Você está na página 1de 3

DA INFRAÇÃO PENAL – ESPÉCIES E SUJEITOS

Em nosso ordenamento jurídico penal, INFRAÇÃO PENAL é gênero, podendo ser dividida em
crime (ou delito) e contravenção penal (ou crime anão). As diferenças entre eles estão nos valores.
Diferenças entre crime e contravenção penal.
Diferenças Crime Contravenção Penal
Tipo de Pena Privativa de Reclusão/detenção/ou multa Prisão simples e/ou multa
liberdade
Espécie de ação penal Ação penal privada e ação Ação penal pública
penal pública (condicionada ou incondicionada
incondicionada)
Punição da tentativa Pune a tentativa Não pune a tentativa
Regras da extraterritorialidade Admite extraterritorialidade da Não admite
lei penal
Competência para o processo Justiça Federal e Estadual Justiça Estadual (salvo se foro
e julgamento por prerrogativa de função)
Limite de cumprimento de 30 anos 5 anos
pena
Período do Sursis 2 a 4 anos ou 4 a 6 anos 1 a 3 anos
Cabimento da prisão Cabe de acordo com o artigo Não cabe
preventiva e temporária 313 do CPP e Artigo 1 º, III, da
Lei 7.960/89
Possibilidade de confisco Só instrumento do crime podem Não se admite confisco de
ser confiscados instrumento de contravenções

SUJEITOS DO CRIME
O sujeito ativo do crime é a pessoa que pratica a infração penal. Qualquer pessoa física capaz
e com 18 anos completos pode ser sujeito ativo de crime.
CUIDADO! E a Pessoa jurídica?
Com o surgimento da Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/98), a legislação ambiental no que toca à
proteção ao meio ambiente é centralizada. As penas agora têm uniformização e gradação
adequadas e as infrações são claramente definidas. Contrário ao que ocorria no passado, a lei
define a responsabilidade das pessoas jurídicas, permitindo que grandes empresas sejam
responsabilizadas criminalmente pelos danos que seus empreendimentos possam causar à natureza.

www.monsterconcursos.com.br pág. 2
O sujeito Passivo é a pessoa ou ente que sofre as consequências da infração penal. Divide-se:
 CONSTANTE: Será sempre o Estado, interessado na manutenção da paz pública e da ordem social.
 EVENTUAL: É o titular do interesse penalmente protegido.

Classificações de crimes:
 Crime material, formal e de mera conduta;
 Crime comum, próprio e de mão própria;
 Crime doloso, culposo e preterdeloso;
 Crime instantâneo, permanente e instantâneo de efeitos permanentes;
 Crime consumado e tentado;
 Crime de dano e perigo;
 Crime simples, complexo, qualificado e privilegiado;
 Crime plurissubjetivo e unissubjetivo;
 Crime comissivo e omissivo;
 Crime unissubsistente e plurissubsistente;
 Crime Habitual;
 Crime permanente;

www.monsterconcursos.com.br pág. 3

Você também pode gostar