Você está na página 1de 7

Problemas Aplicados à

Matemática Financeira:

1º) Porcentagem:

Porcentagem é uma referência em que um valor numérico é dividido por 100.


Podemos escrever que: k/100 = k%.
Do ponto de vista financeiro, subentende-se que, se você aplica 1 R$, onde a
taxa relativa de 0,60 ao ano, o banco lhe remunera 0,60 R$. Ou seja, é uma
referência para unidade de capital. No caso de 100 R$ aplicados, o banco irá te
remunerar 60R$ no período de 1 ano.
Toda fração representa um percentual que, dividindo a fração, obtém-se uma
taxa percentual, como nos casos abaixo:
30% = 30/100 = 0,30
60% = 60/100 = 0,60
85% = 85/100 = 0,85

Exemplos:
Um livro custa 200 R$, com desconto de 25% sairá por:
a) 20 R$
b) 2 R$
c) 100 R$
d) 150 R$
e) 175 R$

Considerando que houve um desconto de 25%, o valor total a ser pago é:


25% = 25/100 = ¼ = 0,25.
200 x 0,25 = 50 R$. Ou seja, o desconto de 25% vale em reais, o valor de 50 R$.
Como o valor do livro é 50 R$, fazemos a subtração pelo valor do desconto
encontrado:
Preço do livro = 200 R$ - 50 R$ = 150 R$
Alternativa correta, Letra D.

Em certo mês os preços aumentaram 20% e meu salário 25%. Em quanto


aumentou meu poder de compra?
a) 45%
b) 4,16%
c) 5%
d) 0,416%
e) 5,16%

Preço Salário
Início 100 R$ 100 R$
Fim 120 R$ 125 R$

 Tomamos de início o preço e salário aleatório de 100 R$. Eles devem


sempre ser iguais, podendo assumir qualquer valor;

Considerando que houve um aumento de 20% no valor DOS PREÇOS, temos:


20% = 20/100 = 1/5 = 0,20.
100 x 0,20 = 20 R$. Ou seja, o preço aumentou 20 R$ e foi para 120 R$. Façamos
o mesmo com o salário:
25% = 25/100 = ¼ = 0,25.
100 x 0,25 = 25 R$. Ou seja, o salário aumentou 25 R$ e foi para 125 R$.

 Ganho Salarial = 125 R$ - 120 R$ = 5 R$. Repare que o valor está em


reais e não em porcentagem, que é o que nos interessa. Façamos a regra
de 3 simples para saber quanto foi o ganho real:

120 100%
5 x
120x = 500% x = 500/120 = 4,16%
Alternativa correta, Letra B.
Em uma cidade, 25% das pessoas são amarelas, 35% são negros, 30% são
brancos. Se temos 100 índios nessa cidade, então a população total dessa
cidade tem quantos habitantes?
a) 190.
b) 1000.
c) 90.
d) 500.
e) 850.

 Somamos as porcentagens de cada raça dada na questão: 25% + 35% +


30% = 90%.

 Então percebemos que, a população de índios corresponde a 10% (para


se chegarmos a 100% da população);

 Se temos 100 habitantes índios e a população indígena é de 10% do total,


logo podemos concluir que é de 1.000 pessoas a quantidade de
habitantes dessa cidade. Em números, para acharmos o resultado
usaremos a regra de três simples:

100 10% (0,1)


y 100% (1)

100 x 1 = 0,1 X y y = 100/0,1 = 1000.


Alternativa correta, Letra B.

2º) Juros Simples e Compostos:

 Juros Simples:

Juros Simples é o valor do retorno do dinheiro aplicado no tempo ou o aluguel


do dinheiro que tem um valor no tempo.
Nos juros simples, os juros são constantes ao longo do tempo, para um
mesmo período, ou seja, os juros são iguais em períodos iguais
Como calculamos o Juro Simples?

Jsimples = Co x i x n

Onde:
Co = é o capital inicial que se tomou emprestado, ou que se vai emprestar.
i = é a taxa de juros estipulada.
n = é o prazo do empréstimo em meses ou anos.

Montante a Juros Simples:


Montante é o valor final acumulado ao longo do tempo, ou seja, é o valor
inicial acrescido de juros.

Cn = Co + J
Podemos achar o montante por duas fórmulas:

Cn = Co (1 + in)

Onde:
Cn = é o montante acumulado.
Co = é o capital inicial que se tomou emprestado, ou que se vai emprestar.
J = é o juro simples que foi calculado previamente.
in = é a taxa inicial i multiplicada pelo prazo do empréstimo n.

 Juros Compostos:

Quando os juros são variáveis ao longo do tempo ou seja, não são constantes
como os juros simples, damos a eles o nome de juros compostos (juros sobre
juros). Na verdade, a taxa de juros continua sendo fixa, o que muda é que o
juro é calculado sempre sobre o valor original acrescido dos juros incidentes
anteriormente.

Cn = Co x (1 + i)n
Onde:
Cn = é o juro composto a ser calculado.
Co = é o capital inicial que se tomou emprestado, ou que se vai emprestar.
i = é a taxa de juros cobrada.
n = é o prazo do empréstimo, dado em meses ou anos.

Entendendo melhor a diferença entre Juros Simples e Juros Compostos:

 Juros Simples: O aumento do valor é calculado sempre baseado sempre


sobre a taxa de juros definida e sobre o valor inicial do empréstimo;

 Juros Compostos: O aumento do valor é calculado com base no último


valor acrescido de juros, e não no valor inicial ou seja, ainda que sobre a
mesma taxa inicial e constante de juros (i), um empréstimo a juros
compostos cresce de forma exponencial (processo de juros sobre juros),
enquanto que os juros compostos crescem de forma logarítmica ou
aritmética.

Nota:
Os bancos e as operadoras de cartão de crédito utilizam juros compostos em
seus empréstimos, cuidado para não se endividar, utilize seu dinheiro de forma
mais consciente pois a dívida vira uma bola de neve e fica impossível de pagar.

Exemplo:
Ao aplicar um capital de 1.000 R$ durante 3 meses, à taxa de 2% ao mês, a
juros simples, temos:

Co = 1.000 R$.
i = 2% = 0,02.
n = 3 meses.

Jsimples = Co x i x n

J simples = 1.000 x 0,02 x 3 = 60 R$


Ou seja, no final do terceiro mês a dívida estará em: 1.000 R$ + 60 R$ = 1.060
R$.

Ao aplicar um capital de 1.000 R$ durante 3 meses, à taxa de 2% ao mês, a


juros compostos, temos:

Co = 1.000 R$.
i = 2% = 0,02.
n = 3 meses.
Cn = Co x (1 + i)n

Cn = 1.000 x (1 + 0,02)3
Cn = 1.000 x 1,06 = 1.061,20 R$.

Repare que, em apenas 3 meses, o valor do montante de juros compostos é


maior que de juros simples, ainda que seja um pequeno valor, mas se for
considerado no longo prazo, fica exorbitante, não esqueça de que estamos
falando de juros sobre juros.

Outros Exemplos:

Calcule o montante (Cn) produzido por um capital inicial de 1.200 R$, a 2%


ao mês, durante 5 meses, a juros compostos:
Co = 1.200 R$.
i = 2% = 0,02.
n = 5 meses.
Cn = Co x (1 + i)n

Cn = 1.200 x (1 + 0,02)5
Cn = 1.200 x 1,104 = 1.324,80 R$.

Uma pessoa aplicou 300 R$ a juros simples, tendo recebido um montante


de 372 R$, à taxa de 3% ao mês. Calcule o tempo de aplicação:
Co = 300 R$.
i = 3% = 0,03.
n = ?.
Cn = 372 R$

J simples = Co x i x n

J simples = 300 x 0,03 x n

Cn = Co + Jsimples

372 = 300 + (300 x 0,03 x n)


372 = 300 + 9n
9n = 372 – 300
9n = 72
n = 72/9
n = 8.

Ou seja, o tempo de aplicação foi de 8 meses.

Você também pode gostar