Você está na página 1de 12

Instituto de Ciências Humanas - ICH

Curso de Pedagogia - Campus Dutra - São José dos Campos - SP

ATIVIDADE PRÁTICA SUPERVISIONADA -APS


Trabalho de Pesquisa em Pedagogia

São José dos Campos - SP


2020
BEATRIZ MOURA DE SIQUEIRA – RA: N6152C0
FERNANDA FERREIRA SANTOS – RA: N632DH3

JESSICA RODRIGUES BRITO – RA: F30BAG5

JULIA DE OLIVEIRA CUNHA – RA: N6473G9

VERONICA CARVALHO BRITO – RA: G1717H6

O FAZ-DE-CONTA NA EDUCAÇÃO DA INFÂNCIA E O


DESENVOLVIMENTO DA APRENDIZAGEM

Trabalho de pesquisa apresentado ao Instituto de


Ciências Humanas - ICH da Universidade Paulista - UNIP,
Campus de São José dos Campos -SP, como parte dos
requisitos necessários para a obtenção da aprovação na
Atividade Prática Supervisionada – APS, vinculada a
Disciplina de Jogos e Brinquedos na Infância - JBI, do
2°Semestre do Curso de Pedagogia, sob orientação da Prof.ª
Rita

São José dos Campos – SP


2020
Sumário
INTRODUÇÃO.......................................................................................................2
DESENVOLVIMENTO...........................................................................................5
CONCLUSÃO.......................................................................................................10
REFERÊNCIAS....................................................................................................11
INTRODUÇÃO

Este trabalho tem por finalidade mostrar que a brincadeira de faz de conta
sempre teve um papel muito importante no desenvolvimento infantil (afetivo, motor,
cognitivo e social), no qual a criança tem a capacidade de exercer sua imaginação,
criatividade, fantasia, questionamento, surpresa, entre outros elementos positivos
capazes de suprir o prazer do brincar.
Através destas brincadeiras, pode-se aprimorar o conhecimento e o
desenvolvimento da criança, fazendo com que ela aprenda mais sobre si mesma,
sobre sua relação com as outras pessoas e também aprendizados e lições para a
vida adulta.
O faz de conta permite que aconteça a construção do mundo real, trazendo
novos pensamentos, novas curiosidades assim formando uma criança criativa e
questionadora.
Veremos um pouco sobre benefícios, razões e características importantes
para se estimular e incentivar o faz de conta em uma criança totalmente ingênua,
capaz de criar seu próprio mundo, se divertir muito nele e também ganhar
aprendizados que levará para a sua vida adulta.
2 DESENVOLVIMENTO

O faz de conta é a maneira como ela começa a interagir com o mundo à sua
volta e traz para a criança amadurecimento social, emocional, físico e intelectual.
Quando ela brinca, representa papéis, cria interações e enredos.
Este brincar faz com que ela desenvolva uma série de habilidades motoras e
psicológicas, ajuda a estreitar os laços familiares e a conhecer melhor o que a
criança pensa, sente e como ela se expressa diante do mundo. Afinal, as crianças
aprendem quando são estimuladas, e os contos de fadas ajudam a construir uma
nova realidade onde é transmitido realidades diferentes da que eles vivem. Afirma
Abramovich (2006) que:

A criança que houve histórias desde cedo, que tem


contato direto com livros e que seja estimulada, terá um
desenvolvimento favorável ao seu vocabulário, bem como a
prontidão para a leitura. Ler para mim, sempre significou abrir
todas as comportas para entender o mundo através dos olhos
dos autores e da vivência das personagens sempre maravilha,
gostosura, insubstituível... E continua, lindamente, sendo
exatamente isso! (ABRAMOVICH, 2006, p.17)

Benefícios físicos: ao brincar, construir cenários, montar "casinhas", alimentar


bonecas, a criança desenvolve uma série de habilidades físicas motoras. Trabalha a
interação motorvisual, psicomotricidade, coordenação espacial.
Benefícios Emocionais: criando seus cenários elas conseguem expressar
suas dificuldades, contradições. Há um aumento da autoestima (com princesas,
super-heróis) desenvolvimento de sentimento de segurança e proteção,
independência, reconhecimento dos seus sentimentos através dos seus inúmeros
"personagens".
Benefícios Sociais: seja brincando sozinha ou em grupo, a criança aprende a
colocar-se no lugar do outro, interagir e superar disputas, aceitar interferências em
suas ideias, liderar e ser liderada. A importância de socializar em brincadeiras em
grupos está sendo cada vez mais necessária, visto que muitos dos trabalhos
necessitam um bom relacionamento em equipe, e cada vez mais trabalho
cooperativos. Quando são apresentadas inúmeras problemáticas sociais e
existenciais, a criança aprende a identificar as situações e os obstáculos enfrentados
tanto na infância quanto na vida adulta, e resolve-los. Nesse faz de conta da vida
real, as crianças criam expressões e regras que são compartilhadas com todos que
estão envolvidos, é o momento em que ela pode aprender a explicar o que pensa e
compreender as opiniões de outras pessoas.

Benefícios Intelectuais: em cada brincadeira, a criança extrapola seus


conhecimentos e sua imaginação, criando histórias, personagens, situações. Seja
criando um brinquedo de uma caixa de papelão ou construindo seu vulcão, ela está
trabalhando e criando seu conhecimento. Ela resolve problemas, aprende
matemática ao dividir a "comida" entre as bonecas, aprende tradições de sua família
ou seu grupo social.
O estímulo literário muitas vezes não acontece por meio familiar por falta de
tempo dos pais, então o papel do professor é essencial para a formação intelectual
da criança, para que possam de desenvolver seu lado social, e cognitivo. Com a
ajuda do professor, a imaginação e a criatividade do aluno é estimulada, e assim
conseguem entender com clareza e lidar com as dificuldades que acontecem na sua
realidade, pois encontram personagens passando por situações semelhantes, com
personalidades e características como as deles e assim, se identificam.
Para incentivar e proporcionar um Brincar cada vez mais divertido e saudável,
a Mini Cientista criou algumas dicas:
Dando tempo: para desenvolver suas brincadeiras as crianças precisam de
tempo, deixe seu filho brincar, seguir sua imaginação.
Brincar junto: lembra das suas brincadeiras? Entre no mundo da imaginação
do seu filho e se divirta junto. Você aumenta o vínculo com ele e ainda passa a
conhece-lo melhor
Ler histórias: ao ler histórias para as crianças, damos a elas chaves para
novos mundos, novas criações. Qual menina que após ver um desenho ou uma
história de princesa não criou seu próprio reino? Quantas Cinderelas, Peter Pans,
Super-Homens, Magos e Sereias não estão nas brincadeiras infantis? Mostre
histórias com finais diferentes, adicione finais não tão felizes. Nem sempre na vida
tudo termina com "felizes para sempre".
Criar suas próprias histórias: crianças adoram saber histórias sobre seus pais,
sua infância e brincadeiras, compartilhe com ele. Além de aumentar o elo entre
vocês, você vai dar a ele um conhecimento sobre as mudanças entre gerações. Ao
explicar o que era uma fita cassete, como era a TV em tubo, você incentivando o
conhecimento, e eles se surpreendem quando você diz que não tinha celular,
computador e um canal de TV!
Incentivar a Criatividade: deixe-o criar. Fazer cabanas de lençóis, casinhas de
caixas de papelão, fantasias com vestidos e sapatos da mamãe. Incentive suas
ideias, suas pinturas, sua arte.
Jogar junto: existem centenas de jogos que podem ser jogados em família,
alguns, como os de tabuleiro moderno, podem te fazer mergulhar em mundos
diferentes, criar estratégias, trabalhar em conjunto. Uma sugestão ótima para
continuar incentivando a imaginação nos maiores.
Lembrando que a brincadeira na infância, tem um papel fundamental e
imprescindível na formação da criança!
Esse tipo de brincadeira não é tão simples como parece, e ajuda a criança a
desenvolver muitas habilidades. Conheça a seguir todos os benefícios do faz de
conta para o seu filho!
O que as crianças aprendem ao brincar de faz de conta
Você com certeza já viu uma criança brincando de ser parte de um reino
mágico, ou até simulando situações do cotidiano, como fazer compras no
supermercado. O processo de “fingir”, ou imaginar, é muito importante para o
desenvolvimento infantil porque através dele a criança aprende sobre si mesma,
sobre sua relação com as outras pessoas e aprende lições importantes para a sua
vida adulta.

Como consequência do desenvolvimento de novas propriedades


motoras, cognitivas, afetivas e sociais, a criança torna-se mais
autônoma e sua percepção do mundo e de si mesma neste mundo,
mais acurada. Sob estas condições, ela passa a dominar um círculo
muito amplo de atividades, a ensejar-lhe a construção e
manifestação de dois grandes motivos: a tendência para integrar
ativamente a vida (e as atividades) dos adultos e a busca da
Pesquisas demonstram que a participação das crianças em brincadeiras
trazem benefícios sociais e psicológico, criando como consequência habilidades
motoras, o contato da família com a criança se torna cada vez maior, pois na maioria
das vezes as crianças chamam os pais para a brincadeiras, e normalmente quem
comanda é a criança, decidindo os personagens que seus pais vão ser e o lugar e
onde vai ocorrer as a brincadeiras.

Veja abaixo os principais tipos de aprendizados proporcionados pelo faz de


conta:
1. Aprender sobre si
As brincadeiras de faz de conta são uma das primeiras maneiras pelas quais
as crianças aprendem e colocam em prática seus gostos, seus interesses e suas
habilidades. Experimente observar crianças brincando com bonecas: muitas vezes
as bonecas tornam-se versões da própria criança, e são um meio seguro de
expressarem ideias e sentimentos.
Além disso, a criança também constrói auto estima quando descobre que
pode ser qualquer coisa através da sua imaginação. Isso mostra que ela também
pode sonhar em se tornar o que quiser em sua vida real.
2. Aprender sobre o outro
Fingindo ser outra pessoa ou até animais e seres mágicos, as crianças
também experimentam a interpretação de papéis e automaticamente têm que fazer
o esforço de entender realidades diferentes das suas. Quando seu filho finge ser um
personagem diferente, ele tem a experiência de se colocar no lugar do outro, o que
ajuda a ensinar a importante habilidade de empatia. É normal que as crianças
pequenas enxerguem o mundo a partir do seu próprio ponto de vista egocêntrico,
mas através do amadurecimento e do jogo cooperativo, o seu filho começará a
compreender os sentimentos dos outros.
3. Enfrentar medos e novidades
Através das brincadeiras as crianças assimilam seus medos e problemas,
inclusive de situações cotidianas. É comum, por exemplo, que brinquem de médico
fingindo ter um machucado grave, ou então inventem que um parente morreu no faz
de conta. Este é o modo da criança explorar experiências confusas e assustadoras.
Através dessas dramatizações, se tornam mais preparadas para compreender e
enfrentar situações reais no futuro.
4. Resolução de problemas
Brincar de faz de conta coloca as crianças em situações em que elas têm
uma variedade de problemas para resolver. Seja quando duas crianças querem
desempenhar o mesmo papel, ou procurar o material certo para fazer um telhado
para a casa de mentira, as crianças são obrigadas a utilizar importantes habilidades
de resolução de problemas que serão úteis em diferentes situações reais da sua
vida.
5. Linguagem e comunicação
Se prestar atenção enquanto as crianças brincam de faz de conta, você
provavelmente ouvirá algumas palavras e frases que nunca pensou que elas
sabiam! As crianças podem fazer imitações da mãe, do pai, do professor. Além
disso, falando e argumentando com os outros durante a brincadeira elas aprendem
como as palavras são importantes para representar uma história e organizar o jogo.
Esse processo ajuda a criança a fazer a conexão entre a linguagem falada e a
escrita, habilidade que mais tarde a ajudará a aprender a ler.
Como incentivar o faz de conta
Criar oportunidades para a criança usar sua imaginação de forma livre e
criativa é importante para ela aprender brincar e aprender cada vez mais. Veja
algumas dicas para fazer isso:
• Use histórias: leia livros para seu filho e convide-o a recriar sua história
favorita. Recomendamos o livro personalizado Show da Luna! Brincando de Faz de
Conta, em que a criança é a protagonista da história e vive diversos faz de conta
junto com os outros personagens.
• Ofereça bonecos e bonecas: certifique-se de que seu filho tenha
acesso bonecos, bichos de pelúcia ou fantoches. Não precisam ser comprados em
lojas, podem ser desenhados e cortados de papel, feitos com materiais reciclados ou
até de meias. Por meio do faz de conta, as crianças atribuem sentimentos e ideias a
essas “pessoas” e “animais” e, muitas vezes, as utilizam para expressar, explorar e
elaborar suas próprias ideias.
• Tenha uma “caixa de bugigangas”: reúna em uma caixa materiais como
roupas antigas, fantasias, chapéus, e qualquer outra coisa que possa ser usada para
incentivar a imaginação. As crianças vão adorar vasculhar a caixa à procura de
ideias para sua nova aventura.
• Garanta tempo: nenhum material ou brinquedo é mais importante do
que o tempo para brincar e explorar ideias. Uma rotina cheia de compromissos na
infância pode atrapalhar o livre-brincar, então certifique-se que seu pequeno tenha
tempo para soltar a imaginação e mergulhar no faz de conta com frequência.
A verdade é que, seja brincando de médico, fingindo ser um pirata ou uma
princesa de conto de fadas, as crianças aprendem a resolver problemas, cooperar e
expressar suas ideias. Por isso brincar de faz de conta é tão importante para o
desenvolvimento infantil!

CONCLUSÃO

Através da pesquisa podemos refletir sobre nossos estudos que a brincadeira


de faz de conta é de extrema importância para as crianças, que se identificam
transformando esse acontecimento em sua própria realidade e consequentemente
expressando seu sentimento.
Aprendemos também a importância de aproximar a criança em diversas
culturas, como ler, que poderá aumentar a imaginação da criança cada vez mais.
Ajuda a lidar com dificuldades e tristezas, e pôr fim a criatividade que faz com que a
criança os próprios pais percebam um futuro dom ou algo artístico que ela poderá
usar em seu futuro, brincar faz com que a criança aprenda com alegria sem o peso
de compromissos que terão que aprender quando a maturidade chegar, pois é
brincando que as crianças estarão adquirindo seus conhecimentos significativos
para o desenvolvimento de sua aprendizagem
REFERÊNCIAS

• ABRAMOVICH, Fanny. A importância das histórias. Disponível em:


http://luzdoconto.blogspot.com.br/2012/01/texto-do-mes-importancia-das-
historias.html acesso em: 22 de setembro de 2014 às 19h00min.

• Disponível em
<https://www.dentrodahistoria.com.br/blog/familia/desenvolvimentoinfantil/brincar-de-
faz-de-conta-importancia-para-criancas/> Acesso em 26 de setembro 2020

• Disponível em <https://www.terra.com.br/noticias/dino/a-importancia-dofaz-de-
conta-nainfancia,ea26deba7d51782b35426f4c60acf102gnqul9xc.html> Acesso em
28 de setembro 2020

• Disponível em
<https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/cotidiano/odesenvolvimento-e-
aprendizagem-das-criancas-na-educacaoinfantil/57711> Acesso em 25 de setembro
2020

• Disponível em <http://www.associacaocrianca.org.br/Espaco-criancafamilia/A-
importancia-dos-contos-de-fadas.aspx> Acesso em 11 de outubro 2020

• Disponível em
<https://www.nucleodoconhecimento.com.br/educacao/contos-de-fadas> Acesso em
11 de outubro 2020

• Disponível em
<https://www.editorarealize.com.br/editora/anais/fiped/2014/Modalidade_
2datahora_22_05_2014_21_28_50_idinscrito_1196_6b7f0ccced1b12f7e
739931bc77a1881.pdf> Acesso em 11 de outubro 2020

• Disponível em <https://tutores.com.br/blog/a-importancia-dos-contos-defadas-
para-as-criancas-
2/#:~:text=%E2%80%9C%C3%89%20caracter%C3%ADstico%20dos%2 0contos
%20de,confundiria%20o%20assunto%20para%20ela> Acesso em 7 de outubro
2020

Você também pode gostar