Você está na página 1de 1

Cancelamento de nota fiscal após 24 horas

O cancelamento de nota fiscal é um assunto que desperta muitas dúvidas nos empreendedores. Qual é o procedimento
correto a ser adotado quando uma nota fiscal é emitida com informações equivocadas? Existe um prazo para que seja
feito esse cancelamento?
Mesmo com toda a comodidade proporcionada pela nota fiscal eletrônica, nenhuma empresa está livre dos equívocos no
momento do preenchimento das informações. Entretanto, é importante estar atento ao prazo de 24 horas para o cancela-
mento de nota fiscal nessas situações – caso contrário, será preciso solicitar à Receita Federal o cancelamento fora de
prazo.
Neste artigo veremos como funciona o cancelamento de nota fiscal após 24 horas. Confira.

Principais situações para o cancelamento de nota fiscal


A nota fiscal é um documento que serve de comprovação em relação às movimentações financeiras realizadas por uma
empresa perante o poder público. É por essa razão que é tão importante que todos os dados estejam preenchidos correta-
mente de acordo com a operação que realmente ocorreu.
A necessidade do cancelamento de nota fiscal pode ter origem em diversas pequenas falhas que comprometem a fide-
dignidade das informações:

Erro das informações básicas da sua empresa – como o CNPJ.


Informações equivocadas sobre o cliente.
Produtos destacados de maneira incorreta.
Falhas nos cálculos dos tributos.
Desistência ou alteração do negócio.
Outros erros de digitação.

Como funciona o cancelamento da NF após 24 horas?


Caso tenha passado o prazo de 24 horas após a emissão do documento, não é mais possível fazer o cancelamento de no-
ta fiscal sem a aplicação de uma penalidade. Nessas situações, a operação é passível de multa aplicada pela Receita Fe-
deral.
Para que essa operação ocorra, é preciso que o contador realize um cancelamento extemporâneo – que é a transferência
que a contabilidade faz, sendo necessário ir até a Sefaz e pagar uma taxa para que seja liberado o cancelamento de nota
fiscal.
Para evitar esse processo, muitas empresas optam por outras alternativas em vez de realizar o cancelamento da nota fis-
cal:
Inutilização da nota fiscal, nos casos em que a numeração ainda não tenha sido adotada em nenhuma NF-e.
Devolução, que é a emissão de outro documento fiscal informando a devolução dos produtos vendidos.
Estorno, que consiste na devolução das mercadorias ao estoque junto com o imposto destacado. Nesses casos, é ne-
cessário que seja anexada uma declaração junto à nota de estorno com uma explicação e assinatura do destinatário.
Complemento, que é uma nota fiscal que complementa as informações incorretas da nota fiscal emitida.
Carta de correção, para erros de preenchimento que não tenham a ver com valores, impostos ou informações do
destinatário.

Você também pode gostar