À IMAGEM E SEMELHANÇA De Evana Ribeiro CAPÍTULO 29

Copyright

CENA 1 - UNIVERSIDADE/ESTACIONAMENTO - INT - DIA Continuação da cena final do capítulo anterior. Giulia respira fundo e sorri forçadamente. GIULIA Como vai, Daniel? DANIEL Muito bem, obrigado. Está chegando ou saindo? GIULIA Vou almoçar. DANIEL Bom, gostaria de almoçar comigo? GIULIA (hesitante) Bem... Eu... DANIEL Vamos, não recuse! Ficarei muito feliz em ter sua companhia agora. GIULIA Já que insiste... DANIEL Então venha comigo. Eu almoço num restaurante muito bom a uns 3 quarteirões daqui. Vamos no meu carro. Daniel abre a porta do carro para que Giulia entre. Ela tenta disfarçar o temor, mas acaba entrando. GIULIA (para si própria) Mamma mia... Ela deve estar se revirando no túmulo de me ver aceitando carona de estranhos! Daniel entra no carro. DANIEL Não esqueça de colocar o cinto, Giulia! GIULIA (olhando pela janela) Oh, sim. Vou colocar.

2.

Ambos colocam os cintos e logo o carro sai do estacionamento. CORTA PARA CENA 2 - RESTAURANTE - INT - DIA Daniel e Giulia esperam pela chegada do garçom trazendo seus pedidos. Giulia evita a todo momento olhar para ele, dirigindo seu olhar para baixo e para as outras mesas. DANIEL Algum problema? GIULIA (como que pega de surpresa) Problema? Nenhum... DANIEL É que você me parece um tanto inquieta. Tem algo incomodando você? Não tenha medo de dizer, talvez eu possa ajudá-la. GIULIA Obrigada, mas não há problema nenhum, é sério. É só saudade de casa. DANIEL Entendo. Logo quando me mudei pra cá, sozinho, senti a mesma coisa. Hoje já estou acostumado com a solidão. GIULIA (olha para ele, evidenciando interesse) Ainda vive sozinho? Não é casado, nem tem filhos? Percebendo o interesse de Giulia, Daniel põe a mão esquerda sob a mesa, para esconder a aliança. Giulia percebe a manobra, mas não fala nada. CORTA PARA

3.

CENA 3 - CASA DE MEIRE/COZINHA - INT - DIA Lila e Meire almoçam juntas. LILA Pôxa, Meire... Brigadão por ter me chamado pra almoçar hoje. Eu tava muito desanimada pra cozinhar. MEIRE Sei bem como é isso, minha filha. Quem tá acostumado a ter mais gente na mesa custa a se acostumar a ficar sozinho! LILA Giulia não ligou mais? MEIRE Hoje ela ainda não ligou. Acho que antes do bar abrir ela liga lá pro seu Luigi. LILA Sinto muita falta dela... MEIRE Todo mundo sente. Mas daqui a 15 dias ela vem visitar a gente. (tempo) Lila, você morou em Campinas durante toda a sua vida? LILA Não... Minha família é de Bauru. Eu só passei os últimos dois anos em Campinas. MEIRE Ah... E com quem você morava? LILA (um pouco contrariada) Vamos continuar comendo? Senão esfria. MEIRE Tudo bem... CORTA PARA

4.

CENA 4 - CASA DE LAYLA/SALA DE JANTAR - INT - TARDE A família de Layla está reunida, almoçando. Amanda está absolutamente alheia ao que acontece e quase não come. JOHANN Amanda! Aconteceu alguma coisa? LAYLA Já faz um bom tempo que acontecem coisas com essa menina. JOHANN Ela está com algum problema? MICHAEL Amanda conheceu um rapaz, pai. E ele andou mexendo muito com ela, sabe? JOHANN Então é isso... Você o conhece, Michael? MICHAEL O vi ontem na loja de discos perto da escola da Liv Helen. O nome dele é Isaac. Tinha cara de ser simpático, mas só troquei meia dúzia de palavras com ele. Layla, Johann, Michael e Liv Helen param de comer e ficam observando Amanda, que parece estar em outro mundo. Ela levanta e sai, sob os olhares espantados de todos. LIV HELEN Tia Amanda tá doente? LAYLA Mais ou menos, meu bem... Mas você é muito novinha para conversar sobre isso. LIV HELEN Novinha? Tenho cinco anos, já sou uma mocinha! Todos começam a rir. Começa a tocar Inflammatory writ Joanna Newsom. CORTA PARA

5.

CENA 5 - CASA DE LAYLA/QTO DE AMANDA - INT - TARDE A porta do cômodo está aberta. Amanda está deitada na cama, olhando para o teto. Michael entra sem ser notado. MICHAEL Hallo! AMANDA (levanta da cama, assustada) O quê? MICHAEL Você está apaixonada mesmo, hein? AMANDA Apaixonada, eu? Que bobagem. MICHAEL Não adianta mentir, mocinha. Esse tal de Isaac te deixa boba, pelos cantos. Isso nunca aconteceu antes. AMANDA Tá, tá, eu confesso! (tempo) Ele me pediu em namoro. MICHAEL E você aceitou. Os dois se entreolham em silêncio. AMANDA Não tem graça fazer suspense com você. MICHAEL (pulando em cima da irmã) Tá namorando! Tá namorando! Amanda começa a gritar e tenta se soltar, mas não consegue. Ela e Michael caem da cama, rindo. CORTA PARA CENA 6 - VIDEOCLIPE Imagens panorâmicas ao som de Take your mama out - Scissor Sisters, indicando passagem de algumas horas. CORTA PARA

6. CENA 7 - BAR SACRIPANTAS - INT - NOITE Luigi está se preparando para abrir o bar, quando o telefone toca. Ele corre para o balcão e atende. LUIGI Alô! (tempo) Giulia, meu amor! Está tudo bem? Se alimentou direitinho? (tempo) Ah, então você só ligou pra falar com Meire? (tempo) Não, ela não tá. (tempo) Não, que é isso, não tô chateado não! (tempo) Também te amo, filha. (tempo) Pode deixar que eu peço pra ela ligar. (tempo) Tchau. Luigi desliga o telefone e vai abrir o bar. LUIGI (abrindo as portas) Vê se pode... Essa Meire tá roubando a minha filha de mim! CORTA PARA CENA 8 - CASA DE FERNANDO/SALA - INT - NOITE Bárbara anda de um lado para o outro com o celular, tentando falar com Fernando, sem sucesso. BÁRBARA Ai, meu Deus! Quando eu quero falar com essa criatura ele não me aparece! Por que ele é assim? Por que ele nunca tá quando eu preciso dele? Diga-me, Senhor! Gabriel desce as escadas e vê a mãe andando pela sala. GABRIEL Ô, mãe! Que cara é essa? BÁRBARA Cara de quem tá há duas horas querendo falar com o inútil do seu pai e não consegue! GABRIEL Maneira aí, né mãe? Chamar o pai de inútil já é demais. Deve ter acontecido algo com ele e ele não pode atender.

7.

BÁRBARA Tipo... Ele está com outra mulher? GABRIEL Ele pode estar em reunião, mãe. Não coloca minhocas na cabeça, tá? BÁRBARA Mas meu filho... GABRIEL (interrompe) Larga esse celular e vai tomar um chazinho. É melhor, tá? BÁRBARA Mas eu preciso falar com ele... GABRIEL Daqui a pouco ele chega em casa, mãe! E você sabe como ele é, não gosta de ser monitorado. Gabriel tira delicadamente o celular da mão de Bárbara e o coloca em seu bolso. Em seguida, conduz a mãe até a cozinha. CORTA PARA CENA 9 - PENSIONATO/QTO DE GIULIA - INT - NOITE Giulia está sentada na cama, com o celular na mão. Disca o número do bar e espera a chamada ser atendida. CORTA PARA CENA 10 - BAR SACRIPANTAS - INT - NOITE O telefone começa a tocar, mas ninguém parece estar ouvindo. Meire, que está perto do balcão bebendo um suco de acerola, ouve e atende. MEIRE Alô? A cena se divide em duas. GIULIA Meire? Sou eu. Ainda bem que foi você quem atendeu!

8.

MEIRE O que aconteceu? Algo novo por aí? GIULIA Encontrei o homem de novo. MEIRE E? GIULIA E almoçamos juntos. Ele fez questão de que eu fosse com ele. Posso te contar tudo agora? MEIRE Pode! GIULIA Durante todo o almoço ele fazia comentários sobre como se sentia sozinho. Disse que estava se separando da mulher e que não tinha filhos. Mas quando eu perguntei sobre o casamento, ele tentou esconder a aliança. MEIRE Então quer dizer que ele quis bancar o divorciado carente pro seu lado, né? GIULIA Exatamente. MEIRE E você? GIULIA Eu o quê? MEIRE Como você se comportou? GIULIA Normal, pôxa. Foi estranho aquele cara me olhando o tempo todo, mas acho que segurei bem a onda. MEIRE Ele quis te levar pra algum outro lugar, fez outro convite?

9. GIULIA Não. Ele só disse que esperava que o acaso promovesse um novo encontro... MEIRE Agora eu tenho que desligar, Lila está chegando. GIULIA Ah, como ela está? MEIRE Está bem! Vou levá-la ao médico amanhã. GIULIA Fico tranqüila de saber que Lila não está desamparada... Eu ligo amanhã, tá bom? MEIRE Está certo. Tchau. GIULIA Tchau. Ambas desligam o telefone e a cena fecha no bar. Lila se aproxima de Meire. LILA Eu tava procurando por você! Tava falando com quem? MEIRE Giulia! LILA Desligou logo quando eu tava chegando, né? MEIRE Ela não podia falar mais, mas prometeu que ia ligar de novo. LILA Ah, tá... Da próxima vez me chama, tá? MEIRE E o que a senhorita tá fazendo aqui? Tem que dormir cedo pra ir ao médico amanhã.

10.

LILA Ai, eu não posso ficar nem um pouquinho? MEIRE Nada disso, mocinha! Vá descansar, vá. LILA Tá bom, fui. Lila sai, passando no meio das pessoas. CORTA PARA CENA 11 - CASA DE FERNANDO/SALA - INT - NOITE Bárbara está sentada no sofá, roendo as unhas de nervosismo. Gabriel esta ao seu lado, tentando acalmá-la. GABRIEL Mãe, não é melhor você ir dormir? BÁRBARA Dormir uma conversa! Quero estar bem acordadinha pra ter uma conversa bem séria quando o seu pai chegar. GABRIEL Olha só como você tá. Não vai conseguir ter uma conversa decente desse jeito! Vai por mim, é melhor ir pro quarto e tentar dormir. BÁRBARA E você vai ficar aí, esperando sozinho? Isso também não é justo. Você devia ter saído com Pietra. GABRIEL Eu não tava a fim de ir, mãe. E não ia deixar você sozinha. BÁRBARA Tem a Darren pra me fazer companhia. GABRIEL Não é a mesma coisa.

11. BÁRBARA Eu vou tomar um banho e dormir. Se ele chegar, corre e me chama, tá? GABRIEL Pode deixar! Boa noite. Bárbara começa a subir as escadas e olha uma última vez para a porta antes de continuar subindo. CORTA PARA CENA 12 - AP DE LEON/SALA - INT - NOITE Jerri e Leon entram juntos. JERRI Quando é que você começa a trabalhar? LEON Amanhã. Dei uma passada na escola, não é muito longe daqui. JERRI Massa... O que é que você vai fazer lá mesmo? LEON Vou ser agente administrativo. JERRI Ah, tá. LEON E como foi o seu dia? JERRI Aquela coisa de sempre... Ana nem... Jerri pára de falar, ao perceber que ia falar o que não devia. LEON O que tem Ana? JERRI Nada! Essa Ana você não conhece não... É uma louca que trabalha na casa lotérica. Pense numa mulher chata... Mas hoje ela não tava lá.

12.

LEON Vou tomar um banho e depois vou ficar um pouco com Milena. JERRI Ah, sim! Antes que você vá, quero dizer só uma coisinha. LEON Fala. JERRI Não marque nada para o próximo sábado. Vamos comemorar seu aniversário. LEON É? Onde? JERRI Surpresa. LEON Lá vem... JERRI Você vai gostar, tenho certeza! Leon olha desconfiado para Jerri, e depois sai. CORTA PARA CENA 13 - AP DE ANA PAULA E MILENA/QUARTO - INT - NOITE Ana Paula termina de trocar os curativos de Milena. ANA PAULA Pronto, acabou! Não ficou uma maravilha, mas existem enfermeiras piores. MILENA (desanimada) Tá ótimo. ANA PAULA Pôxa, quanta animação! Acabou o pesadelo, você tinha que ficar feliz.

13. MILENA Acabou só uma parte dele. Mas quantos malucos não devem se achar no direito de me seqüestrar e quase me matar só porque tá pagando? Se eu pudesse voltar a fita, mudava o dia em que aceitei fazer o primeiro programa. ANA PAULA Maldito dia! Mas tudo vai melhorar, você vai ver. MILENA O meu maior medo é que o Leon um dia descubra tudo. ANA PAULA Isso não vai acontecer. MILENA Se isso acontecer um dia... Eu juro que me mato. ANA PAULA Cala a boca, Milena. Se for pra falar besteira, é melhor ficar quieta! MILENA Eu prefiro me matar a ter que conviver com o desprezo dele. CORTA PARA CENA 14 - CASA DE FERNANDO/SALA - INT - NOITE Gabriel está quase dormindo no sofá, mas continua olhando para a porta. Vencido pelo cansaço, ele se deixa afundar no sofá e dorme. Instantes depois, Pietra entra e vai até o outro sofá, onde se deita e fica de olhos fechados. Fernando entra com um pouco de dificuldade na casa e faz barulho ao fechar a porta. Gabriel não acorda, mas Pietra abre os olhos e se assusta ao ver Fernando bêbado. PIETRA (baixinho) Meu Deus... Fernando olha seriamente para Pietra e depois sai da casa. Pietra fica por algum tempo olhando para a porta, sem acreditar no que acaba de ver. Depois levanta e sobe as escadas.

14.

CORTA PARA CENA 15 - VIDEOCLIPE Imagens do amanhecer em Salvador. CORTA PARA CENA 16 - CASA DE FERNANDO/SALA DE JANTAR - INT - DIA Gabriel toma café da manhã com Darren. Pietra chega e senta ao lado deles. PIETRA Bom dia pra vocês! Viram tio Fernando por aí? GABRIEL Não... Você viu a que horas ele chegou? Fiquei esperando na sala e acabei pegando no sono. PIETRA Ele chegou um pouquinho depois de mim. Fiquei até com medo de tão bêbado que ele tava. GABRIEL Bêbado? Caraca... Eu nunca vi meu pai bêbado. PIETRA Nem queira ver! GABRIEL Ele disse alguma coisa? PIETRA Não disse nada, mas ficou me olhando com uma cara esquisita, depois saiu. Nem parecia a mesma pessoa. Tá certo que o tio Fernando é meio azedo por natureza, mas ontem tava pior. GABRIEL Ele deve estar no jardim, né? PIETRA Acho que sim. Vamos lá fora ver?

15.

GABRIEL Vamos. Darren, se importa de ficar um pouco sozinha? DARREN Não, fiquem à vontade. Gabriel e Pietra saem. CORTA PARA CENA 17 - CASA DE FERNANDO/GARAGEM - INT - DIA Pietra e Gabriel entram na garagem e encontram o carro de Fernando com a porta aberta. Ele está deitado nos bancos da frente, com as pernas para fora do carro. GABRIEL Que coisa... A mãe não pode ver isso aqui. PIETRA Mas ela vai ter que saber, né? GABRIEL É verdade. A coitada tava que não se agüentava de tão nervosa ontem. PIETRA Então vai lá e conta logo. É melhor saber antes de ver tio Fernando de ressaca braba. Gabriel olha outra vez para o carro e faz um sinal de reprovação com a cabeça. CORTA PARA CENA 18 - CASA DE FERNANDO/SALA DE JANTAR - INT - DIA Darren e Pietra estão sentadas lado a lado na mesa. Gabriel e Bárbara estão em pé, um de frente para o outro. BÁRBARA Eu sabia! Eu sabia que aquela demora toda não era coisa boa. Onde é que ele tá? GABRIEL Tá lá na garagem...

16.

BÁRBARA (faz menção de sair) Eu vou falar com ele. GABRIEL (a segura) Não, mãe, ele tá dormindo... BÁRBARA (gritando e se debatendo) Eu vou lá! Ele tem que me ouvir! Quase me matou de preocupação, agora vai ter que acordar nem que seja na porrada! Pietra e Darren levantam e correm para ajudar Gabriel a segurar Bárbara. PIETRA Tia, deixa quieto... Quando ele acordar e tiver bom, vocês vão e conversam. Bárbara é levada para a mesa e forçada a sentar e beber um copo de suco. CORTA PARA CENA 19 - AP DE ANA PAULA E MILENA/SALA - INT - DIA Milena está sozinha. A campainha toca. MILENA (indo abrir) Ai, Ana Paula! Esqueceu a chave de novo... Milena abre a porta e dá de cara com Leon, que a abraça. MILENA Leon! Que surpresa... LEON É que eu tô indo trabalhar agora e pensei "Milena já deve ter acordado..." Eles se beijam. MILENA Trabalhar hoje?

17. LEON É... Vou ficar numa escola não muito longe daqui. MILENA Que bom! Mas eu achei que só começasse na próxima segunda. LEON Tenho que correr. Quando eu chegar a gente conversa, ok? MILENA Tá certo. Eles se beijam outra vez e Leon sai. Milena fecha a porta. CORTA PARA CENA 20 - VIDEOCLIPE Imagens panorâmicas de Recife, ao som de You are what you is - Frank Zappa. O clipe termina mostrando uma escola estadual. CORTA PARA CENA 21 - ESCOLA/HALL DE ENTRADA - INT - DIA Leon entra e se distrai vendo os jovens chegando para as aulas. Sem prestar atenção ao caminho, esbarra numa garota vestida com roupas vulgares, e derruba os livros e o caderno que ela carrega. Imediatamente ele se abaixa para ajudá-la a recolher as coisas. LEON Desculpa, moça. Eu ajudo... KÁTIA Não precisa. Eu pego tudo sozinha. Kátia pega suas coisas e segue seu caminho. Leon observa as roupas que ela está usando. LEON Ei, garota! KÁTIA (pára de andar e olha para ele) O que foi?

18.

LEON Você vai assistir às aulas... Assim? KÁTIA É. Algo contra? Leon não responde. Kátia o encara, séria. ********** FIM DO CAPÍTULO 29 **********

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful