Você está na página 1de 20

TRANSMISSÃO DE CALOR

Aula 3
CONDUÇÃO DE CALOR EM REGIME
PERMANENTE

Prof. M.Sc. Hildson Rodrigues de Queiroz


Condução de Calor Permanente
em Paredes Planas

Em regime
permanente

Concluímos que na condução


permanente em paredes planas
da taxa de transferência e calor
é constante.
Condução de Calor Permanente
em Paredes Planas

Uma vez que a taxa de condução de calor é


conhecida, a temperatura T(x) em qualquer
posição x pode ser determinada. Basta
substituir T2 por T e L por x.
Resistência a condução da parede: resistência
térmica da parede contra a condução de calor.
A resistência térmica do meio depende de sua
geometria e de suas propriedades térmicas.

Taxa de Transferência de Calor → Corrente


elétrica

Resistência Térmica → Resistência elétrica

Diferença de Temperatura → Diferença de


Potencial Elétrico
Resistência térmica associada à convecção:
resistência térmica da superfície contra a transferência
de calor por convecção.

A equação acima é válida para superfícies de


qualquer forma, desde que o pressuposto de
h constante e uniforme seja válido.
Quando o coeficiente de transferência de calor por convecção é muito grande (h → ∞), a
resistência a convecção torna-se nula e Ts ≈ T. Isto é, a superfície não oferece qualquer
resistência a convecção.
Essa situação é abordada, na prática, em superfícies em que ocorrem ebulição e condensação.

Se o fluido na fronteira da superfície sólida for um líquido, a transferência


de calor por radiação pode ser negligenciada. Mas e se for um gás?
Resistência térmica associada à radiação: resistência
térmica da superfície contra a transferência de calor por
radiação.

Quando a parede é cercada por gás, os efeitos da radiação que temos ignorado
até agora podem ser significativos, devendo, portanto, ser considerados. A taxa
de transferência de calor por radiação entre a superfície de emissividade ε e
área As, na temperatura Ts e as superfícies ao redor na temperatura média Tsurr
pode ser expressa como:
Resistência combinada de Convecção e Radiação
Uma superfície exposta ao ar circundante envolve convecção e
radiação simultaneamente; a transferência de calor total na
superfície é determinada por adição (ou subtração, se for no sentido
oposto) dos componentes da radiação e da convecção. As
resistências à convecção e à radiação são paralelas entre si, como
mostrado na figura ao lado. Quando Tsurr ≈ T∞, o efeito da radiação
pode ser devidamente contabilizado, substituindo h na relação da
resistência de convecção
Redes de Resistência Térmica
Coeficiente Global da Transferência de
Calor
Às vezes, é conveniente expressar a transferência de
calor através do meio de maneira análoga à lei de
Newton do resfriamento como

onde U é o coeficiente global de transferência de calor


com a unidade W/m2 .K
Paredes Planas Multicamadas
Redes Generalizadas de Resistência
Térmica
Redes Generalizadas de Resistência
Térmica
Condução de Calor em Cilindros
Considere a condução de calor através de um tubo de água quente. O calor é
continuamente perdido para o exterior através da parede do tubo.
Entendemos intuitivamente que a transferência de calor é normal à direção da
superfície do tubo e não ocorre transferência significativa no tubo em outras
direções. A parede do tubo, cuja espessura é bastante pequena, separa dois
fluidos em diferentes temperaturas, portanto o gradiente de temperatura na
direção radial é relativamente grande. Além disso, se as temperaturas dos
fluidos dentro e fora do tubo permanecem constantes, então a transferência
de calor através do tubo será́ permanente. Assim, a transferência de calor
através do tubo pode ser modelada como permanente e unidimensional.
Condução de Calor em Cilindros
Condução de Calor em Cilindros
Uma vez que a taxa de transferência de calor é
conhecida, a temperatura T2 pode ser determinada por
qualquer uma das duas equações abaixo.
Raio Crítico de Isolamento
1) Sabemos que acrescentar mais isolamento em uma parede ou
um sótão sempre diminui a transferência de calor. Quanto mais
espesso o isolamento, menor será a taxa de transferência de
calor. Isso é esperado, uma vez que a área A da transferência de
calor é constante, e que adicionar isolamento sempre aumenta a
resistência térmica da parede sem aumentar a resistência de
convecção.
2) A adição do isolamento em um tubo cilíndrico ou em casca
esférica, no entanto, é uma questão diferente. O isolamento
adicional aumenta a resistência de condução da camada de
isolamento, mas diminui a resistência de convecção da superfície
em virtude do aumento da superfície externa para convecção. A
transferência de calor a partir do tubo pode aumentar ou
diminuir, dependendo do efeito dominante.
Raio Crítico de Isolamento
Considere um tubo cilíndrico de raio externo r1 cuja temperatura da
superfície externa T1 é mantida constante. Agora, o tubo é isolado com
material cuja condutividade térmica é k e o raio externo é r2. O calor é
perdido a partir do tubo para o meio ambiente na temperatura T∞, com
coeficiente de transferência de calor por convecção h. A taxa de
transferência de calor a partir do tubo isolado para o ar ao redor pode ser
expressa como
OBRIGADO!

Você também pode gostar