Você está na página 1de 14

11.

Módulo Interno – Ajustes Administrativos

Uma vez a autorização já emitida, o Gerente Operacional tem a possibilidade de


realizar ajustes relacionados ao Projeto Florestal. Trata-se especificamente dos ajustes da
Autorização, do Cronograma de Exploração e da Declaração de Corte.

Todo e qualquer ajuste realizado nestas modalidades gera o registro da operação e


do usuário que a executou. Abaixo serão apresentados os tipos de ajustes disponíveis no
SINAFLOR.

11.1. Ajuste da Autorização

Esta modalidade permite ao Gerente Operacional realizar adequações nos


produtos, espécies e volumes emitidos na Autorização de Exploração.

Para realizar esta atividade o usuário deverá acessar com seu perfil específico o
módulo interno do SINAFLOR.

Depois de aberto o sistema, o Gerente Operacional deverá selecionar a opção


“Licenciamento de Exploração” e logo em seguida a opção “Ajustes”.
O sistema apresentará uma nova tela contendo a relação de Projetos Florestais
autorizados e passíveis de ajustes. Para iniciar a atividade selecione o processo em
questão.

Na barra de ferramentas lateral, o sistema disponibilizará as seguintes opções:

Para realizar a operação o Gerente Operacional deverá selecionar então a opção


“Ajustar Autorização”. Logo em seguida o sistema abrirá a seguinte janela:
A janela disponibiliza o “Resumo da Autorização”, ou seja a relação de produtos,
espécies e volumes emitidos na Autorização de Exploração original.

O Gerente Operacional possui a opção de incluir, editar ou mesmo excluir um


produto do “Resumo Autorizado”.

Ao clicar no botão “Incluir” é aberta nova janela para preenchimento das


informações do novo produto a ser inserido na autorização.

Devem ser preenchidos os campos Produto, Nome Científico, Nome Vulgar e


Volume Autorizado. Finalizado o preenchimento o Gerente Operacional deverá selecionar
a opção “Salvar”
Desta forma é realizada a inclusão do produto na lista “Resumo da Autorização”,
ficando assim modificada a Autorização de Exploração.

O Gerente Operacional poderá ainda ver o espelho da autorização. Para isso basta
acessar o botão “Visualizar Autorização”.

Para concluir a operação de ajuste da autorização, basta clicar novamente no


botão “Salvar”.

A opção “Editar” segue mesmo procedimento realizado anteriormente, devendo


preliminarmente ser selecionado o produto a ser modificado.
11.2 Ajuste da Declaração de Corte

É parte integrante do SINAFLOR a ferramenta “Declaração de Corte”. Nela, após


emissão de autorização de exploração (Autex), os créditos pré-autorizados somente serão
liberados mediante a declaração das árvores efetivamente exploradas.

Na prática, após a exploração das árvores em campo, para a efetivação dos


créditos e transporte das toras, o empreendedor deverá realizar o romaneio das árvores
efetivamente exploradas e declarar no SINAFLOR os dados e volume real de cada
indivíduo (número da árvore, diâmetro, comprimento e volume real). Desta forma,
somente serão liberados os volumes efetivamente explorados, e não o volume
apresentado no inventário florestal.

Com o módulo declaração de corte do SINAFLOR, os créditos que entrarão no


sistema de Documento de Origem Florestal - DOF representarão os volumes efetivamente
explorados, evitando a geração de créditos de madeira inexistentes.

Mesmo o empreendedor realizando os devidos cuidados com checagem das


informações das árvores exploradas antes de Declarar o Corte, podem existir casos de
erros na prestação desta informação. Neste caso o usuário deverá dirigir-se ao Órgão
Ambiental competente para solicitar as correções.

Para realizar ajustar a Declaração de Corte o Gerente Operacional deverá


selecionar a opção “Licenciamento de Exploração”, e logo em seguida a opção “Ajustes”.
O sistema irá avançar para nova tela contendo a relação de Projetos Florestais
autorizados e passíveis de ajustes. Para iniciar a atividade selecione o processo em
questão.

Na barra de ferramentas lateral, o Gerente Operacional deverá selecionar a opção


“Ajustar Declaração de Corte”.

Logo em seguida o sistema abrirá nova Janela.


Em se tratando de Plano Operacional Anual - POA, em que é realizado o Inventário
Florestal 100%, a Declaração de Corte é realizada indivíduo à indivíduo, sendo informado
o corte das árvores que foram definidas para a exploração.

Para executar o ajuste da Declaração de Corte, o Gerente Operacional terá as


seguintes opções que estão localizadas na barra de ferramentas superior.

Para realizar ajustes na Declaração de Corte em caso de POA, o Gerente


Operacional deverá selecionar o indivíduo de interesse e clicar na opção “Ajustar
Declaração de Corte”. Em seguida é aberta nova janela.

No campo “Volume Ajustado” o Gerente Operacional deverá inserir o volume


informado pelo requerente para retificação. Em seguida deverá selecionar a opção
“Salvar”

Desta forma a operação é realizada com sucesso, sendo retificada a Declaração de


Corte do indivíduo solicitado.
Para cancelar a Declaração de Corte realizada pelo Empreendedor, o Gerente
Operacional deverá selecionar o indivíduo objeto da solicitação.

Em seguida selecionar o botão “Excluir Declaração de Corte”, onde será aberta


uma nova janela com detalhes do produto.

Para confirmar a operação o usuário deverá selecionar o botão “Excluir”.

Confirmada a operação é realizada a exclusão do produto com êxito.


No caso de modalidades de exploração em que não haja o inventário florestal
100% e identificação individual das árvores, como é o caso da Supressão para Uso
Alternativo do Solo ou mesmo Exploração de Floresta Plantada, o sistema SINAFLOR
também possui a funcionalidade de Ajuste de Declaração de Corte, devendo ser realizado
o ajuste do montante volumétrico requerido, conforme exemplo abaixo.

Importante destacar que todo e qualquer ajuste realizado gera o registro da


operação e do usuário que a executou, portanto é sempre importante que estas
modificações sejam acompanhadas de requerimentos e justificativas.

11.3. Ajuste do Cronograma de Volumetria

No Cadastramento do Projeto Florestal o Responsável Técnico deverá preencher


dentre outras informações, a aba “Cadastrar Cronograma”, a qual possibilita a
apresentação do cronograma de atividades e da estimativa de exploração da volumetria a
ser realizada ao longo do ano.
Na aba “Cronograma de Volumetria” caberá ao Responsável Técnico definir a
previsão de exploração do volume a ser liberado na autorização.

O cadastramento do cronograma de volumetria deverá ser realizado discriminando


o tipo de produto (tora, toretes, lenha, cipós, dentre outros) e o volume a ser explorado a
cada trimestre. É obrigatório no sistema SINAFLOR o cadastramento do cronograma
para um período mínimo de 2 (dois) trimestres.

Desta Forma, considerando os prazos de tramitação e emissão das autorizações,


assim como a dinâmica da exploração florestal, após emitida a Autorização o
Empreendedor tem ainda a possibilidade de readequar no sistema SINAFLOR seu
cronograma de volumetria até 5 (cinco) vezes.

Caso seja extrapolado o ajuste do Cronograma de Exploração por parte do Usuário


Externo, o respectivo deverá solicitar junto ao órgão ambiental competente que execute
nova adequação.

Para realizar a readequação do Cronograma, o Gerente Operacional deverá


selecionar a opção “Licenciamento de Exploração”, e logo em seguida a opção “Ajustes”.

O sistema irá avançar para nova tela contendo a relação de Projetos Florestais
autorizados e passíveis de ajustes. Para iniciar a atividade selecione o processo em
questão.
Na barra de ferramentas lateral, o Gerente Operacional deverá selecionar a opção
“Ajustar Cronograma de Exploração”.

Logo em seguida o sistema abrirá nova Janela.


Para executar o ajuste do cronograma o Gerente Operacional terá as seguintes
opções, que estão localizadas na barra de ferramentas superior.

Para iniciar novo cadastramento, o Gerente Operacional deverá clicar no botão


“incluir”. Em seguida será aberta janela onde o usuário deverá selecionar na combo o tipo
de produto florestal e o mês previsto para início da exploração.

Após isso, ele deverá adicionar o trimestre e os volumes previstos para


exploração, conforme tela abaixo.

Feito isso deverá clicar no botão “Salvar” e repetir a operação para o período
seguinte.

Finalizado o cadastramento, o Gerente Operacional terá concluído o ajuste do novo


Cronograma de Exploração, o qual já estará disponível para o Empreendedor e
Responsável Técnico.
IMPORTANTE: A Declaração de Corte, ferramenta utilizada para informar a efetivação dos volumes
explorados em campo e gerar crédito no Sistema de Documento de Origem Florestal - DOF, está
vinculada ao cronograma de volumetria. Com isso haverá o bloqueio da ferramenta quando a
execução não estiver de acordo com o cronograma volumétrico.

11.4. Histórico de Ajustes

Toda e qualquer modificação realizada nos produtos, espécies e volumes da


autorização, além dos ajustes no Cronograma de Exploração e Declaração de Corte,
ficam devidamente registrados no SINAFLOR com informações relacionadas ao
responsável pela operação, data, hora e tipo de operação realizada.

Para visualização dos registros, basta o usuário selecionar a opção “Histórico de


Ajustes”
Selecionada a opção é aberta nova janela demonstrando todas as modificações
realizadas na autorização.

Para ver detalhes dos ajustes realizados o usuário poderá selecionar o registro
realizado e clicar no botão “Visualizar”.

Feito isto é aberta nova janela com detalhamento das informações do ajuste.

Considerando que todo e qualquer ajuste realizado gera o registro da operação e


do usuário que a executou, é sempre importante que estas modificações tenham
motivações plenamente justificáveis.