Você está na página 1de 8

POLINÓMIOS

Monómios

: Chama-se monómio a toda a expressão onde só aparecem multiplicações.

Exemplos:

Generalidades Exemplos

1. Um monómio é constituído por um


coeficiente e por uma parte literal
2. Os monómios sem parte literal designam-se
por monómios constantes.
3. Dois monómios com a mesma parte literal
designam-se por monómios semelhantes.
4. Monómios semelhantes com coeficientes
simétricos são monómios simétricos.
5. O grau de um monómio é a soma dos
expoentes da sua parte literal.
O grau de um monómio constante é zero

Polinómios
: Chama-se polinómio à adição algébrica de monómios.

Polinómio na variável é toda a expressão na forma …+


Exemplos:

Generalidades Exemplos
1. Um polinómio com dois monómios chama-se binómio.

2. Um polinómio com os coeficientes todos nulos chama-se


polinómio nulo.
3. Cada monómio que constitui um polinómio chama-se
termo.

4. O grau de um polinómio é o grau do seu termos de grau


mais elevado.
5.Um polinómio sem termos semelhantes diz-se um
polinómio reduzido.
6. Um polinómio em x diz-se ordenado se os monómios
aparecem segundo potências crescentes ou decrescentes de x.
7. Um polinómio é completo se tem termos de todos os graus,
desde o de grau zero até ao termo de grua mais elevado.

Escola Secundária de Paços de Ferreira 19/20 Matemática A


Ficha Formativa 6 – Polinómios
1/8
Exercício: Complete a tabela seguinte:
Monómio Coeficiente Parte literal Grau Monómio Monómio
semelhante simétrico

Polinómio Grau Termos Completo? Reduzido? Ordenado

TPC: Pág. 113, ex 1; Pág 123, ex 18, 19, 20, 21

Igualdade de polinómios
: Dois polinómios na mesma variável são idênticos se e só se são iguais os
coeficientes dos termos do mesmo grau.

Método dos Coeficientes Indeterminados:


Método que consiste em utilizar a igualdade de polinómios para determinar coeficientes
desconhecidos de um polinómio. 7x2  3
Exemplo: Determine a e b de modo que sejam idênticos os polinómios: e

Exercícios:
1. Justifique que não são idênticos os polinómios e =
2. Considere os polinómios e e .
Determine os valores de e de modo que os polinómios sejam idênticos.
3. Pág. 119, ex. 8
TPC: Pág 119 exerc 9 e 10

Escola Secundária de Paços de Ferreira 19/20 Matemática A


Ficha Formativa 6 – Polinómios
2/8
Operações com polinómios

Operação
Adição dos polinómios e  é o polinómio que resulta de
simplificar os termos semelhantes
Subtração dos polinómios e  =
é o polinómio simétrico de
 é o polinómio que resulta de
Multiplicação dos polinómios e aplicar a propriedade distributiva da
multiplicação em relação à adição e a
simplificação de termos semelhantes.

Exercício:
1. Sejam e
Escreva na forma reduzida os polinómios:
a)
b)
2. Pág.123, ex:19

TPC: Pág. 114: 2 e 3 ; pág 123 ex 24, 25, 26

Divisão inteira de polinómios

: Dividir o polinómio pelo polinómio é encontrar dois


polinómios (quociente) e (resto) tais que:
1. e
2. é o polinómio nulo ou o seu grau é menor que o grau de .

A condição 1. é a propriedade fundamental da divisão:

Dividendo=divisor Quociente + Resto

Notas:
1. Se o resto da divisão de A por for o polinómio nulo, diz-se que A é
divisível por . (ou que é múltiplo de ou que é divisor de

2. A divisão de dois polinómios pode efetuar-se pelo algoritmo da divisão.


Para tal o dividendo deve estar ordenado por ordem decrescente das suas potências de
e completo, podendo alguns termos ter coeficiente nulo.

Escola Secundária de Paços de Ferreira 19/20 Matemática A


Ficha Formativa 6 – Polinómios
3/8
Algoritmo da divisão
Divisão de números Divisão de polinómios Cálculos Auxiliares

3451 21 2x + 1 x-1

C. Aux. 3 C. Aux.

Exercícios: 1. Determine o quociente e o resto da divisão: TPC:


a) por Pág 123 ex 27.3 e
b) por 27.4 e pág 116 ex4
c) por
2. Pág. 123:27.1 e 27.2

Regra de Ruffini
: Para efetuar a divisão de um polinómio por um polinómio da forma
pode usar-se a seguinte regra prática que se deve Ruffini
(médico e matemático italiano do séc. XVIII/XIX)
(zero do Coeficientes do dividendo
divisor)

a
Coeficientes do Quociente

Exemplo: Dividir o polinómio por

Dividendo:

Zero do divisor + + +
3 -3 2

=Resto

Quociente = Resto=

Escola Secundária de Paços de Ferreira 19/20 Matemática A


Ficha Formativa 6 – Polinómios
4/8
Regra de Ruffini (continuação)

Nota: A regra de Ruffini pode ser utilizada para dividir qualquer polinómio por
um polinómio da forma .
Como , na realidade quando se aplica a regra de Ruffini está-
se a fazer a divisão por .
O resto da divisão de por é o mesmo que o resto da divisão de
por mas o quociente vem multiplicado por .

(zero do Coeficientes de
divisor)

Resto
(Coeficientes)
Exercícios:
1. Aplicando a Regra de Ruffini, determine o quociente e o resto das divisões seguintes:

2. Pág. 118, Exerc. 6, 7 TPC: Pág. 124. Exerc. 29, 30

Teorema do Resto
: O resto da divisão de um polinómio por um polinómio de grau
1 é igual a sendo o zero do divisor .

Exemplo: O resto da divisão de por é igual a _______

• Zero de

• ) =_________

• Aplique a regra de Ruffini para determinar o resto da divisão de por e


compare-o com o valor de
TPC:
Exercícios:
1. Determine o resto da divisão de por Pág 124 ex: 33 e 35;
a) e Pág 125 ex 40
b) e
2. Determine os valores de e de modo que o polinómio
seja divisível por e dividido por dê resto 3.
3. Pág. 120 Ex. 11,12 e Pág 125 ex 41

Escola Secundária de Paços de Ferreira 19/20 Matemática A


Ficha Formativa 6 – Polinómios
5/8
Teorema do Resto - consequências

: Um número real diz-se zero ou raiz de um polinómio se e só se .

O Teorema do Resto podemos concluir que

1. Se é um zero de um polinómio , então é divisível por .

2. Se é divisível por então é zero de .

Exercícios:
1. Pág. 121, ex. 13, 15, 16; Pág. 125, ex 41
2. Determine os zeros (ou raízes) dos polinómios seguintes:
a)
b) TPC:
c) C(x)= Pág 121, ex 17;
3. Verifique graficamente que: Pág 124 ex: 36, 37,38; 45,
a) );
b) 47, 49, 51

4. Considere o polinómio
a) Recorrendo à calculadora encontre um zero de
b) Sem recorrer à calculadora, determine os restantes zeros de .

Decomposição de polinómios em fatores


: Dado um polinómio = …+ , de grau e com
raízes reais , …, pode escrever-se na forma

Um polinómio de grau de coeficientes reais tem no máximo zeros reais
( raízes reais).
Exemplo: Sabendo que o polinómio tem os zeros , 1 e 2,
decomponha o polinómio no produto de fatores do menor grau possível.

NOTA: Dado um polinómio P(x), de coeficientes inteiros, qualquer raiz inteira desse
polinómio é divisor do seu termo independente.
Exercícios:
1. Pág. 131, ex. 1.1, 1.5 e 1.6. TPC: Acabar exs 1 e 5 pág 131/133;
pág 139 ex 16, 17, 19 e 20;
2. Pág 132 ex 4; pág 133 ex 5.1. 5.4 e 5.6 pág 140, 36.
3. Dado o polinómio , sabe-se que 2 é zero de P(x).
a) Determine os restantes zeros.
b) Decomponha num produto de fatores do menor grau possível.

Escola Secundária de Paços de Ferreira 19/20 Matemática A


Ficha Formativa 6 – Polinómios
6/8
Multiplicidade de um zero de um polinómio
: Diz-se que é um zero ou raiz de multiplicidade k se
o fator entra na fatorização de exatamente vezes, isto é, é
divisível vezes por mas não é por vezes.

Conclui-se que e não é divisível por

Exemplo: Mostre que tem zero 1 e determine


o seu grau de multiplicidade.

TPC: Pág 140, ex 29, 34; 35,


Exercícios: pág 139 ex 16, 17, 19 e 20
1. Pág. 139: exercício 18
2. Determine a multiplicidade do zero 2 do polinómio
3. Determine o polinómio do 4º grau, sabendo que 2 e 1 são zeros de
multiplicidade 2 e o resto da divisão de por é 3.

Resolução de equações de grau superior ao segundo


A resolução de equações de grau superior ao segundo, passa por:

1º Escrever a equação na forma


2º Decompor o polinómio em fatores do 1º ou do 2º grau;

3º Aplicar a Lei do Anulamento do Produto;

4º Resolver as equações do 1º grau ou do 2º grau obtidas.

5º Indicar o conjunto solução.

Exemplo:
1. Resolva a equação
2. Resolva a equação e decomponha o polinómio
em fatores do menor grau possível.

Exercícios:
1. Pág. 134, exercícios 6.4, 7 2. Pág. 135: 10 3. Pág. 135, Exerc. 11.1

TPC Acabar Pág. 134, exerc 6; exerc 8


Pág. 135, exerc. 9 e 11.2; Pág. 140, exerc 40

Escola Secundária de Paços de Ferreira 19/20 Matemática A


Ficha Formativa 6 – Polinómios
7/8
Resolução de inequações de grau superior ao segundo
Para resolver uma inequação de grau superior ao segundo, após estar na forma canónica,
recorre-se ao estudo do sinal dos fatores em que se decompõe o polinómio do seu primeiro
membro

Exemplo:
Sejam e
a) Complete a tabela de sinais seguinte:

(x-2)

b) Determine os valores de tais que

c) Decomponha g(x) num produto de fatores e determina o conjunto solução da


condição

Resolução de inequações de grau superior ao segundo

Resumindo

A resolução de inequações de grau superior ao segundo passa por:

1º Escrever a inequação na forma , , ou


2º Decompor o polinómio em fatores do 1º ou do 2º grau;
3º Estudar, num quadro, de sinal o sinal da cada fator;
4º Indicar o conjunto solução da inequação.

Exercícios: Pág. 136: exerc. 13.2; Pág. 137, exerc. 15; Pág. 139, exerc. 27, 28;
Pág. 141, exerc. 47,48 TPC Pág 141, 49

Escola Secundária de Paços de Ferreira 19/20 Matemática A


Ficha Formativa 6 – Polinómios
8/8

Você também pode gostar