Você está na página 1de 3

Biologia e Geologia (10º ano)

Ficha de Avaliação (29 setembro 2020)

NOME____________________________________________________Nº________TURMA _____
Versão 1
GRUPO I
No estuário do tejo encontra-se uma reserva natural muito importante para a conservação de certas espécies animais
e vegetais; o estuário do Tejo funciona como local de reprodução para peixes, como é o caso do linguado e do robalo.
De entre as espécies sedentárias tipicamente estuarinas salientam-se o caboz de areia e o camarão-mouro. Para
peixes migradores, como a lampreia, a savelha e a enguia, o Tejo é local de transição entre o meio marinho e o
fluvial.
Atendendo à sua localização, esta zona húmida é uma área de eleição, em termos de invernada, para diversas
espécies da avifauna; nela se concentram, durante a estação fria, largos milhares de aves aquáticas de diversas
espécies, nomeadamente o alfaiate. O flamingo e o ganso-bravo-comum, com populações variáveis, também
frequentam estas paragens. Finalmente, não é demais salientar que Lisboa é a única capital europeia a possuir,
diante de portas, uma reserva natural desta importância.
A figura 1 esquematiza uma parte da teia trófica estuarina.

Figura 1 – Parte da teia trófica estuarina.

In http://portal.icnb.pt

1. Faça corresponder a cada uma das descrições relativas aos níveis de organização biológica do estuário do
Tejo, expressas na coluna A, o termo ou expressão que as identifica, expresso na coluna B. Utilize cada letra e cada
número apenas uma vez. (15 pontos)
Coluna A Coluna B

1. Biosfera
a) Conjunto de células semelhantes de uma planta do estuário do Tejo. 2. Ecossistema
b) Conjunto de seres vivos que vive no estuário do Tejo. 3. Comunidade
c) Conjunto de seres vivos do estuário do Tejo que interagem entre si e com o meio. 4. População
d) Unidade estrutural e funcional de todos os seres vivos que habita no estuário do 5. Organismo
Tejo. 6. Órgão
e) Grupo de peixes, da mesma espécie, que habita num determinado local. 7. Tecido
8. Célula

Nas questões seguintes selecione a opção que completa corretamente as seguintes afirmações.

2. Em regra, o número de níveis tróficos numa teia alimentar é reduzido porque _____ (12 pontos)
(A) ao longo da cadeia a energia não se acumula.
(B) na passagem de um nível trófico para o seguinte, grande parte da energia dissipa-se para o ambiente.
(C) a maioria dos seres comem-se uns aos outros.
(D) a energia não é reposta na teia alimentar.

3. Se a população de caranguejo-verde sofrer uma drástica redução a população de _____ também irá diminuir
porque _____ (12 pontos)
(A) o perna-vermelha (…) / (….) o caranguejo-verde é a população predadora da ave perna-vermelha.
(B) o camarão-mouro (…) / (….) o caranguejo-verde é a população presa do camarão-mouro
(C) o camarão-mouro (…) / (….) o caranguejo-verde é a população predadora do camarão-mouro
(D) o perna-vermelha (…) / (….) o caranguejo-verde é a população presa da ave perna-vermelha

4. Distinga comunidade de ecossistema. (20 pontos)

5. Na teia trófica representada na figura 1, os produtores estão representados _______ enquanto os


microconsumidores por absorção estão representados ______, respetivamente. (12 pontos)
(A) pelo fitoplancton (…) / (….) pelos decompositores
(B) pelos decompositores (…) / (….) pelo fitoplancton
(C) pelo zooplancton (…) / (….) pelo fitoplancton
(D) pelo fitoplancton (…) / (….) pelo zooplancton

6. A circulação da energia no ecossistema estuarino constitui _____ enquanto a circulação da matéria constitui ____
(12 pontos)
(A) um fluxo unidirecional com início nos macroconsumidores por ingestão (…) / (….) um ciclo onde os
microconsumidores por absorção transformam a matéria orgânica em inorgânica.
(B) um fluxo unidirecional com início nos produtores (…) / (….) um ciclo onde os microconsumidores por absorção
transformam a matéria orgânica em inorgânica.
(C) um fluxo unidirecional com início nos macroconsumidores por ingestão (…) / (….) um ciclo onde os produtores
transformam a matéria inorgânica em orgânica.
(D) um fluxo unidirecional com início nos produtores (…) / (….) um ciclo onde os macroconsumidores por ingestão
transformam a matéria orgânica em inorgânica.

7. As concentrações de fitoplâncton e de zooplâncton no estuário do Tejo funcionam como um importante indicador


do estado de equilíbrio deste sistema. Explique de que modo a possível redução da concentração do fitoplâncton
poderá ameaçar a vida de animais marinhos e terrestres. (40 pontos)

GRUPO II
Em meados do século XX foram introduzidos, sequencialmente, insetos parasitas pertencentes às espécies Opius
vandenboschi (B) e Opius oophilus (C) para atacar as moscas da fruta que destruíam os pomares, no Hawai. Nesse
ecossistema, aquando da introdução da primeira espécie, já existia uma espécie parasita do mesmo género, Opius
longicaudatus (A). Os efeitos da introdução das duas espécies estão evidenciados no gráfico I.

Gráfico I
Na resposta a cada um dos itens 1. e 2. selecione a única opção que permite obter uma afirmação correta.

1. Neste pomar as árvores de fruto são os ____ e as moscas são os ______. (12 pontos)
(A) produtores (…) decompositores
(B) produtores (…) consumidores de 1ª ordem
(C) macroconsumidores (...) microconsumidores
(D) consumidores de 1ª ordem (…) consumidores de 2ª ordem

2. A importância das plantas num ecossistema está relacionada com a … (11


pontos)
(A) oferta de alimento aos seres autotróficos.
(B) reciclagem de nutrientes orgânicos.
(C) produção primária de biomassa.
(D) reciclagem de matéria mineral.

3. Classifique como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das afirmações seguintes, relativas à interpretação
da situação evidenciada no gráfico I. (24
pontos)
A- A espécie B foi a primeira a ser introduzida nos pomares do Hawai.
B- A espécie B é predadora da espécie A.
C- A espécie C é mais competitiva do que a espécie B.
D- Não se verifica qualquer tipo de competição entre as espécies A e B.
E- A espécie B é uma espécie parasita nativa do Hawai.
F- A espécie C prejudica o desenvolvimento das árvores de fruto do Hawai.
G- As interações que se estabelecem entre parasitas e hospedeiros denominam-se relações bióticas.
H- A percentagem de parasitismo pela espécie A sofreu um aumento devido à introdução de outros
parasitas.

4. A introdução de espécies exóticas nos ecossistemas naturais, seja ela intencional ou não, pode provocar
desequilíbrios muito graves nesses mesmos ecossistemas. Utilizando como referência a situação descrita
no gráfico I explique 2 possíveis impactos ambientais resultantes dessa introdução. (30 pontos)