Você está na página 1de 3

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL

GABINETE DO DEPUTADO ROOSEVELT VILELA - GAB. 14

OFÍCIO Nº 220/2020-GAB DEP. ROOSEVELT VILELA


Brasília, 02 de dezembro de 2020.
Ao Senhor
Anderson Gustavo Torres
Secretário de Estado
Secretaria de Estado de Segurança Pública do Distrito Federal
NESTA

Assunto: A importância e a necessidade de redução de interstícios no Corpo de Bombeiros Militar e


na Polícia Militar do Distrito Federal.

Senhor Secretário,

Cumprimentando cordial e respeitosamente Vossa Senhoria, venho explanar e solicitar o que


segue.
Considerando que compete, privativamente, à Câmara Legislativa do Distrito Federal
fiscalizar e controlar os atos do Poder Executivo, incluídos os da administração indireta, nos termos
no art. 60 da Lei Orgânica do DF;
Considerando que o exercício do mandato do Deputado Distrital inicia-se com a posse,
cabendo-lhe, uma vez empossado, ter acesso às informações necessárias à fiscalização contábil,
financeira, orçamentária, operacional e patrimonial do Distrito Federal e das entidades da
administração direta e indireta, nos termos do art. 15, inciso X, do Regimento Interno da Câmara
Legislativa do Distrito Federal - RICLDF;
Considerando que a carreira dos militares do Corpo de Bombeiros Militar e da Polícia Militar
do Distrito Federal possuem características sui generis, visto que para serem promovidos dependem
da existência de vagas, preenchimento de uma série de requisitos, como estar apto em teste de
aptidão física, apto em inspeção de saúde, estar no limite quantitativo de antiguidade ou de
merecimento, além de possuir o interstício na data da promoção, este podendo ser reduzido em até
50% pela autoridade competente;
Considerando que, em virtude do exposto no parágrafo anterior, a maioria dos militares não
alcançam os últimos níveis de suas carreiras, posto que ora tem vaga e não tem interstício,
ora possuem até mais do que o dobro do interstício e não possui a vaga, fazendo com que seja a
única carreira em que não se tem previsão se um dia irá alcançar o topo e muito menos quando isso
ocorreria. Esses fatos que comprovam que os militares não possuem uma carreira na verdade e sim
regras de promoções, muitas delas que os condenam a completar todo seu tempo de serviço sem
atingir os níveis mais altos, sendo que em muitos casos vão para a reserva remunerada como
Segundos Sargentos, dois níveis abaixo do último do quadro de praças, isso após mais de 30 anos de
serviço;
Considerando que a legislação possui o dispositivo da redução do interstício, o qual tem o
condão de mitigar os efeitos nefastos dispostos acima, possibilitando corrigir minimamente o fluxo
nas carreiras dos militares, posto que, além do interstício, eles ainda precisam contar com a vaga e
preencherem os inúmeros requisitos legais previstos na lei;
Considerando que a redução de interstício não tem como objetivo "acelerar" a carreira dos
militares, e sim corrigir distorções ocorridas anteriormente, como o fato do militar ter passado até o
dobro ou mais do interstício no posto ou graduação anteriores, o que poderia "possibilitar" a
correção do fluxo e com isso buscar o preenchimento dos cargos mais elevados, contudo, além dos
interstícios, tem-se a série de outros requisitos legais aqui expostos;
Considerando que a redução do interstício é uma ferramenta de gestão e institucional que
possibilita as Corporações a preencherem seus cargos e com isso conferir as atribuições legais
inerentes a eles aos militares, sendo que o nível de responsabilidade e de competências aumentam a
medida que o militar acende na carreira, o que comprova a necessidade institucional em se
promover seus militares;
Estatuto das Corporações
Art 13. A hierarquia e a disciplina são a base institucional do Corpo de
Bombeiros, crescendo a autoridade e a responsabilidade com a elevação do
grau hierárquico.

Considerando que as Corporações devem buscar sempre a excelência na prestação dos


serviços a nossa sociedade, e para isso é imperiosa a necessidade de capital humano devidamente
qualificado, motivado e empossados das competências legais e responsabilidades de cada posto ou
graduação, a fim de lhes conferirem condições e amparo legal para desempenharem suas funções;
Considerando que a profissionalização no quadro de pessoal da Administração Pública requer
das autoridades e dos órgãos competentes planejamento, normatização e execução concreta que
valorize o aperfeiçoamento das funções reunidas em estruturas específicas como cargos;
Considerando que a progressão na carreira é vista como um reconhecimento pelos trabalhos
prestados e a demonstração de confiança ao lhe conferir atribuições de maior responsabilidade e
complexidade, sendo esse fator preponderante na necessidade de realização pessoal e profissional
dos militares, conforme bem observa a pirâmide de Maslow (Abraham H. Maslow);
Considerando que o Corpo de Bombeiros Militar e a Polícia Militar do Distrito Federal são
instituições essenciais à nossa sociedade, fato esse demonstrado no engajamento e enfrentamento à
pandemia do Covid-19, em que foram a primeira linha de combate e barreira da sociedade;
Considerando que as dotações orçamentárias do Fundo Constitucional do Distrito Federal
estão superavitárias para fazer frente à redução dos interstícios. Ademais, as progressões nas
carreiras fazem parte do cálculo do crescimento vegetativo da folha de pagamento;
Considerando que mesmo enfrentando uma pandemia o Governo do Distrito Federal
demonstrou competência para manter a economia aquecida e com isso houve aumento na
arrecadação do estado em relação ao projetado na Lei Orçamentária Anual de 2020 (Mesmo com
pandemia, arrecadação cresce no DF e indica retomada da economia), conforme o próprio GDF
publicitou quando do encaminhamento da peça orçamentária para 2021;
Considerando que a política de segurança pública da nossa capital está subordinada à
Secretaria de Estado de Segurança Pública do Distrito Federal, e que esta pasta deve sempre buscar
a implementação de políticas que melhorem os níveis dos serviços prestados pelas instituições a
nossa população.
Solicito que Vossa Senhoria interceda junto ao Corpo de Bombeiros Militar e à Polícia Militar
do Distrito Federal, para que seja aplicado o instituto da redução dos interstícios nas promoções
de dezembro de 2020, de praças e oficiais, visto que é inquestionável tratar-se de instrumento de
correção de fluxo, que o impacto orçamentário está previsto no crescimento vegetativo das folhas de
pagamento e sua importância às instituições, com reflexos diretos nos serviços prestados à
sociedade brasiliense.
Desde já renovo meus votos da mais elevada estima e coloco-me à disposição para demais
esclarecimentos e ações que se façam necessárias. (3348-8142; rooseveltvilela.cldf@gmail.com).

Atenciosamente,

ROOSEVELT VILELA
Deputado Distrital

Documento assinado eletronicamente por ROOSEVELT VILELA PIRES - Matr. 00141,


Deputado(a) Distrital, em 03/12/2020, às 14:41, conforme Art. 22, do Ato do Vice-
Presidente n° 08, de 2019, publicado no Diário da Câmara Legislativa do Distrito Federal nº
214, de 14 de outubro de 2019.

A autenticidade do documento pode ser conferida no site:


http://sei.cl.df.gov.br/sei/controlador_externo.php?acao=documento_conferir&id_orgao_acesso_externo=0
Código Verificador: 0277718 Código CRC: C151DF68.

Praça Municipal, Quadra 2, Lote 5, 3º Andar, Gab 14 ̶ CEP 70094-902 ̶ Brasília-DF ̶ Telefone: (61)3348-8142
www.cl.df.gov.br - rooseveltvilela.cldf@gmail.com

00001-00041113/2020-99 0277718v13