Você está na página 1de 21

DNS, DHCP e LDAP

Cornelio Marcelino
Emerson Roque
Gerson Tembe
Domain Name System (DNS)


O protocolo DNS (Domain Name System) é um sistema de
nomes de domínio que realiza o mapeamento de endereços
IP para nomes de domínio e vice-versa.

A essência do DNS é a criação de um esquema hierárquico
de atribuição de nomes baseado no domínio e de um sistema
de banco de dados distribuídos para implementar esse
esquema de nomenclatura.(TANEMBAUM, 2003, p.617).

O DNS possui também a funcionalidade reversa,
traduzindo endereços em nomes para IP’s.
DNS - Domain Name System

Iscim.ac.mz
DNS - Domain Name System

O DNS teve sua origem devido o crescimento da rede de
computadores do Departamento de Defesa Norte-Americano,
conhecido como ARPAnet.

Nesta época havia apenas um arquivo denominado HOSTS.TXT
que armazenava em um computador central todas as
informações de mapeamento de endereços IP para nomes.

Quando um computador tivesse a necessidade de obter um
mapeamento atualizado, era necessário realizar o carregamento
deste arquivo do servidor para o computador local, resultando
em um grande fluxo de dados na rede de computadores e uma
alta latência entre os computadores desta rede.
DNS - Domain Name System


O DNS é estruturado na forma de um banco de

dados hierárquico distribuído, onde cada servidor

é responsável por manter uma tabela com os

endereços IP e nomes dos hosts em seu sub-

domínio.
Como funciona
Tipos de servidores


Recursivo
➢ Realiza toda a consulta
➢ Realiza cache das consultas

Nao recursivo
➢ Entrega ao cliente apenas o IP dos root servers

Autoritativo
➢ É o servidor responsável pela zona

Configuração DNS no Windows


Acesse o menu “Iniciar”;

clique em “Configurações” » “Rede e Internet” » “Wi-Fi”;

escolha “Alterar opções de adaptador”;

clique com o botão direito em sua rede ativa » “Propriedades” (caso seja
solicitada a senha de administrador, digite-a);

busque a opção “TCP/IPv4” (Protocolo IP Versão 4);

clique em “Propriedades”;

marque “Usar os seguintes endereços de servidor de DNS” e informe o valor
8.8.8.8 para o servidor DNS preferencial e 8.8.4.4 para o servidor DNS
alternativo;

clique em “OK” para salvar as alterações.

Configuração DNS no Windows

Configuração DNS no Windows

Configuração DNS no Linux

Abra o menu Sistema;

clique em “Preferências” » “Conexão de Rede” (verifique os nomes
desses campos da sua versão Linux, pois eles podem variar);

escolha o tipo de rede que será alterada (com ou sem fio) e clique
em “Configurações”;

clique em “IPv4” e selecione a opção “Automatic (DHCP)”;

clique no ícone “+” do campo DNS para adicionar os endereços;

digite 8.8.8.8 e 8.8.4.4. no campo DNS Server;

clique em “Save”.

Configuração DNS no Linux

Configuração DNS no Mac

Acesse o menu da Apple;

clique em “Preferências do Sistema”;

acesse “Rede”;

escolha a conexão que será alterada;

clique em “Avançado”;

acesse a aba “DNS”;

apague os endereços na tabela esquerda e clique em “+” para
informar os do Google;

insira “8.8.8.8” no campo primário e “8.8.4.4” no secundário;

salve as alterações.

Configuração DNS no Mac

Configuração DNS no Mac

Configuração DNS no Roteador
TP-LiNK

Alterar as configurações diretamente no roteador faz com
que toda a rede funcione sob as definições que serão
implementadas, independentemente do dispositivo usado.
Isso evita que você precise fazer configurações
individuais.

digite o endereço 192.168.0.1 no seu navegador e, para
acessar o painel de configuração do roteador, insira as
credenciais de administrador — geralmente, elas ficam na
parte de baixo ou no manual do aparelho
Configuração DNS no Roteador
TP-LiNK
Configuração DNS no Roteador
TP-LiNK

acesse a seção WAN do roteador (essa opção pode estar
inserida nas abas LAN, DHCP ou Internet);
Configuração DNS no Roteador
TP-LiNK

preencha os valores de “8.8.8.8” para o DNS primário e
“8.8.4.4” para o DNS secundário;

salve as alterações.