Você está na página 1de 16

Materialografia quantitativa [6]

¾ Microestrutura detalhes que podem caracterizados


tanto qualitativa quanto quantitativamente.
¾ Exemplos:
ƒ fração volumétrica de fases
ƒ dispersão de inclusões (óxidos, sulfetos)
ƒ tamanho de grão médio
ƒ distribuição de tamanhos de grão
ƒ área de interface por unidade de volume
ƒ índice de anisotropia em produtos laminados

1>
Materialografia quantitativa

tamanho na imagem
¾ ampliação
tamanho no objeto (amostra)
¾ Escala: cada divisão corresponde a 10PP

2>
Materialografia quantitativa

¾ Microestrutura de aços recozidos:

ABNT 1010 ABNT 1040 ABNT 1080


• aumento do teor de carbono promove a formação de perlita, microconstituinte
formado por lamelas alternadas de ferrita e cementita (não visíveis em baixos
aumentos) 3>
Materialografia quantitativa
¾ Parâmetros medidos: área-teste (At)
PP : fração de pontos
¾ Relação fundamental:
LL : fração linear
PP = LL = AA = VV
AA : fração em área

VV : fração volumétrica

total de interceptos sobre objetos


PP
total de pontos da grade

comprimento total das cordas sobre objetos


LL
comprimento total das linhas - teste

somatória das áreas dos objetos


AA
área - teste analisada
4>
Materialografia quantitativa

¾ Estatística:
1 n
ƒ média aritmética - x ˜ ¦ xi
n i1
n
1
ƒ desvio padrão (V) - V ( x) ˜ ¦ ( x  x )2
2

n 1 i 1
V
ƒ erro-padrão (EP) - ( EP)
n

¾ Precisão da estimativa:
x r ( EP ) probabilidade de 67%

x r (2 ˜ EP ) probabilidade de 95%

x r (2,57 ˜ EP) probabilidade de 99%


5>
Materialografia quantitativa
¾ Exercício – fração volumétrica de perlita:

norma

ASTM
E562

20 Pm
6>
Materialografia quantitativa

¾ Medida de tamanho de grão (ASTM E112):


ƒ Tamanho de grão ASTM:
( G 1)
nA 2
sendo nA – número de grãos contados em uma área de 1 polegada quadra-
da, aumentada em 100X; G – tamanho de grão ASTM.

ƒ Método do intercepto linear (Heyn):


n ˜ Lt
L
N ˜M
sendo n – número de linhas-teste usadas na estimativa; Lt – comprimento
da linha-teste [mm]; N – número de intersecções dos contornos de grão com
as linhas-teste; M – ampliação usada na micrografia.
7>
Materialografia quantitativa
¾ Exercício – medida de tamanho de grão:

norma

ASTM
E112

20 Pm
8>
Materialografia quantitativa
¾ Demonstração – Image Tool para fração volumétrica:

20 Pm
9>
Materialografia quantitativa
¾ Demonstração – Image Tool para fração volumétrica:

9>
Materialografia quantitativa
¾ Demonstração – Image Tool para fração volumétrica:

9>
Materialografia quantitativa
¾ Demonstração – Image Tool para fração volumétrica:

9>
Materialografia quantitativa
¾ Demonstração – Image Tool para fração volumétrica:

9>
Materialografia quantitativa
¾ Demonstração – Image Tool para fração volumétrica:

9>
Materialografia quantitativa
¾ Demonstração – Image Tool para fração volumétrica:

9>
Materialografia quantitativa
¾ Demonstração – Image Tool para fração volumétrica:

¾ Resultado Image Tool: 9,57% pixels pretos (perlita)


¾ Regra da alavanca + diagrama de equilíbrio Fe-C:
ferrita perlita

@723oC
0,02%C 0,78%C
aço X
X  0,02
0,0957 oX 0,093%C
0,78  0,02
A composição estimada enquadra-se na especificação do aço AISI 1010

16

Você também pode gostar