Você está na página 1de 12

Organizações Internacionais

ANTECEDENTES HISTÓRICO DAS


NAÇÕES UNIDAS

PROF. MATEUS GARCIA


(BMG)
1. Carta do Atlântico - 14 de Agosto de
1941

 Acordo internacional para a Cooperação


pacífica;

 Assinantes: Estados Unidos de América


(Franklin Roosevelt) e Reino Unido (Winston
Churchill);

 Objectivos: Propor um conjunto de


princípios em prol da paz e Segurança
Internacional.
2. Declaração das Nações Unidas - 1 de
Janeiro de 1942

 Acordo internacional para a Cooperação;

 Assinantes: Representantes de 26 Estados


(incluindo a URSS e a China);

 Objectivos: Aderir aos princípios da carta


do Atlântico, (potências aliadas) e lutar
contra as potências do Eixo (Alemanha,
Itália, Japão).
3. Declaração de Moscovo - 30 de
Outubro de 1943

 Acordo internacional para a cooperação;

 Assinantes: Representantes da URSS, EUA,


Reino Unido e China;

 Objectivos: Reforçar a ideia da necessidade


de se estabelecer uma Organização
Internacional.
4. Conferência de Dumbarton Oaks - 21
de Agosto á 7 de Outubro de 1944

 Acordo internacional para a cooperação;

 Participantes: Especialistas em diplomacia


dos EUA, Reino Unido e China;

 Objectivos: Criar o primeiro modelo da ONU


(estabeleceram-se certos princípios, estrutura e
funcionamento do órgão mundial).
5. Conferência de Ialta - 03 á 11 de
Fevereiro de 1945

 Acordo internacional para a cooperação;

 Participantes: Especialistas em diplomacia


dos EUA, Reino Unido, China e URSS;

 Objectivos: Acordar os princípios de voto no


Conselho de Segurança e as bases de um regime
de tutela a aplicar a determinados territórios
coloniais.
6. Conferência de S. Francisco - 25 de
Abril / 26 de Junho de 1945

 Acordo internacional para a


cooperação;

 Assinantes: Representantes de 51
Estados;

 Objectivos: Redigir e ratificar a carta


das Nações Unidas ( instituir a ONU).
Carta das Nações Unidas

“Pacto Constitutivo, que estabelece os fins,


estrutura orgânica, competência, modo de
funcionamento dos orgãos, e as relações com os
seus membros etc (...). Consiste no fundamento
último da ordem jurídica da ONU, cujas normas
têm de ser respeitadas por todos os orgãos e
agentes dessa organização. Contudo, não tem a
natureza de uma constituição”

(Mendes, 2014, p. 346)


Bibliografia Consultada
• Campos, J. M. (2010). Organizações Internacionais.
Coimbra - Portugal: Coimbra Editora.

• Sousa, F. d. (2008). Dicionário das Relações


Internacionais. Porto - Portugal: Edições Afrontamento.

• Dinh, N. Q. (2003). Direito Internacional Público. Lisboa


- Portugal: Fundação Calouste Gulbenkian.

• Mendes, N. C. (2014). Enciclopédia das Relações


Internacionais. Lisboa - Portugal: D.Quixote.
Organizações Internacionais

FIM

Você também pode gostar