Você está na página 1de 34

Polos Olímpicos de Treinamento

Curso de Geometria - Nível 1


Prof. Bruno Holanda & Emiliano Chagas
Aula 1

Áreas I

A área de uma figura plana é um conceito primitivo de Geometria Plana que é difı́cil de
formalizar de maneira rigorosa, mas fácil de se entender de maneira intuitiva. Para facili-
tar nosso entendimento, estudaremos as áreas das figuras planas a partir de três premissas
básica que iremos assumir como verdadeiras. São elas:

Premissa I. A área de um retângulo de comprimento x e altura y é dado por xy.

Premissa II. Se uma figura plana é dividida em dois ou mais pedeços, a soma das
áreas dos pedaços é igual à área da figura original.

Premissa III. Se duas figuras são idênticas, então possuem a mesma área.

Veremos agora como podemos calcular a área de paralelogramos e triângulos a partir


dessas premissas. Em primeiro lugar, veja que um paralelogramo pode ser separado em
duas partes (um triângulo e um quadrilátero) através de uma altura que passa por um de
seus vértices. Essas duas partes podem ser rearranjadas de modo a formar um retângulo
de acordo com a figura:

F B E C

A D

Figura 1: Veja que a área do paralelogramo ABCD é igual à área do retângulo ADEF .
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

Assim, se B é a medida do lado horizontal do paralelogramo (que chamaremos de base)


e h é a medida da altura, podemos verificar que a área desse paralelogramo é igual a B × h.

A D

B C

Para descobrirmos a área de um triângulo ABC, trace uma paralela ao lado BC pas-
sando por A e uma paralela ao lado AC passando por B. Se D é o ponto de encontro entre
essas duas paralelas, veja que ABCD é um paralelogramo e que os triângulos ABC e ACD
são idênticos. Agora, sendo B a medida da base BC e h a altura do triângulo, pelo o que
vimos anteriormente, sabemos que a área do paralelogramo ABCD é igual a B × h. Por
outro lado, esse paralelogramo pode ser divido em duas partes iguais (os triângulos ABC
e BCD). Portanto, cada um terá área igual a B×h
2 .

Notação: Utilizaremos colchetes para denotar áreas de figuras. Por exemplo, a área
do triângulo ABC será denotada por [ABC] e a área do quadrilátero XY ZW será
denotada por [XY ZW ].

Para finalizar a parte teórica neste capı́tulo, iremos demonstrar o seguinte resultado:

Fato Importante. Se ABC é um triângulo e M é o ponto médio do lado BC, então


as áreas dos triângulos ABM e AM C são iguais.

B M C

Demonstração. Note que os dois triângulos têm a mesma altura e a mesma medida
de base, pois BM = M C (por definição). Logo, utilizando a fórmula de área para
triângulos, o resultado é imediato.

2
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

Problemas Introdutórios

Problema 1. (OBMEP 2015 - 1a Fase) Os pontos destacados nos quadrados abaixo são
1
pontos médios dos lados. Quantos desses quadrados têm área sombreada igual a de sua
4
área?

Problema 2. (OBMEP 2017 - 1a fase) A figura mostra um quadrado de centro O e área 20


cm 2. O ponto M é o ponto médio de um dos lados. Qual é a área da região sombreada?

Problema 3. (OBMEP 2017 - 1a Fase) A área da figura é igual à soma das áreas de quantos
quadradinhos do quadriculado?

Problema 4. Cada lado do quadrado ABCD de lado quatro é dividido em partes iguais
por três pontos. Escolhendo um ponto (dos três internos) em cada lado podemos formar
um quadrilátero cinza. Qual é a área desse quadrilátero?

3
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

D C

A B

Problema 5. (OBM 2005 - 1a Fase) Seis retângulos idênticos são reunidos para formar um
retângulo maior conforme indicado na figura. Qual é a área deste retângulo maior?

21cm

Problema 6. (OBMEP 2010 - 1a Fase) A figura mostra um quadrado dividido em 16


quadradinhos iguais. A área em sombreado corresponde a que fração da área do quadrado?

Problemas Propostos

Problema 7. (OBMEP 2013 - 1a Fase) A figura representa um retângulo de área 36 m2 ,


dividido em três faixas de mesma largura. Cada uma das faixas está dividida em partes
iguais: uma em quatro partes, outra em três e a terceira em duas. Qual é a área total das
partes sombreadas?

4
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

Problema 8. (OBMEP 2009 - 1a Fase) A figura mostra cinco triângulos equiláteros. A que
fração da área da figura corresponde a área sombreada?

Problema 9. (OBMEP 2012 - 1a Fase) O retângulo ao lado, que foi recortado de uma folha
de papel quadriculado, mede 4 cm de largura por 5 cm de altura. Qual é a área da região
sombreada?

Problema 10. (OBM 2011 - 1a Fase) O retângulo da figura abaixo está dividido em 10
quadrados. As medidas dos lados de todos os quadrados são números inteiros positivos e
são os menores valores possı́veis. Qual é a área desse retângulo?

5
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

Problema 11. (OBMEP 2009 - 1a Fase) Na figura, o quadrado ABCD tem área 40 cm2 .
Os pontos P, Q, R e S são pontos médios dos lados do quadrado e T é o ponto médio do
segmento RS. Qual é a área do triângulo PQT?

D R C

S Q

A P B

Problema 12. (OBMEP 2010 - 1a Fase) A figura mostra um quadrado com suas diagonais
e segmentos que unem os pontos médios de seus lados. A área em cinza corresponde a que
fração da área do quadrado?

Problema 13. (OBMEP 2015 - 1a Fase) A figura abaixo é formada por dois quadrados de
lado 6 cm e dois triângulos. Se M é o ponto médio de AB, qual é a área total da figura?

6
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

Problema 14. (OBM 2004 - 2a Fase) No desenho, os quadriláteros ABCD, EFAG e IAJH
são retângulos e H é ponto médio de AE. Calcule a razão entre a área do retângulo ABCD
e o triângulo AHI.

A I F B

J H

G E

D C

Problema 15. (OBM 2009 - 1a Fase) Na figura, C é um ponto do segmento BD tal que
ACDE é um retângulo e ABCE é um paralelogramo de área 22 cm2 . Qual é a área de
ABDE, em cm2 ?
A

E B

Problema 16. (OBM 2006 - 1a Fase) A figura a seguir representa um Tangram, quebra-
cabeças chinês formado por 5 triângulos, 1 paralelogramo e 1 quadrado. Sabendo que a
área do Tangram a seguir é 64 cm2 , qual é a área, em cm2 , da região sombreada?

7
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

Problema 17. (OBM 2015 - 1a Fase) Com dois cortes perpendiculares, Pablo dividiu uma
folha de madeira quadrada em dois quadrados, um de área 400 cm2 e outro de área de 900
cm2 e mais dois retângulos iguais, conforme desenho. Qual é a área da folha de madeira?

Problema 18. (OBM 2008 - 1a Fase) Juntando quatro trapézios iguais de bases 30 cm e 50
cm, como o da figura ao lado, podemos formar um quadrado de área 2500 cm2 , com um
buraco quadrado no meio. Qual é a área de cada trapézio, em cm2 ?

30cm

45o 45o
50 cm

Problema 19. (OBMEP 2006 - 1a Fase) Na figura, os cinco quadrados são iguais e os
vértices do polı́gono sombreado são pontos médios dos lados dos quadrados. Se a área de
cada quadrado é 1 cm2 , qual a área do polı́gono sombreado?

Problema 20. (OBMEP 2016 - 1a Fase) Alice fez três dobras numa folha de papel quadrada
de lado 20 cm, branca na frente e cinza no verso. Na primeira dobra, ela fez um vértice

8
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

coincidir com o centro do quadrado e depois fez mais duas dobras, como indicado na figura.
Após a terceira dobra, qual é a área da parte cinza da folha que ficou visı́vel?

1ª dobra 2ª dobra 3ª dobra

Problema 21. (OBMEP 2009 - 2a Fase) Um quadrado de lado 3 cm é cortado ao longo de


uma diagonal em dois triângulos, como na figura. Com esses triângulos formamos as figuras
dos itens (a), (b) e (c), nas quais destacamos, em cinza, a região em que um triângulo fica
sobre o outro. Em cada item, calcule a área da região cinza.

3 cm

3 cm

a)

1 cm

b)

9
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

5 cm

c)

Problema 22. (OBMEP 2013 - 2a Fase) Dafne tem muitas peças de plástico: quadrados
cinzas claros de lado 3 cm, quadrados pretos de lado 4 cm e triângulos retângulos cinzas
cujos lados menores medem 3 cm e 4 cm, como mostrado à esquerda. Com estas peças e
sem sobreposição, ela forma figuras como, por exemplo, o hexágono à direita.

a) Qual é a área do hexágono que Dafne formou?

b) Usando somente peças quadradas, Dafne formou a figura ao lado, com um buraco em
seu interior. Qual é a área do buraco?

c) Mostre como Dafne pode preencher, sem deixar buracos, um quadrado de lado 15 cm
com suas peças, sendo apenas uma delas um quadrado de lado 3 cm.

10
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

d) Explique por que Dafne não pode preencher um quadrado de lado 15 cm sem usar
pelo menos um quadrado de lado 3 cm.

Problema 23. (OBMEP 2016 - 2a Fase) A figura ao lado foi desenhada sobre um quadri-
culado formado por nove quadradinhos, cada um com área igual a 4 cm2 .

a) Qual é a área total pintada de preto?

b) Qual é a área total listrada?

c) Qual é a área total pintada de cinza?

Problema 24. (OBMEP 2008 - 1a Fase) Uma tira retangular de cartolina, branca de um
lado e cinza do outro, foi dobrada como na figura, formando um polı́gono de 8 lados. Qual
é a área desse polı́gono?

11
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

48 cm 24 cm

12 cm

Problema 25. (OBMEP 2010 - 1a Fase) A figura mostra quatro quadrados iguais dentro
de umquadrado maior. A área em cinza é 128 cm2 e a área de cada quadrado menor é igual
a 9% da área do quadrado maior. Qual é a área do quadrado maior?

Problema 26. (OBMEP 2013 - 1a Fase) A figura representa um retângulo de 120 m2 de


área. Os pontos M e N são os pontos médios dos lados a que pertencem. Qual é a área da
região sombreada?

Problema 27. (OBMEP 2013 - 1a Fase) Juliana desenhou, em uma folha de papel, um
retângulo de comprimento 12 cm e largura 10 cm. Ela escolheu um ponto P no interior do
retângulo e recortou os triângulos sombreados como na fi gura. Com esse s triângulos, ela
montou o quadrilátero da direita. Qual é a área do quadrilátero?

12
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

Problema 28. (OBMEP 2014 - 1a Fase) A figura é formada por dois quadrados, um de
lado 8 cm e outro de lado 6 cm. Qual é a área da região sombreada?

Problema 29. (OBMEP 2016 - 1a Fase) Na figura, os pontos C e F pertencem aos lados BD
e AE do quadrilátero ABDE, respectivamente. Os ângulos B e E são retos e os segmentos
AB, CD, DE e FA têm suas medidas indicadas na figura. Qual é a área do quadrilátero
ACDF?

E
7
D
2
C

B A
10

Problema 30. (OBMEP 2016 - 1a Fase) O triângulo equilátero ABC da figura é formado
por 36 triângulos equiláteros menores, cada um deles com área 1. Qual é a soma das áreas
dos quatro triângulos sombreados?

13
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

A B

Problema 31. (OBM) Na figura a seguir, temos três quadrados de área 1, qual é a área do
retângulo que o contorna?

Problema 32. Na figura abaixo ABCD é um retângulo de área 11cm2 . Sabemos também
que A0 A = AD, BB 0 = BA, CC 0 = CB e DD0 = DC. Determine a área do quadrilátero
A0 B 0 C 0 D 0 .
B0

B C
C0
A D
A0

D0

Problema 33. (OBM 2005) Quatro peças iguais, em forma de triângulo retângulo, foram
dispostas de dois modos diferentes, como mostram as figuras.

14
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

I M
J N
F

B
C
A
D

K H
L O
P

Os quadrados ABCD e EF GH têm lados respectivamente iguais a 3 cm e 9 cm. Calcule


as áreas dos quadrados IJKL e M N OP .

Problema 34. João dividiu uma folha de papel quadrada, com 20cm de lado, em 5 pedaços
de mesma área. O primeiro corte teve inı́cio no centro do quadrado e prolongou-se até a
fronteira do papel a 7cm de um canto, como indicado na figura seguinte.

D C
F
E

A B

Sabendo que o João fez todos os cortes em linha recta a partir do centro do quadrado,
de que forma cortou o papel?

Problema 35. Na figura, ABCD é paralelogramo e AE = CF . Seja P um ponto qualquer


sobre o lado AB. Mostre que

a) S5 = S2 + S3 .

b) S1 = S4 + S6 .

15
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

D C

S4
S5 F
E S6
S1
S3
S2

A P B

Problema 36. Na figura abaixo ABCD e DEF G são paralelogramos. Além disso, C está
sobre F E e G estpa sobre AB. Prove que ambos paralelogramos têm a mesma área.

A G B

D C

Problema 37. Na figura a seguir, ABC é um triângulo de área 72 e D, E, F são pontos


médios. Ache a medida da área do triângulo DEF .

B D C

Problema 38. Na figura abaixo E, F, G, H são pontos médios. Determine a área do qua-
drilátero que está faltando.

16
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

B
E
A
200 F

210
C

H
240 G

Problema 39. (Maio 2011) No retângulo ABCD, BC = 5 e 3EC = CD. Seja F o ponto
de encontro entre DB e AE. Se a área do ∆F DE é 12 e a área do ∆F AB é 27, calcule a
área do retângulo.

D E C

A B

Problema 40. (Proposto para IMO) Sejam ABCD um quadrilátero convexo e M e N


os pontos médios dos lados BC e DA, respectivamente. Prove que [DM A] + [CN B] =
[ABCD].

Problema 41. (OBM) Sobre cada lado de um triângulo de área 10cm2 foi construı́do um
quadrado. Em seguida, foram construı́dos três triângulos usando um vértice do triângulo
e dois vértices dos quadrados, como mostrado na Figura 1. Depois, os quadrados foram
retirados e cada um dos triângulos construı́dos foi girado até um de seus lados coincidir com
um lado do triângulo inicial. Qual é a área da Figura 2, formada pelos quatro triângulos?

17
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

Figura 2

Figura 1

Problema 42. (OBM 2013) Paulo possui uma folha de papel ABCD quadrada de lado
20cm. A frente da folha é branca e o verso é cinza. O ponto E é marcado no centro da
folha. Ele decide fazer um cata-vento com a folha. Para isso, ele recorta o segmento BE e
dobra a ponta que estava no ponto B até o ponto E. Ele repete o procedimento para cada
um dos outros três vértices do quadrado, completando o cata-vento.

A B

D C

a) Qual a razão entre a área cinza e a área branca na figura anterior?

b) Paulo pegou outra folha quadrada XY ZW igual à folha ABCD e montou outro cata-
vento. Ele girou o cata-vento XY ZW de um ângulo de 45◦ e colocou sobre o cata-vento
ABCD de modo que os centros das folhas ficassem sobrepostos, montando a figura a
seguir. Qual a área branca da figura formada?

18
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

X
A B

W
Y
E

C
D
Z

Problema 43. Na figura, ABCD é um quadrado de lado 10cm e BEF G um outro quadrado
de lado maior. Qual é o valor da área do triângulo ACF ?

F E

A D

G B C

19
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

Dicas e Soluções

1
1. Em todas as quatro figuras, a área sombreada é igual a da área do quadrado
4
correspondente. Uma maneira simples de confirmar isto é contar, em cada caso,
o número de triângulos sombreados que são formados nas decomposições abaixo (8
8 1
triângulos sombreados para um total de 32 triângulos, isto é, ou )
32 4

2. Podemos decompor a figura sombreada em um quadrado e um triângulo, traçando


um segmento de O até o ponto médio N do lado do quadrado, conforme indicado na
1 1
figura. Assim, a área da região sombreada é igual a + da área do quadrado com
4 8
centro em O, ou seja, a área sombreada é igual a 5 + 2, 5 = 7, 5 cm.

O N

3. Observe que a figura é formada por 12 quadradinhos inteiros, em cinza escuro, cada
2×2
um com área 1; por 4 triângulos de base 2 e altura 2, cada um com área 2× = 2;
2
1
e por 4 metades de quadrados de lado 1, cada um com área . Logo, a área total da
2
figura equivale a 12 × 1 + 4 × 2 + 4 × 1 = 22 quadradinhos.

20
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

4. A área do quadrilátero cinza é igual a área do quadrado menos a soma das áreas dos
triângulos brancos. Ou seja,
 
3·1 3·2 2·1 3·1
4·4− + + + = 16 − 10 = 6.
2 2 1 2
5. A partir da figura, vemos que o comprimento a dos retângulos menores é o dobro
da sua largura b. Temos então que a + b = b + 2b = 3b = 21 , ou seja, b = 7 cm e
a = 14 cm. Portanto, o comprimento do retângulo maior é 4b = 28 e a sua área é
21 × 28 = 588 cm2 .
6. O quadrado está dividido em 16 quadradinhos. A área sombreada é a soma das áreas
de 8 triângulos iguais, cada um com área igual a metade da área de um quadradi-
1
nho. Portanto, a área sombreada é igual à área de 8 × = 4 quadradinhos, o que
2
4 1
corresponde a = da área do quadrado.
16 4
7. Como as faixas são retângulos de mesmas dimensões, elas têm a mesma área, que é
36 ÷ 3 = 12 m2 . Segue que, na faixa inferior, a área de cada parte é 12 ÷ 2 = 6 m2 ,
essa é a área da parte cinza; na faixa do meio, a área de cada parte é 12 ÷ 3 = 4,
as duas partes cinzas têm então área total igual a 2 × 4 = 8 m2 ; na faixa de cima,
a área de cada parte é 12 ÷ 4 = 3, as três partes cinzas têm então área total igual a
2 × 3 = 6 m2 . A área total da região colorida de cinza é, portanto, 6 + 8 + 6 = 20 m2 .
8. Podemos decompor a figura no paralelogramo ABCD e no triângulo BEC. Em cada
uma destas figuras a área sombreada corresponde a metade da área, e assim a área
sombreada na figura original é a metade da área total.

21
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

9. Dividimos a figura em regiões indicadas pelas letras A, B e C, como mostrado ao


lado. Regiões com a mesma letra são idênticas, e tanto a parte branca quanto a parte
cinzenta consistem de duas regiões A, duas regiões B e duas regiões C; segue que a
área da parte cinzenta é igual à área da parte branca. Cada uma dessas áreas é então
a metade da área total do retângulo, que é 4 × 5 = 20 cm2 . Logo a área da parte
cinzenta é 10 cm2 .

C
B B
A A

B B

A C C A
C

1
10. Cada quadrado da coluna X tem lado de medida igual a da medida do quadrado
4
1
da coluna W , cada quadrado da coluna Y tem lado igual a do lado do quadrado
3
1
da coluna W e cada quadrado da coluna Z tem lado igual a do lado do quadrado
2
da coluna W . Assim, o menor valor para o lado do quadrado W é o menor múltoplo
comum entre 2, 3 e 4, que é 12 e os lados dos quadrados das colunas X, Y e Z são,
respectivamente, 3, 4 e 6. Portanto as dimensões do retângulo são 3 + 4 + 6 + 12 = 25
e 12, cuja área é 25 × 12 = 300.

X Y Z W

11. Veja que P QRS também é um quadrado e os lados RS e P Q são paralelos. Perceba
que o triângulo P QT e P QS possuem a mesma área, uma vez que: os dois possuem
o lado P Q em comum; e como S e T pertencem ao lado RS, paralelo ao lado P Q, a
altura dos dois triângulos tem a mesma medida. Finalmente, ao traçarmos o segmento
P R, percebemos pela figura que temos 8 triângulos congruentes, cada triângulo possui
40
uma área de = 5 cm2 . Finalmente temos que [P QT ] = 2 × 5 = 10 cm2 .
8

22
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

D R C

S Q

A P B

12. O quadrado está dividido em quatro quadrados menores iguais. Cada um dos triângulos
brancos tem um lado que é um lado de um quadrado menor e sua altura, relativa a
1 × 12 1
este lado, é a metade do lado do quadrado menor; logo sua área é = da área
2 4
de um quadrado menor. Como são quatro desses triângulos, vemos que a área da
1
parte branca é igual à área de 4 × = 1 quadrado menor. Como área de um desses
4
1 1 3
quadrados é da área do quadrado maior, segue que a área preta é igual a 1 − =
4 4 4
da área do quadrado maior.

13. Como os quadrados estão dispostos de forma que os pontos A, M e B estão alinhados,
e como M é o ponto médio de AB, segue que os dois triângulos da figura são triângulos
retângulos, com catetos medindo 6 e 3 centı́metros. Assim, a área de cada quadrado
6×3
é 6 × 3 = 36 cm2 e a área de cada triângulo é = 9 cm2 . A área total da figura
2
é 36 + 36 + 9 + 9 = 90 cm2 .

14. [ABCD] = 4 × [AF EG] e [AF EG] = 4 × [AIHJ] , logo [ABCD] = 16 × [AIHJ] .
[ABCD]
Mas [AIHJ] = 2 × [AHI], portanto [ABCD] = 32 × [AHI]. Então = 32.
[AHI]
15. Como ACDE é um retângulo então AE = CD e AE k CD, além disso, como ABCE
é um paralelogramo, AE = BC e AE k BC. Como AE = CD = BC e AE k BD,
então as áreas dos triângulos ABC , ACE e CDE são iguais. Além disso, as áreas
dos triângulos ABC e ACE são iguais a 11, assim a área de ABDE é 33.

16. Colocando o Tangram sobre uma malha quadriculada, a região sombreada ocupa 3
3
quadradinhos da malha e sua área é, portanto, da área do Tangram, ou seja,
16
3
× 64 = 12 cm2 .
16

23
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

17. Como 400 = 202 , o quadrado menor tem lado 20 cm, e como 900 = 302 , o quadrado
maior tem lado 30 cm. Portanto a folha de madeira tem lado 20 + 30 = 50 cm e a
sua área é 502 = 2500 cm2 .

18. Juntando os quatro trapézios, formamos um quadrado de área 2500 cm2 . Como o
buraco quadrado no meio tem área 30 × 30 = 900 cm2 , a área de cada um dos 4
2500 − 900 1600
trapézios, em cm2 , é = = 400.
4 4
19. A região sombreada é formada pelo quadrado central, quatro retângulos cada um com
metade da área de um quadrado e quatro triângulos cada um com um oitavo da área
1 1
de um quadrado. Logo a área da região sombreada é 1 + 4 × + 4 × = 3, 5 cm.
2 8
20. Podemos colocar a folha de papel sobre um quadriculado 4 × 4 que a divide inicial-
mente em 16 quadradinhos iguais. Cada um desses quadradinhos tem área igual a 25
cm2 , pois o lado da folha de papel mede 20 cm. A figura abaixo ilustra a situação a
partir da segunda dobra.

2ª dobra 3ª dobra

25
Assim, a área da parte cinza que ficou visı́vel é de 3 × 25 + 3 × = 112, 5 cm2 .
2
21. O argumento geral para a resolução desta questão está ilustrado ao lado. O triângulo
ABC é um dos triângulos resultantes do corte do quadrado e D é um ponto qualquer
no lado AB, com DE perpendicular a AB. O triângulo ADE também é retângulo
com dois lados iguais, e sua área é igual a metade da área do quadrado ADEF ; a
1
área do triângulo ADG é então igual a da área do quadrado ADEF .
4

24
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

1
a) O argumento acima mostra que a região cinza (à esquerda) tem área igual a
4
1 9
da área do quadrado de lado 3 cm, ou seja, × 32 = = 2, 25cm2 . Podemos
4 4
também usar a fórmula da área de um triângulo. A altura relativa ao lado de 3
3
cm mede a metade do lado do quadrado, ou seja, cm. A área da região cinza
2
1 3 9
é então metade da base vezes altura, ou seja, × 3 × = = 2, 25 cm2 .
2 2 4

1 1
b) Aqui, a área da região cinza é ×1 = = 0, 25 cm2 . Alternativamente, podemos
4 4
usar a fórmula para a área de um triângulo, metade da base vezes altura, para
1 1 1 1
obter × 1 × = × 1 = = 0, 25 cm2 .
2 2 4 4

c) Como AB = CD = 3 cm e AD = 5 cm , vemos que BC = 1 cm , e podemos


então marcar os comprimentos indicados na figura. A região cinza é a união
de um retângulo de base 1 cm e altura 2 cm com um triângulo cuja área já foi
1 9
calculada no item anterior. Logo a área da região cinza é 1 × 2 + = = 2, 25
4 4
cm2 .

25
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

Outra solução possı́vel é a seguinte, a região cinza é um retângulo de base 1 e


1
altura 3 da qual se retiram três triângulos, cada um com área igual a da área de
4
1 3 9
um quadrado de lado 1. A área procurada é então 3×1−3× = 3− = = 2, 25
4 9 4
cm2 .

22. Cada uma das peças amarelas tem área 3 × 3 = 9 cm2 , as azuis têm 4 × 4 = 16 cm2
3×4
e as verdes têm = 6 cm2 .
2
a) O hexágono montado por Dafne compõe-se de duas peças verdes, uma amarela
e uma azul. Portanto, sua área é igual a 2 × 6 + 9 + 16 = 37 cm2 .
b) A figura construı́da forma um quadrado de lado 4 + 3 + 4 = 11 cm, cuja área
é 11 × 11 = 121 cm2 . Ele é composto de 4 amarelas e 4 peças azuis; a área
total dessas peças é 4 × 9 + 4 × 16 = 100 cm2 . A área do buraco é a área do
quadrado menos a soma das áreas dessas peças, ou seja, é igual a 121 − 100 = 21
cm2 . Alternativamente, podemos pensar no buraco (em cinza claro) como um
quadrado de 5 cm de lado do qual foram retirados, nos cantos, quadradinhos de
lado 1 cm (em cinza escuro); sua área é então 5 × 5 − 4 × 1 × 1 = 21 cm2 .

c) Uma possı́vel maneira de preencher o quadrado 15×15 , como pedido, é mostrado


na figura ao lado.

26
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

d) Um quadrado de lado 15 cm tem 15 × 15 = 225 cm2 ; observamos que 225 é um


número ı́mpar. A peça azul tem área 16 cm2 e a verde tem área 6 cm2 , ambos
números pares. Logo não é possı́vel preencher o quadrado de lado 15 cm apenas
com peças desse tipo, pois a soma de números pares é par. Segue que para
preencher o quadrado de lado 15 cm com as peças do enunciado é necessário
usar pelo menos uma peça amarela.

23. a) A parte em preto é formada por quatro triângulos pretos menores, os quais são
retângulos isósceles. Um desses triângulos aparece na figura abaixo:

A área de cada um dos triângulos pretos é a metade da área do quadrado do


quadriculado, ou seja, é igual à metade de 2 × 2 = 4 cm2 , ou seja, é igual a 2
cm2 . Portanto, a área da parte em preto é igual a 4 × 2 = 8 cm2 .
b) A parte listrada de um quadradinho do quadriculado é um trapézio. Assim, a
3
parte listrada de um quadradinho tem área igual a da área do mesmo. De
4
fato, se considerarmos, por exemplo, a divisão na figura ilustrada abaixo

3
vemos que a área de cada trapézio é × 4 = 3 cm2 e, portanto, a área total da
4
parte listrada é igual a 4 × 3 = 12 cm2 .

27
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

c) Para calcular a área de um pequeno triângulo cinza, podemos destacar da figura


o retângulo abaixo, formado por dois quadradinhos do quadriculado.

A área desse retângulo é 8 cm2 . A diagonal o divide em dois triângulos


retângulos de mesma área e um deles é formado por um triângulo preto e um
triângulo cinza. A área do triângulo cinza será, portanto, igual à diferença entre
a metade da área do retângulo e a área do triângulo preto, isto é, 4 − 2 = 2
cm2 . A área total da parte em cinza é 4 × 2 = 8 cm2 . Outra forma de chegar a
esse resultado é observar que a metade do quadrado do reticulado (o triângulo
preto) é equivalente ao triângulo cinza, ou seja, eles têm a mesma área, pois têm
mesmas medidas de base e de altura.

24. Na figura dada a parte cinza obtida depois da primeira dobradura pode ser dividida
em duas partes: um quadrado de lado 12 cm e um triângulo de área igual a metade
da área do quadrado. A área do quadrado é 12 × 12 = 144 cm2 , logo a área do
1
triângulo é × 144 = 72 cm2 . Assim, a área dessa parte cinza é 144 + 72 = 216 cm2 .
2
Depois da segunda dobradura, obtemos duas partes cinzas iguais, cuja área total é
2 × 216 = 432 cm2 .

25. A área de cada quadradinho corresponde a 9% da área do quadrado maior e assim


a área dos 4 quadradinhos corresponde a 4 × 9 = 36% da área do quadrado maior.
Logo a área em cinza corresponde, a 100 − 36 = 64% da área total. Como essa área
128
é 128 cm2 , concluimos que 1% dessa área é igual a = 2 cm2 . Segue que a área
64
do quadrado maior é 2 × 100 = 200 cm2 .

26. Considere o retângulo ABCD e o segmento M N . Como [ABCD] = 120 cm2 então
[ABCD]
para os retângulos ABN M e N CDM temos que [ABN M ] = [N CDM ] = =
2
2
60 cm , mais ainda, esses retângulos estão divididos em dois triângulos retângulos,
60
portanto [ADN ] = [CDN ] = = 30 cm2 . Observe agora o paralelogramo AN CM ,
2
sua área é a área do retângulo ABCD menos a área dos dois triângulos retângulos
das pontas, portanto [AN CM ] = [ABCD] − [ADN ] − [CDN ] = 120 − 30 − 30 = 60
cm2 . Finalmente, veja que a diagonal BD corta o paralelogramo AN CM em duas
60
figuras de mesma área, portanto a área da região sombreada é = 30 cm2 .
2

28
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

B N C

A M D

27. A área do quadrilátero é a soma das áreas dos triângulos. Traçando por P uma
paralela a um dos lados do retângulo, como na figura, este fica dividido em dois
retângulos menores. A área de cada um dos triângulos é igual à metade da área do
retângulo menor correspondente; como a soma das áreas dos retângulos menores é
igual à área do retângulo maior, segue que a soma das áreas dos triângulos é igual à
1
metade da área do retângulo maior, ou seja, é igual a × 10 × 12 = 60 cm2 ; essa é a
2
área do quadrilátero.

28. Se juntarmos à região cinza o retângulo cujos lados medem 6 cm e 2 cm, como na
figura abaixo, teremos um novo retângulo com lados medindo 14 cm e 8 cm cuja área
é 112 cm2 .

A área da região cinza será igual à diferença entre a área da metade desse último
retângulo e a área do retângulo 2 × 6 que foi acrescentado, isto é, 56 − 12 = 44 cm2 .

29. A área do quadrilátero ACDF é a soma das áreas dos triângulos ACD e ADF . O
triângulo ACD tem base CD = 2 e altura AB = 10 relativa à base CD, enquanto o
triângulo ADF tem base F A = 6 e altura DE = 7 relativa à base F A. Logo a área

29
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

do triângulo ACD é (2 × 10) ÷ 210 = 10 e a área do triângulo ADF é (6 × 7) ÷ 2 = 21.


Somando essas áreas, obtemos que o quadrilátero ACDF tem área 31.

E
7
D
2
C

B A
10

30. Vamos nomear as quatro regiões triangulares tracejadas pelas letras P , Q, R e S,


conforme indicado na figura. Observe que P e Q possuem a mesma área, já que as
duas regiões são triângulos com as mesmas medidas de base e altura. A área dessas
1
regiões medem ×4 = 2, pois Q é a metade de um paralelogramo formado por quatro
2
triângulos menores. Por outro lado, a região R é a parte central de um hexágono
formado por seis triângulos menores, que por sua vez pode ser compreendido como
a metade interna de três regiões com borda em negrito. Logo a região R possui área
1
× 6 = 3. Por último, perceba que a região S pode ser dividida em quatro regiões,
2
um triângulo menor no centro, e três triângulos iguais em seu entorno, como indicado
em negrito na figura. O triângulo central tem área 1 e os outros tem área 2, pois
são metade de um paralelogramo formado por quatro triângulos menores. Assim, a
área da região S é 1 + 3 × 2 = 7. Consequentemente, a área total destacada é igual
a 2 × 2 + 3 + 7 = 14.

30
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

S
R

Q
A B

31. Divida o retângulo em quadrados menores de acordo com a figura a seguir. Note que
cada quadrado inicial é formado por quatro triângulos menores. Logo, cada triângulo
desse tem área igual a 14 . Como o retângulo é formado por 24 destes triângulos, sua
área será igual a 24
4 = 6.

32. Sejam x = AB e y = BC as medidas dos lados desconhecidos. Assim, a área do


retângulo ABCD é x · y = 11. Por outro lado, BC 0 = 2y e BB 0 = x. Assim,
[BB 0 C 0 ] = 2y·x
2 = xy = 11. Utilizando o mesmo raciocı́nio,

[A0 AB 0 ] = [A0 DD0 ] = [D0 CC 0 ] = 11.

Portanto, [A0 B 0 C 0 D0 ] = 11 + 11 + 11 + 11 + 11 = 55.

33. Seja x a medida da área de cada triângulo cinza. Assim, [LKJI] = 4x + 9 e


[N M OP ] = 81 − 4x. Por outro lado, LKJI e N M OP são dois quadrados iguais,
pois têm o mesmo lado (que é igual ao maior lado do quadrado). Assim,

4x + 9 = 81 − 4x

8x = 72
x = 9.
Portanto, [LKJI] = [N M OP ] = 45.

31
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

34. Sabemos que AF = 13. Veja que as distâncias do ponto E até os lados do quadrado
são iguais a 10. Estas distâncias funcionam como alturas dos triângulos que têm
vértice em E e lados sobre os lados do quadrado ABCD. Além disso, cada pedaço
de papel terá área igual a 20·20
5 = 80. Note que o triângulo AEF tem área igual
13·10
a 2 = 65. Portanto, ainda falta 15 para completarmos o pedaço de 20 de área.
Escolha um ponto G sobre AB de modo que AG = 3. Assim, [F EGA] = 80. Para
descobrirmos o próximo corte, podemos escolher H sobre AB de modo que GH = 16.
Neste caso, [EGH] = 80. Continuando com o mesmo raciocı́nio, devemos escolher
pontos I sobre BC e J sobre DC de modo que IB = 15 e JC = 9. Assim, dividimos
o quadrado em cinco parte de mesma área conforme a figura a seguir.

D J C

F I

A G H B

35. Como AE = CF , os trapézios DCF E e AEBF são iguais. Portanto,

S5 + S4 + S6 = S1 + S2 + S3 .

Por outro lado, o paralelogramo ABCD e o triângulo P CD têm a mesma base (DC)
e a mesma altura. Portanto, a área do paralelogramo é o dobro da área do triângulo
P DC. Portanto, temos que

S1 + S5 = S2 + S6 + S3 + S4 .

Somando S1 do dois lados da primeira equação, temos que

(S1 + S5 ) + S4 + S6 = S1 + S1 + S2 + S3 .

Daı́,
(S2 + S6 + S3 + S4 ) + S4 + S6 = S1 + S1 + S2 + S3 .
⇒ 2(S4 + S6 ) = 2S1 .
E com isso, demonstramos o item (b). Para demonstrar o item (a) basta somar S5
dos dois lados da primeira equação e proceder de maneira semelhante.

32
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

36. Note que o paralelogramo ABCD e o triângulo GDC têm a mesma base (DC) e a
mesma altura. Logo, [ABCD] = 2[DCG]. Por outro lado, o paralelogramo DGF E e o
triângulo GDC têm a mesma base (DG) e a mesma altura. Logo, [GF ED] = 2[DGC].
Como as áreas do dois paralelogramos sãi iguais ao dobro da área do mesmo triângulo,
elas devem ser iguais.

37. O segmento AD divide o triângulo ABC em duas partes de mesma área, pois D é o
ponto médio. Assim, [ABD] = 36. Da mesma forma, BE divide o triângulo ABD
em duas partes de mesma área. Logo, [BED] = 18. Aplicando esse raciocı́nio mais
uma vez, encontramos que [EF D] = 9.

38. Seja P o ponto de encontro entre os segmentos EG e HF . Note que P E divide o


triângulo P AB em duas partes de mesma área. Seja [P EA] = [P EB] = x. Utilizando
a mesma ideia, sejam [P BF ] = [P F C] = y, [P CG] = [P GD] = z e [P DH] =
[P HA] = w. Pelo enunciado, sabemos que x + w = 210, y + x = 200 e w + z = 240
e queremos descobrir o valor de y + z. Somando a duas últimas equações, temos
que x + y + z + w = 200 + 240 = 440. Por outro lado, x + w = 210. Logo,
y + z = 440 − 210 = 230.

39. Seja S a área do triângulo DF A. Como os triângulos DAB e EAB têm a mesma
área, pois têm a mesma base (AB) e a mesma altura (AD), podemos garantir que
[EF B] = S. Por outro lado, [ABD] é metade da área do retângulo ABCD. Assim,
[DBC] = S + 27. Consequentemente, [ECB] = 15. Sendo, CB = 5 e EC = x, a área
do triângulo ECB também é igual a 5x
2 . Portanto, x = 6 e então CD = 18. Por fim,
a [ABCD] = 18 · 5 = 90.

40. Veja que [AM B] = 12 [ABC] e [M DC] = 21 [DBC]. Dessa forma,

1
[M AD] = [ABCD] − ([ABC] + [DBC])
2
De maneira análoga,
1
[N BC] = [ABCD] − ([BAD] + [CAD])
2
Somando estas duas últimas equações, temos que
1
[M AD + [N BC] = 2[ABCD] − ([ABC] + [DBC] + [BAD] + [CAD]).
2
Por outro lado, [ABC] + [CAD] = [BAD] + [DBC] = [ABCD]. Portanto,
1
[M AD + [N BC] = 2[ABCD] − (2[ABCD]) = [ABCD].
2

41. Note que cada triângulo cinza possui dois lados que são iguais a dois lados do triângulo
branco. Isso ocorre devido aos quadrados terem lados iguais aos lados do triângulo
branco. Assim, ao fazermos os encaixes da segunda figura, podemos perceber que

33
POTI - Geometria - N1 - Aula 1 - Profs. Bruno Holanda & Emiliano Chagas

cada triângulo branco terá a mesma área do triângulo cinza, pois terão todos a mesma
medida de altura e mesma medida de base. Portanto, a área da segunda figura será
igual a quatro vezes a área do triângulo cinza que é 4 · 10 = 40.

42. Desenhando os lados AB, BC, CD e DA na figura do catavento, obtemos um desenho


como o mostrado a seguir:

1
Assim, é possı́vel visualizar que cada triângulo cinza corresponde a 16 da área do
1
quadrado e que cada triângulo branco corresponde a 8 da área do mesmo quadrado.
Portanto, como temos o mesmo número de triângulos cinzas e brancos na figura do
catavento, a razão entre as áreas será 21 . Para o item (b), veja que cada triângulo
cinza cobre uma parte de um triângulo branco, deixando a vista um trapézio branco.
Como a área do triângulo cinza é metade da área do triângulo branco, a área do
trapézio será igual à área do triângulo cinza. Sendo a área do quadrado ABCD igual
a 400, cada triângulo cinza terá área igual a 25 e cada triângulo branco terá área
igual a 50. Portanto, a área branca da segunda figura será igual a 4 · 50 + 4 · 25 = 300.

43. Seja x a medida do lado do quadrado maior. Sabemos que

[ACF ] = [ABGF ] + [ABC] − [F CG] = [GBEF ] − [F EA] + [ABC] − [F CG]

(x − 10)x 10 · 10 (10 + x)x


⇒ [ACF ] = x2 − + − = 50.
2 2 2

34