Você está na página 1de 12

PROJETO DE REFERÊNCIA

 Projeto urbano Alameda da Providencia Chile

O projeto Urbano Alameda da Providencia Chile foi desenvolvido pelo


escritório de arquitetura Vigliecca e Associados, para um concurso,
internacional promovido pelo governo metropolitano de Santiago, em 2015. O
projeto se trata de um eixo viário que estrutura a principal centralidade
metropolitana de Santiago ao longo das vias Libertador Bernado O’Higgis,
Providencia e Nova Providencia, chegando a 12km de extensão.

Fonte: http://www.vigliecca.com.br/pt-BR/projects/providencia-boulevard

A complexidade dos usos e a necessidade de melhoria do transporte


coletivo e a revitalização dos espaços públicos foram o ponto de partida para o
projeto e por esse motivo ele foi escolhido como projeto de referencia para
intervenção urbana.
O projeto apresentado foi feito para atender uma demanda técnica de
transporte e para servir como indutor do desenvolvimento da cidade. Portanto,
foi proposto um novo corredor de transporte público e a requalificação dos
espaços a fim de consolidar os usos e as atividades existentes e induzir novos
usos, consolidando o caráter metropolitano dessa centralidade ao longo de
toda sua extensão, de oriente até poniente.
Premissas, critérios e setores

Foram consideradas três premissas principais:


1. Compreender a estrutura física e a dinâmica de circulação atrelada ao
uso do solo;
2. Priorizar os elementos que serão consolidados ou renovados em cada
setor com relação à capacidade e eficiência;
3. Dar legibilidade às ações propostas por meio de um sistema de
circulação que integre: rede de ciclovias, vias peatonais, praças e
parques.
Pode-se identificar três setores urbanos: Poniente, Central e Oriente,
compostos por trechos que apresentam soluções diferentes entre si.

Fonte: http://www.vigliecca.com.br/pt-BR/projects/providencia-boulevard
Setor Poniente – Trecho 01

O trecho 01 possui um largo canteiro central entre as pistas de


rolamento, as quais possuem no mínimo três faixas por sentido. Essa situação
permite a implantação da 4ª faixa nas paradas e, com isso, garante a
ultrapassagem dos ônibus nessas paradas.

Fonte: http://www.vigliecca.com.br/pt-BR/projects/providencia-boulevard

Setor Central – Trecho 02 e trecho 03

O trecho 02 corresponde ao trecho em que o corredor central se amplia


significativamente, contendo no seu interior um parque linear. Nesse trecho se
prevê faixas de ultrapassagem contínuas devido ao elevado fluxo de ônibus
previstos para o trecho.
No trecho 03 a largura das sessões transversais impõe a alternância
das estações, que atendem os sentidos contrários de fluxo de ônibus. Os usos
do canteiro central se mantêm para abrigar e garantir a 4ª faixa de
ultrapassagem entre os ônibus.
Fonte: http://www.vigliecca.com.br/pt-BR/projects/providencia-boulevard

Setor Oriente – Trecho 04 e trecho 05

Esse setor permitiu a criação de uma pista exclusiva para os dois


sentidos do novo corredor de transporte e suas estações de parada. Com isso
os usuários podem contar com uma uniformidade do atendimento.
Fonte: http://www.vigliecca.com.br/pt-BR/projects/providencia-boulevard

Fonte: http://www.vigliecca.com.br/pt-BR/projects/providencia-boulevard
Calçadas como extensão do térreo

Foi previsto espaços na calçada como área de estar que relacionado


às atividades instaladas no térreo das edificações contribui com a animação
urbana na alameda, gerando segurança e valorização do espaço público e
também privado.

Fonte: http://www.vigliecca.com.br/pt-BR/projects/providencia-boulevard

Estações como espaços de estar

A integração das novas estações de transporte público aos espaços


arborizados junto ao canteiro central, como jardins internos, parte da
qualificação do espaço urbano da Alameda, contribui com o conforto térmico e
visual desses espaços atraindo novos usuários para o sistema.

Fonte: http://www.vigliecca.com.br/pt-BR/projects/providencia-boulevard
Maior uso do espaço público

Foram incrementados novos usos e atividades ao espaço público,


como espaços para pequenos eventos e feiras, principalmente nos pontos de
associação entre as novas estações do corredor e as estações do metrô, para
aproveitar a grande circulação de pessoas nos pontos de intermodalidade.

Fonte: http://www.vigliecca.com.br/pt-BR/projects/providencia-boulevard

Conexão com o bairro

Foram pensadas conexões de pedestres e ciclistas junto aos acessos


às novas estações de transporte e sua inserção junto à espaços de estar e
serviços, para reforçar esses pontos como uma referência urbana integrada ao
sistema geral de circulação da centralidade.

Fonte: http://www.vigliecca.com.br/pt-BR/projects/providencia-boulevard
Conexão bairro – estação – parque

A ação para implantação também do novo sistema de transporte


público também se preocupou em permitir a integração de sistemas de
circulação motorizados e não motorizados como parte de um sistema único e
legível que contribui com o acesso ao Parque Providencia, especialmente junto
ás novas estações de metro, potencializando o uso desse importante
equipamento.

Fonte: http://www.vigliecca.com.br/pt-BR/projects/providencia-boulevard
 Projeto urbanístico ZAC des Bayonnes – Val d’Oise,
Herblay, comuna na França.

O projeto urbanístico em questão se trata de uma revitalização de certa


região de Heblay, comuna francesa, em que a proposta é a reforma e
implantação de equipamentos urbanos e vegetação, assim como melhoria do
lugar, em um bairro residencial existente, amplamente preservado. O objetivo
principal das novas operações, segundo o escritório responsável, é o
planejamento urbano com alto nível das qualidades sociais, econômicas e,
principalmente, ecologicamente sustentável.

Fonte: http://www.compagniedupaysage.com/projects/zac-des-bayonnes-herblay/
A escolha do projeto acima como referência se deu, principalmente, pela
relação dos canteiros centrais com as ruas para veículos. Podemos notar, nas
calçadas adjacentes, a presença de mobiliários para pedestres como
parquinhos para crianças e mobiliário de estar com proteção solar, tudo isso
em meio a muita vegetação. No entanto, o que chama mais atenção no projeto
são os canteiros centrais, que além de serem arborizados, possuem seções
com estacionamento para veículos, fazendo com que os carros não ocupem
tanto espaço – espaços que podem ser “deixados” para pedestres – e ainda
assim podendo atender a demanda do local, visto que também se trata de um
espaço linear e os estacionamentos estarem presentes ao longo de toda a
rua/avenida. Dessa forma, pode-se relacionar com a Avenida do Barbado de
varias formas, visto que a ultima possui um canteiro considerável e que até o
momento inutilizado – nem mesmo para faixas de pedestre – e possui também
uma área para estacionamento superestimada, podendo facilmente ser
utilizada para outros fins.

DIRETRIZES PROJETUAIS: MISCIGENANDO OS PONTOS


MODERNISTAS

 Circular e permanecer

- Viabilizar o acesso do pedestre a todos os espaços de lazer

- Possibilitar uma maior permanência das pessoas nos espaços


criados/revitalizados

 Recrear/ diversidade

- Revitalizar o espaço público trazendo a possibilidade de um uso mais


diversificado do mesmo.

 Valorização da paisagem urbana


- Desenvolver elementos visuais que deem identidade a Avenida Parque
do Barbado valorizando também a paisagem natural
PARTIDO URBANÍSTICO

Circular e permanecer: Melhorar as condições de circulação e


permanência das pessoas através do acesso aos espaços de lazer,
melhorando o conforto térmico e a segurança dos pedestres e ciclistas por
meio da criação de faixas de pedestre e o reforço da divisão entre a pista de
rolamento e a ciclovia, além de plantar mais árvores para criar um
sombreamento adequado para o local, possibilitando maior permanência das
pessoas e um trânsito mais confortável para os pedestres; implantação de
mobiliário urbano adequado como ponto de ônibus coberto, bancos, lixeiras,
faixas de pedestres e placas.

Recrear/diversidade: Revitalizar o espaço público fazendo um melhor


uso dos vazios urbanos existentes para incentivar atividades que promovam a
diversidade socioeconômica e cultural através de espaços para food trucks, e
pequenos eventos (mini arena/palco), por exemplo. Além de requalificar as
áreas já existentes com mobiliário urbano e vegetação, reforçando assim o uso
das ciclofaixas para prática de esportes. Dessa forma, promovemos no parque
linear eventos de baixo impacto ambiental de atividades que valorizem os
aspectos culturais, com mais segurança e acessibilidade.

Valorização da paisagem urbana: Valorizar o local através de elementos


visuais que tragam um melhor aproveitamento para os pedestres, criando uma
paisagem que dê identidade à Avenida Parque, além de viabilizar uma maior
integração entre os moradores dos bairros adjacentes, através da formação de
maciços verdes com espaços de convivência integrados e mobiliário urbano
adequado
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

VIGLIECCA, Héctor e Associados Ltda. Projeto Urbano Alameda


Providencia Chile. 1a. ed. São Paulo: Tcc, 2015.
http://www.compagniedupaysage.com/projects/zac-des-bayonnes-herblay/