Você está na página 1de 14

BANCO DO BRASIL S.A.

UF CRÉDITO
UEN RURAL E AGROINDUSTRIAL
Brasília (DF)

Sr. Projetista,

Com o presente roteiro, o Banco do Brasil pretende oferecer-lhe instrumento


adequado para apresentação de projetos de investimentos agropecuários,
contemplando, entre outros aspectos, metodologia para verificação da viabilidade
econômico-financeira do empreendimento.

Estão previstos dois tipos de roteiros, conforme a complexidade da proposta. A


escolha do modelo mais apropriado a cada caso será definida pela agência.

Solicitamos sua atenção para as seguintes considerações:

 projeto de investimento agropecuário não deve ser entendido como mera


exigência burocrática, mas como ferramenta essencial ao planejamento e à
demonstração da viabilidade técnica e econômico-financeira do
empreendimento;
 os roteiros anexos não se constituem formulários rígidos, mas guias que
podem e devem ser adaptados com enriquecimento de informações, quando
couber, devendo ainda ser observadas as exigências normativas de cada
linha de crédito específica;
 a análise do projeto fundamenta-se na verificação da consistência das
informações nele contidas. Assim, todos os valores informados quando do
preenchimento dos quadros devem, necessariamente, ser acompanhados
das respectivas memórias de cálculo, sem as quais todo o trabalho fica
comprometido. Orçamentos, estudos de mercado, plantas, mapas, croquis e
outros documentos relevantes também são partes integrantes do projeto e
devem acompanhá-lo quando de sua entrega ao Banco.

A confecção destes roteiros objetivou facilitar a elaboração e a análise dos


projetos. Contudo, sua equipe precisa estar atenta, complementando-o e sugerindo
aperfeiçoamentos, em interação permanente com nossas agências, de forma a
estreitar a parceria e a confiança quanto à exatidão e confiabilidade dos dados e
informações.
PROJETO DE INVESTIMENTO AGROPECUÁRIO
(Roteiro Completo)

RESUMO

PROPONENTE: NOME:
PORTE:

EMPREENDIMENTO: FINALIDADE:
LOCALIZAÇÃO:

VALOR: DO PROJETO:
DO FINANCIAMENTO:

PRAZO:

LINHA DE CRÉDITO:

AGÊNCIA:

2
1 – IDENTIFICAÇÃO

1.1 - DO PROPONENTE

(se pessoa física)


– Nome:
– Identidade – RG:
– CPF:
– Endereço residencial:
– Telefone:
– Data de nascimento:
– Naturalidade:
– Estado Civil:
– Profissão:
– Empresa empregadora:
– Nome do cônjuge:
– Identidade – RG do cônjuge:
– CPF do cônjuge:

(se pessoa jurídica/empresa)


– Razão Social:
– CNPJ:
– Endereço:
– Data da constituição:
– Objetivos sociais:
– Capital
– Autorizado:
– Subscrito:
– Integralizado:
– Data da última alteração:
– Nº de ações/cotas e seu Valor Nominal:
– Principais acionistas/cotistas:
– Diretoria (Nomes e CPF):

1.2 – DA(S) PROPRIEDADE(S) A SER(EM) BENEFICIADA(S)

– Denominação:
– Matrículas no CRI:
– Localização:
– Roteiro de acesso:
– Proprietário:
– Confrontações
Norte:
Sul
Leste
Oeste
– Títulos de domínio:
– Área titulada (ha):
– Área real (ha):
– Regime de exploração do imóvel:
– Ônus/gravames:
– Outras informações julgadas importantes (esclarecer eventuais divergências)

3
2 – LEVANTAMENTO

2.1 - PATRIMONIAL

IMÓVEL: Denominação:
Localização:
(apresentar um quadro para cada imóvel)
TERRAS
ESPECIFICAÇÃO QUANT. Tipo de Solo Classe de Reserva Valor Unit. VALOR
Predominante Cap. Uso Legal (ha) (R$/ha) (R$)
Culturas anuais
Culturas Permanentes (1)
Pastagens nativas
Pastagens formadas (1)
Florestas Nativas
Florestas Regeneradas
Capoeiras
Cerrado (caracterizar)
Ocupadas com benfeitorias
Outros usos (2)
TOTAL TERRAS
BENFEITORIAS
ESPECIFICAÇÃO Quant. CARACTERÍSTICAS (3) VALOR VALOR
UNIT.(R$) (R$)

TOTAL BENFEITORIAS
VALOR DO IMÓVEL
OBS.: (1) Indicar: espécie, idade e estado geral da cultura/floresta ou pastagem
(2) Inclusive áreas de preservação permanente e de utilização limitada, desde que não
contempladas nos itens anteriores.
(3) Descrever sucintamente e indicar idade e estado de conservação

MÁQUINAS, VEÍCULOS E EQUIPAMENTOS


ESPECIFICAÇÃO Marca, Modelo, Ano de Fabricação, Nº de Série e VALOR (R$)
Estado de Conservação

TOTAL

4
SEMOVENTES
ESPECIFICAÇÃO Nº CARACTERÍSTICAS VALOR VALOR
CAB. RACIAIS E PRODUTIVAS UNITÁRIO R$ R$

TOTAL

OUTROS BENS E DIREITOS


ESPECIFICAÇÃO CARACTERÍSTICAS VALOR – R$
Imóveis urbanos
Veículos
Estoques de produtos
Insumos
Ações
Créditos
Outros ativos

TOTAL

RESUMO DO PATRIMÔNIO (consolidação)


ESPECIFICAÇÃO VALOR – R$
Imóveis
Máquinas, veículos e equipamentos
Semoventes
Outros bens e direitos
TOTAL

5
DÍVIDAS

DÍVIDAS COM OUTROS AGENTES


Data Data Carência Encargos Periodicidade
CREDOR FINALIDADE SALDO (1)
Contr. Venc. de Pagto.

SUB-TOTAL
DÍVIDAS NO BANCO DO BRASIL
N° da Data Data Carência Encargos Periodicidade
FINALIDADE SALDO (1)
OPERAÇÃO Contr. Venc. de Pagto.

SUB TOTAL
TOTAL
(1) saldo devedor (R$) - indicar data base

SITUAÇÃO PATRIMONIAL LÍQUIDA ATUAL

PATRIMÔNIO LÍQUIDO = BENS + DIREITOS – DÍVIDAS

2.2 – CARACTERÍSTICAS E INFRA-ESTRUTURA DO IMÓVEL BENEFICIADO

CLIMA E LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA

– Latitude
– Longitude
– Altitude
– Temperatura média anual
– Precipitação pluviométrica – média anual
– Precipitação pluviométrica – médias mensais (jan a dez)

OBS.: em função da natureza do projeto, a critério do projetista ou do Banco, informar outros dados
necessários, como por exemplo:
– Temperaturas médias mensais (jan a dez)
– Amplitude térmica – valores médios mensais (jan a dez)
– Precipitação pluviométrica – série histórica de dados mensais (maior nº possível de dados)
– Umidade relativa – médias mensais
– Luminosidade – médias mensais de horas de brilho solar (jan a dez)
– Balanço Hídrico

6
SOLOS

Imóvel (denominação e localização):


Uso atual/ Características (textura, estrutura, Classe e Área
Tipo de solo Relevo Cobertura profundidade, pedregosidade, etc) Sub-Classe (ha)
Vegetal de Cap.Uso

TOTAL

RECURSOS HÍDRICOS

Descrever os recursos hídricos existentes no imóvel, abrangendo suas características qualitativas e


quantitativas em relação às atividades produtivas.

Comentar sobre o cumprimento da legislação ambiental e, quando for o caso, sobre a questão da
outorga do uso de águas fluviais pelo órgão público estadual.

ENERGIA

Descrever as fontes de energia utilizadas no imóvel (propriedade beneficiada) e as características dos


equipamentos instalados.

TRANSPORTE E ARMAZENAMENTO

INFRA-ESTRUTURA REGIONAL
Caracterizar as condições dos meios de transporte da produção agropecuária e das unidades
de beneficiamento/armazenamento de grãos disponíveis no município e regiões vizinhas,
distâncias do imóvel até a sede do município e cidades vizinhas, etc.

NO IMÓVEL
Descrever as condições de trafegabilidade das estradas internas do imóvel ao longo do ano e
infra-estrutura de beneficiamento/armazenagem a nível de fazenda.

MEIOS DE COMUNICAÇÃO

Descrever os meios de comunicação utilizados no imóvel beneficiado (telefonia fixa, celular rural, rádio,
internet, etc)

OUTROS COMENTÁRIOS

Outras informações relevantes sobre o imóvel, face à natureza do projeto.

7
2.3 – RECEITAS E PRODUÇÃO DO ÚLTIMO TRIÊNIO

AGRICULTURA (apresentar um quadro para cada imóvel e consolidado)

Imóvel:
LAVOURA Ano ÁREA PRODUÇÃO RENDIMENTO VALOR
Agrícola (ha) Unidade Quantidade (Unidade/ha) (R$)

PECUÁRIA (por imóvel e consolidado)

Imóvel:
ATIVIDADE Ano PRODUTO PRODUÇÃO VALOR
Agrícola Unidade Quantidade (R$)

OUTRAS ATIVIDADES (consolidado)

ATIVIDADE Ano Agrícola VALOR - R$

8
RESUMO CONSOLIDADO - Receita bruta anual obtida nos últimos 3 anos

Ano Agrícola ATIVIDADE VALOR


Agricultura
Pecuária
Outras atividades
TOTAL
Agricultura
Pecuária
Outras atividades
TOTAL
Agricultura
Pecuária
Outras atividades
TOTAL

2.4 - PERFIL ADMINISTRATIVO

Da formulação do diagnóstico da situação atual, comentar, especificamente, os seguintes tópicos:


 Técnicas utilizadas nas diversas etapas da lavoura: preparo e correção do solo; adubações de
plantio, tratos culturais, colheita, transporte, beneficiamento e armazenagem;
 Técnicas utilizadas nas diversas etapas da atividade pecuária. Apresentar os Índices Zootécnicos na
forma do ANEXO 01;
 Adequação e suficiência das benfeitorias, máquinas, equipamentos e demais instalações;
 Tipos e detalhamento de controles/recursos gerenciais adotados para o planejamento e a condução
do empreendimento – gerenciamento técnico, de pessoal e econômico-financeiro;
 Tipo (familiar ou contratada), suficiência e qualificação da mão-de-obra;
 Capacidade técnico-administrativa do proponente e necessidade de assistência técnica;

3 – MERCADO

 Caracterização do produto e do mercado.


 Condições específicas de comercialização, despesas pós-colheita (ex.: fretes, comissões,
descontos, tarifas, etc.) e canais de distribuição. Indicação e avaliação da estrutura disponível para o
processamento e comercialização da produção (própria, terceiros, capacidade instalada, etc.);
 Preços recebidos, indicando a tendência para os próximos anos. Anexar série histórica.

OBS.: no caso de atividades não tradicionais, ou quando julgado relevante, a critério do projetista ou
do Banco, informar outros dados necessários, como por exemplo:

– demanda e oferta atual e futura (anexar série histórica);


– sazonalidade da produção e do consumo (anexar série histórica e índices de sazonalidade);
– exigências do mercado em relação ao tipo do produto;
– grau de competição do mercado;
– vantagens competitivas do empreendimento em relação aos concorrentes;
– segmentação da produção em relação ao mercado (destinação da produção).

9
4 – O PROJETO

4.1 – OBJETIVOS

Detalhamento das metas a alcançar, indicando os reflexos sobre o processo de produção e ganhos de
outra natureza.

4.2 - O FINANCIAMENTO

VALOR, PRAZO E CARÊNCIA:

 Valor total das inversões:

 Valor Financiado:

 Prazo(s):

 Carência(s):

INVESTIMENTOS PROPOSTOS, FONTES DOS RECURSOS E ÉPOCAS DE REALIZAÇÃO

Apresentar na forma do ANEXO 02.

CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRO

Apresentar na forma do ANEXO 03.

CRONOGRAMA DE REEMBOLSO DO CRÉDITO E DE DÍVIDAS PREEXISTENTES

Apresentar na forma dos ANEXOS 04 e 05.

GARANTIAS OFERECIDAS

NATUREZA DESCRIÇÃO (*) GRAVAMES VALOR


DO BEM ATUAL (R$)

TOTAL
(*) Caracterizar detalhadamente, fornecendo todos os dados necessários à constituição do vínculo.

10
4.3 - ADMINISTRAÇÃO

Descrever as técnicas/métodos de produção e controles/recursos gerenciais que serão implementados.


Em função do diagnóstico realizado, indicar:

 Combinação de explorações ideais para a propriedade, em conseqüência da área e dos fatores de


produção disponíveis e das perspectivas de comercialização;

 Tecnologia programada (no caso de exploração pecuária, indicar os índices zootécnicos conforme
ANEXO 01);

 Recursos e controles gerenciais a serem adotados para a condução do empreendimento.

4.4 - ENGENHARIA

DEMONSTRATIVO DE USO PROGRAMADO DA TERRA (consolidado)

ESPECIFICAÇÃO ANO I ANO II ANO III ANO... ANO n


(ha) (ha) (ha) (ha) (ha)
A – Lavouras periódicas
-
-
-
B – Lavouras permanentes
-
-
C – Pastagens
- formada
- nativa
- capineiras
D – Arrendadas p/ terceiros
- pastagens nativas
- pastagens formadas
- lavouras periódicas
- lavouras permanentes
E – Outros usos
- matas
- capoeiras
- cerrado
- instalações/estradas
-
TOTAL

Anexar demonstrativo e croqui e/ou mapa para cada imóvel, na forma do ANEXO 06.

11
ESTIMATIVA DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA

Apresentar na forma do ANEXO 07.

CÁLCULOS E DIMENSIONAMENTOS

Demonstrar a suficiência do MAQUINÁRIO existente ou a necessidade de aquisições de máquinas,


implementos, equipamentos e veículos na forma do ANEXO 08.

Anexar plantas, orçamentos e memória de cálculos relativos às CONSTRUÇÕES RURAIS. No caso de


EDIFICAÇÕES cuja competência exceda à do projetista, anexar projeto elaborado por profissional
capacitado.

Anexar boletins de ANÁLISE DE SOLO, bem como memória de cálculo (quadro-resumo) das
recomendações de adubação e calagem.

No caso de atividades pecuárias, apresentar todas as informações necessárias para a estimativa de


custos e receitas como por exemplo:
 COMPOSIÇÃO E EVOLUÇÃO DO REBANHO - na forma dos ANEXOS 09 e 10;
 DIMENSIONAMENTO DA PRODUÇÃO MENSAL E DO CONSUMO DE RAÇÃO, no caso
de suínos, aves, etc.;

Em projetos que necessitem dimensionamentos específicos, informar outros dados necessários, como
por exemplo:

 levantamento plani-altimétrico da área a ser irrigada com a locação do equipamento e cotas


importantes;
 características físicas (análise textural, densidade aparente e real) e hídricas do solo (curva
característica da água do solo, capacidade de campo, ponto de murchamento permanente e
velocidade de infiltração instantânea);
 velocidade média e direção predominante dos ventos, evaporação e evapotranspiração;
 regime hidrológico (vazões máximas, mínimas e médias de longo período), qualidade da
água (condutividade elétrica, razão de adsorção de sódio e qualidade biológica);
 consumo de água no ciclo fenológico da cultura e memória de cálculo para o
dimensionamento do sistema e da demanda hídrica;
 manifestação sobre a existência ou não de problemas de drenagem, que podem acarretar
processo de encharcamento ou salinização na área a ser irrigada. Em caso afirmativo,
devem ser obedecidas as normas específicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas
(ABNT) NBR 14.143/144/145 (exigidas nos projetos de irrigação a serem implantados nas
regiões semi-áridas);
 evolução das áreas de plantio de cana-de-açúcar;
 dimensionamentos específicos em projetos de armazenagem;

12
INVESTIMENTOS FUTUROS E REINVESTIMENTOS

Investimentos e reinvestimentos necessários, no horizonte das projeções, para suprir o imóvel da infra-
estrutura indispensável ao processo produtivo, tendo em vista os objetivos do projeto e a idade das
máquinas e equipamentos existentes.

ESPECIFICAÇÃO ANO I ANO II ANO III ANO... ANO n


Correção de Solo
Fundação/Reforma de Pastagens
Aquisição de Animais
Aquisição de Máquinas e equipamentos
Construções
Culturas perenes
Outros (especificar)

TOTAL

DESEMBOLSOS COM A ATIVIDADE AGROPECUÁRIA

ATIVIDADE AGRÍCOLA - Apresentar orçamento para cada cultura, na forma do ANEXO 11.

ATIVIDADE PECUÁRIA - Apresentar orçamento para cada criação, na forma do ANEXO 12.

RESUMO DOS DESEMBOLSOS COM A ATIVIDADE AGROPECUÁRIA (R$)


ESPECIFICAÇÃO ANO I ANO II ANO III ANO... ANO n
Custo direto das atividades agrícolas
-
-
-
Custo direto das atividades pecuárias
-
-
-
Custo direto das atividades afins (*)
-
-
-
TOTAL
(*) prestação de serviços mecanizados, arrendamento de terras, carvoaria, etc.

13
4.5 - PROJEÇÃO FINANCEIRA

PREVISÃO DE RECEITAS (Anexo 7).

ESTRUTURA DOS CUSTOS OPERACIONAIS

Apresentar na forma do ANEXO 13.

FLUXO DE CAIXA E CAPACIDADE DE PAGAMENTO

Apresentar na forma do ANEXO 14.

5 - CONCLUSÃO

Sucinta e objetiva, sobre a oportunidade do crédito e a viabilidade técnica e econômica do


empreendimento, face às informações contidas no projeto.

Local e data.

Identificação e assinatura do projetista

De acordo e assinatura do proponente.

14