Você está na página 1de 12

Arcenio Arutur Munguambe

Trabalho de: Fundamento de Gestão de Recursos Humanos

Xai-Xai, Outubro de 2020


Índice
1. Introdução................................................................................................................................. 1
1.1. Objectos ....................................................................................................................................... 1
1.1.1. Específicos:.......................................................................................................................... 1
1.1.2. Específicos:.......................................................................................................................... 1
2. Quadro Teórico ........................................................................................................................ 2
2.1. Administrador ............................................................................................................................. 2
2.2. Avaliação de desempenho ......................................................................................................... 2
3. Revisão da literatura ................................................................................................................. 3
3.1. Papel do administrador como gestor de organização ............................................................. 3
3.1.1. Papel do Administrador na Organização/empresa publica privada ............................. 3
3.1.1.1. Planear:................................................................................................................................. 3
3.1.1.2. Organizar ............................................................................................................................. 4
3.1.1.3. Controlar .............................................................................................................................. 4
3.1.1.4. Dirigir ................................................................................................................................... 4
3.1.2. A importância do papel do administrador como gestor de organizações públicas ou
privadas 4
3.1.2.1. Tomada de decisão na organização .................................................................................. 5
3.1.2.2. Passos para a tomada de decisão ...................................................................................... 5
3.2. Avaliação desempenho ...................................................................................................... 6
3.2.1. Elementos da avaliação profissional na função publica em Moçambique .................. 6
3.2.2. Partes intervenientes na Avaliação do Desempenho em Moçambique ....................... 7
3.2.3. Instrumentos do processo de avaliação de desempenho na função publica ................ 8
3.2.4. Efeitos da avaliação de desempenho na função publica ............................................... 8
4. Conclusão ................................................................................................................................. 9
5. Bibliografia............................................................................................................................. 10
1. Introdução

O trabalho em debruça detém como tema Papel do administrador como gestor de organização; e
abarca os tópicos A importância do papel do administrador como gestor de organizações públicas
ou privadas; e Avaliação de desempenho nas instituições Públicas Moçambicanas. Desenvolvendo
o tema mais a dentro roçar-se-á a noção de Administração e funções da administração, avaliação
de desempenho, elementos da avaliação e os efeitos da avaliação de desempenho (na função
publica).

De veras tem se dito que os colaboradores são a imagem e o coração da empresa, porem quem
garante a hospitalidade da imagem da empresa e a vitalidade do coração da empresa (como num
corpo humano) é a Cabeça na figura de Administrador da empresa, o administrador é quem garante
a vitalidade dos demais órgãos da empresa.

É categórico afirmar, todos nós somos, em algum momento “administradores”, seja na


administração de nosso negócios, como de organizações, ou na gestão da própria vida pessoal.

Mas, Porque as mudanças ocorrem a todo o momento, e dentro das organizações essas mudanças
ocorrem cada vez mais rapidamente. A dinâmica que envolve desenvolver novas tecnologias,
novos produtos e serviços, buscando atender às novas necessidades e aos desejos dos
consumidores, e até a própria sobrevivência da empresa frente à concorrência, está inteiramente
ligada ao papel do gestor. Dai nos vem a relevância do estudo deste tema, para ilustrar a importância
do administrador na empresa.

1.1.Objectos
1.1.1. Específicos:
Descrever a importância do papel do administrador como gestor de organizações públicas ou
privadas.
1.1.2. Específicos:
Elencar as funções de Administrador;
Descrever o papel que o administrador exerce para a vitalidade da empresa/organização;
Mostrar a o processo de avaliação de desempenho nas instituições Públicas Moçambicanas;
Alistar os efeitos e as vantagem da avaliação de desempenho.

1
2. Quadro Teórico
2.1.Administrador

Druck (1998, p. 03), coloca o Administrador como um profissional de vários recursos e habilidades
e contribui de forma expressiva para qualquer organização. Sem os as suas habilidades de
gerenciamento e liderança os investimentos e ideias se mantem recursos e nunca se viram
produção.

Para Drucker (1999) administrar, de um modo geral tem conceito de administrar metas e objetivos.
Há muitas opiniões sobre o que é um administrador e qual é o papel do administrador na empresa.
É possível afirmar pelas teorias publicadas, que são profissionais que planejam, organizam e
orientam o funcionamento dos setores produtivos, comerciais, financeiros e todos os demais setores
de uma empresa, exercendo o papel de liderança, para que todos os setores desenvolvam suas
atividades em consonância com os objetivos da organização.

Segundo Chiavenato (2000) o administrador ao operar com todas suas funcionalidades, a empresa
se torna uma instituição social que trabalha com pessoas de forma objetiva e progressiva, sendo de
forma estruturada nas formas de alocação de trabalho onde todos almejam atingir iguais objetivos.

2.2.Avaliação de desempenho

Para Carvalho (1998), a avaliação de desempenho constitui-se numa série de técnicas com a
finalidade de obter informações sobre o comportamento profissional do avaliado durante o seu
desempenho no trabalho.

Chiavenato (2004) define a avaliação de desempenho como um método que visa, continuamente,
estabelecer um contrato com os funcionários referente aos resultados desejados pela organização,
acompanhar os desafios proposto, corrigindo os rumos, quando necessário, e avaliar os resultados
conseguidos.

2
3. Revisão da literatura
3.1.Papel do administrador como gestor de organização

Administradores possuem uma visão holística e, portanto, possuem qualificações que vão muito
além das somente questões administrativas e podem transitar pelas diversas áreas tais como:
administração de marketing, materiais, logística, recursos humanos, setor financeiro, produção,
além de atuarem como analista, gerência, chefia intermediária, coordenador de negócios, pesquisas,
desenvolvimento, perícia e consultoria (Placona 2008).

3.1.1. Papel do Administrador na Organização/empresa publica privada

Nos dias de hoje o administrador é praticamente uma peça inseparável na vida da empresa, ele tem
papel e função extremamente importante e fundamental em uma organização (Placona, 2008.

3.1.1.1.Planear:

O administrador realiza e pratica várias funções que facilita e viabiliza metas e planeamentos junto
a tomadas de decisões dentro das organizações, segundo Robbins (2002) o chamado planeamento
é colocado para definir metas e estratégias que serão tomadas dentro de uma organização
condenando os afazeres e atividades, trata se de como será feito e o que vai ser feito para o sucesso
desse planeamento.

Os planeamentos podem ser diferenciar entre:

Formal: são caracterizados por metas especificas que são colocadas dentro de prazo de vários
anos, que possuem um cronograma a ser seguido dando comprometimento a sua realização
Informal: Esses fazem parte de uma caracterização de registros colocados em calendário anual.

Colocamos também ao pensamento de Maximiliano (2004) que mostra o planeamento como forma
que as empresas e pessoas adotam para conduzir o futuro relacionado a um processo de direção.
Com fundamento nessas informações o planeamento se define em algumas partes:

Interferi na realidade;
Tomam no presente, decisões que afetem o futuro, para reduzir sua incerteza;
Planeja E defini objetivos a serem alcançado;
Defini meios para possibilitar a realização de resultados.

3
3.1.1.2.Organizar

Segundo os pensamentos de Chiavenato (1987) a palavra organização tem vários sentidos, no


entanto a função mais usada para essa palavra é uma forma de organização administrativa. Com
isso entende - se que a definição se dá com a junção das atividades e fatos que visa alcançar os
metas e objetivos preestabelecidos pelos gestores sobre suas idealizações.

3.1.1.3.Controlar

O controle tem importância fundamental nos afazeres do administrador, essa função formalmente
chega a punir procedimentos não relacionados a empresa, porém ainda é pouco usado na
administração para melhores resultados da gestão Maximiliano (2004).

3.1.1.4.Dirigir

Na visão de Placoná (2008), a função dirigir: Depois do planeamento e da organização, a etapa


seguinte é a direção, função mediante a qual o administrador fará com que seus subordinados
executem o que foi planeado.

O administrador deverá, então, transmitir os planos aos subordinados e estimulá-los de maneira a


despertar-lhes a motivação para que atinjam os objetivos e metas predeterminadas, a transmissão
dos planos é feita, na maior parte das vezes, através de instruções ou ordens Maximiliano (2004).

Ordem:

Uma ordem ou instrução pode ser definida como um mandado, por parte do superior, exigindo do
subordinado que ele aja ou deixe de agir, em determinadas circunstâncias. As ordens podem ser
orais ou escritas. Quanto mais complexa a ordem e maior a precisão que se desejar para o seu
cumprimento, maior será a necessidade de colocá-la por escrito. (PLACONÁ, 2008)

3.1.2. A importância do papel do administrador como gestor de organizações públicas ou


privadas

Para melhor compreender o sentido ou valor que tem o Administrador como gestor e lider duma
organização publica ou privada importa antes descrever a sua maior função e ou papel na
organização a “tomada de decisão” Maximiliano (2004).

4
3.1.2.1.Tomada de decisão na organização

A tomada de decisão pode ser definida como o processo de determinar sobre algo importante,
especialmente em um grupo de pessoas ou em uma organização Maximiliano (2004).

Ela envolve a seleção de um curso de ação entre duas ou mais alternativas possíveis, a fim de se
chegar a uma solução para um dado problema Maximiliano (2004).

O processo de tomada de decisão nas organizações é feito por um conjunto de profissionais com o
objetivo de melhorar o funcionamento da empresa porem o veredito a ordem final vem sempres do
Administrador da empresa/líder. Dessa forma, trata-se de uma atividade contínua e dinâmica que
permeia todas as outras atividades pertencentes à organização Maximiliano (2004).

3.1.2.2.Passos para a tomada de decisão

Em um ambiente de gerenciamento, a decisão não pode ser tomada abruptamente. Nesse sentido,
existem alguns passos que devem ser seguidos:

Definir o problema;
Coletar dados e informações;
Analisar as alternativas;
Escolher a melhor opção;
Planear e executar;
Monitorar os resultados.

As decisões são tomadas para sustentar as atividades do negócio. E, assim, garantir o bom
funcionamento organizacional em todos os níveis da administração a fim de alcançar metas e
objetivos pré-estabelecidos (PLACONÁ, 2008).

3.1.3. Discussão e análise de conteúdo

A importância do administrador numa empresa é estrema visto que só existe empresa se existe
Administrador. Por assim dizer o “administrador é o ser que da o sopro que da vida a empresa”,
este tem a função de tornar material a ideia de empresa.

O profissional da administração, quando inserido em uma organização, tem a sua disposição


recursos financeiros, tecnológicos, materiais e humanos, e, para que todos estes recursos sejam

5
utilizados de forma eficaz e eficiente, e, para que isto seja possível, estão sempre buscando novas
atividades ou efetuando modificações nas atividades já existentes, organiza os métodos de trabalho,
e planeamentos estratégicos operacionais, táticos e estratégicos, visando a escassez ou os excessos
dos recursos que tem a sua disposição, evitando prejuízos operacionais e consequentemente maior
lucratividade.

“O administrador orienta o uso dos recursos financeiros, físicos, tecnológico e humanos, buscando
soluções para todo tipo de problema administrativo. Cria métodos, planear atividades, organiza o
funcionamento dos vários sectores de uma organização, calculam despesas e prezam pela perfeita
circulação da informação e orientação.”

“No mundo empresarial o administrador é o profissional responsável pela tomada de decisão e


condução estratégica corporativa. Por ele passam acções de planeamento, organização, direção e
controlo das mais varridas áreas de negocio, incluindo a gestão de recursos financeiros,
tecnológico, humanos e material (PLACONÁ, 2008).”

Em virtude dos fatos mencionados concluo que a área da administração é de veras importante visto
que tem a enorme função de carregar a empresa nas suas costa, é incumbido a responsabilidade de
garantir o funcionamento e manutenção dos outros departamentos da empresa é “o pai da família
(empresa)”.

3.2.Avaliação desempenho
3.2.1. Elementos da avaliação profissional na função publica em Moçambique

De acordo com Artigo 8 do SIGEDAP que determina os Elementos de avaliação que orientam para
uma avaliação profissional, determina no seu numero 1: Para a avaliação do desempenho individual
do pessoal em funções de direcção, chefi a e confi ança, são tomados em conta os seguintes
elementos:

a) Objectivos, políticas, estratégias e planos de actividades do governo, do órgão ou da instituição;


b) Cumprimento das metas; c) Cumprimento de prazos; d) Qualidade dos resultados; e)
Responsabilidade; f) Criatividade; i) Inovação; h) Competência de liderança; i) Competência
técnica; j) Competência de gestão; k) Comunicação; l) Capacidade de trabalho em equipa; m)
Aproveitamento em programas de formação; n) Competências reveladas após formação; o)
Pontualidade; p) Assiduidade; q)Disciplina; r) Apresentação e postura.
6
Determina no seu numero 2: Para a avaliação do desempenho individual do pessoal Técnico e
Administrativo:

a) Objectivos específi cos do órgão ou instituição e das unidades orgânicas; b) Cumprimento das
metas; c) Cumprimento de prazos; d) Qualidade dos resultados; e) Responsabilidade; f)
Criatividade; g) Inovação; h) Competência técnica; i) Comunicação; j) Capacidade de trabalho
em equipa; k) Aproveitamento em programas de formação; l) Competências reveladas após
formação; m) Pontualidade; n) Assiduidade; o) Disciplina; p) Apresentação e postura.

Determina no seu numero 3: Para a avaliação do pessoal de Apoio Geral e Técnico:

a) Objectivos da unidade; b) Cumprimento das metas; c) Cumprimento dos prazos; d) Qualidade


dos resultados; e) Uso e conservação dos meios; f) Aproveitamento em programas de formação;
g) Competências reveladas após formação. h) Pontualidade; i) Assiduidade; j) Disciplina; k)
Apresentação e postura.

3.2.2. Partes intervenientes na Avaliação do Desempenho em Moçambique

De acordo com Artigo 9 do SIGEDAP São partes intervenientes do processo de avaliação do


desempenho:

i.As entidades com competência para homologar, nomeadamente:

a) A nível central: o dirigente máximo, o Secretário Permanente, os titulares de institutos públicos,


instituições subordinadas

e tuteladas ;

b) A nível provincial: o Governador Provincial, o Secretário Permanente Provincial, o director


provincial e o delegado de

institutos públicos, instituições subordinadas e tuteladas;

c) A nível distrital: Administrador Distrital, o Secretário Permanente Distrital e o Chefe do Posto


Administrativo;

d) Presidente do Conselho Municipal.

7
ii.O avaliador, que é o superior hierárquico.

iii.O avaliado, que pode ser o titular de cargo de direcção e chefia, funcionário ou agente cujo
desempenho se pretende avaliar.

3.2.3. Instrumentos do processo de avaliação de desempenho na função publica

i. O processo de avaliação do desempenho é instruído com os seguintes instrumentos:

a) Acordo de desempenho individual, para titulares de cargos de direcção e chefia;

b) Plano individual de actividades anuais;

c) Ficha de acompanhamento semestral e trimestral;

d) Ficha de avaliação do desempenho individual;

ii. O plano de actividades anuais pode, por motivo ponderoso, ser reajustado.

3.2.4. Efeitos da avaliação de desempenho na função publica


Promoções;
Progressões;
Aumento salarial;
Premiações;
Bonos;
Reconhecimento profissional;
Exoneração.

8
4. Conclusão

Uma vez que é uma atividade contínua, o processo decisório desempenha uma importância vital
no funcionamento de um negócio. Afinal, representa a combinação entre conhecimento científico,
habilidades técnicas e experiência profissional de todos.

As decisões mais eficazes devem gerar um trabalho melhor que leve em direção de seus objetivos
de longo prazo. E estes devem ser orientados pelos valores centrais do negócio.

Importa ressaltar que, a avaliação de Desempenho não é um fim em si mesmo, mas um importante
meio para me-lhorar e impulsionar o comportamento das pessoas dentro duma organização ou
instituição. A partir disso constitui objetivo de investigação deste artigo, analisar o impacto da
avaliação de desempenho no Centro Provincial de Recrutamento e Mobilização da Cidade de
Maputo, procurando compreender o processo de avaliação de desempenho, e identificar as causas
do desempenho dos funcionários e agentes na mesma instituição.

Neste contexto a Avaliação de Desempenho é uma importante ferramenta de Gestão de Pessoas


que corresponde a uma análise sistemática do desempenho do profissional em função das
actividades que realiza, das metas estabelecidas, dos resultados alcançados e do seu potencial de
desenvolvimento.

9
5. Bibliografia
Sistema de Gestão de Desempenho na Administração Pública (SIGEDAP);
CHIAVENATO, Idalberto. Introdução a Teoria Geral da Administração. 7ª ed. Ver. E atual.-
Rio de Janeiro, 2003;
LEVIEQUE, Agostinho. Gerir Recursos Humanos é Gerir Mudanças 2007.
PLACONA, João. O papel do administrador como ser social nas organizações diante da
questão da sustentabilidade socioeconômico ambiental 2014;
MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Introdução à Administração. São Paulo: Atlas, 2004.

10