Você está na página 1de 20

17/02/2010

FACULDADES INTEGRADAS DO TAPAJÓS – FIT

Disciplina: ANATOMIA HUMANA

Prof. Ms. Alexandre Oliveira

SANTARÉM
2010

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1 – Introdução ao estudo da anatomia

2 – Sistema Esquelético 8 – Sistema Digestivo


9 – Sistema Urinário
3 – Sistema Articular
10 – Sistema Genital
4 – Sistema Muscular 11 – Sistema Endócrino
5 – Sistema Nervoso 12 – Sistema Sensorial
13 – Sistema Tegumentar
6 – Sistema Circulatório
14 – Anatomia de Superfície
7 – Sistema Respiratório

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

1
17/02/2010

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

HISTÓRICO

Inicia-se desde os primórdios da civilização Humana.

Inicialmente limitada ao observável a olho nu e pela manipulação dos corpos,


expandindo-se ao longo do tempo, graças a aquisição de tecnologias inovadoras.

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

2
17/02/2010

HISTÓRICO

A Anatomia Humana é considerada a matéria mais antiga da MEDICINA, tanto


que ambas se confundiam:
“Nulla Medicina sine Anatomia” = “Não há Medicina sem Anatomia”
Dio Dio

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

HISTÓRICO

EGÍPCIOS
Técnicas de Conservação do Corpo Humano:

• MUMIFICAÇÃO (Natural)

• EMBALSAMAMENTO (Química)

Para os egípcios a imortalidade da alma se conservava no corpo, o coração raramente


era retirado do cadáver, por se acreditar que ele era a sede da alma.
Rodrigues

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

3
17/02/2010

HISTÓRICO
500 a. C. no sul da Itália com Alcméon de Crotona, em animais

Hipócrates: Considerado por muitos como o


“Pai da Medicina”, foi um dos fundadores da
Ciência Anatômica, sendo o criador da “Teoria
Humoral da Enfermidade”.
Viveu a 400 a.C. e seu livro “De Anatomia” é
provavelmente o mais antigo tratado de
Anatomia.

Herófilo da Calcedônea: Foi considerado o “Pai da


Anatomia”. Viveu a 300 a.C.
Primeiro a dissecar cadáver Humano (“Vasos contém
sangue e não ar”)

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

Rufo de Éfeso: Seu livro “Da Denominação Das Partes Do Corpo”, foi o
primeiro livro de nomenclatura anatômica. Viveu no ano 50 a.C.

Andréas Versalius: Considerado o “Grande


Reformador da Ciência Anatômica”, devido ao
seu livro “De Humani Corporis Fábrica” (sobre a
estrutura do corpo humano) lançado em 1543.
Este trabalho marcou uma nova fase no estudo
anatômico. Viveu de 1524 a 1574.

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

4
17/02/2010

IDADE MÉDIA

A Sacralidade do corpo impediu o progresso da anatomia


(considerado crime cujo castigo era a fogueira)

Universidade de Bolonha (1315) realizou as primeiras


dissecações de cadáveres humanos com finalidade de ensino.

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

RENASCIMENTO

Perda das superstições e medos

Uso do álcool para conservação (1660)

Anatomia microscópica: Macelo Malpighi

Formalina utilizada como fixador (1890)

Raios X (1985)

Século XX :

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

5
17/02/2010

ANATOMIA COMO ARTE


Leonardo da Vinci (1452-1519): “arte e ciência caminham de mãos dadas”

O Homem de Vitrúvio (1492): simetria

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

Obras de Michelangelo

Criação do Homem – Capela Sistina

20 anos adquirindo conhecimentos do


David corpo humano num convento. Moisés

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

6
17/02/2010

Rembrandt

A lição de anatomia do Dr. Tulp


Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

ATUALMENTE

PLASTINAÇÃO
Von Hagens
Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

7
17/02/2010

Von Hagens

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

Von Hagens

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

8
17/02/2010

Von Hagens

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

ETIMOLOGIA
ANATOMIA
Grego antigo de onde o termo "ANA" significa em partes e "TOMNEIN" é igual a
cortar, incisar.

DISSECAÇÃO
Latim seria equivalente a palavra "Dissecare" onde "DIS" significa separadamente e
"SECARE" cortar.

CONCEITO
“Ciência que estuda a estrutura e a forma do corpo”
SPENCE (1929)

O termo Cadáver é proveniente do acróstico latino “Caro Data Vermibus”, que


significa “Carne dada aos Vermes”.
Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

9
17/02/2010

CAMPOS DE ESTUDO DA ANATOMIA

1 - ANATOMIA MACROSCÓPICA
Exame das estruturas gerais do corpo
• Anatomia Regional:
Estudo das estruturas macroscópicas por região
• Anatomia Sistêmica:
Estudo das estruturas macroscópicas por sistemas de órgãos

2 - ANATOMIA MICROSCÓPICA
Estudo das estruturas com auxilio de microscopia

3 - ANATOMIA DO DESENVOLVIMENTO
Estudo do desenvolvimento do corpo

4 - ANATOMIA RADIOGRÁFICA
Uso de aparelhos especializados para estudar a estrutura do corpo
Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

FUNDAMENTOS DE ANATOMIA

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

10
17/02/2010

VARIAÇÃO ANATÔMICA
Diferenças morfológicas que podem apresentar-se interna ou externamente em
qualquer dos sistemas do organismo, sem que traga prejuízo funcional para o
indivíduo

Quando o desvio do padrão anatômico


perturba a função, diz-se que se trata de
uma ANOMALIA.

Se a anomalia for tão acentuada que de


modo a deformar profundamente a
construção do corpo do indivíduo, sendo
em geral incompatível com a vida
denomina-se MONSTRUOSIDADE.
Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

FATORES GERAIS DE VARIAÇÃO


IDADE
FASE INTRA-UTERINA
• Ovo – quinze primeiros dias
• Embrião – até o fim do segundo mês
• Feto – até o nono mês

FASE EXTRA-UTERINA
• Recém-nascido – até o primeiro mês
• Menino (a) – até o fim do décimo ano
• Jovem – até 21 no sexo feminino e 25
no sexo masculino
• Adulto – até a menopausa feminina
(cerca de 50 anos) e o correspondente
masculino (cerca de 60 anos)
Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

11
17/02/2010

SEXO

É o caráter de masculinidade ou feminilidade

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

RAÇA

É a denominação conferida a cada grupamento humano que possui caracteres


físicos comuns, externa e internamente, pelos quais se distinguem dos demais

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

12
17/02/2010

BIOTIPO

LONGILÍNEO

MEDIOLÍNEO

BREVILÍNEO

EVOLUÇÃO
Influencia o aparecimento de diferenças morfológicas, no decorrer dos tempos

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

NOMENCLATURA ANATÔMICA

Em 1955 na cidade de Paris, finalmente foi criado o Sistema Latino de


Anatômica, na 3a Nômina que ficou conhecida pela sigla P.N.A. (Paris Nômina
Anatômica).

Os principais postulados da P.N.A. são os seguintes:


• Cada estrutura, salvo algumas exceções, devem ser designada por um só
termo; (EVITAR OS EPÔNIMOS);
• Os termos devem ser de fácil memorização, podendo ter, de preferência,
algum valor informativo ou descritivo.

Em 1975 ocorreu uma nova nômina na cidade de Tóquio e finalmente em 1980


na cidade do México, durante o 11o Congresso Internacional de Anatomia,
surgiu a nômina usada atualmente.

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

13
17/02/2010

PARTES DO CORPO HUMANO

CABEÇA

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

TRONCO

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

14
17/02/2010

MEMBROS SUPERIORES

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

MEMBROS INFERIORES

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

15
17/02/2010

POSIÇÕES DO CORPO

POSIÇÃO ANATÔMICA OU ORTOSTÁTICA

O corpo deve estar ereto, paralelo ao observador.


Os braços estão ao longo do corpo, a cabeça, artelhos
e palmas das mãos ficam dirigidas para frente e os
dedos estendidos.

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

POSIÇÃO EM DECÚBITO

Posição assumida ao deitar, podendo ser:

• Dorsal ou Posição de Supinação


• Lateral (D/E)
• Ventral ou Posição de Pronação

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

16
17/02/2010

TERMOS DE DIREÇÃO

Superior ou “Cranial”

Anterior ou Posterior ou
“Ventral” “Dorsal”

Inferior ou “Caudal”
Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

TERMOS REGIONAIS
Cervical
Palmar
Braço
Axilar
Dorsal

Torácica
Lombar

Abdominal
Antebraço
Inguinal

Coxa

Perna
Plantar
Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

17
17/02/2010

PLANOS DE SECÇÃO

FRONTAL

Posterior ou
Dorsal: Significa Anterior ou Ventral:
estar para trás, no Significa estar para
sentido do dorso. frente, no sentido do
ventre.

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

TRANSVERSAL

Superior ou Cranial: Significa


situado para cima, na posição de
pé.

Inferior ou Caudal: Significa


situado para baixo, na posição do
pé.

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

18
17/02/2010

SAGITAL

Medial: É o que está mais Lateral: É o que está


próximo do plano mais afastado do plano
mediano. mediano.

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

19
17/02/2010

BIBLIOGRAFIA

BÁSICA

GRAY, G. Anatomia . Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1998.


SOBOTTA, J. C. Atlas de Anatomia. Guanabara Koogan, 1997.
YOCOCCHI, C. Atlas de Anatomia

COMPLEMENTAR

MOORE, K. Anatomia Aplicada á Clínica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1997.


HENRY, G. Anatomia Humana. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1997.

Este material não deve ser a única fonte de estudo do discente. Consulte sempre bibliografia complementar

20