Você está na página 1de 14

INSTITUTO SUPERIOR DE TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES

DEPARTAMENTO DE TECN. DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Licenciatura em Engenharia Informática e Telecomunicações

Disciplina de Sistemas de Gestão de Base de Dados

Trabalho Prático 2
Turma: I31
Grupo 2
Tema: Desenvolvimento de um Software de Gestão para o Supermercado "BigD Supermarket"

Discentes:

➢ Americo Nhacutoe
➢ Donaldo Moiane
➢ Íris Obed
➢ Jéssica Manjate

Docente: Dr. Inácio G. Ticongolo

Maputo, Novembro de 2020


“ Desenvolvimento de um Software de Gestão do
Supermercado Supermarket”
é possível
Não BigD que o texto a apresentar se estenda por mais
Américo Nhacutoe, Donaldo Moiane, Iris Obed, Jéssica Manjate
Índice
Introdução ....................................................................................................................................... 4
Objectivos ....................................................................................................................................... 4
Objectivo geral .................................................................................................................... 4
Objectivo específico............................................................................................................ 4
Problema ......................................................................................................................................... 5
Metodologia .................................................................................................................................... 5
Revisão da Literatura ...................................................................................................................... 5
Conceitos Básicos ............................................................................................................... 5
Sistema .................................................................................................................................... 5
Dados ...................................................................................................................................... 6
Base de Dados ......................................................................................................................... 6
Sistemas de Base de Dados ................................................................................................. 6
Sistema de Gestão de Base de Dados (SGBD) ................................................................... 7
Modelo Entidade-Relacionamento...................................................................................... 7
Diagrama entidade-relacionamento .................................................................................... 7
Descrição do Objecto de Estudo ..................................................................................................... 7
Funcionário ......................................................................................................................... 7
Departamento ...................................................................................................................... 8
Cliente ................................................................................................................................. 8
Fornecedor .......................................................................................................................... 8
Produto ................................................................................................................................ 8
Transporte ........................................................................................................................... 8
Armazém ............................................................................................................................. 8
Modelo conceptual (DER) .............................................................................................................. 9
Modelo Lógico (ER) ....................................................................................................................... 9
Modelo Físico ............................................................................................................................... 10
Diagrama UML .............................................................................. Erro! Marcador não definido.
Recomendações............................................................................................................................. 13
Bibliografia ................................................................................................................................... 14
Introdução
Com este trabalho pretende-se pretende-se explicar o processo de funcionamento da base de
dados elaborada pelo grupo. Desenvolveu-se uma base de dados que permite organizar os dados
de um supermercado, para facilitar em futuras pesquisas.
Pretende-se apresentar alguns fundamentos teóricos gerais sobre Base de Dados como forma de
fornecer as bases necessárias para melhor elaborar a parte prática do trabalho. Assim proceder-
se-á a revisão da literatura para de forma clara e objectiva poder sustentar teoricamente os
princípios que nortearam o desenvolvimento do modelo, começando por definir conceitos gerais
implícitos no tema para de seguida proceder à descrição das técnicas inerentes ao
desenvolvimento do modelo, objecto deste trabalho.

Objectivos
Objectivo geral
Desenvolver um sistema de gestão para servir de auxílio no processo de gestão do supermercado
"BigD Supermarket".

Objectivo específico
Analisar a situação actual do caso de estudo;
Identificar os pontos positivos e limitações da situação actual;
Identificar as tecnologias ideiais para o desenvolvimento do software.
Problema
O supermercado BigD Supermarket é um estabelecimento voltado para o comércio de
especiarias de diversas categorias. O supermercado apresenta mais de 200 clientes diários e 50
funcionários e, os seus dados são armazenados em folhas do Excel.
Apesar dos dados estarem nessas folhas, viu-se a necessidade de melhorar a eficácia e eficiência
do armazenamento dos dados, pois não é feita a associação de código para os clientes e
funcionários para facilitar na pesquisa, somente dificulta seu controle, o que pode gerar
inconsistência dos mesmos.
O primeiro recurso é o factor tempo, pois, gasta-se tempo na recolha de informação dos clientes,
na listagem em folhas de excel e, tambem no processo de verificação de stock dos produtos.
Sabe-se que o tempo é um factor crítico para a execução de qualquer tarefa e quase nunca se tem
a seu favor, logo, o consumo exagerado do mesmo, no processo de levantamento de dados pode
comprometer o funcionamento do supermercado.
Para além do factor tempo, pode-se encontrar um outro problema relacionado à ocorrência de
erros causados pelos funcionários, na digitação.
Os problemas acima apresentados refletem a reais limitações e deficiências dos procedimentos
usados pelo supermercado para fazer a gestão de dados.

Metodologia
Para o desenvolvimento do software fez-se uma divisão de tarefas pelos membros do grupo,
onde, a Jéssica e Iris planificaram e criaram o diagrama de entidade-relacionamento e o
respectivo modelo lógico, usando a ferramenta Dia e Paint e também o modelo físico, usando o
Microsoft Access. Para o desenvolvimento do software, o Américo e o Donaldo usaram a
linguagem de programação Java e a ferramenta MySQL Workbench.

Revisão da Literatura
Conceitos Básicos
Sistema
Um sistema, segundo Hamacher , é um conjunto abstracto, recursivo, sem início e sem fim, de
objectos inter-relacionados, operando com restrições, que em geral são constituídos por
subsistemas, e que podem ser classificados em:
- Sistema com Intenções: criado com base num conjunto de objectivos;
- Sistema aberto: permite a interacção com o ambiente, podendo ter diversos graus de
abertura;
- Sistema dinâmico: recebe entradas do ambiente, processa-as e produz resultados e pode
ser representado pelo Ciclo E/P/S (Entrada/Processo/Saída) .

Dados
Tendo em conta que os dados são um conjunto de observações que constituem uma colecção de
medidas sobre alguns aspectos do universo alvo e que são processados para produzirem
informações, tal como sustenta Pedro, “Dados são elementos ou valores discretos que
isoladamente não têm valor; transformam-se em informação quando relacionados e interpretados
de alguma forma.”

Base de Dados
Base de dados é um conjunto de ocorrências de múltiplos tipos de registos, contendo relações
entre si, sem redundâncias, capaz de servir múltiplas aplicações.
No entanto, os dados encontram-se estruturados para servirem de base ao desenvolvimento de
aplicações, que são completamente independentes dos dados a utilizar.

Assim, na óptica do utilizador, “A base de dados é definida como um conjunto de dados que são
partilhados e utilizados em múltiplos objectivos, permitindo em casa objectivo ter uma visão e
manipulação própria, embora sujeito a regras e procedimentos comuns.” (Pedro, 2003)

Operações efectuadas numa Base de Dados


- Inserção: onde se faz a inserção de tabelas e de dados na base de dados;
- Consultas: onde se pode fazer a busca de dados nas tabelas;
- Alteração: para modificar dados nas tabelas;
- Eliminação: onde se remove uma tabela ou dados duma base de dados.

Sistemas de Base de Dados


Um sistema de base de dados é definido por Pedro (2003) como sendo conjunto de bases de
dados disjuntas.
Sistema de Gestão de Base de Dados (SGBD)
O sistema de gestão de base de dados é caracterizado:
- Centralizar o acesso físico aos dados;
- Ser a única entidade que manipula a base de dados;
- Organizar os dados num único conjunto, isto é, encontram-se interligados numa única
unidade de armazenamento (do ponto de vista lógico, não físico);
- As aplicações terem apenas uma interface lógica e não física e não precisarem conhecer
os detalhes físicos do armazenamento dos dados, pois o SGBD fornece-os no formato
pretendido.
- A interface lógica entre as aplicações e os dados, faz-se através do armazenamento na
base de dados dos:
- Metadados – descrição dos dados;
- Dicionário de Dados – catálogo de entidades.
O dicionário de dados actua como um filtro, permitindo ao SGBD interpretar a estrutura dos
dados disponibilizando uma interface lógica para as aplicações.

Modelo Entidade-Relacionamento
Segundo (Fileto 2006), “Modelo baseado na percepção do mundo real, que consiste em um
conjunto de objectos básicos chamados entidades e nos relacionamentos entre esses objectos.
Tem como objectivo facilitar o projecto de base de dados, possibilitando especificar a estrutura
lógica geral da base de dados.”

Diagrama entidade-relacionamento
“Diagrama entidade-relacionamento, define os dados mantidos pelo Sistema, isto é, os depósitos
de dados do diagrama de fluxo de dados.” (Fileto 2006)

Descrição do Objecto de Estudo


Foi identificado como objecto de estudo um supermercado.

Funcionário
Para cada funcionário tem que se ter em conta: código, nome, data de nascimento, numero de bi,
género, morada, ano de admissão a empresa, nível académico, salário. A empresa contará com 4
tipos de funcionários: Administrador, limpeza, segurança, marketing.
O supermercado estará em funcionamento de segunda a domingo, das 8h até 20h com esse
factor, os funcionários administrativos trabalham em turnos, sendo o primeiro turno das 8h até
14h e o segundo turno das 14h até 20h.
O funcionário da área de segurança tem como responsabilidade controlar as câmeras, controlar a
entrada e saída dos utentes do supermercado e neste caso sendo que nem todas áreas necessitarão
de um controlo por 24h por dia alguns destes funcionários terá de trabalhar horas á mais em
relação a outros do mesmo sector devido a este factor para devem receber por hora.
O funcionário da área de marketing tem como função fazer o controlo do stockda empresa, pois
assim podemos saber fazer o ajuste de preços de modo que os produtos não fiquem fora do prazo
ainda na empresa pois assim a empresa sairia em prejuízo.

Departamento
A empresa conta com o departamento da segurança, recursos humanos, administração e limpeza.
Cada funcionário da empresa pertence a um destes departamentos e para esta entidade tem que se
ter em conta: código do departamento, nome.

Cliente
Cliente é todo aquele que chega ao supermercado e efectua uma compra e para cada cliente tem
que se ter em conta: nome, nuit, morada, género, contacto e código do cliente, pois assim,
podemos identificar o cliente para poder-se entrar em contacto e também sabermos quem são os
nossos fiéis clientes.

Fornecedor
O fornecedor é responsável por fornecer os produtos a empresa, sendo que os produtos podem
vir de outras empresas fornecedora de produtos e de vários países tem que se ter em conta:
código do fornecedor, nome, pais, contacto.

Produto
É toda mercadoria que chega a empresa com a finalidade de ser vendida e para tal, tem que se ter
em conta: código do produto, nome, data em que o produto chegou aos nossos armazéns, data em
que o produto expira.

Transporte
A empresa vai contar com transportes para uso pessoal de alguns funcionários e para o
transporte de mercadoria no caso de ser necessários ir buscar a mercadoria em um certo
fornecedor ou se tiver que se fazer uma entrega ao domicílio de alguns produtos. Para esta
entidade tem que se ter em conta: matrícula, marca, tipo e função (neste caso uso pessoal ou
transporte de mercadoria).

Armazém
De principio a empresa deve contar com pelo menos 2 armazéns um para guardar produtos
alimentares e o outro para guardar outro tipo de produtos e para tal tem que se ter em conta:
número do armazém, tipo de produtos, tamanho em m2.
Sendo assim um cliente ao chegar a empresa requisita os produtos que irá pagar e ele pode levar
mais do que 1 produto ao mesmo tempo. Ao fazer esse pedido ele deve ser atendido por um
funcionário da área administrativa que fornecerá os produtos e faz a retirada do mesmo do stock.
Passando o tempo o produto no armazém irá diminuir e para tal será necessário aumentar e para
tal um funcionário da área administrativa deve contactar a um fornecedor de modo a
disponibilizar o produto, deste modo é necessário saber se o fornecedor tem o transporte se a
empresa tem de ir buscar os produtos. Após a chegada do produto tem de saber-se que tipo de
produto é, de modo a saber em qual dos armazéns será armazenado o produto. Do armazém os
produtos vão aos corredores do supermercado para que os clientes tenham acesso e efectuem as
suas compras.

Modelo conceptual (DER)

Modelo Lógico (ER)


Departamento (dep_codigo, dep_nome)
Funcionario (funcionario_codigo, funcionario_tipo_doc, funcionario_nr_doc,
funcionario_nivel_academico, funcionario_nome, funcionario_data_nasc, funcionário_genero,
funcionario_data_inicio, funcionario_telefone_pessoal, funcionario_telefone_casa,
funcionario_bairo, funcionario_quarteirao, funcionario_rua, funcionario_nr_casa, dep_codigo,
armazém_codigo)
Estagiario (estagiario_codigo, estagiario_tipo_doc, estagiario_nr_doc,
estagiario_nivel_academico, estagiario_nome, estagiario_data_nasc, funcionário_genero,
estagiario_data_inicio, estagiario_telefone_pessoal, estagiario_telefone_casa, estagiario_bairo,
estagiario_quarteirao, estagiario_rua, estagiario_nr_casa, dep_codigo)

Cliente (cliente_nome, cliente_codigo,cliente_telefone_pessoal, cliente_telefone_casa,


cliente_bairo, cliente_quarteirao, cliente_rua, cliente_nr_casa, funcionario_codigo)
Compra (compra_numero, compra_data, compra_funcionario)
Produto (prod_codigo, categoria_codigo,armazém_codigo prod_nome, prod_data_validade,
prod_preco, prod_marca).
Armazem(armazem_codigo, armazem_nome,armazem_bairo, armazem_quarteirao,
armazem_rua, armazem_nr_casa,)
Categoria (categoria_codigo, categoria_nome)
Compra-produto ( compra-codigo, produto_codigo)

Modelo Físico
Conclusão
Neste trabalho fez-se uma breve caracterização do modelo de base de dados, e desenvolveu-se
uma base de dados para um supermercado.
No que diz respeito às ferramentas utilizadas, o Dias e o Paint facilitaramno desenvolvimento do
DER e o Access foi usado no desenvolvimento do modelo físico.
Foram levantados as limitações do processo de funcionamento actual do supermercado, e foram
propostas funcionalidades de forma a melhorar a disponibilidade dos dados.
Findo o trabalho,conclui-se que implementação de uma base de dados melhora a gestao de
tempo, a disponibilidade dos dados e a integridade dos resultados no processo de gestão de
clientes, funcionários e mercadorias do supermercado.
Recomendações
Para que esta solução seja melhor implementada, é necessário seguir-se as seguintes
recomendações:
• Integrar o software para melhor organização ou gestão dos dados, de forma que os dados
nao estejam vulneráveis à erros comeditos pelos utilizadores;
• Fazer um estudo do software, para implementar no supermercado em segurança.
Bibliografia
Fileto, Prof. Renato. "O Modelo Entidade-Relacionamento." 2006.
Hamacher, Prof Silvio. http://www.ind.pucrio.br/Cursos/sig/Apostila.html (accessed Setembro
2020).
Pedro, Fernanda. "História da Evolução de Arquios de Dados." In Sistema de Gestão de
Ficheiros. Beja, 200.
Sistema de gerenciamento de banco de dados – Wikipédia, a enciclopédia livre.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Sistema_de_gerenciamento_de_banco_de_dados (accessed
Setembro 2020).
Sistemas de Gestão de Bases de Dados (SGBD) [Wiki Portugal-a-Programar].
https://wiki.portugal-a-programar.pt/dev_geral:bases_de_dados:sgbd (accessed Setembro 2020).