Você está na página 1de 2

Estruturas de betão Secção Autónoma de Engenharia Civl

Esforços normais e de flexão Universidade de Aveiro

A capacidade resistente de cálculo das secções de um elemento de betão armado ou


pré-esforçado com armaduras aderentes, baseia-se em hipóteses que simulam o
comportamento último das secções.
As forças resistentes da secção devem ser obtidas a partir das tensões e forças no
betão e no aço na base das seguintes hipóteses:

Ø a distribuição da extensão longitudinal é linear na secção;


Ø o betão não resiste à tracção;
Ø as variações das deformações nas armaduras e no betão adjacente são iguais;
Ø as deformações totais nos cabos de pré-esforço são calculadas tendo em
consideração a deformação inicial correspondente ao valor de cálculo da
força de pré-esforço das condições em análise, após perdas.

Com base nestas hipóteses, se se utilizar o diagrama parábola-rectângulo, as forças


na secção podem ser deduzidas a partir do diagrama da figura, em que se assume
que o diagrama de extensões passa através do ponto A ou do ponto B. Um
diagrama que passe por A corresponde a flexão simples ou composta enquanto um
diagrama que passe por B corresponde a compressão simples ou flexão composta
na qual toda a secção se encontra comprimida.

0 ecu
A
x
3H/7

d B
Ap Dep edo

As es
C [0.01]
-0.002

Nalguns casos, como por exemplo quando existam aços com diferentes resistências
ou quando várias barras se encontram distribuídas na altura, é conveniente limitar a
extensão máxima do aço a 0.01 o que corresponde ao diagrama de deformações
passar no ponto C em vez de passar em A ou B.

Paulo Barreto Cachim 6


Estruturas de betão Secção Autónoma de Engenharia Civl
Esforços normais e de flexão Universidade de Aveiro

No caso de se utilizar o bloco de tensões rectangular, os diagramas deformação são


os ilustrados na figura abaixo. A utilização deste diagrama é particularmente útil
no caso de secções de geometria complexa.

0 ecu

d
Ap Dep edo

As es

Determinação das forças interiores no aço e no betão

Betão
No caso do diagrama rectangular a força de compressão vale:
Fc = 0.85 fcd Acc (ou Fc = 0.8 fcd Acc)

em que Acc representa a área de betão comprimido. A resultante das forças de


compressão no betão encontra-se aplicada no centro de gravidade da área
comprimida.

No caso do diagrama parábola-rectângulo é necessário proceder à integração do


diagrama de tensões na área comprimida de betão:
Fc = ò s dA
Acc
c cc

Paulo Barreto Cachim 7

Você também pode gostar