Você está na página 1de 8

INSTITUTO SUPERIOR DE COMUNICAÇÃO E IMAGEM

DE MOÇAMBIQUE

Licenciatura em Contabilidade e Auditoria

Disciplina: Fiscalidade

Turma: CAN2A

Imposto sobre veículos & Imposto autárquico


de veículos (Pontos Chaves)

Autor: Sidney Simbine

Novembro de 2020
INSTITUTO SUPERIOR DE COMUNICAÇÃO E IMAGEM

DE MOÇAMBIQUE

Licenciatura em Contabilidade e Auditoria

Disciplina: Fiscalidade

Turma: CAN2A

Imposto sobre veículos & Imposto autárquico


de veículos (Pontos Chaves)

Autor: Sidney Paz Simbine

Código de estudante: 2014273

Turma: CAN2A

Trabalho II, individual

apresentado na cadeira de Fiscalidade.

Docente: Dr. Nivaldo Muchanga

Novembro de 2020
Resumo: A tributação visa a satisfação das necessidades financeiras
do estado e de outras entidades públicas e promove a justiça
social, a igualdade de oportunidade e a necessidade de
redistribuição de riqueza. O presente trabalho tece sobre
uma pequena parte dessa imensidão que é o nosso sistema
tributário moçambicano, no que tange aos outros impostos,
analisando concretamente o Imposto sobre Veículos, que
pela entrada em vigor da lei 1/2008 (Lei do Sistema
Tributário Autárquico), abre espaço para uma série de
questionamentos e/ou comparações. Serão abordados neste
trabalho pontos-chaves do imposto, como legalidade,
incidência, taxa, dentre outros aspectos.

Palavras-Chave: Imposto, veículos, aeronaves, barcos, ISV, IAV,


Moçambique, autarquia, governo local, tributação,
fiscalidade.

I
Índice
Resumo................................................................................................................................................ I
Palavras-Chave .................................................................................................................................... I
1 INTRODUÇÃO ............................................................................................................................. 2
2 CONTEXTUALIZAÇÃO .................................................................................................................. 2
2.1 ISV (IMPOSTO SOBRE VEICULOS) ....................................................................................... 3
2.2 Pontos Chaves do Imposto Autárquico de Veículos (IAV).................................................. 3
2.2.1 Sujeito Passivo ............................................................................................................ 3
2.2.2 Taxa ............................................................................................................................ 4
2.2.3 Periodicidade.............................................................................................................. 4
2.2.4 Local de pagamento ................................................................................................... 4
2.2.5 Transgressões ao IAV ................................................................................................. 4
3 CONCLUSÃO ............................................................................................................................... 4
4 Bibliografia ................................................................................................................................. 5

1
1 INTRODUÇÃO
O objectivo deste trabalho é trazer de forma nítida todos os aspectos relevantes do imposto sobre
veículos, em destaque para a sua incidência, taxa, periodicidade e penalidades.

2 CONTEXTUALIZAÇÃO
“A tributação visa a satisfação das necessidades financeiras do Estado e de outras entidades
públicas e promove a justiça social, a igualdade de oportunidades e a necessária redistribuição da
riqueza e do rendimento” (Lei n. 15/2002, de 26 de Junho).

O sistema tributário vigente em Moçambique classifica os impostos em directos e indirectos, sendo


que estes tributam directamente os rendimentos e, tributam de forma indirecta as despesas,
respectivamente e, por fim o sistema complementa-se com outros impostos a nomear (Art.56 e
Art.70, Lei 15/2002):

a) Imposto do Selo;
b) O imposto sobre sucessões e doações;
c) A Sisa;
d) O imposto especial sobre o jogo;
e) O imposto de reconstrução nacional;
f) O imposto sobre veículos;
g) Outros impostos e taxas especificas, estabelecidas por lei.

Em alinhamento com os objectivos da tributação, importa referir que o governo de Moçambique,


baseado no princípio de descentralização e desconcentração da administração Pública, é
representado por órgãos do Estado a nível local (Art. 249 e Art. 263, CRM). Estes fazem jus a solução
dos problemas das comunidades. Compreendem autarquias locais de Moçambique, de acordo com
(Art. 273, CRM), os municípios e as povoações. As autarquias locais gozam de autonomia financeira
e patrimonial, dispondo legalmente do direito de arrecadar receitas que por lei lhes sejam
destinadas, incluindo o produto da cobrança dos impostos e taxas autárquicas (Art. 3 e 7 Lei
1/2008).

O Sistema Tributário Autárquico, compreende os seguintes impostos e taxas (Art.51 Lei 1/2008):

a) Imposto Pessoal Autárquico;

b) Imposto Predial Autárquico;

c) Imposto Autárquico de Veículos;

d) Imposto Autárquico de Sisa;

e) Contribuição de Melhorias;

1) Taxas por Licenças Concedidas e por Actividade Económica;

g) Tarifas pela Prestação de Serviços.

2
2.1 ISV (IMPOSTO SOBRE VEICULOS)
O imposto sobre veículos incide sobre o uso e fruição de determinados veículos, matriculados ou
registados no Pais, ou desde que, independentemente do registo ou matrícula, sejam decorridos
180 dias a contar da respectiva entrada do mesmo no território nacional e se encontrem a circular
ou a ser usados em condições normais de utilização (Art.1, Dereto 19/2002).

“Contudo, no âmbito da Lei n° 1/2008, de 16 Janeiro – Lei que define o Sistema Tributário
Autárquico, foi introduzido o Imposto Autárquico sobre Veículos (IAV) regulamentado pelo Decreto
n° 63/2008, de 30 de Dezembro de 2008 que visa substituir nas autarquias o correspondente
imposto do Estado” (ACIS em cooperação com USAID, 2011).

“O imposto autárquico de veículos substitui, nas autarquias, o imposto sobre veículos” (Art.65 Lei
1/2008). Pela introdução do Imposto Autárquico sobre Veículos, o ISV passou a incidir somente
sobre os proprietários dos veículos passíveis de imposto residentes fora do território das
autarquias.

Devido a paridade no método de aplicação e das taxas dos dois impostos e, sendo
incontestavelmente notável que o número de veículos é maior nas autarquias, torna imprescindível
enfatizar os pontos chaves do IAV.

2.2 Pontos Chaves do Imposto Autárquico de Veículos (IAV).


De acordo com o Art.65 Lei 1/2008, O IAV incide sobre o uso e fruição dos veículos matriculados
ou registados nos serviços competentes no território Moçambicano, ou, independentemente, de
registo ou matrícula, logo que, decorridos 180 dias a contar da sua entrada no mesmo território,
venham a circular ou a ser usados em condições normais da sua utilização:

 Automóveis ligeiros e automóveis pesados de antiguidade menor ou igual a 25 anos;


 Motociclos de passageiros com ou sem carro de antiguidade menor ou igual a 15 anos;
 Aeronaves com motor de uso particular;
 Barcos de recreio com motor de uso particular.

A matrícula ou o registo é o que, conforme o caso, deva ser efectuado nos serviços competentes
de viação, de aviação civil, ou de marinha mercante.

Consideram-se potencialmente em uso os veículos automóveis que circulem pelos seus próprios
meios ou estacionem em vias ou recintos públicos, os barcos de recreio e aeronaves, desde que
sejam detentores dos certificados de navegabilidade devidamente válidos. Os reboques com
matrícula própria estão incluídos no grupo dos automóveis pesados.

2.2.1 Sujeito Passivo


São sujeitos passivos do IAV, segundo o Art.66 Lei 1/2008, os proprietários dos veículos, (pessoas
singulares ou colectivas, de direito público ou privado), residentes na Autarquia, em nome dos quais
os veículos estejam matriculados ou registados.

3
São equiparados a proprietários os locatários financeiros e os adquirentes com reserva de
propriedade.

2.2.2 Taxa
As taxas do IAV são aplicadas de acordo com critérios estabelecidos consoante o tipo de veículo.
Para os veículos automóveis a lei considera, nomeadamente, o combustível utilizado, a cilindrada
do motor, a potência, a voltagem, a antiguidade, a capacidade de carga ou o número de
passageiros; nas aeronaves, o peso máximo à descolagem; nos barcos de recreio a propulsão a
partir de 25 HP, entre outros conforme se indicam nas respectivas tabelas.

Vide art.70 Código Tributário Autárquico.

2.2.3 Periodicidade
O prazo de pagamento do IAV decorre (Art. 71, Lei 1/2008):

 De Janeiro a Março de cada ano;


 Quando se inicia o uso ou fruição do veículo, se este facto ocorrer posteriormente ao
prazo normal de pagamento;
 No caso de aquisição de veículos novos, nos 30 dias seguintes à data de aquisição;

2.2.4 Local de pagamento


Os pagamentos do IAV são efectuados nos Conselhos Municipais ou de Povoação da área da
residência ou da sede do sujeito passivo, mediante o processamento de uma guia M/1 a qual
deverá ser acompanhada do título de registo de propriedade do veículo e, no caso das aeronaves,
também do certificado de navegabilidade.

2.2.5 Transgressões ao IAV


As transgressões ao IAV são punidas nos termos dos artigos 80 a 92 do Código tributário
autárquico, devendo a graduação das penas fazer-se de harmonia com a gravidade da culpa, a
importância do imposto a pagar e demais circunstâncias do caso.

 Sendo o infractor uma pessoa colectiva, respondem solidariamente pelo pagamento da


multa, os sócios de sociedades de responsabilidade ilimitada, os sócios que controlem as
decisões de gestão da sociedade e os administradores ou gestores das sociedades de
responsabilidade limitada;
 Se os veículos forem propriedade de entidades isentas, são pessoalmente responsáveis
pelas infracções os administradores, chefes ou outros dirigentes dos serviços a que os
veículos estejam afectos.

3 CONCLUSÃO
Pela introdução do Imposto Autárquico sobre Veículos, o imposto do Estado (Imposto Sobre
Veículos) passou a incidir somente sobre os proprietários dos veículos passíveis de imposto
residentes fora do território das autarquias. O ISV e o IAV, incidem sobre o uso e fruição de
determinados veículos, matriculados ou registados no Pais, sendo que a aplicação de uma lei ou da
outra é determinada pela residência do sujeito passivo.

4
4 Bibliografia
(s.d.). Lei n. 15/2002, de 26 de Junho.

ACIS em cooperação com USAID, S. e. (12 de 2011). O Quadro Legal. Outros impostos e taxas(Para
Impostos em Mocambique).

Art. 249 e Art. 263, CRM (CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA).

Art. 273, CRM (CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA).

Art. 3 e 7 Lei 1/2008 (LEI N.1/2008, DE 16 DE JANEIRO).

Art. 71, Lei 1/2008. (s.d.). LEI 1/2008, DE 16 DE JANEIRO.

Art.1, Dereto 19/2002. (s.d.). DECRETO N. 19/2002, DE 23 DE JULHO.

Art.51 Lei 1/2008 (LEI N.1/2008, DE 16 DE JANEIRO).

Art.56 e Art.70, Lei 15/2002 (Lei n.15/2002, de 26 de Junho).

Art.65 Lei 1/2008. (s.d.). Lei 1/2008, DE 16 DE JANEIRO.

Art.66 Lei 1/2008. (s.d.). LEI 1/2008, DE 16 DE JANEIRO.

Você também pode gostar