Você está na página 1de 28

EDITAL DE CHAMAMENTO PARA CREDENCIAMENTO DE ARTISTAS

PARA O PROGRAMA VOCACIONAL DA SUPERVISÃO DE FORMAÇÃO


CULTURAL 027/2020 - SMC/ CFOC/ SFC

A Secretaria Municipal de Cultura (SMC) e a Secretaria Municipal de Educação (SME) por


intermédio da Supervisão de Formação Cultural no uso das suas atribuições legais FAZEM
SABER que, durante o período de 07 de novembro de 2020 a 06 de dezembro de 2020,
estarão abertas as inscrições online para o credenciamento de artistas interessados em
prestar serviços como: artista orientador, artista articulador regional, artista articulador de
área e coordenador artístico-pedagógico no Programa Vocacional em 2021.

Este edital é elaborado em linguagem simples para facilitar sua divulgação e compreensão.
As ​inscrições estarão abertas entre às 9 horas do dia 07/11/2020 até às 23h59 do dia
06/12/2020​, exclusivamente no link: ​http://smcsistemas.prefeitura.sp.gov.br/capac/

DE QUE TRATA ESTE EDITAL?

1. O presente edital visa o credenciamento de artistas interessados em compor o quadro de


prestadores de serviço do Programa Vocacional nas seguintes funções:
a. Artista Orientador​ nas linguagens de artes visuais, dança, literatura, música e teatro;
b. Artista Articulador Regional​, sem distinção de linguagem artística;
c. Artista Articulador de Área, sem distinção de linguagem artística, para as áreas de
comunicação e divulgação, instrumentais e pesquisas, processos artístico-pedagógicos;
d. Coordenador Artístico-pedagógico, sem distinção de linguagem artística.

2. ​Os artistas oportunamente contratados terão como objetivo a implementação e realização


da edição 2021 do Programa Vocacional e atuarão na formação das turmas e grupos a
serem atendidos. Observando normas de saúde vigentes, o atendimento ao público na
edição 2021 poderá acontecer de forma remota (ou semi presencial), em plataformas online,
indicadas pela Supervisão de Formação Cultural, nos períodos em que ainda for necessário
o distanciamento social. As atribuições de cada função estarão expostas nos itens 13 a 17
deste Edital.

3​. ​A Supervisão de Formação Cultural na execução do Programa Vocacional tem como


objetivos:
a. Democratizar o acesso à formação artística e à cidadania cultural na extensão territorial da
cidade;
b. Desenvolver ações de formação cultural e iniciação artística para todos os públicos,
ampliando a possibilidade de acesso a diferentes linguagens e práticas culturais;
c. Contribuir para as políticas setoriais da formação cultural, incluindo articulação das políticas
de formação intersetoriais e intersecretariais;
d. Contribuir para a memória cultural da cidade e de suas políticas de formação.

1
QUEM PODE PARTICIPAR DESTE EDITAL?

4. Poderão participar pessoas físicas que residam no município de São Paulo e que
conheçam e aceitem as condições determinadas por este edital e pelo Programa e que
apresentem a documentação exigida nos itens 24 a 27 e seus subitens deste Edital.

5. Não poderão participar deste edital servidores públicos pertencentes aos quadros de
funcionários da Prefeitura Municipal de São Paulo, conforme vedação estabelecida no
Estatuto dos Funcionários Públicos do Município de São Paulo (Lei no 8989/1979, artigo
179, inciso XV). 
a. Não poderão participar deste edital candidatos(as) com grau de parentesco em linha reta,
colateral ou por afinidade até o 3° grau com os membros da comissão de avaliação.

6. Como ação afirmativa de cunho Étnico-Racial pela modalidade de cotas, serão destinadas
preferencialmente 56% (cinquenta e seis por cento) das vagas ofertadas na edição 2021 do
Programa Vocacional, prioritariamente, às pessoas que se autodeclaram negras e
indígenas:
a. Para os efeitos deste EDITAL, negros, negras ou afrodescendentes são as pessoas que se
enquadram como pretos, pardos ou denominação equivalente, conforme estabelecido pelo
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, considerando-se a autodeclaração;
b. Considera-se indígena, conforme Lei Federal 6001/1973, todo indivíduo de origem e
ascendência pré-colombiana que se identifica e é identificado como pertencente a um grupo
étnico cujas características culturais o distinguem da sociedade nacional.

7. Como ação afirmativa de diversidade de gênero por bônus, serão pontuadas em 2 (dois)
pontos a mais na segunda fase do processo seletivo (conforme este edital itens 58 a 62)
pessoas que se autodeclaram transexual/travesti/transgênero:
a. Entende-se como transexual/travesti/transgênero a pessoa que não se identifica com o
sexo/gênero que lhe foi designado ao nascer.

8. Como ação afirmativa de inclusão por bônus, serão pontuadas em 2 (dois) pontos a mais
na segunda fase do processo seletivo (conforme este edital itens 58 a 62), pessoas com
deficiência e/ou mobilidade reduzida (conforme especifica a LBI 13.146/2015).

QUANTOS ARTISTAS SERÃO CREDENCIADOS E QUAL A PREVISÃO DE


CONTRATADOS?

9. Serão credenciados até 300 (trezentos) artistas, que irão fazer parte de um cadastro
específico que terá prazo de validade de até 1 ano a contar da data de publicação do
resultado final, ou até o lançamento do próximo edital.
a. Haverá uma lista de credenciados para Artista Orientador, dividida por linguagem (Artes
Visuais, Dança, Literatura, Música e Teatro), em cada região (Centro-Oeste/Norte, Leste e
Sul).
b. Haverá uma lista de credenciados para Artista Articulador Regional, dividida por região
(Centro-Oeste/Norte, Leste e Sul).

2
c. Haverá uma lista de credenciados para Artista Articulador de Área, dividida pela área
escolhida (Comunicação e Divulgação, Instrumentais e Pesquisa, Processos
Artístico-Pedagógicos).
d. Haverá uma lista de credenciados para Coordenador Artístico-Pedagógico.

10. A Secretaria Municipal de Cultura e a Secretaria Municipal de Educação se reservam o


direito de, posteriormente, contratar para a prestação dos serviços os candidatos integrantes
do citado cadastro, de acordo com as necessidades da Supervisão de Formação Cultural e
conforme disponibilidade orçamentária, sempre respeitando os ritos deste edital e realizando
as convocações por meio do Diário Oficial da Cidade, sendo certo que o credenciamento
não gera direito automático à contratação.

11. Serão contratados até 200 (duzentos) artistas entre Artistas Orientadores, Articuladores
e Coordenadores Artístico-Pedagógicos, conforme item 10 deste Edital.

O QUE É O PROGRAMA VOCACIONAL?

12. ​O Vocacional é um programa de formação artística, fundamentado pela ideia de


cidadania cultural, que atua, desde 2001, na cidade de São Paulo. Tem como objetivo a
instauração de processos emancipatórios a partir de práticas artístico-pedagógicas, voltadas
a um público acima de 14 anos. Com a finalidade de promover a ação e a reflexão sobre a
prática artística, a cidadania, a ocupação dos espaços públicos da cidade, o programa
desenvolve atividades relacionadas a diversas linguagens artísticas (artes visuais, dança,
literatura, música e teatro). O Vocacional estabelece como princípios: a atuação dos artistas
como mestres ignorantes, o nomadismo, a relação entre forma e conteúdo, a memória do
processo, a apreciação e a ação cultural. Atua por meio dos encontros semanais de
orientação artística, nos quais pode atender turmas iniciantes e/ou grupos já estabelecidos,
e das ações culturais. Os encontros estabelecem um lugar de diálogo entre Artista
Orientador e Artista Vocacionado (público atendido), seus históricos e realidades. Busca-se,
nestes processos, por novas formas de criação, de convivência e de transformação cultural.
As ações culturais são atividades de vínculo e intervenção nos territórios da cidade. São
participações em saraus, jams, shows, espetáculos teatrais e de dança, exposições,
instalações, museus, performances, oficinas literárias, óperas, filmes, batalhas de MC's,
slams, grafitagem, workshops e oficinas. Mais informações sobre o Programa e seu histórico
estão disponíveis em:
http://supervisaodeformacao.prefeitura.sp.gov.br/index.php/vocacional-home/

O QUE FAZ CADA FUNÇÃO NO PROGRAMA?

13. Todos contratados terão como atribuições gerais:


a. Difundir o Programa de acordo com suas diretrizes e em diálogo com os Equipamentos e a
Supervisão de Formação Cultural;
b. Proceder conforme as atribuições da função para qual for convocado (itens 14 a 17) e
orientações da Supervisão de Formação Cultural;
3
c. Realizar as ações sob sua responsabilidade a partir das diretrizes do Programa e do contrato
a ser firmado;
d. Organizar e encaminhar impreterivelmente todos os conteúdos relativos aos instrumentais de
pesquisa, planejamento e avaliação de atividades sempre que solicitados (registro de ação,
relatórios, formulários, atestados, listas de presença, etc);
e. Atuar também como agentes públicos da cultura participando direta e indiretamente da
pesquisa, criação e produção artística no âmbito do Programa;
f. A ausência do contratado será considerada falta, cujas providências estão definidas nos itens
80 a 87 deste edital.

14. Artistas Orientadores têm como atribuições:


a. Participar dos encontros semanais de equipe que ocorrerão às segundas-feiras pela manhã,
entre 9h e 14h, com duração máxima de 4 horas, ​participar dos encontros de macrorregiões e
dos encontros gerais (de todos os artistas do Programa);
b. Instaurar processos artístico-pedagógicos que instiguem a pesquisa e a criação artística, a
partir do diálogo com os participantes das turmas e grupos inscritos para as orientações
semanais​ nos equipamentos;
c. Difundir o programa no território de atuação, difundir as ações compartilhadas com as
equipes, envolver a comunidade e os agentes culturais locais nas ações do programa;
d. Registrar por meio de relatórios, imagens, vídeos, formulários e etc., os processos, práticas e
ações realizadas.

15. Artistas Articuladores Regionais têm como atribuições:


a. Participar dos encontros semanais de equipes citados no item 14.a., participar dos encontros
de articulação semanais com os Coordenadores e Artistas Articuladores de Áreas, que
ocorrerão às terças-feiras das 09h às 13h, com duração máxima de 4 horas, ​participar dos
encontros de macrorregiões e dos encontros gerais (de todos os artistas do Programa);
b. Identificar e articular as relações entre os diferentes programas, projetos, ações artísticas e
culturais, gestores e comunidade do território de atuação, como forma de potencializar as
ações do Vocacional;
c. Acompanhar o desenvolvimento do trabalho dos artistas orientadores no território, visitar
rotineiramente os equipamentos onde ocorrem as ações do Programa, mediar, quando
necessário, a relação entre artistas orientadores e gestores/funcionários dos equipamentos;
d. Registrar por meio de relatórios, imagens, vídeos, formulários e etc., os processos, práticas e
ações realizadas.

16. Artistas Articuladores de Áreas têm como atribuições:


a. Participar dos encontros de articulação semanais com os Coordenadores e Artistas
Articuladores Regionais, que ocorrerão às terças-feiras das 09h às 13h, participar conforme
necessidades da Supervisão de Formação ou Coordenação artístico-pedagógica e
Articulação Regional dos encontros semanais de equipes citados no item 14.a., observar a
necessidade e participar de outros encontros entre Áreas e Coordenação
Artístico-Pedagógica, ​participar dos encontros de macrorregiões e dos encontros gerais (de
todos os artistas do Programa);
b. Estimular o intercâmbio e a transversalidade entre os processos artísticos e culturais nos
diferentes territórios;
c. Aos Articuladores da Área de Comunicação e Divulgação: planejar e articular a comunicação
interna e externa do Programa para o desenvolvimento da ação do Vocacional nos territórios,
em diálogo com as equipes e a Supervisão de Formação, auxiliar as equipes na construção
de redes de diálogo entre os territórios, auxiliar a Supervisão na administração dos fluxos e
4
dos conteúdos dos canais virtuais do Vocacional, contribuir para o registro e memória do
Programa;
d. Aos Articuladores da Área de Instrumentais e Pesquisa: criar e aplicar ferramentas para o
mapeamento quantitativo e qualitativo do Programa, contribuir para a coleta e análise dos
dados ao longo da edição, auxiliar na mensuração dos impactos e construção de indicadores
do Programa nos territórios.
e. Aos Articuladores da Área de Processos Artístico-Pedagógicos: estimular e orientar a
pesquisa e a ação dos artistas nos territórios, articular e desenvolver ações de formação do
Vocacional, a partir das diretrizes do Programa e por meio do diálogo com as equipes,
articulação e coordenação.

17. Coordenadores Artístico-Pedagógicos têm como atribuições:


a. Participar conforme necessidades da Supervisão de Formação ou Articulação dos encontros
semanais de equipes citados no item 14.a., coordenar os encontros de articulação semanais
citados no item 15.a, propor e coordenar encontros com as Áreas, ​coordenar os encontros de
macrorregiões e encontros gerais (de todos os artistas do Programa), ​participar dos encontros
com a Supervisão de Formação;
b. Coordenar e articular as funções do Programa, estimular o intercâmbio e a transversalidade
entre os processos artísticos e culturais nos diferentes territórios;
c. Planejar, implementar e desenvolver as práticas do Vocacional em diálogo com as equipes,
articulação e a Supervisão de Formação Cultural, alinhadas com as diretrizes do Programa.
d. Coordenar os planos de ação dos Artistas Articuladores Regionais, dos Artistas Articuladores
de Áreas, acompanhar e auxiliar no desenvolvimento do trabalho artístico-pedagógico dos
Artistas Orientadores realizado nos territórios;
e. Elaborar relatórios sobre a edição em colaboração com as equipes e áreas do Vocacional.

18. A Supervisão de Formação Cultural poderá, a qualquer tempo, no intuito de realização


dos seus objetivos e do desenvolvimento dos processos de ação cultural:
a. Suprimir, criar e/ou adequar funções às atribuições citadas, contanto que não seja
descaracterizada a natureza do serviço realizado;
b. Adequar horários e/ou convocar reuniões extraordinárias por contingências do momento.

ONDE O VOCACIONAL ATUA?

19. Os artistas prestadores de serviço oportunamente contratados realizarão suas atividades


em equipamentos da Secretaria Municipal de Cultura e Secretaria Municipal de Educação,
tais como: Bibliotecas, Centros Culturais, Casas de Cultura, Teatros e Centros Educacionais
Unificados (CEUs) da Cidade de São Paulo, a serem definidos pelas Secretarias de Cultura
e de Educação do Município, além da possibilidade de parceria com outros equipamentos
e/ou espaços públicos que observem as seguintes condições gerais:
a. Disponibilidade de espaço adequado e seguro com horário fixo semanal para as atividades
regulares de encontros artísticos e reuniões artístico-pedagógicas das equipes;
b. Possibilidade de acolhimento e controle das inscrições para as turmas e grupos;
c. Capacidade de divulgação e publicização das ações culturais;
d. Disponibilidade para participação em reuniões de planejamento e avaliação com as
equipes do Programa.
e. O prestador de serviço será vinculado a um determinado equipamento conforme
convocação da Supervisão de Formação Cultural, podendo prestar seus serviços em outros
5
equipamentos e espaços públicos, buscando melhor atender às demandas da região e à
distribuição territorial da equipe, desde que em comum acordo entre a Supervisão de
Formação Cultural e os interessados, respeitando a carga horária e função preestabelecida
do artista contratado. Observando normas de saúde vigentes, o atendimento ao público na
edição 2021 poderá acontecer de forma remota (ou semi presencial), em plataformas online,
indicadas pela Supervisão de Formação Cultural, nos períodos em que ainda for necessário o
distanciamento social.

20. A ação do Programa acontecerá em diálogo e construção conjunta com as


coordenações dos equipamentos públicos e a Supervisão de Formação Cultural.
a. Os serviços acontecem em parceria com os gestores dos diferentes equipamentos e espaços
públicos, sendo da responsabilidade de ambos a construção e a manutenção dessa relação.

QUAL A CARGA HORÁRIA E REMUNERAÇÃO OFERECIDA?

21. Cada artista oportunamente contratado receberá o valor de R$ 50,00 (cinquenta reais)
por hora efetivamente trabalhada, abrangendo todos os custos e despesas direta ou
indiretamente envolvidas, não sendo devido nenhum outro valor ao contratado, seja a que
título for. ​Incidem sobre o pagamento o desconto da Previdência Social (INSS) - 11%;
Imposto Sobre Serviços (ISS) - 5%, quando o contratado não estiver cadastrado no CCM
(Cadastro de Contribuintes Mobiliários) da Prefeitura de São Paulo; e o Imposto de Renda
Retido na Fonte, conforme tabela vigente.
a. Para cada Artista Orientador, será destinada a carga horária de 50 horas por mês.
b. Para cada Artista Articulador será destinada a carga horária de 65 horas por mês.
c. Para cada Coordenador Artístico-Pedagógico, será destinada a carga horária de 65 horas
por mês.

COMO E ONDE SE INSCREVER?

22. As inscrições serão online e deverão ser realizadas unicamente pela Plataforma ​CAPAC​,
acessada pelo endereço: ​http://smcsistemas.prefeitura.sp.gov.br/capac/ até às 23h59 do
último dia das inscrições que estarão abertas durante o período de 07 de novembro a 06 de
dezembro de 2020:
a. Os equipamentos da SMC poderão ser utilizados como pontos de acesso a WIFI gratuito.
b. As unidades do DESCOMPLICA SP contam com o espaço denominado Descomplica Digital.
Nesse espaço incentiva-se a inclusão digital e democratização no acesso a internet contando
com computadores e funcionários capacitados para auxiliar o cidadão com a execução de
serviços digitais (respeitando o decreto municipal sobre atendimento ao público em situação
de pandemia, o atendimento está sendo realizado mediante agendamento feitos via 156 ou
site do Descomplica SP https://descomplicasp.prefeitura.sp.gov.br/).

23. Na inscrição, ao acessar a plataforma CAPAC, o candidato deverá clicar na opção


FORMAÇÃO. Será pedido que o candidato informe seus dados de cadastro ou faça um novo
cadastro. Uma vez logado na plataforma, o candidato deverá informar seus dados pessoais.
Depois de preenchidos, no menu à esquerda, aparecerá a opção para o preenchimento de

6
dados complementares: região, Programa, linguagem, função a serem escolhidas.
Preenchidas essas informações, abrirá a opção para envio de todos os documentos
solicitados e todos os anexos necessários devidamente assinados, digitalizados em formato
PDF, correspondentes aos Documentos Cadastrais, Jurídicos e de Experiência Profissional.
a. Os interessados no credenciamento para atuação na função de Artista Orientador deverão
assinalar a alternativa referente à essa função escolhida, a região que querem atuar e a
linguagem artística de formação;
b. Os interessados no credenciamento para atuação na função de Artista Articulador Regional
deverão assinalar a alternativa referente à essa função escolhida, a região que querem atuar,
linguagem artística de formação e sua segunda e terceira opções de função;
c. Os interessados no credenciamento para atuação na função de Artista Articulador de Área
deverão assinalar a alternativa referente à essa função escolhida, a área que querem atuar, a
linguagem artística de formação e sua segunda e terceira opções de função;
d. Os interessados no credenciamento para atuação na função de Coordenador
Artístico-Pedagógico deverão assinalar a alternativa referente à essa função escolhida, a sua
linguagem artística de formação e sua segunda e terceira opções de função.

24. O presente edital é composto pelos seguintes anexos, que também estarão disponíveis
para download no link:
https://drive.google.com/drive/folders/1Pj0-YbQcfoSJlZk8mnaybT7UNo5eaPLA?usp=sharing

a. ANEXO I: Regiões e Equipamentos do Programa Vocacional;


b. ANEXO II: Lista de Documentos Comprobatórios – Preenchimento Obrigatório;
c. ANEXO III: Declaração de que não possui débitos – Preenchimento Obrigatório, se não
possuir Cadastro de Contribuinte Mobiliário Pessoa Física - CCM;
d. ANEXO IV: Declaração de que não é funcionário público e aceite incondicional do conceito,
filosofia do Programa e dos termos do presente Edital - Preenchimento Obrigatório;
e. ANEXO V: Modelo da Carta de Intenção - Preenchimento Obrigatório;
f. ANEXO VI: Autodeclaração Étnico-Racial;
g. ANEXO VII: Autodeclaração de uso do nome social;
h. ANEXO VIII: Ficha de Indicação de Membros da Sociedade Civil para a Comissão de
Seleção.

25. Os anexos de II a IV são obrigatórios e constituem um arquivo único que deverá ser
preenchido, assinado, digitalizado no formato PDF e enviado no ato da inscrição pela
plataforma CAPAC. O arquivo deverá ser renomeado com o nome completo do candidato.
a. Candidatos(as) que optem pela cota étnico-racial deverão preencher o ANEXO VI;
b. Candidatos(as) que queiram declarar opção de uso do nome social deverão preencher o
ANEXO VII;
c. Candidatos(as) com deficiência e/ou mobilidade reduzida (conforme especifica a LBI
13.146/2015) deverão apresentar laudo médico com CID.

26. Os artistas selecionados poderão ser contratados para atuar em uma única função,
conforme sua(s) escolha(s) na inscrição, mediante convocação desta Secretaria Municipal
de Cultura e aceite da proposta de contratação.

7
QUAIS DOCUMENTOS CARREGAR NO SITE?

27. ​DOCUMENTOS CADASTRAIS, JURÍDICOS E DE EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL:


a. Fotocópia da carteira de identidade (RG);
b. Fotocópia do registro no cadastro de pessoa física (CPF);
c. Fotocópia do DRT, devendo ser apresentada a página da Carteira Profissional com a
devida anotação da Delegacia Regional do Trabalho, de acordo com a linguagem escolhida
(obrigatório apenas para as linguagens de Dança e Teatro);
d. Fotocópia de Comprovante de Residência em nome do candidato (conta de água, luz, gás,
telefone, extratos bancários, faturas de cartões de crédito). Caso não tenha, deverá
apresentar uma carta escrita de próprio punho do titular do comprovante, com firma
reconhecida em cartório, para comprovar residência no endereço informado;
e. Fotocópia do NIT/PIS/PASESP;
f. Currículo atualizado;
g. Anexos II a IV (conforme item 25 deste edital);
h. Anexo V (Carta de Intenção);
i. Anexo VI (somente para opção de cotas ético-raciais);
j. Anexo VII (somente para declarar opção de uso do nome social);
k. Laudo médico com CID (somente para pessoa com deficiência e/ou mobilidade reduzida);
l. Fotocópia dos Comprovantes de Formação: Curso Superior, Curso Técnico ou Cursos de
Aperfeiçoamento na linguagem pretendida (exceto para os inscritos na função de
Coordenador Artístico-Pedagógico, Artista Articulador Regional e de Áreas que poderão
apresentar documentos em qualquer linguagem artística), ​candidatos(as) que não cursaram
educação formal deverão apresentar declarações informando tal condição, a serem avaliados
pela Comissão de Avaliacão;
m. Fotocópia dos Comprovantes de Experiência Artística na linguagem pretendida (exceto
para os inscritos na função de Coordenador Artístico-Pedagógico, Artista Articulador Regional
e de Áreas que poderão apresentar documentos em qualquer linguagem artística);
n. Fotocópia dos Comprovantes de Experiência Artístico-Pedagógica na linguagem
pretendida (exceto para os inscritos na função de Coordenador Artístico-Pedagógico, Artista
Articulador Regional e de Áreas que poderão apresentar documentos em qualquer linguagem
artística);
o. Fotocópia dos Comprovantes de Experiência em Articulação e Coordenação Cultural
condizente com a função que pretende (somente para os candidatos às funções de
Coordenador de Artístico-Pedagógico, Artista Articulador Regional ou de Áreas).

28. Para as fotocópias serão aceitos somente arquivos no formato PDF com tamanho
máximo de 5 (cinco) MB ​cada (LEGÍVEIS).

29. Não serão aceitas inscrições que apresentem anexos em branco, sem correspondência
com o conteúdo solicitado, ​comprovantes que não apresentem correspondência com o
declarado no Anexo II, ou não preenchidos. Nesses casos, o candidato terá sua inscrição
indeferida.

30. Inscrições em duplicidade e/ou em ambos editais (PIÁ e Vocacional) da Supervisão de


Formação Cultural serão desclassificadas.

8
31. A falta de Documentos Cadastrais e Jurídicos da Pessoa Física, documentos ILEGÍVEIS,
ou o preenchimento incorreto dos anexos, acarretará na impugnação da inscrição, conforme
o caso.

32. Não será permitida a entrega de documentos após o período de inscrições.

33. Não serão aceitas inscrições enviadas por e-mail, por correio ou presencialmente.

34. A Secretaria não se responsabiliza por erro de inscrições ou inscrições não concluídas
por qualquer problema técnico.

QUEM FAZ A SELEÇÃO E COMO É FORMADA A COMISSÃO DE


AVALIAÇÃO?

35. Caberá à Comissão de Avaliação a análise e a seleção dos candidatos, por meio de
processo seletivo e de participação nas reuniões promovidas para estes fins e com base em
critérios expostos neste edital.

36. A Comissão de Avaliação será composta por no mínimo 11 (onze) membros, sendo 50%
mais 1 (um) representantes do Poder Público, um dos quais a presidirá, e o restante serão
representantes da sociedade civil.

37. Os membros da Comissão de Avaliação e quem a presidirá serão designados pela


Secretaria Municipal de Cultura. A SMC acolherá indicações de cooperativas, associações e
coletivos artísticos e/ou culturais para os representantes da sociedade civil, nas seguintes
condições:
a. As organizações ou os representantes dos coletivos poderão indicar até 3 (três) nomes por
organização ou responsável preenchendo a FICHA DE INDICAÇÃO DE NOMES PARA A
COMISSÃO (ANEXO VIII);
b. A Ficha deverá ser assinada pelo responsável pela indicação e indicado, e enviada na
inscrição em até 10 (dez) dias após a data de publicação deste edital, observando os critérios
subsequentes. O indicado deverá estar com a situação regular nas certidões expressas no
item 73 deste edital.

38. A composição da Comissão deverá contar com paridade de gênero e, no mínimo, 50%
(cinquenta por cento) de pessoas negras. Na composição da Comissão de Avaliação, serão
observadas a representatividade das linguagens artísticas oferecidas no edital e o perfil dos
avaliadores em relação à proposta artístico-pedagógica do Programa, por meio de análise
curricular.

39. Na etapa de dinâmicas que compõem a segunda fase de seleção, serão convidados pelo
menos dois gestores de equipamentos culturais de cada região onde acontecerá a seleção,
para compor na avaliação.

9
40. Não poderão participar da Comissão de Avaliação artistas contratados na edição vigente
e/ou inscritos no presente edital. ​Não poderão participar da Comissão de Avaliação
membros com grau de parentesco em linha reta, colateral ou por afinidade até o 3° grau com
candidatos inscritos.
a. É dever de todos os membros da Comissão de Avaliação se declararem impedidos quando
constatarem as condições indicadas no item 40.

41. A relação dos membros efetivos da Comissão de Avaliação será publicada em Diário
Oficial do Município em até 30 (trinta) dias após o encerramento do período de inscrições.

COMO SERÁ O PROCESSO DE SELEÇÃO E QUAIS SEUS CRITÉRIOS?

42. A seleção dos artistas se dará em duas fases de caráter eliminatório, realizadas de
forma presencial ou remota, de acordo com as normas de saúde vigentes, com pontuações
e cronograma geral previsto, conforme Tabela I - Fases da Seleção, a seguir:

Fase Etapa Pontuação máx. Período (estimado)

Primeira Análise dos documentos 10 (para Artistas dezembro 2020


comprobatórios Orientadores)
14 (para demais
funções)

Avaliação da Carta de Intenção 10 1ª quinzena de janeiro


2021

TOTAL 20 (para Artistas


Orientadores)
24 (para demais
funções)

Segunda Dinâmica (para Artistas 20 1ª quinzena de


Orientadores) fevereiro 2021

Entrevista (para as funções de 20 1ª quinzena de


Articulador e Coordenador) fevereiro 2021

TOTAL 20 (para Artistas


Orientadores)
20 (para demais
funções)

43. Cabe à Comissão de Avaliação o acompanhamento integral do processo seletivo


considerando em sua análise e pontuação os seguintes critérios gerais:
a. Alinhamento aos objetivos e princípios do Programa;
b. Experiência artística e pedagógica compatível com o público atendido;
c. Experiência artística e pedagógica compatível com a função pretendida;
d. Potencial de atuação do artista no território;
e. Garantir os aspectos da diversidade, considerando aspectos de gênero e raça/etnia.

10
COMO SERÁ A PRIMEIRA FASE DO PROCESSO SELETIVO?

44. A primeira fase será de caráter eliminatório e a nota não será acumulativa para a
segunda fase. A primeira fase será dividida em duas etapas. A primeira levará em
consideração a formação e experiência artística e pedagógica COMPROVADA
UNICAMENTE por meio dos anexos comprobatórios ao currículo e RELACIONADAS NA
LISTA DE DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS (ANEXO II), limitando-se ao número
máximo de 12 (doze) documentos entregues para os(as) candidatos(as) a Artista Orientador,
e 16 (dezesseis) documentos para os(as) candidatos(as) a Coordenador
Artístico-Pedagógico, Artista Articulador Regional e Artista Articulador de Área. A segunda
etapa da primeira fase consistirá na avaliação da​ carta de intenção.

ANÁLISE DOS DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS

45. A análise dos documentos seguirá os seguintes critérios de avaliação a serem


pontuados de 0 (zero) a 10 (dez) pontos para Artista Orientador e 0 (zero) a 14 (catorze)
pontos para as demais funções, conforme os itens abaixo:

a. Serão avaliados na CATEGORIA FORMAÇÃO, no mínimo 1 (um) e no máximo 4 (quatro)


documentos entregues, totalizando até 2 (dois) pontos, com a seguinte pontuação por TIPO
de documento:
Superior Completo Específico na Linguagem: 1 ponto
Técnico Completo Específico na Linguagem: 1 ponto
Aperfeiçoamento Específico na Linguagem e/ou Superior/Técnico, Completo/Incompleto, em
outras Áreas Artísticas (Oficinas, Cursos Livres etc.) - 0,5 ponto
Candidatos(as) que não cursaram educação formal deverão apresentar declarações
informando tal condição, a serem avaliadas pela Comissão de Avaliação;
b. Serão avaliados na CATEGORIA EXPERIÊNCIA ARTÍSTICA, no mínimo 1 (um) e no
máximo 4 (quatro) documentos entregues, totalizando até 4 (quatro) pontos, considerando 1
(um) ponto por documento;
c. Serão avaliados na CATEGORIA EXPERIÊNCIA ARTÍSTICO-PEDAGÓGICA, no mínimo 1
(um) e no máximo 4 (quatro) documentos entregues, totalizando até 4 (quatro) pontos;
considerando 1 (um) ponto por documento;
d. Serão avaliados na CATEGORIA EXPERIÊNCIA EM ARTICULAÇÃO E COORDENAÇÃO
CULTURAL no mínimo 1 (um) e no máximo 4 (quatro) documentos entregues, totalizando até
4 (quatro) pontos, considerando 1 (um) ponto por documento.

46. Serão validados para pontuação os seguintes documentos comprobatórios, atestados


pela Comissão de Avaliação, nos quais conste, obrigatoriamente, o nome do candidato e/ou
nome artístico e/ou nome do grupo:
a. Diplomas, certificados, declarações de cursos concluídos;
b. Fichas técnicas de programas artísticos e produtos culturais;
c. Matéria em jornal, sites, revistas;
d. Cartas comprobatórias e declarações de apresentações ou oficinas realizadas;
e. Outros documentos validados pela Comissão de Avaliação.

11
47. Documentos relativos a um mesmo espetáculo ou produção artística serão considerados
como um único comprovante.

48. Documentos relativos a uma mesma atividade, em diferentes edições de um mesmo


projeto ou programa, serão considerados como documentos distintos com pontuação
individual.

49. Nesta primeira etapa da primeira fase, serão eliminatórios os casos a seguir analisados
pela comissão de avaliação conforme critérios do presente edital:
a. Candidatos(as) que não tenham atendido a contento a solicitação da Supervisão de
Formação Cultural, deixando de entregar relatórios, listas de presença ou descumprido
alguma outra exigência de editais em edições anteriores do Programa;
b. Todos(as) candidatos(as) que, nos documentos obrigatórios apresentados, obtiverem nota
inferior a 6 (seis) pontos para a função de Artista Orientador e inferior a 8 (oito) pontos para
as demais funções;
c. Todos(as) candidatos(as) que obtiverem 0 (zero) ponto em qualquer um dos quesitos das
categorias de avaliação na análise dos documentos obrigatórios;
d. Candidatos(as) pertencentes aos quadros de funcionários da Prefeitura Municipal de São
Paulo, conforme vedação estabelecida no Estatuto dos Funcionários Públicos do Município
de São Paulo (Lei no 8989/1979, artigo 179, inciso XV).
e. Candidatos(as) com grau de parentesco em linha reta, colateral ou por afinidade até o 3°
grau com os membros da comissão de avaliação.

50. Todos inscritos que tiverem nota igual ou superior às notas mínimas indicadas no item
49 e atenderem às demais condições do edital, terão suas cartas de intenção avaliadas pela
comissão.

CARTA DE INTENÇÃO

51. A Carta de intenção deverá ser preenchida e enviada a partir do modelo (ANEXO V)
dentro das seguintes opções:
a. por escrito (até 2100 caracteres) - sendo preenchida no modelo (ANEXO V);
b. ou em vídeo ou áudio (de até 2 minutos) - sendo o link do vídeo ou áudio preenchido no
modelo (ANEXO V). Os vídeos ou áudios previamente gravados poderão ser carregados em
qualquer plataforma/site disponível de compartilhamento (Youtube - não listado, Vimeo - não
listado, Google Drive/Dropbox/Onedrive - compartilhamento de link etc.).

52. A Comissão de Avaliação não se responsabiliza por qualquer problema técnico no envio
e acesso dos vídeos e áudios. ​Links enviados que não possibilitarem visualização para
avaliação pela comissão serão pontuados com 0 (zero pontos).

53. A Carta de Intenção deverá contemplar os seguintes tópicos:


a. Qual meu interesse em participar do Programa Vocacional?
b. Como minha trajetória pode contribuir para minha atuação no Programa Vocacional?

12
54. A ​Carta de Intenção será avaliada em ATÉ 10 (dez) pontos, segundo os critérios:
a. Alinhamento aos objetivos e princípios do Programa, conforme itens 12 a 17 deste Edital, de
0 a 5 pontos;
b. Consistência de ideias e coerência com experiências anteriores artísticas e pedagógicas, de 0
a 5 pontos.

55. Nesta segunda etapa da primeira fase, serão eliminatórios os casos a seguir analisados
pela comissão de avaliação, conforme critérios do presente edital:
a. Todos(as) candidatos(as) com nota inferior a 6 (seis) na carta de intenção.

56. Todos inscritos que tiverem nota igual ou superior a 6 (seis) na carta de intenção e
atenderem às demais condições do edital, serão convocados para a segunda fase.

57. A convocação para a segunda fase será publicada no Diário Oficial do Município de São
Paulo em até 60 (sessenta) dias após o término do período de inscrição.

COMO SERÁ A SEGUNDA FASE DO PROCESSO SELETIVO?

58. A segunda fase de caráter eliminatório e classificatório consistirá na avaliação em


dinâmicas para Artistas Orientadores e em ​entrevistas para Artistas Articuladores e
Coordenadores aprovados na primeira fase. As dinâmicas e entrevistas serão aplicadas por
servidores convidados da Secretaria Municipal de Cultura. Durante a realização das
dinâmicas e entrevistas a comissão de avaliação ficará voltada para análise dos candidatos.
As dinâmicas e entrevistas poderão ser na modalidade presencial ou remota, de acordo com
as normas de saúde vigentes.

59. As dinâmicas e entrevistas referentes à segunda fase serão realizadas em até 30 (trinta)
dias após a publicação do resultado da primeira fase. Datas, horários e locais serão
publicados no Diário Oficial do Município de São Paulo. ​Na necessidade de realização
remota da segunda fase, a plataforma utilizada e o link para a atividade serão comunicados
para o e-mail do candidato em até 24h de antecedência da data da realização da entrevista
ou dinâmica. Poderão haver remanejamentos, desde que justificados em casos de força
maior, comunicados e comprovados por meio de: atestados médicos, declaração de
empregador e boletins de ocorrência, e outros documentos analisados pela Supervisão e
apresentados em até 5 (cinco) dias a contar da data de publicação e convocação para a
segunda fase.

60. ​Nas dinâmicas, candidatos à função de Artista Orientador estarão divididos em


pequenos grupos e terão que debater e apresentar ideias para responder a questões
formuladas pela Supervisão de Formação Cultural. ​Serão avaliados com notas de 0 (zero) a
20 (vinte) pontos, conforme os critérios abaixo:
a. Alinhamento aos objetivos e princípios do Programa, conforme itens 12 a 17 deste Edital, de
0 a 5 pontos;
b. Potencial de atuação do artista no território, de 0 a 5 pontos;
c. Capacidade de mediação e interação, propondo e escutando ideias, de 0 a 5 pontos;

13
d. Consistência das ideias, coerência e objetividade, de 0 a 5 pontos.

61. ​Nas entrevistas, candidatos à função de Artista Articulador e Coordenador


Artístico-Pedagógico responderão perguntas formuladas pela Supervisão de Formação
Cultural. S​erão avaliados com notas de 0 (zero) a 20 (vinte) pontos, conforme os critérios
abaixo:
a. Alinhamento aos objetivos e princípios do Programa, conforme itens 12 a 17 deste Edital, de
0 a 5 pontos;
b. Potencial de atuação do artista na função pretendida, conforme itens 15 a 17 deste Edital, de
0 a 5 pontos;
c. Potencial de atuação do artista com a diversidade de linguagens e de formas de expressão
cultural do Programa, de 0 a 5 pontos;
d. Consistência das ideias, coerência e objetividade, de 0 a 5 pontos.

62. Na segunda fase, serão eliminatórios os casos a seguir:


a. Ausência na dinâmica ou na entrevista sem o previsto no item 59;
b. Nota menor que ​12 (doze) pontos​ na dinâmica ou entrevista.

QUANDO SAIRÁ O RESULTADO DO PROCESSO SELETIVO?

63. O resultado deste processo será publicado ​em até 45 (quarenta e cinco) dias após a
convocação para a segunda fase de seleção. ​Serão publicadas no Diário Oficial do
Município de São Paulo as listas dos artistas credenciados no Programa, divididos em:
a. Artistas Orientadores, em ordem de classificação, divididos pelas linguagens (Artes Visuais,
Dança, Literatura, Música e Teatro), em cada região (Centro-Oeste/Norte, Leste e Sul);
b. Artistas Articuladores Regionais, em ordem de classificação, divididos por região
(Centro-Oeste/Norte, Leste e Sul);
c. Artistas Articuladores de Área, em ordem de classificação, divididos pela área escolhida
(Comunicação e Divulgação, Instrumentais e Pesquisa, Processos Artístico-Pedagógicos);
d. Coordenadores Artístico-Pedagógicos, em ordem de classificação.

64. Os artistas que optarem pela função de Artista Orientador credenciados que não
estiverem na 1a convocação para contratação, estarão na lista de credenciados por
linguagens e região de atuação, constituindo reserva de vagas, podendo ser chamados a
qualquer tempo, desde que consideradas as opções de local de atuação e a disponibilidade
orçamentária.

65. Os artistas que optarem pelas demais funções (Artista Articulador Regional, de Área ou
Coordenador Artístico-Pedagógico), credenciados e que não estiverem na 1a convocação
para contratação, estarão na lista de credenciados por região de atuação e função,
constituindo reserva de vagas, podendo ser chamados a qualquer tempo, desde que,
consideradas as opções de funções indicadas no ato da inscrição e disponibilidade
orçamentária.

14
QUAIS SÃO OS CRITÉRIOS DE DESEMPATE?

66. Para efeitos de desempate serão utilizados os critérios abaixo determinados, na seguinte
ordem:
a. Maior pontuação recebida nas dinâmicas ou entrevistas;
b. Maior pontuação na carta de intenção;
c. Maior pontuação recebida nos comprovantes de experiência artístico-pedagógica;
d. Maior pontuação recebida nos comprovantes de experiência artística;
e. Maior pontuação recebida nos comprovantes de formação;
f. Maior idade.

COMO RECORRER EM RELAÇÃO AOS RESULTADOS?

67. Dos resultados da primeira fase e segunda fase caberão recursos, no prazo de 05
(cinco) dias úteis a contar da publicação da respectiva ata no Diário Oficial da Cidade.
a. Os eventuais recursos deverão obrigatoriamente ser dirigidos à Supervisão de Formação
Cultural, por meio do e-mail smcformacaorecursos@gmail.com;
b. Recursos intempestivos ou interpostos de forma diversa da prevista no item 67.a. não
serão apreciados;
c. A Supervisão de Formação Cultural e a SMC não se responsabilizam por eventuais
problemas técnicos ou de conexão com a internet para o envio do recurso.

68. Não serão considerados recursos enviados pelo correio, ou qualquer outro meio de
comunicação diferente do citado no item 67.a.. Havendo interposição de recurso, a
Comissão de Avaliação terá o prazo de 5 (cinco) dias úteis para rever o ato ou encaminhar o
recurso à Supervisão de Formação Cultural que então decidirá, devendo ser publicado o
resultado final no Diário Oficial da Cidade de São Paulo.

COMO SERÁ A CONTRATAÇÃO?

69. As contratações serão por Pessoa Física, realizadas nos termos do artigo 25, caput, da
Lei Federal no 8666/1993 e demais normas estabelecidas por este diploma, aplicando-se,
ainda, no que couber, a Lei Municipal no 13278/2002 e de acordo com as condições a seguir
descritas, observadas as linhas gerais traçadas pelo ​parecer da Procuradoria Geral do
Município ementado sob o número 10.178.

70. Os selecionados serão oportunamente contratados de acordo com a necessidade de


serviço e disponibilidade orçamentária a critério da Administração e enquanto estiver vigente
o edital.

71. A competência para contratação dos selecionados é da Coordenadoria de Fomentos e


Formação Cultural por meio da Supervisão de Formação Cultural.

72. Os selecionados serão convocados para firmar contrato através de publicação no Diário
Oficial da Cidade.

15
a. A convocação obdecerá a ação afirmativa de cunho Étnico-Racial pela modalidade de cotas,
em que serão destinadas preferencialmente 56% (cinquenta e seis por cento) das vagas
ofertadas na edição 2021 do Programa Vocacional, prioritariamente, às pessoas que se
autodeclaram negras e indígenas, conforme item 6. deste Edital.

73. Os selecionados que apresentarem pendências, nos documentos abaixo relacionados,


terão o prazo de 5 (cinco) dias úteis após a publicação do comunicado para a regularização
das certidões ou documentos necessários à formalização do contrato pela legislação
vigente, não sendo necessária a emissão e a entrega dos documentos, ​pois a Supervisão de
Formação Cultural efetuará as consultas e emissão das referidas certidões.

a. Comprovante de situação cadastral do CPF;


b. Ficha de Dados Cadastrais (FDC) – PMSP;
c. Comprovação da regularidade perante a Fazenda do Município de São Paulo, através da
Certidão Negativa de Débitos de Tributos Mobiliários (CTM);
d. Consulta ao Sistema de Acréscimos Legais para validação do NIT/PIS/PASEP do
contribuinte individual; V. Consulta e validação no Cadastro de Inadimplentes Municipal -
CADIN;
e. Consulta a Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas (CNDT);
f. Consulta e validação da Certidão de Débitos Relativos a Créditos Tributários Federais e à
Dívida Ativa da União (CND);
g. Consulta negativa junto à Relação de Empresas Apenadas impedidas de participar de
licitações ou contratar com a Administração Pública.

74. Na falta de manifestação, desistência expressa ou irregularidade da documentação


exigida do interessado no prazo estabelecido no item 73, poderá ser convocado outro artista
devidamente credenciado, conforme critérios deste edital.

75. Para cada contratação será autuado processo administrativo próprio, apartado daquele
que tratou do credenciamento, entretanto, deverá ser autuado com o edital de abertura, lista
de chamamento publicada e a justificativa para a contratação, além dos demais documentos
pertinentes.

76. Os dias, horários, locais e a composição das equipes para o desenvolvimento das
atividades serão definidos na contratação, seguindo os critérios estabelecidos pela
Supervisão de Formação Cultural, quais sejam:
a. Adequação do perfil do artista ao plano de distribuição das linguagens nos equipamentos e
demais locais de atuação;
b. Adequação do perfil do artista à composição da equipe;
c. Adequação às demandas e disponibilidade dos equipamentos e locais de atuação
identificadas pela Supervisão de Formação Cultural;
d. Experiência profissional anterior na região do equipamento atestada no processo seletivo;
e. Disponibilidade orçamentária.

77. Caso o candidato decline da contratação, por indisponibilidade de horários ou por outra
justificativa, passará a ser o último colocado na lista de credenciados em sua respectiva
função e linguagem artística, podendo ser eventualmente novamente convocado. Nessa

16
hipótese, a Secretaria poderá convocar outro artista credenciado para atendimento da vaga,
conforme condições deste edital.

COMO SERÁ O PAGAMENTO?

78. Os valores devidos ao contratado serão apurados mensalmente de acordo com as horas
efetivamente trabalhadas e pagos a partir do 1° dia útil do mês subsequente ao trabalhado,
desde que comprovada a execução dos serviços através da entrega à Supervisão de
Formação Cultural dos documentos modelos preenchidos corretamente:

a. Pedido de Pagamento;
b. Recibo de Pagamento;
c. Relatório de Horas Trabalhadas;
d. Listas de Presença;
e. Formulários que venham a ser instituídos pela Supervisão de Formação Cultural para o
acompanhamento da execução do contrato, sem rasuras;
f. Declaração de Horas Trabalhadas atestadas pelo responsável vinculado;
g. Relatório de Acompanhamento conforme orientação da Supervisão de Formação (apenas
para os Coordenadores e Artistas Articuladores Regional ou de Áreas).

79. O contratado deverá abrir conta corrente bancária de Pessoa Física, própria e única, no
BANCO DO BRASIL S/A, nos termos do disposto no Decreto no 51.197, de 22/01/2010,
publicado no D.O.C. de 23/01/2010, para recebimento dos valores devidos.

SOBRE AS PENALIDADES

80. Ao contratado que não cumprir com as obrigações assumidas ou com os preceitos
legais, conforme o caso e, observadas as condições expostas nos itens 13 a 17., serão
aplicadas as seguintes penalidades:
a. Advertência;
b. Multa;
c. Rescisão do contrato.

81. A critério da administração, a título de alerta para a adoção das medidas necessárias a
fim de evitar a aplicação de sanções mais severas, quando descumpridas obrigações
contratuais, ou desatendidas as determinações da Supervisão de Formação Cultural, no
exercício da fiscalização do contrato, será aplicada a penalidade Advertência.

82. Na hipótese de inexecução dos serviços, o contratado estará sujeito às seguintes


sanções:
a. Pela inexecução parcial, interrupção do contrato sem aviso prévio: multa de 20% (vinte por
cento) do valor da parcela não executada do contrato;
b. Pela inexecução total: multa de 30% (trinta por cento) do valor total do contrato.

83. Será considerada como 1 (uma) falta a ausência em período de 3h (três horas).

17
84. As faltas justificadas ou injustificadas, que não sejam por motivo de força maior (doença,
morte em família, etc.), serão limitadas a 4 (quatro) durante todo o período de contratação,
sob pena de rescisão contratual por inexecução parcial e aplicação da multa prevista no item
82.

85. As faltas justificadas, assim como as de motivo de força maior, não ensejam a aplicação
de penalidade ao contratado, mas deverão ser repostas em 30 dias em comum acordo com
os responsáveis e o gestor do equipamento em que esteja alocado, para que não haja
desconto dos valores correspondentes no cálculo do pagamento devido.

86. Durante a vigência do contrato, o contratado estará sujeito à legislação vigente, em


especial ao Estatuto da Criança e do Adolescente, Estatuto do Idoso e Código Penal.

87. Aplicam-se a esse capítulo, no que couber, as disposições dos artigos 54 a 56 do


Decreto Municipal no 44279/2003 e da Lei Municipal no 14141/2006.

SOBRE RESCISÃO CONTRATUAL

88. O contrato poderá ser rescindido pela contratante a qualquer tempo, desde que
justificada a rescisão e nos casos previstos no edital e na legislação em vigor.

89. O contrato poderá ser rescindido por qualquer uma das partes, sem aplicação de
penalidades, mediante a notificação à outra, por escrito, com 30 (trinta) dias de
antecedência.

90. A inexecução total ou parcial do contrato poderá ensejar a sua rescisão, desde que
justificada a rescisão, com as conseqüências contratuais e as previstas em Lei ou
regulamento.

SOBRE OS RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS

91. Os recursos relativos às contratações que poderão advir desse credenciamento deverão
onerar a dotação pertinente de cada Secretaria, observado o princípio da anualidade, e
serão objeto de reserva individual em cada processo de contratação. 

92. No caso de parcerias com outros entes públicos ou privados serão estabelecidos termos
próprios sobre a devida fonte de custeio.

DISPOSIÇÕES FINAIS

93. A inscrição do concorrente implica na prévia e integral concordância com as normas


deste edital.

18
94. O credenciado será responsável pelo desenvolvimento de sua atividade e pelas
informações e conteúdos dos documentos apresentados, excluída qualquer
responsabilidade civil ou penal das Secretarias Municipais de Cultura e/ou Educação nesse
sentido, cabendo a estas a supervisão e fiscalização das atividades realizadas pelos
contratados nos equipamentos sob sua administração nos termos deste edital.

95. A Supervisão de Formação Cultural poderá fazer o uso da imagem e dos registros
audiovisuais, bem como de toda produção decorrente das ações do Programa para fins
estritamente institucional, para acompanhamento e divulgação do Programa nos canais de
comunicação e redes sociais da Secretaria Municipal de Cultura.

96. O credenciamento realizado nos termos deste edital e as eventuais contratações dele
derivadas não impedem a Administração de realizar outras contratações para atendimento
das necessidades específicas das diretrizes e metas propostas pelas Secretarias Municipais
de Cultura e/ou de Educação.

97. O credenciamento e/ou a contratação não geram vínculo trabalhista entre a


Municipalidade e o contratado.

98. O material entregue no ato da inscrição dos candidatos que não forem convocados
permanecerá no banco de credenciados para eventual contratação no período estipulado
por este edital.

99. Os casos omissos relativos ao presente edital serão resolvidos pela Coordenadoria de
Fomentos e Formação Cultural da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, ouvidas as
áreas competentes.

100. A Supervisão estará disponível para responder eventuais dúvidas que surjam durante
todo o período de inscrições pelo e-mail ​smcformacao@gmail.com ​ou por whatsapp/telefone
no (11)94457-5132 em horário comercial.

19
ANEXO I: REGIÕES E EQUIPAMENTOS DO PROGRAMA VOCACIONAL
*LISTA DOS EQUIPAMENTOS DA EDIÇÃO 2020, A RELAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS PODE
SOFRER ALTERAÇÕES DE ACORDO COM AS DEMANDAS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE
CULTURA E SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO.

REGIÃO TIPO EQUIPAMENTO


CENTRO-OESTE Biblioteca Alceu Amoroso Lima
CENTRO-OESTE CEU Butantã
CENTRO-OESTE Biblioteca Monteiro Lobato
CENTRO-OESTE CEU Uirapuru
CENTRO-OESTE Centro Cultural Vila Itororó
NORTE Biblioteca Afonso Schmidt
NORTE Teatro Alfredo Mesquita
NORTE Biblioteca Álvares de Azevedo
NORTE Casa de Cultura Brasilândia
NORTE Biblioteca Brito Broca
NORTE Teatro Cacilda Becker
Centro Cultural da Juventude -
NORTE Centro Cultural Ruth Cardoso
NORTE CEU Pêra Marmelo
NORTE Biblioteca Clarice Lispector
NORTE Biblioteca Érico Veríssimo
NORTE Casa de Cultura Freguesia
NORTE CEU Jaçanã
NORTE CEU Jaguaré
NORTE CEU Jardim Paulistano
NORTE Biblioteca Mário Schenberg
NORTE Biblioteca Narbal Fontes
NORTE Biblioteca Nuto Sant'Anna
NORTE CEU Parque Anhanguera
NORTE CEU Paz
NORTE Biblioteca Pedro Nava
NORTE CEU Perus
NORTE Centro Cultural Tendal da Lapa
NORTE Casa de Cultura Tremembé
NORTE CEU Vila Atlântica
NORTE Casa de Cultura Vila Guilherme - Casarão
LESTE Biblioteca Adelpha Figueiredo
LESTE Biblioteca Affonso Taunay
LESTE CEU Água Azul
LESTE CEU Alto Alegre
LESTE CEU Aricanduva
LESTE Teatro Arthur Azevedo
LESTE CEU Azul da Cor do Mar
LESTE Biblioteca Cassiano Ricardo
LESTE Centro Cultural Cidade Tiradentes
LESTE Teatro Flávio Império
LESTE CEU Formosa
LESTE Biblioteca Gilberto Freyre
LESTE Casa de Cultura Hip Hop Leste
LESTE CEU Inácio Monteiro
LESTE Casa de Cultura Itaim Paulista

20
LESTE Casa de Cultura Itaquera (Raul Seixas)
LESTE CEU Jambeiro
LESTE CEU Lajeado
LESTE CEU Parque São Carlos
LESTE CEU Parque Veredas
LESTE Centro Cultural Penha
LESTE CEU Quinta do Sol
LESTE CEU Rosa da China
LESTE CEU São Mateus
LESTE Casa de Cultura São Miguel
LESTE CEU São Rafael
LESTE CEU Sapopemba
LESTE CEU Tiquatira
LESTE CEU Três Pontes
LESTE Biblioteca Vicente Paulo Guimarães
LESTE CEU Vila Curuçá
LESTE Centro Cultural Vila Formosa
SUL CEU Alvarenga
SUL Biblioteca Belmonte
SUL CEU Caminho do Mar
SUL Casa de Cultura Campo Limpo
SUL CEU Campo Limpo
SUL CEU Cantos do Amanhecer
SUL CEU Capão Redondo
SUL CEU Casa de Cultura Blanca
SUL Centro Cultural Centro Cultural Santo Amaro
Centro de Culturas Negras Mãe
SUL Centro Cultural Sylvia de Oxalá
SUL Biblioteca Chácara Castelo
SUL CEU Cidade Dutra
SUL CEU Feitiço da Vila
SUL Centro Cultural Grajaú
SUL CEU Guarapiranga
SUL CEU Heliópolis
SUL Casa de Cultura Hip Hop Sul
SUL Casa de Cultura Ipiranga (Chico Science)
SUL Teatro João Caetano
SUL Casa de Cultura M'Boi Mirim
SUL CEU Meninos
SUL CEU Navegantes
SUL CEU Paraisópolis
SUL Casa de Cultura Parelheiros
SUL CEU Parelheiros
SUL CEU Parque Bristol
SUL Teatro Paulo Eiró
SUL Casa de Cultura Santo Amaro
SUL CEU Três Lagos
SUL CEU Vila do Sol
SUL CEU Vila Rubi

21
ANEXO II: LISTA DE DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS – PREENCHIMENTO
OBRIGATÓRIO
*​SERÃO ANALISADOS APENAS OS DOCUMENTOS RELACIONADOS E ANEXADOS COMO
DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS.
Nome Completo:
Linguagem pretendida: Função pretendida:

A.​ Relacione os comprovantes de ​FORMAÇÃO​ apresentados (no mínimo 01, no máximo 04 documentos):

1)

2)

3)

4)

B.​ Relacione os comprovantes de ​experiência ARTÍSTICA​ apresentados (no mínimo 1, no máximo 4 documentos):

1)

2)

3)

4)

C.​ Relacione os comprovantes de ​experiência ARTÍSTICO-PEDAGÓGICA​ apresentados (no mínimo 1, no máximo 4


documentos):

1)

2)

3)

4)

D.​ Relacione os comprovantes de ​experiência em ARTICULAÇÃO E COORDENAÇÃO CULTURAL​ apresentados (no


mínimo 1, no máximo 4 documentos; exigido somente para aqueles que pretendem prestar serviços de Articulador ou
Coordenador Artístico-Pedagógico):

1)

2)

3)

4)

São Paulo, de de 20 .

Assinatura do candidato:

22
ANEXO III: DECLARAÇÃO DE QUE NÃO POSSUI DÉBITOS - PREENCHIMENTO NÃO
OBRIGATÓRIO
*PREENCHIMENTO OBRIGATÓRIO PARA QUEM NÃO POSSUIR CADASTRO NO CCM DE
PESSOA FÍSICA DA PREFEITURA DE SÃO PAULO

À Secretaria Municipal de Cultura Supervisão de Formação Cultural,

Declaro, sob as penas da lei, que não apresento débitos tributários perante as
Fazendas Públicas, em especial perante a PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO e, que
não sou cadastrado no Cadastro de Contribuinte Mobiliário – CCM, na PMSP.

Estou ciente da retenção do ISS referente aos serviços prestados.

São Paulo, de de 20 .

Assinatura:

Nome:

R.G.:

23
ANEXO IV: DECLARAÇÃO DE QUE NÃO É FUNCIONÁRIO PÚBLICO E TERMO DE
ACEITE DA FILOSOFIA DO PROGRAMA - PREENCHIMENTO OBRIGATÓRIO

À Secretaria Municipal de Cultura Supervisão de Formação Cultural,

Prezados,

Eu, , CPF número , declaro, sob as


penas da Lei, que não sou funcionário público municipal e que não possuo impedimento legal
para contratar com o Município de São Paulo. Declaro também que conheço e aceito
incondicionalmente o conceito e a filosofia do Programa Vocacional e os termos do presente
edital da Supervisão de Formação Artística e Cultural da Secretaria Municipal de Cultura, edição
2021.

São Paulo, de de 20 .

Assinatura:

Nome:

R.G.:

24
ANEXO V: MODELO CARTA DE INTENÇÃO - PREENCHIMENTO OBRIGATÓRIO

Nome completo: ​_________________________________ ​Linguagem: ​______________


Data: ​_____/_____/20__ Função: ​_______________________________________

A Carta de Intenção deverá contemplar as questões:


1. Qual meu interesse em participar do Programa Vocacional?
2. Como minha trajetória pode contribuir para minha atuação no Programa Vocacional?
 
obs: ​A carta poderá ser redigida (até 2100 caracteres) ou em áudio ou vídeo (até 2 minutos). Utilize
o espaço abaixo para a escrita ou para inserir o link conforme item 51.a. deste edital. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

25
ANEXO VI: AUTODECLARAÇÃO ÉTNICO-RACIAL - PREENCHIMENTO NÃO
OBRIGATÓRIO
*PREENCHIMENTO OBRIGATÓRIO PARA OPÇÃO DE COTA ÉTINICO-RACIAL

PREFEITURA DE SÃO PAULO


SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA
PROGRAMA VOCACIONAL

(nome), (nacionalidade), (estado civil), inscrito(a) no CPF sob o nº (informar) e no RG nº (informar),


residente e domiciliado(a) à (endereço), candidato ao ​EDITAL DE CHAMAMENTO PARA
CREDENCIAMENTO DE ARTISTAS PARA O PROGRAMA VOCACIONAL 2021​, declaro para o fim
específico de atender ao edital do processo seletivo, que sou (informe se preto, pardo ou indígena).

Para os efeitos desta autodeclaração, negros, negras ou afrodescendentes são as pessoas


que se enquadram como pretos, pardos ou denominação equivalente, conforme estabelecido
pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.
A autodeclaração não dispensa a efetiva correspondência da identidade fenotípica do
candidato com a de pessoas identificadas socialmente como negras. O vocábulo
“afrodescendente” deve ser interpretado como sinônimo de negro ou negra. A expressão
“denominação equivalente” referida abrange a pessoa preta ou parda, ou seja, apenas será
considerada quando sua fenotipia a identifique socialmente como negra.
Considera-se indígena, conforme Lei Federal 6001/1973, todo indivíduo de origem e
ascendência pré-colombiana que se identifica e é identificado como pertencente a um grupo
étnico cujas características culturais o distinguem da sociedade nacional.
Estou ciente de que a prestação de informações falsas relativas às exigências estabelecidas
quanto à autodeclaração resultarão na desclassificação do processo seletivo, além das penas
prevista em lei, o que pode acontecer a qualquer tempo.

São Paulo, de de 20 .

Assinatura:

Nome:

R.G.:

26
ANEXO VII: AUTODECLARAÇÃO DE USO DE NOME SOCIAL - PREENCHIMENTO NÃO
OBRIGATÓRIO
*PREENCHIMENTO OBRIGATÓRIO PARA DECLARAR OPÇÃO DE USO DO NOME SOCIAL

Nos termos do artigo 2º, “caput”, do Decreto nº 58.228, de 14 de maio de 2018, eu,
(nome), enquanto pessoa travesti, transexual ou transgênero, portadora do RG nº
(informar) e inscrita no CPF sob nº (informar), SOLICITO a inclusão e uso do meu nome
social (nome), nos registros municipais relativos ao EDITAL DE CHAMAMENTO PARA
CREDENCIAMENTO DE ARTISTAS PARA O PROGRAMA VOCACIONAL 2021.

São Paulo, de de 20 .

Assinatura:

Nome:

R.G.:

27
ANEXO VIII: FICHA DE INDICAÇÃO DE NOMES PARA A COMISSÃO -
PREENCHIMENTO OPCIONAL
*Serão aceitas indicações nos moldes estabelecidos neste edital para as inscrições realizadas em
até 10 (dez) dias da publicação do edital.

DADOS DA INSTITUIÇÃO/ORGANIZAÇÃO/COLETIVO PELA INDICAÇÃO


Nome do Responsável pela indicação:
Nome da Instituição/Coletivo (quando for o caso):
CNPJ da Instituição/CPF do Responsável:
Telefone do Responsável:
E-mail do Responsável:
Assinatura do Responsável pela Indicação:

HISTÓRICO DA INSTITUIÇÃO/ORGANIZAÇÃO/COLETIVO (em até 5 linhas):

INDICAÇÃO
Nome Completo do Indicado da Sociedade Civil:
RG do indicado:
CPF do indicado:
Ass. do INDICADO:

Indique a(s) linguagem(s) artística(s) de atuação do indicado:

MINI CURRÍCULO DO INDICADO (em até 5 linhas, formação e destaques):

Data:

________________________________________________

Assinatura do responsável pela indicação

28