Você está na página 1de 2

O projeto cultural VICENTE, que promoveu de modo transdisciplinar a

contemporização do mito de São Vicente, em oito edições anuais, reunindo um elenco


de autores e artistas de renome nacional e internacional, contou com a colaboração de
docentes e investigadores da Universidade Lusíada; nomeadamente, o Prof. Doutor
Arq.to Carlos Lampreia, docente da unidade curricular “Projeto II” do curso de
arquitetura; o Prof. Doutor José Manuel Anes, docente da pós-graduação em políticas
públicas de segurança; e, a Mestre Arq.ta Madalena Folgado, investigadora do CITAD,
colaboradora do Projeto “Observatório do Património”; respetivamente, nas edições de
2013 e 2017.

Com curadoria do Prof. Doutor Mário Caeiro, este projeto nasceu e foi desde a sua
primeira edição em 2011 albergado no projeto cultural Travessa da Ermida, em Belém,
que, conjuntamente com o Museu de Lisboa (Palácio Pimenta) inaugura dia 1 de
Fevereiro a exposição “VICENTE. Mito em Lisboa”, pelas 18h00. Articulando
Património e criação contemporânea, esta exposição promete ser o corolário das oito
edições de VICENTE, onde foi lançado, em cada uma, um diferente repto em torno
deste mito tão dialogante, a autores nacionais e internacionais, cuja produção cultural
é, agora, mais amplamente exposta. As peças realizadas pelos artistas convidados
entre 2011 e 2018 irão estar em diálogo com peças selecionadas do Museu, e com o
seu próprio espaço físico; palácio e jardins.

O projeto de arquitetura da exposição é do ateliê CLAN, e no decurso da sua duração,


até dia 28 de Abril de 2019, irão decorrer um conjunto eventos; passeios
performativos, conversas e visitas guiadas, algumas delas com a presença dos
autores mencionados. Deste conjunto de eventos, destaca-se o dia do lançamento e
apresentação do livro “VICENTE. Símbolo de Lisboa”, prefaciado pelo Prof. Doutor
Peter Hanenberg e com posfácio do Prof. Doutor António Castro Caeiro, que reúne os
textos dos autores das oito edições. A restante programação e conteúdos da
exposição pode ser consultada no “Jornal VICENTE”.
Notas: Deixo-lhe as únicas duas imagens ao baixo, porque as demais do tal “Kit
press” são ao alto. Coloque, por favor, a de melhor qualidade no banner “VICENTE O
MITO EM LISBOA”.
Deixei a sublinhado a amarelo, aquilo que, muito naturalmente, por se tratar de
informação que não domino, deixo à sua consideração e principalmente correção.
O Jornal VICENTE é também uma importante peça de comunicação.

Links (No caso de existirem dois por pessoa/entidade, por favor escolher o que for
mais adequado).

Museu de Lisboa, página do evento


http://www.museudelisboa.pt/exposicoes-actividades/detalhe/news/vicente-o-mito-em-
lisboa-2.html?tx_news_pi1%5Bcontroller%5D=Event&tx_news_pi1%5Baction
%5D=eventDetail&cHash=b091b4d28ae8726d1a9ab1028d262e51

Mário Caeiro (Curador)


http://urbanaphorisms.com/
https://www.facebook.com/mario.caeiro.12

Travessa da Ermida
https://www.facebook.com/travessa.daermida/
www.travessadaermida.com (Está, creio, momentaneamente indisponível, mas
sempre funcionou bem…).

Jornal VICENTE
(Segue em anexo).