Você está na página 1de 5

LEGISLAÇÃO EXTRAVAGANTE – LEI DE CRIMES HEDIONDOS

Professor Diogo Lopes

LEI Nº 8.072, DE 25 DE JULHO DE 1990.

01 – MANDADO DE CRIMINALIZAÇÃO:
A constituição federal estabeleceu um mandado de criminalização, dentro outros crimes para o crime
hediondo, pois determino ao legislador que definisse o crime hediondo, o qual séria insuscetível de graça,
anistia e fiança.

Lei Fiança
Graça – Indulto
Anistia

02 – CONCEITO – SISTEMAS PARA DEFINIÇÕES DO CRIME HEDIONDO.

I – SISTEMA JUDICIAL:
Por este sistema cabe ao juiz definir o crime hediondo no caso concreto.

II – SISTEMA LEGAL / TAXATIVO:


Por este sistema cabe somente a lei definir a conduta considerada hedionda.

III – SISTEMA MISTO:


Por este sistema cabe a lei definir o crime hediondo, podendo o juiz reconhecer outras condutas no
caso concreto.
O brasil adotou o sistema legal ou taxativo, mas o juiz pode no caso concreto retirar condição de
hediondo de crime que esteja no rol.

03 – ROL DOS CRIMES HEDIONDOS:


O rol de crimes hediondo, salvo genocídio, está definido no código penal, que pode ser consumado
ou tentado.

OBS:
Nenhum crime defino no código penal militar será considerado hediondo.

a) HOMICÍDIO CONDICIONADO:
Homicídio praticado em atividade típica de grupo de extermínio ainda que por um só agente.
Além de ser considerado hediondo o homicídio praticado por grupo de extermínio e causa de
aumento de pena.
Aumento de pena de 1/3 até ½.

b) HOMICÍDIO QUALIFICADO:
Pena de 12 a 30 anos.

I – CIRCUNSTÂNCIA QUALIFICADORAS SUBJETIVAS:


- Motivo torpe: Ex:. (Paga e promessa de recompensa)
Homicídio mercenário

OBS:
De acordo com o STJ (2015) somente o executor respondera pelo homicídio mercenário, devendo
ser analisado no caso concreto os motivos do mandante.
Rua 03, n. 851, 2º andar, Centro, Goiânia-GO 1
Telefone - 62 3092-4040 / 62 98438-1022
- Motivo fútil:

- Motivo de conexão / outro crime:


Teleológica
Execução

Consequencial
Ocultação
Impunidade
Vantagem de outro crime

- Feminicídio:
Ocorre quando a gente mata mulher em ração da sua condição de mulher que se verifica quando o
homicídio envolve violência doméstica e família ou menosprezo ou discriminação do sexo feminino.

- Homicídio funcional:
Art. 142, CF – Marinha, Exército e Aeronáutica.
Art. 144, CF – Polícia federal;
Polícia rodoviária federal;
POLICIAL Polícia ferroviária federal;
Polícias civis;
Polícias militares;
Corpos de bombeiros militares.
Sistema penitenciário.
Força nacional de segurança pública.

OBS:
Autoridade e agentes integrantes dos órgãos acima referido no exercício da função ou em razão dela,
Conge, companheiro e parentes consanguíneos até o 3º grau.

II – QUALIFICADORAS OBJETIVAS:
Insidioso
- Meio Cruel
Perigo comum
Fogo, explosivo, asfixia, tortura e veneno.

- Modo
Que dificulta o impeça a capacidade de resistência da vítima.

Traição
Emboscada
Dissimulação

Homicídio hibrido:
E o homicídio qualificado e privilegiado ao mesmo tempo que ocorre quando as circunstâncias qualificadoras
forem de natureza objetivas.

De acordo com o STF o homicídio hibrido não e hediondo.


c) LESÃO CORPORAL:
I – Gravíssima.
Incapacidade permanente para o trabalho.
Enfermidade incurável.
Perde ou inutilização de membro, sentido ou função.
Aborto.
Rua 03, n. 851, 2º andar, Centro, Goiânia-GO 2
Telefone - 62 3092-4040 / 62 98438-1022
Deformidade permanente.

II – Seguida de morte.
Contra policiais.

OBS:
Além de ser considerado hediondo essa lesão e causa de aumento de pena de 1/3 a 2/3.

d) LATROCÍNIO. ART. 157, § 3º IN FINE DO CP:

Violência – da violência resultar morte


Roubo Grave ameaça
Violência imprópria

SUBTRAÇÃO MORTE
SIM SIM CONSUMADO
SIM NÃO TENTADO
NÃO NÃO TENTADO
NÃO SIM CONSUMADO (SUMULA 610 SO STF)

e) Extorsão Qualificada Pela Morte:

Art. 158, § 2º, CP.

f) Extorsão mediante sequestro:

Simples
Qualificada

g) ESTUPRO: ART. 213

Simples
Qualificado

h) ESTUPRO DE VULNERÁVEL. ART. 217-A, CP


Menor de 14 anos.
Deficiente mental que não tenha o necessário discernimento para
pratica do ato.
Quem não puder oferecer resistência.

i) FAVORECIMENTO DA PROSTITUIÇÃO DE MENOR DE 18 ANOS ou VULNERÁVEL. ART.


218-B, CP.
j) EPIDEMIA COM RESULTADO MORTE. ART. 267, § 1º, CP

k) FALSIFICAÇÃO DE MEDICAMENTOS. ART. 273, CP.

I – CONDUTA:
Alterar
Adulterar
Falsificar
Rua 03, n. 851, 2º andar, Centro, Goiânia-GO 3
Telefone - 62 3092-4040 / 62 98438-1022
Corromper

II – OBJETO MATERIAL:
Produtos terapêuticos ou medicinais.

Pena de 10 a 15 anos e multa, mas o STJ disse que essa pena e inconstitucional.
Aplica a pena do tráfico 5 a 15 anos e multa, podendo aplicar também § 4°.

l) GENOCÍDIO
O tráfico de drogas, terrorismo e a tortura não são considerados crimes hediondo, mas recebem o mesmo
tratamento de um crime hediondo.

04 – VEDAÇÕES:

Graça e um perdão de pena concedido pelo presidente por meio de decreto e de forma e de forma
individual.

Indulto e um perdão de pena coletivo concedido pelo presidente.


Art. 84, XII, CF
Essa atribuição pode ser delegada aos ministros de estado, ao procurador geral da república (PGR)
e advogada geral da união (AGU).

Anistia e um perdão de fato concedido pelo congresso nacional por meio de lei.
Art. 48, CF.

Fiança e uma medida cautelar diversa da prisão. (Liberdade provisória pagando para sair).

VAI CAIR.
05 – REGIME DE COMPRIMENTO DE PENAS:

I – De acordo com a lei o regime inicial de comprimento da pena privativa de liberdade e fechado.
De acordo com o STF e STJ o juiz pode fixar regime inicial de comprimento pena diverso do fechado.

II – Progressão de regime.
Comprimento de pena 2/5 se primário e 3/5 se reincidente

OBS:
Pena privativa de liberdade:

Reclusão Aberto até 4 anos se primário.


Semi-aberto maior que 4 anos igual ou inferior a 8 anos se primário
Fechado maior que 8 anos.

Detenção Aberto até 4 anos se primário.


Semi-aberto maior que 4 anos igual ou inferior a 8 anos se primário
Durante o comprimento de pena pode regredir para o fechado.

06– LIVRAMENTO CONDICIONAL:

Será concedido o livramento condicional ao agente que praticar crime hediondo ou equiparada,
desde que: Cumpra 2/3 da pena aplicada.
Rua 03, n. 851, 2º andar, Centro, Goiânia-GO 4
Telefone - 62 3092-4040 / 62 98438-1022
Não seja reincidente especifico.

07– PRISÃO CAUTELAR TEMPORÁRIA:

Se crime de hediondo equiparado o prazo de prisão temporária e de até 30 dias podendo ser
prorrogado por igual período no caso de estrema necessidade comprovada.

Rua 03, n. 851, 2º andar, Centro, Goiânia-GO 5


Telefone - 62 3092-4040 / 62 98438-1022