Você está na página 1de 2

Cópia não autorizada

CDU: 625.152 AGO./1988 CB-36


Travessia pela via férrea
ABNT-Associação
Brasileira de
Normas Técnicas

Sede:
Rio de Janeiro
Av. Treze de Maio, 13 - 28º andar
CEP 20003 - Caixa Postal 1680
Rio de Janeiro - RJ
Tel.: PABX (021) 210 -3122
Telex: (021) 34333 ABNT - BR
EndereçoTelegráfico:
NORMATÉCNICA
Classificação

Registrada no INMETRO como NBR 7593


NBR 3 - Norma Brasileira Registrada

Origem: Projeto CB-36/79


CB-06 - Comitê Brasileiro do Equipamento e Material Ferroviário
CE-06:002.02 - Comissão de Estudos Gerais
Copyright © 1990, CB-36 - Railway crossing - Classification
ABNT–Associação Brasileira
de Normas Técnicas
Esta Norma substitui a CB-36/79
Printed in Brazil/
Impresso no Brasil Palavras-chave: Via férrea. Travessia 2 páginas
Todos os direitos reservados

1 Objetivo g) de pedestre ou passarela: quando destinada ao uso


principal de pedestre (6);
Esta Norma classifica travessia pela via férrea.
h) de animal: quando destinada ao uso principal de
2 Documento complementar animal (7);

Na aplicação desta Norma é necessário consultar: i) teleférrica: quando destinada a teleférreo (8);

TB-131 - Via permanente ferroviária - Terminologia j) hidroviária: quando destinada a via hidroviária (9).

3 Definições 4.1.1 A travessia elétrica é classificada em:

Os termos técnicos utilizados nesta Norma estão defini- a) de alta tensão: quando a tensão de serviço for su-
dos na TB-131. perior a 600 V(K);

4 Classe b) de baixa tensão: quando a tensão de serviço for i-


gual ou inferior a 600 V(B).
4.1 Finalidade
4.1.2 A travessia dutoviária é classificada em:
Quanto à finalidade a travessia é classificada em:
a) de não inflamável;
a) ferroviária: quando destinada a outra via férrea (O);
b) de inflamável.
b) rodoviária: quando destinada à via rodoviária (1);
4.1.2.1 A travessia de não inflamável é classificada em:
c) dutoviária: quando destinada à tubulação (2);
a) de água potável (P);
d) elétrica: quando destinada a condutor de energia
elétrica (3); b) de água fluvial (F);

e) telecomunicações: quando destinada à linha de c) de esgoto (E);


telecomunicações (4);
d) de vapor (V);
f) de sinalização: quando destinada à linha de si-
nalização (5); e) de mineroduto (M);
Cópia não autorizada
2 CB-36/1988

f) de produtos químicos (Q); b) cruzamento: quando for classificável em ferroviá-


ria (X).
g) de outros produtos (O).
4.2.1.1 O cruzamento é classificado em:
4.1.2.2 A travessia de inflamável é classificada em:
a) rígido (R);
a) de gás (G);
b) travessão (T).
b) de petróleo (P);
4.2.2 A travessia superior é classificada em:
c) de derivados de petróleo (D);
a) passagem superior: quando for classificável em
d) de outros produtos (R). rodoviária, ferroviária, de pedestre ou de ani-
mal (S);
4.1.3 A travessia de telecomunicações é classificada em:
b) aérea: quando classificável em dutoviária, elétrica,
a) telefônica: quando destinada à linha telefônica (U); teleférrica, hidroviária de telecomunicações ou si-
nalização (Y).
b) telegráfica: quando destinada à linha telegráfica (V);
4.2.3 A travessia inferior é classificada em:
c) telex: quando destinada à linha de telex (W).
a) passagem inferior: quando for classificável em ro-
4.2 Natureza doviária, ferroviária, teleférrica, hidroviária de pe-
destre ou de animal (I);
Quanto à natureza, a travessia pela via férrea é classifica-
da em: b) subterrânea: quando classificável em dutoviária,
elétrica, de telecomunicações ou de sinaliza-
a) de nível: quando no mesmo nível da via férrea; ção (Z).

b) superior: quando sobre a via férrea; 4.3 Propriedade

c) inferior: quando sob a via férrea. Quanto à propriedade a travessia é classificada em:

4.2.1 A travessia em nível é classificada em: a) pública: quando destinada ao uso público (U);

a) passagem de nível: quando for classificável em ro- b) particular: quando destinada ao uso de determina-
doviária, de pedestre ou animal (N); do usuário (A).