderá prestar assistência jurídica gratuita
aos que comprovarem insuficiência de recursos.

218. No rol dos direitos e garantias fundamentais, há


previsão de que a lei regulará a individualização da pena,
limitando democraticamente a liberdade dos condenados.
Nesse contexto, assinale a alternativa que apresente a pena
que não foi prevista expressamente na Constituição Federal.
(A) suspensão de direitos
(B) expulsão
(C) multa
(D) prestação social alternativa

219. Foram disposições acrescentadas no art. 5º da Constituição


Federal de 1988, por meio da Emenda Constitucional n. 45,
de 2004, EXCETO:
(A) A todos, no âmbito judicial e administrativo, são assegurados a
razoável duração do processo e os meios que garantam a celeridade
de sua tramitação.
(B) As normas definidoras dos direitos e das garantias fundamentais
têm aplicação imediata.
(C) O Brasil se submete à jurisdição de Tribunal Penal Internacional
a cuja criação tenha manifestado adesão.
(D) Os tratados e as convenções internacionais sobre direitos humanos
que forem aprovados, em cada Casa do Congresso Nacional, em dois
turnos, por três quintos dos votos dos respectivos membros, serão
equivalentes às emendas constitucionais.

220. Considerando o que dispõe a Constituição Federal sobre


os Direitos e garantias fundamentais, assinale a alternativa correta:
(A) no âmbito judicial e administrativo, desde que reconhecidamente
pobres, são assegurados a razoável duração do processo e os meios
que garantam a celeridade de sua tramitação.
(B) o Estado indenizará o condenado por erro administrativo ou judicial,
assim como o que ficar preso além do tempo fixado na sentença.
(C) a pena será cumprida em estabelecimentos distintos, de acordo com
capacidade intelectual do condenado.
(D) nenhuma pena passará da pessoa do condenado.

221. Sobre os direitos e garantias fundamentais estampados na


Constituição Federal de 1988, assinale a alternativa CORRETA.
(A) A lei nunca poderá restringir a publicidade dos atos processuais
quando a defesa da intimidade ou o interesse social o exigirem.
(B) A prisão de qualquer pessoa e o local onde se encontre serão
comunicados imediatamente ao juiz competente e à família do preso
ou à pessoa por ele indicada.
(C) Não constitui crime inafiançável e imprescritível a ação de grupos
armados, civis ou militares, contra a ordem constitucional e o Estado
Democrático.
(D) Ninguém será preso em flagrante delito ou por ordem escrita e
fundamentada de autoridade judiciária competente, salvo nos casos
de transgressão militar ou crime propriamente militar, definidos em lei.

222. Sobre os direitos e deveres individuais e coletivos,


(A) no caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá
usar de propriedade particular, sem que o proprietário tenha direito a
indenização ulterior se houver dano.
(B) todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos
ao público, dependentemente de autorização, desde que não frustrem
outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local, sendo
apenas exigido prévio aviso à autoridade competente.
(C) as entidades associativas, independentemente de expressa autorização,
têm legitimidade para representar seus filiados judicial ou extrajudicialmente.
(D) ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de
convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de
obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa,
fixada em lei.

223. Assinale a alternativa que indica onde estão previstos


os direitos e deveres individuais e coletivos.
(A) Em leis ordinárias e leis complementares.
(B) Em tratados internacionais e leis municipais.
(C) Na Constituição Federal.
(D) Em decreto legislativo.

224. Assinale a alternativa que apresenta direitos e deveres


previstos no artigo 5o da Constituição Federal.
(A) Intervenção em empresas privadas.
(B) Aplicação da pena de trabalhos forçados aos presos.
(C) É proibida a manifestação religiosa que não seja reconhecida
pelo Estado.
(D) A propriedade atenderá a sua função social.

225. À luz da disciplina constitucional dos direitos e


garantias fundamentais,
(A) ninguém será levado à prisão ou nela mantido, quando a
lei admitir a liberdade provisória, com ou sem fiança.
(B) é permitida a extradição de estrangeiro por crime político
ou de opinião.
(C) nenhuma pena passará da pessoa do condenado, podendo
a obrigação de reparar o dano e a decretação do perdimento de
bens ser, nos termos da lei, estendidas aos sucessores e contra
eles executadas, até o limite do valor do dano causado.
(D) conceder-se-á habeas corpus para proteger direito líquido e certo,
não amparado por mandado de segurança ou habeas data, quando
o responsável pela ilegalidade ou abuso de poder for autoridade pública
ou agente de pessoa jurídica no exercício de atribuições do Poder Público.

226. A respeito dos direitos e garantias fundamentais, contidos


na Constituição da República Federativa do Brasil,
(A) a casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo
penetrar sem consentimento do morador, salvo em caso de flagrante
delito ou desastre, ou para prestar socorro, ou, a qualquer tempo,
por determinação judicial.
(B) é inviolável o sigilo da correspondência e das comunicações
telegráficas, de dados e das comunicações telefônicas, salvo,
no último caso, por ordem judicial, nas hipóteses e na forma que
a lei estabelecer para fins de investigação criminal ou instrução
processual penal.
(C) todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais
abertos ao público, desde que mediante prévia autorização e sem
frustrar outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local.
(D) as associações só poderão ser compulsoriamente dissolvidas
ou ter suas atividades suspensas por decisão judicial, exigindo-se,
para ambos os casos, o trânsito em julgado.

227. À vista das disposições constitucionais, os direitos e


garantias fundamentais
(A) são apenas aqueles especificamente expressos na
Constituição Federal, no tópico a eles especialmente
destinado, podendo ser aumentados ou diminuídos
por meio de Emenda Constitucional.
(B) expressos na Constituição Federal não excluem
outros decorrentes do regime e dos princípios por
ela adotados, ou dos tratados internacionais em que
a República Federativa do Brasil seja parte.
(C) poderão ser assegurados em tratados e convenções
internacionais, que serão equivalentes às emendas
constitucionais se forem aprovados, em dois turnos,
em cada uma das Casas do Congresso Nacional,
pelo voto de 2/5 de seus membros.
(D) não expressos na Constituição Federal serão assegurados
em território nacional apenas se constarem de tratados
internacionais que forem aprovados pela maioria absoluta
dos integrantes da Câmara dos Deputados e do Senado
Federal e homologados por Decreto do Presidente da República.

228. São, entre outros, direitos sociais previstos na Constituição Federal:


(A) a segurança, a previdência social, a alimentação e a sindicalização.
(B) a previdência social, o transporte, a moradia e a reunião.
(C) a educação, a saúde, a alimentação e o trabalho.
(D) a greve, a segurança, a saúde e a reunião.

229. De acordo com a Constituição Federal de 1988 no


Título II, Capítulo II, são direitos dos trabalhadores urbanos
e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição
social, EXCETO:
(A) Fundo de garantia do tempo de serviço.
(B) Seguro-desemprego, em caso de desemprego involuntário.
(C) Relação de emprego protegida contra despedida arbitrária,
exceto sem justa causa, nos termos de lei complementar, que
preverá indenização compensatória, dentre outros direitos.
(D) Salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz
de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família
com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene,
transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe
preservem o poder aquisitivo, sendo vedada sua vinculação para
qualquer fim.

230. É direito dos trabalhadores urbanos e rurais, assegurado


na Constituição Federal, além de outros que visem à melhoria
de sua condição social,
(A) a remuneração do serviço extraordinário superior, no mínimo,
em sessenta por cento à do normal.
(B) a irredutibilidade do salário, salvo o disposto em convenção
coletiva ou acordo individual de trabalho.
(C) a jornada de quatro horas para o trabalho realizado em turnos
ininterruptos de revezamento, salvo negociação coletiva.
(D) a proibição de distinção entre trabalho manual, técnico e
intelectual ou entre os profissionais respectivos.

231. Acerca da organização dos estados federados,


assinale a alternativa correta.
(A) Os estados não poderão criar regiões metropolitanas.
(B) As Constituições estaduais devem ser aprovadas pelo
Tribunal de Justiça de cada estado.
(C) As terras devolutas não pertencentes à União são de
propriedade da agência reguladora estadual.
(D) Compete às Assembleias Legislativas dispor sobre seu
regimento interno, polícia e serviços administrativos de sua
secretaria, e prover os respectivos cargos.

232. Compete à União, aos Estados e ao Distrito Federal legislar


concorrentemente sobre direito:
(A) do trabalho.
(B) penitenciário.
(C) penal.
(D) civil.

233. Compete privativamente à União legislar sobre


(A) assistência jurídica e Defensoria pública.
(B) custas dos serviços forenses e procedimentos em matéria processual.
(C) juntas comerciais, orçamento, direito tributário e financeiro.
(D) seguridade social, trânsito e transporte.

234. Conforme prevê a Constituição da República, a União


tem competência privativa para legislar sobre algumas
matérias ou temas, entre os quais não se inclui
(A) Direito Civil.
(B) Direito Penal.
(C) produção e consumo.
(D) populações indígenas.

235. De acordo com a Constituição Federal, criar leis sobre


defesa civil é competência privativa da(o)(s):
(A) União.
(B) Estados.
(C) Municípios.
(D) Polícia Civil.

236. Os princípios constitucionais e as normas gerais que


norteiam a Administração Pública Direta e Indireta de qualquer
dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos
Municípios encontram-se dispostos de forma expressa no artigo
37 e seguintes da Constituição Federal de 1988. Sobre o tema,
assinale a alternativa incorreta:
(A) As funções de confiança, exercidas exclusivamente por servidores
ocupantes de cargo efetivo, e os cargos em comissão, a serem preenchidos
por servidores de carreira nos casos, condições e percentuais mínimos
previstos em lei, destinam-se apenas às atribuições de direção, chefia
e assessoramento
(B) A proibição de acumular estende-se a empregos e funções e abrange
autarquias, fundações, empresas públicas, sociedades de economia mista,
suas subsidiárias, e sociedades controladas, direta ou indiretamente, pelo
poder público
(C) Somente por lei específica poderá ser criada autarquia e instituída
empresa pública, sociedade de economia mista e fundação, cabendo à lei
complementar, neste último caso, definir as áreas de sua atuação
(D) Os atos de improbidade administrativa importarão a suspensão dos
direitos políticos, a perda da função pública, a indisponibilidade dos bens
e o ressarcimento ao erário, na forma e gradação previstas em lei.

237. Segundo a Constituição Federal, o servidor público estável poderá


ser colocado em disponibilidade quando ocorrer a:
I. extinção ou declaração da desnecessidade do cargo público.
II. reprovação em estágio probatório.
III. necessidade de corte de despesas para cumprimento da Lei
de Responsabilidade Fiscal.
IV. reintegração de antigo titular do cargo, cuja demissão foi
invalidada por sentença judicial.
Está correto o que se afirma APENAS em
(A) II e IV.
(B) I e IV.
(C) I e III.
(D) II.

238. O artigo 37 da Constituição Federal de 1988 prevê que


a publicidade de atos, programas, obras, serviços e campanhas
dos órgãos públicos
(A) seja distribuída por mídia impressa, rádio e televisão.
(B) seja amplamente disseminada em termos territoriais e demográficos.
(C) adote padrões de identidade visual estabelecidas pelo governo federal.
(D) tenha caráter educativo, informativo ou de orientação social.

239. A Constituição Federal de 1988 prevê que os atos de


improbidade administrativa importarão à suspensão dos
direitos políticos, a perda da função pública, a indisponibilidade
dos bens e:
(A) O ressarcimento ao erário, na forma e gradação previstas em lei,
sem prejuízo da ação penal cabível.
(B) Penas de multa somente.
(C) Penas de trabalho forçado.
(D) Prisão pelo prazo mínimo de 15 (quinze) anos.

240. Os cinco princípios básicos da Administração Pública


estão presentes no artigo 37 da Constituição Federal de 1988
e condicionam o padrão que as organizações administrativas
devem seguir. São eles:
(A) Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência.
(B) Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficácia.
(C) Legitimidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência.
(D) Legalidade, Razoabilidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência.

241. Considerando o que prevê a Constituição Federal com


respeito à administração pública e ao servidor público da
administração direta, autárquica e fundacional, assinale a
alternativa correta.
(A) Em qualquer caso que exija o afastamento para o exercício
de mandato eletivo, o tempo de serviço do servidor será contado
para todos os efeitos legais.
(B) Investido no mandato de Prefeito, caso não haja compatibilidade
de horários, o servidor será afastado do cargo, emprego ou função,
sendo-lhe facultado optar por sua remuneração.
(C) Investido no mandato de Vereador, havendo compatibilidade de
horários, o servidor perceberá as vantagens de seu cargo, emprego
ou função, sem prejuízo da remuneração do cargo eletivo, e, não
havendo compatibilidade, será facultado optar por sua remuneração.
(D) Tratando-se de mandato eletivo federal, estadual ou distrital, não
havendo compatibilidade de horários, o servidor ficará afastado de
seu cargo, emprego ou função.

242. De acordo com o art. 37 da Constituição Federal, configura-se


acumulação lícita de cargos públicos, quando houver compatibilidade
de horários, a acumulação de
(A) dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde,
com profissões regulamentadas, com outro de professor.
(B) dois cargos de professor com outro técnico.
(C) dois cargos de professor.
(D) dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde,
com profissões regulamentadas ou não.

243. A Constituição Federal de 1988, ao tratar do tema dos servidores


públicos, em inúmeras de suas passagens cuidou de lhes direcionar
direitos, deveres e limites de atuação. Nesse sentido, a Constituição
determinou, em seu art. 38, que o servidor público da administração
direta, autárquica e fundacional, uma vez investido em mandato eletivo, deverá

(A) permanecer no cargo, emprego ou função que ocupa, podendo


acumular a remuneração atinente ao seu ofício com a remuneração
recebida por ocupar o cargo de Prefeito.
(B) se afastar de seu cargo, emprego ou função quando estiver ocupando
o mandato eletivo em nível federal, estadual ou distrital.
(C) permanecer em seu cargo, emprego ou função quando estiver ocupando
mandato eletivo em nível federal, estadual ou distrital.
(D) se afastar de seu cargo, emprego ou função, podendo acumular a
remuneração atinente ao seu ofício com a remuneração recebida por
ocupar o cargo de Prefeito.

244. Um dos mecanismos de planejamento instituído na


Constituição Federal, que disporá sobre as alterações na
legislação tributária é:
(A) O Plano Plurianual;
(B) A Lei de Diretrizes Orçamentárias;
(C) A Lei do Orçamento Anual;
(D) O Plano Diretor.

245. Conforme dispõe a Constituição Federal de 1988, a


lei de diretrizes orçamentárias compreenderá as metas e
prioridades da administração pública federal, incluindo as
despesas de capital para o exercício financeiro subsequente,
orientará a elaboração da lei orçamentária anual, disporá sobre
as alterações na legislação tributária e estabelecerá a política
de aplicação das agências financeiras oficiais de fomento. É
CORRETO afirmar que o poder executivo publicará relatório
resumido da execução orçamentaria até:
(A) Trinta dias após o encerramento de cada bimestre.
(B) Sessenta dias após o encerramento de cada bimestre.
(C) Noventa dias após o encerramento de cada bimestre.
(D) Quinze dias após o encerramento de cada bimestre.

246. A Lei Orçamentária Anual compreenderá, EXCETO:


(A) O orçamento fiscal referente aos Poderes da União, seus
fundos, órgãos e entidades da administração direta e indireta,
inclusive fundações instituídas e mantidas pelo Poder Público.
(B) O orçamento de investimento das empresas em que a União,
direta ou indiretamente, detenha a maioria do capital social com
direito a voto.
(C) O orçamento configura-se em um instrumento de planejamento
apenas de metas e diretrizes, sem levar em consideração os valores.
(D) O orçamento da seguridade social, abrangendo todas as entidades
e órgãos a ela vinculados, da administração direta ou indireta, bem
como os fundos e fundações instituídos e mantidos pelo Poder Público.

247. Assinale a INCORRETA. Em conformidade com o disposto


pela Constituição Federal de 1988, em que pese o orçamento
público, são vedados:
(A) O início de programas ou projetos não incluídos na lei
orçamentária anual.
(B) A realização de despesas ou a assunção de obrigações diretas
que excedam os créditos orçamentários ou adicionais.
(C) A realização de operações de créditos que excedam o montante
das despesas de capital, ressalvadas as autorizadas mediante créditos
suplementares ou especiais com finalidade precisa, aprovados pelo
Poder Legislativo por maioria absoluta.
(D) A utilização, ainda que seja com autorização legislativa específica,
de recursos dos orçamentos fiscal e da seguridade social para suprir
necessidade ou cobrir déficit de empresas, fundações e fundos.

248. Considerando o disposto no § 3º do art. 165 da


Constituição Federal, qual Relatório o Poder Executivo
deve publicar até 30 dias do encerramento de cada bimestre?
(A) Relatório circunstanciado do resultado primário
(B) Relatório Resumido da Execução Orçamentária
(C) Relatório de Restos a Pagar
(D) Relatório da Despesa empenhada, porém não liquidada

249. O atual texto da Constituição Federal de 1988 estabelece,


com vistas ao planejamento das finanças públicas, sob pena
de crime de responsabilidade, que nenhum investimento cuja
execução ultrapasse um exercício financeiro poderá ser iniciado
sem prévia inclusão:
(A) na lei orçamentária anual ou sem lei que autorize a inclusão
(B) na lei de diretrizes orçamentária ou sem lei que autorize a inclusão
(C) no plano plurianual ou sem lei que autorize a inclusão
(D) nos orçamentos fiscais dos entes federativos

250. De acordo com a Constituição Federal de 1988, no âmbito


do Orçamento Público são vedados:

I- A realização de despesas ou a assunção de obrigações diretas


que excedam os créditos orçamentários ou adicionais.

II- A abertura de crédito suplementar ou especial sem prévia


autorização legislativa e sem indicação dos recursos correspondentes.

III- A transposição, o remanejamento ou a transferência de recursos


de uma categoria de programação para outra ou de um órgão para
outro, sem prévia autorização legislativa.

Está CORRETO o que se afirma em:


(A) II e III.
(B) I e II.
(C) I, II e III.
(D) I.

251. Em um contrato de concessão de serviços públicos, a


Administração pública, que figura como poder concedente,
está enfrentando problemas orçamentário-financeiros, o que
vem ensejando atraso no pagamento da remuneração à
concessionária. Essa descrição indica
(A) que se trata de um contrato de concessão comum, cuja estrutura
demanda remuneração mensal por parte da Administração pública
ao concessionário.
(B) que a concessionária pode interromper a prestação dos serviços
se o atraso na remuneração exceder 60 dias.
(C) a impossibilidade de interrupção da prestação de serviços, dada
a essencialidade dos mesmos, o que somente pode ser viabilizado
por decisão judicial.
(D) que se trata de um contrato de concessão patrocinada, posto que,
diferentemente da concessão comum e da concessão administrativa,
depende de contraprestação mensal à concessionária.

252. Ao Estado compete prestar, direta ou indiretamente,


serviços públicos considerados atividades materiais à
disposição da população. Como tais, a sua prestação
(A) pode ser interrompida por decisão unilateral do concessionário
ou permissionário, sempre que houver onerosidade excessiva,
ante o princípio constitucional do equilíbrio econômico-financeiro
dos contratos.
(B) está sujeita à cobrança de tarifa, que é a única forma de
financiamento dos investimentos privados e remuneração do
concessionário, que explora o serviço por sua conta e risco.
(C) indireta está sujeita à fiscalização do titular do serviço, em cuja
atuação é vedada a participação, por meio de cooperação, do usuário,
ante o caráter econômico que a atividade assume nesta hipótese.
(D) indireta pode se dar por meio de concessão ou permissão, cujos
contratos são precedidos de licitação, sujeitando-se à regras e
princípios especiais, tais como o da adequação e continuidade.

253. Considerando a sistemática estabelecida na ordem jurídica,


sobre o conceito de serviço público analise os itens a seguir.

I. O Estado é titular de determinadas atividades materiais,


destinadas à satisfação das necessidades coletivas.

II. As atividades materiais destinadas à satisfação das necessidades


coletivas podem ser prestadas diretamente ou por meio de delegação.

III. Na prestação das atividades materiais destinadas à satisfação


das necessidades coletivas é sempre vedada a cobrança de qualquer
valor do usuário.

Está correto o que se afirma em


(A) I, apenas.
(B) III, apenas.
(C) I e II, apenas.
(D) I, II e III.

254. O município X decide delegar o serviço de limpeza urbana


para uma entidade da iniciativa privada e, para isso, fará uso da
modalidade de licitação concorrência e estabelecerá um prazo
de quatro anos de contrato. Assinale a opção que, de acordo
com a legislação, apresenta a modalidade de delegação a ser
adotada pelo município.
(A) Concessão de serviço público ordinária.
(B) Autorização de serviço público.
(C) Concessão especial de administração de serviço público.
(D) Parceria-público privada.

255. Considere que determinado Estado pretenda transferir à


iniciativa privada a prestação de serviço público de transporte
metropolitano, objetivando, com isso, a melhoria do serviço
ofertado ao usuário, com renovação da frota e maior regularidade
e pontualidade. Para tanto, exigiu dos particulares que irão explorar
o serviço investimentos consideráveis, os quais serão amortizados
pela tarifa cobrada dos usuários, demandando, para, tanto, não
menos do que 10 anos de exploração. O instituto jurídico adequado
para os fins colimados é
(A) permissão de serviço público, independente de licitação e com
prazo determinado.
(B) concessão de serviço público, mediante prévio procedimento licitatório.
(C) concessão de serviço público, de caráter oneroso e precário.
(D) concessão, se o particular for pessoa física, ou permissão, se for pessoa jurídica ou
consórcio.

256. Como destaca a doutrina abalizada, as primeiras noções


de serviço público, surgidas na França, eram tão amplas que
abrangiam, algumas delas, todas as atividades do Estado. É
certo que referido conceito evoluiu e passou por modificações
significativas, podendo-se afirmar que, atualmente, serviço
público, em seu sentido estrito,
(A) denota, em seu aspecto subjetivo, a obrigatoriedade de prestação
direta pelo Estado ou por pessoa jurídica de direito público.
(B) corresponde, em seu aspecto material, à prestação de uma utilidade
ou comodidade fruível diretamente pelos administrados.
(C) significa toda a atividade de natureza econômica exercida pelo poder
público, em regime de direito privado, mediante cobrança de tarifa.
(D) apresenta, em seu aspecto formal, a instrumentalização mediante
contrato de concessão ou delegação e a cobrança direta do usuário por meio de taxa.

257. Uma empresa privada foi outorgada pela administração pública,


por meio de contrato administrativo, a prestar serviços de transporte
público, de interesse de toda a coletividade.
A referida outorga foi dada mediante
(A) autorização.
(B) licença.
(C) concessão.
(D) permissão.

258. Um Estado X contratou uma empresa para os serviços de limpeza


e manutenção predial do Centro Administrativo, onde está localizada a
sede do Governo do Estado e suas Secretarias. A empresa em questão
fornece diariamente toda a mão de obra para a limpeza, assim como o
material necessário para a consecução dos serviços. Pode-se considerar,
nesse caso, que a execução do serviço público é
(A) Indireta / Descentralizada.
(B) Direta / Centralizada.
(C) Indireta / Centralizada.
(D) Direta / Descentralizada.

259. A realização de um evento comemorativo no parque municipal,


durante um final de semana, com diversas atividades esportivas
comandadas por professores especializados e franqueadas gratuitamente
à população, organizado por uma entidade sem fins lucrativos, poderá ser
implementada pela Municipalidade local mediante
(A) contratação direta, com dispensa de licitação, por se tratar de pessoa
jurídica sem fins lucrativos.
(B) outorga de concessão de serviço público, para prestação das atividades
indicadas à população local.
(C) outorga de permissão de uso em favor da entidade, para que realize na
área pública as atividades que beneficiam e interessam a toda a comunidade.
(D) contratação de permissão de uso com a entidade, para que os serviços
sejam prestados, fixando-se em favor da mesma remuneração no valor
equivalente aos custos para realização do evento.

260. Titularidade e execução de serviços públicos são conceitos que


podem ou não estar vinculados à mesma pessoa, porque
(A) tanto a titularidade, quanto a execução dos serviços públicos devem
ser expressamente delegadas à iniciativa privada quando o Poder Público
pretender prover referidas utilidades de forma indireta.
(B) a titularidade dos serviços públicos demanda delegação expressa na
lei que autoriza a execução daqueles pela iniciativa privada, seja por meio
de concessão ou por permissão de serviços públicos.
(C) a concessão de serviços públicos transfere a titularidade do serviço
para o concessionário, que gozará de proteção inerente ao regime jurídico
da prestação do serviço enquanto perdurar a relação jurídica.
(D) a titularidade do serviço público remanesce com o ente federado
assim competente, sendo-lhe permitido delegar à iniciativa privada a
execução das referidas utilidades.

261. Assinale a alternativa que indica corretamente o princípio


geral que disciplina a prestação de serviços públicos, orientando
que os mesmos devem ser remunerados a preços moderados,
de modo que o Poder Público avalie o poder aquisitivo dos
usuários para que, por dificuldades financeiras, não sejam
alijados do universo de beneficiários do serviço:
(A) da eficácia.
(B) da modicidade.
(C) da universalidade.
(D) da impessoalidade.

262. Sobre as noções de serviços públicos, nos termos da


legislação específica, serviço adequado é aquele que atenda
aos seguintes princípios, EXCETO:
(A) Segurança.
(B) Atualidade.
(C) Efetividade.
(D) Regularidade.

263. Sobre os serviços públicos prestados pelo Estado à


população, assinale a afirmativa incorreta.
(A) A prestação do serviço público não está condicionada à prévia
existência das agências reguladoras.
(B) A lei disporá sobre o regime das empresas concessionárias e
permissionárias de serviços públicos.
(C) Nos serviços públicos, a política tarifária é definida pelas empresas
permissionárias e concessionárias, que serão convocadas para registro
de preços.
(D) No âmbito da prestação de serviços públicos, a caducidade é da
competência do poder concedente.

264. Assinale a alternativa que representa corretamente a


encampação no âmbito dos serviços públicos.
(A) A encampação significa o pagamento efetuado pelo poder
concedente à empresa concessionária do serviço público.
(B) A encampação consiste na ratificação da celebração do contrato
de prestação do serviço público pelo chefe do Poder Executivo.
(C) A encampação se instrumentaliza através da emissão de nota
de empenho.
(D) A encampação implica na retomada do serviço público pelo
poder concedente.

265. Assinale a alternativa verdadeira quanto aos Serviços Públicos:


(A) As empresas estatais do Brasil somente podem exercer serviços públicos.
(B) Segundo o ordenamento brasileiro, o Serviço Público é de titularidade do Estado.
(C) O concessionário privado do serviço público se remunera através de taxas.
(D) A permissão de serviço público exige sempre modalidade licitatória de concorrência
pública.

266. Em relação aos serviços públicos, assinale a alternativa incorreta:


(A) O exercício da titularidade dos serviços públicos pode ser direto,
por meio de seus entes ou indireto, sob o regime de concessão ou
permissão no qual há delegação do serviço público, cuja titularidade
é estatal, a pessoas privadas que vençam a licitação.
(B) Serviço público é o tipo de atividade econômica cujo desenvolvimento
compete preferencialmente ao setor público.
(C) Serviço público é tema clássico de direito privado, principalmente do
direito civil.
(D) No serviço público há o controle permanente sobre a gestão do serviço,
porque se trata de atividade titularizada pelo Poder Público, conforme expresso
no art. 175 da Constituição Federal.

267. No curso da execução de um contrato de concessão de serviço


público de transporte metroviário, a concessionária passou a dar
causa a repetidas interrupções na prestação dos serviços, gerando
sucessivas paralisações e interdições de estações. Notificada a
regularizar a situação nos termos do disposto contratualmente, a
concessionária informou que não teria como resolver o problema no
curto prazo, pois estaria enfrentando problemas técnicos e financeiros.
Diante do cenário, ao poder concedente caberá
(A) encampar a concessão, diante do inadimplemento da concessionária,
que será indenizada pelos serviços executados após a assunção dos bens
e atividades pelo poder concedente.
(B) declarar a reversão dos bens afetados à concessão e, após, apurar a
responsabilidade pela inadequação da prestação de serviços, declarando
a encampação ou caducidade ao final.
(C) decretar a caducidade da concessão, após regular processo administrativo
demonstrando a efetiva inadimplência da concessionária, com a consequente
indenização pelos investimentos não amortizados.
(D) declarar a caducidade da concessão precedida de autorização legislativa
e de processo administrativo para apuração da indenização devida pelos
investimentos realizados.

268. Os bens públicos são submetidos a regime jurídico que os


tutela da possibilidade de garantirem dívidas de seus proprietários
diretamente. A finalidade da proteção é
(A) garantir que os bens públicos remanesçam direcionados ao atingimento
das finalidades públicas a que estão afetados, razão pela qual essa proteção
não pode se estender aos bens de titularidade de entes da Administração indireta.
(B) exigir que os credores executem diretamente seus créditos, não pretendendo
atingir patrimônio imobiliário, garantido o pagamento por meio de regular expedição
de precatórios.
(C) submeter a Administração pública direta e todos os entes da Administração
pública indireta ao regime de precatórios, que impede qualquer pagamento em
ordem ou valor distintos dos que constaram do ofício requisitório original.
(D) manter o patrimônio público desafetado disponível para utilização pela
Administração pública, que não pode se desfazer dos referidos bens mediante
alienação, somente por doação.

269. Anualmente uma prefeitura celebra o aniversário do município na


principal praça municipal, oferecendo atividades de cultura e lazer a
toda a população local.
Nesse caso, a praça do local do evento constitui
(A) bem público de uso especial, uma vez que sua utilização é restrita
a indivíduos especificamente selecionados para isso.
(B) bem público de uso especial, tal como imóveis onde estão instaladas
repartições públicas.
(C) bem público de uso comum do povo, por ser aberta à utilização de todos
os membros da coletividade.
(D) bem público de uso comum do povo, tal como os veículos oficiais da
administração pública.

270. Autarquia estadual foi condenada em ação trabalhista movida


por seus empregados públicos. O advogado dos referidos empregados
pleiteou, em execução, a penhora de dois imóveis da entidade para fazer
frente à dívida. O pedido é
(A) inadmissível, por se tratar de bens pertencentes à pessoa jurídica
de direito público, insuscetíveis de penhora.
(B) admissível, por se tratar de débito para com servidores públicos,
hipótese em que ocorre a automática desafetação dos referidos bens.
(C) inadmissível, por se tratar de bens do patrimônio indisponível de
pessoa jurídica integrante da Administração indireta, sujeita a regime
jurídico de direito privado.
(D) admissível, por se tratar de crédito alimentar e de bens pertencentes
à Administração pública indireta, sujeitos a regime privado.

271. Durante o inventário de bens patrimoniais na sede de um órgão


da administração pública, constatou-se que algumas cadeiras de
escritório do setor de compras haviam sido levadas para a sala de
reuniões da diretoria.
Considerando-se que os diretores tenham decidido manter referidas
cadeiras na sala de reuniões, o recurso administrativo a ser utilizado
para regularizar a ocorrência descrita nessa situação hipotética será
(A) a transferência.
(B) a cessão.
(C) a permuta.
(D) a alienação.

272. Assinale a alternativa que corretamente apresenta apenas


exemplos de bens dominicais:
(A) prédios públicos desativados e terras devolutas.
(B) rios e mares.
(C) parques e museus.
(D) universidades e praças.

273. Referente aos bens públicos, assinale a alternativa correta.


(A) Os bens das empresas públicas prestadoras de serviços públicos
se sujeitam à penhora, desde que eles não estejam diretamente ligados
à prestação de serviços e desde que a penhora não comprometa a
execução dessa atividade.
(B) No tocante aos bens das empresas estatais exploradoras de atividades
econômicas, seus bens gozam de todas as garantias conferidas aos bens
públicos.
(C) Os bens públicos estão sujeitos a usucapião, contanto que sejam de
uso especial.
(D) Incluem-se entre os bens dos Estados membros, dentre outros, os
potenciais de energia hidráulica.

274. Para grande parte da doutrina, os bens públicos podem ser


considerados como aqueles pertencentes às pessoas jurídicas de
direito público e são classificados tendo-se em vista a sua destinação.
Acerca de bens públicos, assinale a afirmativa INCORRETA.
(A) Os bens públicos de uso comum do povo, os de uso especial e os
dominicais são inalienáveis, enquanto conservarem a sua qualificação.
(B) São bens públicos de uso especial os afetados a uma prestação de
serviço público. Como exemplos temos os edifícios ou terrenos destinados
a serviço ou estabelecimento da administração federal, estadual, territorial
ou municipal, inclusive os de suas autarquias.
(C) São bens públicos de uso comum do povo os destinados à utilização
pela população, em igualdade de condições. Sua utilização é gratuita ou
retribuída, conforme for estabelecido legalmente pela entidade cuja
administração pertencerem. Rios, mares, estradas, ruas e praças são
indicados como parte desta classificação.
(D) São bens públicos dominicais os que constituem o patrimônio das pessoas
jurídicas de direito público, como objeto de direito pessoal, ou real, de
cada uma dessas entidades, que não estejam sendo utilizados para a prestação
de serviços públicos. De maneira supletiva, os que não são de uso comum e os
que não são bens de uso especial.

275. Uma empresa pública é proprietária de dois galpões onde


armazenava o maquinário utilizado nas obras que realizava. Esse
maquinário, com o passar do tempo, foi substituído por itens mais
modernos, de forma que a empresa se desfez desses bens. Os
galpões, dessa forma, ficaram vazios, o que levou a direção da
empresa a decidir alienar os imóveis para investimento do capital.
Enquanto tramitava o processo interno para autorização da alienação,
os referidos bens foram penhorados em ações judiciais que tramitavam
para recebimento de dívidas não pagas. A empresa
(A) pode impor ao juízo a impenhorabilidade de seus bens, tendo em vista
que se trata de empresa pública integrante da Administração direta e, como tal,
prestante ao desempenho de serviços públicos.
(B) pode prosseguir com o processo de autorização da alienação, tendo em vista
que, em razão da impenhorabilidade de seus bens, a penhora lavrada é nula e
não produz efeitos.
(C) não possui fundamento para alegar a impenhorabilidade de seus bens, em face
de se tratar de pessoa jurídica de direito privado e dos galpões estarem sem
qualquer afetação à prestação de serviços públicos.
(D) tem personalidade jurídica de direito privado, mas seus bens sujeitam-se a
regime jurídico de direito público, como forma de tutelar o erário público, tendo
em vista que o ente público criador da empresa é seu acionista majoritário.

276. Em razão da crise financeira derivada, dentre outros fatores,


da sensível queda de arrecadação, determinado município colocou
em execução programa de alienação de imóveis que não estavam
efetivamente destinados a finalidades públicas. Em se tratando de
bens dominicais e estando devidamente justificada a medida,
(A) inexiste vedação legal à alienação, observada a necessidade de lei
autorizativa para as vendas, bem como prévia avaliação, vedada a
destinação da receita obtida com os negócios jurídicos para custeio de
despesas correntes.
(B) é viável o programa, mediante previsão legal autorizando a alienação
onerosa dos bens, desde que o seja pelo valor de mercado e que a receita
da venda se destine a investimentos ou, excepcionalmente, a despesas de
pessoal no caso de já configurada mora do ente.
(C) admite-se a alienação dos bens exclusivamente para outros entes públicos,
em razão da impenhorabilidade, imprescritibilidade e inalienabilidade que grava
o patrimônio público imobiliário, o que ficaria preservado na titularidade de outra
pessoa jurídica de direito público.
(D) não guarda fundamento legal a medida proposta, tendo em vista que não
é permitido o emprego da receita de alienação de imóveis em despesas
correntes ou previdenciárias, o que descontrói a motivação do ato pretendido.

277. Considere que a prefeitura municipal de uma cidade possui um


estádio de futebol, sem necessidade de reformas, e pretende deixá-lo
sob a exploração da iniciativa privada. Nesse caso, poderá ser
celebrado um Contrato de
(A) Gestão.
(B) Serviço.
(C) Concessão de Uso.
(D) Concessão de Serviço Público.

278. Considere que uma pessoa, física ou jurídica, que esteja em


débito com a prefeitura municipal, efetue o pagamento por meio
da transferência de um bem. Essa forma de aquisição de bens pelo
poder público é denominada
(A) Doação.
(B) Adjudicação.
(C) Desapropriação.
(D) Dação em pagamento.

279. NÃO é bem público de uso comum do povo:


(A) Os rios.
(B) As sedes dos Municípios.
(C) As ruas.
(D) As praças.

280. Desse modo, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa


correta.

I. Os bens públicos de uso comum do povo e os de uso especial são


inalienáveis, enquanto conservarem a sua qualificação, na forma que a
lei determinar. Já os bens públicos dominicais submetem-se ao regime
jurídico privado; assim, podem ser alienados, observadas as exigências
da lei.

II. Os bens públicos de quaisquer categorias são imprescritíveis. Não


são passíveis, portanto, de aquisição por usucapião. Essa proteção
não alcança só os bens imóveis, mas também os móveis.

III. a impenhorabilidade não é mais suficiente para resguardar os bens


públicos. Por essa razão é que o moderno processo de execução contra
as pessoas jurídicas de direito público é idêntico ao processo para a
execução contra as pessoas jurídicas de direito.

Estão corretas as afirmativas:


(A) I e II, apenas
(B) II e III , apenas
(C) I e III , apenas
(D) I, II e III

281. Em relação às noções de bens públicos, é exemplo de bem de


uso especial do Estado:
(A) Rios e lagos.
(B) Vias públicas.
(C) Hospital público.
(D) Terreno público sem destinação.

282. É CORRETO afirmar sobre os bens públicos:


(A) Os bens de uso comum do povo constituem o patrimônio das
pessoas jurídicas de direito público.
(B) Os bens de uso especial são os rios, mares, estradas, ruas e praças.
(C) Os bens dominicais são os edifícios ou terrenos aplicados a
serviço ou estabelecimento da administração federal, estadual ou
municipal, inclusive as autarquias.
(D) Nenhuma das alternativas.

283. Os bens públicos são todas as coisas corpóreas e incorpóreas,


móveis ou imóveis, que pertençam, sob qualquer título, às entidades
públicas. Sendo assim, não podem ser livremente vendidos pelo
administrador público, que não tem livre disponibilidade sobre eles,
ao contrário do que ocorre com o proprietário de bens privados, que,
como regra geral, tem poderes amplos para dispor dos próprios bens.
Considerando essas informações, é correto afirmar que essa descrição
apresenta a característica dos bens públicos denominada
(A) inalienabilidade.
(B) indisponibilidade.
(C) imprescritibilidade.
(D) impenhorabilidade.

284. Uma área pertencente ao Município do Rio de Janeiro na


qual não haja qualquer serviço administrativo é considerada
bem público:
(A) desafetado
(B) afetado
(C) parcialmente afetado
(D) de uso especial

285. Sobre os bens públicos, analise as assertivas e assinale a


alternativa correta.

I. O uso comum dos bens públicos pode ser gratuito ou retribuído, conforme for estabelecido
legalmente pela entidade a cuja administração pertencerem.

II. Os bens públicos não estão sujeitos a usucapião.

III. Os bens públicos de uso comum do povo e os de uso especial são inalienáveis, enquanto
conservarem a sua qualificação, na forma que a lei determinar.

IV. Os bens públicos dominicais podem ser alienados, observadas as exigências da lei.

V. São públicos os bens do domínio nacional pertencentes às pessoas jurídicas de direito público
interno; todos os outros são particulares, seja qual for a pessoa a que pertencerem.

VI. São bens públicos os de uso especial, tais como edifícios ou terrenos destinados a serviço ou
estabelecimento da administração federal, estadual, territorial ou municipal, inclusive os de suas
autarquias.

VII. São bens públicos os de uso comum do povo, tais como rios, mares, estradas, ruas e praças.

VIII. São bens públicos os dominicais, que constituem o patrimônio das pessoas jurídicas de direito
público, como objeto de direito pessoal, ou real, de cada uma dessas entidades.
(A) Todas assertivas estão corretas.
(B) Somente sete assertivas estão corretas.
(C) Somente seis assertivas estão corretas.
(D) Somente cinco assertivas estão corretas.

286. No que concerne à concessão, permissão e autorização de uso


de bens públicos, é correto afirmar que:
(A) Autorização de uso é o contrato administrativo pelo qual o Poder Público
consente que determinado indivíduo utilize bem público de modo privativo,
atendendo ao interesse público.
(B) Permissão de uso é o ato administrativo pelo qual o Poder Público consente
que certa pessoa utilize privativamente bem público, atendendo exclusivamente
a interesse do particular.
(C) Permissão de uso é o contrato administrativo pelo qual o Poder Público
consente que certa pessoa utilize privativamente bem público, atendendo ao
mesmo tempo aos interesses público e privado.
(D) Autorização de uso é o ato administrativo pelo qual o Poder Público consente
que determinado indivíduo utilize bem público de modo privativo, atendendo
primordialmente ao interesse do próprio particular.

287. Sobre os bens públicos dominicais, assinale a alternativa correta.


(A) Bens dominicais são todos aqueles que a Administração Pública utiliza
para a realização de eventos aos finais de semana.
(B) Bens dominicais são os edifícios ou terrenos destinados a serviço ou
estabelecimento da administração federal, estadual, territorial ou municipal,
inclusive os de suas autarquias
(C) Bens dominicais os dominicais, são aqueles que constituem o patrimônio
das pessoas jurídicas de direito público, como objeto de direito pessoal,
ou real, de cada uma dessas entidades.
(D) Bens dominicais são aqueles bens de uso comum do povo, tais como rios,
mares, estradas, ruas e praças.

288. Sobre os cargos e funções públicas, é possível afirmar que a


Constituição Federal
(A) impõe à administração pública indireta as mesmas regras proibitivas
sobre a acumulação remunerada de cargos públicos voltadas à administração
pública direta.
(B) condiciona a nomeação em cargos em comissão à aprovação prévia em
concurso público de provas ou de provas e títulos.
(C) restringe o exercício das funções de confiança exclusivamente aos
servidores ocupantes de cargo efetivo com atribuições de natureza gerencial,
orçamentária e financeira.
(D) permite a acumulação remunerada de dois cargos ou empregos privativos
de profissionais de saúde, ainda que a profissão não esteja regulamentada.

289. Extinto o cargo ou declarada a sua desnecessidade,


o servidor estável
(A) será exonerado ad nutum, sem direito a remuneração.
(B) será obrigatoriamente exonerado, sendo-lhe garantido os direitos
inerentes ao cargo.
(C) ficará em disponibilidade, com remuneração proporcional ao tempo
de serviço, sendo vedado seu aproveitamento em outro cargo público.
(D) ficará em disponibilidade, com remuneração proporcional ao tempo
de serviço, até seu adequado aproveitamento em outro cargo público.

290. João é servidor ocupante, exclusivamente, de cargo em comissão


no Tribunal Regional do Trabalho da 9a Região. João pretende
aposentar-se do serviço público. Neste caso, aplicar-se-á o regime
(A) geral de previdência social.
(B) especial de previdência social, ou seja, próprio dos servidores titulares
de cargos efetivos.
(C) híbrido de previdência social, isto é, composto por regras do regime geral
e do regime especial (próprio dos servidores titulares de cargo efetivo).
(D) exatamente igual ao aplicável aos servidores titulares de cargos efetivos
das autarquias federais.

291. Com relação aos direitos garantidos pela Constituição Federal


ao servidor público, pode-se afirmar que
(A) a lei reservará percentual dos cargos e empregos públicos para as
pessoas portadoras de deficiência e definirá os critérios de sua admissão.
(B) é garantido ao servidor público civil e militar o direito à livre associação
sindical.
(C) a lei complementar estabelecerá os casos de contratação por tempo
determinado para atender à necessidade temporária de excepcional interesse
público.
(D) os vencimentos dos cargos do Poder Legislativo e do Poder Judiciário
poderão ser superiores aos pagos pelo Poder Executivo.

292. Com relação às funções de confiança na Administração Pública,


nos termos da Constituição Federal, pode-se afirmar que
(A) as funções de confiança, exercidas preferencialmente por servidores
ocupantes de cargo efetivo, e os cargos em comissão, a serem preenchidos
por servidores de carreira nos casos, condições e percentuais mínimos
previstos em lei, destinam-se apenas às atribuições de direção, chefia e
assessoramento.
(B) as funções de confiança, exercidas exclusivamente por servidores
ocupantes de cargo efetivo, e os cargos em comissão, a serem preenchidos
por servidores de carreira nos casos, condições e percentuais mínimos
previstos em lei, destinam-se apenas às atribuições de direção, chefia e
assessoramento.
(C) os cargos em comissão, exercidos exclusivamente por servidores
ocupantes de cargo efetivo, e as funções de confiança, a serem preenchidos
por servidores de carreira nos casos, condições e percentuais mínimos
previstos em lei, destinam-se apenas às atribuições de direção, chefia e
assessoramento.
(D) os cargos em comissão, exercidos preferencialmente por servidores
ocupantes de cargo efetivo, e as funções de confiança, a serem preenchidos
por servidores de carreira nos casos, condições e percentuais mínimos
previstos em lei, destinam-se apenas às atribuições de direção, chefia e
assessoramento.

293. Ana, regularmente aprovada em concurso público, foi nomeada


para cargo efetivo. Neste caso, de acordo com a Constituição Federal
brasileira, Ana adquirirá a estabilidade, dentre outros requisitos,
somente após o efetivo exercício por
(A) dois anos.
(B) um ano.
(C) seis meses.
(D) três anos.

294. Aos servidores titulares de cargos efetivos dos Estados é assegurado


regime de previdência de caráter contributivo e solidário, mediante contribuição
do respectivo ente público, dos servidores ativos e inativos e dos pensionistas, observados critérios
que preservem o equilíbrio financeiro e atuarial, sendo
correto afirmar que o tempo de contribuição estadual e o tempo de serviço correspondente serão
contados, respectivamente, para efeitos de
(A) nomeação a cargo de comissão e promoção.
(B) aposentadoria e de disponibilidade.
(C) promoção e de aumento de vencimentos.
(D) afastamento e de designação à função de comissão.
295. Conforme a Constituição Federal, servidor público nomeado
para cargo de provimento efetivo, em virtude de concurso público,
e que adquiriu estabilidade,
(A) não perderá o cargo mediante processo administrativo, mesmo que
lhe seja assegurada ampla defesa.
(B) será aposentado, caso sua demissão seja invalidada por sentença judicial.
(C) ficará em regime de disponibilidade, sem remuneração, caso o cargo que
ocupa seja extinto ou reestruturado.
(D) poderá perder o cargo mediante procedimento de avaliação periódica de
desempenho.

296. Tiago foi nomeado para cargo de provimento efetivo em virtude


de aprovação em concurso público e, após três anos de efetivo exercício, foi considerado estável no
serviço público. De acordo com a Constituição
Federal, é correto afirmar que Tiago
(A) não poderia ter sido considerado estável, pois a estabilidade apenas se
adquire após 5 (cinco) anos de efetivo exercício no serviço público.
(B) apenas poderá perder o cargo em virtude de sentença judicial transitada
em julgado.
(C) ficará em disponibilidade, com remuneração proporcional ao tempo de serviço,
caso extinto o cargo, até seu adequado aproveitamento em outro cargo.
(D) não poderá perder seu cargo em virtude de processo administrativo, ainda
que lhe seja assegurada ampla defesa.

297. Considerando o estabelecido na Constituição Federal de 1988,


marque a alternativa INCORRETA:
(A) A fixação dos padrões de vencimento e dos demais componentes do
sistema remuneratório observará as peculiaridades dos cargos.
(B) Os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário publicarão anualmente
os valores do subsídio e da remuneração dos cargos e empregos públicos.
(C) O servidor público estável perderá o cargo em virtude de sentença
proferida em primeiro grau.
(D) Como condição para a aquisição da estabilidade, é obrigatória a
avaliação especial de desempenho por comissão instituída para essa finalidade.

298. O artigo 41 da Constituição Federal, em seu parágrafo 3º, prevê


que quando for declarada a desnecessidade ou for extinto um cargo
público, o servidor estável ficará em disponibilidade
(A) com remuneração proporcional ao tempo de serviço.
(B) com remuneração igual a do último mês trabalhado.
(C) sem remuneração até seu adequado aproveitamento em outro cargo.
(D) sem remuneração pelo prazo máximo de sessenta (60) dias.

299. Assinale a opção CORRETA.


(A) De acordo com o princípio federativo adotado no Brasil, os estados-membros
possuem autonomia administrativa e política, sendo admitido o direito de cessão
aos estados da Federação.
(B) O estabelecimento pela CF de que todo o poder emana do povo, que o exerce
por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos seus termos, evidencia
a adoção da democracia indireta ou representativa.
(C) Adoção do sistema de freios e contrapesos admite controles recíprocos entre
os Poderes, a serem exercidos nos limites previstos na Constituição, com a finalidade
de garantir entre eles uma convivência harmônica.
(D) O mecanismo denominado sistema de freios e contrapesos é aplicado, por
exemplo, no caso da nomeação dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF),
atribuição do presidente da República e dependente da aprovação pelo Congresso
Nacional.

300. São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si:


(A) O Legislativo, o Executivo e a Administração Pública.
(B) A Câmara dos Deputados, o Senado Federal e o Judiciário.
(C) O Legislativo, o Executivo e o Judiciário.
(D) O Executivo, o Judiciário e a Assembleia Legislativa.

301. De acordo com o Título IV – Da organização dos Poderes, da


Constituição Federal de 1988, é correto afirmar:
(A) O Senado Federal compõe-se de representantes dos Estados e do
Distrito Federal, eleitos segundo o princípio proporcional.
(B) Os Deputados e Senadores, desde a expedição do diploma, serão
submetidos a julgamento perante o Superior Tribunal de Justiça.
(C) A Câmara dos Deputados e o Senado Federal, ou qualquer de suas
Comissões, poderão convocar Ministro de Estado ou quaisquer titulares
de órgãos diretamente subordinados à Presidência da República para
prestarem, pessoalmente, informações sobre assunto previamente
determinado, importando crime de responsabilidade a ausência sem
justificação adequada.
(D) Compete privativamente ao Senado Federal aprovar previamente,
por voto aberto, após arguição pública, a escolha de Promotores de Justiça,
nos casos estabelecidos nesta Constituição.

302. Acerca dos Poderes e Funções do Estado, assinale a alternativa correta.


(A) A função judiciária baseia-se na edição de regras gerais, abstratas, impessoais e
inovadoras da ordem jurídica.
(B) A função executiva possui o escopo único de se limitar à execução das leis.
(C) No exercício de suas funções, não deve ser observada a independência entre
os poderes.
(D) A função executiva resolve problemas concretos e individualizados, de acordo
com as leis, mas não se limitando única e exclusivamente à sua mera execução.

303. Nos termos da Constituição Federal de 1988, o Poder X, juntamente


com o Executivo e o Judiciário, são Poderes da União, independentes e
harmônicos entre si. Sendo assim, X representa o Poder:
(A) do Ministério Público.
(B) de punir do Estado (ius puniendi).
(C) Legislativo.
(D) do Prefeito.

304. Com base no Título IV – Da Organização dos Poderes, da


Constituição Federal, analise as seguintes assertivas e assinale V,
se verdadeiras, ou F, se falsas.

( ) O Poder Legislativo é exercido pelo Congresso Nacional, que se


compõe da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.
( ) Cada Estado e o Distrito Federal elegerão dois Senadores, com
mandato de quatro anos.
( ) O Poder Executivo é exercido pelo Presidente da República, auxiliado
pelos Ministros de Estado.
( ) São órgãos superiores de consulta da Presidência da República
o Conselho de Defesa Nacional e o Conselho Monetário Nacional.
( ) Dentre os órgãos do Poder Judiciário estão o Supremo Tribunal
Federal, o Conselho Nacional de Justiça e o Tribunal Superior do Trabalho.

A ordem correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:


(A) V – F – F – V – V.
(B) V – F – V – F – V.
(C) F – V – F – V – F.
(D) V – V – F – F – V.

305. No que concerne ao campo de atuação dos sistemas de controle


interno dos poderes executivo, legislativo e judiciário e, de outro lado,
o controle externo exercido pelo Poder Legislativo com o auxílio do
Tribunal de Contas, nos limites estabelecidos pela Constituição da
República, tem-se que
(A) o controle interno dos poderes deve atuar de forma integrada, apoiando
o controle externo em sua missão institucional, de forma que os responsáveis
pelo controle interno, ao tomarem conhecimento de qualquer irregularidade ou
ilegalidade, dela darão ciência ao Tribunal de Contas, sob pena de
responsabilidade solidária.
(B) a atuação do controle interno é eminentemente finalística, ligada à avaliação
dos resultados, quanto à eficácia e eficiência da gestão orçamentária, financeira
e patrimonial nos órgãos e entidades da administração, enquanto à do controle
externo é atinente exclusivamente à legalidade dos atos.
(C) a atuação do controle interno suplanta a do controle externo, eis que este
último somente pode emitir recomendações e indicações à Administração,
cabendo ao controle interno, no exercício da tutela administrativa, a adoção
das medidas corretivas, incluindo a invalidação dos atos eivados de ilegalidade.
(D) compete ao controle externo avaliar o cumprimento das metas previstas
no plano plurianual, a execução dos programas de governo e dos orçamentos,
enquanto o controle interno fiscaliza as contas nacionais das empresas
supranacionais de cujo capital social a União participe.

306. A organização dos poderes em nosso país, através de seu princípio


em que a separação de poderes é cláusula pétrea, pela Constituição
Federal, adota, CORRETAMENTE:
(A) Crescimento de interdependência entre os poderes através de um
sistema rígido de controle de cada um deles.
(B) O sistema de freios e contrapesos com os poderes independentes
e harmônicos entre si.
(C) Um sistema livre para cada poder onde devem atuar de forma isolada
para não haver corrompimento entre os mesmos.
(D) O sistema de pesos e medidas definidos para os poderes executivo e
legislativo com atuações separadas em decorrência de acúmulos de interesses.

307. Compõem os Poderes da União, de maneira independente e


harmônica entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário. Sobre
os três poderes, assinale a alternativa INCORRETA.
(A) O Ministério Público é instituição permanente, essencial à função
jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe a defesa da ordem jurídica, do
regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis.
(B) São órgãos da Justiça Federal: Tribunais Regionais Federais e os
Juízes Federais.
(C) O Supremo Tribunal Federal tem onze Ministros, escolhidos dentre
cidadãos com mais de trinta e cinco e menos de sessenta e cinco anos
de idade, de notável saber jurídico e reputação ilibada em quatro anos.
(D) Em caso de impedimento do Presidente e do Vice-Presidente, ou
vacância dos respectivos cargos, serão sucessivamente chamados,
ao exercício da Presidência, o Presidente do Senado Federal, Presidente
da Câmara dos Deputados e o Presidente do Supremo Tribunal Federal.

308. Na Constituição Federal/1988, na organização dos poderes


(A) cada Unidade da Federação não poderá ter menos de 08 (oito) ou
mais de 70 (setenta) deputados.
(B) cada senador será eleito com 03 (três) suplentes.
(C) cada Estado e o Distrito Federal elegerão 03 (três) senadores com
02 (dois) mandatos de 04 (quatro) anos cada.
(D) a Câmara dos Deputados compõe-se de representantes do povo,
eleitos pelo sistema majoritário, em cada Estado, em cada território e
no Distrito Federal.
309. Leia as afirmações abaixo sobre os três poderes e assinale a
alternativa correta.
I. Poder legislativo é o que tem a responsabilidade de administrar
o bem público.
II. Poder judiciário é constituído por um congresso, parlamento,
assembleias e câmaras.
III. Poder executivo está vinculado a dirimir conflitos de interesses.
(A) Nenhuma das afirmações está correta
(B) Somente a afirmação I está correta
(C) Somente a afirmação II está correta
(D) Somente a afirmação III está correta

310. O Estado, como organização do poder político, distribui-se em


três funções: a normativa ou legislativa; administrativa ou executiva
e função judicial. A respeito das funções apresentadas, assinale a
alternativa que NÃO apresenta o correto conceito.
(A) A função administrativa ou executiva, conversão da lei em ato
individual e concreto, e cabe ao Poder Executivo.
(B) Decorrentes das exceções previstas na Constituição Federal,
devem os Poderes delegar atribuições, pois todos que forem investidos
na função poderão exercer todas funções.
(C) A função judicial se refere à aplicação aos litigantes, pertence ao
Poder Judiciário.
(D) Os agentes dos Poderes Legislativo e Judiciário exercem funções
na área de sua atuação, com independência nos assuntos de sua competência.

311. Acerca da organização dos poderes, assinale a opção correta.


(A) O Senado Federal é composto de representantes dos estados e do
Distrito Federal, eleitos pelo princípio proporcional para mandato de oito anos.
(B) As comissões parlamentares de inquérito possuem poderes de investigação
próprios das autoridades judiciais e só podem ser criadas pela Câmara dos
Deputados e pelo Senado Federal, em conjunto.
(C) Apenas o vice-presidente da República e o ministro da Justiça devem
obrigatoriamente compor tanto o Conselho da República quanto o Conselho
de Defesa Nacional, devendo os presidentes da Câmara dos Deputados e do
Senado Federal participar da composição de apenas um dos dois.
(D) A CF adota o sistema de freios e contrapesos ou de controle do poder pelo
poder ao dispor que, embora independentes, os poderes são harmônicos entre
si. O princípio da separação dos poderes é cláusula pétrea.

312. Sobre o tema “Organização dos Poderes”, previsto na Constituição


Federal, faça a análise dos itens a seguir:

I. O Congresso Nacional é composto pela Câmara dos Deputados,


Senadores e Tribunal de Contas da União.

II. O Senado Federal é composto pelos representantes da população.

III. O sistema eleitoral adotado nas eleições para o Senado Federal é


o majoritário.

IV. Pela prática de crime comum, os deputados e senadores respondem


perante o Tribunal Superior Eleitoral.

Está CORRETO, apenas, o que se afirma em


(A) I e II.
(B) II e III.
(C) III.
(D) IV.
313. A Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, em
seu Art. 2º, consagrou o princípio da separação dos poderes, dispondo
que são Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o
Legislativo, o Executivo e o Judiciário.
Em face dos fundamentos utilizados para essa divisão, assinale a
alternativa correta.
(A) Objetiva-se especializar as funções básicas do Estado em órgãos
também distintos, da forma a mais especializada possível, todos situados
num mesmo plano, sem haver qualquer relação de subordinação entre eles.
(B) Dependendo das circunstâncias e a fim de garantir a governabilidade, os
demais Poderes podem se subordinar ao Poder Executivo, a fim de
estabelecer um mecanismo de controle mútuo.
(C) Vigora o princípio de separação absoluta de funções, de forma que ao
Poder Legislativo fica vedado o exercício da função julgadora. Da mesma
forma, o Poder Executivo não pode exercer a função legislativa.
(D) Além dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, a Constituição
da República de 1988 consagra, de forma inovadora no mundo, o Poder
Moderador, a ser exercido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal,
de forma a garantir o sistema de freios e contrapesos.

314. A Lei nº 8.666/1993 determina que, nos casos de alienação


de bens ou concessão de direito real de uso, deverá ser utilizado
o tipo de licitação:
(A) Leilão.
(B) Maior lance ou oferta.
(C) Concorrência.
(D) Melhor preço.

315. A licitação, conforme prevê a Lei nº 8.666/1993, tem por


objetivo garantir a isonomia nas compras públicas, tendo em
vista o atendimento pleno do princípio da impessoalidade,
expresso na Constituição Federal. Outro objetivo buscado pela
Administração Pública através da licitação é selecionar a proposta que:
(A) Ofereça o menor preço.
(B) Apresente produtos e serviços mais eficientes.
(C) Agregue maior qualidade possível.
(D) Seja a mais vantajosa.

316. Em algumas situações, quando um bem ou serviço é


adquirido com muita frequência pela Administração Pública,
o poder público licita para registrar os preços, para o caso de
eventual contratação posterior.
Neste contexto, a Lei nº 8.666/93 dispõe que:
(A) a licitação para registro de preços obriga a Administração a contratar
com o vencedor;
(B) a ata de registro de preços terá validade não superior a um ano;
(C) o registro de preços será feito mediante licitação, na modalidade tomada
de preços;
(D) os preços registrados serão publicados semestralmente para orientação
da Administração, na imprensa oficial.

317. Os tipos de licitação exclusivos, utilizados para realizar a


licitação para a contratação do serviço de elaboração de projetos,
deverão ser
(A) menor preço ou melhor técnica.
(B) melhor técnica ou técnica e preço.
(C) técnica e preço ou lance ou oferta.
(D) menor preço ou técnica e preço.

318. A ALE-RO, visando à informatização de suas atividades,


decide realizar licitação para a compra de novos computadores,
por meio da modalidade pregão.
Quanto à aquisição expressa na situação, ela deverá ocorrer pelo tipo
(A) menor preço.
(B) melhor técnica.
(C) técnica e preço.
(D) proposta mais vantajosa.

319. A Lei 8.633/1993 determina a obrigatoriedade da licitação,


exceto nos casos previstos nessa lei, para os contratos de obras,
serviços, compras e alienações, além da concessão e permissão
de serviços públicos, com vistas à garantia da isonomia, à seleção
da proposta mais vantajosa para a administração e à promoção do
desenvolvimento nacional sustentável. São tipos de licitação previstos
nessa lei:
(A) menor preço; melhor técnica; técnica e preço; menor lance ou oferta.
(B) concorrência; tomada de preços; convite; concurso; pregão.
(C) menor preço; melhor técnica; técnica e preço; maior lance ou oferta.
(D) concorrência; tomada de preços; convite, concurso; leilão.

320. Os contratos com a administração pública são passíveis de


rescisão, desde que se encaixem em alguns dos motivos elencados
pelo art. 78 da Lei 8.666/93. Tendo em vista o preceituado na legislação
vigente, não corresponde a caso ensejador de rescisão do contrato
administrativo a rescisão:
(A) Judicial nos termos da legislação.
(B) Determinada por ato unilateral e escrito da Administração, nos casos
enumerados na referida Lei.
(C) Amigável, por acordo entre as partes, reduzida a termo no processo de
licitação, desde que haja conveniência para a Administração.
(D) Determinada a pedido do contratado, dirigido diretamente à Administração,
quando esta tornar-se inadimplente com suas obrigações gerando prejuízos
ao contratado.

321. De acordo com as disposições pertinentes da Lei no 8.666/1993,


a garantia exigível daqueles que contratam com a Administração para
assegurar a execução do contrato
(A) somente pode ser prestada por caução em dinheiro ou fiança bancária.
(B) limita-se ao valor do contrato e pode ser prestada mediante seguro garantia.
(C) pode ser dispensada, justificadamente, pela autoridade contratante.
(D) somente é exigível para obras e serviços de engenharia, limitada a 10%
do valor do contrato.

322. São, entre outras, cláusulas necessárias em todo contrato


administrativo, previstas na Lei no 8.666/93:
(A) o objeto e seus elementos característicos; a taxa de câmbio na hipótese
de exportação.
(B) o regime de execução ou a forma de fornecimento; os casos de rescisão.
(C) os direitos, os deveres e as responsabilidades das partes; o regime de
execução ou a forma de fornecimento.
(D) os casos de rescisão; as condições de exportação.

323. Subordinam-se ao regime da Lei no 8.666/93:


(A) Os órgãos da Administração Direta.
(B) Apenas as Autarquias.
(C) Apenas os fundos especiais.
(D) Apenas as empresas públicas.

324. São modalidades de licitação previstas na Lei 8.666/93, EXCETO:


(A) Abjudicação.
(B) Carta Convite.
(C) Concorrência.
(D) Tomada de Preços.

325. De acordo com a Lei nº 8.666/93, é modalidade de licitação:


(A) preço justo.
(B) tomada de preços.
(C) menor preço.
(D) melhor técnica e preço.

326. A lei das licitações (lei 8.666/93) cita vários princípios que
devem estar presentes nas licitações. São princípios dessa lei, EXCETO:
(A) Probidade administrativa.
(B) Julgamento subjetivo.
(C) Impessoalidade.
(D) Isonomia.

327. Segundo o art. 24 da Lei n.º 8.666/93, são hipóteses de licitação


dispensável:
(A) Na contratação de profissional de qualquer setor artístico, diretamente
ou através de empresário exclusivo, desde que consagrado pela crítica
especializada ou pela opinião pública.
(B) Na aquisição de materiais, equipamentos, ou gêneros que só possam ser
fornecidos por produtor, empresa ou representante comercial exclusivo,
vedada a preferência de marca, devendo a comprovação de exclusividade
ser feita através de atestado fornecido pelo órgão de registro do comércio do
local em que se realizaria a licitação ou a obra ou o serviço, pelo Sindicato,
Federação ou Confederação Patronal, ou, ainda, pelas entidades equivalentes.
(C) Nos casos de guerra ou grave perturbação da ordem.
(D) Para a contratação de serviços técnicos enumerados no art. 13 da Lei n.º 8.666/93,
de natureza singular, com profissionais ou empresas de notória especialização,
vedada a inexigibilidade para serviços de publicidade e divulgação.

328. Segundo o artigo 22 da Lei n º 8.666/93, são modalidades de licitação:


(A) Concorrência; parceria público privado; convite e leilão.
(B) Concorrência; tomada de preços; convite; concurso público e leilão.
(C) Concorrência; tomada de preços; convite; concurso e consórcio.
(D) Concorrência; tomada de preços; convite; concurso e leilão.

329. Leia as afirmativas a seguir:

I. A definição de alienação, na lei 8.666/93, inclui toda transferência


de domínio de bens da administração pública para o fornecedor como
forma de pagamento pelos serviços prestados.

II. A definição de Seguro-Garantia, na lei 8.666/93, refere-se ao seguro


que garante o fiel cumprimento das obrigações assumidas por empresas
em licitações e contratos.

Marque a alternativa CORRETA:


(A) As duas afirmativas são verdadeiras.
(B) A afirmativa I é verdadeira, e a II é falsa.
(C) A afirmativa II é verdadeira, e a I é falsa.
(D) As duas afirmativas são falsas.

330. Em relação às sanções administrativas previstas na Lei n. 8.666/93,


é correto afirmar que:
(A) a assunção imediata do objeto do contrato pela Administração é uma
penalidade cabível em caso de rescisão.
(B) a declaração de inidoneidade, no âmbito federal, é de competência exclusiva
do Ministro de Estado.
(C) a multa não pode ser aplicada juntamente com outra sanção.
(D) a suspensão temporária de participação em licitação é por prazo não superior
a 5 (cinco) anos.

331. De acordo com a Lei nº 8666/93, os limites estabelecidos no art. 23,


serão aplicados para:
(A) concorrência, concurso e leilão.
(B) concorrência, convite e concurso.
(C) leilão, tomada de preços e convite.
(D) convite, concorrência e tomada de preços.

332. De acordo com o Art. 7o da Lei 8.666/93, as seguintes afirmativas


estão corretas, EXCETO:
(A) as licitações para a execução de obras e para a prestação de serviços
obedecerão à seguinte sequência: projeto básico; projeto executivo;
execução das obras e serviços.
(B) a execução de cada etapa será obrigatoriamente precedida da conclusão
e aprovação, pela autoridade competente, dos trabalhos relativos às etapas
anteriores, à exceção do projeto executivo, o qual poderá ser desenvolvido
concomitantemente com a execução das obras e serviços, desde que também
autorizado pela Administração.
(C) as obras e os serviços somente poderão ser licitados quando a obtenção
de recursos financeiros para sua execução esteja incluída no objeto da licitação.
(D) as obras e os serviços somente poderão ser licitados quando houver projeto
básico aprovado pela autoridade competente e disponível para exame dos
interessados em participar do processo licitatório.

333. De acordo com a Lei n° 8.666/93, tomada de preços é a modalidade


de licitação entre
(A) quaisquer interessados que, na fase inicial de habilitação preliminar,
comprovem possuir os requisitos mínimos de qualificação exigidos no edital
para execução de seu objeto.
(B) interessados devidamente cadastrados ou que atenderem a todas as condições
exigidas para cadastramento até o terceiro dia anterior à data do recebimento
das propostas, observada a necessária qualificação.
(C) interessados do ramo pertinente ao seu objeto, cadastrados ou não, escolhidos
e convidados em número mínimo de 3 (três) pela unidade administrativa, a qual
afixará, em local apropriado, cópia do instrumento convocatório e o estenderá
aos demais cadastrados na correspondente especialidade que manifestarem
seu interesse.
(D) quaisquer interessados para escolha de trabalho técnico, científico ou artístico,
mediante a instituição de prêmios ou remuneração aos vencedores, conforme
critérios constantes de edital publicado na imprensa oficial.

334. Para os fins da Lei nº 8.666/93, assinale a alternativa que não representa
serviços técnicos profissionais especializados.
(A) estudos técnicos, planejamentos e projetos básicos ou executivos.
(B) pareceres, perícias e avaliações em geral
(C) serviços de publicidade e divulgação de anúncios em geral
(D) fiscalização, supervisão ou gerenciamento de obras ou serviços

335. De acordo com a Lei nº 8.666/93, é correto afirmar que toda transferência
de domínio de bens a terceiros considera-se
(A) execução indireta.
(B) alienação.
(C) compra.
(D) tarefa.
336. A Administração Pública exterioriza sua intenção de contratar
por meio:
(A) de notificação aos possíveis interessados.
(B) de citação dos possíveis interessados.
(C) da publicação do instrumento convocatório.
(D) de artigos publicados nos jornais locais.

337. O instrumento convocatório deve conter:


(A) o objeto da licitação.
(B) o nome dos licitantes.
(C) o valor das propostas.
(D) Todas as respostas estão corretas.

338. Na licitação, a Administração Pública deve seguir as regras


estabelecidas no edital, obedecendo ao:
(A) princípio da legalidade.
(B) princípio da vinculação ao instrumento convocatório.
(C) princípio da competitividade.
(D) princípio do julgamento objetivo.

339. Quem precisa licitar?


(A) Apenas o poder executivo, pois somente ele exerce função administrativa.
(B) Apenas a administração direita.
(C) Apenas a administração direta e as autarquias.
(D) Órgãos da administração direta, os fundos especiais, as autarquias, as
fundações públicas, as empresas públicas, as sociedades de economia mista
e demais entidades controladas direta ou indiretamente pela União, Estados,
Distrito Federal e Municípios.

340. Haverá inexigibilidade de licitação quando:


(A) mesmo sendo possível, a realização de licitação prejudicaria o interesse
público.
(B) mesmo sendo possível, a realização de licitação traria benefícios apenas
a uma pequena parcela da população.
(C) não for possível a competição entre licitantes.
(D) a Administração assim preferir.

341. São casos de inexigibilidade de licitação, exceto:


(A) exclusividade do fornecedor.
(B) serviços prestados por notórios especialistas.
(C) serviços artísticos.
(D) obra de engenharia no valor de R$ 8.000,00.

342. Haverá dispensa da licitação quando:


(A) mesmo sendo possível, a realização de licitação prejudicaria o
interesse público.
(B) mesmo sendo possível, a realização de licitação traria benefícios
apenas a uma pequena parcela da população.
(C) não for possível a competição entre licitantes.
(D) a administração assim preferir.

343. Para obras e serviços de engenharia no valor de R$ 100.000,00,


a modalidade de licitação será:
(A) a concorrência.
(B) o convite.
(C) a tomada de preço.
(D) Nenhuma das alternativas está correta.

344. A modalidade de licitação denominada concorrência é utilizada:


(A) para garantir maior competitividade e, assim, garantir a eficiência na
realização do futuro contrato.
(B) para compras e serviços acima de R$ 650.000,00.
(C) para concessão de direito real de uso.
(D) Todas as alternativas estão corretas.

345. Sobre a modalidade de licitação chamada pregão, assinale


a alternativa INCORRETA.
(A) Para utilização dessa modalidade de licitação é irrelevante o valor
do contrato.
(B) Nessa modalidade, a Administração Pública primeiramente habilita
os interessados e, depois, prossegue com o julgamento das propostas.
(C) Existem duas modalidades de pregão: presencial e eletrônico.
(D) O pregão está previsto na Lei n° 10.520/2002.

346. Sobre a modalidade de licitação chamada concurso, assinale


a alternativa CORRETA.
(A) É utilizada para o preenchimento de cargos públicos.
(B) É utilizada para compra de bens até R$ 150.000,00.
(C) É utilizada para escolha de trabalho técnico, artístico ou científico.
(D) Todas as alternativas anteriores estão corretas.

347. Assinale a alternativa CORRETA.


(A) A Administração Pública jamais poderá alterar o instrumento convocatório
da licitação.
(B) Se a Administração Pública alterar o instrumento convocatório da licitação,
deverá aumentar o prazo para a apresentação das propostas em 10 dias.
(C) Se a Administração Pública alterar o instrumento convocatório da licitação,
mesmo não tendo afetado a participação dos licitantes, deverá aumentar o
prazo para a apresentação das propostas em 15 dias.
(D) Se a Administração Pública alterar o instrumento convocatório da licitação,
afetando a participação dos licitantes, deverá aumentar o prazo para a
apresentação das propostas em 30 dias.

348. A licitação destina-se a:


(A) garantir a participação dos particulares na gestão dos negócios da
Administração Pública.
(B) selecionar a proposta mais vantajosa para a Administração Pública,
observando-se o princípio da isonomia entre os licitantes.
(C) selecionar o maior número possível de fornecedores de serviço,
evitando-se a concorrência entre eles.
(D) escolher o melhor fornecedor do serviço a ser executado, utilizando-se
de critérios subjetivos dos agentes administrativos.

349. O instrumento convocatório poderá ser impugnado:


(A) apenas pelos interessados em participar da licitação até 05 dias úteis
antes da abertura dos envelopes de habilitação.
(B) apenas pelo cidadão comum que não tem interesse em participar da
licitação até 05 dias úteis antes da abertura dos envelopes de habilitação.
(C) pelos interessados em participar da licitação até 05 dias úteis antes da
abertura dos envelopes de habilitação e pelo cidadão comum até 02 dias
úteis antes da abertura dos envelopes de habilitação.
(D) pelos interessados em participar da licitação até 02 dias úteis antes
da abertura dos envelopes de habilitação e pelo cidadão comum até 05
dias úteis antes da abertura dos envelopes de habilitação.

350. São requisitos da habilitação para licitação:


(A) habilitação jurídica e regularidade fiscal.
(B) capacitação técnica.
(C) capacitação econômico-financeira.
(D) Todas as alternativas estão corretas.
351. Tratando-se de contratação de profissional do setor artístico,
consagrado pelo público, a Administração Pública pode:
(A) contratar diretamente, pela inexigibilidade de licitação.
(B) dispensar a licitação, em razão da pessoa a ser contratada.
(C) realizar a licitação, na modalidade concorrência.
(D) realizar a licitação, utilizando o tipo melhor preço.

352. Na licitação, a adjudicação é ato:


(A) pelo qual a Administração recebe o objeto da licitação.
(B) pelo qual o Poder Público extingue o processo licitatório por não mais
ter interesse em contratar.
(C) da comissão de licitação pública que declara o vencedor da licitação.
(D) Nenhuma das alternativas está correta.
GABARITO

Questão Resposta
1 D
2 B
3 A
4 A
5 D
6 D
7 C
8 D
9 A
10 A
11 D
12 C
13 A
14 A
15 B
16 D
17 C
18 B
19 D
20 A
21 D
22 C
23 D
24 D
25 A
26 B
27 C
28 A
29 B
30 B
31 A
32 A
33 C
34 D
35 A
36 D
37 A
38 B
39 B
40 C
41 C
43 A
44 D
45 A
46 D
47 D
48 A
49 B
50 D
51 B
52 C
53 D
54 C
55 B
56 C
57 C
58 D
59 B
60 C
61 A
62 C
63 D
64 B
65 A
66 A
67 A
68 C
69 D
70 B
71 C
72 B
73 D
74 B
75 A
76 D
77 A
79 B
80 C
81 A
82 C
83 C
84 D
85 D
86 C
87 A
88 A
89 B
90 D
91 C
92 D
93 A
94 D
95 C
96 D
97 B
98 B
99 D
100 C
101 B
102 C
103 B
104 A
105 B
106 C
107 A
108 D
109 D
110 B
111 B
112 D
113 D
114 B
115 A
116 D
117 B
118 A
119 C
120 D
121 B
122 D
123 A
124 C
125 A
126 B
127 D
128 D
129 A
130 C
131 B
132 A
133 D
134 C
135 A
136 D
137 D
138 B
139 C
140 B
141 D
142 C
143 A
144 D
145 A
146 B
147 C
148 D
149 D
150 C
151 C
152 D
153 D
154 C
155 D
156 A
157 B
158 B
159 D
160 A
161 C
162 A
163 C
164 D
165 A
166 C
167 B
168 A
169 D
170 C
171 B
172 A
173 C
174 D
175 A
176 D
177 C
178 B
179 D
180 D
181 A
182 D
183 D
184 A
185 D
186 B
187 D
188 D
189 C
190 A
191 A
192 C
193 D
194 D
195 C
196 A
197 C
198 A
199 C
200 B
201 A
202 A
203 B
204 A
205 D
207 D
208 A
209 A
210 D
211 D
212 A
213 A
214 B
215 B
216 D
217 A
218 B
219 B
220 D
221 B
222 D
223 C
224 D
225 A
226 B
227 B
228 C
229 C
230 D
231 D
232 D
233 D
234 C
235 A
236 C
237 B
238 D
239 A
240 A
241 C
242 C
243 B
244 B
245 A
246 C
247 D
248 B
249 C
250 C
251 C
252 D
253 C
254 A
255 B
256 B
257 C
258 A
259 C
260 D
261 B
262 C
263 C
264 D
265 B
266 C
267 C
268 B
269 C
270 A
271 A
272 A
273 A
274 A
275 C
276 A
277 C
278 D
279 B
280 A
281 C
282 D
283 A
284 A
285 A
286 D
287 C
288 A
289 D
290 A
291 A
292 B
293 D
294 B
295 D
296 C
297 C
298 A
299 C
300 C
301 C
302 D
303 C
304 B
305 A
306 B
307 D
308 A
309 A
310 B
311 D
312 C
313 A
314 B
315 D
316 B
317 B
318 A
319 C
320 D
321 C
322 B
323 A
324 A
325 B
326 B
327 C
328 D
329 C
330 B
331 D
332 C
333 B
334 C
335 B
336 C
337 A
338 B
339 D
340 C
341 D
342 A
343 B
344 D
345 B
346 C
347 D
348 B
349 D
350 D
351 A
352 C

Você também pode gostar