Você está na página 1de 19

CALDEIRAS AQUATUBULARES

• EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS.
➢ São considerados também integrantes de uma caldeira, outros equipamentos
auxiliares, cujo o bom desempenho e controle ajudam a boa operação de uma
caldeira. São eles:
✓ Economizador;
✓ Pré-aquecedor;
✓ Soprador de fuligem.

1
CALDEIRAS AQUATUBULARES
• EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS.

• Economizador.
➢ Finalidade de aquecer a água de alimentação da caldeira;
➢ Normalmente na parte alta da caldeira, entre o feixe tubular e o pré-
aquecedor de ar, em que, os gases são obrigados a circular por intermédio
dele, antes de serem expelidos pela chaminé;
➢ Vários tipos de economizadores.

2
CALDEIRAS AQUATUBULARES
• EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS.

• Economizador.
➢ Economizadores podem ser de dois tipos:
✓ Em separado, que é usado nas caldeiras de baixa pressão (25 kgf/cm²).
✓ Integral, que é empregado nas caldeiras de maior capacidade de produção, apesar de
requerer mais cuidados que o anterior.

3
CALDEIRAS AQUATUBULARES
• EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS.

• Pré-aquecedor de ar.
➢ Trocador de calor;
➢ Eleva a temperatura do ar antes que este entre na fornalha.

4
CALDEIRAS AQUATUBULARES
• EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS.

• Pré-aquecedor de ar.
➢ Podem ser classificados de acordo com o princípio de aquecimento, os quais
são:
✓ Pré-aquecedores regenerativos e tipo colmeia.

➢ Pré-aquecedores regenerativos:
✓ O calor dos gases de combustão é transferido indiretamente para o ar e o gás de
combustão, alternadamente.
➢ Pré-aquecedores regenerativos tipo Ljungstron:
✓ É construídos de placas de aço finas e corrugadas que são aquecidas quando da
passagem dos gases de combustão e resfriadas quando da passagem do ar.
✓ Seu formato assemelha-se a uma roda gigante, girando lenta e uniformemente.

5
CALDEIRAS AQUATUBULARES
• EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS.
➢ Pré-aquecedor regenerativo.

6
CALDEIRAS AQUATUBULARES
• EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS.
➢ Pré-aquecedor tipo colmeia.
✓ Os gases passão por uma colmeia refratária, trocam calor com o ar frio que vai para a
combustão.
✓ Alguns tipos de caldeiras fazem o pré-aquecimento do ar utilizando o próprio vapor
gerado.

7
CALDEIRAS AQUATUBULARES
• EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS.

• Soprador de fuligem.
➢ Ou ramonadores, permitem uma distribuição rotativa de um jato de vapor no
interior da caldeira e têm por finalidade fazer a remoção de fuligem e
depósitos formados na superfície externa da zona de convecção das
caldeiras.

8
CALDEIRAS AQUATUBULARES
• EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS.

• Soprador de fuligem.
➢ Outros tipos de sopradores consiste de um dispositivo que introduz o tubo de
sopragem no interior da zona de convecção, sendo acionado manual ou
automaticamente.

9
CALDEIRAS MISTAS
• São caldeiras flamotubulares que possuem uma antefornalha
(ou antecâmera) com parede de água, ou fornalha incorporada,
revestida de tubos para circulação de água. Normalmente são
projetadas para a queima de combustível sólido.

10
CALDEIRAS MISTAS
• As partes principais de uma unidade mista seriam os elementos
básicos da caldeira flamotubular acrecida de:
➢ Tubos ascendentes (risers);
➢ Tubos descendentes (downcomers);
➢ Coletores inferiores e superiores;
➢ Boca de enfornamento.

• Maiores cuidados referem-se às purgas de


fundo que, são executadas no corpo da
caldeira (flamotubular) e nos coletores
inferiores da anticâmera. Instalação
obrigatória de injetores para reposição de água
nas unidades, em caso de pane de bomba de
alimentação.

11
CALDEIRAS ELÉTRICAS
• Equipamento que transformam energia elétrica em energia
térmica, transmitindo-a para um fluido apropriado (geralmente
água) e transformando-o em vapor.

• Princípio de funcionamento:
➢ Corrente elétrica, ao atravessar qualquer condutor, encontra resistência
elétrica à sua livre circulação e desprende calor (efeito Joule);
➢ Adaptar a água que será utilizada para melhorar a condutividade;
➢ Requer mais cuidados com a água;

• Características:
➢ Sem necessidade de área de estocagem de combustível;
➢ Ausência total de poluição (não há emissão de gases);
➢ Baixo nível de ruído;
➢ Modulação da produção de vapor de forma rápida e precisa;
➢ Alto rendimento térmico (aproximadamente 98%) ;
➢ melhora do fator de Potência e de Carga; 12
➢ Área reduzida para instalação da caldeira;
CALDEIRAS ELÉTRICAS
• Tipos de caldeiras elétricas.
➢ Os tipos fundamentais de caldeiras elétricas são: com resitência, com eletrodo
submerso e de jato de água.

• Caldeira elétrica com resistência:


➢ Destinada geralmente, à produção de vapor em pequenas quantidades;
➢ Maioria das vezes horizontal, utilizando resistência por imersão;
➢ Conjunto de resistências submersas controladas por pressostatos.

13
CALDEIRAS ELÉTRICAS
• Caldeira elétrica com eletrodos submersos:
➢ Geralmente destinada a trabalhar com pressões de vapor não muito elevada
(aproximadamente 15 kgf/cm²);
➢ Possui um elemento denominado câmera de vapor, no qual ficam instalados os
eletrodos;
➢ Controle da pressão feita pelo nível da água;
➢ Vertical.

14
CALDEIRAS ELÉTRICAS
• Caldeira elétrica com eletrodos submersos:

15
CALDEIRAS ELÉTRICAS
• Caldeira elétrica com eletrodos submersos:
➢ Significado das letras de identificação.

16
CALDEIRAS ELÉTRICAS
• Caldeira elétrica com eletrodos submersos:
➢ Significado das letras de identificação.

17
CALDEIRAS ELÉTRICAS
• Caldeira elétrica tipo jato de água:
➢ Utilizadas para aplicações de maior produção de vapor;
➢ Vertical;
➢ Possui elemento chamado corpo de cascata, que tem como função criar jatos de
água que incidem sobre os eletrodos, e destes aos contraeletrodos;
➢ Bomba de circulação;
➢ Controle da pressão é feito por volume de água introduzido no corpo da cascata.

18
CALDEIRAS ELÉTRICAS
• Caldeira elétrica tipo jato de água:
➢ Representação esquemática:

19

Você também pode gostar