Você está na página 1de 74

INFLAMAÇÃO AGUDA E

CRÓNICA

Mamudo Ismail
Departamento de Patologia
FMUEM
SÚMARIO
• DEFINIÇÃO DE INFLAMAÇÃO E REPARAÇÃO

• DADOS HISTÓRICOS

• SINAIS LOCAIS E SISTÉMICOS DA INFLAMAÇÃO

• CAUSAS E CARACTERÍSTICAS DA INFLAMAÇÃO AGUDA E


CRONICA

• MEDIADORES QUÍMICOS DA INFLAMAÇÃO

• PADRÕES MORFOLÓGICOS DA INFLAMAÇÃO

• REPARAÇÃO ( REGENERAÇÃO E CICATRIZAÇÃO)


Inflamação e Reparação -
Definição
• Inflamação é a reacção do tecido vivo
vascularizado contra agressão local para
destruir, diluir, ou isolar o agente lesivo.

• Reparação é o processo que se segue a


inflamação para curar ou reconstruir o tecido
lesado. Pode ser por Regeneração ou
Cicatrização.
BREVE HISTÓRIA
• Cornelius Celsus: 4 sinais locais cardinais da
Inflamação: rubor,tumor,calor e dor/ perda funcao.

• John Hunter (1793)- inflamação e uma resposta


inespecífica do hospedeiro a agressao.

• Paul Ehrilich (Nobel de Medicina em 1908) as


respostas inflamatórias dependem de factores celulares
(fagocitose) e da resposta humoral (soro, Anticorpos)
na defesa contra microorganismos

• Sir Thomas Lewis- conceito mediadores químicos da


inflamação
CAUSAS DA INFLAMAÇÃO
São todas as causas de lesão e morte celular

-Físicas: Trauma, frio ,calor ,radiação

-Infecciosas: Vírus, bactérias, parasitas, fungos

-Químicas: Toxinas, substancias caústicas

-Imunológicas- Ag-Ac, mediada por células

-Dano tissular (distúrbios vasculares ou hormonais


SINAIS SISTÉMICOS DA
INFLAMAÇÃO
• Febre, malestar, anorexia, astenia

• Leucocitose e neutrofilia (as vezes leucopenia e


linfocitose)

• Desvio a esquerda da formula leucocitaria

• Aumento da velocidade de sedimentacao


W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.46
CARACTERÍSTICAS DA INFLAMAÇÃO
AGUDA E CRÓNICA

INFLAMAÇÃO AGUDA:
ü Duração curta (Minutos, horas ou 1a 2dias)
ü Exsudação de líquidos e de proteinas plasmáticas
(edema)
ü Emigração leucocitária (neutrófilos)

INFLAMAÇÃO CRÓNICA
ü Duraçao longa
ü Linfócitos, macrófagos
ü Proliferação de vasos sanguíneos e tecido conjuntivo
Os 5 “R” da resposta inflamatória

(1) Reconhecimento do agente lesivo


(2) Recrutamento dos leucócitos
(3) Remoção do agente lesivo
(4) Regulação (controle) da resposta
(5) Resolução (reparação)
SINAIS LOCAIS DA INFLAMACAO
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.1
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.2
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.3
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.4
Slide 3.5
Slide 3.6
Slide 3.7
Slide 3.8
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.11
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.12
Slide 3.13
Slide 3.14
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.15
Slide 3.16
Slide 3.17
Slide 3.18
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.19
BPN- NEUTRÓFILOS NOS ALVÉOLOS PULMONARES
BRONCOPNEUMONIA- Pseudomonas aeroginosa
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.20
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.22
Mediadores Químicos e seus Efeitos
Vasodilatacao Quimiotaxia dos neutrófilos
Histamina (mastocitos, basófilos, plaquetas) C5a
Prostaglandinas (membranas celulares) Leucotrienos
Óxido nítrico (endotelio macrófagos) Componentes bacterianos

Aumento da permeabilidade vascular


Histamina Febre
C3a, C5a (plasma) IL-1
Bradiquinina (plasma) FNT
Leucotrienos (membranas celulares) Prostaglandinas
PAF (endotelio)
Óxido nítrico (endotelio, macrófagos) Dor
Prostaglandinas
Aderencia dos neutrófilos ao endotélio Bradiquinina
IL-1 (linfocitos, monocitos)
FNT (linfocitos, monocitos) Necrose tissular
PAF Enzimas lisosomales
Leucotrienos neutrófilos
C5a Radicales libre neutrófilos
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.23
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.25
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.26
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.27
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.28
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.29
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.30
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.31
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.32
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.33
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.34
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.36
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.37
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.38
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.39
PADRÕES MORFOLÓGICOS DA
INFLAMAÇÃO
1. Inflamação serosa-
líquido claro, aquoso, sem fibrina do soro
sanguíneo, secreção de células mesoteliais
Ex: Flíctenas, quiemaduras, derrame pleural na
tuberculose
2. Inflamação fibrinosa:
exsudaçao de proteinas plasmáticas
Ex: Pericardite em pão com manteiga- evolucao
Resolução ou organização (tecido conjuntivo
vascularizado com aderencia)
BOLHA – EXSUDATO SEROSO
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.42
PERICARDITE FIBRINOSA EM “ PAO COM MANTEIGA” Febre reumática
Slide 3.43
PADRÕES MORFOLÓGICOS DA
INFLAMAÇÃO
3. Inflamação supurativa ou purulenta
Ex:Apendicite Aguda, Abcesso tubo-ovarico
Pús – polimorfonucleares e bacterias vivas ou
mortas (piocitos)

Abcesso- colecção localizada de pus num


tecido, orgão ou espaço confinado

Fleimão- colecção de pus não encapsulado

Empiema- pús na cavidade pleural ou


peritoneal
PADRÕES MORFOLÓGICOS DA
INFLAMAÇÃO
4. Inflamação hemorragica: dano severo

5. Inflamação catarral: Ex resfriado, muco

6. Úlcera: defeito local ou escavação da superfície de


um orgão ou tecido, sendo produzido pela eliminação do
tecido necrótico inflamatório
EX: boca, genitais, intestino, membros inferiores por
por problemas circulatorios-varizes, diabetes, flebites,
infeccoes tropicais)
PERITONITE PURULENTA
ABCESSO DO CORACAO
ABCESSO HEPÁTICO- MICRO H-E
MÚLTIPLOS ABCESSOS PULMONARES
ABCESSO PULOMONAR- MICRO
ÚLCERA GÁSTRICA PÉPTICA
Slide 3.45
W.B. Saunders Company items
and derived items Copyright (c)
Slide 3.40
PELE: REPARACAO APÓS BIOPSIA EXCISIONAL
TECIDO DE GRANULACAO E EXSUDATO PURULENTO E HEMORRÁGICO
ENFARTE DO MIOCÁRDIO-TECIDO DE GRANULACAO
Bibliografía

• Robbins y Cotran. Patología Estructural y funcional. 7ª


Edición. Elsevier 2005

• Rubin: Patología estructural: Fundamentos clínico-


patológicos en medicina. McGraw-Hill-Interamericana
2006

• Ordi y cols. Anatomía Patológica general. Ediciones de la


Universidad de Barcelona, 2006