Você está na página 1de 5

Universidade Estadual da Paraíba - UEPB

Centro de Ciências e Tecnologia – CCT


Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental – DESA
Curso de Engenharia Sanitária e Ambiental
Componente Curricular: Fundamentos de Físico-Química
Docente: Wilton Silva Lopes
Discentes: Alessandra da Silva Ferreira; Isabel Macedo de Oliveira Martins;
Jayson D. dos Santos Carneiro; Lívia Lúcia Sabino Silva e Lívia Chagas de
Andrade Santos

1ª Atividade Avaliativa – II Unidade

Lista de Exercícios do Capítulo 20 – Eletroqúímica


(Exercícios 20.1; 20.2; 20.18; 20.24; 20.27; 20.28; 20.31; 20.66)
Livro Química A Ciência Central – 13ª Edição

20.1 – No conceito de Brønsted-Lowry de ácidos e bases, as reações ácido-base são


consideradas reações de transferência de prótons. Quanto mais forte for o ácido, mais
fraca será sua base conjugada. Se fôssemos pensar em reações redox da mesma maneira,
qual partícula seria análoga ao próton? E os agentes oxidantes fortes, seriam análogos a
ácidos fortes ou bases fortes?

Resposta:

Em reações redox a partícula que análoga ao próton seria o elétron. Pois em


reações redox tanto a oxidação quanto a redução devem ocorrer, dessa forma se
uma substância for oxidada, a outra será reduzida e a substância que permite que
outra seja oxidada que é chamada de agente oxidante ou oxidante remove elétrons
de outra substância e, desse modo se reduz. De forma análoga, um agente redutor
ou, apenas, redutor é uma substância que fornece elétrons e leva outra substância
a ser reduzida.

Os agentes oxidantes seriam análogos a ácidos fortes.


20.2 – Você de ter ouvido que “antioxidantes” fazem bem à saúde. Com base no que
aprendeu neste capítulo, o que você pode deduzir que seja um “antioxidante”?

Resposta:

Seria uma substância que retarda o processo de oxidação de outra substância, ou,
dependendo do caso, não permite que a outra substância, ou seja, seria uma
substância que retardaria ou impediria a remoção de elétrons de outra substância
e, desse retardaria ou impediria, que esta se reduza.

20.18 – Em cada uma das seguintes equações de oxirredução balanceadas, identifique os


elementos que sofrem variações no número de oxidação e indique o valor em cada caso.

(a) 2 MnO4-(aq) + 3S2-(aq) + 4 H2O(l) → 3 S(s) + 2 MnO2(s) + 8 OH-(aq)


(b) 4 H2O2(aq) + Cl2O7(g) + 2 OH-(aq) → 2 ClO2-(aq) + 5 H2O(l) + 4 O2(g)
(c) Ba2+(aq) + 2 OH-(aq) + H2O2(aq) + 2 ClO2(aq) → Ba(ClO2)2(s) + 2 H2O(l) + O2(g)

Resposta:

(a) Mn, +5 para +4; S, -2 para 0.


(b) Cl, +2 para -1; O, -2 para 0.
(c) Cl, 4 para 1; O -2 para 0.

20.24 – Complete e faça o balanceamento das seguintes semirreações. Em cada caso,


indique se ocorre oxidação ou redução.

(a) Mo3+(aq) → Mo(s) (meio ácido)


(b) H2SO3(aq) → SO42-(aq) (meio ácido)
(c) NO3-(aq) → NO(g) (meio ácido)
(d) O2(g) → H2O(l) (meio ácido)
(e) O2(g) → H2O(l) (meio básico)
(f) Mn2+(aq) → MnO2(s) (meio básico)
(g) Cr(OH)3(s) → CrO42-(aq) (meio básico)
Resposta:
(a) Mo3+(aq) → Mo(s) (meio ácido)
Mo3+ + 3e- → Mo; Redução.

(b) H2SO3(aq) → SO42-(aq) (meio ácido)


H2O + H2SO3 → SO42- + 4H+ + 6e-; Oxidação.

(c) NO3-(aq) → NO(g) (meio ácido)


6 H+ NO3- + 5e- → NO + 3H2O; Redução.

(d) O2(g) → H2O(l) (meio ácido)


4 H+ + O2 + 4e- → 2 H2O; Redução.

(e) O2(g) → H2O(l) (meio básico)


2 H2O + O2 + 4e- → 4 OH-; Redução.

(f) Mn2+(aq) → MnO2(s) (meio básico)


4 OH- + Mn2+ → MnO2 + 2 H2O + 2e-; Oxidação.

(g) Cr(OH)3(s) → CrO42-(aq) (meio básico)


4 OH- + Cr(OH)3 → CrO42- + 3 H2O + 2e-; Oxidação.

20.27 – (a) Quais são as semelhanças e as diferenças entre as Figuras 20.3 e 20.4? (b)
Por que os íons Na+ são atraídos para a semicélula do cátodo à medida que a célula
fotovoltaica mostrada na Figura 20.5 funciona?

Resposta:

(a) Na Figura 20.4 o cobre não está em contato direto com, sendo que a reação em
ambas às figuras é igual.

(b) Devido à célula fotovoltaica funcionar eletricamente neutra na medida em que


o cátodo reduzir o cátion irá migrar para ele.
20.28 – (a) Qual é o papel do disco de vidro mostrado na Figura 20.4? (b) Por que os
íons de NO3- migram para a semicélula anódica à medida que a célula voltaica mostrada
na Figura 20.5 funciona?

Resposta:

(a) O papel do disco de vidro mostrado na Figura 20.4 é permitir a migração dos
íons para se obter a neutralidade elétrica das soluções.

(b) Porque, de forma análoga ao cátion, ele faz o ânion migrar para o ânodo
neutralizando as cargas na solução.

20.31 – (a) O que significa o termo força eletromotriz? (b) Qual a definição de volt? (c)
O que significa o termo potencial da célula?

Resposta:

(a) Força eletromotriz é o potencial elétrico, medido em volts, fornecido por um


gerador, como uma bateria, para um circuito ou dispositivo elétrico. É uma
grandeza escalar que pode ser definida como a energia potencial elétrica por
unidade de carga.

(b) Volt é o potencial de transmissão de energia, em joules, por carga elétrica, em


coulombs, entre dois pontos distintos no espaço. O volt, cujo símbolo é V, é a
unidade de tensão elétrica (diferença de potencial) do Sistema Internacional de
Unidades.

(c) Termo potencial de célula, é a força eletromotriz de uma célula fotovoltaica.

20.65 – Desenvolveu-se uma célula voltaica que usa a seguinte reação e funciona a 298
K:

Zn(s) + Ni2+(aq) → Zn2+(aq) + Ni(s)


(a) Qual é a fem dessa célula sob condições padrão? (b) Qual é a fem dessa célula
quando [Ni2+] = 3,00 M e [Zn2+] = 0,100 M? (c) Qual é a fem dessa célula quando [Ni 2+]
= 0,200 M e [Zn2+] = 0,900 M?

Resposta:

Ni2+ + 2e- ⇌ NiO E0 = -0,25 V


ZnO ⇌ Zn2+ + 2e- E0 = -0,76 V

(a) ΔE0 = E0redução - E0oxidação


ΔE0 = - 0,25 - (- 0,76)
ΔE0 = 0,51 V

(b)

E=E0 – ( Fn ) log ¿
E=0,51 – ( 0,0592
2 )
log ([0,1]/[3 ])

E=0,55 V
(c)

E=E0 – ( Fn ) log ¿
E=0,51 – ( 0,0592
2 )
log ([0,9] /[0,2] )

E=0,491V