Você está na página 1de 34

A∴ U∴ T∴ O∴ S∴ A∴G∴

SUPREMO CONSELHO DOS GRAUS ESCOCESES


4 A 33 PARA O BRASIL

MANUAL DA SECRETARIA

DOS

CORPOS SUBORDINADOS

Edição de 2017

0
INDICE

Introdução........................................................................................................2

1. Atribuições e Responsabilidades...........................................................3

2. Agenda.........................................................................................................4

3. Processo Iniciático................................................................................8

4. Impressos Padronizados.......................................................................20

5. Esclarecimentos Complementares.....................................................31

6. Seção para Tesouraria do Corpo Subordinado..............................32

1
INTRODUÇÃO

O SUPREMO CONSELHO DOS GRAUS ESCOCESES 4 a 33 PARA O


BRASIL propõe-se a ministrar aos seus membros, através de iniciações
hierárquicas, com os símbolos e lendas dos Graus 4 a 33, a filosofia e os
ensinamentos do R∴E∴A∴A∴, iniciações essas divididas em séries que,
por seu conteúdo ideológico, vinculam-se ao pensamento legado à
humanidade pelos grandes vultos do passado e que só será eficaz se os
Corpos que o compõem forem, igualmente, eficientes.

A principal responsabilidade do Secretário, então, é tornar o Corpo


Subordinado, ao qual pertence, o mais eficaz possível.

O “Manual da Secretaria dos Corpos Subordinados” contém


informações essenciais para a compreensão das atribuições do cargo de
Secretário, que, executadas com rigor e prontidão, trarão maior eficácia
ao Corpo Subordinado.

Considerando-se que procedimentos, problemas e soluções variam de


Corpo a Corpo, as normas aqui contidas devem ser adaptadas às
necessidades específicas, quando pertinentes.

Além das diretrizes relacionadas às funções relativas ao cargo, constam


outras informações que, com certeza, as tornarão mais eficientes no
curso de seu desempenho.

O objetivo é facilitar a gestão do Secretário que delas deverá tomar


conhecimento, para a sua preparação e compreensão das atribuições
inerentes às atividades do Corpo Subordinado.

A reedição deste “Manual” tem como objetivo contemplar as alterações


havidas com a expedição dos Decretos n.º 002 - Estatuto e 003 –
Regulamento Geral, ambos de 23.05.2016 (E∴V∴).

Zên∴de São Paulo, setembro de 2017 (E∴V∴).

2
1. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES

ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES DA SECRETARIA

O Secr∴e seu Adjunto são os depositários do Timbre do Corpo e têm as


seguintes atribuições:
I – Lavrar as Atas dos trabalhos e controlar todos os documentos
legalizados com Selo e Timbre da Chancelaria;
II – Receber e emitir toda a correspondência e manter em dia os
serviços a seu cargo;
III – Deixar o Livro de Atas e todos os documentos que devam ser lidos
e discutidos em sessão do respectivo Corpo Subordinado à disposição do
adjunto ou do Presidente, quando da ausência de seu titular;
IV – Emitir junto com o Presidente os certificados, as certidões de
serviços e de Atas, que lhe forem solicitados, tendo o cuidado de nada
entregar aos interessados, se sujeito a pagamento sem que o Tesoureiro
do Corpo esteja satisfeito;
V – Fazer todas as comunicações estipuladas no Regulamento Geral para
o Supremo Conselho, observando respectivos prazos;
VI – Lançar em Livro de Matrícula ou Prontuário os nomes de todos os
Obreiros, indicando naturalidade, data de nascimento, estado civil,
profissão, datas de Iniciações, de elevação, de exaltação e de iniciações
aos Altos Graus, bem como, as de Filiação e de Regularização, dos
serviços prestados à Maçonaria dos Altos Graus, os cargos para os quais
foram eleitos ou nomeados, e, ainda faltas ou infrações porventura
cometidas;
VII – organizar protocolo em que se registrem os nomes e qualificações
dos IIr.’. propostos para iniciação aos Altos Graus, bem como tudo digno
de anotação que ocorrer durante o respectivo processo;
VIII – Organizar e enviar o Quadro de Obreiros, AArt. 68 a 71 do
Regulamento Geral, posição em 31 de dezembro de cada ano e encaminhar
até o mês de fevereiro e, até o mês de março (§ 4º. do Art. 68) recolher
à Grande Tesouraria do Santo Império, a taxa de capitação anual,
exceção feita aos Membros Efetivos que recolherão as taxas Junto à
Grande Tesouraria do Santo Império;
IX –Manter os seguintes livros rubricados pelo Presidente do Corpo,
além de outros porventura julgados necessários:
a) Livro de Atas para cada Grau do Corpo;
b) Livro de Atas das Sessões de Eleições;
c) Livro de Atas de Sessões Especiais;
d) Livro de Matrícula de Obreiros ou Ficha de Identificação (Mod.3); e
e) Livro de Presença de Obreiros às Sessões;
X – Zelar nas Sessões pelo Livro de Presenças, haja vista que não existe
Livro de Presenças para visitantes, que deverão assinar no Livro do

3
Quadro;
XI – Manter em dia o registro de presença dos Irmãos, eis que deverá
fornecer, obrigatoriamente, a relação dos Irmãos aptos ao exercício do
voto, nos casos previstos no Regulamento Geral, bem como, fornecer
subsídios para o controle dos Irmãos para a elevação de Graus;
XII – Comunicar ao Presidente do Corpo quais os Membros da
Administração, cujos cargos devam ser declarados vagos, em decorrência
de ausências não justificadas;
XIII – Informar ao Presidente do Corpo por nota da Secretaria, ou
através da Bolsa de Propostas e informações, os Irmãos que não possuem
a frequência mínima estabelecida pelos artigos 64 e 65, do Regulamento
Geral.

2. AGENDA
MENSALMENTE

FREQUÊNCIA

A frequência deve ser controlada mensalmente, considerada cada Sessão, para


os efeitos mencionados nos itens XI, XII e XIII, das Atribuições e
Responsabilidades.

JANEIRO/FEVEREIRO

QUADRO DE OBREIROS

O Quadro de Obreiros de um Corpo Subordinado é o registro onde deve


constar todo o movimento de Obreiros no período (1º de Janeiro a 31 de
dezembro de cada ano), quer por Iniciação, Filiação, Regularização ou
Reabilitação, quer por transferência, desligamento, exclusão ou morte. Seu
preenchimento está disciplinado nos artigos 68 a 71 do Regulamento Geral.

MARÇO

Ano de Eleição – Il∴ Cons∴ Fil∴ de CCav∴ Kadosch, tem que enviar a lista
tríplice para o Sob∴ Gr∴ Comendador, para fazer a indicação do Mui Eminente
Comendador. (Art. 29 § 2º do Regulamento Geral).

ABRIL

Os Presidente do Consistório, Il. Cons. Fil. de CCav. Kad., (indicado pelo Sob. Gr.
Comendador), e os candidatos a Mui Sábio e o Três Vezes Poderoso Grão
Mestre, deverão apresentar sua chapa, para ser registrada em Balaustre . (Art.

4
30 do Regulamento Geral).

MAIO

SESSÃO ESPECIAL DE ELEIÇÃO

O Secretário tem papel importante na realização de todas as eleições do Corpo


Subordinado.
As eleições serão realizadas sempre no mês de maio de 2 (dois) em 2 (dois)
anos, sempre nos anos ímpares, e estão disciplinadas no Regulamento Geral,
artigos 29 a 37.
OBS.: Mesmo recebendo o Título de Remido, ao Ir.’. é assegurado o direito de
votar e ser votado, em todas as eleições dos Corpos Subordinados a que
pertencer, ocupar cargos, fazer parte das comissões, contribuindo com sua
experiência e ponderação. Caso o Ir∴ Remido deseje ser votado para qualquer
cargo da Administração do Corpo Subordinado a que pertença, deverá ter a
frequência exigida na conformidade do art. 30 item “a” do Regulamento Geral.

3. PROCESSO INICIÁTICO
INGRESSO NA MAÇONARIA DOS ALTOS GRAUS

LOJA DE PERFEIÇÃO ou SUBLIME CAPÍTULO

O Grande Secretário, na Loja de Perfeição ou no Sublime Capítulo, tem um


papel fundamental na condução dos assuntos relativos ao Ingresso na
Maçonaria dos Altos Graus (Grau 4).
Os procedimentos estão disciplinados no Regulamento Geral, artigos 42 a 46
Listamos os procedimentos e sugestões para o correto desempenho do cargo,
nos assuntos pertinentes:

1. Receber da Loja Simbólica a prancha solicitando o ingresso de Irmão(s)


Mestres Maçons nos Altos Graus. No referido documento deverá constar
a regularidade do(s) proposto(s) junto à Tesouraria e Chancelaria da Loja.
2. Encaminhar à Loja Simbólica o impresso Modelo 1, para que seja entregue
ao(s) candidato(s) para preenchimento em letra de forma (com tinta
preta), via cópia digitada, entregue pessoalmente ao interessado ou via e-
mail.
3. Após o retorno do Modelo 1, e tendo a Loja de Perfeição ou o Sublime
Capítulo aprovado a continuidade do processo, distribuir o questionário
Modelo 4 e preencher os dados do candidato no Modelo 3 (Ficha de
Identificação).

5
4. De posse do parecer favorável da Comissão de Graus sobre o trabalho e
questionário, o Corpo deverá apreciar o parecer da Comissão. Adotada
essa providência e, aprovada a iniciação do candidato, remeter ao
Supremo Conselho o Modelo 12 (Pedido de Placet de Iniciação),
juntamente com o pagamento das despesas (Taxa de iniciação + calígrafo
+ Ritual + Regulamento Geral/Estatuto, Código de Ética e Paramento).
Obs.: o Tesoureiro do Corpo deverá enviar o comprovante do depósito
do pagamento via e-mail, ou correio para o Supremo.
5. Realizada a Iniciação, encaminhar ao Supremo Conselho os Modelos 1 e 5.
No Modelo 5, assinalar obrigatoriamente os campos: Cédula de
Identidade do Rito, Cartão do Grau e Certificado de Investidura.
6. Recebida a documentação do Supremo Conselho, completar o
preenchimento da Ficha de Identificação (Modelo 3) com o número do
CIR e do Cartão do Grau. Em Sessão do Corpo Subordinado fazer a
entrega dos documentos recebidos do Supremo Conselho aos Iniciados.
Arquivar o processo.

6
CONTROLE DOS DOCUMENTOS DO CANDIDATO AO INGRESSO AOS
ALTOS GRAUS

NOME CANDIDATO: _ Tel. ( )

INÍCIO DO PROCESSO JUNTO À LOJA DE PERFEIÇÃO OU SUBLIME


CAPÍTULO

 - Prancha da Loja Simbólica, solicitando ingresso, informando data Iniciação,


situação junto à Chancelaria (frequência), Tesouraria (quitação) e nº. do CIM,
assinada pelo Venerável Mestre, Secretário eTesoureiro.

 - Trabalho de livre escolha.

 - 2 Fotos 3 x 4 trajando paletó e gravata pretos, camisa branca, sendo uma


foto para o CIR e a outra para o modelo 3.

 - Modelo 1 (Pedido de Ingresso) devidamente preenchido pelo candidato, com


todos os dados.

APROVADA A CONTINUIDADE DO PROCESSO PELA LOJA DE


PERFEIÇÃO OU SUBLIME CAPÍTULO

 - Modelo 4 (Questionário para o Gr∴4) preenchido e assinado pelo


Ir∴(Devolução em 15 dias).

 - Modelo 3 (Ficha de Inscrição) Preenchido pelo Ir∴Secretário.

APÓS APROVAÇÃO PELA COMISSÃO DE GRAUS

 - Modelo 12 (Placet de Iniciação): encaminhar ao Supremo, com os valores,


observando o contido no item 4 do Processo Iniciático.

REALIZADA A INICIAÇÃO

Encaminhar ao Supremo
 - Modelo 1 (Pedido de Ingresso nos Altos Graus) preenchido e assinado pelo
candidato.

 - Modelo 5 (Informação de Iniciações e Pedido de Documentos)


preenchido e assinado pela Secretaria.

 - Completar preenchimento do Modelo 3.

 - Entregar ao Ir∴Documentos enviados pelo Supremo.


ATENÇÃO: O Secretário deverá ter um rigoroso controle do interstício dos
Irmãos.

7
Obs.: Prazos dos interstícios em conformidade ao Art. 51 do
Regulamento Geral.

Lojas de Perfeição
Grau 3 ao 4 6 (seis) meses
Grau 4 ao 9 9 (nove) meses
Grau 9 ao 12 9 (nove) meses
Grau 12 ao 13 6 (seis) meses
Grau 13 ao 14 6 (seis) meses

Capítulos Cavaleiros Rosa Cruz


Grau 14 ao 15 9 (nove) meses
Grau 15 ao 17 9 (nove) meses
Grau 17 ao 18 6 (seis) meses

Conselhos de Cavaleiros Kadosch


Grau 18 ao 19 9 (nove) meses
Grau 19 ao 22 6 (seis) meses
Grau 22 ao 28 6 (seis) meses
Grau 28 ao 30 9 (nove) meses

Consistórios de Príncipes do Real Segredo


Grau 30 ao 31 12 (doze) meses
Grau 31 ao 32 6 (seis) meses

Supremo Conselho
Grau 32 ao 33 24 (vinte e quatro) meses

INICIAÇÕES DE GRAUS

LOJA DE PERFEIÇÃO ou SUBLIME CAPÍTULO: 4º ao 14º. GRAUS

INICIAÇÕES DO 9º ao 14º. GRAUS

O Secretário deverá atentar para o fato de que o processo poderá ser


iniciado assim que cumprido o interstício a que se refere o Art. 51, do
Regulamento Geral, desde que o Obreiro obtenha um mínimo de 50% de
frequência compatível de seu grau nas sessões (§ 3º do Art. 48 do

8
Regulamento Geral).
O Secretário, que controla as frequências dos IIr∴, deve iniciar o
processo de Iniciação, enviando à Loja Simbólica prancha solicitando
certidão, devidamente assinada pelo Venerável Mestre, Orador e
Secretário, que ateste a frequência no período nos 12 (Doze) últimos
meses, bem como se o mesmo está no gozo de todos os seus direitos
Maçônicos. Preencher o modelo 7, para colher assinaturas de 2
apresentantes e encaminhá-la à Segunda Dignidade e ao Tesoureiro do
Corpo.
As iniciações de graus são procedidas através de verdadeiras iniciações
ritualísticas e estão disciplinadas no Regulamento Geral, em seus
artigos 47 a 54.
1. Utilizar o Modelo 7 – Pedido de Iniciação ao Grau, que deve ser
preenchido/assinado pelos apresentantes e pela Segunda
Dignidade do Corpo. Colher o despacho do Irmão Presidente,
repassando o documento à Secretaria e Tesouraria para suas
informações.
2. Aprovado o início do processo pelo Corpo Subordinado, entregar
ao(s) proposto(s) o(s) Questionário(s) para os respectivos graus,
que deverão ser devolvidos no prazo máximo de 30 dias:
9º Grau......... Modelo 9
...Grau.................
12º. Grau......... Modelo 12-A
13º. Grau......... Modelo 13-A
14º. Grau......... Modelo 14
3. Montar um processo, contendo o Modelo 7, juntamente com os
questionários Modelos 9, 12-A, 13-A, ou 14, dependendo do Grau
a que for iniciado o candidato. Essa documentação será enviada à
Comissão de Graus, para emissão de parecer.
4. De posse do parecer favorável da Comissão de Graus, submeter à
aprovação do Corpo Subordinado, em Sessão realizada no 14º
Gr∴o mais alto Grau da Câmara. Adotada essa providência,
enviar ao Supremo Conselho o Modelo 12, sempre que a Iniciação
for para o 14º Gr∴,, juntamente com o pagamento das despesas
de (Taxa de iniciação + calígrafo + Ritual e Paramento).
Obs: o Tesoureiro deverá enviar o comprovante do
depósito do pagamento via E-mail ou correio para o Supremo.
5. Realizada a Iniciação nos 9º, 12º e 13º GGr∴, encaminhar ao
Supremo Conselho o Modelo 5, juntamente com as despesas de
Iniciação. Preencher os campos: Cartão do Grau e Certificado de
Investidura ou Diploma no caso do 14º Gr∴.
6. Recebida a documentação vinda do Supremo Conselho, completar
o preenchimento da Ficha de Identificação (Modelo 3), com o
9
número do Cartão do Grau, Certificado de Investidura quando se
tratar do 9º, 12º, 13º GGr∴Diploma para o 14º Gr∴.
7. Entregar ao(s) Iniciado(s) a documentação recebida do Supremo
Conselho, em Sessão do Corpo Subordinado. Arquivar o
processo.
INICIAÇÃO AO 15º GRAU

(PROVIDÊNCIAS A CARGO DA LOJA DE PERFEIÇÃO OU DO


SUBLIME CAPÍTULO) (observações valem para todas as iniciações)

O Secretário deverá atentar para o fato de que o processo poderá ser


iniciado assim que cumprido o interstício a que se refere o Art. 51, do
Regulamento Geral, e desde que o Obreiro obtenha um mínimo de 50%
de frequência compatível de seu grau nas sessões (§ 3º do Art. 48 e
Art. 51 do Regulamento Geral e desde que o obreiro obtenha um mínimo
de 50% de frequências § 1º do Art, 64)
Não serão deferidas propostas de iniciação de graus para Maçons que
não estejam no uso e gozo de todos os seus direitos no Corpo
Subordinado a que pertença, bem assim, para aqueles que não tenham,
no mínimo, 50% de frequência às sessões compatíveis com seu grau e de
frequência em sua Loja Simbólica, nos últimos 12 (Doze) meses (Vide §
3º do Art. 48 do Regulamento Geral, ressalvada a hipótese prevista no
artigo 17, alínea “t” , do Estatuto).
Nessas condições, o Secretário deverá cientificar-se dessa exigência,
1. Enviando prancha à Loja Simbólica, solicitando documento em
que ateste a frequência mínima de 50 % nos últimos 12 (Doze)
meses e, ainda, se está quite com a tesouraria, assinado pelo
Venerável Mestre, Orador e Secretário.
2. Enviar ao Capítulo os modelos 3, 7, e 17, devidamente
preenchidos e assinados.

INICIAÇÕES DE GRAUS

SUBLIME CAPÍTULO DE CAVALEIROS ROSA CRUZ: 15º ao 18º


Gr∴

INICIAÇÃO 15º GRAU

(Quando na Localidade não houver Loja de Perfeição, ao Sublime


Capítulo
será atribuída a responsabilidade e subordinação, a partir do 4º.
10
Grau.

1. Receber da Loja de Perfeição os Modelos 3, 7 e 17, devidamente


preenchidos.
2. Aprovado o início do processo pelo Corpo Subordinado, entregar-
lhe o Questionário Modelo 15, que deverá ser devolvido no prazo
máximo de
30 (trinta) dias, juntamente com um trabalho, com
tema livre, preferentemente maçônico).
3. Montar um processo, contendo os Modelos 7, acompanhado do
Modelo 15 e do trabalho elaborado. Essa documentação será
enviada à Comissão de Graus, para emissão de parecer.
4. De posse do parecer favorável da Comissão de Graus, submeter
à aprovação do Corpo Subordinado, em Sessão realizada no 18º
Gr∴. Realizada a Iniciação, encaminhar ao Supremo Conselho o
Modelo 5, juntamente com o pagamento das despesas (Taxa de
iniciação + calígrafo e Ritual).
Obs: o Tesoureiro deverá enviar o comprovante do depósito do
pagamento via E-mail, fax ou correio para o Supremo. Preencher
os campos: Cartão do Grau e Certificado de Investidura.
5. Recebida a documentação vinda do Supremo Conselho, completar
o preenchimento da Ficha de Identificação (Modelo 3), com o
número do Cartão do Grau e Certificado de Investidura.
6. Entregar ao(s) Iniciado(s) a documentação recebida do Supremo
Conselho, em Sessão do Corpo Subordinado. Arquivar o processo.

INICIAÇÕES NO 17º E 18º GRAUS

O Secretário deverá atentar para o fato de que o processo poderá ser


iniciado assim que cumprido o interstício a que se refere o Art. 51, do
Regulamento Geral, desde que o Obreiro obtenha um mínimo de 50% de
frequência compatível de seu grau, nas sessões (§ 1º do Art. 64 do
Regulamento Geral).
O Secretário, que controla as frequências dos IIr ∴, deve iniciar o
processo de iniciação, enviando à Loja Simbólica prancha solicitando
certidão, devidamente assinada pelo Venerável Mestre, Orador e
Secretário, que atestem a frequência nos últimos 12 (Doze) meses,
bem como se o mesmo está no gozo de todos os seus direitos
Maçônicos: preencher o modelo 7, para colher assinaturas de 2
apresentantes e encaminhar à Segunda Dignidade e ao Tesoureiro do
Corpo.
11
OBS.: Para o 17º e 18º GGr∴, caso haja Loja de Perfeição no Vale,
preencher, também, o modelo 21 (Certificado de Frequência) e remeter
àquele Corpo Subordinado; a percentagem de frequência deverá ser, no
mínimo, de 50%, naquele Corpo e, na Loja Simbólica (50%). (§ 3º do
Art. 48, do Regulamento Geral).
As iniciações de graus são procedidas através de verdadeiras iniciações
ritualísticas e estão disciplinadas no Regulamento Geral, em seus
artigos 47 a 54.
1. Utilizar o Modelo 7 – Pedido de Iniciação ao Grau, que deve ser
preenchido/assinado pelos apresentantes e pela Segunda
Dignidade do Corpo. Colher o despacho do Irmão Presidente,
repassando o documento à Secretaria e Tesouraria para suas
informações.
2. Aprovado o início do processo pelo Corpo Subordinado, entregar
ao(s) proposto(s) o(s) Questionário(s) para os respectivos graus,
que deverá (ão) ser devolvido(s) no prazo máximo de 30dias:
15º Grau……………… Modelo 15
17º Grau……………… Modelo 17
18º Grau……………… Modelo 18
3. Montar um processo, contendo o Modelo 7, juntamente
com os questionários Modelos 17 ou 18, dependendo do
Grau em que for iniciado o candidato. Essa documentação será
enviada à Comissão de Graus, para emissão de parecer.
4. De posse do parecer favorável da Comissão de Graus, submeter à
aprovação do Corpo Subordinado, em Sessão realizada no 18º
Gr∴(o mais alto Grau da Câmara). Adotada essa providência,
enviar ao Supremo Conselho o Modelo 12, (Placet de Iniciação)
sempre que a Iniciação for para o 18º Gr∴, juntamente com o
pagamento das despesas (Taxa de iniciação+calígrafo+paramento
e Ritual).
Obs: o Tesoureiro deverá enviar o comprovante do depósito do
pagamento via E-mail, ou correio para o Supremo. Preencher os
campos: Cartão do Grau e Certificado de Investidura.
5. Realizada a Iniciação no 17º Gr∴, encaminhar ao Supremo
Conselho o Modelo 5, juntamente com as despesas de Iniciação.
Preencher os campos: Cartão do Grau e Certificado de
Investidura. Para o 18º Gr∴, preencher os campos Cartão do
Grau e Brevê.
6. Recebida a documentação vinda do Supremo Conselho, completar
o preenchimento da Ficha de Identificação (Modelo 3), com o
número do Cartão do Grau ou Brevê, se a Iniciação for para o 18º
Gr∴.

12
7. Entregar ao(s) Iniciado(s) a documentação recebida do Supremo
Conselho, em Sessão do Corpo Subordinado. Arquivar o Processo.

INICIAÇÃO AO 19º GRAU


(PROVIDÊNCIAS A CARGO DO
SUBLIME CAPÍTULO)
(Estas observações valem para todas as iniciações)

O Secretário deverá atentar para o fato de que o processo poderá ser


iniciado assim que cumprido o interstício a que se refere o Art. 51, do
Regulamento Geral, desde que o Obreiro obtenha um mínimo de 50% de
frequência compatível de seu grau, nas sessões (§ 1º. do Art. 64 do
Regulamento Geral).
Não serão deferidas propostas de iniciação de graus para Maçons que
não estejam no uso e gozo de todos os seus direitos no Corpo
Subordinado a que pertença, bem assim, para aqueles que não tenham,
no mínimo, 50% de frequência às sessões compatíveis com seu grau e
50% de frequência em sua Loja Simbólica, os últimos 12 (Doze) meses.
(Vide Artigo 52 do Regulamento Geral), ressalvada a hipótese prevista
no artigo 17, alínea “t” , do Estatuto).
Nessas condições, o Secretário deverá cientificar-se dessa exigência,
1. Enviando prancha à Loja Simbólica, solicitando documento em que
ateste a frequência mínima de 50% nos últimos 12 (Doze) meses,
e, ainda, se está quite com a Tesouraria, assinado pelo Venerável
Mestre, Orador e Secretário.
2. Preencher o Modelo 21 (Certificado de Frequência), enviando a
Loja de Perfeição, quando no Vale houver.
3. Enviar ao Conselho de Kadosch os modelos 3, 7 e 17 devidamente
preenchidos e autenticados.

ILUSTRE CONSELHO FILOSÓFICO DE CAVALEIROS


KADOSCH

INICIAÇÕES NO 19º ao 30º Gr∴

INICIAÇÃO 19º Gr∴

1. Receber do Sublime Capítulo os Modelos 3, 7 e 17, devidamente


preenchidos.
2. Aprovado o início do processo pelo Corpo Subordinado, entregar-
lhe o Questionário Modelo 19, que deverá ser devolvido no prazo
máximo de
13
30 (trinta) dias, juntamente com um trabalho, com tema livre,
preferentemente maçônico.
3. Montar um processo, contendo os Modelos 7, acompanhado do
Modelo 19 e do trabalho elaborado. Essa documentação será
enviada à Comissão de Graus, para emissão de parecer.
4. De posse do parecer favorável da Comissão de Graus, submeter à
aprovação do Corpo Subordinado, em Sessão realizada no 30º
Gr∴. Realizada a Iniciação, encaminhar ao Supremo Conselho o
Modelo 5, juntamente com o pagamento das despesas (Taxa de
iniciação + calígrafo e Ritual).
Obs: o Tesoureiro deverá enviar o comprovante do depósito do
pagamento via e-mail, ou correio para o Supremo. Preencher os
campos: Cartão do Grau e Certificado de Investidura.
5. Recebida a documentação vinda do Supremo Conselho, completar
o preenchimento da Ficha de Identificação (Modelo 3), com o
número do Cartão do Grau e Certificado de Investidura.
6. Entregar ao (s) Iniciado(s) a documentação recebida do Supremo
Conselho, em Sessão do Corpo Subordinado. Arquivar o processo.

INICIAÇÕES NO 22º, 28º e 30º GRAUS

O Secretário deverá atentar para o fato de que o processo poderá ser


iniciado assim que cumprido o interstício a que se refere o Art. 51, do
Regulamento Geral, desde que o Obreiro obtenha um mínimo de 50% de
frequência compatível de seu grau nas sessões (§ 1º do Art. 64 do
Regulamento Geral).
O Secretário, que controla as frequências dos IIr.∴, deve iniciar o
processo de iniciação, enviando à Loja Simbólica prancha solicitando
certidão, devidamente assinada pelo Venerável Mestre, Orador e
Secretário, que atestem a frequência nos últimos 12 (Doze) meses,
bem como se o mesmo está no gozo de todos os seus direitos
Maçônicos. Preencher o modelo 7, para colher assinaturas de 2
apresentantes e encaminhar à Segunda Dignidade e ao Tesoureiro do
Corpo.
OBS.: Para o 22º, 28º e 30º GGr∴, preencher o modelo 21 (Certificado
de Frequência), enviando ao Sublime Capítulo e, caso haja Loja de
Perfeição no Vale, preencher, também, o modelo 21 (Certificado de
Frequência) e remeter
àquele Corpo Subordinado; a percentagem de frequência deverá ser, no
mínimo, de 5O% em ambos os Corpos, do Regulamento Geral).
As iniciações de graus são procedidas através de verdadeiras iniciações
ritualísticas e estão disciplinadas no Regulamento Geral, em seus
14
artigos 47 a 54.
1. Utilizar o Modelo 7 – Pedido de Iniciação ao Grau, que deve ser
preenchido/assinado pelos apresentantes e pela Segunda
Dignidade do Corpo. Colher o despacho do Irmão Presidente,
repassando o documento à Secretaria e Tesouraria para suas
informações.
2. Aprovado o início do processo pelo Corpo Subordinado, entregar
ao(s) proposto(s) o(s) Questionário(s) para os respectivos graus,
que deverão ser devolvidos no prazo máximo de 30dias:
22º Grau ............ Modelo 22
22º Grau………………
28º Grau…………….. Modelo 28
30º Grau…………….. Modelo 30
3. Montar processo, contendo o Modelo 7, juntamente com os
questionários Modelos 22, 28 ou 30, dependendo do Grau a que
for iniciado o candidato. Essa documentação será enviada à
Comissão de Graus, para emissão de parecer.
4. De posse do parecer favorável da Comissão de Graus, submeter à
aprovação do Corpo Subordinado, em Sessão realizada no 30º
Gr∴(o mais alto Grau da Câmara). Adotada essa providência,
enviar ao Supremo Conselho o Modelo 12 (Placet de Iniciação),
sempre que a Iniciação for para o 30º Gr∴,juntamente com o
pagamento das despesas (Taxa de iniciação+calígrafo+Ritual e
Paramento).
Obs.: o Tesoureiro deverá enviar o comprovante do depósito do
pagamento via E-mail, fax ou correio para o Supremo. Preencher
os campos: Cartão do Grau e Certificado de Investidura.
5. Realizada a Iniciação tanto no 22º quanto no 28º GGr∴,
encaminhar ao Supremo Conselho o Modelo 5, juntamente com as
despesas de Iniciação. Preencher o Cartão do Grau e Certificado
quando a Iniciação for no 22º e no 28º GGr∴ . Para o Grau 30,
preencher os campos Cartão do Grau e Patente.
6. Recebida a documentação vinda do Supremo Conselho, completar
o preenchimento da Ficha de Identificação (Modelo 3), com o
número do Cartão do Grau e Certificado de Investidura, ou
Patente se a Iniciação for para o 30º Grau.
7. Entregar ao(s) Iniciado(s) a documentação recebida do Supremo
Conselho, em Sessão do Corpo Subordinado. Arquivar o
processo.

INICIAÇÃO AO 31º Gr∴


(PROVIDÊNCIAS A CARGO DO
CONSELHO DE KADOSCH)

15
(Estas observações valem para todas as iniciações)

O Secretário deverá atentar para o fato de que o processo poderá ser


iniciado assim que cumprido o interstício a que se refere o Art. 51, do
Regulamento Geral, desde que o Obreiro obtenha um mínimo de 50% de
frequência compatível de seu grau nas sessões (§ 1º do Art. 64,
Regulamento Geral).
Não serão deferidas propostas de iniciação de graus para Maçons que
não estejam no uso e gozo de todos os seus direitos no Corpo
Subordinado a que pertençam, bem assim para aqueles que não tenham,
no mínimo, 50% de frequência às sessões compatíveis com seu grau e
50% de frequência em sua Loja Geral, ressalvada a hipótese Simbólica,
nos últimos 12 (Doze) meses. (Vide § 3º Artigo 49 do Regulamento
prevista no artigo 17, alínea “t”, do Estatuto).
Nessas condições, o Secretário deverá cientificar-se dessa exigência,
1. Enviando prancha à Loja Simbólica, solicitando documento em que
ateste a frequência mínima de 50%, nos últimos 12 (Doze)
meses, e, ainda, se está quite com a tesouraria, assinado pelo
Venerável Mestre, Orador e Secretário.
2. Preencher o Modelo 21 (Certificado de Frequência), enviando ao
Capítulo e Loja de Perfeição, quando no Vale houver esta última.
3. Enviar ao Consistório os modelos 3, 7 e 17 devidamente
preenchidos e autenticados.

MUI PODEROSO CONSISTÓRIO DE PRINCÍPES DO REAL


SEGREDO

INICIAÇÕES NO 31º ao 32º GRAUS

INICIAÇÃO 31º Grau

1. Receber do Kadosch os Modelos 3, 7 e 17, devidamente


preenchidos.
2. Aprovado o início do processo pelo Corpo Subordinado, entregar-
lhe o Questionário Modelo 31, que deverá ser devolvido no prazo
máximo de
30 (trinta) dias, juntamente com um trabalho, com
tema livre, preferentemente maçônico.
3. Montar o processo, contendo os Modelo 7 acompanhado do
Modelo 31 e do trabalho elaborado. Essa documentação será
enviada à Comissão de Graus, para emissão de parecer.
4. De posse do parecer favorável da Comissão de Graus, submeter à
16
aprovação do Corpo Subordinado, em Sessão realizada no 32º
Gr∴. Realizada a Iniciação, encaminhar ao Supremo Conselho o
Modelo 5, juntamente com o pagamento das despesas (Taxa de
iniciação + calígrafo e Ritual).
Obs.: o Tesoureiro deverá enviar o comprovante do depósito do
pagamento via e-mail, ou correio para o Supremo. Preencher os
campos: Cartão do Grau e Patente.
5. Recebida a documentação vinda do Supremo Conselho, completar
o preenchimento da Ficha de Identificação (Modelo 3), com o
número do Cartão do Grau e Patente.
6. Entregar ao(s) Iniciado(s) a documentação recebida do Supremo
Conselho, em Sessão do Corpo Subordinado. Arquivar o processo.

INICIAÇÕES NO 32º GRAU

O Secretário deverá atentar para o fato de que o processo poderá ser


iniciado assim que cumprido o interstício a que se refere o Art. 51, do
Regulamento Geral, desde que o Obreiro obtenha um mínimo de 50% de
frequência compatível, de seu grau nas sessões (§ 1º do Art.64 do
Regulamento Geral).
O Secretário, que controla as frequências dos IIr.∴, deve iniciar o
processo de iniciação, enviando à Loja Simbólica prancha solicitando
certidão, devidamente assinada pelo Venerável Mestre, Orador e
Secretário, que ateste a frequência nos últimos 12 (Doze) meses, bem
como se o mesmo está no gozo de todos os seus direitos Maçônicos,
preencher o modelo 7 para colher assinaturas de 2 apresentantes e
encaminhar à Segunda Dignidade e ao Tesoureiro do Corpo.
OBS.: Para o 32º Gr∴, preencher o modelo 21 (Certificado de
Frequência), enviando ao Kadosch, Sublime Capítulo e, caso haja Loja de
Perfeição no Vale, preencher, também, o modelo 21 (Certificado de
Frequência) e remeter àquele Corpo Subordinado; a percentagem de
frequência deverá ser, no mínimo, de 50% em ambos os Corpos, (§ 3º
do Art. 48 do Regulamento Geral).
As iniciações de graus são procedidas através de verdadeiras iniciações
ritualísticas e estão disciplinadas no Regulamento Geral, em seus
artigos 47 a 54.
1. Utilizar o Modelo 7 – Pedido de Iniciação ao Grau, que deve ser
preenchido/assinado pelos apresentantes e pela Segunda
Dignidade do Corpo. Colher o despacho do Irmão Presidente,
repassando o documento à Secretaria e Tesouraria para suas
informações.
2. Aprovado o início do processo pelo Corpo Subordinado, entregar
17
ao(s) proposto(s) o(s) Questionário(s) para os respectivos graus,
que deverão ser devolvidos no prazo máximo de 30dias:
32º Grau…………….. Modelo 32

3. Montar processo, contendo o Modelo 7, juntamente com os


questionários Modelo 32. Essa documentação será enviada à
Comissão de Graus, para emissão de parecer.
4. De posse do parecer favorável da Comissão de Graus, submeter à
aprovação do Corpo Subordinado, em Sessão realizada no 32º
Gr∴(o mais alto Grau da Câmara). Adotada essa providência,
enviar ao Supremo Conselho o Modelo 12 (Placet de Iniciação),
sempre que a Iniciação for para o 32º Gr∴,juntamente com o
pagamento das despesas (Taxa de iniciação + calígrafo + Ritual +
Paramento).
Obs.: o Tesoureiro deverá enviar o comprovante do depósito do
pagamento via e-mail, ou correio para o Supremo. Preencher os
campos: Cartão do Grau e Patente.
5. Realizada a Iniciação, encaminhar ao Supremo Conselho o Modelo
5. Preencher os campos: Cartão do Grau e Patente.
6. Recebida a documentação vinda do Supremo Conselho, completar o
preenchimento da Ficha de Identificação (Modelo 3), com o
número do Cartão do Grau e Patente.
7. Entregar ao(s) Iniciado(s) a documentação recebida do
Supremo Conselho, em Sessão do Corpo Subordinado. Arquivar o
processo.

INICIAÇÃO AO 33º GRAU


(PROVIDÊNCIAS A CARGO DO
CONSISTÓRIO)

O Secretário deverá atentar para o fato de que o processo poderá ser


iniciado assim que o Obreiro obtenha 50% das presenças exigidas (vide
exigências dos artigos 51, 52 e § 1º do Art. 64, do Regulamento Geral,
desde que o Obreiro obtenha um mínimo de 50% de frequência
compatível de seu grau nas sessões).
O Secretário, que controla as frequências dos Irmãos, deve iniciar o
processo de iniciação, enviando à Loja Simbólica prancha solicitando
certidão devidamente assinada pelo Venerável Mestre, Orador e
Secretário, que atestem a frequência no período considerado para
elevação, bem como se o mesmo está no gozo de todos os seus
direitos Maçônicos e preencher, também, o modelo 21-Certificado de

18
Frequência e remetendo ao Sublime Capítulo e ao Conselho Filosófico
de Cavaleiros Kadosch. Se houver Loja de Perfeição no Vale, enviar,
também, para esse Corpo, preenchendo o modelo 7 e encaminhando à
Segunda Dignidade e ao Tesoureiro do Corpo. Para fins estatísticos,
solicitar o motivo do desligamento.
Enviar ao Supremo Conselho os modelos 7 e 17, devidamente
preenchidos e autenticados.

SUPREMO
CONSELHO

INICIAÇÃO AO 33º GRAU

O Grau 33 é de exclusiva competência do Supremo Conselho.

REGULARIZAÇÕES

Entende-se por regularização o processo segundo o qual um Maçom


oriundo de outra Potência dos Altos Graus se submete às regras do
Supremo Conselho. Para a condução desses processos deverão ser
observados os AArt. 55 e 56 do Regulamento Geral.
Atentar para o fato de que, se o Ir∴postulante pertencer a uma
Potência não filiada à COMAB, o processo deverá ser submetido ao
Sacro Colégio.

FILIAÇÕES

Todo obreiro regular do Rito poderá requerer sua filiação a qualquer


dos Corpos Subordinados da Jurisdição, desde que apresente o
Certificado de Desligamento (modelo 8), guia de transferência
(modelo 20), expedidos pelo Corpo Subordinado, a que estava
vinculado. O Art. 57 do Regulamento Geral contempla tais
orientações.

REABILITAÇÕES

Reabilitação é o processo segundo o qual um Maçom da Obediência


que estava afastado, por qualquer motivo (“placet” vencido, falta de
pagamento, etc.), volta às atividades. As orientações constam do Art.
58 do Regulamento Geral.
19
DESLIGAMENTOS, TRANSFERÊNCIAS E LICENÇAS

Qualquer Obreiro poderá desligar-se do Corpo Subordinado a que


pertença, mediante simples pedido escrito, sem justificar os motivos,
dirigido à Administração do citado Corpo.
É lícito a qualquer Obreiro, em pleno gozo de seus direitos, requerer
sua transferência para outro Corpo Subordinado da Jurisdição.
A sistemática para esses casos está disciplinada através dos AArt.
59 a 63 do Regulamento Geral.

4. IMPRESSOS PADRONIZADOS

MODELOS IMPRESSOS
1 Pedido de Ingresso nos Altos Graus
3 Ficha de Identificação
4 Questionário para o Grau 4
5 Informações de Iniciações/Pedido de Documentos
6 Quadro da Administração (EX-MODELO 10)
7 Pedido de Iniciação de Grau a Irmão
8 Certificado de Desligamento
9 Questionário para o Grau 9
10 VAGO
11 Quadro de Obreiros
12 Pedido de Placet de Iniciação
12-A Questionário para o Grau 12
13 Pedido de Placet de Regularização/Reabilitação
13-A Questionário para o Grau 13
14 Questionário para Grau 14
15 Questionário para Grau 15
16 VAGO
17 Prancha de Apresentação
17-A Questionário para o Grau 17
18 Questionário para o Grau 18
19 Questionário para Grau 19
20 Guia de Transferência
21 Certificado de Freqüência
22 Questionário para o Grau22
28 Questionário para Grau 28
20
30 Questionário para Grau 30
31 Questionário para o Grau 31
32 Questionário para Grau 32
33 Questionário para o Grau 33
(*) – utilizar modelo apropriado para cada Grau.

IMPRESSO MOD∴1
“PEDIDO DE INGRESSO NOS ALTOS GRAUS”

De uso exclusivo do Ir∴que se candidata ao ingresso nos Altos Graus.


Ao completar o interstício de 6 (seis) meses como M∴M∴, a Loja
Simbólica à qual pertence o Ir∴ solicita por prancha seu ingresso em
uma Resp∴e Aug∴Loja de Perfeição, ou a um Sublime Capítulo de
CCav∴Rosa Cruz e este enviará o Impresso em questão para que o
Candidato o preencha de forma legível, digitado ou em letra de forma
(com caneta de tinta preta ou via e-mail) e, por intermédio da
Oficina, devolverá ao Corpo Subordinado que, por sua vez, o enviará
ao Supremo Conselho, após realizada a Iniciação, juntamente com o
Impresso MOD∴5, para o devido cadastramento do iniciado
(Atenção: verificar a necessidade como utilizar o MOD∴12).
As obrigações a serem cumpridas pela Secretaria do Corpo
Subordinado estão contidas nos AArt. ∴42 a 46 do Regulamento
Geral do Supremo Conselho.

IMPRESSO MOD∴3
FICHA DE IDENTIFICAÇÃO

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO
Foto
Nome I
Natural de Estado I
Nascido em / / Estado Civil I
Filiação: Pai - I
Mãe -

Profissão: Telef. Com.: ( )


Celular: ( )
End. Com.:
Cidade: CEP:
E-mail:
Reside.: Cidade: CEP:
C.P.F: R.G: Telef. Res: ( )
21
DADOS MAÇÔNICOS
CIM Nº. CIR Nº.
Aprendiz Data: Loja:
Companheiro Data: Loja:
Mestre Data: Loja:
Excluído Data: Motivo:
Loja a que pertence:
Evolução nos Corpos
Cargos Ocupados
Subordinados
Cartão
Corpo
GRAU DATA Brevê Cargo
Filosófico
Patente
4
9
12
13
14
15
17
18
19
22
28
30
31
32
33
Reabilitado em: ........./............................../...............
Mod. 3
IMPRESSO MOD∴4
“QUESTIONÁRIO PARA O
GRAU 4”

Quando o processo do candidato estiver com sua continuidade


aprovada, deverá ser enviado este Impresso ao Candidato, para que
ele responda e seja, pelo Órgão Subordinado, devolvido no prazo de
15 (quinze dias), digitado ou em letra de forma legível com tinta
preta, juntamente com o trabalho de livre escolha
(preferencialmente sobre Maçonaria), sempre com tinta preta. Após
tais providências, a Comissão de Graus deve receber o processo para
deliberação (AArt.42 a 46 do Regulamento Geral).

IMPRESSO MOD∴5
“INFORMAÇÃO DE INICIAÇÕES E PEDIDO DE DOCUMENTO”

22
Este impresso é um dos mais importantes, pois que é o veículo de
comunicação através do qual nossa “Secretaria Executiva” atualiza os
dados informativos de cada Ir∴ Tais fichas individuais são utilizadas
em todos os graus e por todas as “Câmaras dos Altos Graus”.
Após a iniciação, em todos os Graus, pois deverá ser preenchido (com
toda a clareza) e remetido entre 15 (quinze) a 30 (trinta) dias à
Secretaria Executiva do Supremo Conselho, para que se possa
manter em bom tempo respectiva atualização.
Neste Impresso se encontram espaços a serem preenchidos, com um
X, na conformidade de cada hipótese de comunicação, isto é,
identificação em cada grau de que se tratar, como segue:

CEDULA DE IDENTIDADE X Para uso exclusivo do Grau 4


DO RITO
CARTÃO DO GRAU X Para uso em todos os Graus
CERTIFICADO DE X Para uso dos Graus – 4-9-12-13-15-17-19-22
INVESTIDURA e 28
DIPLOMA X Para uso exclusivo do Grau 14∴
BREVE X Para uso exclusivo do Grau 18∴
PATENTE X Para uso dos Graus 30 a 33

Atenção: Este Impresso deve ser usado também para solicitar 2a


via de documentos e, também, nas Regularizações.
Obs.: Nos casos de passagem de Grau por liberação do
Sob∴Gr∴Comend∴, com a aplicação de dispensa de tempo de
Interstício, é imprescindível que seja colocado neste Impresso o
“N.º do Ato-P” que originou a exceção.
Mod. 05 em 1 via Destino = Secretaria do Supr∴Conselho.

IMPRESSO MOD∴6
“QUADRO DA ADMINISTRAÇÃO”

Emitido em 2 (dois) vias, sendo a 1ª para o uso do Supremo Conselho e a


2ª para arquivo do Corpo emitente.
As informações deste “Impresso” dão ao Supremo Conselho condições
de contato com os novos responsáveis pela Administração do Corpo.
Pedimos que, além da clareza no preenchimento, a remessa seja em, no
máximo, a 30 (trinta) dias após a eleição do Quadro.

OBS. Temos tido casos de atraso na remessa deste Impresso, o que


nos obriga a insistentes contatos de cobrança, sem contar com as
situações de Corpos, que, por estarem com deficiência de número de
23
IIr∴habilitados para compor a Administração, não fazem o envio.
Nesta última situação, o Impresso deverá ser enviado, pois, assim,
nossos GGr∴IInsp∴LLit∴Regionais ou mesmo o Gr∴Delegado Lit∴se
colocarão a campo, para tentar auxiliar na solução dos problemas que
possam existir.
No caso de necessidade de troca de IIr∴na Administração, a
informação deve ser feita urgentemente, por prancha ao Supremo
Conselho com os dados pessoais (nome, endereço, e-mail e telefone)
dos substitutos”.

IMPRESSO MOD∴7
“PED∴DE INICIAÇÃO DE GR∴ASSINADO, POR 2 (DOIS)
IIR∴DO QUADRO, COM DE ACORDO DA SEGUNDA
DIGNIDADE”

O uso deste Impresso é exclusivo do Corpo e de ação interna da


Administração deste, quando do pedido de iniciação.
Seu preenchimento com as informações da Secretaria, Tesouraria e da
Comissão de Graus é que dá consistência ao processo de iniciação, para
a decisão do Corpo na aprovação ou não do Candidato.
Mod. 07 em 1 via.
Destino = Comissão de Graus

IMPRESSO MOD∴8
“CERTIFICADO DE DESLIGAMENTO”

Para aplicação deste “Impresso” é necessário que o Ir∴faça o pedido


por escrito, dirigido à administração do Corpo a que está subordinado,
devendo estar quites com a Tesouraria, para fins estatísticos informar
os motivos de seu desligamento.
O Corpo fará o pedido à Grande Secretaria do Santo Império por
prancha e anexará o “Impresso”, via e-mail. Após os devidos registros
no Supremo Conselho e Delegacia Litúrgica, duas vias serão
encaminhadas ao Corpo emitente que providenciará a entrega de uma
via ao solicitante, a qual terá a validade de 6 (seis) meses, para que
possa o Irmão se filiar em outro Corpo.
Todo o processo de Desligamento está descrito nos Artigos 59 a 63, do
Regulamento Geral.

IMPRESSO MOD∴9

24
“QUESTIONÁRIO PARA O
GRAU 9”

Após a aprovação da proposta de iniciação (modelo 7), este impresso


deverá ser enviado ao candidato, para que seja respondido e devolvido
em, no máximo 30 (trinta) dias.
Deverá ser digitado ou em letra de forma legível, com caneta de tinta
preta, e passará pela “Comissão de Graus” do Corpo para a devida
apreciação.
As informações administrativas para iniciação de Graus, estão
expressas nos AArt. 47 a 54 do Regulamento Geral.

IMPRESSO MOD∴10 - VAGO

IMPRESSO
MOD∴11
“QUADRO DE
OBREIROS”

Este impresso é o espelho do movimento no Quadro do Corpo e,


portanto, dele deve constar "TODOS" os Irmãos, por Grau, existentes
em 31 de dezembro, do ano anterior.

Para efeito estatístico, deverão constar em separado, mas, no mesmo


impresso, os nomes dos falecidos, eliminados, desligados, transferidos
e remidos, informando a respectiva data; no período compreendido
entre 1º de janeiro a 31 de dezembro. Para efeito de recolhimento da
taxa de capitação, deverão constar todos os IIr∴dos Graus 4 a 33.

Os Iniciados no grau 4∴,a partir de 1º de janeiro a 31 de dezembro de


cada ano, deverão recolher o valor da Capitação pró-rata tempore.
Impresso devidamente preenchido deverá ser remetido até o mês de
fevereiro ao Supremo Conselho, e à época do recolhimento da taxa de
Capitação Anual pela Gr∴Tesouraria do S∴I∴e, até o final do mês de
março. O atraso na entrega do Quadro de Obreiros acarreta grandes
dificuldades para o controle da Gr∴Deleg∴Lit∴e Gr∴Secr∴do S∴I∴e
constituirá infração disciplinar sujeita a sanções fixadas pelo Sacro
Colégio. O atraso na remessa dos valores das taxas anuais sujeitará à
correção monetária por índice de correção oficial do Governo Federal
ou outro fixado pelo Supremo Conselho.
O “Quadro de Obreiros” é impresso em 02 (duas) vias, sendo a 1ª via
para uso do Supremo Conselho, e a 2ª pertencente ao Corpo Emitente.

25
Os Ilustres Conselhos Filosóficos de Cavaleiros Kadosch e os Mui
Poderosos Consistórios de Príncipes do Real Segredo também deverão
emitir e remeter o Quadro no mesmo período acima descrito, para fins
estatísticos, embora não estando sujeitos à taxa de Capitação Anual.
Obs.: No preenchimento do formulário, iniciar com o 4º Gr∴em ordem
alfabética até o 33º Gr∴.

IMPRESSO MOD∴12
“PEDIDO DE PLACET DE INICIAÇÃO”

O Impresso em questão, em 02 (duas) vias, deverá ser preenchido e


remetido à Gr∴Deleg∴Lit∴, no pedido de Iniciação aos Graus
4,14,18,30 e 32, com precedência de, no mínimo, 30 (trinta) dias, que
devolverá uma via com o registro do n.º do Placet, junto com as Alfaias,
Rituais, Código de Ética e Regulamento Geral/Estatuto, para o Grau 4;
para os demais graus acima citados, somente com as Alfaias e o ritual
do grau. Este Impresso deverá ser enviado acompanhado dos metais
referentes ao Placet (Mod.12) e Taxa de Iniciação, paramentos e
emolumentos, conforme tabela em poder dos Corpos.
OBS.: Enviar comprovante de pagamento via e-mail, ou correio.
Após a cerimônia, o Corpo Emitente deverá confirmar a Iniciação, com
o envio do Impresso Mod∴5 em, no máximo, 30 (trinta) dias, para que a
Secretaria Executiva possa manter a ficha individual do iniciando, em
ordem e atualizada, e remeter os devidos documentos.

IMPRESSO MOD∴12-A
“QUESTIONÁRIO PARA O
GRAU 12”

Este Impresso segue as mesmas obrigações e prerrogativas do


MOD∴9 e será enviado ao candidato para ser devolvido em, no máximo,
30 (trinta) dias, respondido com clareza, em letra de forma com caneta
de tinta preta ou, de preferência, digitado, e deve ser analisado pela
Comissão de Graus do Corpo.
As informações administrativas para completar o processo de Iniciação
a este grau estão expressas nos AArt∴ 47 a 54 do Regulamento Geral.

IMPRESSO MOD∴13
“PEDIDO DE PLACET DE REGULARIZAÇÃO/REABILITAÇÃO”

O presente Impresso somente poderá ser enviado à Grande Delegacia


Litúrgica, após cumpridas todas as exigências solicitadas nos AArt∴55
26
e 56 do Regulamento Geral. Só será usado, quando o Processo diz
respeito a Ir∴oriundo de outra Potência Filosófica, e que já pertença a
uma Loja Simbólica filiada à COMAB, e encaminhada via eletrônica ao
Supremo Conselho.

Também este documento, após emitido e registrado, terá a duração de


6 (seis) meses e, após esse prazo, perde sua validade.
Devem ser cumpridas as exigências contidas no Art∴58 do Regulamento
Geral.

IMPRESSO MOD∴13-A
“QUESTIONÁRIO PARA O
GRAU 13”
A utilização deste Impresso segue as mesmas exigências constantes
nas Informações do Impresso MOD. 9.

IMPRESSO MOD∴14
“QUESTIONÁRIO PARA O GRAU 14”

A utilização deste Impresso segue as mesmas exigências constantes nas


Informações do Impresso MOD. 9.

IMPRESSO MOD∴15
“QUESTIONÁRIO PARA O GRAU 15”

A utilização deste Impresso segue as mesmas exigências constantes nas


Informações do Impresso MOD. 9. Para este Grau é necessário a
Apresentação de um trabalho.

IMPRESSO MOD∴17
“PRANCHA DE
APRESENTAÇÃO”

Impresso usado na passagem do Ir∴de uma Câmara para outra:

Gr∴14 para Gr∴15, (Loj∴de Perf.∴para Sublime


Capítulo)
Gr∴18 para Gr∴19, (Sublime Capítulo para
Cons.∴de Kadosch)
Gr∴30 para Gr∴31, (Cons.∴de Kadosch para
Consistório)
e do Gr∴32 para Gr∴33, (Consistório para Supremo
27
Conselho)

Sua emissão é de obrigação da Câmara que faz o pedido de iniciação e,


com esse impresso, fará a apresentação do candidato ao Corpo
hierarquicamente superior e dará todos os dados pessoais do mesmo,
para que se possa atualizar o devido processo.
Mod. 17 em 02 vias.
Original enviada à Câmara Superior e a Cópia para o arquivo do
emitente.

IMPRESSO MOD∴17–A
‘QUESTIONÁRIO PARA O
GRAU 17”

Também para este Impresso, as exigências a serem seguidas estão


contidas nas informações do MOD∴9.

IMPRESSO MOD∴18
“QUESTIONÁRIO PARA O
GRAU 18 ”

Também para este Impresso, as exigências a serem seguidas estão


contidas nas informações do MOD∴9.

IMPRESSO MOD∴19
“QUESTIONÁRIO PARA O
GRAU 19”

Também para este Impresso, as exigências a serem seguidas estão


contidas nas informações do MOD∴9. Para este Grau é necessário a
apresentação de um trabalho.

IMPRESS0 MOD∴20
“GUIA DE TRANSFERÊNCIA”

Se, por motivo justo, um Ir∴solicita transferência para outro Corpo,


deverá fazê-lo por escrito, e para tal, deverá estar em pleno gozo de
seus direitos Maçônicos.
O Corpo ao qual pertence o Ir∴a ser transferido emitirá este impresso
em uma cópia com todos os dados do solicitante, remeterá de imediato
à Secretaria do Santo Império. (vide Art. 60 a 63) do Regulamento
Geral).
28
Quando da aprovação e aceitação desse Ir∴, o Corpo ao qual pretende
dar continuidade a sua carreira, nos Altos Graus completará a
informação dessa aceitação e providenciará as devidas assinaturas,
enviado uma via para o Supremo Conselho, que providenciará e
atualizará o fato em seus registros.
Todo o processo de Transferência está descrito nos AArt. 60 §§ 1º e
2º do Regulamento Geral.

IMPRESSO MOD∴21
“CERTIFICADO DE
FREQUÊNCIA”

Para atender às exigências de Frequência nos Corpos Subordinados,


este deve ser o procedimento: O Sublime Capítulo solicita à Loja de
Perfeição, informações sobre presença e conduta dos Irmãos para os
quais estão sendo solicitados Graus. O Conselho de Kadosch solicita ao
Sublime Capítulo e à Loja de Perfeição, informações sobre presença e
conduta dos Irmãos para os quais estão sendo solicitados Graus e por
sua vez o Consistório solicita ao Conselho de Kadosch, ao Sublime
Capítulo e à Loja de Perfeição, informações sobre presença e conduta
dos Irmãos para os quais estão sendo solicitados Graus, assim devem
emitir este “Impresso” e remetê-lo àquelas Câmaras para obtenção
dessas informações, que deverão estar dentro do que determina o § 3º
do Art. 48 do Regulamento Geral.
Também com a Loja Simbólica, o procedimento deve ser o mesmo e
deve seguir o que está determinado no § 4º do Art. 48, do
Regulamento Geral. Em ambos os casos, evitar que ocorra iniciação ou
investidura irregular, em face do Art. 50, do Regulamento Geral.

Mod. 21 em 1 via.
Destino = Conselho de Kadosch, Sublime Capítulo ou Loj∴de
Perf∴consultados.

IMPRESSOS MMOD.∴22, 28 e 30
“QUESTIONÁRIOS PARA OS GRAUS 22, 28 E 30”

Estes Questionários correspondem à Câmara de Conselho Filosófico de


Cavaleiros Kadosch, mas, seguem as mesmas diretrizes dos “Impressos
Questionários” já citados. Devem ser entregues aos Candidatos
somente após a aprovação de mudança de Grau.
Seu preenchimento deve ser bem claro e em letra de forma com caneta
de tinta preta, ou de preferência, cópia digitada.

29
Suas respostas devem ser julgadas pela “Comissão de Graus” do Corpo.
Também nesses Graus as informações Administrativas devem ser
seguidas nos AArt. 47 a 54 do Regulamento Geral.

IMPRESSOS MMOD∴31 E 32
“QUESTIONÁRIOS PARA OS GRAUS 31
E 32”

Os Questionários para esses Graus são de responsabilidade do


Consistório e seguem os trâmites legais, quanto a sua aprovação, já
transcritos, com todas as exigências e prerrogativas apontadas.
Reprisamos que as informações Administrativas a serem seguidas
constam da Seção III (da elevação de Graus), nos AArt. de 47 a 54, do
Regulamento Geral.
O Questionário para o Grau 31 deve vir acompanhado de um trabalho
(Art. 48 § 1º, do Regulamento Geral).

IMPRESSO MOD∴33
“QUESTIONÁRIO PARA O
GRAU 33”

Após as exigências de frequência pelo Impresso próprio, das


informações de procedimentos, nas Câmaras Subordinadas, e todas as
obrigações a que está sujeito o candidato, o Supremo Conselho
responsável direto por esse Grau, enviará o presente “Questionário” ao
Candidato, por intermédio do Consistório de sua obediência, para que
seja respondido dentro de um prazo máximo de
30 (trinta) dias, de maneira clara e objetiva. Seu preenchimento deve
ser cuidadoso, em letra de forma com caneta de tinta preta ou cópia
digitada.
O julgamento das respostas está na responsabilidade da “Comissão de
Graus” do Supr∴Conselho, bem como todo o processo de elevação, que
será, após, completado e colocado à aprovação, em Sessão do Sacro
Colégio”.
Também, neste caso, as questões administrativas são regidas pelo que
consta nos AArt. 47 a 54 do Regulamento Geral.

Observação – O processo deve estar acompanhado de um trabalho, cujo


tema será de responsabilidade do Supremo Conselho. Art. 48, § 1º do
Regulamento Geral.

OBSERVAÇÃO: Quando o Ir∴Secr∴utilizar os impressos através do

30
site do Supremo, as vias serão todas brancas.

IMPRESSOS MMOD∴23-24-25-26 e 27 – VAGOS

5. ESCLARECIMENTOS COMPLEMENTARES
A COR ADOTADA NA MAÇONARIA DOS ALTOS GRAUS

A cor da tinta adotada por este Supremo Conselho, no preenchimento


de seus documentos em geral, livros de assinaturas de presença, bem
como balaústres de quaisquer dos graus praticados é a PRETA.

CERTIFICADOS

Para o Grau 14, o último dos Graus de Perfeição, corresponderá um


certificado denominado “DIPLOMA”; para o Grau 18, último dos Graus
Capitulares, corresponderá um certificado denominado “BREVE”; para o
Grau 30, 31, 32 e 33, corresponderá um certificado denominado
“PATENTE”.
Para os demais Graus, serão expedidos certificados denominados
“CERTIFICADOS DE INVESTIDURA”.

IMPRESSOS NO SITE DO SUPREMO CONSELHO

Estão à disposição dos IIr∴Secretários, no site do Supremo Conselho


(área restrita), os seguintes modelos: 1 – 3 – 5 – 6 – 7 - 8 – 11 – 12 - 13 –
17 – 20 – 21 e Termo de Obrigações Gr∴4∴.

Disponibilizamos também, os modelos de Estandartes para Loja de


Perfeição, Sublime Capítulo, Conselho de Kadosch e Consistório.

TÍTULOS, LEGENDAS E DIVISAS

Na lavratura de Atas ou Balaústres, os títulos, legendas e divisas


adotados no Supremo Conselho e nos Corpos Subordinados são aqueles
constantes do Regulamento Geral, em seu artigo 115.

TRATAMENTO AOS OBREIROS

31
O tratamento a ser dispensado aos Obreiros dos Altos Graus, e que
deve ser observado, também, quando da redação dos Balaústres, está
disciplinado no artigo 116 do Regulamento Geral.

6. SEÇÃO PARA A TESOURARIA DO CORPO


SUBORDINADO
O Tesoureiro tem a seu cargo a guarda do tesouro do Corpo e é o
depositário de seus metais. Além dessa função, compete ao Tesoureiro:
I – arrecadar a receita do Corpo;
II – pagar as despesas legais do Corpo à vista de documentos
visados pelo Presidente do Corpo;
III– recolher à Grande Tesouraria do Santo Império, até o mês
de março de cada ano, a taxa de capitação anual, bem como a
capitação pró-rata tempore;
IV– manter a escrituração da Tesouraria sempre em dia e na
melhor ordem;
V - prestar, ao Presidente do Corpo e à Comissão de Finanças, os
esclarecimentos que lhe forem solicitados relativos à
Tesouraria;
VI – elaborar, anualmente, o movimento econômico-financeiro do
ano anterior, mediante relatório e balanço encerrado em 31
de dezembro de cada ano, encaminhados ao Sacro Colégio,
através da Grande Delegacia Litúrgica do Supremo Conselho,
até o mês de março do ano seguinte;
VII– assinar recibos de pagamentos feitos por Obreiros, ou de
quaisquer outros valores recebidos e contabilizados na
Tesouraria;
VIII– guardar os metais da Hospitalaria, entregando-os somente
ao Hospitaleiro, sob recibo, mediante autorização do
Presidente do Corpo;
IX - Os Corpos Subordinados deverão depositar suas economias
em estabelecimento bancário idôneo, a critério da
Administração, movimentando-se a conta respectiva com as
assinaturas do Presidente e do Tesoureiro, em conjunto.
Citada conta conjunta será aberta em nome do Presidente e
do Tesoureiro, que serão os responsáveis pelos recursos
financeiros do Corpo.
Obs.: Pagamento dos emolumentos deverá ser em cheque nominal
ao Supremo Conselho ou depósito bancário nos bancos: Santander
– Ag. nº 3565 e c/c n.º 13.000.430-8 ou Bradesco – Ag. 3191-7 e
32
c/c n.º4165-
3. Feito o depósito, enviar ao Supremo Conselho cópia do
comprovante do depósito, via e-mail ou correio.
X – apresentar, nas Sessões de Eleições, a relação dos
Obreiros em atraso;
XI – expedir as pranchas de cobrança aos Obreiros em atraso

OBS.: Face à estreita ligação existente entre o Secretário do Corpo e


o Tesoureiro, esta seção foi incluída para ser adotada pela Tesouraria
do Corpo Subordinado.

33

Você também pode gostar