Você está na página 1de 2

Música Medieval

Introdução

Na Idade Média (século X ao XV), a música esteve ligada, principalmente, à religião


(cristianismo) e a Igreja Católica. Os principais temas musicais desse período estiveram
relacionados a passagens bíblicas, vida de santos, rezas e orientações religiosas.
Geralmente, essas músicas eram tocadas em igrejas (durante as missas) e nos mosteiros
(cantadas pelos monges), como no caso do canto gregoriano.

Mas também havia a música laica (não religiosa), que era tocada nas festas dos castelos,
nas ruas e também em tavernas (espécie de bares).

Principais gêneros musicais medievais:

- Canções trovadorescas: geralmente eram poemas satíricos ou amorosos, que eram


musicalizados. Foi muito comum em Portugal durante os séculos XII e XIII.

- Moteto: surgiu no século XIII e se caracterizava, principalmente, por músicas formadas


pela mistura de dois ou mais textos de temas diferentes. De caráter popular, possuíam, na
maioria das vezes, caráter satírico.

- Missa: músicas de caráter religioso (cristão) cantado por coros durante as missas
católicas.

- Conductus: canções religiosas cantadas durante as procissões católicas. Geralmente


eram cantadas pelas pessoas que estavam participando da procissão.

- Hoqueto: neste gênero, a melodia era fragmentada em várias partes e distribuída entre os
instrumentos musicais.

Canto Gregoriano: música religiosa cantada por monges em missas ou cerimônias


religiosas.
Principais compositores da música medieval:

- Pérotin (1160-1236): compositor francês da Escola de Notre-Dame. Foi, provavelmente, o


criador do gênero Moteto. Uma de suas principais composições foi “Magnus Líber Organi”.

- Léonin (1135–1201): compositor de organum francês do século XII. Também fez parte da
Escola de Notre-Dame.

- Guillaume de Machaut (1300-1377): compositor e poeta francês. Se destacou pelo uso


de várias novidades harmônicas, rítmicas e melódicas. É um dos principais representantes
da Ars Nova (novo método de notação musical). Sua principal obra foi a “Missa de Notre-
Dame”.

- John Dunstable (1390-1453): um dos principais músicos e compositores medievais da


Inglaterra. É considerado um dos responsáveis pela inovação musical na Idade Média. Foi
o criador da técnica do falso bordão inglês (tipo de harmonização musical), que teve grande
influência na fase inicial da música renascentista.

- Guillaume Dufay (1397-1474): foi um compositor flamengo da transição da Idade Média


para o Renascimento. Obteve destaque pelo seu modelo musical de missa polifônica.

Principais instrumentos musicais usados na Idade Média:

- Rebeca: instrumento com 3 cordas, que é tocado com o uso de um arco.

- Cítola: instrumento de 4 cordas, tocado com os dedos.

- Harpa: instrumento de cordas de formato triangular.

- Charamela: instrumento musical de sopro, parecido com o atual oboé.

- Flauta: instrumento de sopro feito com um tubo oco de madeira com vários furos.

- Órgão: instrumento musical grande com teclas e pedaleira. Na Idade Média, os órgãos
eram bem mais simples do que os atuais.

Guillaume Dufay, compositor musical flamengo da transição da Idade Média para o


Renascimento.