Você está na página 1de 1

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO


DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO VICENTE
E.E.PROF. JOSÉ DE ALMEIDA PINHEIRO JUNIOR

ROTEIRO DE ESTUDOS
NOME DO PROFESSORA: Jussara
DISCIPLINA : Geografia SALA: 7 B
SEMANA 15 a 19 de Junho QUANTIDADE DE AULAS: 4
NOME DO ALUNO:__________________________________________________________

● Habilidades a serem trabalhadas: Características dos povos ribeirinhos e caiçaras,


quilombolas e indígenas
● Atividades a serem realizadas: pesquisa
● Material necessário:___________________________________________________
● Instrumentos para verificação da aprendizagem: Entendimento sobre o texto.

Duas culturas relacionadas ao ambiente

Apesar de explorarem ambientes e ecossistemas diferentes (rios e mar) e estarem separados


espacialmente, às vezes por grandes distâncias, percebemos muitas similaridades entre as
comunidades de caiçaras e ribeirinhos, especialmente no que tange aos sistemas de uso de
recursos naturais, conhecimentos, conflitos e ameaças diversas ao seu modo de vida.
Culturalmente, tanto caiçaras como ribeirinhos são descendentes da miscigenação entre
indígenas e colonizadores portugueses, sendo que os ribeirinhos mais recentemente
(especialmente no século passado) incorporaram a influência de imigrantes da região
Nordeste. Os caiçaras vivem na região litorânea do sudeste do Brasil, principalmente no litoral
de São Paulo e Rio de Janeiro, em regiões onde predomina o bioma da Mata Atlântica, com
grande biodiversidade e bastante devastado (restam menos de 10% de sua cobertura original).
Os ribeirinhos encontram-se geralmente nas margens dos grandes rios brasileiros, sendo que
os caboclos, com os quais tivemos mais convivência em nossa pesquisa, vivem ao longo dos
rios amazônicos, incluindo o ecossistema das matas de várzea, bastante produtivo. As
principais atividades econômicas e de subsistência (produção de alimento) de ambos grupos
culturais consistem principalmente na pesca artesanal, agricultura de pequena escala,
complementadas por criação de animais e extrativismo vegetal (especialmente na Amazônia),
além do turismo (principalmente no litoral). A maioria das refeições de caiçaras e ribeirinhos
geralmente inclui peixe (como principal proteína animal) e farinha de mandioca.
Esporadicamente pode ocorrer também a caça, para fornecer proteína animal adicional,
especialmente nas épocas do ano em que a pesca é dificultada por fatores climáticos ou
sazonais.

Atividade: Pesquisar sobre comunidades quilombolas e povos da floresta do cerrado.