Você está na página 1de 12

LÍNGUA PORTUGUESA

6º ano 1º Trimestre / 2015


BATERIA DE EXERCÍCIOS

Dicionários são livros que guardam palavras. Palavras explicadas em palavras. Um verbete de dicionário
tem geralmente esta forma:

1. Leia a oração a seguir:

“Para sua surpresa, Doutor Pompeu passou por ele acenando, sentado em uma jardineira.”

Depois de ler os significados da palavra jardineira, responda: qual o significado que corresponde ao da
palavra jardineira na oração acima?

2. A palavra jardineiro tem um significado em comum com a palavra jardineira.

a) Qual é esse significado?


b) Qual a diferença entre essas duas palavras?
c) Quais as abreviaturas que mostram essa diferença? O que essas abreviaturas significam?
3. Observe o grupo de palavras abaixo:

ladrão – ladrar – ladravaz – ladrilhar – ladrilheiro – ladrilho – ladro – ladroaço – ladroagem –


lagar – lagarta – lagarto – lago – lagoa – lagosta – lagostim – lagrimejar – laguna – laico –
laivo – lajear
Se você fosse fazer uma pesquisa no dicionário, entre quais palavras do grupo acima deveriam estar as
palavras que seguem?

a) ladroeira:
b) lagartixa:
c) lágrima:

4. Há textos que se utilizam apenas da imagem, dispensando palavras, como na tira a seguir:

a) Crie, para o primeiro quadrinho, uma frase afirmativa, mostrando o que Calvin pretende fazer.
b) Para o segundo quadrinho, crie uma frase exclamativa, que demonstre o susto que Haroldo tomou ao
perceber que a flecha quase o acertou.
c) Para o terceiro quadrinho, crie uma frase interrogativa.
d) Crie uma frase imperativa para o último quadrinho.

5. Leia este anúncio, prestando atenção ao tipo de linguagem utilizado para a construção de seu sentido:

a) Escreva o nome das figuras que aparecem no anúncio.


b) Junte os nomes das figuras às palavras que aparecem no anúncio, na ordem em que foram colocados, e
descubra o ditado popular que se formou.
c) Qual o tipo de linguagem utilizado na construção do anúncio: linguagem verbal, não verbal ou mista?
6. Classifique a linguagem utilizada nos textos abaixo em linguagem verbal, não verbal ou mista.

a) c)

b)

7. Leia a tirinha:

a) Qual o tipo de linguagem utilizado nos três primeiros quadrinhos da tira?


b) E no último?
c) A falta de palavras, no último quadrinho, prejudica a compreensão da tira? Explique.
d) Quem são os interlocutores do texto?
e) Que código linguístico foi utilizado na tira?
Você se lembra desta música do grupo “Mamonas Assassinas”? Leia a letra da música produzida por ele:

8. Nessa música, o grupo intencionalmente explora uma variante linguística. Para isso, cria uma
personagem que teria determinadas características de fala. No terceiro verso, temos uma construção que
está em desacordo com a norma culta. Identifique-a e reescreva-a na linguagem culta.

9. Pouco sabemos sobre a pessoa que fala nessa música, mas, por algumas pistas do texto, podemos
imaginar. Em sua opinião, qual deve ser:

a) o grau de escolaridade dela?


b) a profissão?
c) a classe social a que ela pertence?
d) os filmes a que normalmente ela assiste

10. No 3º verso da 3ª estrofe, é empregada uma gíria: “uns rolezinho”. Qual o sentido dessa expressão, a
partir do contexto?

11. Está errado quando, em uma conversa informal, os falantes pronunciam gírias? Por quê?

12. Leia a seguir o fragmento de uma crônica e responda às questões.

a) O autor procurou reproduzir certas marcas da oralidade e caracterizar a linguagem como uma variedade
típica de uma região do Brasil. Que região é essa?
b) Que palavras ou expressões são típicas dessa região? Retire do texto.
13. Leia o trecho de uma carta de amor escrita pelo poeta Olavo Bilac:

a) A linguagem utilizada na carta é uma linguagem verbal escrita. O tipo de linguagem é padrão ou não
padrão?
b) Levando em consideração esse tipo de linguagem, o locutor tem ou não intimidade com o locutário?
Essa variante linguística está adequada ao tipo de texto e à situação?
c) Caracterize o locutor quanto ao seu nível de escolaridade.

Observe esta propaganda:

Presentes de ler,
presentes de ouvir,
presentes de se divertir.
Uma supercoleção de
presentes superlegais com
preços superbacanas.

14. Responda:

a) Identifique os elementos que correspondem à linguagem verbal e os correspondentes à linguagem não


verbal.
b) Identifique a que público o anúncio se destina, a partir da análise dos elementos verbais e não verbais
que o compõem.
c) Que característica desse público é destacada no texto do anúncio?

15. A língua usada no anúncio é padrão ou não padrão? Retire do texto exemplos que justifiquem sua
resposta.

16. Explique a intenção de quem criou o anúncio ao utilizar essa língua.


17. Leia os dois textos a seguir:

a) Os dois textos são narrativos. O texto 1 é uma notícia curta, também conhecida como nota jornalística,
e o 2, o trecho de um diário. Quem é o narrador em cada caso?
b) Compare o tipo de linguagem utilizado nos dois textos. Em qual deles a linguagem é formal? Por que
isso ocorre?
c) Explique por que, no outro texto, a linguagem é informal.
d) Que expressões ou frases, no texto que emprega a linguagem informal, identificam esse tipo de
linguagem?
e) Comente sobre a intenção de cada texto.
18. Veja o texto:

a) A linguagem do texto é verbal ou não verbal?


b) O cartum mostra os sonhos de consumo de um homem desde a infância até a morte. Em cada
quadrinho, ele é representado em uma fase de sua vida. No primeiro, ele é um bebê e, no último, ele está
morto. Como você o classificaria nos quadrinhos intermediários?
c) Identifique no texto pelo menos dois objetivos que o homem gostaria de alcançar.
d) O Cartum é um desenho caricato, que normalmente apela para o humor e a reflexão crítica. Essas
características estão presentes no cartum acima? Explique sua resposta.

Leia em voz alta estas palavras.

LUA RUA
Perceba que a única diferença sonora entre as duas
palavras que você leu está nos sons /L/ e /R/. Entre
lua e rua, podemos distinguir duas unidades de sons
diferentes. A existência dessas duas unidades de sons
permite concluir que se trata de duas palavras
diferentes. A unidade sonora mais simples da língua
recebe o nome de fonema.

19. Observe este conjunto de palavras:

Escreva grupos de palavras de acordo com as indicações a seguir:

 Palavras em que a letra x representa o fonema /s/.


 Palavras em que a letra x representa o fonema /ks/.
 Palavras em que a letra x representa o fonema /z/.
20. Marque as alternativas corretas em relação a esta mudança: galo - gelo.

( ) Ocorreu a alteração de apenas uma letra.


( ) Ocorreu a alteração de apenas um fonema.
( ) Ocorreu a alteração de duas letras.
( ) Ocorreu a alteração de dois fonemas.

21. Associe cada palavra do quadro à explicação correspondente.

 7 letras, 5 fonemas:
 7 letras, 6 fonemas:
 5 letras, 4 fonemas:
 5 letras, 5 fonemas:

Leia estas palavras:

22. Agora, identifique aquelas das quais retiramos propositalmente o h inicial e aquelas que foram escritas
indevidamente com a letra h. Reescreva-as de forma correta.

23. Observe, nas frases a seguir, alguns adjetivos que começam com a letra h. Escreva o substantivo
correspondente. Veja o exemplo da letra a.

a) Quem é hábil tem habilidade.


b) Quem é herói tem ____________________.
c) Quem é higiênico tem ____________________.
d) Quem é honesto tem ____________________.
e) Quem é honrado tem ____________________.
f) Quem é humilde tem ____________________.

24. Reconheça e escreva os substantivos empregados nas frases:

a) “Abriu-se em flor todo jardim: rosas vermelhas, branco jasmim.”


b) “Pairam bailando os colibris beijando dálias e bogaris.”
c) “Um bem-te-vi e um sabiá cantam na rama do manacá.”
d) “Brisa suave pelos caminhos leva a canção dos passarinhos.”
25. Leia este texto curioso:

Retire do texto:

a) um substantivo próprio;
b) um substantivo coletivo;
c) dois substantivos comuns e simples;
d) dois substantivos abstratos;

26. A palavra trabalho, que aparece no texto, é um substantivo primitivo, ou seja, ela pode dar origem a um
substantivo derivado. Veja:

Que outra palavra do texto, somada à partícula – dor, dá origem a um substantivo derivado?

27. Observe os substantivos do texto desta figura:

a) Crie um substantivo derivado para cada um destes substantivos:

 Brasil
 Espaço

b) Quinta-feira é um substantivo composto e designa um dia da semana. Que outros dias da semana
também são substantivos compostos?
c) Indique dois substantivos próprios existentes no texto.
28. Crie substantivos abstratos a partir destas palavras: delicado, tranquilo, rico, castigar, atacar.

29. Leia a tira de Dik Browner:

a) Identifique três substantivos abstratos na tira.


b) Forme um substantivo abstrato com o verbo casar, do último balão.

30. Há, a seguir, um grupo de coletivos. Descubra qual deles corresponde às expressões destacadas nas
frases abaixo. Se necessário, consulte o dicionário. Depois, reescreva as frases, substituindo as
expressões destacadas pelos coletivos a elas correspondentes.

a) A polícia procura um grupo de bandidos e malfeitores.


b) Um conjunto de aviões sobrevoou a cidade, fazendo acrobacias.
c) O desmatamento está prejudicando o conjunto de animais e o conjunto de plantas da região.
d) Na minha última viagem à capital, visitei um conjunto de quadros e fotos e gostei muito.
e) Um conjunto de soldados protege as fronteiras de nosso país.
f) Antes da prova de Geografia, dê uma olhada no conjunto de mapas da América.
g) O grupo de assaltantes já foi capturado ontem, de madrugada.
h) O conjunto de atores vai apresentar a peça em outra cidade.
GABARITO

1. Significado: “ônibus aberto com bancos paralelos.” b) O locutor não tem intimidade com o locutário. Essa
variante está adequada, visto que é uma carta a uma
2. a) Pessoas que cuidam de jardins. pessoa que não se conhece, portanto, não há
b) A diferença está no gênero, jardineiro é uma intimidade entre os falantes e também por conta do
palavra masculina e jardineira, feminina. nível de escolaridade da pessoa que escreve.
c) As abreviaturas são: s.f. e s.m. Provavelmente, o locutário também é uma pessoa com
nível de escolaridade alto, visto consegue entender a
3. a) ladroagem e lagar. carta.
b) lagarta e lagarto. c) Provavelmente, o locutor tem um nível de
c) lagostim e lagrimejar. escolaridade alto, visto que sabe utilizar as regras
gramaticais do português.
4. Sugestões de falas:
a) “Agora é só mirar e acertar o alvo.” 14. a) Linguagem verbal: o texto.
b) “Nossa! Essa foi por pouco mesmo!” Linguagem não verbal: o desenho do menino e dos
c) “Não gosta de brincar de tiro ao alvo, Haroldo?” objetos que o rodeiam, as cores, a forma de onda que
d) “Tire-me daqui, Haroldo!” a separação das cores desenha.
b) O anunciante se destina às crianças e aos jovens.
OBS: Essas frases são apenas exemplos. É c) O público é antenado, ou seja, está atento às
importante que o aluno observe os quadrinhos e crie novidades.
suas próprias frases, obedecendo ao comando da
questão. 15. Não padrão. Antenada, superpresentes, superfeliz,
superlegais, superbacanas.
5. a) Cavalo; dado; olhar; dentes.
b) Ditado: “Cavalo dado não se olha os dentes.” 16. Tem por intenção criar empatia, proximidade com o
c) Linguagem mista. público infanto-juvenil.

6. a) Linguagem não verbal. 17. a) No primeiro texto, o narrador é um repórter que


b) Linguagem verbal. conta os fatos em 3ª pessoa. No diário, o narrador é,
c) Linguagem mista. provavelmente, um adolescente, que relata seu
cotidiano, por isso emprega a 1ª pessoa.
7. a) Linguagem verbal e linguagem não verbal. b) No texto 1, porque os fatos são narrados por um
Também podemos chamar de linguagem mista. jornalista de um grande veículo de comunicação, cujo
b) No último, apenas foi utilizada a linguagem não público espera e valoriza a linguagem formal.
verbal. c) No texto 2, o narrador parece ser um jovem
c) A ausência de fala, no último quadrinho, não adolescente, escrevendo para si mesmo (diário).
prejudica a compreensão da tira, visto que as figuras Trata-se, portanto, de uma situação bem íntima e
conseguem, por si só, construir o sentido. As informal.
expressões de Mafalda e Manolito, no último d) “Não entendi qual era a do Petrônio” , “...ficando tão
quadrinho, ao olharem fixamente para o globo, mascarado”, “...não topa muito”, “...acho que é o
mostram que os dois estão preocupados com o máximo”, “...pondo para fora sua dor de cotovelo”, “...
planeta terra, pois ele é quem representa o doente, Inês tietando”, “... não quis saber de levar papo com
mencionado por Mafalda. ele”, “... se ligando na figura errada” e outras.
e) O código utilizado foi a língua portuguesa. e) Por ser um texto de caráter informativo, o texto 1
informa aos leitores sobre um acontecimento do
8. “A gente foi... ou Nós fomos ao shopping.” passado. É um texto jornalístico e o objetivo desse tipo
de texto é puramente transmitir uma informação de
9. a) É uma pessoa de pouca ou nenhuma forma rápida, clara e objetiva.
escolaridade. O texto 2 tem características e intenções diferentes,
b) É um pedreiro da construção civil; são citados os ele tem por objetivo registrar fatos do cotidiano, sejam
“andaimes”. eles banais ou especiais, foi feito para ser lido apenas
c) Provavelmente uma classe social baixa. por seu escritor e a linguagem é informal e não é
d) Pelo nome dos atores citados, supõe-se que goste objetiva, pois faz uso da sentimentalidade e da
de filmes de violência. opinião.

10. Provavelmente, dar umas voltas. 18. a) Não verbal.


b) No segundo quadrinho, o personagem é uma
11. Não, numa conversa informal, dependendo do grau criança; no terceiro, ele é um jovem; no quarto, é um
de intimidade dos interlocutores, as gírias são adulto; no quinto, um idoso.
admitidas. c) Bicicleta, moto, carro e uma cadeira de rodas.
d) Essas características estão presentes no cartum,
12. a) O Rio Grande do Sul. pois ele critica o comportamento humano, como sendo
b) Buenas, tchê, no más. consumista e nunca estando satisfeito com o que tem,
desejando sempre mais, a cada fase da vida e de
13. a) Na carta, foi utilizada a linguagem padrão. acordo com suas necessidades.
19. 25. a) Shisedo ou Yokohama.
 /S/ : aproximar, auxílio, explicação, exposição, b) Equipe.
extremidade, proximidade, próximo e texto. c) Chulé, equipe, entre outros.
 /ks/: axila, fixar, fixação, flexão, flexível, sexualidade d) Conclusão e trabalho.
e taxímetro.
 /z/: exagerar, exaltar, exame, examinar, exatidão, 26. Pesquisa – pesquisador.
exaustivo, exemplo, exercício e êxito.
27. a) Brasil – brasileiro.
20. Marca-se a primeira e a quarta opção. Espaço – espaçozinho.
b) São: segunda-feira, terça-feira, quarta-feira e sexta-
21. feira.
 Excesso c) Brasil e Sol.
 Honesto
 Chuva 28. Delicadeza, tranquilidade, riqueza, castigo, ataque.
 Sorte
29. a) Firmeza, convicção, compras.
22. Helicóptero, hoje, ontem, hospital, herança, herói, b) Casamento.
anjo, especial, hidratar.
30. a) A polícia procura uma corja.
23. b) heroísmo. b) Uma esquadrilha sobrevoou a cidade, fazendo
c) higiene. acrobacias.
d) honestidade. c) O desmatamento está prejudicando a fauna e a
e) honra. flora da região.
f) humildade. d) Na minha última viagem à capital, visitei uma
galeria e gostei muito.
24. a) flor, jardim, rosas, jasmim. e) Um exército protege as fronteiras de nosso país.
b) colibris, dálias, bogaris. f) Antes da prova de Geografia, dê uma olhada no
c) bem-te-vi, sabiá, rama, manacá. atlas da América.
d) Brisa, caminhos, canção, passarinhos. g) A quadrilha já foi capturada ontem, de madrugada.
h) O elenco vai apresentar a peça em outra cidade.