Você está na página 1de 8

Endereço da página:

https://novaescola.org.br/plano-de-aula/2343/self-o-nosso-eu-com-os-outros

Planos de aula / Ciências / 1º ano / Vida e Evolução

Self: o nosso eu com os outros


Por: Juliana Nair dos Santos Silva / 01 de Novembro de 2018

Código: CIE1_04V&E02

Sobre o Plano

1º Ano

Objetivos de aprendizagem

Estimular momentos de reflexão e autoconhecimento sobre “quem sou” bem como as consequências do “ser” (cultura, família, personalidade, sonhos) nas relações que tecemos com o outro e com o mundo em que vivemos.

Habilidade da Base Nacional Comum Curricular

(EF01CI04) Comparar características físicas entre os colegas, reconhecendo a diversidade e a importância da valorização,
do acolhimento e do respeito às diferenças.

Este plano foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA.

Professor-autor: Juliana Nair dos Santos Silva

Mentor: Eliane de Siqueira

Especialista: Margareth Polido

Materiais complementares

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Self: o nosso eu com os outros

Slide 1 Sobre este plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos,


ele apenas resume o conteúdo da aula para que
você, professor, possa se planejar.
Este plano pode ser executado de forma mais
efetiva para abordagem do conteúdo se antecedido
do CIE1_04VE01, cujas atividades principais
Mão na massa se complementam.
Materiais necessários para a aula: Projetor de
slides, almofada de carimbo, autorretrato em
tamanho real produzido na aula anterior e tesoura.

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Self: o nosso eu com os outros

Slide 2 Título da aula


Tempo sugerido: 5 minutos.
Orientações: Apresente aos alunos o Título
conforme slide. Explique o termo “self”, que não
diz respeito à “selfie”, atualmente utilizado para
designar
as fotos que são feitas pelo próprio indivíduo, mas
possui relação, uma vez que significa “si mesmo”.
Nesta aula será possível promover situações de
autoconhecimento entre as crianças, que, ao
pensar sobre si mesmas, poderão refletir acerca
das relações com colegas, adultos do convívio
escolar, familiar e outros.

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Self: o nosso eu com os outros

Slide 3 Contexto
Tempo sugerido: 20 minutos.
Orientações: Pergunte para a turma quem já possui
RG e se sabem do que se trata bem como a sua
importância. Mostre o RG fictício do slide e discuta
sobre o que contém este documento que define
quem nós somos. Nome completo, filiação, local
onde nascemos, digital e foto. Por que estas
informações são importantes? Estes dados são
permanentes ou podem mudar com o tempo? O
objetivo neste momento é levantar os
conhecimentos prévios acerca do que constitui
nossa identidade e instigar a reflexão sobre nossas
características que são definitivas e
temporárias/passíveis de mudança. Finalize com a
tarefa, em duplas, de produzirem o RG do colega,
no caderno dele(a). Em vez da foto poderão fazer
um esboço simples do rosto, farão perguntas como
nome da mãe, do pai, onde nasceram, e, para
registrar as digitais, vão até sua mesa a fim de
utilizar a almofada de carimbo.
Obs: Caso a escola não possua projetor poderá
imprimir o RG modelo e passar entre os alunos.

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Self: o nosso eu com os outros

Slide 4 Questão disparadora


Tempo sugerido: 5 minutos.
Orientações: Prossiga os questionamentos
registrando no quadro “Quem sou eu?” e “Por que
isso é importante?”. Estas serão as perguntas
norteadoras da aula, foco da discussão principal
após a atividade proposta a seguir.

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Self: o nosso eu com os outros

Slide 5 Mão na massa


Tempo sugerido: 40 minutos.
Orientações: Retome as representações em papel
kraft feitas por cada aluno na aula anterior
(CIE1_04VE01). Peça que, em grupos, os alunos
retirem seus desenhos e recortem as partes do
corpo a fim de misturá-las e reuni-las em uma
nova forma, como um mosaico, criando “novas
pessoas”. Alguns exemplos são trazidos no slide
por meio de fotos, caso você, professor, queira
ilustrar de forma mais clara a orientação aos
alunos.
Após concluir esta tarefa deverão dar nome aos
novos personagens e criar uma pequena história
coletiva. Este passo poderá ser feito de duas
formas: dentro do próprio grupo (neste caso serão
originadas várias histórias na sala), ou com a
turma toda, que possibilitará a criação de uma
grande narrativa, com todos os personagens de
uma só vez. O foco aqui é que as crianças percebam
com a construção dos personagens uma relação
com si mesmos, de que compomos em nosso ser
uma mistura de características, tanto físicas, pela
união de etnias de nossos ancestrais, como
psicológicas, emotivas e culturais, pelo ambiente
no qual crescemos e pelas pessoas com quem
convivemos. A percepção desta mistura, que gera
as particularidades de cada indivíduo, deverá
auxiliar na forma como se relacionam em sala,
aumentando a empatia, a compreensão, a
gentileza e o respeito. Neste caso ainda,
a criação cooperativa da história será mais um
momento de mistura, cujas ideias serão unidas,
respeitadas e conduzidas para um objetivo maior e
conjunto.
A fim de auxiliá-los durante a atividade direcione a
concepção dos enredos baseada na observação das
características físicas e diferenças entre os
indivíduos. Poderá dar um exemplo usando dois ou
três personagens dos grupos em um contexto, com
diálogos curtos. Ainda, caso julgue necessário,
estimule a imaginação das crianças com a
disposição de fichas contendo algumas frases
passíveis de ser incluídas nas histórias, carregadas
de mensagens de respeito à diversidade e empatia.
O momento de criação é livre, deixe as crianças
bem à vontade para se expressar, e garanta que um
representante do grupo alfabetizado faça registros
em tópicos do que foi produzido. Para finalizar
deverão compartilhar a narrativa completa. Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.
Plano de aula

Self: o nosso eu com os outros

deverão compartilhar a narrativa completa.


Ao concluírem as histórias, perceba se
conseguiram transpor para as narrativas a ideia
central da atividade e instigue esta reflexão para a
discussão que virá a seguir.

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Self: o nosso eu com os outros

Slide 6 Sistematização

Tempo sugerido: 30 minutos.


Orientações: Sistematize o conteúdo organizando
os alunos em roda para discutirem o que foi
produzido até o momento. Retome os desenhos
originais (aula CIE1_04VE01) e peça para que
lembrem como estavam. Aquela representação era
de como eles se veem, se definem, com expressões
físicas e culturais, que, assim como o RG, possuem
características permanentes e outras passíveis de
mudança ao longo do tempo. Retome aqui o que
são características físicas, quais são as mais
comuns de identificar, quais nos diferenciam
fisicamente uns dos outros. A seguir, lance a
questão sobre
por que conhecer a si mesmo é importante? Espere
que as crianças tragam o que pensam a respeito e
complemente se julgar necessário. A atividade que
propõe a mistura de desenhos (características)
pode ser usada como uma analogia de nossas
relações, por exemplo, ao criarem a história em
grupo todos contribuíram com sua imaginação e
com um pouco do que carregam consigo. Quando
conhecemos alguém nem sempre sabemos como
ela realmente é, do que gosta, como é sua família,
onde nasceu, seus sonhos, ao passo que isso
acontece pode ser transformador e se faz
necessário respeito nestas relações, para
compreender tudo que nos é diferente e poder levar
conosco “um pedacinho” do que cada pessoa
oferece a nós.
O objetivo não é que as crianças cheguem com
facilidade a esta conclusão, mas que tragam em
suas falas, bem como nas narrativas criadas,
atitudes empáticas, de respeito à diversidade, e
percebam que o autoconhecimento é importante
para a compreensão do outro, entendendo que
possuímos diferentes origens e criações, assim as
relações podem ser mais saudáveis.

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.

Você também pode gostar