Você está na página 1de 52

MANUAL

DO

USUÁRIO

BD FACSCount™
Software Version 1.1 10/93
SUMÁRIO

PRINCÍPIO 1

I. LIGANDO O INSTRUMENTO 3

II. INSERINDO INFORMAÇÕES DO LABORATÓRIO 4

III. ACERTANDO DATA E HORA 5

IV. SELECIONANDO RELATÓRIOS 6

V. PREPARANDO OS FLUÍDOS 7

VI. ESVAZIANDO O LIXO 8

VII. PREPARANDO O SISTEMA 9

VIII. PREPARANDO CONTROLES 10

IX. INSERINDO INFORMAÇÕES DO CONTROLE E REAGENTE 11

X. CORRENDO CONTROLES 13

XI. CANCELANDO A CORRIDA DOS CONTROLES 15

XII. RESULTADOS IMPRESSOS DOS CONTROLES 16

XIII. PREPARANDO E CORRENDO AMOSTRAS DE PACIENTES 17

XIV. INFORMAÇÕES DE REAGENTES E PACIENTES 18

XV. CORRENDO AMOSTRAS DE PACIENTES 19

XVI. CANCELANDO A CORRIDA DE AMOSTRAS 21

XVII. IMPRESSÃO DOS RESULTADOS DAS AMOSTRAS 22

XVIII. LIMPEZA E MANUTENÇÃO 24

XIX. OPERANDO A PIPETA ELETRÔNICA 30

XX. PROBLEMAS 33

XXI. MENSAGENS DE ERROS E SOLUÇÕES 36


Citômetro de Fluxo
Modelo FACSCount TM
Marca Becton Dickinson

Sistema para Inmunofenotipagem de subpopulações de Linfócitos-T CD4, CD8 e CD3.

É o sistema mais completo para a determinação automatizada de Linfocitos-T CD4, CD8 e


CD3, parâmetros de grande utilidade para a monitorização do estado inmune de pacientes
infectados com o vírus HIV, responsável pela AIDS (Síndrome da Imunodeficiência
Adquirida) .
O Sistema FACSCount incorpora: analizador, reagentes e controles; eliminando a
necessidade de resultados de hematología para obter os valores da contagem absoluta,
simplificando o processo da preparação da amostra. Utiliza sangue total, eliminando
etapas de lavagem e lise das amostras.
Os valores relatados para contagem de CD4, CD8 e CD3 são respectivamente: 1-2.000
células/l, 1-2.000 células/l y 1-3.500 células/l. É um sistema fácil de usar com um
custo –beneficio efectivo, muito confiável no Laboratorio Clínico.
O sistema FACSCount está designado para utilizar todo o poder e vantagens da citometria
de fluxo.

Citômetro de Fluxo
Modelo FACSCount TM
Marca Becton Dickinson
MÉTODO FACSCOUNT
PRINCÍPIO:
O instrumento FACSCount é um contador compacto de células com um computador
embutido, para uso de sangue total, coletado em EDTA líquido, não lisado.
O sangue é adicionado aos pares de tubos contendo anticorpo marcado com o
fluorocromo liga-se especificamente aos antígenos da superfície dos linfócitos.
O FACSCount detecta 2 cores e mede o tamanho relativo da célula. As células CD3
aparecem coradas em vermelho e as células CD4 em amarelo quando analisadas no
instrumento.
Um determinado número de Partículas de Referência é contido em cada tubo reagente e
funciona como um padrão de quantificação e fluorescência para calcular a contagem
absoluta dos linfócitos CD4+, CD8+ e CD3.
Uma Solução de Fixação é adicionada às amostras coradas antes de serem analisadas para
preservar a integridade da ligação do anticorpo.
Ocorrem cinco etapas para cada amostra analisada no FACSCount:
 O limiar (threshold) é posicionado
 As populações de células e partículas são localizadas.
 As elipses são posicionadas.
 As regiões orbitais são colocadas.
 Os dados são coletados.
Estas etapas são realizadas automaticamente pelo sistema para os tubos CD4 e CD8, sem
intervenção do usuário. Os dados são processados e relatados como contagem CD4
absoluta, CD8 absoluta e proporções CD4/CD8, CD4/CD3 e CD8/CD3.

AMOSTRA:

Colete sangue total em um tubo de 5 ml com anticoagulante EDTA líquido (Tubo


Vacutainer, tampa de cor lilás), seguindo as instruções de coleta do fabricante.
Não armazene as amostras mais que 48h à temperatura ambiente. As amostras após
fixadas podem ser armazenadas 48 horas à temperatura ambiente, na “Workstation” , até
serem corridos no FACSCount.

EQUIPAMENTOS E MATERIAIS:
1. Instrumento FACSCount: é um contador de células com um computador embutido.
2. FACSCount Coring Station: é um dispositivo usado para abrir os tubos reagentes e
controles.
3. FACSCount Eletronic Pipette: é uma pipeta eletrônica pré- programada para distribuir
um volume de 50 L de fluído com ponteiras descartáveis.
4. FACSCount Workstation: é uma estante de trabalho que possui um local para manter
as amostras de sangue e manipular os materiais durante a preparação das amostras e
controles.
5. Vórtex: é usado para homogeneização de amostras e reagentes.
6. Barcode reader: é um bastão óptico usado para leitura do código de barras dos
números de identificação dos pacientes, Lotes de Reagentes e Controles.
7. FACSCount Software Protocol Diskette: é um disquete usado para operar o
instrumento.
8. Água deionizada e Água sanitária (Hipoclorito).
REAGENTES E CONTROLES:

1. Kit reagente FACSCount (armazenar entre 2 e 8C): Conjunto de 50 pares reagentes


contendo uma mistura de anticorpos monoclonais conjugados a 2 fluorocromos ligados
a um número conhecido de Partículas de poliestireno.
 Tubo CD4/CD3 (tampa verde): para identificar Linfócitos T auxiliar/indutor
 Tubo CD8/CD3 (tampa transparente): para identificar Linfócitos T supressor/citotóxico.
2. Solução de Fixação (5% formoldeído)
3. Partículas Controle com concentrações (Zero, Baixo, Médio e Alto): usados para iniciar
o instrumento e checar a linearidade. Cada tubo possui Partículas suficientes para
correr quatro Controles, no total de 25 corridas a cada Kit. As Partículas estão em tubos
iguais aos tubos reagentes, mas com tampas de cores diferentes. As quatro
concentrações de Partículas estão em dois pares de tubos:

 Par Um: Zero (tampa amarela) = 0 partícula/ 50 L


 Baixo (tampa vermelha)  50 partículas/ 50 L
 Par Dois: Médio (tampa azul)  250 partículas/ 50 L
 Alto (tampa púrpura)  1000 partículas/ 50 L

4. Controle Normal: Sangue Total Normal coletado com EDTA, usado para correr como
Controle diário.
5. Sistema Fluído: Solução salina que corre através do Sistema Fluído.
6. Papel térmico para impressora – impressão de resultados.

CONTROLE DE QUALIDADE:

Correr Controles todas as vezes que o instrumento for ligado ou quando um novo Lote de
reagentes for aberto.
Os dados do último Controle corrido fica armazenado no Disquete Protocolo até que um
outro Controle seja corrido.
Os Controles são relatados como “PASSED” ou “FAILED”. Se a corrida Controle falhar, as
amostras dos pacientes são marcadas com a mensagem: “LAST CONTROL RUN: FAILED”
Esta mensagem aparece nos resultados impressos das amostras até que um novo Controle
seja corrido e aprovado.
I. LIGANDO O INSTRUMENTO:

Ligar o FACSCount no botão localizado na frente do instrumento.


Aproximadamente em 2 minutos aparecerá na tela as seguintes mensagens:

“ FACSCount Software Version 1.1 10/93


Becton Dickinson Immunocytometry Systems
San Jose, CA 95131
Copyright 1993 “

“ FACSCount 1.1 10/02/93 13:12:34


SAMPLE / CONTROL / SETUP / UTILITY / Restart ”
II. INFORMAÇÕES DO LABORATÓRIO:

Quando for usar o instrumento pela primeira vez, siga as seguintes etapas:
1. Pressione (SETUP) no facscount para aparecer a tela abaixo:

SETUP Op ID : 10/02/93 14:12:34


LAB ID :
SET IDS / SETDATE / / REPORTS / MAIN

2. Pressione (Set IDs) Coloque o teclado numérico em modo alfabético para permitir que
você escreva a identidade do operador.

3. Use (NxtChar) e (PrvChar) para percorrer através do alfabeto, dar espaço, hífen, ponto,
vírgula e números de 0 a 9. Veja os caracteres mostrados para preencher os campos.

SETUP Op ID : 10/02/93 14:12:34


Lab ID :
CHARACTER TO ADD “P”
NXTCHAR / PREVCHAR / SELECT / CLEAR / CONFIRM

4. Quando a letra a ser adicionada aparece, pressione (SELECT), então continue


percorrendo até a próxima a ser adicionada , selecione até 3 caracteres. Se errar,
pressione (DELETE), para remover a última letra que foi adicionada. Para remover
Identificações velhas ou todas as letras do campo, pressione (CLEAR).

5. Pressione (ENTER) para mudar o campo do lab id. novamente use (NXTCHAR) e
(PRVCHAR) para percorrer o alfabeto, pressione (SELECT) quando a letra desejada
aparecer. selecione até 30 caracteres.

6. Pressione (CONFIRM) para salvar esta informação no disquete de protocolo e retornar à


tela setup.
III. ACERTANDO DATA E HORA:

1. Pressione (SETDATE) na tela SETUP

2. Entre a nova data usando o teclado numérico. Pressione (ENTER) após colocar os
valores de cada campo, ex.: Mês, Dia. Ano.

SETUP Op ID : PJT 10/02/01 14:12:34


Lab ID : SMITH MEDICAL CENTER
SET DATE AND TIME USING KEYPAD. (Coloque data e hora usando o teclado)
CANCEL / / / / CONFIRM

3. Entre o novo horário. Pressione (ENTER) após colocar os valores de cada campo, ex.:
hora, minutos, segundos . Para sair desta tela sem trocar a data e a hora, pressione
(CANCEL) .

4. Pressione (CONFIRM) para salvar esta informação no disquete de protocolo e retornar à


tela setup.
IV. SELECIONANDO RELATÓRIOS:
A tela de relatórios permite selecionar o número de cópias dos relatórios de amostras e
controles que serão impressos. Pode-se também selecionar quais resultados serão
impressos nos resultados das amostras e os que serão mostrados na tela. Deixe do modo
que está ou troque usando as seguintes etapas :

1. Pressione (REPORTS) na tela SETUP.


REPORTS Number of copies : 1
CD4 : YES CD4/CD8 : YES CD4/CD3 : NO
CD8 : YES CD3 Avg : YES CD8/CD3 : NO
CHG VAL / / NEXTPAGE / SETUP / MAIN

2. Pressione (CHG VAL) para selecionar o número de relatórios que desejar imprimir (1-3)
para cada paciente. Pressione (ENTER) para mudar para o próximo campo a ser
modificado.

3. Pressione (CHG VAL) para escolher entre YES e NO para cada um dos campos.

4. Pressione (NEXTPAGE) para mais opções.


REPORTS SERIAL PORT: YES
LAB ID : NO SIGNATURE LINE : NO
OP ID : NO COMMENT LINES : NO
CHG VAL / / PREVPAGE / SETUP / MAIN

5. Pressione (CHG VAL) para escolher entre YES e NO para estes campos. Respondendo
YES para os seguintes campos do relatório:
CAMPO VALOR RELATADO
+
CD4 Número absoluto de Linfócito TCD4+. Este campo permanece
YES e não pode ser trocado.

CD8+ Número absoluto de Linfócito TCD8+


CD4/CD8 Proporção CD4/CD8
CD3 Avg Média do Numéro absoluto de Linfócito TCD3+ dos tubos CD4
e CD8
CD8/CD3 Proporção CD8/CD3 ( Este valor de CD3 é a média do CD3 nos
dois tubos.
Lab ID O nome do laboratório.
Op ID As iniciais do operador
Serial Port ?
Signature line Duas linhas para assinatura.
Comment Line Quatro linhas para escrever comentários sobre a amostra do
paciente.

6. Pressione (MAIN) para retornar à tela do FACSCount.

Obs: Os resultados das corridas controles não são opcionais. Todos resultados dos
controles são relatados e salvos no disquete de protocolo. O campo de CD4 absoluto é
YES e não pode ser trocado. O CD4 é sempre impresso e mostrado na tela .
V. PREPARANDO OS FLUÍDOS:

Antes de correr os controles ou amostras deve ser verificado se o reservatório de fluído


está cheio e o reservatório de lixo vazio. O reservatório de fluído encontra-se na parte
superior do compartimento.

 Abra a porta do compartimento de acesso aos reservatórios.

 Desconecte a válvula do sistema fluído do painel, pressione o fecho de metal do


conector branco e puxe a válvula do encaixe.

 Desconecte a sonda de detecção do sistema fluído do painel, pressione as presilhas


brancas ao lado do conector e puxe.

 Remova o reservatório de fluído do instrumento e levante-o antes de remover a tampa.

 Remova a tampa e encha o reservatório com o fluído do sistema.

 Tampe firmemente o reservatório de fluído e faça a conexão da válvula e da sonda de


detecção do sistema, certifique-se de que as conexões estejam bem encaixadas.

 Cheque se o filtro do sistema fluído está preenchido com o líquido. Desaperte o grampo
plástico localizado na válvula de abertura de ar, se necessário bata levemente no filtro
para deslocar as bolhas de ar. Quando todo ar for removido, aperte o grampo.
VI. ESVAZIANDO O LIXO:

O reservatório de lixo está localizado abaixo do reservatório do sistema fluído, dentro do


compartimento de reservatórios. O reservatório do lixo está equipado com um alarme que
soa quando o reservatório está cheio, para parar instale um reservatório vazio.

AVISO:
 Usar luvas quando manipular sangue ou resíduos que contenham agentes infecciosos
que são nocivos à sua saúde. Obedeça as normas de biossegurança de seu laboratório.
 Não dispense o conteúdo do reservatório com menos de 30 minutos do término da
última corrida. Isto ajuda a inativar o material contaminado antes de ser dispensado.

1. Desconecte a válvula do lixo do painel, pressione o fecho de metal do conector e puxe a


válvula do encaixe.

2. Desconecte a sonda de detecção do sistema fluído do painel, pressione as presilhas


brancas ao lado do conector e puxe.

3. Remova o reservatório do lixo do instrumento e levante-o antes de remover a tampa.

4. Cuidado ao remover a tampa de um reservatório cheio e pressurizado. Esvazie o


reservatório de acordo com as normas de biossegurança de seu laboratório. Não use o
reservatório que foi retirado do equipamento, deixe-o descansar pelo menos 30 minutos
antes de esvaziá-lo.

5. No reservatório reserva, adicione 200 ml de Hipoclorito de Sódio sem diluição.

6. Tampe firmemente o reservatório do lixo e o coloque no instrumento.

7. Faça a conexão da válvula e da sonda de detecção no sistema fluído. certifique-se de


que as conexões estejam bem encaixadas.
VII. PREPARANDO O SISTEMA:

Para iniciar o sistema verifique a célula de fluxo diariamente após ligar o instrumento.
Se houver bolhas de ar na célula de fluxo, utilize o procedimento abaixo. Se as bolhas de ar
não forem visíveis, este procedimento não é necessário.

1. Pressione UTILY na tela do FACSCount para aparecer a seguinte tela :

UTILITY
CLEAN / SHUTDOWN / MAIN

2. Pressione Drain e a seguinte mensagem é mostrada:

DRAIN
PUT ON TUBE OF DISTILLED WATER. (Coloque um tubo de água destilada)
PRESS DRAIN TO START DRAINING. ( Pressione DRAIN para iniciar drenagem)
/ / / NODRAIN

3. Pressione Drain novamente. Abra as portas ópticas para ver se o fluído está drenando
para a célula de fluxo. A seguinte mensagem é mostrada:

DRAIN
PRESS STOP TO STOP DRAINING. (Pressione STOP para parar drenagem)

4. Quando todo fluído tiver drenado da célula de fluxo, pressione (STOP). A célula de fluxo
preenche automaticamente. A seguinte mensagem é mostrada pela tela do UTILITY.

DRAIN
REFILLING FLOW CELL. PLEASE WAIT. (Preenchendo a célula de fluxo, por favor aguarde)
UTILITY
CLEAN / SHUTDOWN / MAIN

5. Pressione (MAIN) para retornar à tela do FACSCount.

6. Para realizar o procedimento de limpeza diária, pressione (CLEAN).

7. Para desligar o instrumento, pressione (SHUTDOWN).


VIII. PREPARANDO CONTROLES:

As Corridas Controles iniciam o instrumento e checam a linearidade assim como a


atividade dos reagentes. Deve-se correr o Controle todos os dias em que o instrumento for
ligado ou quando abrir um novo Lote de Reagente. Os dados da última corrida Controle é
armazenado no disquete de Protocolo até que seja corrido outro Controle.
Os Controles são relatados como PASSED ou FAILED. Se a corrida Controle falhou, nos
resultados das amostras dos pacientes aparece a mensagem : “Last Control Run : FAILED”
Esta mensagem aparece impresso nos resultados até os Controles serem corridos
novamente e aprovados.
O sangue normal é necessário para a corrida dos Controles. Certifique-se de que o sangue
normal esteja dentro dos seguintes critérios:
• Doador Normal
• Sangue coletado em tubo Vacutainer contendo EDTA K3 (líquido).
• Armazenado não mais que 48h à temperatura ambiente (200 - 250 C)
OBSERVAÇÕES:
 As Partículas Controle são embaladas em tubos pares similares aos Tubos Reagentes.
 Os Controles são preparados adicionando-se o sangue normal aos tubos Reagentes
CD4 e CD8, adicionando-se a Solução de Fixação e são corridos no instrumento após as
Partículas Controle terem sido adicionadas.
 Antes de abrir os pares de Partículas Controle com a “Coring Station”, passá-los no
vórtex, com a tampa para baixo por 5 segundos e depois com a tampa para cima por
mais 5 segundos. Tampe os tubos dos Controles após usar e armazene na posição
vertical.
 Para uso subsequentes dos pares de Partículas Controle, passe-os verticalmente no
Vórtex por 5 segundos.

1. Coloque o sangue de doador normal na Workstation.

2. Remova dois tubos pares de reagentes do saco metálico. Feche a embalagem e


coloque-a no refrigerador.

3. Identifique as etiquetas dos dois tubos pares reagentes :

Tubo Reagente Controle


Par Um : Tubo CD4 ZERO
Tubo CD8 BAIXO
Par Dois : Tubo CD4 MÉDIO
Tubo CD8 ALTO

4. Passe os pares de Reagentes no vórtex com a tampa para baixo por 5 segundos.
Colocar a velocidade do vórtex na posição média.

5. Passe os pares de reagentes no vórtex com a tampa para cima por 5 segundos.
6. Para abrir os tubos reagentes com a “Coring Station”. Deslize o par de reagentes com a
tampa para cima dentro da “Coring Station”. Quando o par estiver seguramente
posicionado, puxe a alavanca para baixo. Permita que a alavanca volte à posição
original. Transfira o par de reagentes da “Coring Station” para a ”Workstation”,
deixando os tubos na posição vertical. Feche a tampa da “Workstation” para proteger
os reagentes da luz.

7. Homogeneize o Sangue Total Normal invertendo o tubo 5 vezes.

8. Coloque 50 µL do sangue total Normal nos quatro tubos reagentes, trocando a ponteira
entre os tubos.

9. Feche os tubos e passe-os no vórtex, com a tampa para cima por 5 segundos.

10. Incube os tubos entre 60 e 120 minutos à temperatura ambiente (20 0-250 C). Coloque os
pares de Reagentes na Workstation e feche a tampa para protege-los da luz.

11. Destampe os tubos e adicione 50 µL da Solução de Fixação em cada tubo. Trocando a


ponteira entre os tubos. Descarte as tampas e ponteiras em um recipiente apropriado.

12. Tampe os tubos reagentes com tampas novas e passe-os, com tampa para cima, no
vórtex por 5 segundos. As amostras marcadas podem ser mantidas até 48h após as
Partículas Controle serem adicionadas.

13. Remova um par de Partículas Controle ZERO/ BAIXO e um par de Partículas Controle
MÉDIO/ ALTO do Kit Controle e coloque na área de Controle da “Workstation”.

14. Destampe os tubos Reagentes e descarte as tampas em um recipiente apropriado.

15. Passe o par de partículas Controle ZERO/ BAIXO no vórtex e adicione 50 µL de


partículas do Controle ZERO (tampa amarela) dentro do tubo reagente CD4 identificado
como ZERO (tampa verde). Adicione 50 µL de partículas do Controle BAIXO (Tampa
Vermelha) no tubo reagente CD8 identificado como BAIXO (Tampa transparente).

16. Passe o par de partículas Controle MÉDIO/ ALTO no vórtex e adicione 50 µL de


partículas do Controle MÉDIO (tampa azul) dentro do tubo reagente CD4 identificado
como MËDIO (tampa verde). Adicione 50 µL de partículas do Controle ALTO (tampa
púrpura) dentro do tubo reagente CD8 identificado como ALTO (tampa transparente).

17. Tampe os tubos Reagentes com tampas novas.

18. Corra os tubos no FACSCount dentro de 2h após ter adicionado as Partículas Controle
aos tubos reagentes.

 As amostras deverão ser armazenadas à temperatura ambiente na “Workstation” até


serem corridos no FACSCount.
 Passe as amostras no vórtex antes de correr.
IX. INSERINDO INFORMAÇÕES DO CONTROLE E
REAGENTE:

Os Reagentes e Partículas Controle têm Lotes determinados e Contagem de Partículas


específicas. Cuidadosamente entre os códigos do Lote e Contagem de Partículas antes de
correr os Controles ou amostras. Esta informação é armazenada e não é necessário trocá-
la entre corridas, a não ser que um novo Lote de Controle ou Reagente seja usado.

 Não misture Lotes de Reagentes diferentes quando correr amostras ou controles.


 O Código do Lote e os valores da Contagem de Partículas que aparecem na tela são
aqueles colocados na última corrida. Se esta é a primeira corrida, o código do lote e
contagem os valores estarão ausentes.

1. Pressione (CONTROL) na tela do FACSCount. A tela de Partículas Controle é mostrada:


CONTROL BEADS
Lot Code : 39011721
COUNTS - LOW : 50 _ _ MED : 248_ HIGH : 999_
CONFIRM / / / / MAIN

2. Entre os oito dígitos do Código do Lote da Partícula Controle. Pressione (ENTER) para
mudar para o próximo campo.

3. Entre a contagem de Partículas Controle BAIXO, MÉDIO E ALTO. Estas informações,


assim como o nº do Lote são encontradas na embalagem da Partícula Controle.

4. Pressione (CONFIRM) para salvar a informação no Disquete Protocolo. A tela de


REAGENTS é mostrada:
REAGENTS
LOT CODE : 30012121
COUNTS - CD4 : 1000 CD8 : 2000
CONFIRM / / / / MAIN

5. Entre os oito dígitos do código do Lote de Reagentes. Esta informação, assim como a
Contagem de Partículas são encontradas na embalagem de alumínio e na presilha do
par de reagentes. Pressione (ENTER) para mudar para o próximo campo.

6. Entre a contagem de Partículas Referência CD4 E CD8 no Lote de reagentes.

7. Pressione (CONFIRM) para salvar a informação no Disquete de Protocolo. A tela


CONTROL aparece para entrar o número de ID do Controle Normal.
CONTROL NormID : 12345678_______
TYPE IN THE LAB NORMAL ID NUMBER AND PRES THE ENTER KEY. (Escreva o número
de ID no Lab normal e pressione a tecla ENTER)
/ / CLEAR ID / / MAIN

8. Entre com a ID do Controle Normal (até 15 caracteres). Este é o número do laboratório


que identifica o tubo de sangue. Se o número da ID do Controle normal anterior já
existe, pressione (CLEAR ID) para apagar.
X. CORRENDO CONTROLES:
 Assegure-se que as Partículas Controle tenham sido adicionadas aos tubos Reagentes.
 Não desligue o instrumento enquanto a impressora está imprimindo, os resultados
poderão ser perdidos.

Após entrar a ID do Controle Normal, o instrumento está pronto para o primeiro par de
controles.

CONTROL NormID: 12345678________


FIRST PAIR, MOVE THE CD4-ZERO TUBE INTO POSITION AND PRESS THE RUN KEY.
(Primeiro par. Mova o Tubo CD4 para a posição e pressione a tecla RUN.)
/ / / / MAIN

1. Passe no vórtex o primeiro par de reagente (CD4-Zero e CD8-Baixo) verticalmente por 5


segundos.

2. Destampe o tubo CD4-Zero (tampa verde) e despreze a tampa. Coloque o par de


reagentes no segurador de amostra de maneira que Tubo Zero esteja na posição de
corrida.

3. Pressione (RUN). Uma mensagem aparece informando que o teste começou, é referido
como um Controle Auxiliar.

CONTROL NormID: 12345678_______


CONTROL BOOST. PLEASE WAIT. (Controle auxiliar. Por favor aguarde.)

A taxa de eventos (eventos/segundo) e total de eventos são mostrados, seguida pela


mensagem informando da aquisição e estado da análise. Por exemplo :

CONTROL- ZERO NormID : 12345678_______


EVENT RATE : 300 TOTAL : 1000
BEAD SEARCH. PLEASE WAIT.
TO ABORT RUN, PRESS STOP.

CONTROL- ZERO NormID : 12345678_______


EVENT RATE : 310 TOTAL : 2500
ACQUIRING INITIAL DATA. PLEASE WAIT.
TO ABORT RUN, PRESS STOP.

CONTROL- ZERO NormID : 12345678____


EVENT RATE : 320 TOTAL : 9500
ACQUIRING/ ANALYZING DATA. PLEASE WAIT
TO ABORT RUN, PRESS STOP.
Quando análise do tubo CD4-Zero estiver completa, o suporte da amostra abaixa e a
seguinte mensagem aparece :

CONTROL NormID : 12345678_________


MOVE THE CD8 - LOW TUBE INTO POSITION AND PRESS THE RUN KEY. (Mova o CD8 -
Tubo baixo para a posição e pressione a tecla RUN.)
TO ABORT RUN, PRESS STOP CONTROL (Para cancelar corrida, pressione STOP)

4. Remova o par de reagentes e tampe o tubo CD4-Zero. Destampe o Tubo CD8-Baixo


(tampa transparente) e despreze-a . Recoloque o par do tubo CD8-Baixo na posição de
correr.

5. Pressione (RUN) as mesmas mensagens que aparecem para o Controle auxiliar e


aquisição/ estado da análise são mostradas para o tubo CD8-Baixo.

6. Remova o par de reagentes e tampe o tubo CD8-Baixo. O instrumento está pronto para o
segundo par de controles.

CONTROL NormID : 12345678_________


SECOND PAIR. MOVE THE CD4 - MEDIUM TUBE INTO POSITION AND PRESS THE RUN
KEY. (Segundo par. Mova o CD4 - Tubo Médio para a posição e pressione a tecla RUN.)
TO ABORT RUN, PRESS STOP. ( Para cancelar corrida, pressione STOP )

7. Siga as etapas 1 a 6 para o segundo par de controles (CD4-Médio e CD8-Alto). No final


da corrida Controle, os resultados aparecem na tela e são impressos. Descarte os
reagentes em recipiente apropriado.

CONTROL NormID : 12345678_________


CONTROL RUN: PASSED (Corrida Controle: PASSOU )
CONTROL RESULTS ARE ON PRINTOUT. (Resultados Controles estão impressos)
SAMPLE / CONTROL / SERVICE / / MAIN CONTROL

NOTE : (SERVICE) é somente para uso do Representante de Serviço da BD.

 Para correr amostras, pressione (SAMPLE).


 Para retornar à tela do FACSCount , pressione (MAIN).
 Se for encontrado qualquer erro enquanto os controles correm , a seguinte mensagem
é mostrada :

CONTROL NormID: 12345678_____


SEE PRINTOUT FOR ERROR CODE (S) ( Veja impressão para código de erros)
/ / CONTINUE / /

Pressione (CONTINUE) para mostrar os resultados do Controle. Para informações referente


a impressora e erros impressos veja o item 7.2.
XI. CANCELANDO A CORRIDA DOS CONTROLES:

Pode-se pressionar (STOP) durante a corrida dos Controles para cancelar a corrida.
Pressionando (STOP) aparecerá a seguinte mensagem :

CONTROL NormID : 12345678_____


DO YOU REALLY WANT TO STOP THE TEST ? (Voce quer realmente parar o teste?)
NO / / / / YES

• Se não desejar cancelar o teste , pressione (NO) e a corrida irá continuar.


• Se desejar cancelar o teste , pressione (YES). A seguinte mensagem será mostrada:
CONTROL NormID : 12345678_____
USER ABORT. (Cancelado pelo usuário)
SAMPLE / CONTROL / Service / / MAIN

A corrida Controle é cancelada.


XII. RESULTADOS IMPRESSOS DOS CONTROLES:
Os resultados dos controles são mostrados na tela e automaticamente impressos.
Os Controles são relatados como PASSED (Passou) ou FAILED (Falhou). Se a corrida dos
controles falham, as amostras dos pacientes são marcadas com a mensagem: “Last
Control Run: Failed.” Esta mensagem aparece nos resultados impressos até os Controles
serem corridos novamente e a mensagem PASSED aparecer.
O controle impresso contém a seguinte informação :

 Informação do Controle – Código do Lote Controle, Controle da contagem de Partículas,


Código do Lote dos reagentes e Contagem das Partículas de Referência introduzido na
Corrida de Controles .
 Data (Mês / Data / Ano) e hora em que os Controles foram corridos .
 Resultados da Corrida dos Controles : PASSED OU FAILED
 Número da ID do doador Normal
 Contagem do doador Normal e valores médios.
 Contagem das Partículas Controle.
 Resultados estatísticos para checar linearidade.
 Posição do reagente da partícula de referência.

NOTA: Não coloque fita adesiva sobre a impressão. Fita adesiva ou durex apaga impressão
térmica com o tempo. Evite exposição da impressão ao sol ou outra fonte de calor. Sob
condições de armazenagem normal as impressões duram de 5 a 7 anos.
Se for necessário registro permanente, faça xerox da impressão.

XII.1 Resultados Controle:

 Embora a impressão do Controle contenha vários valores estatísticos, a corrida atual


relata o sucesso ou falha dos resultados, que é relatado como PASSED ou FAILED.
 Se a corrida Controle falhar, cheque o código de erro que foi impresso e veja a lista de
Código de Erros e possíveis causas no item de Código de erros . Uma corrida controle
bem sucedida é necessária para assegurar os resultados dos pacientes confiáveis. Não
relatar resultados de pacientes se a corrida Controle falhar.

XII.2 Eliminando resultados numéricos:

 Alguns erros podem ocorrer durante uma Corrida Controle afetando os resultados do
Controle. Estes erros causam a falha da Corrida Controle e impede o relato dos valores
numéricos na impressão do Controle, o qual é impresso como xxxxx.

CONTROL NormID : 12345678______


CONTROL RUN : FAILED ( Corrida Controle : FALHOU)
CONTROL RESULTS ARE ON PRINTOUT. (Resultados Controle estão impressos)
SAMPLE / CONTROL / Service / / MAIN
XIII. PREPARANDO E CORRENDO AMOSTRAS DE
PACIENTES:
As amostras de sangue dos pacientes devem obedecer os seguintes critérios:
 Coletar em tubo Vacutainer contendo EDTA K3.
 Armazenar não mais que 48h à temperatura ambiente (200C - 250C)

OBSERVAÇÃO : As amostras que não se encontram nestes critérios podem ter seus
resultados imprecisos.

1. Coloque o sangue do paciente na Workstation.

2. Remova um tubo par de reagentes para cada paciente. Feche a embalagem e retorne os
reagentes sem uso para o refrigerador.

3. Rotule a presilha de um par de tubos Reagente com o número de acesso ou o número


que identifica o tubo de sangue.

4. Passe o par de tubos no vórtex com a tampa para baixo por 5 segundos.

5. Passe o par de tubos no vórtex com a tampa para cima por 5 segundos.

6. Abra os tubos reagentes com a “Coring Station” Deslize o par de reagentes com a
tampa para cima, para dentro da “Coring Station”. Quando o par estiver seguramente
posicionado, abaixe a alavanca. Permita que a mesma volte a sua posição original.
Transfira o par de reagentes da “Coring Station” para a ”Workstation”, deixando os
tubos na posição vertical. Feche a tampa da “Workstation” para protege-los da luz.

7. Misture o sangue total pela invertendo o tubo 5 vezes.

8. Coloque 50 µL de sangue total em cada um dos tubos reagentes. Troque as ponteiras


entre os tubos. Descarte as ponteiras em um recipiente apropriado. Veja o item A-1
para informações sobre a Pipeta eletrônica.

9. Tampe os tubos e passe-os no vórtex por 5 segundos.

10. Incube os tubos de 60 a 120 minutos à temperatura ambiente (20 0C - 250C). Coloque o
par de reagentes na Workstation e feche a tampa para protege-los da luz.

11. Destampe os tubos e adicione 50 µL da solução de fixação em cada um dos tubos


reagentes. Troque as ponteiras entre os tubos.

12. Tampe os tubos reagentes com tampas novas e passe-os no vórtex por 5 segundos.

13. Corra os tubos no instrumento FACSCount dentro de 48h da preparação. Armazene as


amostras na Workstation à temperatura ambiente até elas serem corridas no
instrumento. Passe as amostras no vórtex por 5 segundos antes de ler no FACSCount.
XIV. ENTRANDO INFORMAÇÕES DE REAGENTES E
PACIENTES
Entre com um número de acesso para cada amostra no momento de corre-las no
FACSCount.

1. Na tela do FACSCount ou na tela de resultados CONTROL, pressione (SAMPLE) e a tela


REAGENTS aparece, permitindo entrar ou verificar o número de Lote do Reagente e
Contagem das Partículas de Referência.

REAGENTS
LOT CODE : 30012121
COUNTS – CD4 : 1000 CD8 : 2000
CONFIRM / / / / MAIN

2. Entre ou verifique o número do Lote dos Reagentes e Contagem das Partículas de


Referência e pressione (CONFIRM). A tela SAMPLE é mostrada.

SAMPLE Acc.#_____________
TYPE IN THE SAMPLE’S ACCESSION NUMBER AND PRESS THE ENTER KEY. (Escreva o
número de acesso da amostra e pressione a tecla ENTER)
/ / CLR ACC# / / MAIN

3. Entre o número de acesso do paciente (até 15 caracteres). Este é o número do


laboratório que identifica o tubo de sangue. Se já existir um número de acesso da
corrida, PRESSIONE (CLR ACC#) para remover.

 Se o instrumento FACSCount está equipado com um leitor de código de barras e a


amostra do paciente tem código de barras, arraste a ponta do bastão sobre a etiqueta
do tubo para entrar o número de ID.
 Cheque sempre para assegurar que o número na tela corresponde ao número da
embalagem . Se o número não for igual, tente scanear o código de barras novamente.
Se não houver sucesso, contate BDIS.

O instrumento está preparado para o tubo CD4.


XV. CORRENDO AMOSTRAS DE PACIENTES

Após introduzir a informação da amostra, o instrumento está preparado para o tubo CD4.

SAMPLE Acc.# : 1234


MOVE THE CD4 TUBE INTO POSITION AND PRESS THE RUN KEY. (Mova o tubo CD4 para
posição e pressione a tecla RUN)
/ / / / MAIN

1. Passe o par de reagentes no Vortex por 5 segundos.

2. Destampe o tubo CD4 (tampa verde) e despreze a tampa . Coloque o par de reagentes
no suporte de amostra de modo que o tubo CD4 fique na posição de correr.

3. Pressione (RUN). Uma mensagem aparece informando o início do teste, é referido como
amostra auxiliar.

SAMPLE Acc.# : 1234


SAMPLE BOOST. PLEASE WAIT. (Amostra Auxiliar. Por favor, aguarde)

A taxa de eventos (eventos/segundo) e total de eventos são mostrados, seguido pela


mensagem informando a aquisição e estado da análise. Por exemplo :

SAMPLE Acc.# : 1234_____


EVENT RATE : 230 TOTAL : 2560
ACQUIRING INITIAL DATA. PLEASE WAIT. (Adquirindo dados iniciais. Por favor aguarde)
TO ABORT RUN, PRESS STOP. (Para cancelar corrida, pressione STOP)

SAMPLE Acc.# : 1234_____


EVENT RATE : 220 TOTAL : 9500
ACQUIRING/ ANALYZING DATA. PLEASE WAIT. (Adquirindo/ analisando dados. Por favor
aguarde)
TO ABORT RUN, PRESS STOP. (Para cancelar corrida, pressione STOP)

Quando a análise do tubo CD4 está completa, o suporte da amostra abaixa e a seguinte
mensagem aparece :

SAMPLE Acc.# : 1234______


MOVE THE CD8 TUBE INTO POSITION AND PRESS THE RUN KEY. (Mova o tubo CD8 para
posição e pressione a tecla RUN)
TO ABORT RUN , PRESS STOP (Para cancelar corrida, pressione STOP)

4. Remova o par de reagentes e tampe o tubo CD4. Destampe o tubo CD8 (tampa
transparente) e despreze a tampa. Recoloque o par de reagentes de modo que o tubo
CD8 fique na posição de correr.
5. Pressione (RUN). A mensagem que aparece para amostra auxiliar e estado de aquisição/
análise que aparece para o tubo CD4 (etapa 3) é mostrada também para o tubo CD8.

SAMPLE - CD8 Acc.# : 1234_____


EVENT RATE : 250 TOTAL : 2200
ACQUIRING INITIAL DATA . PLEASE WAIT. (Adquirindo dados iniciais. Por favor aguarde)
TO ABORT RUN , PRESS STOP. (Para cancelar corrida, pressione STOP)

SAMPLE - CD8 Acc.# : 1234_____


EVENT RATE : 290 TOTAL : 9500
ACQUIRING/ ANALYZING DATA . PLEASE WAIT. (Adquirindo/ analisando dados. Por favor,
aguarde)
TO ABORT RUN , PRESS STOP . (Para cancelar corrida, pressione STOP)

7. Quando a análise do Tubo CD8 está completa, o suporte da amostra abaixa.

8. Remova o par de reagentes e tampe o tubo CD8. Os resultados dos pacientes são
mostrados e impressos. Descarte o par de reagentes em um recipiente apropriado.

OBSERVAÇÃO : Não desligue o instrumento enquanto a impressora estiver imprimindo. Os


resultados serão perdidos .

SAMPLE Acc. # : 1234 _______


CD4 : 642 CD4/CD8 : 0.78 CD4/CD3 : 0.43
CD8 : 820 CD3 Avg : 1486 CD8/CD3 : 0.55
SAMPLE / CONTROL / SERVICE / / MAIN

NOTA : (SERVICE) é para uso somente do representante de serviço BD.

 Para correr a próxima amostra, pressione (CONTROL), entre o número de acesso do


paciente e siga as etapas acima de 1 a 6.

 Para correr controle, pressione (CONTROL) para mostrar a tela de REAGENTS.

 Para retornar à tela do FACSCount, pressione (MAIN) .

Se for encontrado qualquer erro enquanto corre a amostra, a seguinte mensagem é


mostrada :

SAMPLE Acc. # : 1234 _____


SEE PRINTOUT FOR ERROR CODE (S)
/ / CONTINUE / /

Pressione (CONTINUE) para mostrar os resultados da amostra. Verificar a impressão e a


seção de Código de Erros para informações dos erros impressos.
XVI. CANCELANDO A CORRIDA DE AMOSTRAS
Para cancelar a corrida pressione (STOP) e a seguinte mensagem será mostrada .

SAMPLE Acc. # : 1234_____


EVENT RATE : 260 TOTAL : 5352
DO YOU REALLY WANT TO STOP THE TEST ? ( Você deseja realmente parar o Teste?)
NO / / / / YES

• Se não desejar cancelar o teste, pressione (NO) e a corrida irá continuar.


• Se desejar cancelar o teste, pressione (YES) . A seguinte mensagem é mostrada :

SAMPLE Acc. # : 1234____


USER ABORT. (Cancelada pelo usuário)
SAMPLE / CONTROL / SERVICE / / MAIN

A Corrida da amostra é cancelada.


XVII. IMPRESSÃO DOS RESULTADOS DAS
AMOSTRAS
Os resultados dos pacientes são mostrados na tela e automaticamente impressos.
A impressão da amostra contém as seguintes informações :

 Informação do Reagente - número do Lote do Reagente e Contagem das Partículas de


Referência introduzido para a corrida da amostra. (Este número é o mesmo do Lote
usado para a Corrida Controle).
 Data (Mês/ Data / Ano) e horário em que a amostra do paciente foi corrido.
 Informação do Controle - Resultados da Corrida Controle, data em que os Controles
foram corridos, número do Lote introduzido para a Corrida Controle e número do Lote
Controle.
 Número de acesso do paciente.
 Resultados dos pacientes.

NOTA: Não coloque fita adesiva sobre a impressão. Fita adesiva ou durex apaga impressão
térmica com o tempo. Evite exposição da impressão ao sol ou outra fonte de calor. Sob
condições de armazenagem normal as impressões duram de 5 a 7 anos.
Se registro permanente for necessário, faça xerox da impressão.

XII.1 RESULTADOS DO PACIENTE


Os resultados relatados para os testes devem ser combinado com outras informações e
interpretado por um diagnóstico médico qualificado para estabelecer a presença ou
ausência da doença específica.

ABSOLUTE COUNTS – CELL/µL A contagem absoluta de CD4 e D8 são as


CD4+: 838 contagens de Linfócitos CD4+CD3+ e CD8+CD3+,
CD8+: 1107 respectivamente.

TOTAL CD3 AVERAGE: 2002 A contagem absoluta CD3 é relatada como a


média do valor total de CD3+ obtida dos tubos
CD4/CD3 e CD8/CD3.

CD4/CD8: 0.76 CD4/CD8 é a proporção dos Linfócitos CD4+/CD3+


para Linfócitos CD8+/CD3+ .

CD4/CD3: 0.42 O CD4/CD3 é a proporção de Linfócitos CD4/CD3


para a média dos valores CD3+ de ambos os
tubos.

CD8/CD3: 0.55 O CD8/CD3 é a proporção de Linfócitos CD8+/CD3+


para a média de valores CD3+ de ambos os tubos.
XVII.2 RESULTADOS NUMÉRICOS ELIMINADOS
Alguns erros podem ocorrer durante a corrida da amostra afetando os resultados. Por esta
razão os resultados das amostras são eliminados e não são impressos e nem aparecem na
tela. Ao invés disso o resultado aparece como xxxxx.

Se um erro ocorrer durante a corrida de um paciente e os valores numéricos para aquele


paciente forem impressos é porque os resultados não foram afetados pelo erro.
Os valores numéricos são eliminados somente quando os erros afetam os resultados.

SAMPLE Acc. # : 1234__________


CD4 : xxxx CD4/CD8 : xxxx CD4/CD3 : xxxx
CD8 : xxxx CD3 Avg : xxxx CD8/CD3 : xxxx
SAMPLE / CONTROL / Service / / MAIN

Se a amostra do resultado for eliminada, cheque a o código de erro impresso e a lista de


possíveis de causas.
XVIII. LIMPEZA E MANUTENÇÃO

XVIII.1 LIMPEZA DIÁRIA:


A limpeza apropriada mantém a integridade do instrumento. Use os tubos de limpeza e as
picetas fornecidas com o sistema e siga as instruções do software.
Realize o procedimento de limpeza:
 No final de cada dia
 Quando aparecer a mensagem na tela recomendando que realize o ciclo de limpeza (a
mensagem aparece após o 51 par de reagentes ter sido corrido).

OBSERVAÇÃO : Se o instrumento não estiver sendo usado ou estiver desligado, deixe um


tubo com água destilada no segurador de amostra do instrumento. Isto protege a sonda de
injeção de amostra do depósito de sais.

1. Preencha um tubo de limpeza com uma diluição de 1:3 de Hipoclorito e um segundo


tubo de limpeza com água destilada.

2. Pressinoe (UTILITY) na tela do FACSCount para mostrar a tela UTILITY


UTILITY
CLEAN / / SHUTDOWN / / MAIN

3. Pressione (CLEAN). A seguinte mensagem é mostrada:


CLEAN
MOVE CLEANING SOLUTION TUBE INTO POSITION. PRESS THE RUN KEY. (Mova o tubo
com solução de limpeza para a posição. Pressione a tecla RUN)
/ / / UTILITY / MAIN

4. Coloque o tubo da solução de Hipoclorito 1:3 no segurador de amostra e pressione


(RUN). A mensagem aparece informando o progresso da limpeza, seguida pela mensagem
que a solução de limpeza irá correr aproximadamente 3 minutos.
Quando o ciclo de limpeza for completado, o segurador de amostra abaixa e a seguinte
mensagem é mostrada :
CLEAN
MOVE RINSING SOLUTION TUBE INTO POSITION. PRESS THE RUN KEY. (Mova o tubo com
solução de enxague para a posição. Pressione a tecla RUN.
/ / / UTILITY / MAIN

5. Coloque o tubo de água destilada no segurador de amostra e pressione ( RUN )


A mensagem aparece informando o progresso da lavagem, seguida pela mensagem que a
solução de limpeza irá correr aproximadamente 3 minutos.

Quando o ciclo de limpeza estiver completo a seguinte mensagem é mostrada :


CLEAN
CLEANING PROTOCOL IS FINISHED. (Protocolo de limpeza está finalizado)
/ / / UTILITY / MAIN

• Antes de desligar o instrumento , o procedimento de SHUTDOWN deverá ser realizado.


• Para continuar correndo amostras, pressione ( MAIN)
XVIII.2 LIMPEZA DA WORKSTATION:
Limpar a workstation no final de cada dia e quando necessário.

1. Esfregar a workstation com um pano macio umedecido em solução de hipoclorito


diluída 1:10.

Preparar a solução de hipoclorito adicionando uma parte de hipoclorito sem diluição e


nove partes de água destilada.
Se a workstation necessitar uma limpeza minuciosa, deixar de molho em uma solução de
hipoclorito diluído 1:10 por 30 minutos, enxaguar bem com água e secar.

XVIII.3 LIMPEZA DA CORING STATION:

Lave o abridor dos tubos reagentes da Coring Station com jato de água, retirando qualquer
proteína que possa ter acumulado no cortador. Limpe no final de cada dia.

1. Coloque a Coring Station invertida sobre o jato de água. Inverta a Coring Station e
segure-a inclinada sobre a pia. Permita que água quente corra entre os metais de abertura
dos cortadores.

2. Sacuda o excesso de água e seque a Coring Station com um pano limpo e seco.

XVIII.4 LIMPEZA DA PIPETA ELETRÔNICA:

Quando a pipeta é usada de acordo com as instruções dadas no guia do usuário, somente
a limpeza diária externa da pipeta é necessária para assegurar sua operação.

1. Limpe a pipeta com um pano macio umedecido em detergente suave.


XVIII.5 SHUTDOWN:

O procedimento de SHUTDOWN permite que o instrumento seja desligado com um tubo de


água destilada na sonda de aspiração da amostra. Isto mantém a sonda úmida e livre de
depósito de sais ou entupimentos enquanto o instrumento não está em uso.

• Após limpeza do instrumento e antes de desligar o instrumento no final do dia.


• Quando o instrumento é ligado, mas não está em uso.
1. Encha um tubo limpo com água destilada

2. Pressione (UTILITY) da tela FACSCount ou da tela mostrada após a conclusão do


procedimento de limpeza. A tela UTILITY é mostrada:

UTILITY
CLEAN / / SHUTDOWN / / MAIN

3. Pressione (SHUTDOWN). A seguinte mensagem é mostrada:

SHUTDOWN
PUT A TUBE OF DISTILLED WATER ON THE SAMPLE HOLDER. PRESS RUN TO RAISE
TUBE. (Coloque um tubo de água destilada no segurador da amostra. Pressione RUN para
subir o tubo.)
/ / / UTILITY / MAIN

4. Coloque o tubo de água destilada no segurador de amostra e pressione (RUN). O


segurador de amostra eleva-se e a seguinte mensagem é mostrada :

SHUTDOWN
TO RESUME TESTING PRESS STOP. ( Para reassumir testes, pressione STOP)
/ / / UTILITY / MAIN

 Para completar o procedimento SHUTDOWN , desligue o instrumento.

 Para continuar correndo o instrumento, pressione (STOP). O segurador de amostra


abaixa e a tela do SHUTDOWN aparece. Pressione (MAIN) para retornar para a tela
FACSCount.
XVIII.6 MANUTENÇÃO:

XVIII.6.1 TROCANDO O FILTRO DO SISTEMA FLUÍDO:


O filtro do sistema fluído limpa o fluído antes dele entrar na célula de fluxo.
O sistema fluído contaminado pode afetar os resultados das amostras.
O filtro deve ser trocado pelo representante de serviço da BD como parte da manutenção
preventiva. Entretanto você pode ser orientado pelo representante para trocar o filtro,
seguindo as informações abaixo.

1. Desligue o instrumento FACSCount.


2. Abrir a porta do compartimento de fluídos, pressionando o centro no alto da porta.
3. Remover o sistema fluído e o reservatório do lixo. Isto permite acessar facilmente o
filtro do sistema fluído para remove-lo.
4. Desconecte os tubos de entrada e saída do filtro de fluído do painel de fluídos pela
pressão do grampo de metal nos conectores e puxe.
5. Desatarraxe a cápsula localizada no topo do filtro.
6. Desatarraxe as duas roscas localizadas abaixo do suporte.
8. Levante o filtro e retire-o do suporte.
9. Levante o protetor do suporte para o topo do filtro.
10. Descarte o filtro velho
11. Introduza o protetor do suporte sobre o topo do novo filtro. Assegure-se que os pinos
do protetor estejam para baixo.
12. Instale o filtro no suporte. Alinhe os pinos do protetor com os furos do suporte.
Assegure-se de que os tubos de entrada e saída do filtro estejam na direção certa.
13. Atarraxe as duas roscas sobre os pinos.
14. Recoloque a cápsula , atarraxando-a sobre o topo do filtro.
15. Conecte os tubos de entrada e saída aos conectores do painel de fluídos empurrando
firmemente até ouvir um click.
16. Recoloque o sistema fluído e reservatório do lixo.
17. Ligue o instrumento
18. Remova o ar da bainha do filtro. Desaperte o grampo plástico localizado na válvula de
abertura de ar, se necessário bata levemente no filtro para deslocar as bolhas de ar.
19. Quando todo ar for removido, aperte o grampo.
20. Prepare o sistema para remover qualquer bolha de ar que possa ter ficado na célula de
fluxo.
21. Feche a porta de compartimento de fluídos.
XVIII.6.2 TROCANDO O PAPEL DA IMPRESSORA:

O papel da impressora é térmico e usa o calor ao invés de tinta para imprimir. Troque o
papel da impressora quando uma linha de tinta aparecer no papel, isto indica que o rolo
está no final.

1. Abra a tampa da impressora


2. Coloque um novo rolo de papel dentro do compartimento atrás da impressora.
3. Puxe a alavanca para sua direção para soltar o papel.
4. Manualmente insira o final do papel abaixo da régua de borracha
5. Empurre a alavanca para cima para segurar abaixo do rolo.
6. Passe o papel através da fenda na tampa
7. Feche a tampa da impressora
8. Empurre o botão de avanço do papel 3 ou 4 vezes para assegurar que o papel está
alinhado.

OBSERVAÇÃO : Cuidado para não cortar os dedos , mantenha-os afastados da fenda.

XVIII.6.3 TROCANDO FUSÍVEL:

Não é necessário que seja feita a troca do fusível, a não ser que a troca seja instruída pelo
representante da BD ou na Seção de Problemas do guia do usuário.
A gaveta de fusíveis está localizada atrás do instrumento à esquerda da entrada da tomada.

1. Desligue o instrumento FACSCount


2. Desligue o instrumento da tomada da parede.
3. Retire o plug da tomada da parte de trás do instrumento. Isto permite fácil acesso à
gaveta dos fusíveis.
4. Coloque uma chave de fenda pequena na fenda à direita da gaveta de fusíveis e abra a
gaveta.
5. Retire a gaveta de fusíveis
6. Remova cada fusível e examine- o
7. Troque qualquer fusível que estiver danificado por um novo fusível do kit sobressalente.
8. Deslize a gaveta de fusíveis para dentro do instrumento.
9. Coloque o plug da tomada no instrumento
10. Conecte a tomada na parede

OBSERVAÇÃO: Para proteção contra riscos de incêndio, coloque fusíveis do mesmo tipo e
classificação.
XVIII.6.4 LIMPEZA DA PROBE DE INJEÇÃO DA AMOSTRA:

Realize este procedimento somente quando instruído pelo representante de serviço da BD.

1. Pressione (UTILITY) da tela FACSCount para mostrar a tela.

UTILITY
CLEAN / / SHUTDOWN / / MAIN

2. Pressione (CLEAN). A seguinte mensagem é mostrada :

CLEAN
MOVE CLEANING SOLUTION TUBE INTO POSITION. PRESS THE RUN KEY. (Mova o tubo
com solução de limpeza para a posição. Pressione a tecla RUN)
/ / / UTILITY / MAIN

3. Coloque um tubo com água quente no segurador de amostra e pressione (RUN). Uma
mensagem aparece informando da limpeza auxiliar, seguida pela mensagem que a
solução de limpeza irá correr aproximadamente 3 minutos. Quando o ciclo de limpeza
está completo, o segurador de amostra abaixa e a seguinte mensagem é mostrada:

CLEAN
MOVE RINSING SOLUTION TUBE INTO POSITION. PRESS THE RUN KEY.
/ / / UTILITY / MAIN

4. Insira um arame fino de metal, incluso no kit sobressalente, na abertura da injeção da


amostra. Segure no final do arame e empurre-o cuidadosamente para dentro da injeção
da injeção e remova o arame.

5. Com o tubo de água quente ainda no segurador de amostra, pressione (RUN). Uma
mensagem aparece informando da limpeza auxiliar, seguida pela mensagem que a
solução de limpeza correrá aproximadamente 3 minutos. Quando o ciclo de limpeza está
completo, a seguinte mensagem é mostrada :

CLEAN
CLEANING PROTOCOL IS FINISHED. (Protocolo de limpeza está terminado)
/ / / UTILITY / MAIN
XIX. OPERANDO A PIPETA ELETRÔNICA
Pipetagem reversa é necessária para a exatidão dos resultados FACSCount. A pipeta
eletrônica está pré- programada para operar no modo de pipetagem reversa e distribui um
volume constante de 50 µL de fluído. A pré- programação elimina a necessidade de fazer
ajustes usando teclado. Por esta razão, o teclado na pipeta não é operável.
Siga as instruções na Seção XIX. A.1 quando pipetar sangue, Partículas Controle e Solução
de Fixação dentro dos tubos reagentes.
Para verificar a distribuição precisa do volume do fluído quando pipetar, cheque a técnica
usando o procedimento na Seção XIX. A.2.
Se a pipeta FACSCount não puder ser usada, pode se usar outra pipeta capaz de operar em
pipetagem reversa.

• Use a técnica de pipetagem reversa


• Qualifique a técnica seguindo o procedimento na Seção XIX. A.2.

XIX. A.1 - PROCEDIMENTO DE PIPETAGEM:


A seta na pipeta indica a direção do fluído quando o botão de início é pressionado.
Exemplo: quando a seta está para cima, pressionando-se o botão a pipeta aspira, quando a
seta está para baixo, pressionando-se o botão o líquido é dispensado.

1. Coloque uma ponteira limpa na pipeta.

2. Coloque a ponteira entre 2 a 4 mm da superfície do líquido a ser aspirado.

3. Pressione o botão de início da pipeta. Rapidamente a operação é realizada, mesmo


assim mantenha a ponteira no líquido aguardando 1 a 2 segundos para permitir que
haja o preenchimento do volume correto na ponteira. Toque a ponteira na superfície
interior do recipiente para remover o excesso de líquido da parte externa da ponteira,
antes de dispensar o líquido no tubo reagente.

4. Dispense o líquido colocando a ponteira contra a parede do tubo reagente acima do


nível líquido e novamente pressione o botão.

5. Remova a ponteira do tubo reagente.

6. Coloque a pipeta e a ponteira sobre um recipiente de biossegurança apropriado e aperte


a alavanca para expelir a ponteira.
XIX. A.2 - MÉTODO PARA ASSEGURAR A PRECISÃO DE PIPETAGEM:

O seguinte procedimento permite checar a constância e precisão do volume pipetado.


Pipete 20 amostras de sangue e registre os pesos de cada um. Calcule o coeficiente de
variação (%CV).
A %CV deverá ser < 2%. Se o CV é < 2%, o desempenho do sistema FACSCount não
poderá ser maior que os resultados esperados no Apêndice D.
1. Coloque um recipiente plástico ou similar na balança analítica.
2. Tare a balança, colocando-a no zero.
3. Siga o procedimento na seção A.1 para pipetar 50µL do sangue normal no recipiente.
4. Registre o peso do sangue (para a proximidade 1/10,000 g).
5. Tare a balança.
6. Repita as etapas 3 a 5 para as 20 amostras. Troque as ponteiras entre as amostras.
7. Calcule a %CV. Antes de calcular a %CV, deve-se calcular a Média (X) e o Desvio Padrão
AMOSTRA (N) PESO (X)

1 0.0526
2 0.0526
3 0.0521
4 0.0534
5 0.0520
6 0.0524
7 0.0530
8 0.0512
9 0.0532
10 0.0521
11 0.0528
12 0.0518
13 0.0530
14 0.0530
15 0.0526
16 0.0527
17 0.0533
18 0.0526
19 0.0533
20 0.0527
.0524

(SD). A %CV deverá ser < 2%. Veja o exemplo abaixo:


Nas seguintes equações, X é o valor do peso (g) das amostras individuais. N é o número de
amostras usadas.

Equação 1 ( Calculando a média):

X = X = 1.0524 = 0.05262
N 20

Equação 2 ( Calculando o Desvio Padrão):

SD =  X2 – ( X2 ) =  (0.0526)2 + (0.0526)2 + (0.0521)2 + .....  1.05242 =


N___ 20
N-1 19
 0.0553833  0.055377288 = 0.00056
19

Equação 3 ( Calculando o %CV):

%CV = SD X 100
X
XIX. A.3 - MÉTODO PARA ASSEGURAR A EXATIDÃO DA
PIPETA:
O seguinte procedimento permite verificar se a pipeta FACSCount está distribuindo um
volume exato de fluído. Pipete 5 amostras de água destilada e registre o peso de cada um.
Calcule a média. O peso médio deverá ficar entre 0.0490 e 0.0510 gramas.

1. Coloque um recipiente plástico na balança analítica.


1. Tare a balança, colocando-a no zero.
2. Siga o procedimento da Seção XIX. A.1 para pipetar 50µL de água dentro do recipiente.
3. Registre o peso de água (para aproximadamente 1/10,000 g)
4. Tare a balança
5. Repita as etapas 3 a 5 para as 5 amostras.
6. Calcule o peso médio. A média deverá ficar entre 0.0490 e 0.0510 gramas. Veja o
exemplo abaixo :

AMOSTRA (N) PESO (X)

1 0.0502
2 0.0501
3 0.0504
4 0.0499
5 0.0502

Na equação seguinte, X é o valor do peso (g) da amostra individual. N é o número de


amostras usadas.

Calculando a média:

X = X = 0.2508 = 0.0502
N 5
XX. PROBLEMAS

Este capítulo inclui informações sobre problemas no instrumento, os códigos de erros que
podem ser impressos no final da corrida e mensagens de erros que podem aparecer na tela
durante a operação.
Se após seguir as orientações das possíveis causas e soluções o problema não for
solucionado, contate o Departamento Técnico da Becton Dickinson ou o Distribuidor local.

SINTOMAS CAUSA SOLUÇÃO


A etiqueta com código Verificar no manual do
de barras não é um dos instrumento na seção C.2.2 a
cinco padrões que o lista dos padrões que o leitor
leitor interpreta. de código de barra interpreta.
Use somente os códigos de
barras listado.

Etiqueta com código de Assegure-se de que a


barras foi lido errado etiqueta que foi lida contém
as informações que o
sistema está preparado para
LEITOR NÃO ESTÁ entrar.
LEITOR DO LENDO A ETIQUETA A etiqueta com código Limpe a ponta do leitor com
CÓDIGO DE COM O CÓDIGO DE de barras está dobrado um tecido de algodão
BARRAS (SEM BIP) ou danificado embebido em água destilada.
BARRAS Leitor de código de
barras não está
conectado (a luz Cheque a conexão
vermelha não está
visível na ponta do
leitor)
Leitor de código de Contate Becton Dickinson
barras está falhando
A etiqueta com código Verificar no manual do
de barras não está entre instrumento, seção C.2.2 a
os 5 padrões que o leitor lista dos padrões que o leitor
interpreta. de código de barra interpreta.
Use somente os códigos de
OS VALORES DO
barras listado.
LEITOR DO CÓDIGO Leitor do código de Entre manualmente a ID ou
DE BARRAS NÃO SÃO barras trunca uma ID ou número de acesso. O campo
IGUAIS AOS número de acesso que de identificação Normal e o
VALORES DA excede o comprimento número de acesso do
ETIQUETA COM máximo do campo. paciente são limitados a 15
CÓDIGO DE BARRAS caracteres.
SINTOMAS CAUSA SOLUÇÃO
Os tubos reagentes Descarte o par de tubos
AS LATERAIS DOS foram colocados em danificados. Deslize um
TUBOS REAGENTES posição errada na Coring novo par de reagentes para
CORING STATION FORAM CORTADOS Station (não estava dentro da Coring Station
totalmente dentro) até que os tubos estejam
PELO CORING
totalmente dentro.
STATION
Pipeta não está ligada ou Ligue o botão atrás da
não foi ligada durante a pipeta, colocando-o para a
carga. esquerda. Recarregue, se
necessário.
Pipeta não foi colocada Coloque a pipeta sobre o
adequadamente no carregador, assegurando
carregador durante o que a trava magnética
armazenamento prenda-a e otimize o
PIPETA ESTÁ carregamento da mesma.
DESCARREGADA Carregador não está Assegure-se de que a
PIPETA ligado adequadamente conexão esteja
adequadamente ligada no
ELETRÔNICA carregador e o mesmo
ligado à tomada elétrica.
As ponteiras não são Use somente as ponteiras
compatíveis com a pipeta recomendadas pela BDIS.
PRECISÃO OU FACSCount.
EXATIDÃO É Técnica de pipetagem é Verifique a precisão da
questionável pipeta. Veja Apêndice A
SUSPEITA
para instruções.
Pipeta não está liberando Cheque a exatidão da
corretamente o fluído. pipeta. Veja Apêndice A
para instruções.
EQUIPAMENTO NÃO  Cabo de força  Conecte o cabo de
LIGA desconectado. força.
 Fusível queimado.  Troque o fusível.
SINAL SONORO Reservatório de descarte Despreze o conteúdo do
está cheio. reservatório.
 Não há tubo de  Verifique se tem ar na
reagente no suporte. célula de fluxo. Se
tiver, retire-o fazendo a
drenagem do sistema .
 Tubos de controle  Verifique se os tubos
correndo como de controle estão no
amostra. suporte, se for o caso,
LOW EVENT RATE corrija o procedimento
PROBLEMAS NO (BAIXO NÚMERO DE  Tubos de reagente  Prepare novamente a
EQUIPAMENTO EVENTOS) sem amostra. amostra.
 Adicione solução de
 Reservatório de fluídos no reservatório.
fluído baixo ou vazio.  Cheque e encaixe
todos os conectores de
 Os conectores dos fluídos.
fluídos estão frouxos.  Realize o procedimento
de limpeza.
 Injeção da amostra  Troque o reservatório
entupida. pelo sobressalente.

 Problemas no
reservatório de lixo.
SINTOMAS CAUSA SOLUÇÃO
 Equipamento  Ligue o instrumento.
PERDA DE desligado  Desligue e após 1
TECLADO  Erro de Software minuto, ligue
CONTROLE DO
(programa) ou do novamente o
TECLADO Hardware (máquina) equipamento.

 Unidade de disco  Coloque o disquete na


LUZ DA UNIDADE DE está sem disquete. unidade de disco.
DISCO ACESA (NADA  Disquete defeituoso.  Troque o disquete.
MAIS É MOSTRADO  Cabo do monitor com  Chame a Assistência
NO MONITOR) defeito. Técnica.

MONITOR  Equipamento  Ligue o instrumento.


LUZ DA UNIDADE DE desligado.
DISCO APAGADA  Cabo de força  Conecte o cabo.
desconectado.
 Fusível queimado.  Troque o fusível.
 Papel está preso.  Tire e recoloque o
papel.
BOTÃO DE AVANÇO  Equipamento  Conecte o cabo de
DO PAPEL NÃO desligado. força e ligue o
FUNCIONA equipamento.
 Sistema não inicializa  Desligue e após 1
adequadamente. minuto, ligue
novamente o
equipamento.
IMPRESSORA
CARACTERES  Pouco papel ou papel  Tire e recoloque o
ESTRANHOS OU emperrado papel.
NENHUM CARACTER  Use o papel
É IMPRESSO recomendado pelo
fabricante.
PAPEL NÃO SAI DO  Papel emperrado.  Tire e recoloque o
EQUIPAMENTO  Falta papel papel.
 Coloque o papel.
XXI. MENSAGENS DE ERROS E SOLUÇÕES
Se algum erro for mostrado na tela, localize a mensagem de erro na listagem abaixo. As mensagens
são listadas na ordem alfabética, seguida da solução do erro.
Se a solução mostrada não obtiver sucesso, contate a assistência Técnica da BDIS ou
Representante local.
As funções chaves que estão disponíveis para os erros de tela tem os seguintes significados:

CONFIRM: Reconhece o erro e permite o procedimento. Pressione (Confirm) para ignorar a


mensagem.

RETRY: Repete a última tarefa. Pressione (Retry) após corrigir o problema.

ABORT: Reinicia o programa. Pressione (Abort) para sair e retornar ao programa.

MENSAGENS DE ERROS
INGLÊS PORTUGUÊS SOLUÇÃO
ERRO:
ERROR: CONTAGEM DE Foi colocado contagem de partículas de referência
BEAD COUNT IS OUT OF PARTÍCULAS ESTÁ incorreta. Cheque a embalagem do reagente para
RANGE FORA DO LIMITE arrumar a contagem. Pressione (Confirm) e entre com
a contagem correta.
ERROR: ERRO:
BLANK NORM. ID/Acc.# ID DE ACESSO NÃO Entre a ID normal e o número de acesso do paciente.
NOT ALLOWED PERMITIDA Pressione (Confirm) e entre um valor para a ID
normal ou número de acesso.
ERROR: ERRO:
CANNOT ACCESS ARQUIVO DO  arquivo Controle não existe. Esta mensagem
CONTROL FILE. CHECK CONTROLE NÃO aparece na primeira vez que o instrumento é
IF PROTOCOL DISK IS IN DISPONÍVEL. CHEQUE ligado ou quando um novo disquete Protocolo é
DISK DRIVE SE O DISQUETE inserido. Pressione (Confirm), prepare e corra
PROTOCOLO ESTÁ NA controles.
UNIDADE DE DISCO.  Inserir o diquete Protocolo na unidade de disco e
pressione (Retry)
ERROR: ERRO:
CANNOT MOVE SAMPLE O SEGURADOR DE Mova o objeto que está bloqueando o segurador da
HOLDER UP OR DOWN. AMOSTRA NÃO PODE amostra e pressione (Retry). Se isto não estiver
CHECK FOR MOVER-SE. CHEQUE ocorrendo contate a BDIS.
OBSTRUTIONS. OBSTRUÇÕES.
ERROR: ERRO:
CANNOT OPEN DMA A PORTA DMA NÃO Contate a BDIS quando esta mensagem aparecer.
PORT ABRE

ERROR: ERRO: Coloque o disquete Protocolo na unidade de disco e


CANNOT READ O CONTEÚDO DO pressione (Retry). Se o disquete já estiver na unidade
DEFAULT FILE ARQUIVO NÃO PODE de disco, troque-o e pressione (Abort). Introduza as
CONTENTS. SER LIDO. informações do laboratório, prepare e corra os
CHECK IF PROTOCOL VERIFICAR SE O controles novamente.
DISK IS IN DISK DRIVE DISQUETE PROTOCOLO
ESTÁ NA UNIDADE DE
DISCO.
MENSAGENS DE ERROS
INGLÊS PORTUGUÊS SOLUÇÃO
ERROR: ERRO: Coloque o disquete Protocolo na unidade de disco e
CANNOT READ FORM NÃO PODE SER LIDO O pressione (Retry). Se o disquete já estiver na unidade
FILE. FORMATO DO ARQUIVO. de disco, recoloque-o com um Disquete Protocolo de
CHECK IF PROTOCOL VERIFICAR SE O backup e pressione (Abort). Entre com as
DISK IS IN DISK DRIVE DISQUETE PROTOCOLO informações do laboratório. Prepare e corra controles
ESTÁ NA UNIDADE DE novamente.
DISCO.

ERROR: ERRO: Coloque o disquete Protocolo na unidade de disco e


CANNOT READ REGION NÃO PODE SER LIDA pressione (Retry). Se o disquete já estiver na unidade
FILE. UMA REGIÃO DO de disco, recoloque-o com um Disquete Protocolo de
CHECK IF PROTOCOL ARQUIVO. backup e pressione (Abort). Entre com as
DISK IS IN DISK DRIVE. VERIFICAR SE O informações do laboratório. Prepare e corra controles
DISQUETE PROTOCOLO novamente.
ESTÁ NA UNIDADE DE
DISCO.

ERROR: ERRO: Coloque o disquete Protocolo na unidade de disco e


CANNOT READ REPORT NÃO PODE SER LIDO O pressione (Retry). Se o disquete já estiver na unidade
TEXT FILE. RELATÓRIO DO de disco, recoloque-o com um Disquete Protocolo de
CHECK IF PROTOCOL ARQUIVO. backup e pressione (Abort). Entre com as
DISK IS IN DISK DRIVE. VERIFICAR SE O informações do laboratório. Prepare e corra controles
DISQUETE PROTOCOLO novamente.
ESTÁ NA UNIDADE DE
DISCO.

ERROR: ERRO: Coloque o disquete Protocolo na unidade de disco e


CANNOT READ SIGNAL NÃO PODE SER LIDO O pressione (Retry). Se o disquete já estiver na unidade
PROCESSING FILE. DO ARQUIVO. de disco, recoloque-o com um Disquete Protocolo de
VERIFICAR SE O backup e pressione (Abort). Entre com as
DISQUETE PROTOCOLO informações do laboratório. Prepare e corra controles
ESTÁ NA UNIDADE DE novamente.
DISCO.

ERROR: ERRO: Coloque o disquete Protocolo na unidade de disco e


CANNOT SAVE DEFAULT NÃO FOI SALVO pressione (Retry). Se o disquete já estiver na unidade
FILE. ARQUIVO. VERIFICAR SE de disco, recoloque-o com um Disquete Protocolo de
CHECK IF PROTOCOL O DISQUETE backup e pressione (Retry). Prepare e corra controles
DISK IS IN DISK DRIVE. PROTOCOLO ESTÁ NA novamente.
UNIDADE DE DISCO.

ERROR: ERRO:  Pressione (Confirm) e introduza o horário e data.


CLOCK BATTERY FALHA NA BATERIA DO  Chame a Assistência Técnica.
FAILURE. RESET TIME RELÓGIO, ACERTE O
AND DATE BEFORE HORÁRIO E A DATA
RUNNING SAMPLES OR ANTES DE CORRER OS
CONTROLS. CONTROLES.
MENSAGENS DE ERROS
INGLÊS PORTUGUÊS SOLUÇÃO
ERROR: ERRO: Coloque outro disquete e pressione (Abort).
CONTROL FILE READ ERRO AO LER ARQUIVO Introduza as informações do laboratório, prepare e
ERROR. CONTROLE. corra os controles novamente.

ERROR: ERRO: Pressione (Confirm) para ajustar os valores.


DEFAULT FILE DATA IS DADOS PADRONIZADOS Introduza as informações do laboratório, prepare e
OUT OF RANGE. FORA DO LIMITE DE corra os controles novamente.
PRESS CONFIRM TO NORMALIDADE.
RESET DEFAULTS. PRESSIONE CONFIRMAR
PARA AJUSTAR OS
VALORES.

FILE ERROR: ERRO DE ARQUIVO: Coloque outro disquete e pressione (Abort).


ERROR MESSAGE FILE ARQUIVO DE Introduza as informações do laboratório, prepare e
CANNOT BE READ. MENSAGEM DE ERRO corra os controles novamente.
NÃO FOI ENCONTRADO.

ERROR: ERRO: Pressione (Confirm) e execute o processo de limpeza


INSTRUMENT CLEANING CICLO DE LIMPEZA É diária.
CYCLE RECOMMENDED. RECOMENDADO. O equipamento deve ser lavado ou limpo após a
RUN CLEANING BEFORE EXECUTAR A LIMPEZA corrida de 51 pares de reagentes.
NEXT TEST. ANTES DO PRÓXIMO
TESTE.

ERROR: ERRO:
LASER POWER IS LOW. POTÊNCIA DO LASER Chame a Assistência Técnica.
LASER POWER : 0.324 BAIXA.
MWALTS POTÊNCIA DO LASER :
0.324 MWALTS.

ERROR: ERRO:
LASER POWER READ ERRO NA LEITURA DA Chame a Assistência Técnica.
ERROR. POTÊNCIA DO LASER.

ERROR: ERRO: Verifique a embalagem do reagente para conferir o


LAST FOUR LOT ID OS ÚLTIMOS 4 código do lote
CHARACTERS ARE CARACTERES DE Pressione (Confirm) e introduza o código correto.
WRONG. IDENTIFICAÇÃO DO
CHECK NUMBERT ON LOTES ESTÃO
PACKAGING ERRADOS.
VERIFICAR O NÚMERO
NA EMBALAGEM.

ERROR: ERRO: Verifique a embalagem do reagente para conferir o


LOT ID MUST BE 8 O NÚMERO DO LOTE código do lote.
CHARACTERS LONG. DEVE CONTER 8 Pressione (Confirm) e introduza o código correto
CHECK NUMBER ON DIGÍTOS.
PACKAGING. VERIFICAR O NÚMERO
NA EMBALAGEM.
MENSAGENS DE ERROS
INGLÊS PORTUGUÊS SOLUÇÃO
CONTROL – ZERO CONTROLE – ZERO Pressione (Confirm) e procure o código de erro no
NORMID: NORMID: relatório.
12345678 12345678
MAJOR TUBE FAILURE. FALHA. TESTE FOI
TEST STOPPED. PARALISADO.

SAMPLE – CD4 AMOSTRA CD4 Pressione (Confirm) e procure o código de erro no


ACC#: ACC#: relatório impresso.
1234 1234
MAJOR TUBE FAILURE. FALHA. TESTE FOI
TEST STOPPED. PARALISADO.

ERROR: ERRO: Verifique a embalagem do controle para conferir o


NEED CONTROL ID, NOT CÓDIGO DO REAGENTE código do lote.
REAGENT ID. ENTROU NO LUGAR DO Pressione (Confirm) e traduza o código do controle.
CÓDIGO DO CONTROLE.
VERIFICAR O NÚMERO
NA EMBALAGEM.

ERROR: ERRO:
NEED REAGENT ID, NOT CÓDIGO DO CONTROLE Verifique a embalagem do controle para conferir o
CONTROL ID. ENTROU NO LUGAR DO código do lote.
CHECK NUMBER ON CÓDIGO DO REAGENTE. Pressione (Confirm) e introduza o código do controle.
PACKAGING. VERIFICAR O NÚMERO
NA EMBALAGEM.
ERROR: ERRO:
NOT ENOUGH MEMORY. MEMÓRIA Chame a Assistência Técnica.
MEMORY AVAILABLE: INSUFICIENTE.
640 BLOCKS. MEMÓRIA DISPONÍVEL:
640 BLOCKS.
PRINTER ERROR: ERRO DE IMPRESSÃO.
PRINTER BUSY. IMPRESSORA Chame a Assistência Técnica..
OCUPADA.
PRINTER ERROR: ERRO DE IMPRESSÃO.
PRINTER OFF- LINE. IMPRESSORA Chame a Assistência Técnica.
DESCONECTADA.
PRINTER ERROR: ERRO DE IMPRESSÃO.
PRINTER OUT OF IMPRESSORA SEM Coloque o papel e pressione (Retry).
PAPER. PAPEL.
DISK ERROR: ERRO DE DISCO:
PUT PROTOCOL DISK IN COLOCAR O DISQUETE Coloque o disquete protocolo na unidade de disco e
DISK DRIVE. PROTOCOLO NA pressione (Retry).
UNIDADE DE DISCO.
ERROR: ERRO:
REGION FILE READ ERRO NA LEITURA DO Coloque o disquete na unidade de disco e pressione
ERROR. ARQUIVO DE REGIÃO. (Abort). Introduza as informações do laboratório,
prepare e corra os controles novamente.
ERROR: ERRO:
SYSTEM FLUID LOW. RESERVATÓRIO DE Encha o reservatório de fluídos e esvazie o de
WASTE FULL. FLUÍDOS COM NÍVEL descarte, em seguida pressione (Retry).
SDERVICE BEFORE BAIXO.
CONTINUING. DESCARTE CHEIO.
SOLUCIONAR ANTES DE
CONTINUAR.
MENSAGENS DE ERROS
INGLÊS PORTUGUÊS SOLUÇÃO
ERROR: ERRO:
SYSTEM FLUID TANK RESERVATÓRIO DE Encha o reservatório e pressione (Retry).
LOW. FILL TANK. FLUÍDOS COM NÍVEL Cheque o reservatório do lixo e esvazie se
SERVICE BEFORE MUITO BAIXO. ENCHER necessário.
CONTINUING. O TANQUE.
SOLUCIONAR ANTES DE
CONTINUAR.
ERROR: ERRO:
UNABLE TO INITIALIZE INCAPAZ DE INICIAR A Chame a Assistência Técnica..
BARCODE READER. LEITURA DO CÓDIGO DE
BARRAS.
ERROR: ERRO:
UNABLE TO INITIALIZE INCAPAZ DE INICIAR O Chame a Assistência Técnica.
KEYPAD. TECLADO.
ERROR: ERRO:
UNABLE TO MOVE INCAPAZ DE MOVER O Verifique e retire qualquer obstáculo que possa estar
SAMPLE HOLDER SUPORTE DE AMOSTRA atrapalhando o percurso do suporte de amostra até o
DOWNWARD. PARA BAIXO. seu destino final e pressione (Retry). Se não houver
CHECK FOR VERIFICAR obstruções, pressione (Confirm).
OBSTRUCTIONS. OBSTRUÇÕES.

ERROR: ERRO: Verifique se o tubo de reagente está tampado. Se


UNABLE TO MOVE INCAPAZ DE MOVER O estiver, retire a tampa e pressione (Retry). Retire
SAMPLE HOLDER SUPORTE DE AMOSTRA qualquer obstáculo que possa estar atrapalhando o
UPWARD. PARA CIMA. percurso do suporte de amostra até o seu destino
CHECK FOR VERIFICAR final e pressione (Confirm).
OBSTRUCTIONS. OBSTRUÇÕES.
ERRO:
ERROR: INCAPAZ DE LER Introduza o disquete protocolo na unidade de disco.
UNABLE TO READ ARQUIVO “DEFAULT”.
DEFAULT FILE. VERIFICAR SE O
CHECK IF PROTOCOL DISQUETE PROTOCOLO
DISK IS IN DISK DRIVE. ESTÁ NA UNIDADE DE
DISCO.
ERROR: ERRO:
WASTE TANK FULL. RESERVATÓRIO DE Esvazie o reservatório e pressione (Retry).
EMPTY TANK. DESCARTE CHEIO.
SERVICE BEFORE SOLUCIONAR ANTES DE
CONTINUING. CONTINUAR.
CÓDIGOS DE ERROS RELATADOS NA IMPRESSÃO
A lista abaixo são os códigos de erros que podem aparecer impressos nos resultados após as
amostras e Controles terem sido corridos. Cada Código de Erro dá sua possível causa e solução
para corrigir o problema. Se após seguir as recomendações abaixo, o problema persistir, contate a
BDIS ou representante da Assistência Técnica.

CÓDIGOS DE ERROS RELATADOS NA IMPRESSÃO


CÓDIGO CAUSAS SOLUÇÕES
 ERRO DE
PIPETAGEM.
 SANGUE DO TUBO  PREPARE NOVAMENTE A AMOSTRA
CD4 DIFERENTE DO
01 TUBO CD8.
 AMOSTRA AGITADA
DE FORMA
INADEQUADA.

 TUBOS CD4 E CD8  CORRA CD4, EM SEGUIDA CORRA CD8.


CORRIDOS FORA DA
SEQÜÊNCIA.  PREPARE NOVAMENTE A AMOSTRA.
02  ERRO DE
PIPETAGEM.
 SANGUE DO TUBO  IDEM AO ANTERIOR.
CD4 DIFERENTE DO
TUBO CD8.

 CHAME A ASSISTÊNCIA TÉCNICA.


03

 NÃO HÁ TUBO DE  COLOQUE O TUBO NO SUPORTE DE


REAGENTE NO AMOSTRA. VERIFIQUE SE HÁ AR NA CÉLULA
SUPORTE DA AMOSTRA. DE FLUXO. SE FOR O CASO, RETIRE O AR.

 NÃO HÁ AMOSTRA NO  PREPARE NOVAMENTE A AMOSTRA.


TUBO DE REAGENTE.
 AMOSTRA AGITADA DE  AGITE A AMOSTRA.
FORMA INADEQUADA.
 PORTA DO SISTEMA  FECHE A PORTA.
ÓTICO ABERTA.
 RESERVATÓRIO DO  ADICIONE SOLUÇÃO DE FLUÍDOS NO
04 SISTEMA DE FLUÍDO RESERVATÓRIO.
VAZIO OU COM NÍVEL
BAIXO.
 SISTEMA SUJO OU  EXECUTE O PROCEDIMENTO DE LIMPEZA.
ENTUPIDO.
 FLUÍDO DE SISTEMA  TROQUE O FLUÍDO DO SISTEMA POR UM
SUJO. FLUÍDO LIMPO.
 FILTRO DO SISTEMA  TROQUE O FILTRO DO FLUÍDO.
PRECISA SER
TROCADO.
 LOTE DO REAGENTE  VERIFIQUE OS LOTES E REPITA O
DIFERENTE DO LOTE PROCEDIMENTO DE CONTROLE.
DO CONTROLE.
CÓDIGOS DE ERROS RELATADOS NA IMPRESSÃO
CÓDIGO CAUSAS SOLUÇÕES
 PORTA DO SISTEMA  FECHE A PORTA.
ÓTICO ABERTA
 RESERVATÓRIO DO  ADICIONE SOLUÇÃO DE FLUÍDOS NO
05 SISTEMA DE FLUÍDO OU RESERVATÓRIO.
COM NÍVEL BAIXO.
 AR NA CÉLULA DE  RETIRE O AR.
FLUXO.
06 E 07  CHAME A ASSISTÊNCIA TÉCNICA
 REAGENTE  VERIFIQUE A VALIDADE DO REAGENTE, SE
DEGRADADO. NÃO FOI EXPOSTO AO CALOR OU LUZ E SE
FOI REFRIGERADO ADEQUADAMENTE. SE
08/09/19 E 20 FOR O CASO, TROQUE O REAGENTE.
 LOTE DO REAGENTE  VERIFIQUE OS LOTES E REPITA O
DIFERENTE DO LOTE PROCEDIMENTO DE CONTROLE.
DO CONTROLE.
 PORTA DO SISTEMA  FECHE A PORTA.
ÓTICO ABERTA.
 RESERVATÓRIO DO  ADICIONE SOLUÇÃO DE FLUÍDOS NO
SISTEMA DE FLUÍDO RESERVATÓRIO.
VAZIO OU COM NÍVEL
BAIXO.
10 E 11  AR NA CÉLULA DE  RETIRE O AR DA CÉLULA.
FLUXO.
 AR NO SISTEMA DE  RETIRE O AR DO SISTEMA.
FLUÍDOS.
 SISTEMA SUJO.  EXECUTE O PROCEDIMENTO DE LIMPEZA.
 LOTE DO REAGENTE  SE FORAM USADOS LOTES DIFERENTES,
DOS CONTROLES PREPARE CONTROLES E AMOSTRAS
DIFERENTES DO LOTE NOVAMENTE COM REAGENTES DO MESMO
DE REAGENTE DAS LOTE.
AMOSTRAS.
12 E 21  SOLUÇÃO DE FIXAÇÃO  PREPARE NOVAMENTE AMOSTRA.
NÃO FOI ADICIONADA
DURANTE A
PREPARAÇÃO DA
AMOSTRA.
 SANGUE TOTAL FOI  OBTENHA NOVA AMOSTRA.
ARMAZENADO SOB
REFRIGERAÇÃO.
 LOTE DO REAGENTE  SE FORAM USADOS LOTES DIFERENTES,
DOS CONTROLES PREPARE CONTROLES E AMOSTRAS
DIFERENTE DO LOTE NOVAMENTE COM REAGENTES DO MESMO
DE REAGENTE DAS LOTE.
AMOSTRAS.
 SOLUÇÃO DE FIXAÇÃO  PREPARE NOVAMENTE A AMOSTRA.
NÃO FOI ADICIONADA
DURANTE A
13 PREPARAÇÃO DA
AMOSTRA.
 SANGUE TOTAL FOI  OBTENHA NOVA AMOSTRA.
ARMAZENADO SOB
REFRIGERAÇÃO.
 AMOSTRA NÃO FOI  PREPARE NOVAMENTE A AMOSTRA E
INCUBADA PELO INCUBE PELO MENOS 60 MINUTOS.
TEMPO NECESSÁRIO.
CÓDIGOS DE ERROS RELATADOS NA IMPRESSÃO
CÓDIGO CAUSAS SOLUÇÕES

 CHAME A ASSISTÊNCIA TÉCNICA


14 E 15

 LOTE DO REAGENTE  SE FORAM USADOS LOTES DIFERENTES,


DOS CONTROLES PREPARE CONTROLES E AMOSTRAS
16 E 17 DIFERENTE DO LOTE NOVAMENTE COM REAGENTES DO MESMO
DE REAGENTE DAS LOTE.
AMOSTRAS.

 TEMPO DE INCUBAÇÃO  PREPARE NOVAMENTE A AMOSTRA,


ULTRAPASSOU 120 INCUBANDO ENTRE 60 E 120 MINUTOS.
MINUTOS APÓS O
SANGUE TER SIDO
18 ADICIONADO AOS  PREPARE NOVA AMOSTRA.
REAGENTES.
 TUBOS DE REAGENTES
OU AMOSTRA FORAM
EXPOSTOS À LUZ.

 VEJA CÓDIGOS 08 E 09
19 E 20

 VEJA CÓDIGO 12
21

 LOTE DO REAGENTE  SE FORAM USADOS LOTES DIFERENTES,


DOS CONTROLES PREPARE CONTROLES E AMOSTRAS
DIFERENTE DO LOTE NOVAMENTE COM REAGENTES DO MESMO
DE REAGENTE DAS LOTE.
AMOSTRAS.  PREPARE NOVAMENTE A AMOSTRA.

 SOLUÇÃO DE FIXAÇÃO
NÃO FOI ADICIONADA  OBTENHA NOVA AMOSTRA.
DURANTE A
22 PREPARAÇÃO DA
AMOSTRA.  PREPARE NOVA AMOSTRA E INCUBE NO
 SANGUE TOTAL FOI MÍNIMO 60 MINUTOS.
ARMAZENADO SOB
REFRIGERAÇÃO.
 TEMPO DE INCUBAÇÃO
MENOR DO QUE 60
MINUTOS APÓS A
ADIÇÃO DO SANGUE.

 LOTE DO REAGENTE  SE FORAM USADOS LOTES DIFERENTES,


DOS CONTROLES PREPARE CONTROLES E AMOSTRAS
DIFERENTE DO LOTE NOVAMENTE COM REAGENTES DO MESMO
23 E 24 DE REAGENTE DAS LOTE.
AMOSTRAS.
CÓDIGOS DE ERROS RELATADOS NA IMPRESSÃO
CÓDIGO CAUSAS SOLUÇÕES
 NÃO HÁ TUBO DE  VERIFIQUE SE HÁ AR NA CÉLULA DE FLUXO,
REAGENTE NO SUPORTE SE FOR O CASO, RETIRE O AR. COLOQUE O
DE AMOSTRA. TUBO DE REAGENTE NO SUPORTE DA
 NÃO HÁ AMOSTRA NO AMOSTRA.
TUBO DE REAGENTE.  PREPARE NOVA AMOSTRA.
 RESERVATÓRIO DO
SISTEMA DE FLUÍDOS  ENCHA O RESERVATÓRIO DO SISTEMA DE
25 VAZIO OU COM NÍVEL FLUÍDOS.
BAIXO.
 RESERVATÓRIO DE
DESCARTE CHEIO.  ESVAZIE O RESERVATÓRIO DE DESCARTE.
 CONECTORES DE FLUÍDO  FAÇA AS CONEXÕES SEGUINDO O CÓDIGO
DESCONECTADOS. DE CORES.
 TUBO DE INJEÇÃO DE  EXECUTE O PROCEDIMENTO DE LIMPEZA DO
AMOSTRA ENTUPIDO. TUBO DE INJEÇÃO DA AMOSTRA .
 TROQUE O RESERVATÓRIO.
 FALHA NO
RESERVATÓRIO DE
DESCARTE.
26 E 27  VEJA CÓDIGOS 10 E 11
 CONTROLES CORRIDOS  VERIFIQUE E COLOQUE A AMOSTRA NO
NO LUGAR DOS TUBOS DE SUPORTE DE AMOSTRA,
REAGENTES.  EXECUTE O PROCEDIMENTO DE LIMPEZA DO
 TUBO DE INJEÇÃO DE TUBO DE INJEÇÃO DA AMOSTRA.
28 AMOSTRA ENTUPIDO.  TROQUE O RESERVATÓRIO.

 FALHA NO
RESERVATÓRIO DE
DESCARTE.
 RESERVATÓRIO DO  ENCHA O RESERVATÓRIO DE FLUÍDOS.
SISTEMA DE FLUÍDOS
VAZIO OU COM NÍVEL
BAIXO.
29  CONECTOR DO PROBE DE  CONECTE O PROBE.
DETECÇÃO DO SISTEMA
DE FLUÍDOS
DESCONECTADO.
 CONECTOR DO PROBE DO  CHAME A ASSISTÊNCIA TÉCNICA.
SISTEMA DE PROBE
QUEBRADO.
 RESERVATÓRIO DE  ESVAZIE O RESERVATÓRIO DE DESCARTE.
DESCARTE CHEIO.  CONECTE O PROBE.
 CONECTOR DO PROBE DE
30 DETECÇÃO DO SISTEMA
DE FLUÍDOS  CHAME A ASSISTÊNCIA TÉCNICA.
DESCONECTADO.
 CONECTOR DO PROBE DO
SISTEMA DE PROBE
QUEBRADO.
 AR NA CÉLULA DE FLUXO.  RETIRE O AR DA CÉLULA.
 SISTEMA SUJO.  EXECUTE OS PROCEDIMENTOS DE LIMPEZA.
31  POTÊNCIA DO LASER  CHAME A ASSISTÊNCIA TÉCNICA.
BAIXA.
CÓDIGOS DE ERROS RELATADOS NA IMPRESSÃO
CÓDIGO CAUSAS SOLUÇÕES

 CHAME A ASSISTÊNCIA TÉCNICA.


32

 DESDE A ÚLTIMA  EXECUTE PROCEDIMENTO DE LIMPEZA.


LIMPEZA, JÁ FORAM
33 CORRIDOS PELO MENOS
51 PARES DE REAGENTES.
 CÓDIGO DE ERRO NÃO EXISTENTE NESTA VERSÃO DO EQUIPAMENTO.
34

 CABO DA RS232  CONECTE O CABO.


DESCONECTADO

35

 LOTE DO REAGENTE DOS  SE FORAM USADOS LOTES DIFERENTES,


CONTROLES DIFERENTE PREPARE CONTROLES E AMOSTRAS
DO LOTE DE REAGENTE NOVAMENTE COM REAGENTES DO MESMO
36 DAS AMOSTRAS. LOTE.
 PREPARE NOVAMENTE A AMOSTRA.
 SOLUÇÃO FIXADORA NÃO
FOI ADICIONADA
DURANTE A PREPARAÇÃO
DA AMOSTRA.
 TUBOS CD4 E CD8  CORRA CD4 E EM SEGUIDA CORRA CD8.
CORRIDOS FOR A DA
SEQÜÊNCIA.
37

 ERRO DE PIPETAGEM DO  PREPARE OS CONTROLES NOVAMENTE.


CONTROLE.  DESCARTAR ESSES CONTROLES E ABRIR
 CONTROLES NÃO FORAM NOVOS.
ARMAZENADOS DE
38 CABEÇA PARA CIMA OU
NÃO FORAM AGITADOS
APROPRIADAMENTE
ANTES DO USO.
 CONTAGEM INCORRETA  INTRODUZA AS CONTAGENS CORRETAS E
DAS PARTÍCULAS FOI CORRA OS CONTROLES NOVAMENTE.
INTRODUZIDA NO
APARELHO.  VERIFIQUE A PRECISÃO DA PIPETA EM
 PIPETA NÃO ESTÁ DISTRIBUIR 50 L.
DISTRIBUINDO O VOLUME
39 PRECISO DO FLUÍDO.  DESCARTE ESSES CONTROLES E ABRA
 CONTROLES NÃO FORAM NOVOS.
ARMAZENADOS DE
CABEÇA PARA CIMA OU
NÃO FORAM AGITADOS
APROPRIADAMENTE
ANTES DO USO.
CÓDIGOS DE ERROS RELATADOS NA IMPRESSÃO
CÓDIGO CAUSAS SOLUÇÕES
 CONTAGEM INCORRETA  INTRODUZA AS CONTAGENS CORRETAS E
DAS PARTÍCULAS FOI CORRA OS CONTROLES NOVAMENTE.
INTRODUZIDA NO
APARELHO.
 PIPETA NÃO ESTÁ  VERIFIQUE A PRECISÃO DA PIPETA EM
DISTRIBUINDO O VOLUME DISTRIBUIR 50 L.
PRECISO DO FLUÍDO.
 CONTROLES NÃO FORAM  DESCARTE ESSES CONTROLES E ABRA
ARMAZENADOS DE NOVOS.
CABEÇA PARA CIMA OU
NÃO FORAM AGITADOS
APROPRIADAMENTE
ANTES DO USO.
40  AMOSTRAS CONTROLE  CORRA O CD4-ZERO, O CD8-LOW, O CD4-
FORAM CORRIDAS FORA MEDIUM E O CD4-HIGH.
DA SEQÜÊNCIA OU AS
PARTÍCULAS DE
CONTROLE FORAM
ADICIONADAS AOS TUBOS
ERRADOS DE
REAGENTES.

 CONTAGEM INCORRETA  INTRODUZA AS CONTAGENS CORRETAS E


DAS PARTÍCULAS FOI CORRA OS CONTROLES NOVAMENTE.
INTRODUZIDA NO
APARELHO.  CORRA O CD4-ZERO, O CD8-LOW, O CD4-
 AMOSTRAS CONTROLE MEDIUM E O CD4-HIGH.
FORAM CORRIDAS FORA
DA SEQÜÊNCIA OU AS
41 PARTÍCULAS DE
CONTROLE FORAM
ADICIONADAS AOS TUBOS
ERRADOS DE  PREPARE OS CONTROLES NOVAMENTE.
REAGENTES.
 NENHUMA PARTÍCULA DE
CONTROLE FOI
ADICIONADA AO TUBO DE
REAGENTE DURANTE A
PREPARAÇÃO.

 O SANGUE NÃO FOI  PREPARE OS CONTROLES NOVAMENTE.


ADICIONADO AOS TUBOS
DE REAGENTE DURANTE A
PREPARAÇÃO DE
AMOSTRA CONTROLE.
 SANGUE  PREPARE OS CONTROLES NOVAMENTE.
42, 43, 44 E 45 HEMATOLOGICAMENTE
ANORMAL FOI
ADICIONADO NA  VERIFIQUE A VALIDADE DO REAGENTE, SE
PREPARAÇÃO DOS NÃO FOI EXPOSTO AO CALOR OU LUZ E SE
CONTROLES. FOI REFRIGERADO ADEQUADAMENTE. SE
 REAGENTE DEGRADADO. FOR O CASO, TROQUE O REAGENTE.
CÓDIGOS DE ERROS RELATADOS NA IMPRESSÃO
CÓDIGO CAUSAS SOLUÇÕES
 PORTA DO SISTEMA  FECHE A PORTA.
ÓTICO ABERTA.
 O SANGUE UTILIZADO NA  USE SANGUE TOTAL NOVO.
46 PREPARAÇÃO TEM MAIS
DE 24 HORAS.
 A AMOSTRA FOI  PREPARE NOVA AMOSTRA E CORRA
ANALISADA APÓS 24 DENTRO DE 24 HORAS.
HORAS DA PREPARAÇÃO.

 TUBOS DE CD4 E CD8  CORRA O TUBO CD4 E EM SEGUIDA O TUBO


CORRIDOS FOR A DA CD8.
SEQÜÊNCIA.
 PORTA DO SISTEMA  FECHE A PORTA.
ÓTICO ABERTA.
 AR NA CÉLULA DE FLUXO.  RETIRE O AR.
 PARTÍCULAS DE  PREPARE A AMOSTRA NOVAMENTE.
47 CONTROLE FORAM
ADICIONADAS À AMOSTRA  OBTENHA NOVA AMOSTRA.
DO PACIENTE.
 SANGUE TOTAL  VERIFIQUE A VALIDADE DO REAGENTE, SE
ARMAZENADO SOB NÃO FOI EXPOSTO AO CALOR OU LUZ E SE
REFRIGERAÇÃO. FOI REFRIGERADO ADEQUADAMENTE. SE
 REAGENTE DEGRADADO. FOR O CADO, TROQUE O REAGENTE.

 CHAME A ASSISTÊNCIA TÉCNICA


48 E 49
PRODUZIDO POR:

BD BIOSCIENCES

2350 QUME DRIVE

SAN JOSE, CA 95131-1807

DISTRIBUÍDO POR:

BECTON DICKINSON INDÚSTRIA CIRÚRUGICAS LTDA

RUA ALEXANDRE DUMAS, 1976 – CHÁCARA SANTO ANTONIO

SÃO PAULO – SP – CEP: 04717-004

FONE: 0XX-11-5185-9941

FAX: 0XX-11-5185-9895
BIBLIOGRAFIA

1. World Health Organization. Global Program on AIDS. Current and future dimensions of the
HIV/AIDS pandemis. A capsule summary. January 1992.
2. Amman AJ, Abrams D, Conant MA, et al. Acquired immune dysfunction in homosexual men:
inmunologic profiles. Clin Immunol Immunopathol.
3. Hollander H, Loveless MO, Montauk SL. The HIV-infecred patient: earlystage care. Patient Care.
September 15, 1993; 21-61
4. Giorgi J, Dettels R. T-cell sunset alterations in HIV-infected Homosexual men: NAID multicenter
AIDS cohort study. Clin immunol immunopathol. 52;1989:10-18
5. Hirsch MS, D´aquila RT. Therapy for human immunodeficiency virus infection. N Engl J Med.
1993;328:1686-1695
6. Malone JL, Simms TE, Gray GC, Wagner KF, Burge DS. Sourcesof variability in repeated T-
helper lymphocyte counts from human immunodeficiency virus type 1-infected patients: total
lymphocyte count fluctuations and diurnal cycle are important. J Acq Immun Def Synd.
1991;3:144-151
7. Koepke J, Landay A. precision and accuracy os absolute lymphocyte counts. Clin Immunol
Immunopathol. 1989;52:19-27.