Você está na página 1de 4

Introdução na Informática no Design Gráfico

Nas últimas décadas a informática é algo que se tornou fundamental


para os processos de produção, nas mais diversas áreas e o Design Gráfico
não ficou de fora.

Alguns autores como Richard Hollis em Design Gráfico – Uma História


Concisa e Rafael Cardoso em Uma introdução à história do Design, mostram
que o Design Gráfico teve inicio a partir da Revolução Industrial, onde inicia
a produção em série, entretanto Rafael C. chega a mencionar um prévia da
produção em série.

“ A principal dificuldade para a aplicação do modelo tradicional que


define design, como ‘...produção em série de objetos por meios
mecânicos’, ... Diferentes tipos de artefatos ... Já eram usados na
antiguidade, por exemplo, técnicas básicas de produção em série como a
modelagem de cerâmicas e a fundição de metais, as quais permitem a
produção mais ou menos padronizada em larga escala (LUCIE-SMITH,
1984:33-59).” (RAFAEL-CARDOSO, Uma Introdução a História do
Design,PAG.15)

O grande estouro da era da informação pode se a partir da década de


70. “Com a introdução do micro computador, o designer ganhou controle
quase total sobres os processos anteriores a impressão.” (RICHARD-HOLLIS,
Design Gráfico – Uma História Consisa – pag.202).

O Processo de criação ficou mais dinâmico, mais rápido, programas


de diversos tipos com diversas funções dinamizaram a produção gráfica,
uns dizem que isso é ruim pois diminui a criatividade, entretanto colocar a
culpa na tecnologia da falta de criatividade é encontrar um “bode
espiatorio”, para a não leitura do mundo que nos cerca.

Vetor X Bitmap

Vetor...

Imagem que contém muitos objetos individuais e escalonáveis


definidos por fórmulas matemáticas. A imagem vetorial pode ser mostrada
em qualquer tamanho, pois não depende de resolução, mas não é adequada
para produzir tons sutis e contínuo de fotografias.

Bitmap

Imagem formada por um número fixo de pixels (ou pontos). Quanto


mais freqüentes e menores forem os pontos, mais nítida e detalhada será a
imagem produzida.
Bibliografia:

- Dicionário Visual de Design Gráfico, Gavin Ambrose & Paul Harris

- Design Gráfico – Uma História Concisa, Richard Hollis

- Uma introdução à história do design, Rafael Cardoso

FEAPA - FACULDADE DE ESTUDOS AVANÇADOS DO PARÁ

Curso: Design Gráfico 2011

Disciplina: Desenho Vetorial


Victor Nikolai Emmi Santos

Turma : 1Dgn1

Turno: Noite

Plano Carteziano

Criado por René Descartes, o plano cartesiano consiste em dois eixos perpendiculares, sendo
o horizontal chamado de eixo das abscissas e o vertical de eixo das ordenadas. O plano
cartesiano foi desenvolvido por Descartes no intuito de localizar pontos num determinado
espaço. As disposições dos eixos no plano formam quatro quadrantes, mostrados na figura a
seguir:

O encontro dos eixos é chamado de origem. Cada ponto do plano cartesiano é formado por
um par ordenado (x , y ), onde x: abscissa e y: ordenada.

Marcando pontos no plano cartesiano

Dados os pontos A(3,6), B(2,3), C(-1,2), D(-5,-3), E(2,-4), F(3,0), G(0,5), represente-os no
plano cartesiano.

Marcando o ponto A(3,6)


Primeiro: localiza-se o ponto 3 no eixo das abscissas
Segundo: localiza-se o ponto 6 no eixo das ordenadas
Terceiro: Traçar a reta perpendicular aos eixos, o encontro delas será o local do ponto.

O sistema de coordenadas cartesianas possui inúmeras aplicações, desde a construção de


um simples gráfico até os trabalhos relacionados à cartografia, localizações geográficas,
pontos estratégicos de bases militares, localizações no espaço aéreo, terrestre e marítimo.

FONTE: http://www.brasilescola.com/matematica/plano-cartesiano.htm