Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DO

TRIÂNGULO MINEIRO
HOSPITAL DE CLÍNICAS
Tipo do POP.SHH.005 - Página 1/4
PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO
Documento
Título do CONFECÇÃO DE MÁSCARAS DE PROTEÇÃO Emissão: 22/04/2020 Próxima revisão:
Documento FACIAL Versão: 1 22/04/2022

1. APRESENTAÇÃO
 Este Procedimento Operacional Padrão (POP) integra uma das iniciativas do Setor de
Hotelaria Hospitalar (SHH) e do Comitê de Enfrentamento Institucional ao COVID-19.
 Foi elaborada e revisada a partir da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) nº 356, de 23 de
Março de 2020, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que dispõe, de “ forma
extraordinária e temporária, sobre os requisitos para a fabricação, importação e aquisição de
dispositivos médicos identificados como prioritários para uso em serviços de saúde, em virtude da
emergência de saúde pública internacional relacionada ao SARS-CoV-2” e da Nota Técnica
GVIMS/GGTES/ANVISA n° 4/2020 que trata sobre “orientações para serviços de saúde: medidas de
prevenção e controle que devem ser adotadas durante a assistência aos casos suspeitos ou
confirmados de infecção pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2)”, atualizada em 31 de março de 2020,
conforme critérios estabelecidos em suas páginas 21 e 22.

2. OBJETIVOS
 Orientar a equipe de costureiras voluntárias a respeito da confecção das máscaras de
proteção facial compostas por tripla camada, sendo duas camadas em TNT (tecido não tecido) de
gramatura 40 gramas e um filtro SSMMS (três camadas externas de Spunbond e duas camadas
internas de Meltblown), a ser utilizadas por profissionais no âmbito do HC-UFTM.
 Garantir a execução da técnica adequada para confecção das máscaras de proteção facial.
 Garantir o processo de esterilização das máscaras de proteção facial em peróxido de
hidrogênio (Plasma) e/ou em vapor saturado sob pressão para serem utilizadas por profissionais no
âmbito do HC-UFTM.
 Definir a utilização das máscaras de proteção facial pelos profissionais, bem como o descarte
correto após utilização, sendo que o insumo deverá ser de uso único.
 Priorizar a segurança dos profissionais de saúde.

3. DESCRIÇÃO

3.1 Guia de orientação para confecção das máscaras de proteção facial em TNT duplo e com
filtro de SSMMS
 A equipe de costura deverá higienizar as mãos no início da rotina de trabalho com água e
sabão, bem como antes e após ir ao banheiro e antes e após se alimentar.
 A equipe de costura deverá utilizar touca no cabelo e máscara de proteção facial simples que
será trocada quando a máscara apresentar sujidade ou umidificação e/ou sempre que
necessário.
 A equipe de costura deve manter rotina de higienização de todo o seu equipamento e
máquinas, com solução alcoólica a 70%.

3.2 Relação do material que será destinado à confecção das máscaras


 TNT , 100% polipropileno, gramatura 40 gramas, de preferência na cor branca, para a parte
externa da máscara.
UNIVERSIDADE FEDERAL DO
TRIÂNGULO MINEIRO
HOSPITAL DE CLÍNICAS
Tipo do POP.SHH.005 - Página 2/4
PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO
Documento
Título do CONFECÇÃO DE MÁSCARAS DE PROTEÇÃO Emissão: 22/04/2020 Próxima revisão:
Documento FACIAL Versão: 1 22/04/2022

 TNT, 100% polipropileno, SSMMS, na cor azul, para a parte interna da máscara.
 Fio de alumínio revestido (amarrilho), 0,9 cm.
 Fio elástico roliço, 20 cm. Na ausência deste material fazer as tiras com o tecido de TNT.
 Material para costura (linhas, máquinas, etc).

3.3 Passo a passo para realizar a costura


 Separar recorte do tecido das partes externas (de preferência o TNT branco) que tem a
medida de 19 cm de largura X 17 cm altura.
 Separar o recorte de tecido SSMMS da parte interna (cor azul) com medida de 19 cm de
largura X 10 cm altura.
 Colocar o tecido SSMMS cor azul entre as duas camadas de TNT de cor branca.
 Passar costura em máquina na parte superior da máscara.
 Posicionar o amarrilho abaixo da costura, dobrar 1 cm da extremidade, de maneira que o
amarrilho fique envolvido completamente, e passar costura reta. Esta parte será utilizada com
clipe nasal.
 Fazer três pregas de cima para baixo, considerando o clipe nasal como parte superior.
 Passar costura reta para segurar as pregas e fechar abas laterais.
 Reforçar costura nas duas laterais.
 Recortar tiras de 30 cm em fio roliço de elástico ou tira de TNT.
 Passar costura reta nas laterais e finalizar processo.
 Observação:
 Após confecção das máscaras armazená-las em saco plástico para evitar contaminação do
produto;
 Fazer contato com profissional do SHH, ramal 5215, em caso de dúvidas, e entregar a
produção das máscaras no SHH.

3.4 Esterilização das Máscaras de Proteção Facial


 A equipe do SHH e/ou Unidade de Almoxarifado deverá encaminhar as máscaras de proteção
facial para a Central de Materiais Esterilizados (CME), protocolando em impresso padronizado.
 A equipe da CME realizará a inspeção visual das máscaras e, em caso de defeitos, realizará a
separação e devolução ao SHH.
 A equipe do CME deverá realizar pacotes contendo cinquenta máscaras de proteção facial e
embalar em embalagem grau cirúrgico.
 A equipe da CME submeterá os pacotes de máscaras ao processo de esterilização em
equipamento contendo vapor saturado sob pressão e/ou peróxido de hidrogênio (Plasma).
 As embalagens contendo as máscaras esterilizadas deverão ser entregues à Unidade de
Almoxarifado, devidamente protocoladas e, posteriormente, armazenadas em local apropriado,
até o momento da distribuição para as unidades assistenciais.
UNIVERSIDADE FEDERAL DO
TRIÂNGULO MINEIRO
HOSPITAL DE CLÍNICAS
Tipo do POP.SHH.005 - Página 3/4
PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO
Documento
Título do CONFECÇÃO DE MÁSCARAS DE PROTEÇÃO Emissão: 22/04/2020 Próxima revisão:
Documento FACIAL Versão: 1 22/04/2022

3.5 Utilização das Máscaras de Proteção Facial


 As máscaras devem ser de uso único, não sendo passíveis de reprocessamento.
 Recomenda-se que as máscaras sejam utilizadas conforme Nota Técnica
GVIMS/GGTES/ANVISA, nº 4/2020, atualizada em 31 de março de 2020.

4. REFERÊNCIAS
1 BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Nota Técnica GVIMS/GGTES/ANVISA n° 4/2020.
Orientações para serviços de saúde: medidas de prevenção e controle que devem ser adotadas
durante a assistência aos casos suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus (SARS-
CoV-2). Atualização 3 de 31 de março de 2020. Brasília, 2020. 73p. Disponível em:
http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/271858/Nota+T%C3%A9cnica+n+04-2020+GVIMS-
GGTES-ANVISA/ab598660-3de4-4f14-8e6f-b9341c196b28

2 EMPRESA BRASILEIRA DE SERVIÇOS HOSPITALARES. Hospital de Clínicas da Universidade Federal


do Triângulo Mineiro. Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente. Orientações sobre a
utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para uso durante atendimento de Casos
Suspeitos e /ou Confirmados de COVID-19. Uberaba-MG, 2020. 2 p. Disponível em:
http://www2.ebserh.gov.br/documents/147715/0/HCUFTM-
UTILIZACAODEMASCARAS.pdf/20b350cb-89e1-4375-bb29-4d77948c32f6

3 BRASIL. Ministério da Saúde/Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução – RDC nº 356, de


23 de março de 2020. Requisitos para a fabricação, importação e aquisição de dispositivos médicos
identificados como prioritários para uso em serviços de saúde, em virtude da emergência de saúde
pública internacional relacionada ao SARS-CoV-2. Atualização em 23 de março de 2020. Diário oficial
da União. Ed 56-C|Seção:1-Extra|Página:5. Brasília, 2020. Disponível em:
http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/resolucao-rdc-n-356-de-23-de-marco-de-2020-249317437

4 Parecer Técnico Equipe do Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente e Unidade de


Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho do HC-UFTM – Processo SEI (Sistema Eletrônico de
Informações) 23521.005613/2020-10.
UNIVERSIDADE FEDERAL DO
TRIÂNGULO MINEIRO
HOSPITAL DE CLÍNICAS
Tipo do POP.SHH.005 - Página 4/4
PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO
Documento
Título do CONFECÇÃO DE MÁSCARAS DE PROTEÇÃO Emissão: 22/04/2020 Próxima revisão:
Documento FACIAL Versão: 1 22/04/2022

5. HISTÓRICO DE ELABORAÇÃO/REVISÃO
VERSÃO DATA DESCRIÇÃO DA AÇÃO/ALTERAÇÃO

1 03/04/2020 Trata da padronização do procedimento de confecção de máscaras de


proteção facial em material TNT duplo e com filtro de SSMMS para
serem utilizadas por profissionais no âmbito do HC-UFTM.

Elaboração Data: 17/04/2020


Renata Maria Dias de Abreu, chefe do SHH

Validação Data: 17/04/2020


Alessandra Assis Lima, chefe da Unidade de Vigilância em
Saúde e Qualidade Hospitalar
Fernanda Carolina Camargo, chefe do Setor de Vigilância
em Saúde e Segurança do Paciente

Registro, análise e revisão Data: 18/04/2020


Ana Paula Corrêa Gomes, chefe da Unidade de
Planejamento

Aprovação Data: 22/04/2020


Renata Maria Dias de Abreu, chefe do SHH
Luiz Humberto Camilo, chefe da Divisão de Logística e
Infraestrutura Hospitalar

Cópia Eletrônica não Controlada


Permitida a reprodução parcial ou total, desde que indicada a fonte e sem fins lucrativos.
® 2019, Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares. Todos os direitos reservados
www.Ebserh.gov.br

Você também pode gostar